Simpósio Intercessão

19.934 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
3 comentários
19 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Peço orem irmaos a Jesus cura e libertaçao d bruxarias maldicoes herdts por boca ou escrita insonia d Nsalete vilmar Diogenes e diones Descomtaminaçao proteçao dos invejosos dos criminosos, dos laços de satanas, afasta Senhor as opressoes , as obssessoes as infestaçoes malignas, os vicios ,as brigas e os espiritos malignos. Rogamos ao Deus pai q nos assista em todos os dias de nossas vidas calando falando ou dormindo ou trabalhando proteçao das miicias Celestias harmonia poder gloria ;vidas prosperas saude e muito amor, louvado seja Deus Amem.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • ótimo.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • oytimo
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.934
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.057
Comentários
3
Gostaram
19
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simpósio Intercessão

  1. 1. MINISTÉRIO DE INTERCESSÃO E BATALHA ESPITIRUAL FUNDAMENTOS R E N A S C E R
  2. 2. INTERCESSÃO - Objetivos O Ministério de Intercessão tem como responsabilidade buscar a manifestação da interferência divina a favor dos homens, demonstrando o poder e a autoridade do Nome de Jesus, através da Igreja Apostólica na terra. “ADMOESTO-TE, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. ” (I Tm 2.1-3)
  3. 3. INTERCESSÃO - Visão Baseada na postura de Neemias – Ne 1  Acreditamos como Igreja, no poder da intercessão, como sendo fundamental ao crescimento e desenvolvimento do mover apostólico.  Sem oração não há comunicação com Deus e sem esta comunicação não se manifestam seus livramentos, propósitos e projetos.  Também acreditamos na batalha espiritual como um posicionamento de cabeça da igreja resgatando os seus direitos e exercendo a sua autoridade.
  4. 4. ATIVIDADES DA INTERCESSÃO • O ministério de intercessão compõe-se de diversas tarefas e atividades que, quando bem planejadas e coordenadas, permitirão a fluidez das ações necessárias para o bom desempenho e obtenção do resultado esperado. • Cada participante do ministério terá um papel bem definido, isto é, um rol de atividades concernentes a unção e responsabilidade a ele confiadas, as quais são relacionadas a seguir:
  5. 5. COERÊNCIA NAS ATIVIDADES • O oficial do ministério de intercessão participará das diversas atividades do ministérios de acordo com a unção que possui. • Tal medida é necessária para que o aspirante não seja sobrecarregado com atividades espirituais das quais não está preparado ainda para executar e o presbítero ou pastor não seja apenas um “mandante”, ficando sempre fora das responsabilidades que lhes são devidas. “e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.” (Lucas 12:48b)
  6. 6. GRUPOS DE AÇÕES ESPIRITUAIS  ECI – Equipe de Cobertura Intercessória  EBE – Equipe de Batalha Espiritual  ECL – Equipe de Cobertura da Liderança  EVI – Equipe de Visita Intercessória As atividades do Ministério de Intercessão serão distribuídas em 4 grupos:
  7. 7. ECI – Equipe de Cobertura Intercessória Cobrir as autoridades espirituais, os oficiais e todo o corpo da igreja de oração contra todo levante e intenções do inferno. Cobrir os intercessores que participam em atividades específicas, como Batalhas Espirituais, atividades como EVI e ECL. Trazer à existência através do Clamor e oração: Transformação, Cura, Mudança de Sorte, Prosperidade e Crescimento em todas as áreas da Igreja, bem como em todas as áreas da vida de cada pessoa da Igreja.
