Webconferencia UFSM Gonzalo Abio

576 visualizações

Publicada em

Conversa por webconferência sobre temas gerais com os colegas da UFSM encerrando o II Ciclo de Debates sobre Ensino e Tecnologias

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
576
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Webconferencia UFSM Gonzalo Abio

  1. 1. Um pouco da minha vida (de professor) em relação com as tecnologias (digitais) Gonzalo Abio (Universidade Federal de Alagoas) II Ciclo de Debates sobre Ensino e Tecnologias, Universidade Federal de Santa Maria, 4 de setembro. Webconferência
  2. 2. “Educar com TIC é ser líder e aprendiz, é estar aberto para o novo e para a complexidade de um mundo cambiante” Carmen Moreira de Castro Neves - SENAC
  3. 3. Episcópio Agenda telefônica eletrônica
  4. 4. O primeiro microcomputador (PC) que utilizei (1987-1992) IBM PC XT 10-40 MB, 512 KB RAM e 4,77 MHz O primeiro computador meu! (1996) AMD 486 DX4 1,2 GB, 32MB RAM, 80 MHz, Windows 95. Trabalhar com imagens digitais era terrível naquela época! Formato PCX file, 118 Kb
  5. 5. A vida nossa em dois momentos: Web 1.0 x Web 2.0 ... e antes disso? o Telnet, Gopher, FTP...
  6. 6. Com ela chegou o e-mail (pela Internet). Primeiras experiências regulares no ensino com e-mail: - 2000-2004 Uso intensivo de “Listas de discussão” para cada grupo escolar. (SISTEMA FECHADO) - 1999-2001 Boletim “Cositas del Portunhol -> Español” (SISTEMA FECHADO e depois ABERTO) 1995 - Internet comercial no Brasil
  7. 7. http://www.quadernsdigitals.net/index.php?accionMenu=secciones.VisualizaArticuloSeccionIU.v isualiza&proyecto_id=8&articuloSeccion_id=507 Boletim “Cositas” (1999- 2001) por e-mail
  8. 8. A informação era predominantemente textual Imagem e movimento? Apenas em: - textos rolantes - gif animados - cliparts - imagens pequenas em baixa resolução ÉPOCA DOURADA DO CD-ROM!
  9. 9. 2001: Primeiros (mini)cursos para professores de ELE sobre uso de listas de discussão eletrônicas e recursos na web
  10. 10. 2001: Primeiro (mini)curso sobre uso de listas de discussão
  11. 11. Cadê? e Altavista - Alguns buscadores não eram mais que listas com endereços de sites (organizados por temas):
  12. 12. Cursos para professores para mostrar os primeiros recursos úteis para as aulas, algumas possibilidades de trabalho como as listas de discussão e primeiros canais de interação entre profissionais: - Algumas amostras de áudio; - Pouquíssimos vídeos; - Alguns sites com textos antes inacessíveis; - Sites de notícias; - Dicionários on-line; - Primeiras revistas on-line para professores de línguas; - Havia poucos sites educacionais (com materiais especialmente preparados para alunos); - Alguns sites especializados para professores.
  13. 13. Ohhhhhhhh!!! Era a frase mais escutada naqueles tempos. Missão quase impossível: Conseguir acesso a computadores!! Essa era nossa grande tarefa!!
  14. 14. Vida ..... e morte de sites e serviços: Geocities (1994 - 2009), Mojiti (2007)...
  15. 15. Tutoria em curso on-line de espanhol “EsHablar.com” (2002-2005). Uma grande experiência para conhecer melhor como trabalhar com alunos a distância.
  16. 16. OBJETOS DE APRENDIZAGEM Por muito tempo com predomínio quase absoluto de atividades das “ciências duras”.
  17. 17. Atividades didáticas com interatividade de 1ª geração (script de Java) (2000-2006)
  18. 18. Alguns sistemas de autor para professores: - Hot Potatoes (criado em 1998) http://hotpot.uvic.ca - Clic (surgido em 1992) http://clic.xtec.cat - ELO (surgido em 2003) http://www.leffa.pro.br/elo
  19. 19. ELO – Ferramenta de autor – pergunta aberta
  20. 20. ELO – Ferramenta de autor – pergunta fechada
  21. 21. ELO – Ferramenta de autor – feedback positivo
  22. 22. ELO – Ferramenta de autor – feedback corretivo Resposta orientativa na opção negativa
  23. 23. TRANSIÇÃO PARA UMA WEB MAIS ABERTA E PARTICIPATIVA Projeto de revista E/LE Brasil (2002- 2007), ainda na web 1.0 http://www.quadernsdigitals.net/index.php?accionMenu=proyectos.Visua lizaProyectoIU.visualiza&proyecto_id=3
  24. 24. Projeto de revista E/LE Brasil (2001- 2007)
  25. 25. Quaderns Digitals como plataforma para conteúdos dos cursos + Geocities + Listas de Discussão 2007-2009 (SISTEMA SEMI- FECHADO) http://www.quadernsdigitals.net/index.php?accionMenu=proyectos.Visualiza ProyectoIU.visualiza&proyecto_id=361
  26. 26. Web 2.0 (de 2007 até agora) Uso de blogs e wikis nas disciplinas e em cursos de formação de professores. Alguns exemplos:
