Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 4 - SIAB

1.637 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.637
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
848
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curso Introduorio ESF - Conteudo teorico modulo 4 - SIAB

  1. 1. CURSO INTRODUTÓRIO ÀSAÚDE DA FAMÍLIAEAD – Santa MarcelinaMÓDULO DE CONTEÚDO 4Sistemas de Informação como Instrumentono Planejamento e Gerenciamento de Saúde
  2. 2. INFORMAÇÃOSignificado atribuído a determinado dado, por meio de convenções erepresentações.Objetivo:Utilizada para gerenciar, planejar e avaliar açõesInformação em Saúde:subsidia o processo decisório uma vez que auxiliam no conhecimento sobre ascondições de saúde, mortalidade e morbidade, fatores de risco, condiçõesdemográficas entre outras (Rouquayrol, 2006).EAD – Santa Marcelina
  3. 3. Características de um Indicador• Validade: capacidade de mensurar o que sepretende;• Confiabilidade: reproduzir resultados iguaisindependente das condições onde se é aplicado;• Sensibilidade: mensurar as alterações dofenômeno estudado ao longo do tempo;especificidade para medir apenas o fenômenode estudo;EAD – Santa Marcelina
  4. 4. • Mensurabilidade: dados de fácil obtenção;• Relevância: deve atender às prioridades desaúde;• Custo-efetividade: justifica o tempo e recursocom base nos resultados obtidos(RIPSA, 2002)EAD – Santa Marcelina
  5. 5. Política Nacional de Informação eInformática em Saúde (PNIIS)Objetivo• Atender a necessidade dos órgãos centrais emobter dados para efeitos imediatos de gestãoou geração do conhecimento epidemiológicoEAD – Santa Marcelina
  6. 6. Propósito• Promover o uso da tecnologia de informação de modoa melhorar os processos de trabalho em saúde;• Permitir um Sistema Nacional de Informação em Saúdearticulado, já iniciando sua efetivação por meio docartão SUS...Política Nacional de Informação eInformática em Saúde (PNIIS)EAD – Santa Marcelina
  7. 7. • Garantir informações para cidadãos, gestores,profissionais,• Gerar conhecimento e controle social;• Contribuir para a melhoria da situação de saúde dapopulação.Política Nacional de Informação eInformática em Saúde (PNIIS)EAD – Santa Marcelina
  8. 8. Poder da InformaçãoA informação é poder quando informa aquilo que éimportante para quem está de fato decidindo, (confirmafornece fatos)EAD – Santa Marcelina
  9. 9. O que preciso para acompanhar o plano?• MONITORAR - é o ato de acompanhar a realizaçãodas atividades programadas,• AVALIAR - é o ato de verificar o alcance dosobjetivos por meio dos INDICADORES – que por suavez, são instrumentos para monitorar e avaliar.EAD – Santa Marcelina
  10. 10. Que instrumentosutilizar?Como monitorar?Como avaliar?EAD – Santa Marcelina
  11. 11. • O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES foiimplantado em 29 de dezembro de 2000, através da PortariaSAS n.º 511.• O CNES abrange a todos os estabelecimentos de saúde o país,prestadores de serviços de saúde ao SUS ou não, agregandoinformações referentes a Área Física, Equipamentos,Profissionais e Serviços Ambulatoriais/Hospitalares.
  12. 12. CNES – Cadastro Nacional deEstabelecimentos de SaúdePara acessar o CNES, clique aqui.
  13. 13. • O cadastramento dos estabelecimentos de saúde e asua manutenção são realizados de formadescentralizada, estando sob a responsabilidade dosgestores estaduais e municipais (Portaria Estadualn.º 1766, de 06 de outubro de 2003).
  14. 14. • O CNES ao gestor - PERMITE avaliar quaisEQUIPAMENTOS de saúde ele tem a suadisposição• CNES públicos e privados que prestamserviços ao SUS.
  15. 15. CNES – Cadastro Nacional deEstabelecimentos de Saúde
  16. 16. CNES – Cadastro Nacional deEstabelecimentos de Saúde
  17. 17. CNES – Cadastro Nacional deEstabelecimentos de Saúde
  18. 18. CNES – Cadastro Nacional deEstabelecimentos de Saúde
  19. 19. CNES – Cadastro Nacional deEstabelecimentos de Saúde
  20. 20. CNES – Cadastro Nacional deEstabelecimentos de Saúde
  21. 21. Sistema de Informações AmbulatoriaisObjetivo:• Utilizado em geral pelas Unidades Básicas, Postos eCentros de Saúde.• Gera informações para o B.P.A (Boletim deProdução Ambulatorial ) sobre a produção e oscustos, baseadas em procedimentos e tambémservem para avaliação de serviços.EAD – Santa Marcelina
  22. 22. SISPRENATAL• Desenvolvido pelo Datasus, para acompanhar as gestantesinseridas no Programa de Humanização no Pré-Natal eNascimento (PHPN);• No SisPreNatal está definido o elenco mínimo de procedimentospara uma assistência pré-natal adequada.• Permite o acompanhamento das gestantes, desde o início dagravidez até a consulta de puerpério.EAD – Santa Marcelina
  23. 23. SISPRENATAL• Todos os exames do pré-natal– a- ABO-Rh na primeira consulta;– b- VDRL, um exame na primeira consulta e um na 30ª semana dagestação;– c- Urina – rotina, ( elementos anormais e sedimentos) - um exame naprimeira consulta e um na 30ª semana da gestação;– d- Glicemia de jejum, um exame na primeira consulta e um na 30ª semanada gestação;– e- HB/Ht, na primeira consulta.• Imunização• Classificação de risco gestacional• Realizar 01 (uma) consulta no puerpério, até 42 dias após onascimento;EAD – Santa Marcelina