  8. 8. INTERCESSÃO - Procedimentos Interceder nos Cultos Participar de Relógios de Oração Orar no Cenáculo Interceder em Eventos Participar das Reuniões Ministeriais Ungir Cadeiras e Objetos do Culto Participar da Queima de Pedidos
  9. 9. EBE – Equipe de Batalha Espiritual Grupo de intercessores que terão como tarefa: - Mapeamento Espiritual - Dar voltas - Estaquear e ungir com óleo - Batalhar espiritualmente contra todo Dominador, Principado e Potestade que assola uma região de atuação da Igreja. - Busca os livramentos de Deus diante das assolações do inimigo conta a Igreja e o povo de Deus
  10. 10. BATALHA ESPIRITUAL Armas Espirituais
  11. 11. NIVEIS DE BATALHA ESPIRITUAL 1º. - Territorial - Principados / Dominadores - Países/Estados/Cidades/Regiões 2º. - Cultual - Potestades / Poderes - Seitas / Religiosidade / Heresias 3º. - Pessoal - Hostes do Mal - Doenças / Violência / Roubo / Drogas 4º. - Eclesiástica - Anti-Cristo - Fechamento ou Bloqueio das Igrejas 5º. - Fortalezas - Domínios - Status, Luxuria, Miséria, Prostituição NÍVEL OPOSIÇÃO EFEITO
  12. 12. Participantes da Batalha Espiritual  Líderes do Ministério de Intercessão  Dirigentes de Igrejas / GCD´s  Bispos  Pastores  Presbíteros
  13. 13. ECL – Equipe de Cobertura da Liderança Equipe de oficiais selecionados para interceder e cobrir em oração a vida e propósitos da liderança da Igreja. Compõem-se de homens e mulheres de alta confiança, aliança, fidelidade, lealdade, unção e habilitação espiritual, que buscarão em oração e clamor os objetivos que o Senhor estabelece no coração do Apóstolo, da bispa, dos Líderes Nacionais dos Ministérios, dos Bispos Estaduais e Regionais, além dos Dirigentes das Igrejas e os Líderes de Intercessão. O líder de Intercessão apontará os intercessores que estarão aptos a participar desse grupo e as autoridades e líderes da igreja escolherão pessoalmente qual o oficial desse grupo será seu intercessor para lhe dar cobertura espiritual.
  14. 14. EVI – Equipe de Visitas Intercessórias Equipe de intercessores que possuem unção, habilitação e, principalmente, disponibilidade de tempo e locomoção, para interferir em todas as ações do inimigo que se levanta contra o povo de Deus, onde for necessário. Estão disponíveis para visitar lares, empresas e lugares onde há pessoas endemoniadas ou opressas por situações demoníacas. Acompanham e lutam espiritualmente para quebrar todas as oposições e bloqueios espirituais que assolam ou impedem a prosperidade e liberdade do povo de Deus.
  15. 15. INTERDEPENDÊNCIA ENTRE OS MINISTÉRIOS INTERCESSÃO ANAS VISITASLOUVOR ACONSELHAMENTO CAPELANIA AREPE ENSINO CURA E LIBERTAÇÃO CASAIS PROJETO AMAR BATALHA ESPITIRUAL Pedidos De Oração GAUF DANÇA
  16. 16. INTERCESSÃO NOS MINISTÉRIOS • TODOS OS MINISTÉRIOS DEVEM TER UM INTERCESSOR QUE PARTICIPA DO MINISTÉRIO. • ESSE INTERCESSOR DEVE SER FORMADO E ACOMPANHADO ESPIRITUALMENTE PELO MINISTERIO DE INTERCESSÃO
  17. 17. AGENDA DE ATIVIDADES • Todas as lideranças de Intercessão devem estar atentas às diversas atividades nacionais e determinações para que rapidamente tomem as providências necessárias para o envolvimento e acompanhamento dos intercessores para a real efetivação dos propósitos a eles direcionados. • Relacionamos, as atividades e agendas a serem seguidas para o ano de 2.010:
  18. 18. Dar voltas, estaquear e Ungir: • Novo Templo – Lins de Vasconcelos • Espaço Renascer • Fazenda Renascer • Regionais Estaduais • Regionais • Igrejas • GCD´s • Centro de Recuperação / Casa Lar Abrigo e Casa Calebe / CER • Prédios da TV / Rádio e a Torre
  19. 19. ESTRUTRURA ORGANIZACIONAL  Apostolo Estevam Hernandes e Bpa. Sônia  Bispo Nacional de Intercessão – Bp. Tavares  Bispos Estaduais  Bispos Regionais  Dirigentes de Igrejas  Líderes do Ministério de Intercessão  Pastores  Presbíteros  Diáconos  Aspirantes TOP DOWN TOP DOWN Cobertura de Oração
  20. 20. Curso de Intercessores • O curso de intercessão representa a opção de engajamento no ministério e traz uma suplementação em relação aos tópicos ministrados nos cursos de Oficiais e Diaconia, incluindo a estrutura, as condições do trabalho e as expectativas e realizações do ministério. • Portanto, a diferença entre o que é ensinado nos cursos de formação para as unções e o que é ensinado no curso de intercessores são as condições para o trabalho no ministério, já que conceitualmente todo oficial é, por condição primária do chamado, um intercessor diante do Senhor.
