MODELO
TEXTO DO DIA
“O homem que tem muitos amigos pode congratular-
se, mas há amigo mais chegado do que um irmão”
(Pv 18.24).
SÍNTESE
• Os amigos são dádivas de Deus. Grandes amigos
tornam-se grandes irmãos.
AGENDA DE LEITURA
SEGUNDA — Pv 17.17
Grandes amigos tornam-se grandes irmãos
TERÇA — Pv 18.24
Amigos mais chegados do que ...
OBJETIVOS
• COMPREENDER os conceitos bíblicos de amigo;
• REFLETIR sobre as bases nas quais
construímos amizades;
• REPENS...
TEXTO BÍBLICO
1 Samuel 18.1-4; 2 Samuel 1.25-27.
1 — E Sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a
alma de Jônatas se l...
2 Samuel 1
• 25 — Como caíram os valentes no meio da peleja!
Jônatas nos teus altos foi ferido!
• 26 — Angustiado estou po...
INTRODUÇÃO
• Marcus Tullius Cicero (106 — 43 a.C.) afirmou em seu
“Diálogo sobre a Amizade” que, excetuando a sabedoria,
n...
• Outro grande pensador da Antiguidade, Aristóteles (382
— 322 a.C.), afirmou, em “Ética a Nicômaco”, que a
amizade é extr...
I. “AMIGOS MAIS CHEGADOS DO
QUE IRMÃOS” (1Sm 18.1-6)
1. O ensino bíblico sobre amigos (Pv 18.24).
2. Exemplos de amizade n...
• As Escrituras não tratam o tema de modo sistemático,
entretanto, encontramos referências ao assunto em
muitas partes da ...
• Deste modo, nas línguas bíblicas, refere-se a qualquer
pessoa amiga ou conhecida ao acaso.
• Mais especificamente, um am...
Entre os vários exemplos da Bíblia, destacam-se:
a) Davi e Jônatas (1Sm 18.1-4; 19.1-7; 2Sm 1.25-27).
• Ambos encontraram ...
b) Noemi e Rute (Rt 1.14-17).
• Ambas passaram por muitas adversidades, tornando
Provérbios 17.17 uma realidade em suas vi...
c) Paulo e Epafrodito (Fp 2.25-30).
• O modo afetuoso pelo qual Paulo se refere ao amigo
traduz a profunda amizade entre e...
• Somente a perversidade humana (Rm 1.18-32) e a
corrupção da mente e do coração (2Co 4.4; Tt 1.15)
podem imaginar nesses ...
• Vejamos o que diz a Bíblia a respeito dessa
interpretação perversa:
a) Proibição da Escrituras.
• Com base nas várias pr...
• Os dois pecados, de adultério e homossexualidade,
eram condenados pela Lei do Senhor (Êx 20.14; Lv
20.10; Dt 5.18; Pv 6....
• b) Termo hebraico.
• É importante observar o que a Bíblia afirma: “a alma de
Jônatas se ligou (qāshar) com a alma de Dav...
• É uma aliança de amor semelhante aos laços fraternais
que unem um pai ao seu filho por toda vida.
• Observe que o própri...
• A mesma palavra para se referir ao amor de Saul por
Davi é empregada para falar do amor entre Jônatas e
Davi, em 2 Samue...
• Além dos erros de lógica, distorção do contexto e das
expressões hebraicas, tais pessoas ignoram as
amizades decantadas ...
• Amizade (do latim amicus; amigo, que possivelmente
se derivou de amore; amar, ainda que se diga
também que a palavra pro...
• Em sentido amplo, é um relacionamento humano que
envolve o conhecimento mútuo e a afeição, além de
lealdade ao ponto do ...
• Neste aspecto, pode-se dizer que uma relação entre
pais e filhos, entre irmãos, demais familiares, cônjuges
ou namorados...
• Na Bíblia, cita-se no livro de 1 Samuel, a amizade entre
Davi(que depois se tornaria rei em Israel) e Jonatas
(filho do ...
• Os evangelhos falam a respeito de uma declaração de
Jesus, "Nenhum amor pode ser maior que este, o de
sacrificar a própr...
II. TIPOS E FORMAS DE AMIZADES
(Pv 17.17)
1. O que determina os tipos de amizades (Pv 17.17)?
2. Os tipos e formas de amiz...
A Bíblia traz orientações à preservação de amigos:
1) Não ser inoportuno (Pv 25.17),
2) Não abandonar na adversidade (Pv 2...
• Os exemplos destacados demonstram carisma para se
obter amigos, discernimento para escolhê-los e
honestidade para preser...
III. ALÉM DO VIRTUAL
• 1. Quantidade e qualidade nas amizades.
• 2. Além da aparência fugaz.
• 3. Igreja como centro de am...
• Alguns têm grande quantidade de contatos no
smartphone e “amigos” no Facebook, mas continuam
sozinhos.
• Quantidade de “...
• A proximidade virtual torna as interações humanas mais
rápidas, intensas e frequentes, contudo, mais banais,
descartávei...
• As amizades devem resistir aos modismos tecnológicos
modernos, muito embora estes também possam
contribuir positivamente...
• Construa relacionamentos sólidos a partir de sua
convivência na igreja.
• A igreja é uma comunidade propícia ao desenvol...
CONCLUSÃO
• Ainda maior e melhor é ter o Senhor como verdadeiro
Amigo. Moisés (Êx 33.11),
• Abraão (Is 41.8; Tg 2.23) dest...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

