RELEITURA
“O PEQUENO PRÍNCIPE”
DE ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY
ALUNO: GUSTAVO GUIMARÃES GONÇALVES
PROFESSORA: VALÉRIA BUSSOLA ...
O livro dizia em MAIÚSCULO: AS JIBÓIAS
ENGOLEM, SEM MASTIGAR A PRESA INTEIRA.
Em seguida, não podem se mover e dormem
por ...
Mostrei minha obra-prima para os
meus familiares, perguntei se meu
desenho fazia medo... E responderam:
Meu desenho não re...
Os adultos aconselharam-me deixar de lado os desenhos de jiboia abertas ou fechadas e dedicar-me à
geografia, à história, ...
Vivi, portanto só, sem amigos, com quem realmente conversar, até o dia, cerca de seis anos atrás, em que tive uma pane no
...
Adormeci e quando acordei uma vozinha estranha me acordou dizendo:
Por favor...
Desenha-me um
carneiro... Hein
Me coloquei...
Está doente!
Desenhe
outro.
É necessário muito
capim? Meu país é
extremamente
pequeno...
Então comecei a conhecer o pequeno príncipe. Demorou para que eu começasse a compreender de onde ele vinha...
De onde vens...
Então ele riu:
- Amarrar? Que ideia
estranha!
- Mas se você não amarrar,
ele vai andar por ai
perdido...
- Não faz mal! É
...
- O seu planeta de origem era um pouco maior que
uma casa. Além dos grandes planetas: Júpiter, terra,
marte ou vênus exist...
Visto apenas uma vez por um astrônomo turco...
Da primeira vez que ele apresentou a tal teoria ninguém acreditou, tudo iss...
Comecei assim a conhecer cada vez mais esse pequeno príncipe e os
segredos de sua triste vida.
Gosto muito de
pôr-do-sol
v...
- Estava tão triste assim quando contemplastes os quarenta e três?
O principezinho olhou para o lado, sem me dar uma respo...
Como é bonita!
E nasci ao mesmo tempo que o sol!
Ele tinha uma amiga, a flor e dela cuidava de sair de seu planeta.
Não demores
assim, é
exasperante!
Decidiu partir, não
é...
Olhe só,
um súdito!
Como posso ser
reconhecido por esse
rei se nunca o vi e aqui
nunca estive?
Então o pequeno príncipe co...
O segundo planeta era
habitado por um vaidoso
Olhe só! Um admirador
veio me visitar!
Por que para as
pessoas vaidosas, os
...
O planeta seguinte era habitado por um bêbado
Realmente... As
pessoas grandes
são
extremamente
estranhas, muito
estranhas....
O quarto planeta era de um empresário.
Estava extremamente ocupado...
10+14+13+23+...
Sem retorno o o pequeno príncipe con...
O pequeno conversou com um
insatisfeito geógrafo que não lhe
aconselhou seu planeta,
aconselhou o planeta Terra.
A Terra não é um planeta qualquer!. O
pequeno sentou-se em uma pedra, ergueu os
olhos para o céu e disse:
As estrelas são ...
Teu
planeta é
tão belo!
O que
veio fazer
aqui?
Problemas
com uma
flor... Onde
estão os
homens?
Você é um
bicho
engraçado.....
O pequeno conversou com seu ECO.
Olá!
Olá, Olá,
Olá.Que planeta
engraçado.. Seco,
pontudo e triste.
Os homens aqui
não tem...
Andando, o pequeno descobriu um lugar cheio
de rosas
Minha flor
morreria. Achava-
se a única... E
quantas flores
aqui!. El...
O pequeno chamou a raposa para brincar, ela não
quis. Perguntou o que o príncipe procurava
Uma voz chamou pelo pequeno, er...
Me apeguei à aquele pequeno,
era meu amigo. Conversamos
sobre o mundo. Lhe ditei algumas
das minhas aventuras...
Ele era c...
O encontrei conversando com uma
serpente, em seu corpo uma ferida.
Espantei a serpente, lhe dei água...
O pequeno parecia ...
Pequeno, me
responda!
Pequeno!
O que é
importante
não se vê.
Ele riu.
Minha flor, vou
encontra-la.
Olharemos juntos
para a...
Houve então um clarão em sua perna.
Ele levantou-se. Tombou como tomba
uma árvore.
Passaram-se seis anos. Essa é a primeira vez que
conto essa minha aventura... Olhem para o seu e se
perguntem: O carneiro ...
FIM
Pequeno príncipe  -  por Gustavo Guimarães Gonçalves
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pequeno príncipe - por Gustavo Guimarães Gonçalves

