InBrasCI 
Instituto 
Brasileiro de 
Culturas 
Internacionais 
Boletim informativo - cultural do InBrasCI— Sede Nacional 
P...
2015 será o Ano Internacional da Luz 
2014 é um ano que se aproxima 
de seu final; aguarda-se, com novas 
esperanças, o na...
da relatividade, quando acreditou 
que as leis da natureza que nos dão a 
luz deveriam certamente ser verda-deiras, 
indep...
étnico-cultural, enfim, são várias as idéias que 
podem ser expressas através de uma bandeira. 
Seu significado é tão fort...
reconhecidas na profissão e, conseqüentemen-te, 
áreas de atuação do fonoaudiólogo. 
Dia do Alcoólico Recuperado 
10-Decla...
Pru quê ? 
(Pompílio Diniz) 
Pru quê tu chora, pru quê? 
Pru quê teu peito saluça 
e o coração se adebruça 
nos abismo do ...
NATAL 
(Carvalho Branco) 
Natal é festa da Luz, 
da Paz, da Fraternidade... 
Comemora, de Jesus, 
nascimento e irmandade! ...
II DIRETORIA InBrasCI 
(2011– 2016,março) 
PRESIDENTE (fundadora) – Marilza A. de Castro 
PRESIDENTE DE HONRA – Eduardo Go...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

No 6 nº22 novembro dezembro 2014

419 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
419
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

No 6 nº22 novembro dezembro 2014

  1. 1. InBrasCI Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais Boletim informativo - cultural do InBrasCI— Sede Nacional Pela Cultura, para a Paz através do Amor ! Se novembro era o nono mês do ano, pe-lo seu nome, ainda hoje, ele rege as gran-des realizações men-tais e espirituais, se-gundo a numerologia. Pelo calendá-rio gregoriano, novembro é o décimo primeiro mês do ano e onze é o núme-ro dos fiéis ao Cristo—pregadores do Amor Universal, da força interior, da mão que agarra e ampara com firme-za. É o que nos demonstra, a nós bra-sileiros, o 15 de novembro: D. Pedro II já doente e praticamente afastado já da administração do Brasil, os mili-tares descontentes com a Monarquia pela falta de autonomia que lhes era reservada, o povo ansiando por maior liberdade e representação política... O 15 de novembro de 1889 chegou com a demissão do Conselho de Ministros pelo Marechal Deodoro da Fonseca, que assinou o Manifesto da proclama-ção da República no Brasil, instalan-do um Governo Provisório. Deveria ser esse um grande avanço rumo à consolidação da demo-cracia no Brasil, mas... Será que foi o que realmente aconte-ceu? Se olharmos com um olhar observador e crítico a vida, o governo e o próprio povo brasileiro hoje em dia, será que poderemos nos sentir orgulhosos do caminhar, desde aquele dia histórico, do nosso amado Brasil? O mês de no-vembro ainda é marcado historica-mente por outra data forte, importante: o dia 20, considerado um feri-ado nacional, como homenagem a Zum-bi— um escravo que foi líder do Quilombo dos Palmares e faleceu degolado a 20 de novembro de 1695, dia que foi, posterior-mente, considerado uma homenagem à enorme contribuição cultural do povo afri-cano à nação brasileira, sendo depois de-nominado “Dia da Consciência Negra”. Não resta dúvida que o negro africano foi uma grande força que impulsionou o pro-gresso do Brasil. Outras culturas, porém, também se instalaram no território nacio-nal, além da nativa, o que resultou na mis-cigenação de todas, donde floresceu a cul-tura brasileira, que continua se reestrutu-rando ao correr dos anos, numa contínua absorção das culturas estrangeiras, essas, porém, que não fazem realmente parte as nossas origens como povo, como nação... E essas origens é que não se pode esque-cer, ignorar, porque fazem parte de nosso EU—povo brasileiro! Se conhecermos a nossa verdade histórica, se