  27. 27. Diferenças entre blogs e wikis na distribuição da informação.
  28. 28. Cooperação ou colaboração nas wikis? WebQuest, Caças ao Tesouro (desafios na web, webgincanas) Google Docs, Wikis
  29. 29. Wikis, projetos colaborativos http://variedades-de-lengua.wikispaces.com
  30. 30. Wikis, projetos colaborativos
  31. 31. Wikis, projetos colaborativos
  32. 32. • Numerar as páginas do curso, as atividades e as páginas dos alunos • Pedir o upgrade da wiki (como eduwiki) para obter a facilidade de cadastrar usuários e evitar demoras iniciais, principalmente quando se trabalha com alunos com poucos conhecimentos de inglês. • Utilizar uma única página de discussão • Ressaltar as datas de entrega das tarefas • Utilizar a nova seção de projetos para evitar a edição conjunta de uma mesma página por muitos alunos. Alguns cuidados para melhorar o desempenho e aproveitamento com eduwikis:
  33. 33. E agora nosso interesse está em.....
  34. 34. ALGUMAS RECOMENDAÇÕES PARA PROFESSORES Estabeleça objetivos prévios e pense no que poderá fazer obtendo vantagem das tecnologias e metodologias disponíveis pelos alunos. Com objetivos claros negocie com os alunos os caminhos para atingir esses objetivos. Usem as ferramentas e procedimentos mais confortáveis para vocês. Comece por projetos pequenos, mas tente utilizar várias possibilidades ao mesmo tempo. Use e abuse das possibilidades da web 2.0.
  35. 35. ALGUMAS RECOMENDAÇÕES (Cont.) A ferramenta utilizada não é determinante da experiência de aprendizagem. O importante é o modo de uso e aplicação concreta feita por cada docente (e seu grupo de alunos). O mesmos recursos tecnológicos podem ter usos muito diferentes. Parece depender mais do nível de formação, das habilidades, da experiência e do cuidado do docente, que as políticas institucionais de formação, onde as tiver.
  36. 36. ALGUNS DESAFIOS QUE NOS MOTIVAM E INSTIGAM:
  37. 37. 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 a b a b a b a b 1 2 3 4 pregunta y grupo porcentajederespuestas Sí, mucho Bastante Poco Nada Perguntas 1 a 4 do questionário final: (1)“¿Te gustó el curso?” (2) “¿Te pareció interesante el curso?” (3) “¿Aprendiste algo en él?”; (4) “¿Crees que algo de lo aprendido lo podrás utilizar en tus clases de español?” nos grupos “a” (médio-alto) e “b” (médio-baixo) (ABIO, 2007). Diferenças nas percepções sobre aproveitamento dos cursos de formação em dois grupos de professores (grupo médio-alto e médio-baixo)
  38. 38. Apesar de ter crescido com as tecnologias nossos alunos são órfãos digitais (ou pelo menos isso parecem dizer alguns estudos) Como contribuir com uma educação efetiva mediada pelas tecnologias?
  39. 39. Penguins (Vídeo da BBC) www.youtube.com/watch?v=9dfWzp7rYR4 Desafios nos letramentos digitais. - Como crescer como cidadãos digitais? - O quê devemos trabalhar e ensinar, nestes tempos em que não sabemos mais o que é real do que é virtual, do que é confiável ou não?
  40. 40. “The Partnership for 21st Century Skills” (2007) http://www.p21.org
  41. 41. LETRAMENTO INFORMACIONAL Acessar e avaliar a informação de forma eficiente (tempo), efetiva (recursos), crítica e competente, assim como de forma criativa e segura, saber utilizar diversas fontes, entender os princípios legais e éticos no acesso e uso da informação. LETRAMENTO EM TIC Aplicar a tecnologia de forma efetiva, para procurar, avaliar, organizar e comunicar informações. Usar as tecnologias digitais e ferramentas de comunicação e trabalho em redes de forma adequada para aceder, manipular, integrar, avaliar e criar informações para funcionar com sucesso na economia do conhecimento. LETRAMENTO MIDIÁTICO Analisar as mídias (entender como e por que as notícias são produzidas e quais são seus propósitos, examinar como as pessoas interpretam as mensagens de forma diferente, como as avaliam e como incluem ou excluem diversos pontos de vista e como as mídias influenciam determinados comportamentos. Criar diversos produtos. Devemos trabalhar nestes letramentos:
  42. 42. OUTRAS POSSIBILIDADES AO MOODLE?
  43. 43. COMO FAZER EDUCAÇÃO AGORA EM TODO MOMENTO E LUGAR? - M-learning, U-learning, laptops, tablets e celulares; - Aplicativos educacionais; - Redes sociais; - Comunidades (virtuais) de aprendizagem; - MOOC; - Conteúdos abertos e conteúdos reutilizáveis; - Serious games para educação, gamificação; - Ensino adaptativo, testing + toda a experiência reunida anteriormente...
  44. 44. Muito Obrigado!! Gonzalo Abio gonzalo_ufal@yahoo.com.br

×