Preparo chuva serodia

1.385 visualizações

Publicada em

Chuva Serodia, Espírito de Profecia, Trindade, Apostasia, Adventistas, Mensagem 3º Anjo

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.385
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
70
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Preparo chuva serodia

  1. 1. A CHUVA SERÔDIA
  2. 2. Mostrar que a chuva serôdia será derramada a fim de preparar um povo para terminar a pregação do evangelho e para permanecer fiel na crise final.
  3. 3. Assim como o agricultor necessita das chuvas para semear e para amadurecer o grão, também necessitamos das chuvas temporã e serôdia do Espírito para salvar pessoas e para completar a mensagem neste mundo. A palavra "serôdia" é a tradução do termo hebraico MALQOWSH, que aparece 6 vezes no AT (Prov. 16:15; Jer. 3:3; Osé. 6:3; Joel 2:23; e Amos 7:1 - este último, não com relação explícita à chuva, mas ao seu resultado). Esta chuva, chamada na Bíblia de "serôdia", ocorria entre os meses de março e abril, e servia para amadurecer os campos na Palestina, preparando-os para a colheita. Historicamente, os Adventista fazem uma analogia entre a chuva serôdia "literal", e a chuva serôdia "espiritual", cremos que será uma dotação especial do poder do Espírito que servirá para capacitar e mover à Igreja para a última pregação do Evangelho, antes do selamento, das pragas e da volta gloriosa do Senhor Jesus.
  4. 4. “E acontecerá, depois que derramarei o Meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões; até sobre os servos e sobre as servas derramarei o Meu Espírito naqueles dias”. Joel 2:28-29
  5. 5. Pedro identificou o derramamento do Espírito no Pentecostes como o cumprimento dessa profecia. At. 2:14-24 Porém, essa profecia também requer um segundo cumprimento que conduzirá à segunda vinda de Cristo. Joel 2:31 O objetivo é levar o povo ao conhecimento salvífico de Cristo. Joel 2:32; At. 2:22-24
  6. 6. A expressão ‘toda a carne’, lembra o fato de que o Espírito Santo age no coração de todos os seres humanos: Desde o índio na floresta ao presidente da república, todos recebem a convicção do Espírito.
  7. 7. O objetivo é conduzir ‘cada ser humano’ a uma oportunidade de salvação. Infelizmente nem ‘todo homem’ responde positivamente a Deus. A todos os que respondem e se voltam para Cristo, Deus promete a salvação.
  8. 8. O profeta Joel fixou o tempo em que a experiência do derramamento do Espírito ocorreria: Antes que viesse o ‘grande e terrível Dia do Senhor’ (2:31). Pedro e Paulo consideravam a primeira vinda de Cristo como sendo ‘os últimos dias’. I Cor. 10:11; I Ped.1:20.
  9. 9. Por isso Pedro aplicou a profecia de Joel ao pentecostes. At. 2:16-21 Acreditando que vivia nos últimos dias, ele experimentou a primeira chuva do Espírito. A última chuva do Espírito ainda está para vir sobre o povo de Deus no tempo do fim.
  10. 10. “Ao avizinhar-se o fim da ceifa na Terra, uma especial concessão de graça espiritual é prometida a fim de preparar a igreja para a vinda do Filho do homem. Esse derramamento do Espírito é comparado com a queda da chuva serôdia”. AA, 55
  11. 11. A profecia de Joel sobre a vinda do Espírito é dada no contexto das chuvas temporã e serôdia. Joel 2:22-24 A primeira chuva, a temporã, caía no sétimo mês, normalmente logo após a festa dos tabernáculos. Entre setembro e outubro, época em que os campos eram arados para a semeadura da cevada e do trigo.
  12. 12. A chuva serôdia ou última, caía um pouco antes da colheita. Entre março e abril e permitia que o grão se desenvolvesse bem e amadurecesse para a colheita. Para a colheita ser feita havia a necessidade de ambas as chuvas.
  13. 13. Os escritores bíblicos usam esse simbolismo das chuvas para ilustrar os dois grandes períodos de refrigério espiritual com respeito à pregação do evangelho. A semeadura se deu no pentecostes com a chuva temporã do Espírito. A conclusão da mensagem e a colheita espiritual se dará com a chuva serôdia.