tivermos nossa origem cultural como base consci-ente de nossa atitude, se cultivarmos nos-sos ideais espirituais de amor e fraternida-de brotados no nosso princípio cultural, talvez ainda possamos vir a ter orgulho de nós mesmos, povo brasileiro; talvez possa-mos vir a ser apontados pelo Mundo como exemplo de Nação a ser seguido!... E sa-bem: tudo depende de nós, com toda certe-za; nós, como povo; nós, como indiví-duos... Vamos aceitar o desafio?...Que tal aproveitarmos a chegada de dezembro, a aproximação do Natal para meditarmos e então seguirmos a palavra da psicóloga Silvana Martani: “Precisamos voltar a dar valor às coisas, entender o sentido do que fazemos, não passar por cima de tudo co-mo se cumpríssemos um protocolo de exis-tência sem gosto. Precisamos nos respeitar para podermos respeitar os outros...” Nesta edição: Editorial pág. novembro e Dezembro—2014 •"A paz interna é a base mais sóli-da para a paz mundial" 1 Ano 2015 2 Datas julho, agosto 3,4 Página Elvandro Burity 5 Pág. Lybio Magalhães Carvalho Branco 6 7 II Diretoria Anuidade 8 http://inbrasci.blogspot.com.br Rio de Janeiro, 17de novembro de 2014 Ano nº 06 — Nº 22 novembro/dezembro IIIInnnnBBBBrrrraaaassssCCCCIIII – IIIInnnnssssttttiiiittttuuuuttttoooo BBBBrrrraaaassssiiiilllleeeeiiiirrrroooo ddddeeee CCCCuuuullllttttuuuurrrraaaassss IIIInnnntttteeeerrrrnnnnaaaacccciiiioooonnnnaaaaiiiissss RCPJ-RJ n° 225964 – CNPJ n° 09.225.702/0001-48 Fundação: 13 de fevereiro de 2006 Rua Teixeira de Freitas, n° 5, 3° andar, s.303 Lapa,Rio de Janeiro, RJ – Brasil / CEP: 20021-350 Telefones: 2252 -7705 /após 15 horas, 3ª segunda feira de cada mês BBBBiiiibbbblllliiiiooootttteeeeccccaaaa BBBBaaaarrrrttttiiiirrrraaaa:::: ddddoooo IIIInnnnBBBBrrrraaaassssCCCCIIII,,,, instalada no AAAA)))) nnnnúúúúcccclllleeeeoooo nnnnaaaacccciiiioooonnnnaaaallll:::: ((((000022221111))))2222555599994444-7777777777779999 pppprrrróóóóxxxxiiiimmmmoooo aaaaoooo EEEEnnnnggggeeeennnnhhhhããããoooo BBBB)))) nnnnúúúúcccclllleeeeoooo IIII:::: nnnnoooo CCCCeeeennnnttttrrrroooo ddddeeee PPPPrrrroooodddduuuuççççããããoooo CCCCuuuullllttttuuuurrrraaaallll MMMMeeeessssttttrrrreeee RRRRaaaallllaaaaddddiiiinnnnhhhhoooo,,,, eeeemmmm MMMMaaaarrrriiiiccccáááá ,,,, sssseeeeddddeeee ddddaaaa RRRRDDDD-RRRRJJJJ— TTTTeeeellll:::: ((((22221111))))9999666655554444-4444222222221111 CCCC)))) nnnnúúúúcccclllleeeeoooo IIIIIIII:::: nnnnaaaa PPPPrrrraaaaiiiiaaaa ddddoooo AAAAnnnniiiillll,,,, GGGGuuuuiiiiaaaa ddddeeee PPPPaaaaccccoooobbbbaaaaííííbbbbaaaa,,,, nnnnaaaa sssseeeeddddeeee ddddaaaa RRRRMMMM-MMMMaaaaggggéééé TTTTeeeellll....:::: ((((22221111))))2222666633331111-3333222222224444 Ano nº 06 — Nº 22 novembro/dezembro “A humanidade não pode li-bertar- se da violência se-não por meio d a n ã o - violência.” (Mahatma Gandhi)
  2. 2. 2015 será o Ano Internacional da Luz 2014 é um ano que se aproxima de seu final; aguarda-se, com novas esperanças, o nascimento do Novo Ano. A Assembleia Geral das Nações Unidas acaba de proclamar 2015 co-mo o Ano Internacional da Luz, pa-ra celebrar a luz como matéria da ciência e do desenvolvimento tecno-lógico. Portugal não esteve entre os 35 países que apoiaram a proposta, que foi aprovada sem voto – infor-ma o astrofísico português Pedro Russo, da Universidade de Leiden, na Holanda, e um dos conselheiros da coordenação global do Ano Inter-nacional da luz. A ideia deste ano foi liderada pelo México, e entre os 35 países que apoiaram a proposta en-contram- se o Chile, Israel, Nova Ze-lândia, Rússia, Sri Lanka, Estados Unidos, China, Cuba ou a Ucrânia. O objectivo é promover o conheci-mento sobre o papel essencial que a luz