  24. 24. SISPRENATALProcedimentos necessários para o repasse• Realizar a primeira consulta de pré-natal até o 4° mês dagestação;• Realizar, no mínimo, 06 (seis) consultas de acompanhamentopré-natal (1 no primeiro trimestre, 2 no segundo e 3 no terceirotrimestre da gestação);EAD – Santa Marcelina
  25. 25. Estratégia do Ministério da Saúde que visa organizar uma rede decuidados que assegure, a partir da noção de integralidade daatenção:às mulheres: o direito ao planejamento reprodutivo e à atençãohumanizada à gravidez, parto, aborto e puerpérioàs crianças: o direito ao nascimento seguro, ao crescimento e aodesenvolvimento saudáveisPORTARIA Nº 1.459, DE 24 DE JUNHO DE 2011;PORTARIA Nº 650, DE 5 DE OUTUBRO DE 2011REDE CEGONHAEAD – Santa Marcelina
  26. 26.  Garantir atendimento às gestantes e crianças até dois anos deidade; Garantir que todas as gestantes saibam onde terão seus bebês Garantir que todas as gestantes tenham direito aoacompanhante de sua livre escolha durante todo o processo doparto e do nascimento de seu bebê; Melhorar os espaços físicos das maternidades para garantir maisconforto às gestantes, seus familiares e bebês; Facilitar a presença das gestantes nas consultas de pré-natal edeslocamento a realização do parto através da oferta do apoio aodeslocamentoObjetivos:EAD – Santa Marcelina
  27. 27.  Garantia do acolhimento com avaliação e classificação de risco evulnerabilidade, ampliação do acesso e melhoria da qualidade dopré-natal. Garantia de vinculação da gestante à unidade de referência e aotransporte seguro. Garantia das boas práticas e segurança na atenção ao Parto eNascimento. Garantia da atenção à saúde das crianças de 0 a 24 meses comqualidade e resolutividade. Garantia de acesso às ações do Planejamento Reprodutivo.DiretrizesEAD – Santa Marcelina
  28. 28. SISPRENATAL WEB• SCPA – Sistema de Cadastro e Permissão deAcesso (obtenção da senha e login do MS)
  29. 29. Acesso ao SISPRENATAL WEB
  30. 30. Acesso ao SISPRENATAL WEB
  31. 31. Cadastro da Gestante
  32. 32. Cadastro da Gestante
  33. 33. Cadastro da Gestante
  34. 34. Cadastro da Gestante
  35. 35. Cadastro da Gestante
  36. 36. PROGRAMAEAD – Santa Marcelina
  37. 37. PROGRAMA MÃE PAULISTANA• Criada pela Prefeitura de São Paulo, a Rede deProteção à Mãe Paulistana oferece assistênciaintegral a gestantes de toda a cidade.• O programa foi implantado em 2006, no DiaInternacional da Mulher, e desde então tempermitido que os serviços públicos de saúdemonitorem a situação das gestantes.EAD – Santa Marcelina
  38. 38. O que observamos até o momento?EAD – Santa Marcelina
  39. 39. • Os sistemas de informação sãoconcebidos segundo a lógica deorganização dos serviços de saúde.• Eles influenciam e são influenciadospelo modelo assistencial em vigência.EAD – Santa Marcelina
  40. 40. SIAB – Sistema de Informação daAtenção BásicaEAD – Santa Marcelina
  41. 41. SIAB – Sistema de Informação da AtençãoBásicaObjetivo:• Instrumentalizar as Equipes de Saúde daFamília (ESF) para a realização do diagnósticosituacional e o planejamento estratégico desaúde de sua comunidade• Fornecer indicadores de monitoramento eavaliação do processo de trabalho daassistência à saúde.EAD – Santa Marcelina
  42. 42. SIAB – Sistema de Informação da AtençãoBásicaComposto por quatro fichas e, dois relatórios básicos para acaptação dos dados e organização das informações:• Ficha A : Cadastramento Familiar;• Ficha B : Acompanhamento de grupos prioritários no PSF(Gestação, Hipertensão, Diabetes, Tuberculose, Hanseníase);• Ficha C : Cartão da criança;• Ficha D : Produção, Marcadores, Situação de Saúde eAcompanhamento das Famílias da Área.EAD – Santa Marcelina
  43. 43. Relatórios Básicos Relatório S.S.A.: Situação e Acompanhamento das Famílias da Área.Montado da ficha D do Agente Comunitário de Saúde.Relatório P.M.A.: Produção e Marcadores para Avaliação.Montado com as quatro fichas D dos membros da equipe de saúde da família (médico, enfermeiro, aux. de enfermagem e agente comunitário de saúde).Relatório P.M.A.C. : Produção e Marcadores de Avaliação ComplementarTraz informações relacionadas ao tipo de atendimento (Agendado, Urgência e Cuidado Continuado), bem como informações da ESBucal.EAD – Santa Marcelina
  44. 44. Qual é a finalidade e possibilidade destesRelatórios?• A finalidade desses relatórios é permitir o conhecimento da realidade sócio-sanitária da população acompanhada, avaliar a adequação dos serviços de saúde oferecidos e readequá-los, sempre que necessário, visando melhorar a qualidade prestada pelos mesmos. • Além desses, o SIAB ainda cadastra as equipes que atuam no PSF, sendo a base para o repasse dos incentivos financeiros do MS para os municípios.EAD – Santa Marcelina
  45. 45. Portanto...• O SIAB é um instrumento efetivo para o gerenciamento da atençãobásica que produz informações para:• Identificar condições estruturais;• Monitorar os processos (atividades) de trabalho realizados pelasequipes;• Avaliar resultados destes processos;• Conhecer impacto;• Sustentar tecnicamente as decisões e o planejamento de ações desaúde;EAD – Santa Marcelina