313 visualizações

Publicada em

Releitura da obra "O pequeno príncipe". Diferencial: O nosso príncipe é negro! Atividade de Metodologia orientada por Valéria Bussola Martins

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
313
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pequeno príncipe - por Gustavo Guimarães Gonçalves

  1. 1. RELEITURA “O PEQUENO PRÍNCIPE” DE ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY ALUNO: GUSTAVO GUIMARÃES GONÇALVES PROFESSORA: VALÉRIA BUSSOLA MARTINS MATÉRIA: TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO DE LINGUAGENS
  2. 2. O livro dizia em MAIÚSCULO: AS JIBÓIAS ENGOLEM, SEM MASTIGAR A PRESA INTEIRA. Em seguida, não podem se mover e dormem por seis meses digerindo. Esse livro, a ilustração e o texto não saíram da minha cabeça, então com lápis de cor fiz meu desenho de número 1:
  3. 3. Mostrei minha obra-prima para os meus familiares, perguntei se meu desenho fazia medo... E responderam: Meu desenho não representava um chapéu. Representava uma jiboia digerindo um elefante! Desenhei então o interior de uma jiboia. Para que as pessoas ignorante pudessem visualiza-la. Meu desenho de número 2 fora esse:
  4. 4. Os adultos aconselharam-me deixar de lado os desenhos de jiboia abertas ou fechadas e dedicar-me à geografia, à história, ao cálculo, à gramática. Foi assim que abandonei o teatro e o desenho. Abandonei aos seis anos, uma esplêndida carreira de pintor. Desencorajado pelo insucesso do desenho 1 e do desenho 2. As pessoas grandes não compreendem nada sozinhos, é necessário explicar milhares de vezes. Tive, pois que escolher uma outra profissão e aprendi a pilotar aviões. Voei por quase todo o mundo! E a Geografia, é claro, me serviu muito. Sabia distinguir, num relance a China e o Arizona. É muito útil quando se está perdido na noite
  5. 5. Vivi, portanto só, sem amigos, com quem realmente conversar, até o dia, cerca de seis anos atrás, em que tive uma pane no deserto do Saara. Alguma coisa quebrara no motor. E como não tinha comigo mecânico ou passageiro, preparei-me para empreender sozinho o difícil conserto. Era, para mim, questão de vida ou de morte. Só dava para oito dias a água que eu tinha
  6. 6. Adormeci e quando acordei uma vozinha estranha me acordou dizendo: Por favor... Desenha-me um carneiro... Hein Me coloquei de pé. Esfregue os olhos, olhei bem. Vi um pedacinho de gente extraordinário. Ele não parecia nem perdido, nem morto de cansado ou com fome, ou com sede. Perguntei novamente: - O que faz aqui? E ele pediu o desenho de um carneiro...
  7. 7. Está doente! Desenhe outro.
  8. 8. É necessário muito capim? Meu país é extremamente pequeno...
  9. 9. Então comecei a conhecer o pequeno príncipe. Demorou para que eu começasse a compreender de onde ele vinha... De onde vens? Para onde quer levar esse carneiro?; - Sem duvida. E se for um bom garoto, te darei também uma corda par amarra-lo durante o dia. E uma estaca para prende-lo. O bom é que a caixa poderá, de noite, servir de casa para ele. Não me respondeu...
  10. 10. Então ele riu: - Amarrar? Que ideia estranha! - Mas se você não amarrar, ele vai andar por ai perdido... - Não faz mal! É extremamente pequeno onde moro. Andando sempre em frente não podemos ir muito longe...
  11. 11. - O seu planeta de origem era um pouco maior que uma casa. Além dos grandes planetas: Júpiter, terra, marte ou vênus existem os asteroides e me parece que o do príncipe é o b612.
  12. 12. Visto apenas uma vez por um astrônomo turco... Da primeira vez que ele apresentou a tal teoria ninguém acreditou, tudo isso por causa de sua vestimenta Só em 1920 quando o astrônomo se vestiu segundo os padrões europeus as pessoas acreditaram em seus argumentos sobre o asteroide b612.
  13. 13. Comecei assim a conhecer cada vez mais esse pequeno príncipe e os segredos de sua triste vida. Gosto muito de pôr-do-sol vamos ver um? Vejo principalmente nos dias tristes... Certa vez assisti esse momento em que o Sol se esconde por duzentas e quarenta vezes seguidas...