  14. 14. “...sem a chuva serôdia, para encher a espiga e amadurecer o grão, a colheita não estará pronta para a ceifa, e o trabalho do semeador terá sido em vão. Necessita-se da graça divina em cada passo de avanço; só a graça divina pode completar a obra”. MM, A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959, 334. “...Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas”. Tiago 5:7.
  15. 15. Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia? I. Confissão (Jer. 3:13-15) A. Acreditar que Deus poderá nos salvar em nossos pecados é a maior barreira para o recebimento do Espírito Santo. Aquela célebre frase "Deus odeia o pecado, mas ama o pecador" não pode ser esquecida. B. A recusa de enfrentar algum pecado pessoal, a recusa de admitir que determinados pensamentos ou comportamentos estão impedindo nosso crescimento espiritual, faz com que seja impossível a nosso Deus conceder-nos a bênção do Espírito em toda a sua plenitude.
  16. 16. Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia? “Cada vez que o pecador tem que reconhecer sua culpa, ele mistura uma desculpa declarando que se não fosse por tal circunstância não teria feito o que agora lhe está sendo reprovado. Mas os exemplos bíblicos de genuíno arrependimento e humilhação revelam um espírito de confissão que não busca qualquer desculpa para o pecado nem tenta a auto justificação” – Ellen White, Testemunhos para a Igreja, vol. 5, p. 641.
  17. 17. Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia? II. Humildade (Atos 4:32) A. Pouca coisa pode ser mais terrível do que a ambição egoísta para desqualificar alguém para servir na causa de Cristo. Os membros e líderes arrogantes, orgulhosos, de olhar altivo, são um empecilho à imagem que as pessoas têm da Igreja de Deus. Alguns vivem em busca por honras, cargos, posições, status. Alguns líderes esquecem do rebanho que lhes foi confiado para cuidar, e se consideram como donos deste, maltratando e oprimindo seus irmãos ou "subordinados". B. Somente quando os discípulos deixaram de lado as desavenças pessoais e a busca por glória humana, foi que o Espírito teve acesse aos seus corações.
  18. 18. Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia? “Notai que só depois de haverem os discípulos entrado em união perfeita, quando não mais contendiam pelas posições mais elevadas, foi o Espírito derramado. Estavam unânimes. Todas as divergências haviam sido postas de lado” – Ellen White, Testemunhos Seletos, vol. 3, p. 211.
  19. 19. Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia? III. Arrependimento (Joel 2:12-17) A. Arrependimento é tristeza pelo pecado e libertação desse pecado. Enquanto o pecador não sentir profunda tristeza pela dor que o seu pecado trouxe ao coração de Deus, então ele não pode dizer que está "arrependido". B. Viver uma vida de arrependimento não significa passar todo tempo chorando pelos erros do passado. Mas sim uma freqüente e regular volta a Cristo, que é o único que nos pode livrar do pecado.
  20. 20. Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia? “Lembrem todos que Deus é santo, e que unicamente entes santos poderão morar em Sua presença” – Ellen White, Primeiros Escritos, p. 71.
  21. 21. Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia? IV. Oração (Atos 1:14) A. Os discípulos não estavam preocupados em oração por uma experiência emocional, extasiante. Não era uma "reza" mecânica para receber algum bem material de Deus. Eles queriam ser abençoados para poderem abençoar a outros. É oração por um bem-estar espiritual que só o Espírito de Deus pode conceder. B. O tempo mais necessário da oração sincera seria o período da chuva serôdia (Zac. 10:1). E estamos vendo que este tempo já é chegado. C. Os sinais dados por Jesus em Mateus 24 estão se sucedendo rapidamente.
  22. 22. Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia? “Devemos orar para que Deus descerre a fonte da água da vida. E nós mesmos devemos receber água viva. Oremos, pois, com coração contrito e com maior fervor, para que agora, no tempo da chuva serôdia, os chuveiros da graça sejam derramados sobre nós” – Ellen White, Testemunhos para Ministros, p. 509. “Peçam os cristãos com fé a bênção prometida, e ela virá” – Ellen White, Evangelismo, p. 701.
  23. 23. Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia? V. Testemunho (Atos 1:8) A. O principal propósito do dom do Espírito é o poder para testemunhar. O dom do Espírito não é para você ficar rico, ficar curado de todas as doenças, interpretar sonhos, fazer profecias, etc. O dom é dado para que a pregação do Evangelho seja fortalecida. B. Por que Deus nos concederia mais poder, se o que Ele nos concede agora não está sendo usado para o avanço do evangelho? Muitos pedem que Deus lhes dê uma "porção dobrada" do Espírito Santo (um jargão muito usado por alguns), mas não fazem nada com a "porção" que Ele já concedeu. Para quê Deus daria mais? Seria desperdício de poder! C. Por que Deus nos concederia mais talentos, se o que Ele já nos concedeu está enterrado, sem render nada?