desempenha nas nossas vidas e assinalar, como refere a resolução aprovada pela Assembleia Geral da ONU, algumas datas científicas im-portantes, que coincidentemente fa-zem aniversários “redondos” nessa altura. Em 2015, completam-se 100 anos da teoria da relatividade geral, de Albert Einstein. E os 110 anos da explicação do efeito fotoeléctrico, também de Einstein e que lhe valeu o Nobel da Física de 1921, anuncia-do no ano seguinte (neste efeito, um fotão – uma partícula de luz –, ao incidir sobre certos metais, arranca electrões que aí se encontram). Ou-tra data, entre outras: em 2015 co-memoram- se os 50 anos da desco-berta da radiação cósmica de fundo, a radiação emitida no Big Bang (ocorrido há 13.800 milhões de anos) e que banha todo o Universo. Por esta descoberta, os norte-americanos Arno Penzias e Robert Wilson ganharam o Nobel da Física em 1978. “Um Ano In-ternacional da Luz é uma oportunida-de tremenda para garantir que os de-cisores políticos tomam consciência dos problemas que a tecnologia da luz pode resolver”, sublinhou o presidente da comissão para a celebração do Ano Internacional da Luz, John Dudley. “A fotónica fornece soluções de baixo cus-to para desafios que se colocam em vá-rias áreas: energia, desenvolvimento sustentável, alterações climáticas, saú-de, comunicações e agricultura. Por exemplo, soluções inovadoras na área da iluminação reduzem o consumo de energia e o impacto ambiental, ao mes-mo tempo que minimizam a poluição luminosa, para que todos possamos a-preciar a beleza do Universo num céu escuro”, acrescentou John Dudley, ci-tado num comunicado da Sociedade Internacional para a Óptica e a Fotó-nica (esta é a ciência ligada ao proces-samento e à detecção de sinais de luz). “A luz dá-nos a vida através da fotos-síntese, deixa-nos ver para trás no tempo em direcção ao Big Bang cósmi-co e ajuda-nos a comunicar com ou-tros seres vivos sencientes aqui na Ter-ra – e talvez com outros no espaço ex-terior, caso os encontremos”, notou por sua vez o cientista da NASA John Mather, premiado com o Nobel da Fí-sica de 2006 (juntamente com George Smoot), pelos seus trabalhos no satéli-te Cobe, que permitiu ver em detalhe a radiação cósmica de fundo quando o Universo tinha 300 mil anos, como até aí não tínhamos conseguido. “Einstein estudou a luz ao desenvolver a teoria
  3. 3. da relatividade, quando acreditou que as leis da natureza que nos dão a luz deveriam certamente ser verda-deiras, independentemente da veloci-dade a que a luz se desloque. Agora sabemos que até os electrões e os pro-tões se comportam de forma seme-lhante a ondas de luz, de maneiras que continuam a espantar-nos. E as tecnologias ópticas e fotónicas desen-volvidas para a exploração do espaço deram-nos muitas aplicações válidas na vida quotidiana.”Este aspecto da luz como essencial à nossa própria existência é também sublinhado por outro laureado com o Nobel: “A civi-lização não existiria sem a luz – a luz do nosso Sol e a luz dos lasers que a-gora se tornaram uma parte impor-tante das nossas vidas quotidianas, desde as leituras [das embalagens] nos supermercados até às cirurgias oftalmológicas e as tecnologias de in-formação usadas nas comunicações ao longo dos oceanos”, diz o egípcio Ahmed Zewail, que ganhou o Nobel em 1999 pelos seus trabalhos na área da femtoquímica (que estuda as rea-ções químicas a escalas temporais ex-tremamente curtas). (Teresa Firmino) 2014 E SEUS MESES NOVEMBRO Novem, “nove” em latim; o nono mês do calendário de Rómulo. Comemorações de novembro 01-Dia de Todos os Santos 02-Dia de Finados 03-Dia do Cabeleireiro Instituição do Direito e Voto da Mulher (1930) 04-Dia do Inventor 05-Dia da Ciência e Cultura Dia do Cinema Brasileiro Sete meses depois de os irmãos Lumière inau-gurarem o cinema, em Paris, com a primeira projeção do que viria a ser a sétima arte, a ci-dade do Rio de Janeiro pôde assistir à primeira sessão de cinema do Brasil, mais exatamente no dia 8 de julho de 1896. Em 1897, Paschoal Se-greto e José Roberto Cunha Salles abriram, na rua do Ouvidor, a primeira sala de cinema, "Salão Novidades de Paris", ficando, para o ano seguinte, a projeção do filme inaugural do cinema brasileiro, rodado por Afonso Segreto, com imagens da Baía de Guanabara. Dia do Radioamador e Técnico Eletrônica 07-Dia do Radialista 08-Dia do Aposentado Dia Mundial do Urbanismo 09-Dia do Hoteleiro 10-Dia do Trigo 11-Dia do Soldado Desconhecido 12-Dia do Diretor de Escola Dia do Supermercado 14-Dia Nacional da Alfabetização 15-Proclamação da República República é o sistema de governo em que um ou vários indivíduos eleitos pelo povo exercem o poder supremo por tempo determinado. 16-Semana da Música 17-Dia da Criatividade 19-Dia da Bandeira A bandeira é um símbolo. Ela pode representar um time de futebol, uma instituição, um grupo
  4. 4. étnico-cultural, enfim, são várias as idéias que podem ser expressas através de uma bandeira. Seu significado é tão forte, que todos os países possuem sua própria bandeira, aquela que re-presenta a nação e que, por isso, deve ser res-peitada. A atual bandeira do Brasil foi instituí-da quatro dias depois da Proclamação da Re-pública. Por conta disso, no Brasil, comemora-mos o Dia da Bandeira em 19 de novembro. 20-Dia do Auditor Interno Dia Nacional da Consciência Negra A lei N.º 10.639, de 9 de janeiro de 2003, incluiu o dia 20 de novembro no calendário escolar, data em que comemoramos o Dia Nacional da Consciência Negra. A mesma lei também tor-nou obrigatório o ensino sobre História e Cul-tura Afro-Brasileira. Com isso, professores de-vem inserir em seus programas aulas sobre os seguintes temas: História da áfrica e dos africa-nos, luta dos negros no Brasil, cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional. Com a implementação dessa lei, o go-verno brasileiro espera contribuir para o res-gate das contribuição dos povos negros nas á-reas social, econômica e política ao longo da história do país. Dia do Biomédico 21-Dia da Homeopatia Dia das Saudações 22-Dia do Músico 23-Dia Internacional do Livro 25-Dia Nacional do Doador de Sangue 27-Dia do Técnico da Segurança do Trabalho 28-Dia Mundial de Ação de Graças 30-Dia do Síndico DEZEMBRO Decem, “dez” em latim; o décimo mês do calen-dário de Rómulo Comemorações de dezembro 01-Dia Internacional da Luta contra a AIDS Em 1987, com o apoio da Organização das Na-ções Unidas (ONU), a Assembléia Mundial de Saúde decidiu transformar 1o de dezembro no Dia Mundial de Luta contra a AIDS para re-forçar a solidariedade com as pessoas portado-ras do vírus HIV. Desde então, todo ano, a Or-ganização Mundial de Saúde (OMS) escolhe o grupo social que registra o maior número de casos de HIV/AIDS e define estratégias para uma campanha de sensibilização da opinião pública. No Brasil, a homenagem vigora desde 1988 a partir de uma portaria assinada pelo Ministro da Saúde que, seguindo o exemplo da OMS, elabora uma campanha a cada ano para alertar a população sobre os avanços da doen-ça. Dia do Imigrante Dia do Numismata 02-Dia Nacional do Samba Dia da Astronomia O dia 2 de dezembro, data de nascimento do imperador do Brasil, Pedro II, foi escolhido dia da Astronomia em sua homenagem, pois ele era astrônomo amador. A sociedade Brasileira de Astronomia, fundada em 