  46. 46. O SIAB também deve constituir-se em uma ferramentaeficaz para a equipe de saúde e população para:Exercer o controle socialOrganizar serviçosEAD – Santa Marcelina
  47. 47. Apresentando O SIABApresentando O SIABEAD – Santa Marcelina
  48. 48. Proposta do Ministérioda Saúde para 2013EAD – Santa Marcelina
  49. 49. Instalação de máquina principal• A proposta é o uso nas Secretarias Municipais de Saúde (gestor municipal)
  50. 50. Instalação de máquina secundária• Proposta é o uso nas Unidades de Saúde da Família (gestor local)
  51. 51. RELATÓRIOS DISPONÍVEIS• Os relatórios são subdivididos em vários grupos
  52. 52. Consolidado de Famílias CadastradasEste relatório é captado a partir da FICHA A preenchida na VisitaDomiciliar do ACS;IMPORTANTE: A atualização deve ser periódica a fim de que não hajadivergências entre as informações do Relatório SSA2 e Consolidadode Famílias Cadastradas
  53. 53. SECRETARIA DE ASSISTENCIA A SAUDE / DAB - DATASUS PAG.: 1SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE VERSAO:6.6SIAB - SISTEMA DE INFORMACAO DE ATENCAO BASICA DATA:05/03/13-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------CONSOLIDADO DAS FAMILIAS CADASTRADAS DO ANO DE 2013MUNICIPIO: UBS ILHA DAS FLORESSEGMENTO : 25 - - (ZONA URBANA)EQUIPE : 2481 - EQUIPE 1+--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------+| | Faixa Etaria (anos) || Sexo |----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ------|| | < 1 | 1 a 4 | 5 a 6 | 7 a 9 | 10 a 14 | 15 a 19 | 20 a 39 | 40 a 49 | 50 A 59 | > 60 | Total ||--------------------------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|| Masculino | 27 | 111 | 65 | 118 | 182 | 170 | 604 | 171 | 145 | 80 | 1.673 ||--------------------------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|| Feminino | 37 | 150 | 56 | 118 | 202 | 179 | 660 | 260 | 223 | 160 | 2.045 ||--------------------------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|-----------|| Numero de Pessoas | 64 | 261 | 121 | 236 | 384 | 349 | 1.264 | 431 | 368 | 240 | 3.718 |+--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------++-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------+| Faixa | Doencas referidas | Faixa | Condicao referida || Etaria |---------------------------------------------------------------------------------------------------| etaria |-----------------------------|| (anos) | ALC | CHA | DEF | DIA | DME | EPI | HA | HAN | MAL | TB | (anos) | GES | | || | % | % | % | % | % | % | % | % | % | % | | % | | ||-----------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|| 0 a 14 | | | 3| 2| | | | | | | 10 a 19 | 4| | || | | | 0,28| 0,19| | | | | | | anos | 1,05| | ||-----------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|| 15 anos e mais | 5| 2| 17| 135| | 9| 385| | | | 20 anos | 22| | || | 0,19| 0,08| 0,64| 5,09| | 0,34| 14,52| | | | e mais | 1,69| | ||-----------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|| Total | 5| 2| 20| 137| | 9| 385| | | | Total | 26| | || | 0,13| 0,05| 0,54| 3,68| | 0,24| 10,36| | | | | 1,54| | |+-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------++-----------------------------------------------------+ +---------------------------------------------+ +-------------------------------------------+| N. de familias estimadas | | % | | ABASTECIMENTO DE AGUA | No | % | | DESTINO DO LIXO | No | % ||----------------------------------|---------|--------| |---------------------------------------------| |-------------------------------------------|| N. de familias cadastradas | 1.073| | | Rede publica | 1.073 | 100,00 | | Coleta publica | 1.072 | 99,91 ||----------------------------------|---------|--------| |------------------------|-----------|--------| |----------------------|-----------|--------|| 7 a 14 anos na escola | 546| 88,06 | | Poco ou nascente | | | | Queimado/Enterrado | | ||----------------------------------|---------|--------| |------------------------|-----------|--------| |----------------------|-----------|--------|| 15 anos e mais alfabetizados | 2.618| 98,72 | | Outros | | | | Ceu aberto | 1 | 0,09 ||----------------------------------|---------|--------| +---------------------------------------------+ +-------------------------------------------+| Pessoas cobertas c/ plano saude | 522| 14,04 | +---------------------------------------------+ +-------------------------------------------+|-----------------------------------------------------| | TIPO DE CASA | No | % | | DESTINO FEZES/URINA | No | % || N. Familias no Bolsa Familia | 69| 6,43 | |---------------------------------------------| |-------------------------------------------||-----------------------------------------------------| | Tijolo / Adobe | 1.073| 100,00| | Sistema de Esgoto | 1.073 | 100,00 || Familias inscritas no CAD-Unico | 69| 6,43 | |------------------------|-----------|--------| |----------------------|-----------|--------|+-----------------------------------------------------+ | Taipa revestida | | | | Fossa | | |+---------------------------------------------+ |------------------------|-----------|--------| |----------------------|-----------|--------|| TRAT.AGUA NO DOMICILIO | No | % | | Taipa nao revestida | | | | Ceu aberto | | ||---------------------------------------------| |------------------------|-----------|--------| +-------------------------------------------+| Filtracao | 768 | 71,58 | | Madeira | | ||------------------------|-----------|--------| |------------------------|-----------|--------| +-------------------------------------------+| Fervura | 9 | 0,84 | | Material aproveitado | | | | | No | % ||------------------------|-----------|--------| |------------------------|-----------|--------| |-------------------------------------------|| Cloracao | 6 | 0,56 | | Outros | | | | Energia Eletrica | 1.073 | 100,00 ||------------------------|-----------|--------| +---------------------------------------------+ +-------------------------------------------+| Sem tratamento | 290 | 27,03 |+---------------------------------------------+ Quadro de faixas etária, importante na identificação dos grupos prioritários nos ciclos de vidaQuadro condições de Moradia – atenção para casa de taipa, material aproveitado e madeira! Confusão de conceitos é comum!Quadro Tratamento da água – atenção para o item sem tratamento (dças proveniente  da água contaminada!)Quadro de famílias, situação escolar, convênios: Atentar para as porcentagens (cças fora da escola, analfabetismo, convênios!Quadro Gestantes Referidas – atentar-se para a gestação abaixo de 20 anos!Quadro de Morbidades: Identifica referidos, importante quando consideramos os indicadores nacionais de morbidadesQuadro  de saneamento Básico – atenção para destino de lixo e fezes e urina
  54. 54. Série Histórica de Informações de Saúde eAcompanhamento ou Situação de Saúde eAcompanhamento (SSA)Este relatório é captado a partir da FICHA D preenchida na VisitaDomiciliar do ACS, permite a visualização dos meses anteriores
  55. 55. Para garantir a visualização dos indicadores esua evolução, o período deve ser de janeiro aomês vigente
  56. 56. SECRETARIA DE ASSISTENCIA A SAUDE / DAB - DATASUS PAG.: 1SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE VERSAO:6.6SIAB - SISTEMA DE INFORMACAO DE ATENCAO BASICA DATA:19/10/2012------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ -------------------------SERIE HISTORICA DAS INFORMACOES DE SAUDEMUNICIPIO: UBS CARLOS GENTILE DE MELOSEGMENTO : 25 - CIDADE TIRADENTES - (ZONA URBANA)EQUIPE : 2481 - EQUIPE GENTILE 1 PERIODO ANALISADO : 01/2012 A 08/2012+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+| JAN | FEV | MAR | ABR | MAI | JUN | JUL | AGO | SET | OUT | NOV | DEZ | SOMA |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|N.NASCIDOS VIVOS NO MES | 1| 3| 8| 7| | 5| 5| 2| | | | | 31|RN PESADOS AO NASCER | 1| 3| 8| 7| | 5| 5| 2| | | | | 31|% RN PESADOS AO NASCER | 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| | 100,00| 100,00| 100,00| | | | | 100,00|COM PESO MENOR DE 2500 g | | | | | | 1| | | | | | | 1|% BAIXO PESO AO NASCER | | | | | | 20,00| | | | | | | 3,23|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|OBITOS DE < 28 DIAS | | | | | | | | | | | | | |% OBITOS < 28 DIAS DO TOTAL | | | | | | | | | | | | | |POR DIARREIA | | | | | | | | | | | | | |% POR DIARREIA | | | | | | | | | | | | | |POR IRA | | | | | | | | | | | | | |% POR IRA | | | | | | | | | | | | | |OUTRAS CAUSAS | | | | | | | | | | | | | |% POR OUTRAS CAUSAS | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|OBIT. 28 DIAS A 11 MESES/29 DIAS | | | | | | | | | | | | | |% 28 DIAS A 11 MESES E 29DIAS | | | | | | | | | | | | | |POR DIARREIA | | | | | | | | | | | | | |% POR DIARREIA | | | | | | | | | | | | | |POR IRA | | | | | | | | | | | | | |% POR IRA | | | | | | | | | | | | | |OUTRAS CAUSAS | | | | | | | | | | | | | |% POR OUTRAS CAUSAS | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|OBITOS DE MENORES DE 1 ANO | | | | | | | | | | | | | |% OBITOS MENOR 1 ANO DO TOTAL | | | | | | | | | | | | | |POR DIARREIA | | | | | | | | | | | | | |% POR DIARREIA | | | | | | | | | | | | | |POR INFEC.RESPIRATORIA | | | | | | | | | | | | | |% POR INFEC. RESPIRATORIA | | | | | | | | | | | | | |POR OUTRAS CAUSAS | | | | | | | | | | | | | |% POR OUTRAS CAUSAS | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|OBITOS MULHERES EM IDADE FERTIL | | | | | | | | | | | | | |% OBITOS MULH. IDADE FERTIL | | | | | | | | | | | | | |OBITOS MULHERES DE 10 A 14 ANOS | | | | | | | | | | | | | |% OBITOS MULH. 10 A 14 ANOS | | | | | | | | | | | | | |OBITOS MULHERES DE 15 A 49 ANOS | | | | | | | | | | | | | |% OBITOS MULH. 15 A 49 ANOS | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|OUTROS OBITOS | | | | | 1| 2| | | | | | | 3|% OUTROS OBITOS | | | | | 100,00| 100,00| | | | | | | 100,00|TOTAL GERAL DE OBITOS | | | | | 1| 2| | | | | | | 3|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|OBITOS DE 10 A 19 POR VIOLENCIA | | | | | | | | | | | | | |% DE 10 A 19 POR VIOLENCIA | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|I.O.I. GLOBAL / 1000 NV | | | | | | | | | | | | | |I.O.I. POR DIARREIA / 1000 NV | | | | | | | | | | | | | |I.O.I. POR IRA / 1000 NV | | | | | | | | | | | | | |I.O.I. POR OUTRAS CAUSAS/1000 NV | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+Os dados aqui são encontrados nas fichas do ACS, o  entendimento dos conceitos desta ficha, pode comprometer o resultado do relatório. Este é um relatório que pode ser visto na série histórica do ano, pois é digitado mês a mês e o Sistema registra: caso haja erro pode-se corrigir posteriormente