  24. 24. Quais os passos para o recebimento da chuva serôdia? “Quando tivermos uma consagração completa, de todo o coração, ao serviço de Cristo, Deus reconhecerá esse fato mediante um derramamento, sem medida, de Seu Espírito; mas isso não acontecerá enquanto a maior parte dos membros da igreja não forem cooperadores de Deus” – Ellen White, Serviço Cristão, p. 253
  25. 25. Haverá um novo “Pentecostes” no tempo final da Igreja (Osé. 6:3) A. No Pentecostes da Igreja Primitiva houve um preparo especial. Os discípulos buscaram a preparação necessária para receber o poder do Espírito (At 1:1-8). É uma OBRIGAÇÃO da Igreja Adventista hoje se preparar mais e melhor para o recebimento desta manifestação plena do Espírito Santo. Os cultos frios, monótonos e sem vida, bem como as orações ritualísticas, enfadonhas e mecânicas, precisam dar lugar à uma vida de consagração e evidente busca do poder de Deus.
  26. 26. Haverá um novo “Pentecostes” no tempo final da Igreja (Osé. 6:3) B. Como receber a chuva serôdia? 1. Amar ao Senhor de todo coração (Deut. 11:13-14). Somente os que colocam Deus em primeiríssimo lugar (acima dos estudos, família, esportes, dinheiro, etc.) podem se dizer entre este grupo que O ama de TODO o coração. 2. Pedir o derramamento abundante do Espírito (Zac. 10:1). Isso não significa apenas repetir aquelas "rezas" que freqüentemente vemos em alguns cultos, mas buscar o poder de Deus com o objetivo real e sincero de repartí-lo com outros, em especial com os que perecem nas trevas do pecado e da apostasia doutrinária. Não adianta "rezar" pela descida do Espírito Santo, enquanto, por exemplo, nossas comissões de igreja se reúnem apenas para disciplinar membros ou discutir quanto será gasto na reforma do ar condicionado; Deus está esperando para ver Sua Igreja se levantar deste estado laodiceano, e ir em busca do pecador, onde ele estiver.
  27. 27. Haverá um novo “Pentecostes” no tempo final da Igreja (Osé. 6:3) 3. Esperar com paciência e vigilância (Tiago 5:7-9). Isso quer dizer que não devemos nos desesperar se o Espírito ainda não veio, mas também não podemos nos acomodar achando que Ele só virá quando Deus quiser... porque Deus já quer há muito tempo.
  28. 28. Haverá um novo “Pentecostes” no tempo final da Igreja (Osé. 6:3) “Se o cumprimento da promessa não é visto como poderia ser, é porque a promessa não é apreciada como devia ser. Se todos estivessem dispostos, todos seriam cheios do Espírito” – Ellen White, Atos dos Apóstolos, p. 50. “O Espírito Santo virá a todos os que estão pedindo o pão da vida para dá-lo a seus vizinhos” – Ellen White, Testemunhos para a Igreja, vol. 6, p. 90. “Ponham de parte os cristãos toda dissensão, e entreguem-se a Deus para a salvação dos perdidos. Com fé peçam a bênção prometida, e ela virá” – Ellen White, Testemunhos Seletos, vol. 3, p. 211.
  29. 29. A Ação do Espírito Santo no Tempo do Fim A. Jesus explicou qual seria a obra do Espírito (João 14:15-18; 16:1-16). Ele traria ao mundo a certeza da existência do pecado, e que a única porta de salvação é a fé no sacrifício do Senhor e Salvador Jesus. B. O Espírito de Deus constrói a personalidade cristã em nós (II Co 3:17-18). O verdadeiro crente batizado em nome de Jesus demonstra em sua vida os atributos deste batismo. Ira, ciúmes, egoísmo, críticas, picuinhas, rivalidades, etc., nada disso faz parte da vida do crente batizado.
  30. 30. A Ação do Espírito Santo no Tempo do Fim C. Produz os frutos de uma vida regenerada (Gál. 5:22-25). Talvez esta seja uma das evidências de que ainda precisamos buscar com mais dedicação o batismo do Espírito, em especial para a pregação nestes últimos dias. Ainda vemos muita falta de consagração entre nós (egoísmo, intrigas, ciúmes, vinganças, crueldade, etc.), o que mostra que ainda não tomamos consciência da gravidade da situação.
