As relações sociais em sala de aula:relação professor-aluno,aluno-aluno e Bullying Faculdade Projeção Psicologia da Educaç...
Introdução <ul><li>Documentário </li></ul><ul><li>Bullying </li></ul>
Documentário <ul><li>“As origens da Agressão” </li></ul><ul><li>CONASS </li></ul>
Byllying <ul><li>A violência de um grupo contra um indivíduo, acobertada pelos colegas e mantida a distância pelos profess...
EUA <ul><li>O tiroteio na escola secundária Columbine, no Colorado, foi uma tentativa trágica de revide de dois meninos qu...
Bullying <ul><li>As escolas devem tomar medidas mais agressivas para parar o tormento, e o mais importante é entender melh...
Abuso Sistemático <ul><li>A partir da déc. 80, liderados em grande parte pelo psicólogo norueguês Dan Olweus, da Universid...
Abuso Sistemático <ul><li>Olweus concluiu que as crianças podem ser muito hábeis e usar sistematicamente o poder social co...
Abuso Coletivo <ul><li>Prisão e bases militares, com sua ênfase em regras e hierarquia, sejam cenários de abuso coletivo c...
Bullying <ul><li>Lançado dentro do universo de personalidades variadas, certos indivíduos tentam criar uma estrutura que o...
Bullying <ul><li>Outros meninos e meninas ficam do lado dos perpetradores, temendo que possam ser os próximos da fila, ou ...
Bullying <ul><li>Os agressores podem ser identificados cedo na escola: mesmo com pouca idade, eles são capazes de organiza...
Bullying <ul><li>Os agressores normalmente são crianças dominadoras,que aprenderam cedo que poderiam se tornar líderes de ...
Bullying <ul><li>As crianças atormentadas pelos colegas de escola ao longo de um período prolongado são incapazes de se de...
Bullying <ul><li>Como certos estudantes são selecionados, abusados e finalmente rejeitados por muitos de seus colegas? </l...
Bullying <ul><li>Parece que ambas as dinâmicas acontecem.Mesmo se as vítimas forem capazes de evitar alguns dos agressores...
Bullying <ul><li>Os agressores intensificam esse jogo, insultando e zombando delas. Muitas das vítimas são estigmatizadas ...
Consequências <ul><li>Ex-vítimas de abuso coletivo em geral têm problemas para desenvolver relações de confiança e sentem ...
<ul><li>A única observação positiva foi a constatação de que a experiência anterior em geral não se repete na vida profiss...
Abuso coletivo no trabalho <ul><li>Conspiração de subordinados ou superiores através de rumores, insinuações,intimidação,h...
Prevenção <ul><li>A difícil tarefa de intervir no momento certo recai sobre professores e pais, que podem não estar prepar...
Prevenção <ul><li>Os professores devem evitar comentários pejorativos e nunca devolver o trabalho de casa/prova em ordem d...
Prevenção <ul><li>Inserir o “abuso coletivo” nos currículos, em combinação com discussões sobre violência ou projetos espe...
Muito Obrigada! [email_address]
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula sobre bullying psicologia da educação

725 visualizações

Publicada em

Slide Show sobre BULLYING

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
725
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula sobre bullying psicologia da educação