  57. 57. SECRETARIA DE ASSISTENCIA A SAUDE / DAB - DATASUS PAG.: 2SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE VERSAO:6.6SIAB - SISTEMA DE INFORMACAO DE ATENCAO BASICA DATA:19/10/2012-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------SERIE HISTORICA DAS INFORMACOES DE SAUDEMUNICIPIO: UBS CARLOS GENTILE DE MELOSEGMENTO : 25 - CIDADE TIRADENTES - (ZONA URBANA)EQUIPE : 2481 - EQUIPE GENTILE 1 PERIODO ANALISADO : 01/2012 A 08/2012+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+| JAN | FEV | MAR | ABR | MAI | JUN | JUL | AGO | SET | OUT | NOV | DEZ | MEDIA |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|N.DE GESTANTES CADASTRADAS | 34| 37| 35| 30| 32| 27| 32| 26| | | | | 32|MENORES DE 20 ANOS CADASTRADAS | 5| 7| 7| 9| 10| 7| 4| 4| | | | | 7|% MENORES DE 20 ANOS | 14,71| 18,92| 20,00| 30,00| 31,25| 25,93| 12,50| 15,38| | | | | 21,88|ACOMPANHADAS | 33| 37| 35| 28| 32| 27| 32| 26| | | | | 31|% ACOMPANHADAS | 97,06| 100,00| 100,00| 93,33| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| | | | | 96,88|COM VACINA EM DIA | 33| 37| 35| 28| 32| 27| 32| 26| | | | | 31|% COM VACINA EM DIA | 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| | | | | 100,00|CONSULTA DE PRE-NATAL NO MES | 33| 37| 35| 28| 32| 27| 32| 26| | | | | 31|% CONSULTA DE PRE-NATAL NO MES | 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| | | | | 100,00|PRE-NATAL INICIO 1o. TRIMESTRE | 33| 37| 35| 28| 32| 27| 32| 26| | | | | 31|% PRE-NATAL INICIO 1o. TRIM. | 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| | | | | 100,00|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|N.CRIANCAS 0 A 3 MESES E 29 DIAS | 13| 14| 14| 20| 16| 21| 19| 18| | | | | 17|ALEITAMENTO EXCLUSIVO | 9| 11| 14| 18| 13| 15| 14| 13| | | | | 13|% ALEITAMENTO EXCLUSIVO | 69,23| 78,57| 100,00| 90,00| 81,25| 71,43| 73,68| 72,22| | | | | 76,47 |ALEITAMENTO MISTO | 4| 3| | 2| 3| 6| 5| 5| | | | | 4|% ALEITAMENTO MISTO | 30,77| 21,43| | 10,00| 18,75| 28,57| 26,32| 27,78| | | | | 23,53|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|N.CRIANCAS 0 A 11 MESES E 29 DIAS| 57| 57| 67| 67| 65| 70| 67| 65| | | | | 64|COM VACINAS EM DIA | 55| 55| 67| 67| 64| 69| 67| 65| | | | | 64|% CRIANCAS C/ VACINAS EM DIA | 96,49| 96,49| 100,00| 100,00| 98,46| 98,57| 100,00| 100,00| | | | | 100,00|PESADAS | 57| 55| 67| 67| 65| 69| 67| 65| | | | | 64|% PESADAS | 100,00| 96,49| 100,00| 100,00| 100,00| 98,57| 100,00| 100,00| | | | | 100,00|DESNUTRIDAS | | | | | | | | | | | | | |% DESNUTRIDAS | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|N.CRIANCAS 12 A 23 MESES 29 DIAS | 50| 37| 45| 52| 73| 66| 58| 55| | | | | 55|COM VACINAS EM DIA | 47| 37| 45| 52| 60| 66| 58| 55| | | | | 53|% CRIANCAS C/VACINAS EM DIA | 94,00| 100,00| 100,00| 100,00| 82,19| 100,00| 100,00| 100,00| | | | | 96,36|PESADAS | 50| 37| 45| 51| 60| 66| 58| 55| | | | | 53|% PESADAS | 100,00| 100,00| 100,00| 98,08| 82,19| 100,00| 100,00| 100,00| | | | | 96,36|DESNUTRIDAS | | | | | | | | | | | | | |% DESNUTRIDAS | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|N.CRIANCAS MENORES DE 2 ANOS | 107| 94| 112| 119| 138| 136| 125| 120| | | | | 119|< 2 ANOS QUE TIVERAM DIARREIA | | | | | | | | | | | | | |% < 2 ANOS TIVERAM DIARREIA | | | | | | | | | | | | | |< 2 ANOS C/DIARREIA USARAM TRO | | | | | | | | | | | | | |% USARAM TRO | | | | | | | | | | | | | |< 2 ANOS QUE TIVERAM IRA | | | | | | | | | | | | | |% < 2 ANOS QUE TIVERAM IRA | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+  
  58. 58. SECRETARIA DE ASSISTENCIA A SAUDE / DAB - DATASUS PAG.: 3SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE VERSAO:6.6SIAB - SISTEMA DE INFORMACAO DE ATENCAO BASICA DATA:19/10/2012--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ----------------------SERIE HISTORICA DAS INFORMACOES DE SAUDEMUNICIPIO: UBS CARLOS GENTILE DE MELOSEGMENTO : 25 - CIDADE TIRADENTES - (ZONA URBANA)EQUIPE : 2481 - EQUIPE GENTILE 1 PERIODO ANALISADO : 01/2012 A 08/2012+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+| JAN | FEV | MAR | ABR | MAI | JUN | JUL | AGO | SET | OUT | NOV | DEZ | SOMA |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|HOSPIT. < 5 ANOS POR PNEUMONIA | | | | | | | | | | | | | |PESSOAS MENORES DE 5 ANOS | 325| 325| 325| 325| 325| 325| 325| 325| | | | | 325|TAXA HOSPITALIZACAO EM MENORES | | | | | | | | | | | | | |DE 5 ANOS POR PNEUMONIA POR 1000| | | | | | | | | | | | | |% HOSPITAL. PNEUMONIA EM < 5ANOS| | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|HOSP. < 