Alguns elementos sobre o eLearning

888 visualizações

Publicada em

Apresentação nas IV Oficinas de Formação A Escola na Sociedade da Informação´, 15 de Maio de 2002

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
888
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
58
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alguns elementos sobre o eLearning

  1. 1. e João Carlos Sousa Centro Nónio FCUL IV Oficinas de Formação ”A Escola na Sociedade da Informação” 15 de Maio de 2002 Learning ...alguns elementos sobre o
  2. 2. <ul><li>A tecnologia – qualquer tecnologia – é uma ferramenta, não uma estratégia! </li></ul><ul><li>... e por vezes é mais parte do problema do que da solução! </li></ul>
  3. 3. O que é que se pode fazer com a Internet? <ul><li>Consultar informação </li></ul><ul><li>Comunicar </li></ul><ul><li>Publicar informação </li></ul><ul><li>...e o que é que se faz na Escola? </li></ul>
  4. 4. Os serviços disponíveis na Internet são: <ul><li>Correio electrónico (E-mail) </li></ul><ul><li>Grupos de discussão (Newsgroups) </li></ul><ul><li>Operação remota (Telnet) </li></ul><ul><li>Transferência de ficheiros (FTP) </li></ul><ul><li>World Wide Web (WWW) </li></ul><ul><li>Chat/IRC/Vídeo Conferência </li></ul><ul><li>Mundos virtuais (Avatars) </li></ul><ul><li>...e muitos outros... quais são os essenciais? </li></ul>
  5. 5. A W.W.W. ( world wide web ) <ul><li>É um ambiente multimédia, hipertexto e hipermédia </li></ul>É uma forma diferente de ler que implica uma forma diferente de escrever
  6. 6. Características do suporte para a WWW (HTML) <ul><li>Sem limitações significativas quanto ao tipo de materiais que suporta </li></ul><ul><li>Fácil alteração </li></ul><ul><li>Cross-platform (PC, Mac, UNIX...) </li></ul>
  7. 7. Utilização de suportes electrónicos on-line <ul><li>Utilização de (novas) ferramentas para a Educação </li></ul><ul><ul><li>Flexibilização espacial </li></ul></ul><ul><ul><li>Flexibilização temporal </li></ul></ul><ul><ul><li>... </li></ul></ul><ul><li>Veículação dos modelos/abordagens pedagógicas desejados </li></ul><ul><ul><li>A sua escolha potencia (ou não) as flexibilizações permitidas pelas ferramentas </li></ul></ul>
  8. 8. Utilização “correcta” de novas ferramentas <ul><li>Ter presentes os fundamentos e objectivos do processo educativo, </li></ul>por forma a adequar as estratégias empregues às características dos canais de comunicação que estão a ser utilizados.
  9. 9. Casos portugueses: <ul><li>A Universidade de Évora e o ensino universitário , </li></ul><ul><li>O Instituto Politécnico de Bragança e a plataforma DOMUS e o ensino politécnico , </li></ul><ul><li>O Instituto de Formação Bancária e o ensino profissional </li></ul><ul><li>A Academia Global e um projecto comercial </li></ul><ul><li>O Projecto TRENDS e a plataforma PROF2000 na formação contínua de professores </li></ul><ul><li>... </li></ul>
  10. 10. Plataformas: <ul><li>Comerciais: </li></ul><ul><ul><li>IntraLearn </li></ul></ul><ul><ul><li>LearningSpace (Lotus / IBM) </li></ul></ul><ul><ul><li>WebCT </li></ul></ul><ul><ul><li>Blackboard </li></ul></ul><ul><ul><li>TopClass </li></ul></ul><ul><ul><li>... </li></ul></ul><ul><li>Proprietárias: </li></ul><ul><ul><li>Evolui (Prodígio) </li></ul></ul><ul><ul><li>DOMUS (IPB) </li></ul></ul><ul><ul><li>POLVO (UESC) </li></ul></ul><ul><ul><li>... </li></ul></ul>
  11. 11. Ferramentas de desenvolvimento: <ul><li>Microsoft Office </li></ul><ul><li>Macromedia Dreamweaver </li></ul><ul><li>Macromedia ColdFusion </li></ul><ul><li>LRN 3.0 (iniciativa Microsoft) </li></ul><ul><li>... </li></ul><ul><li>Aspectos chave: - Ambiente programável baseado no servidor (CGI, php, ASP...) - Criação de páginas dinâmicas (BD) - Geração de XML </li></ul>
  12. 12. (alguns) Aspectos a ter em conta: <ul><li>Características do meio </li></ul><ul><li>Características dos formandos </li></ul><ul><li>Características dos formadores </li></ul>
  13. 13. <ul><ul><li>Apresentação gráfica </li></ul></ul><ul><ul><li>Tipo de conteúdos </li></ul></ul><ul><ul><li>Organização dos conteúdos </li></ul></ul><ul><li>(*) Lynch e Horton 1997 </li></ul>A. Características do meio (I) Aspectos críticos da construção de um site (*)
  14. 14. A. Características do meio (II) Adequação da informação ao suporte electrónico <ul><li>Texto </li></ul><ul><ul><li>O utilizador navega e não lê. </li></ul></ul><ul><ul><li>(quando lê) o utilizador não lê como se lê um livro. </li></ul></ul><ul><ul><li>Questões de tipografia... </li></ul></ul><ul><li>Imagens (gif, jpeg, png) </li></ul><ul><li>Animações (gif89, flash) </li></ul><ul><li>Vídeo e audio digital </li></ul>
  15. 15. B. Características dos formandos Usabilidade e acessibilidade <ul><li>Proficiencia ao nível da utilização das TIC </li></ul><ul><li>USABILIDADE - Audiências genéricas (heurísticas de Nielsen) http://www.useit.com/papers/heuristic/ </li></ul><ul><li>ACESSIBILIDADE - Audiências com características (limitações) especiais http://www.acessibilidade.net/ </li></ul>
  16. 16. C. Características dos formandores Coerência e adequação do modelo pedagógico empregue <ul><li>Considerar todos os diferentes níveis: </li></ul><ul><ul><li>Materiais para consulta e propostas de actividades </li></ul></ul><ul><ul><li>Autoria e acompanhamento ( eModeration ) </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação ( eAssessment ) </li></ul></ul><ul><li>Desenvolvimento de novas abordagens pedagógicas (a tecnologia pode motivar novos paradigmas de ensino) </li></ul>
  17. 17. Alguns conselhos... <ul><li>Usar o bom senso, </li></ul><ul><li>Não trabalhar sózinho (NUNCA!), </li></ul><ul><li>Testar, testar, testar... </li></ul><ul><li>boa sorte! </li></ul>
  18. 18. Contacto: <ul><li>João Carlos Sousa </li></ul><ul><li>Centro Nónio FCUL </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>

×