  21. 21. O novo curso de Intercessores terá as seguintes disciplinas de acordo com a unção de cada oficial, pois na medida que receber será exigido: Unção do Intercessor: Disciplinas que serão ensinadas: Aspirante - Conceitos de autoridade e submissão - Conceitos do caráter apostólico - Conceitos de Santidade - Conceitos de Oração - Conceito básico de mundo espiritual - Espírito Santo de Deus - Procedimentos do Ministério de Intercessão Diácono - Conceitos de Batalha Espiritual - Conceito de Armas Espirituais - Conceito de Dons Espirituais Presbítero - Conquista Territorial - Conceitos de Autoridade Espiritual - Conceitos de Militância Pastor - Conceitos de Domínio Espiritual Líder de Intercessão - Conceitos de Liderança Espiritual - Conceitos de Administração do Ministério CAPACITAÇÃO PARA O MINISTÉRIO
  22. 22. Precauções: Papel de participantes no ministério que não são oficiais da igreja: • Deve-se ter muito cuidado em relação a pessoas que não fizeram o curso de oficiais e que estarão participando do ministério de intercessão, e principalmente quanto as responsabilidades que são delegadas a eles, pois significa que no mundo espiritual a pessoa está lutando contra demônios sem um óleo de unção sobre a sua cabeça. • Esses casos devem ser acompanhados diretamente pelo pastor ou líder da intercessão com ciência do bispo local, pois o sangue está sobre a cabeça destes.
  23. 23. Práticas da Oração:  ORAÇÃO DA FÉ: É a oração da petição, a oração para transformar as coisas (Mt 21.22; Mc 11.24). Essa oração, que sempre deve ter por base a vontade de Deus revelada na Sua Palavra, nunca contém a palavra “se” (Tg 1.6-8).  ORAÇÃO DA CONSAGRAÇÃO: É a oração para consagrar e dedicar nossa vida ao serviço de Deus; para irmos até onde Deus quiser e fazermos tudo quanto for a Sua vontade. Nessa oração oramos: Se for da Tua vontade (Lc 22.42; At 13.1-4).  ORAÇÃO DA ENTREGA: Lançando seus cuidados no Senhor em oração (I Pe 5.7)  ORAÇÃO DE ADORAÇÃO: (Lc 24.52-53)  ORACÃO DA CONCORDÂNCIA: (Mt 18.18-20)  ORAÇÃO NO ESPÍRITO: Orando em outras línguas (ICo 14.2,4,14-15)  ORAÇÃO EM CONJUNTO: (At 4.23-31; 12)  ORAÇÃO INTERCESSÓRIA: A oração em favor do próximo, pois o intercessor é aquele que toma o lugar de outra pessoa ou que pleiteia a causa de outro (I Tm 2.1-2; At 12.5).
  24. 24. Orar em concordância: • ORAÇÃO DA FÉ - Apóstolo • ORAÇÃO DE CONCORDÂNCIA – Bpa. Sônia • Promessas Ano Apostólico de Pedro • Oração Ano Apostólico de Pedro • Palavras Proféticas • Prosperidade do povo de Deus e Suprimento da Igreja • Expansão da Obra do Senhor • Liberação da Construção do Prédio da Lins • Cura do Bispo Tid • Quebrar todas as ações de Fechamento das Nossa Igrejas
  25. 25. Papel do Bispo Nacional da Intercessão:  Receber do Apostolo Estevam e da Bispa Sônia a direção e as estratégias para o ministério e propósitos de oração especiais.  Estabelecer táticas para o envolvimento de todo o corpo da intercessão possa cobrir todas as necessidades espirituais confiadas a esse ministério.  Acompanhar as atividades do corpo de intercessores nas diversas áreas de ação, fornecendo informações do andamento do ministério para o Apóstolo.  Trabalhar para mobilizar e cobrir todos os envolvidos para que haja efetividade nas ações e posições espirituais.  Possibilitar o crescimento do grupo de intercessores, em todos os níveis para ampliar a área de ação e o atendimento a todas as necessidades de oração.  Estabelecer meios de comunicação e rápida disseminação dos pedidos de oração para o envolvimento em tempo oportuno do maior número de intercessores.  Estabelecer simpósios, palestras, convenções, encontros e todo tipo de estratégias de potencialização do ministério e dos seus envolvidos.  Consagrar todo o óleo de unção adquirido pela igreja para ser utilizado nos cultos e unções (obs.: Esta atividade deve ser praticada pelos Bispos Estaduais quando fora de São Paulo)  Consolidar a unidade de procedimentos e formação de todos os envolvidos no ministério.  Acompanhar e tomar todas as providências necessárias para evitar desvios e influências fora da Visão Renascer.