  31. 31. A Ação do Espírito Santo no Tempo do Fim “A comunicação do Espírito é a transmissão da vida de Cristo. Reveste o que O recebe com os atributos de Cristo” – Ellen White, O Desejado de Todas as Nações, p. 805. “Os que se acham sob a influência do Espírito de Deus, não serão fanáticos, mas calmos e firmes, isentos de extravagância em idéias, palavras e ações” – Ellen White, Obreiros Evangélicos, p. 289. “Quando pusermos nosso coração em união com Cristo, e nossa vida em harmonia com Sua obra, o Espírito que caiu sobre os discípulos no dia de Pentecostes há de ser derramado sobre nós” – Ellen White, Serviço Cristão, p. 252.
  32. 32. Haverá um fingimento da Chuva Serôdia A. Babilônia utilizará astúcia para enganar o povo 1. Grandes milagres serão realizados entre as igrejas apóstatas, produzindo um falso reavivamento (Apoc. 13:11-14). É por isso que não podemos depositar nossa fé em milagres ou maravilhas sobrenaturais. A verdadeira fé não depende de milagres para se firmar. E o inimigo sabe disso, por isso ele tem operado tanta "cura" e "maravilhas" nas igrejas apostatadas da verdadeira fé apostólica.
  33. 33. Haverá um fingimento da Chuva Serôdia 2. Muitos prodígios serão realizados “em nome de Jesus” (Mat. 7:21-23). Esta é uma das porções mais tristes da Bíblia, pois mostra a decepção que muitos falsos crentes enfrentarão quando forem confrontados no Tribunal de Cristo, e verificarem que suas igrejas apostatadas não tinham a unção do verdadeiro Espírito Santo.
  34. 34. Haverá um fingimento da Chuva Serôdia “Por intermédio dos anjos, haverá constante comunicação entre o Céu e a Terra. E Satanás, circundado por anjos maus e alegando ser Deus, realizará milagres de toda espécie, para enganar, se possível, os próprios escolhidos. O povo de Deus não encontrará sua segurança na realização de milagres; pois Satanás imitaria todo milagre que fosse efetuado. O provado e experimentado povo de Deus encontrará sua segurança e poder no sinal referido em Êxodo 31:12-18. Devem basear-se na Palavra viva: ‘Está Escrito’ Este é o único fundamento sobre o qual podem colocar-se com segurança. Os que quebraram seu concerto com Deus estarão naquele dia sem esperança e sem Deus no mundo” – Ellen White, Meditações Matinais (1995), p. 262.
  35. 35. Como Identificar o Erro? A. O verdadeiro Espírito é concedido aos que obedecem (At 5:32) Portanto, não podemos crer que uma comunidade de crentes que escolhem desobedecer a Deus, menosprezando Sua Santa Lei, como temos visto tão freqüentemente, seja agraciada com a dotação do Santo Espírito. A Bíblia é tão dura neste ponto que adverte de que até mesmo as orações destes falsos "crentes" são abominadas por Deus (Prov. 28:9).
  36. 36. Como Identificar o Erro? B. A Igreja de Deus possui 2 características principais (Apoc. 14:12): 1. A fé de Jesus - uma Igreja, para se considerar a representante da Verdade de Deus, não pode pregar uma mensagem dizendo que Jesus também é Deus, e muito menos diminuir Seu papel como mediador e único intercessor entre Deus e o pecador, uma vez que somente através do sacrifício realizado na Cruz do Calvário é que se abriu para nós a porta da graça de Deus. 2. A guarda dos 10 mandamentos - o Apocalipse é cristalino ao identificar a Igreja Verdadeira como aquela que guarda os mandamentos de Deus. Passando por esta "peneira", vemos que são poucos os que podem se considerar "santos" nos tempos em que estamos vivendo, pois a grande maioria despreza arrogantemente os mandamentos do Senhor, em especial o 1º e o 4º.
  37. 37. “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados, a fim de que, da presença do Senhor, venham tempos de refrigério, e que envie Ele o Cristo, que já vos foi designado, Jesus” Atos 3:19-20.