1947, indicou a data e também conferiu a Pedro II, um grande incen-tivador da ciência astronômica, o título de pa-trono da Astronomia Brasileira. Dia Pan-americano da Saúde Dia Nacional das Relações Públicas 03-Dia Internacional do Portador de Deficiên-cia 04-Dia da Propaganda Dia do Pedicuro Dia do Orientador Educacional A função do Orientador Educacional é prestar assistência ao aluno durante o processo de a-prendizado na escola que freqüenta, visando ao seu encaminhamento vocacional. Subordinado à direção e à supervisão pedagógica da escola, o orientador emprega métodos pedagógicos e de psicologia no seu dia-a-dia e deve ter formação superior em Pedagogia. 08-Dia Mundial da Imaculada Conceição Dia da Família Dia da Justiça 09-Dia da Criança Especial Dia do Fonoaudiólogo Quem cuida dos distúrbios da fala, audição, escrita, leitura e demais problemas que afetam a comunicação humana é o fonoaudiólogo - profissional da área de saúde com formação superior em Fonoaudiologia. A profissão foi regulamentada no Brasil em 9 de dezembro de 1981 através da lei no 6.965, daí a razão da es-colha da data para homenagear os fonoaudiólo-gos. De acordo com o Conselho Federal de Fo-noaudiologia, Audiologia, Linguagem, Motrici-dade Oral e Voz são as especialidades
  5. 5. reconhecidas na profissão e, conseqüentemen-te, áreas de atuação do fonoaudiólogo. Dia do Alcoólico Recuperado 10-Declaração Universal Direitos Humanos Ao adotar a Declaração Universal dos Direitos do Homem, no dia 10 de dezembro de 1948, a Organização das Nações Unidas - ONU quer deixar para trás todos os horrores que o mun-do viveu com a Segunda Guerra Mundial. Quer também manter vivo e respeitado os di-reitos naturais de todo ser humano, indepen-dente do país em que nasceu, da cor, do sexo, da religião, do partido político ou da opção sexual. As condutas nazista e fascista deixa-ram marcas e traumas que, se dependesse da ONU, não viriam a se repetir jamais na traje-tória histórica do homem. Dia Internacional dos Povos Indígenas Dia Universal do Palhaço 11-Dia do Arquiteto Dia do Engenheiro No seu dia-a-dia, os engenheiros usam e abu-sam de idéias, sempre aplicando métodos e técnicas economicamente viáveis, com auxílio da matemática e das ciências. Buscam aliar as melhores condições de segurança ao menor custo, sendo requisitados em todas as áreas, seja no campo, na cidade ou até no espaço si-deral. Muitos produtos e serviços que revolu-cionaram nossas vidas saíram de suas mentes engenhosas, como automóveis, eletrodomésti-cos, foguetes, computadores e controle da po-luição do ar, por exemplo. Dia do Agrônomo 13-Dia do Cego /Dia do Marinheiro/Dia do ótico/ Dia de Santa Luzia/ Dia do Engenheiro Avaliador e Perito de Engenharia 14-Dia Nacional do Ministério Público 16-Dia do Reservista 18-Dia do Museólogo 20-Dia do Mecânico 21-Dia do Atleta 22-Início do verão 23-Dia do Vizinho 24-Dia do órfão 25-Natal 26-Dia da Lembrança 28-Dia do Salva-vidas 31-Dia de São Silvestre Reveillon Página de Elvandro Burity II VICE-PRESIDENTE InBrasCI http://elvandroburity.blogspot.com ACORDA BRASIL Amarelo cor da bandeira A cor do ouro É a cor da febre amarela Não erradicada A desordem nos assola. Perdemos o brancoda paz São muitas as balas perdidas. Com tantas queimadas O verde das matas está acabando O azul do céu enegreceu. Nos rios e mares rola muito dinheiro Com a corrupção assoreando Resultado: É o povo brasileiro até sem direito a água. Sem o verde o amarelo o azul e o branco: - Tristeza Acorda Brasil! Elvandro Burity Rio de Janeiro - RJ http://elvandroburity.blogspot.com skype - elvandroburity ►Deus está no controle de tudo.