  26. 26. Papel dos Bispos Estaduais e Regionais:  Participar a todos das diretivas oriundas da Liderança Nacional de Intercessão, estabelecendo as ações táticas para implantá-las.  Planejar e administrar as ações espirituais de conquistas territoriais como conquista do Estado, Cidade ou Região em que se encontra a Regional.  Participar de ações especiais e estratégicas de cobertura de oração e batalha espiritual, por pessoas, eventos ou propósitos.  Acompanhar as atividades do corpo de intercessores da Regional nas diversas áreas de ação, fornecendo informações do andamento do ministério para o Bispo Nacional da Intercessão.  Acompanhar como os participantes estão em relação a Visão Renascer, tomando providências para corrigir os desvios de conduta e de visão no exercício do ministério
  27. 27. Papel do Pastor e Líder da Intercessão:  Ser um difusor, implantador e controlador da visão Renascer com relação ao ministério de intercessão na igreja ou regional que participa.  É responsável por ministrar os intercessores, levando-os ao fortalecimento espiritual pela unidade.  Participar a todos das diretivas oriundas da Liderança Nacional de Intercessão, estabelecendo as ações operacionais para implantá-las.  Formar novos intercessores e prepará-los para o ingresso no ministério.  Orar pelos intercessores, contatando-os frequentemente para posicioná-los e saber da sua situação particular e ministerial, aconselhar e visitá-los com certa freqüência para cobertura dos lares dos mesmos.  Estabelecer a escala e a participação efetiva de cada intercessor nos cultos.  Planejar e administrar as ações espirituais de conquista do bairro, e da cobertura da igreja, como também de todos os eventos em que a intercessão deve ser envolvida.  O pastor ou líder da intercessão deve ter um R12 com os presbíteros de intercessão e pessoas que tenham potencial para serem líderes.  Acompanhar as atividades do corpo de intercessores da Igreja nas diversas áreas de ação, fornecendo informações do andamento do ministério para o Bispo Regional.
  28. 28. Papel dos Presbíteros na Intercessão:  Participação efetiva dos presbíteros nas batalhas espirituais, com estratégias planejadas e conscientes para a conquista do bairro, quebra das maldições locais e estacamento para minar todas as ações dos dominadores, principados e potestades que atuam na região.  Participação efetiva nas visitas aos lares solicitadas pelos membros da igreja para cobertura espiritual e na expulsão de demônios, além da oração pelos enfermos e a unção com óleo.  Acompanhar de perto os novos intercessores com vistas ao fortalecimento na visão e livrá-los das armadilhas pelas artimanhas do maligno.  Os presbíteros da intercessão devem ter um R12 composto de diáconos e aspirantes intercessores para acompanhamento pessoal dessas vidas.  Acompanhar as atividades do grupo de intercessores que lidera, fornecendo informações do andamento do ministério para o Líder da Intercessão local.
  29. 29. Papel dos Diáconos na Intercessão: Participação efetiva nos cultos e eventos, nos relógios de oração e nas vigílias como soldado de Cristo, sabendo que o seu posicionamento traz vitória espiritual. Participação nas visitas aos lares solicitadas pelos membros da igreja para cobertura espiritual desde que dirigida pelo líder da intercessão e na expulsão de demônios, além da oração pelos enfermos e a unção com óleo, desde que não exista nenhum oficial com unção maior que a sua no momento e no local; caso contrário deve procurar esse oficial para interagir na situação cobrindo a vida dessa autoridade e da pessoa que está nas mãos do maligno com oração
  30. 30. Papel dos Aspirantes na Intercessão: Estarão em constante oração pelos pedidos da igreja, intercedendo nos cultos cobrindo a igreja e os membros com oração. Deverão sempre ser acompanhados quando da participação das atividades espirituais, para que possa aprender e assim aplicar as armas espirituais de forma correta, com segurança e cobertura necessária para a eficácia da sua oração.