  38. 38. Reflexão: Quais são os três grandes eventos dos últimos dias a que Pedro se refere nesse texto? 1. O derramamento poderoso do Espírito Santo no povo de Deus, como refrigério. 2. A remoção final dos pecados sobre os justos. 3. A segunda vinda de Cristo.
  39. 39.  Assim, o arrependimento e a conversão no coração humano só ocorrem mediante o derramamento do Espírito.  Para o coração ressequido pelo pecado Deus dá a receita do refrigério do Espírito.
  40. 40. Reflexão: Que relação existe entre as três mensagens angélicas, a chuva serôdia e a segunda vinda de Cristo? Apoc. 14:6-16 1. É o Espírito de Deus que prepara o povo santo para pregar o ‘Evangelho eterno’ e para resistir às dificuldades dos últimos dias.
  41. 41. 2. Imediatamente após as mensagens angélicas, João viu Jesus vindo em glória com a foice para ceifar a seara da terra já madura. 3. Se a seara estava madura é por que veio a chuva serôdia.
  42. 42. 1. É a pregação das três mensagens angélicas de uma forma intensiva e poderosa pela ação da chuva serôdia. 2. O ‘alto clamor’ se estende a todos os lugares. 3. O clamor é para ‘sair de Babilônia’ e escapar das últimas pragas. Reflexão: O que é o alto clamor? Apoc. 18:1-5
  43. 43. 4. É o último apelo e convite de misericórdia de Deus ao mundo. 5. Será um pouco antes da volta de Jesus e prepara a seara da terra para a colheita final. Reflexão: O que é o alto clamor? Apoc. 18:1-5
  44. 44. 6. É a colheita final pela ação da chuva serôdia. 7. João descreve esse movimento na figura de um anjo com grande autoridade e que ilumina a terra com sua glória. Reflexão: O que é o alto clamor? Apoc. 18:1-5
  45. 45. “Viam-se centenas e milhares visitando famílias e abrindo perante elas a Palavra de Deus. Os corações eram convencidos pelo poder do Espírito Santo, e manifestava-se um espírito de genuína conversão. Portas se abriam por toda parte para a proclamação da verdade. O mundo parecia iluminado pela influência celestial”. TI, Vol. 9, 126 Ver-se-ão... muitos correndo de uma parte a outra, constrangidos pelo Espírito de Deus, para levar a luz a outros”. Evangelismo, 700
  46. 46. Paralelo entre o início e o término da pregação do evangelho Atos 1. Os primeiros cristãos alcançaram o mundo com a mensagem do evangelho. (At. 17:6 e Col. 1:23) Apocalipse 1. A mensagem dos três anjos levada a toda tribo, língua e povo. (Apoc. 14:6) 2. O Espírito Santo capacitou os discípulos para o testemunho. (At. 4:31) 2. Com grande autoridade a Terra será iluminada pela glória de Deus. É o mesmo Espírito comunicando poder ao povo de Deus. (Apoc. 18:1)
  47. 47. Paralelo entre o início e o término da pregação do evangelho Atos 3. A perseguição não os impedia de pregar: “importa obedecer a Deus que aos homens”. (At. 14:19) Apocalipse 3. A mensagem pregada na velocidade de um anjo (Apoc. 14:6-12), mesmo em meio às perseguições (Apoc. 13:15-16). 4. Os sinceros aceitavam a Jesus e eram unidos ao grupo de salvos. (At. 2:41 e 47) 4. João descreve a multidão dos salvos glorificados. (Apoc. 17:9)
  48. 48. Paralelo entre o início e o término da pregação do evangelho Atos 5. Havia um compromisso com Deus e com sua palavra. (At. 4:18-20) Apocalipse 5. Os fiéis de Deus perseveram na fidelidade à Ele e à Sua palavra. (Apoc. 14:12)
  49. 49. Propósito!!!!! Deus está ansioso para nos abençoar com o poder majestoso do Seu Espírito. Mas para isso acontecer, a Igreja precisa buscar, lutar, clamar pelo preparo necessário e essencial, e fazer sua parte! Está você disposto a viver uma vida religiosa de conformidade com os ensinos divinos, e buscar este preparo espiritual para receber o poder do Espírito Santo? O maior poder do Universo está à disposição do povo de Deus para estes últimos dias. Um poder ainda maior do que o que revestiu os discípulos no Pentecostes na chuva temporã. Devemos nos preparar para recebermos este poder, se quisermos estar entre os que terminarão a obra do Senhor, antes de Sua vinda. “Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?” Miquéias 6:08. FIM

×