  14. 14. - Estava tão triste assim quando contemplastes os quarenta e três? O principezinho olhou para o lado, sem me dar uma resposta... Que saudades tenho da minha amiga flor...
  15. 15. Como é bonita! E nasci ao mesmo tempo que o sol!
  16. 16. Ele tinha uma amiga, a flor e dela cuidava de sair de seu planeta. Não demores assim, é exasperante! Decidiu partir, não é? Então vai! Então partiu em sua viagem, buscando formas de administrar seu planeta...
  17. 17. Olhe só, um súdito! Como posso ser reconhecido por esse rei se nunca o vi e aqui nunca estive? Então o pequeno príncipe continuou sua busca em outros lugares... As pessoas grandes são extremamente estranhas, muito estranhas.
  18. 18. O segundo planeta era habitado por um vaidoso Olhe só! Um admirador veio me visitar! Por que para as pessoas vaidosas, os outros homens são seus admiradores? Engraçado o seu chapéu.. É para agradecer quando me aclamam. Infelizmente não passa ninguém por aqui... Então o pequeno príncipe continuou sua busca em outros lugares... As pessoas grandes são extremamente estranhas, muito estranhas.
  19. 19. O planeta seguinte era habitado por um bêbado Realmente... As pessoas grandes são extremamente estranhas, muito estranhas. Então o pequeno príncipe continuou sua busca em outros lugares... O que faz? Bebo. Por que? Esquecer... Esquecer o quê? Que tenho vergonha. Vergonha de quê? DE BEBER!
  20. 20. O quarto planeta era de um empresário. Estava extremamente ocupado... 10+14+13+23+... Sem retorno o o pequeno príncipe continuou sua busca em outros lugares... Olá. Olá! Olá!
  21. 21. O pequeno conversou com um insatisfeito geógrafo que não lhe aconselhou seu planeta, aconselhou o planeta Terra.
  22. 22. A Terra não é um planeta qualquer!. O pequeno sentou-se em uma pedra, ergueu os olhos para o céu e disse: As estrelas são todas iluminadas... Será que elas brilham para que um dia cada um possa encontrar a sua?
  23. 23. Teu planeta é tão belo! O que veio fazer aqui? Problemas com uma flor... Onde estão os homens? Você é um bicho engraçado... Parece um dedo Sou mais forte que o dedo de um rei! Ela se enrolou no tornozelo do pequeno Tenho pena de você. Tão suave e simples nessa terra de granito.. Quando quiser voltar ao teu planeta, me procure. Uma serpente o chamou.
  24. 24. O pequeno conversou com seu ECO. Olá! Olá, Olá, Olá.Que planeta engraçado.. Seco, pontudo e triste. Os homens aqui não tem imaginação. Repetem o que a gente diz...
  25. 25. Andando, o pequeno descobriu um lugar cheio de rosas Minha flor morreria. Achava- se a única... E quantas flores aqui!. Ela morreria de verdade... EU me jugava rico por ter a única flor do mundo, e possuo apenas uma rosa. Três vulcões que não passam do meu joelho, estando um, possivelmente, extinto eternamente. Isso não faz de mim um príncipe tão poderoso... E, jogado na relva, ele chorou...
  26. 26. O pequeno chamou a raposa para brincar, ela não quis. Perguntou o que o príncipe procurava Uma voz chamou pelo pequeno, era uma raposa. Procuro pelos homens. Os homens utilizam fuzis e caçam. É assustador! Depois de uma longa conversa se cativaram. Tornaram-se amigos. Era hora do príncipe partir Eu não queria lhe fazer mal. E você me diz eu está com vontade de chorar? Não deveria ter lhe cativado. Se tu vens às quatro da tarde, desde as três começarei a ser feliz! Apareça depois Vai rever as rosas. Vai perceber que a do seu mundo é única Lembre-se: Tu és responsável por tudo aquilo que cativas!
  27. 27. Me apeguei à aquele pequeno, era meu amigo. Conversamos sobre o mundo. Lhe ditei algumas das minhas aventuras... Ele era com certeza alguém especial
  28. 28. O encontrei conversando com uma serpente, em seu corpo uma ferida. Espantei a serpente, lhe dei água... O pequeno parecia estar tonto...
  29. 29. Pequeno, me responda! Pequeno! O que é importante não se vê. Ele riu. Minha flor, vou encontra-la. Olharemos juntos para as estrelas pequeno!
  30. 30. Houve então um clarão em sua perna. Ele levantou-se. Tombou como tomba uma árvore.
  31. 31. Passaram-se seis anos. Essa é a primeira vez que conto essa minha aventura... Olhem para o seu e se perguntem: O carneiro terá comigo a flor?
  32. 32. FIM

×