5 ANOS POR DESIDRATACAO | | | | | | | | | | | | | |PESSOAS MENORES DE 5 ANOS | 325| 325| 325| 325| 325| 325| 325| 325| | | | | 325|TAXA HOSPITALIZACAO MENORES DE | | | | | | | | | | | | | |5 ANOS POR DESIDRATACAO POR 1000| | | | | | | | | | | | | |% HOSPIT. DESIDRATACAO < 5 ANOS | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|HOSPITALIZACOES POR ABUSO ALCOOL | | | | | | | | | | | | | |PESSOAS DE 15 ANOS OU MAIS | 2.412| 2.412| 2.412| 2.412| 2.412| 2.412| 2.412| 2.412| | | | | 2.412|TAXA DE HOSPITALIZACAO EM | | | | | | | | | | | | | |15 ANOS OU + POR ALCOOL POR 1000| | | | | | | | | | | | | |% HOSPITALIZACAO POR ALCOOL | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|HOSPITALIZACOES COMPLIC. DIABETES| | | | | | | | | | | | | |DIABETICOS CADASTRADOS | 122| 122| 126| 128| 125| 128| 129| 137| | | | | 127|% HOSPIT. DIABETES EM CADASTRADO| | | | | | | | | | | | | |% HOSPITALIZACOES POR DIABETES | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|HOSPITALIZACOES TODAS AS CAUSAS | 3| 4| 16| 5| 4| 10| 7| 6| | | | | 55|TOTAL DE PESSOAS | 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| | | | | 3.718|TAXA HOSPITALIZACOES POR TODAS | 0,81| 1,08| 4,30| 1,34| 1,08| 2,69| 1,88| 1,61| | | | | 14,79|AS CAUSAS POR 1000 | | | | | | | | | | | | | |% HOSPIT. POR TODAS AS CAUSAS | 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| 100,00| | | | | 100,00|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|HOSPITALIZACOES HOSP.PSIQUIATRICO| | | | | | | | 1| | | | | 1|TOTAL DE PESSOAS | 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| | | | | 3.718|% HOSPITALIZACAO PSIQ.CADASTRADO| | | | | | | | 0,03| | | | | 0,03|% HOSPITALIZACOES PSIQUIATRICOS | | | | | | | | 16,67| | | | | 1,82|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|TOTAL DE HOSPITALIZACOES | 3| 4| 16| 5| 4| 10| 7| 6| | | | | 55|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|  
  59. 59. SECRETARIA DE ASSISTENCIA A SAUDE / DAB - DATASUS PAG.: 4SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE VERSAO:6.6SIAB - SISTEMA DE INFORMACAO DE ATENCAO BASICA DATA:19/10/2012-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------SERIE HISTORICA DAS INFORMACOES DE SAUDEMUNICIPIO: UBS CARLOS GENTILE DE MELOSEGMENTO : 25 - CIDADE TIRADENTES - (ZONA URBANA)EQUIPE : 2481 - EQUIPE GENTILE 1 PERIODO ANALISADO: 01/2012 A 08/2012+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+| JAN | FEV | MAR | ABR | MAI | JUN | JUL | AGO | SET | OUT | NOV | DEZ | MEDIA |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|DIABETICOS CADASTRADOS | 122| 122| 126| 128| 125| 128| 129| 137| | | | | 127|DIABETICOS ACOMPANHADOS | 122| 65| 85| 128| 124| 127| 128| 134| | | | | 114|PESSOAS DE 20 ANOS E MAIS | 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| | | | | 2.303|% DIABETICOS ACOMPANHADOS | 100,00| 53,28| 67,46| 100,00| 99,20| 99,22| 99,22| 97,81| | | | | 89,76|% PREVALENCIA DIAB. 20 E MAIS | 5,30| 5,30| 5,47| 5,56| 5,43| 5,56| 5,60| 5,95| | | | | 5,51|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|HIPERTENSOS CADASTRADOS | 367| 370| 372| 367| 374| 378| 379| 385| | | | | 374|HIPERTENSOS ACOMPANHADOS | 366| 221| 242| 367| 374| 377| 376| 381| | | | | 338|PESSOAS DE 20 ANOS E MAIS | 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| | | | | 2.303|% HIPERTENSOS ACOMPANHADOS | 99,73| 59,73| 65,05| 100,00| 100,00| 99,74| 99,21| 98,96| | | | | 90,37|% PREVALENCIA HIPERT. 20 E MAIS | 15,94| 16,07| 16,15| 15,94| 16,24| 16,41| 16,46| 16,72| | | | | 16,24|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|PESSOAS C/TUBERCULOSE CADASTRADOS| | | | | | | | | | | | | |COM TUBERCULOSE ACOMPANHADOS | | | | | | | | | | | | | |PESSOAS DE 20 ANOS E MAIS | 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| | | | | 2.303|% COM TUBERCULOSE ACOMPANHADOS | | | | | | | | | | | | | |% PREVALENCIA TUBER 20 E MAIS | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|PESSOAS C/HANSENIASE CADASTRADOS | | | | | | | | | | | | | |COM HANSENIASE ACOMPANHADOS | | | | | | | | | | | | | |PESSOAS DE 20 ANOS E MAIS | 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| 2.303| | | | | 2.303|% COM HANSENIASE ACOMPANHADOS | | | | | | | | | | | | | |% PREVALENCIA HANSE. 20 E MAIS | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|TOTAL DE FAMILIAS ACOMPANHADAS | 1.058| 1.067| 1.070| 1.067| 1.065| 1.077| 1.078| 1.073| | | | | 1.069|N. VISITAS REALIZADAS | 851| 593| 783| 948| 952| 1.061| 951| 946| | | | | 886|MEDIA DE VISITAS POR FAMILIA | 0,80| 0,56| 0,73| 0,89| 0,89| 0,99| 0,88| 0,88| | | | | 0,83|---------------------------------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+OBS: Caso o cadastro de familias nao esteja completo, os indicadoresde prevalencia de doencas nao indicarao a realidade. Atenção para o número de famílias acompanhadas e visitadas, aqui Acompanhada entende-se por família que foi cadastrada e precisa de uma VD/mês...Visita Realizada, representa o número total de visitas, que nem sempre é feita para cada família. A média de VD deve ser no mínimo 1, 0  considerando que os retornos podem estar aqui também!