  1. 1. As relações sociais em sala de aula:relação professor-aluno,aluno-aluno e Bullying Faculdade Projeção Psicologia da Educação Professora Cassiane Amaral
  2. 2. Introdução <ul><li>Documentário </li></ul><ul><li>Bullying </li></ul>
  3. 3. Documentário <ul><li>“As origens da Agressão” </li></ul><ul><li>CONASS </li></ul>
  4. 4. Byllying <ul><li>A violência de um grupo contra um indivíduo, acobertada pelos colegas e mantida a distância pelos professores, ainda acontece nas escolas hoje. </li></ul><ul><li>Bullying: intimidação física e psicológica </li></ul><ul><li>A disseminação regular de apelidos depreciativos,boatos e fofocas, são mais comuns que a sociedade,os funcionários de escolas e os pais gostariam de acreditar. </li></ul>
  5. 5. EUA <ul><li>O tiroteio na escola secundária Columbine, no Colorado, foi uma tentativa trágica de revide de dois meninos que vinham sendo intimidados por dois atletas populares da escola. </li></ul><ul><li>O bullying foi um dos fatores que levaram Jeffrey weise para uma vida de isolamento antes de partir para o tiroteio desordenado de retaliação na Red Lake High School em Minnesota, matando nove pessoas e a sí próprio. </li></ul>
  6. 6. Bullying <ul><li>As escolas devem tomar medidas mais agressivas para parar o tormento, e o mais importante é entender melhor o que motiva os autores de bullying. </li></ul>
  7. 7. Abuso Sistemático <ul><li>A partir da déc. 80, liderados em grande parte pelo psicólogo norueguês Dan Olweus, da Universidade de Bergen, psicólogos e pesquisadores do comportamento estudavam com seriedade o abuso coletivo (mobbing), equivalente ao bullying em grupo, entre estudantes. </li></ul>
  8. 8. Abuso Sistemático <ul><li>Olweus concluiu que as crianças podem ser muito hábeis e usar sistematicamente o poder social contra os colegas de escola mais fracos.O objetivo é fortalecer sua própria posição. </li></ul><ul><li>O mobbing cresce em circunstâncias hierárquicas porque permite que a dominação e a força prevaleçam como medida de valor social de um indivíduo. </li></ul>
  9. 9. Abuso Coletivo <ul><li>Prisão e bases militares, com sua ênfase em regras e hierarquia, sejam cenários de abuso coletivo com frequência. </li></ul><ul><li>Características similares são encontradas na escola, onde as crianças mais velhas e fortes usam o poder da idade sobre os mais jovens e fracos. </li></ul>
  10. 10. Bullying <ul><li>Lançado dentro do universo de personalidades variadas, certos indivíduos tentam criar uma estrutura que os favoreça.E, normalmente esse poder é usado para abusar dos outros. </li></ul><ul><li>As crianças que são vítimas desse tipo de intimidação normalmente enfrentam o assédio sozinhas. </li></ul>
  11. 11. Bullying <ul><li>Outros meninos e meninas ficam do lado dos perpetradores, temendo que possam ser os próximos da fila, ou fingem que nada aconteceu e permanecem quietos. </li></ul><ul><li>Poucos encontram coragem para defender os colegas. No final, o abuso coletivo afeta todo o ambiente da escola, não apenas os autores de bullying e seus atos. </li></ul>
  12. 12. Bullying <ul><li>Os agressores podem ser identificados cedo na escola: mesmo com pouca idade, eles são capazes de organizar um cerco contra certas crianças, os chamados bullies parecem estar sempre observando para escolher novas vítimas.E encontram dificuldades em abandonar seus papéis com o passar do tempo intimidadores tendem a continuar intimidando ao longo de muitos meses e até mesmo anos. </li></ul>
  13. 13. Bullying <ul><li>Os agressores normalmente são crianças dominadoras,que aprenderam cedo que poderiam se tornar líderes de um grupo sendo agressivos.Seu modus operandi é humilhar o colega física ou psicologicamente suscetível para ascender ao topo da ordem social.Com atitudes brutas, eles tentam forçar os outros a se curvar.Outras crianças podem se impor simplesmente através do medo.Frequentemente as crianças intimidadoras aprendem sobre o poder da agressão em casa. </li></ul>
  14. 14. Bullying <ul><li>As crianças atormentadas pelos colegas de escola ao longo de um período prolongado são incapazes de se defender contra a hostilidade e reagem aos ataques com angústia e retraimento.Essas terríveis experiências aumentam as probabilidades de elas caírem nas armadilhas colocadas pelos bullies. </li></ul>
  15. 15. Bullying <ul><li>Como certos estudantes são selecionados, abusados e finalmente rejeitados por muitos de seus colegas? </li></ul><ul><li>Essas crianças são desprezadas porque são hostilizadas ou são hostilizadas por ser desprezadas? </li></ul>
  16. 16. Bullying <ul><li>Parece que ambas as dinâmicas acontecem.Mesmo se as vítimas forem capazes de evitar alguns dos agressores quando são mais jovens, a escola se torna uma tortura quando elas ficam mais velhas.Seus colegas agem como se elas não estivessem lá ou reagem com total rejeição e cochicham pelas costas. </li></ul>
  17. 17. Bullying <ul><li>Os agressores intensificam esse jogo, insultando e zombando delas. Muitas das vítimas são estigmatizadas com o papel de estigmatizadas com o papel de coitadinhas e se tornam o brinquedo de quem as persegue.E, quando mais tempo prossegue a intimidação, mais a lealdade dos amigos é perdida. </li></ul>
  18. 18. Consequências <ul><li>Ex-vítimas de abuso coletivo em geral têm problemas para desenvolver relações de confiança e sentem insegurança quando interagem com outros adultos. </li></ul><ul><li>Suas expectativas sobre si próprios e outras pessoas são mais baixas que a média. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>A única observação positiva foi a constatação de que a experiência anterior em geral não se repete na vida profissional, embora o abuso coletivo também ocorra em ambiente de trabalho. </li></ul>
  20. 20. Abuso coletivo no trabalho <ul><li>Conspiração de subordinados ou superiores através de rumores, insinuações,intimidação,humilhação,descrédito e isolamento. </li></ul>
  21. 21. Prevenção <ul><li>A difícil tarefa de intervir no momento certo recai sobre professores e pais, que podem não estar preparados para agir de forma apropriada. </li></ul><ul><li>Os professores podem pelo menos dar exemplo através de seu próprio comportamento. </li></ul>
  22. 22. Prevenção <ul><li>Os professores devem evitar comentários pejorativos e nunca devolver o trabalho de casa/prova em ordem de nota decrescente. </li></ul><ul><li>Estudantes mais fracos não devem ser criticados em sala de aula. </li></ul><ul><li>Se um professor trata todos da mesma forma, os alunos vêem nisso um sinal para não excluir outros do grupo. </li></ul>
  23. 23. Prevenção <ul><li>Inserir o “abuso coletivo” nos currículos, em combinação com discussões sobre violência ou projetos especiais. </li></ul><ul><li>Apontar alunos mediadores, que possam ajudar a resolver conflitos em sala de aula. </li></ul><ul><li>Promover a coesão dentro do grupo e fazer com que os agressores encontrem dificuldade para corroer a comunidade escolar, isolando e acossando seus membros mais fracos. </li></ul>
  24. 24. Muito Obrigada! [email_address]

×