  31. 31. CONTROLES E RELATÓRIOS 1) Ficha Cadastral do Intercessor 2) Relação de Disponibilidade e Contatos dos Intercessores 3) Lista de Presença e participação nos cultos, eventos e vigílias 4) Relatório de nível de envolvimento do intercessor 5) Agenda Nacional, Regional e Local de Atividades da Intercessão 6) Lista de aniversário dos intercessores 7) Mapa de posicionamento do intercessor 8) Listas dos Relógios de Oração (Nacional / Regional / Local / Estratégico) 9) Mapa de Unção e Formação dos intercessores 10) Mapeamento espiritual da Região 11) Relatório de Planejamento Estratégico da Intercessão 12) Formulário de Acompanhamento de Visitas e Ações Estratégicas de Intercessão 13) Quadro de Motivos de Oração
  32. 32. 24 horas de Oração e Louvor: • Espaço Renascer – Cada Regional deve consagrar 1 hora durante o dia e 1 hora durante a noite em oração no Espaço Renascer, levando um grupo de levitas e oficiais que estarão em oração e adoração nesse período. – Como são 48 Regionais em São Paulo, cada Regional deve participar a cada dois dias cumprindo o horário determinado. • Hospital Albert Einstein – Estaremos levantando entre os Pastores e Presbíteros do Ministério de Intercessão de todas as nossas Regionais servos valentes e dispostos a participar de uma escala de oração, 24 horas por dia, todos os dias p – Pelo menos uma vez por semana estaremos na Sinagoga orando e louvando ao Senhor com um grupo de intercessores
  33. 33. Grande Mover de Oração: • ENCONTRO NACIONAL DE INTERCESSÃO – PILARES DE INTERCESSÃO MINISTRADO PELO APÓSTOLO ESTEVAM HERNANDES (Data Provável: A ser definida pelo Apóstolo) • ORA BRASIL Grande mover de Oração em todas as regiões do país, com o envolvimento de todas as nossas igrejas e as igrejas da CIEAB – Movimento Nacional (Data provável – 15/Nov – Feriado)
  34. 34. NOVIDADES: • Novo modelo para a vestimenta dos intercessores • Estudo do novo símbolo do ministério Está em estudos para apresentação e aprovação do Apóstolo:
  35. 35. INTERCESSÃO - Fundamentos Bases bíblias que norteiam o ministério de intercessão: • Chamado à intercessão: Jo 15. 16 / I Co 1.26-29 / I Tm 2.1-4 • A Intercessão interfere no mundo espiritual: Mt 21.22 / Fp 4.6 • A Trindade intercede por nós: Is 53.12 / Rom 8.26-27,33-34 • A oração produz crescimento espiritual: Col 1.9-12 / I Co 14.5 • Atalaia: Ez 33.1-9 • GOE: Mt 17.1 / Mc 4:34 / Gl 2.2 • GAT: Mt 17.19-21 / Lc 10.19 / Tg 5.14-15 • Batalha Espiritual: Ef 6.10-12 • Armas Espirituais: II Co 10.4-5 • Cenáculo: Atos 1:13-14 • Ungir com óleo: Ex 30.25-31 • Vigília: Lc 12.37 / Mt 26.4041 / II Co 6.4-5 • Guardiões da Promessa: Lv 18.4-5 / Sl 119.33 / Ecl 8.5 / Jô 8.51; 14.23 / Ap. 3.10 • Motivos de Oração: Mt 7.7-11 / Jo 15.7,16 / I Jo 5.15 • Aliança de 2: 1 Samuel 18.1, 3-4 • Estacamento: Is 54.2 • Voltas: Js 6.3-5 • Jejum: Et 4.16 / Is 58.6-9 / Joel 1.14 / Mt 17.21 • Relógio e Oração: I Ts 5.17 / At 1.14; 12.5 / Ef 6.18 / Is 62.6

×