  60. 60. Série Histórica de Produção ou Produção eMarcadores para Avaliação (PMA2)Este relatório é captado a partir da FICHA D dos profissionaisda ESF
  61. 61. SECRETARIA DE ASSISTENCIA A SAUDE / DAB - DATASUS PAG.: 1SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE VERSAO:6.6SIAB - SISTEMA DE INFORMACAO DE ATENCAO BASICA DATA:19/10/2012---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ---------------------------SERIE HISTORICA DA PRODUCAOMUNICIPIO: UBS CARLOS GENTILE DE MELOSEGMENTO : 25 - CIDADE TIRADENTES - (ZONA URBANA)EQUIPE : 2481 - EQUIPE GENTILE 1 PERIODO ANALISADO : 01/2012 A 08/2012+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+| JAN | FEV | MAR | ABR | MAI | JUN | JUL | AGO | SET | OUT | NOV | DEZ | TOTAL |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|1) CONSULTAS MEDICAS RESIDENTES | 29| 51| 40| 47| 20| | 0| 19| | | | | 206|FORA DAS AREAS DE ABRANGENCIA | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|2) CONS.MED. RESIDENTES NA AREA | | | | | | | | | | | | | |CONSULTA EM < DE 1 ANO | 18| 13| 33| 23| 20| | 1| 7| | | | | 115|CRIANCAS MENORES DE 1 ANO | 64| 64| 64| 64| 64| 64| 64| 64| | | | | 64|MEDIA DE CONSULTA EM < 1 ANO | 0,28| 0,20| 0,52| 0,36| 0,31| | 0,02| 0,11| | | | | 1,80|CONSULTA DE 1 A 4 ANOS | 8| 19| 19| 18| 17| | 1| 6| | | | | 88|CRIANCAS DE 1 A 4 ANOS | 261| 261| 261| 261| 261| 261| 261| 261| | | | | 261|MEDIA DE CONSULTA DE 1-4 ANOS | 0,03| 0,07| 0,07| 0,07| 0,07| | 0,00| 0,02| | | | | 0,34|CONSULTA DE 5 A 9 | 13| 14| 28| 22| 8| | 0| 26| | | | | 111|CRIANCAS DE 5 A 9 ANOS | 357| 357| 357| 357| 357| 357| 357| 357| | | | | 357|MEDIA DE CONSULTA EM 5-9 ANOS | 0,04| 0,04| 0,08| 0,06| 0,02| | 0,00| 0,07| | | | | 0,31|CONSULTA DE 10 A 14 | 6| 7| 11| 7| 5| | 1| 5| | | | | 42|CRIANCAS DE 10 A 14 ANOS | 384| 384| 384| 384| 384| 384| 384| 384| | | | | 384|MEDIA CONSULTA EM 10-14 ANOS | 0,02| 0,02| 0,03| 0,02| 0,01| | 0,00| 0,01| | | | | 0,11|CONSULTA DE 15 A 19 | 10| 24| 16| 18| 14| | 0| 18| | | | | 100|PESSOAS DE 15 A 19 ANOS | 349| 349| 349| 349| 349| 349| 349| 349| | | | | 349|MEDIA CONSULTA EM 15-19 ANOS | 0,03| 0,07| 0,05| 0,05| 0,04| | 0,00| 0,05| | | | | 0,29|CONSULTA DE 20 A 39 | 45| 73| 42| 48| 46| | 3| 46| | | | | 303|PESSOAS DE 20 A 39 ANOS | 1.264| 1.264| 1.264| 1.264| 1.264| 1.264| 1.264| 1.264| | | | | 1.264|MEDIA CONSULTA EM 20-39 ANOS | 0,04| 0,06| 0,03| 0,04| 0,04| | 0,00| 0,04| | | | | 0,24|CONSULTA DE 40 A 49 | 32| 35| 32| 42| 41| | 1| 24| | | | | 207|PESSOAS DE 40 A 49 ANOS | 431| 431| 431| 431| 431| 431| 431| 431| | | | | 431|MEDIA CONSULTA EM 40-49 ANOS | 0,07| 0,08| 0,07| 0,10| 0,10| | 0,00| 0,06| | | | | 0,48|CONSULTA DE 50 A 59 | 37| 52| 35| 49| 42| | 3| 59| | | | | 277|PESSOAS DE 50 A 59 ANOS | 368| 368| 368| 368| 368| 368| 368| 368| | | | | 368|MEDIA CONSULTA EM 50-59 ANOS | 0,10| 0,14| 0,10| 0,13| 0,11| | 0,01| 0,16| | | | | 0,75|CONSULTA DE 60 ANOS E MAIS | 37| 53| 45| 41| 59| | 3| 64| | | | | 302|PESSOAS DE 60 ANOS E MAIS | 240| 240| 240| 240| 240| 240| 240| 240| | | | | 240|MEDIA CONSULTA EM 60 ANOS E + | 0,15| 0,22| 0,19| 0,17| 0,25| | 0,01| 0,27| | | | | 1,26|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|TOTAL GERAL DE CONSULTAS | 206| 290| 261| 268| 252| | 13| 255| | | | | 1.545|TOTAL DE PESSOAS | 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| 3.718| | | | | 3.718|MEDIA DE CONSULTAS NA AREA | 0,06| 0,08| 0,07| 0,07| 0,07| | 0,00| 0,07| | | | | 0,42|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|3) TIPO DE ATENDIMENTO | | | | | | | | | | | | | |PUERICULTURA | 43| 49| 58| 58| 55| 38| 52| 44| | | | | 397|% PUERICULTURA | 13,19| 10,08| 12,45| 12,42| 12,20| 19,19| 24,07| 9,73| | | | | 12,97|PRE-NATAL | 34| 38| 33| 27| 22| 20| 18| 33| | | | | 225|% PRE-NATAL | 10,43| 7,82| 7,08| 5,78| 4,88| 10,10| 8,33| 7,30| | | | | 7,35|PREVENCAO CA CERVICO-UTERINO | 10| 12| 23| 18| 18| 2| 8| 17| | | | | 108|% PREV. CERVICO-UTERINA | 3,07| 2,47| 4,94| 3,85| 3,99| 1,01| 3,70| 3,76| | | | | 3,53|DST/AIDS | 4| 0| 0| 1| 3| 0| 0| 10| | | | | 18|% DST/AIDS | 1,23| 0,00| 0,00| 0,21| 0,67| 0,00| 0,00| 2,21| | | | | 0,59|DIABETES | 45| 27| 16| 32| 35| 6| 16| 73| | | | | 250|% DIABETES | 13,80| 5,56| 3,43| 6,85| 7,76| 3,03| 7,41| 16,15| | | | | 8,16|HIPERTENSAO ARTERIAL | 82| 103| 67| 91| 61| 12| 25| 108| | | | | 549|% HIPERTENSAO ARTERIAL | 25,15| 21,19| 14,38| 19,49| 13,53| 6,06| 11,57| 23,89| | | | | 17,93|HANSENIASE | 0| | | | | 0| 0| | | | | | 0|% HANSENIASE | 0,00| | | | | 0,00| 0,00| | | | | | 0,00|TUBERCULOSE | 0| | | | | 0| 0| | | | | | 0|% TUBERCULOSE | 0,00| | | | | 0,00| 0,00| | | | | | 0,00|---------------------------------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+Este relatório, diz respeito àsatividades de assistênciarealizada pela ESF, também emsérie históricaAtenção para o número deconsultas médicas para cçasmenores de 1 ano, que deveser igual à 50% do totalcadastradoAtenção, este campo representa as consultasrealizadas pelo médico e enfermeiro no territóriono mês, Importante que a equipe tenha mapeadosuas necessidades para cada morbidade!