4º trimestre 2015 jovens lição 04

288 visualizações

Publicada em

“O homem que tem muitos amigos pode congratular-se, mas há amigo mais chegado do que um irmão”
(Pv 18.24).

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
288
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

4º trimestre 2015 jovens lição 04

  1. 1. MODELO
  2. 2. TEXTO DO DIA “O homem que tem muitos amigos pode congratular- se, mas há amigo mais chegado do que um irmão” (Pv 18.24).
  3. 3. SÍNTESE • Os amigos são dádivas de Deus. Grandes amigos tornam-se grandes irmãos.
  4. 4. AGENDA DE LEITURA SEGUNDA — Pv 17.17 Grandes amigos tornam-se grandes irmãos TERÇA — Pv 18.24 Amigos mais chegados do que irmãos QUARTA — Pv 14.20 “Amizade” obtida por meio das riquezas QUINTA — Pv 16.28 O difamador separa os melhores amigos SEXTA — Pv 22.11 Regras para ter amigos famosos SÁBADO — Pv 27.10 Não se deve abandonar o amigo na adversidade
  5. 5. OBJETIVOS • COMPREENDER os conceitos bíblicos de amigo; • REFLETIR sobre as bases nas quais construímos amizades; • REPENSAR os relacionamentos virtuais.
  6. 6. TEXTO BÍBLICO 1 Samuel 18.1-4; 2 Samuel 1.25-27. 1 — E Sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas o amou como à sua própria alma. 2 — Saul, naquele dia, o tomou e não lhe permitiu que tornasse para casa de seu pai. 3 — Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma. 4 — E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.
  7. 7. 2 Samuel 1 • 25 — Como caíram os valentes no meio da peleja! Jônatas nos teus altos foi ferido! • 26 — Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; quão amabilíssimo me eras! Mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres. • 27 — Como caíram os valentes, e pereceram as armas de guerra!
  8. 8. INTRODUÇÃO • Marcus Tullius Cicero (106 — 43 a.C.) afirmou em seu “Diálogo sobre a Amizade” que, excetuando a sabedoria, não há entre os homens um dom maior do que a amizade. • Para o filósofo, o amigo é alguém com quem se pode conversar como se estivesse falando consigo mesmo. A amizade, dizia ele, nunca é impertinente, jamais molesta. • Na amizade nada é fingido, nada dissimulado, tudo quanto nela há é verdadeiro.
  9. 9. • Outro grande pensador da Antiguidade, Aristóteles (382 — 322 a.C.), afirmou, em “Ética a Nicômaco”, que a amizade é extremamente necessária à vida, pois ajuda aos jovens a evitar o erro, e ampara aos mais velhos. • Nesta lição estudaremos o valor da amizade, o ensino das Escrituras e os princípios que regem a verdadeira amizade.
  10. 10. I. “AMIGOS MAIS CHEGADOS DO QUE IRMÃOS” (1Sm 18.1-6) 1. O ensino bíblico sobre amigos (Pv 18.24). 2. Exemplos de amizade na Bíblia. • a) Davi e Jônatas (1Sm 18.1-4; 19.1-7; 2Sm 1.25-27). • b) Noemi e Rute (Rt 1.14-17). • c) Paulo e Epafrodito (Fp 2.25-30). 3. Desfazendo equívocos.
  11. 11. • As Escrituras não tratam o tema de modo sistemático, entretanto, encontramos referências ao assunto em muitas partes da Bíblia. • O termo hebraico mais comum é rēa, que designa desde um amigo íntimo, companheiro, até um vizinho ou próximo (Gn 38.12; Êx 2.13; 21.14; Lv 19.18; Jz 7.13). • O vocábulo grego que corresponde ao anterior é hetairos, isto é, amigo, companheiro ou camarada (Mt 11.16; 20.13). 1. O ensino bíblico sobre amigos (Pv 18.24).
