Pacto 16ago14 etapa2

4.864 visualizações

Publicada em

Pacto Vila Prado

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.864
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
108
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pacto 16ago14 etapa2

  1. 1. PACTO NACIONAL PELO FORTALECIMENTO DO ENSINO MÉDIO E.E.E.M. Vila Prado Professora Juciane Teixeira Orientadora de Estudos
  2. 2. Não....o gato não comeu! Encaminhamento do Projeto ao MEC: UFRGS, UNIPAMPA, UFPEL, FURG, UFSM SIMEC → SISMÉDIO Usuário e senha orientador de estudos: cadastro pessoal, avaliação do formador e professor cursista. Usuário e senha professor cursista: cadastro pessoal, avaliação do orientador e autoavaliação.
  3. 3. Cronograma de ações do PACTO II Etapa • 50 horas de atividades coletivas realizadas em encontros presenciais e 50 horas de atividades individuais realizadas em EAD, totalizando 100 horas. • 12 encontros presenciais com a realização de atividades coletivas + 6 atividades individuais em EAD. • Dia da semana e horário dos encontros presenciais reais: sábados, das 8h às 12h. • Avaliação: 70% de frequência nos encontros presenciais reais e, consequentemente, na entrega das atividades coletivas e 70% de entrega das atividades individuais (ou duplas, conforme orientação da atividade) em EAD. • Cronograma no google docs – agora melhorado – para acompanhamento de entrega das atividades em EAD. • Grupo do Facebook Colegas do Pacto Ensino Médio Vila Prado, e-mail vilapradopacto@gmail.com e mural específico na sala dos professores, continuarão sendo os nossos espaços de comunicação e produção das atividades. Mês Encontros presenciais reais, onde se realizam as atividades coletivas Atividades individuais (em EAD) Agosto 9, 16 e 30 09 e 30 Reunião Extraordinária – SISMÉDIO = 2h, a combinar Setembro 06, 13 e 27 13 Outubro 4, 11, 18 e 25 4 e 18 Novembro 01 e 08 01
  4. 4. Orientações sobre a Etapa 2... Antes O Sujeito As áreas ? Durante O Sujeito A Pesquisa As Áreas E agora? Reunião com a formadora da CRE nos dias 19, 21 e 25 de agosto de 2014
  5. 5. Encontro de hoje Apresentação formal da Pesquisa Socioantropológica Relato II Seminário Estadual do Pacto pelo Fortalecimento do Ensino Médio. A Pesquisa nas Práticas Educativas do Ensino Médio. Seminário Integrado.
  6. 6. A Pesquisa nas Práticas Educativas do Ensino Médio Julio Alejandro Quezada Jélvez.
  7. 7. Pontos principais... Pedagogia da pesquisa, da pergunta e da problematização; Avaliação emancipatória focada na aprendizagem e no erro como elemento constitutivo; Politecnica como conceito estruturante do pensar e fazer, relacionando o estudo com o mundo do trabalho. Transformação de realidades sociais: escola e comunidade. Seminário Integrado: não é disciplina, mas um espaço orientado de pesquisa.
  8. 8. Pontos a refletir, diante da nossa realidade... -Papel do professor das áreas e do professor do Seminário Integrado diante da pesquisa. -Tempo, espaço e método de orientação do professor das áreas e do seminário. -O projeto de pesquisa e o produto final. -Tematização das áreas em cada ano – experiência de uma escola de Canoas: homem e cidadania, empreendorismo e gestão pessoal. - Envolvimento de TODOS os alunos: redes sociais.
  9. 9. Responda, em áreas as seguintes perguntas: 1. Que papel tem a equipe diretiva da escola na implantação da pesquisa como princípio pedagógico? 2. Como organizar e planejar a pesquisa, enquanto princípio Pedagógico? 3. Qual a participação dos professores de todos os componentes curriculares, das quatro áreas de onhecimento, na reestruturação do processo de ensino e aprendizagem por meio da pesquisa enquanto princípio pedagógico? 4. Que ações e articulações deveria desempenhar o professor mediador do seminário integrado e que ações e tarefas não deveria exercer? Apresente os nossos pontos vulneráveis e as possibilidades de soluções...
  10. 10. Então, a tarefa mais difícil consiste em colocar a cultura científica em estado de mobilização permanente, substituir o saber fechado e estático por um conhecimento aberto e dinâmico, dialetizar todas as variáveis experimentais em estudo, oferecer enfim à razão, razões para evoluir. (Bachelar, 1996)

×