  6. 6. Pru quê ? (Pompílio Diniz) Pru quê tu chora, pru quê? Pru quê teu peito saluça e o coração se adebruça nos abismo do sofrê? Tu pode me arrespondê? Pru quê tua arma suzinha pelas estrada caminha sem aligria mais tê? Pru quê teus óio num vê e o coração não escuita no sacrificio da luita este cunvite a vivê? Eu te prugunto, pru quê? pru quê teus pé já sangrando cuntinua caminhando pela estrada do sofrê? Pru quê tua boca só fala das coisa triste da vida que muita veiz esquecida dentro do peito se cala? quando o amô prefume exala pru quê tu mata a simente dessa aligria inucente que no seu sonho se embala? Pru quê que teu coração é cumo um baú trancado e dento dele guardado só desespero e afrição Pru quê num faiz meu irmão uma limpeza la dentro varrendo cô pensamento os ispim da mardição? Pru quê tu véve agarrado nas asa desse caixão que carrega a assumbração desse difunto, o passado? Se tu já véve cansado, interra todo o trumento na cova do isquicimento pra nunca mais sê lembrado Despois disso, vem mais eu... vem ouví pelas estrada o canto da passarada que em seu peito imudeceu. escuita a vóz das cascata, chêra o prefume das mata, óia os campo, tudo é teu... Aprende côs passarim que só tem vóz pra cantá com o sor que nasce cedim e vem teu frio esquentá Óia as estrela, o luar mas antes de tu querê isso tudo arrecebê aprende primeiro... a dá. *********** Poeta mineiro fugiu para a Bolívia Na revolução de 64,havia um poeta entre os primeiros presos políticos no Acre. Pompílio Diniz teve uma passagem rápida pelo Acre, depois de fugir de Mi-nas Gerais para tentar esca-par da ditadura que se inici-ava. Ao longo da segunda semana de abril de 1964, Di-niz foi levado para a 4ª Companhia. Como se trata-va de homem de boa prosa, conseguiu convencer os militares a soltá-lo. Ao con-trário dos outros presos, passou apenas um dia na cadeia. Não esperou para que descobrissem mais a seu respeito e fugiu para a Bolívia. Coluna de Lybio Magalhães DIRETOR FINANCEIRO InBrasCI Membro Efetivo da ACLERJ
  7. 7. NATAL (Carvalho Branco) Natal é festa da Luz, da Paz, da Fraternidade... Comemora, de Jesus, nascimento e irmandade! Se somos filhos de Deus, Mestre Jesus é irmão dos bons e dos fariseus; a todos estende a mão. Essa nossa humanidade veio com grande missão: preservar fraternidade, ser um, do outro ser, irmão. Mineral e vegetal, eis a origem primeira do nosso mundo animal; humanidade é herdeira. Á humanidade doou, Grande Pai, além da vida, Semente do Amor, o EU SOU, dando ao próximo guarida. Mestre Jesus, ser humano, no tempo certo encarnou o Cristo de um outro Plano: tudo de novo ensinou. Se é surdo quem não nos ouve, muitos humanos o são: mandam Cristo “plantar couve”, dizem Deus ser ilusão... Ao Amor Universal, quem dele sabe e pratica, renova-se no Natal o voto que vivifica. Se pelo Amor se constrói, poeta, meu trovador, cabe a mim, mas a ti sói, ser dele alma, luz e cor! Feliz Natal, com Amor, a todos sempre desejo; nos inunde seu olor, ícone de bom ensejo! NATAL (Carvalho Branco) O povo se agita, as ruas se enchem, a criança, aflita, espera contente, espera feliz, o dia, afinal, o dia sem igual, de ganhar o que quis. A alegria retrata a aproximação da data. Jesus de Belém, de Jerusalém e nosso também, não deixe ficar, no dia sem par, criança a chorar!... E canta o jogral uma pastoral; e toca o sino pro Deus - Menino!... .................................................... Natal !... Natal !... Natal !... Papai Noel, o “Bom Velhinho”! Símbolo do Amor Divinal. Ao se ouvir tocar sininho, eis chegado o Natal... Por entre o azul estrelado, desliza nas nuvens, rosto rosado! (CB)