  12. 12. • Deste modo, nas línguas bíblicas, refere-se a qualquer pessoa amiga ou conhecida ao acaso. • Mais especificamente, um amigo é uma pessoa a qual desfrutamos de amizade, companheirismo, confiança e afeição recíprocos (Pv 17.17; 18.24; Jó 2.11; 42.10; Ec 4.10). • A amizade, por conseguinte, é o sentimento afetuoso que existe entre as pessoas que se chamam de amigos (Fp 1.7; Fm 17).
  13. 13. Entre os vários exemplos da Bíblia, destacam-se: a) Davi e Jônatas (1Sm 18.1-4; 19.1-7; 2Sm 1.25-27). • Ambos encontraram um no outro a confiança, amizade e afeição que lhes faltavam no seio familiar. • Jônatas era um amigo desinteressado, fraterno, generoso e fiel. • Davi, por sua vez, retribuiu a amizade de Jônatas sendo misericordioso com seus descendentes após a morte do amigo (1Sm 20.11-17; 2Sm 9). 2. Exemplos de amizade na Bíblia.
  14. 14. b) Noemi e Rute (Rt 1.14-17). • Ambas passaram por muitas adversidades, tornando Provérbios 17.17 uma realidade em suas vidas. • Ainda hoje, o voto de Rute é uma das mais belas pérolas da literatura. A amizade iniciou na adversidade, acompanhou-as durante a vida, e as coroou de êxito no fim da história (Rt 1-4).
  15. 15. c) Paulo e Epafrodito (Fp 2.25-30). • O modo afetuoso pelo qual Paulo se refere ao amigo traduz a profunda amizade entre eles. • Epafrodito estava disposto, se necessário, a morrer a favor de Paulo. • Como ignorar tal amizade?
  16. 16. • Somente a perversidade humana (Rm 1.18-32) e a corrupção da mente e do coração (2Co 4.4; Tt 1.15) podem imaginar nesses exemplos de amizade sincera, em tempos de corrupção (1Co 6.9,10; Lv 18.22; 20.13). 3. Desfazendo equívocos.
  17. 17. • Vejamos o que diz a Bíblia a respeito dessa interpretação perversa: a) Proibição da Escrituras. • Com base nas várias proibições da Lei (Lv 20.13; 18.22), podemos afirmar com segurança que não havia qualquer resquício de relacionamento homo-afetivo entre Davi e Jônatas.
  18. 18. • Os dois pecados, de adultério e homossexualidade, eram condenados pela Lei do Senhor (Êx 20.14; Lv 20.10; Dt 5.18; Pv 6.32). Davi foi duramente repreendido pelo pecado de adultério, mas não há qualquer repreensão a respeito de sua amizade pública com Jônatas (1Sm 18.1-4).
  19. 19. • b) Termo hebraico. • É importante observar o que a Bíblia afirma: “a alma de Jônatas se ligou (qāshar) com a alma de Davi” (1Sm 18.1). • O termo hebraico, que significa “atar, ligar, amarrar, conspirar”, é o mesmo para se referir ao amor de Jacó por Benjamim (Gn 44.30), ou a união entre pessoas para conspirar contra outra (1Rs 16.9). • Deste modo, no primeiro caso, a expressão denota “amarrar-se inseparavelmente por laços de amor fraterno” e descreve o mais puro, significativo e sincero sentimento fraterno que alguém possa nutrir pelo seu próximo.
  20. 20. • É uma aliança de amor semelhante aos laços fraternais que unem um pai ao seu filho por toda vida. • Observe que o próprio Saul demonstrou por Davi um profundo amor e isto nunca foi considerado um sentimento impróprio (1Sm 16.21).
  21. 21. • A mesma palavra para se referir ao amor de Saul por Davi é empregada para falar do amor entre Jônatas e Davi, em 2 Samuel 1.26. • Jamais se cogitou a possibilidade de o amor-amizade entre esses dois valentes se referir a qualquer tipo de relacionamento condenável pela Escritura.
  22. 22. • Além dos erros de lógica, distorção do contexto e das expressões hebraicas, tais pessoas ignoram as amizades decantadas pela literatura: • Frodo Bolseiro e Samwise, Sherlock Holmes e Dr. Watson, Dom Quixote e Sancho Pança, entre outros exemplos imortais.
  23. 23. • Amizade (do latim amicus; amigo, que possivelmente se derivou de amore; amar, ainda que se diga também que a palavra provém do grego) é uma relação afetiva, a princípio, sem características romântico-sexuais, entre duas pessoas.
  24. 24. • Em sentido amplo, é um relacionamento humano que envolve o conhecimento mútuo e a afeição, além de lealdade ao ponto do altruísmo.
  25. 25. • Neste aspecto, pode-se dizer que uma relação entre pais e filhos, entre irmãos, demais familiares, cônjuges ou namorados, pode ser também uma relação de amizade, embora não necessariamente.
  26. 26. • Na Bíblia, cita-se no livro de 1 Samuel, a amizade entre Davi(que depois se tornaria rei em Israel) e Jonatas (filho do Rei Saul).
  27. 27. • Os evangelhos falam a respeito de uma declaração de Jesus, "Nenhum amor pode ser maior que este, o de sacrificar a própria vida por seus amigos.“ Salomão escreveu a sabedoria da Amizade em seus Provérbios: "Em todo o tempo ama o amigo, e na angustia se faz o irmão" .
  28. 28. II. TIPOS E FORMAS DE AMIZADES (Pv 17.17) 1. O que determina os tipos de amizades (Pv 17.17)? 2. Os tipos e formas de amizades (Pv 18.24; Jo 15.15). 3. Relacionamentos corretos entre amigos.
  29. 29. A Bíblia traz orientações à preservação de amigos: 1) Não ser inoportuno (Pv 25.17), 2) Não abandonar na adversidade (Pv 27.10), 3) ser conselheiro (Pv 27.5,6), 4) evitar as más companhias (Pv 13.20; 1Co 15.33), 5) Escolher as boas companhias (Pv 12.26), 6) ser fiel ao Senhor (Pv 16.7).
  30. 30. • Os exemplos destacados demonstram carisma para se obter amigos, discernimento para escolhê-los e honestidade para preservá-los. • É difícil encontrar bons amigos e desfrutar de sinceras amizades no contexto fútil das relações humanas modernas. Todavia, não é raro achar um verdadeiro amigo e, quando encontrá-lo, preserve-o.
  31. 31. III. ALÉM DO VIRTUAL • 1. Quantidade e qualidade nas amizades. • 2. Além da aparência fugaz. • 3. Igreja como centro de amizades saudáveis
  32. 32. • Alguns têm grande quantidade de contatos no smartphone e “amigos” no Facebook, mas continuam sozinhos. • Quantidade de “curtidas” e de “amigos” não significa qualidade nas amizades. Às vezes, quando a qualidade na amizade falha, busca-se a solução do problema com a quantidade. • Quando essa quantidade afeta a individualidade ou torna-se incômoda, descarta-se com um simples “delete”. 1. Quantidade e qualidade nas amizades.
  33. 33. • A proximidade virtual torna as interações humanas mais rápidas, intensas e frequentes, contudo, mais banais, descartáveis e breves. • O indivíduo está conectado virtualmente, mas não está engajado com o outro socialmente. Os relacionamentos costumam ser efêmeros em vez de substantivos.
  34. 34. • As amizades devem resistir aos modismos tecnológicos modernos, muito embora estes também possam contribuir positivamente à manutenção dos amigos e o encontro de outros. Amigos devem ser cultivados por meio de relacionamentos sólidos. 2. Além da aparência fugaz.
  35. 35. • Construa relacionamentos sólidos a partir de sua convivência na igreja. • A igreja é uma comunidade propícia ao desenvolvimento de amizades sadias e sólidas que perdurarão por toda vida. 3. Igreja como centro de amizades saudáveis.
  36. 36. CONCLUSÃO • Ainda maior e melhor é ter o Senhor como verdadeiro Amigo. Moisés (Êx 33.11), • Abraão (Is 41.8; Tg 2.23) destacaram-se como amigos de Deus. • O Senhor jamais decepciona, jamais abandona. • Ele é verdadeiro amigo.

×