  8. 8. II DIRETORIA InBrasCI (2011– 2016,março) PRESIDENTE (fundadora) – Marilza A. de Castro PRESIDENTE DE HONRA – Eduardo Gomes de Souza 1ª VICE-PRESIDENTE – Eliane Mariath Dantas 2ª VICE-PRESIDENTE – Elvandro Burity SECRETÁRIO GERAL – Vanise Buarque SECRETÁRIA ADJUNTA – Zara de Assis DIRETOR JURÍDICO – Messody Ramiro Benoliel DIRETOR FINANCEIRO – Lybio Magalhães DIRETOR PATRIMÔNIAL E COM. SOC.– Salvador Pereira Matos CHANCELER – Edison d’Almeida (I. Madeira/PT) SUB-CHANCELER-Guilem Rodrigues da Silva( Suécia) Gislene Salvatierra (Peru/Bolívia) Diva Pavesi (França) Kátia Borges (Portugal) Diretora do Dep. Cult.Literário–Benedita Azevedo Diretores do Dep. Cult. Musical – Antônio Morei-ra/ Beatriz Dutra/Nícia Regina Diretora do Dep. Meio Ambiente – Gecy Cândida (1ºPerpétuo Diretor de Honra) / Nilza Athayde (2ºPerpétuo Diretor de Honra)/Comodoro Francis-co Cesar Gondar Diretora do Dep. Histórico e Intercâmbio Sócio- Cultural – Neumara Coelho da Silva Diretora do Dep. Cult. AP e Salão Atmaísmo – Marice Prisco /Wagner Fraguas/Edna Itaipava Diretora do Dep. Cult. de web design—Neli Correa Neto Diretora de Divulgação e Jornalismo— Míriam Pérola Diretoria do Dep. Cultural de Artes Cênicas— Mércia de Aloan Diretor Divulgador do InBrasCI e da Cultura Na-cional e Interncional: A t h a n a s e V a n t c h e v d e T h r a c y — avthracy@hotmail.com CONSELHO FISCAL: Maria Amélia Palladino / Larissa Loretti / Maria Nascimento / Afonso d’Án-zicour /Jorge Fernandes /Raimundo Magalhães CONSELHO AVALIADOR: Eliane Mariath (dirigente)/ Maria Alice/ Vera Figueiredo/ Glória Puppim//Luiz Poeta/ Argemiro Spíndola/ Beatriz Dutra/ Jaime de Araújo/ Dalva Meireles/ Dionilce Silva de Faria/ Marco Aurélio Faria / Maria Calíope/ Renato Alves. Francisco Silva Nobre — Presidente de Honra Vitalício do InBrasCI, Membro Fundador da Enti-dade ANUIDADE 2014: R$150,00 PAGAMENTOS JÁ REALIZADOS EM 2014 : · Pagamentos realizados no 1º trimestre pelo In- BrasCI - anuidade da sala da COFALB: R$650,00 -Ressarcimento à Presidência da FA-LARJ: R$300,00 - lanche da reunião de março: R$250,00 - Xerox, papel e cartucho da impressora: R$100,00 - xerox do jornal nº 19 : R$250,00 - Medalhas: R$690,00 SALDO DE 2013: -R$830,20 (A Presidente cobriu como doação e o In- BrasCI teve seu saldo zerado em 2013) CONTRIBUIÇÕES JÁ REALIZADAS no 1º semestre de 2014: Zara Paim—R$150,00 (Anuidade) Lybio Magalhães—R$300,00 (Anuidade e doação) Vanise Buarque– R$150,00 (Anuidade) Marilza de Castro-R$150,00 (“) Elvandro Burity– R$850,00 (Anuidade e contribui-ção: medalhas) RECEITA DO 1º TRIMESTRE 2014: R$1600,00 DESPESA DO 1º TRIMESTRE 2014: R$1940,00 SALDO DO 1º TRIMESTRE 2014: - R$340,00 (A Presidente cobriu como doação e o In- BrasCI teve seu saldo zerado no 1º trimestre de 2014) 2º Trimestre de 2014: 21 de abril-não houve reunião, pois foi feriado 19 de maio—a reunião foi da AMPLA e as despesas foram feitas pela Presidente Zara Paim Junho e julho—Por motivo da Copa do Mundo, as reu-niões acadêmicas foram suspensas pela FALARJ 18 de agosto - Palestra e Posse do Comodoro Francisco Cesar Gondar, que também ofereceu o coquetel 15 de setembro—a reunião foi da AMPLA e as despe-sas foram feitas pela Presidente Zara Paim CONTRIBUIÇÕES JÁ REALIZADAS no 2º semestre de 2014: Elvandro Burity: R$100,00 (doação) Com.Gondar : R$150,00 (anuidade) Lybio Magalhães: R$400,00 (doação) Leda Gray: R$150,00 (anuidade) Receita do mês de agosto: R$800,00 Despesa do mês de agosto e outubro: - lanche da reunião de outubro: R$ 226,10 - Xerox, papel e cartucho da impressora: R$150,00 - xerox do jornal nº 20 e 21 : R$ .270,00 Ressarcimento à Presidente da FALARJ: R$ 100,00. Total da despesa do 2º semestre até 19 de outubro: R$ .746,10 Saldo do 2º semestre até 19 de outubro: R$.53,90 (O InBrasCI teve seu saldo poositivo até 19 de outubro de 2014). Despesas de novembro: -lanche da reunião do dia 17:+- R$250,00 -papel, xerox,papel... +- R$100,00 -Xerox do jornal nº 22: +- R$130,00

×