  62. 62. SECRETARIA DE ASSISTENCIA A SAUDE / DAB - DATASUS PAG.: 2SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE VERSAO:6.6SIAB - SISTEMA DE INFORMACAO DE ATENCAO BASICA DATA:19/10/2012-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------SERIE HISTORICA DA PRODUCAOMUNICIPIO: UBS CARLOS GENTILE DE MELOSEGMENTO : 25 - CIDADE TIRADENTES - (ZONA URBANA)EQUIPE : 2481 - EQUIPE GENTILE 1 PERIODO ANALISADO : 01/2012 A 08/2012+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+| JAN | FEV | MAR | ABR | MAI | JUN | JUL | AGO | SET | OUT | NOV | DEZ | SOMA |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|4) EXAMES COMPLEMENTARES | | | | | | | | | | | | | |PATOLOGIA CLINICA | 519| 631| 617| 634| 370| 0| 28| 638| | | | | 3.437|% PATOLOGIA CLINICA | 220,85| 185,04| 204,98| 201,27| 136,03| | 215,38| 232,85| | | | | 196,29|RADIODIAGNOSTICO | 7| 20| 2| 19| 17| 0| 1| 30| | | | | 96|% RADIO DIAGNOSTICO | 2,98| 5,87| 0,66| 6,03| 6,25| | 7,69| 10,95| | | | | 5,48|CITO CERVICO-VAGINAL | | | | | 0| 0| 1| 0| | | | | 1|% CITOPATOL. CERVICO-VAGINAL | | | | | 0,00| | 7,69| 0,00| | | | | 0,06|ULTRASSONOGRAFIA OBSTETRICA | 6| 7| 12| 7| 0| 0| | 1| | | | | 33|% ULTRASSONOGRAFIA OBSTETRICA | 2,55| 2,05| 3,99| 2,22| 0,00| | | 0,36| | | | | 1,88|OUTROS | 10| 25| 4| 6| 1| 0| | 23| | | | | 69|% OUTROS | 4,26| 7,33| 1,33| 1,90| 0,37| | | 8,39| | | | | 3,94|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|5) ENCAMINHAMENTOS | | | | | | | | | | | | | |ATENDIMENTO ESPECIALIZADO | 33| 31| 23| 15| 18| | | 15| | | | | 135|% ATENDIMENTO ESPECIALIZADO | 14,04| 9,09| 7,64| 4,76| 6,62| | | 5,47| | | | | 7,71|INTERNACAO HOSPITALAR | 0| 0| 0| | 0| | | 0| | | | | 0|% INTERNACAO HOSPITALAR | 0,00| 0,00| 0,00| | 0,00| | | 0,00| | | | | 0,00|URGENCIA/EMERGENCIA | 0| 0| 0| 1| 0| | | 1| | | | | 2|% URGENCIA/EMERGENCIA | 0,00| 0,00| 0,00| 0,32| 0,00| | | 0,36| | | | | 0,11|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|6) INTERNACAO DOMICILIAR | | | | | | | | | | | | | |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|7) PROCEDIMENTOS | | | | | | | | | | | | | |ATENDIMENTO ESPECIFICO PARA AT| 0| 0| 0| | 0| 0| 0| 0| | | | | 0|VISITA DE INSPECAO SANITARIA | 851| 593| 783| 948| 952| 1.061| 951| 946| | | | | 7.085|ATEN. INDIVIDUAL ENFERMEIRO | 91| 145| 165| 152| 179| 198| 203| 178| | | | | 1.311|ATEND.INDIV.PROF.NIV.SUPERIOR | | 0| | | | | | | | | | | 0|CURATIVOS | 15| 12| 4| 2| 3| 2| 9| 11| | | | | 58|INALACOES | 4| 5| 11| 15| 22| 20| 16| 9| | | | | 102|INJECOES | 20| 18| 21| 15| 27| 23| 26| 18| | | | | 168|RETIRADAS DE PONTOS | 5| 6| 0| 5| 1| 1| 2| 5| | | | | 25|TERAPIA DE REIDRATACAO ORAL | 0| 0| 0| | 0| 0| 0| 0| | | | | 0|ATEND. GRUPO EDUCACAO EM SAUDE| 11| 20| 21| 20| 15| 13| 14| 17| | | | | 131|SUTURA | 0| 0| 0| | 0| 0| 0| 0| | | | | 0|PROCEDIMENTOS COLETIVOS | | | | | | | | 0| | | | | 0|REUNIOES | | | | | | | | 0| | | | | 0|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|8) VISITAS DOMICILIARES | | | | | | | | | | | | | |MEDICO | 13| 52| 41| 13| 12| 0| 0| 4| | | | | 135|ENFERMEIRO | 25| 33| 28| 34| 37| 22| 15| 33| | | | | 227|OUTROS PROF. DE NIVEL SUPERIOR| | | | | | | | | | | | | |PROFISSIONAL DE NIVEL MEDIO | 74| 122| 135| 115| 98| 61| 128| 91| | | | | 824|ACS / OUTROS PROFISSIONAIS | 851| 593| 783| 948| 952| 1.061| 951| 946| | | | | 7.085|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|TOTAL DE VISITAS | 963| 800| 987| 1.110| 1.099| 1.144| 1.094| 1.074| | | | | 8.271|---------------------------------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+
  63. 63. Série Histórica de Produção ou Produção eMarcadores para Avaliação (PMA2)Este relatório é captado a partir da FICHA D dos profissionaisda ESF
  64. 64. SECRETARIA DE ASSISTENCIA A SAUDE / DAB - DATASUS PAG.: 1SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE VERSAO:6.6SIAB - SISTEMA DE INFORMACAO DE ATENCAO BASICA DATA:19/10/2012-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------SERIE HISTORICA DA PRODUCAO COMPLEMENTARMUNICIPIO: UBS CARLOS GENTILE DE MELOSEGMENTO : 25 - CIDADE TIRADENTES - (ZONA URBANA)EQUIPE : 2481 - EQUIPE GENTILE 1 PERIODO ANALISADO: 01/2012 A 08/2012+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+| JAN | FEV | MAR | ABR | MAI | JUN | JUL | AGO | SET | OUT | NOV | DEZ | TOTAL |---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|1) TIPOS DE CONSULTA MEDICA | | | | | | | | | | | | | |Demanda Agendada | 189| 264| 191| 247| 184| | 8| 213| | | | | 1.296|Demanda Imediata | 34| 50| 64| 45| 75| | 5| 33| | | | | 306|Cuidado Continuado | 12| 26| | 0| 0| | 0| 28| | | | | 66|Urgencia com Observacao | 0| 1| | 0| 0| | 0| | | | | | 1|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|2) ATENDIMENTO MEDICO/ENFERMEIRO | | | | | | | | | | | | | |Usuario de alcool | | | 1| 0| 0| 1| 0| 1| | | | | 3|Usuario de drogas | | | 0| | 1| | 0| 1| | | | | 2|Saude Mental | 9| 10| 11| 3| 2| 3| 0| 9| | | | | 47|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|3) ATENDIMENTO CIRURGIAO DENTISTA| | | | | | | | | | | | | |1a Cons. odontol. Programatica| 128| 16| 123| 39| 62| 68| 120| 209| | | | | 765|Escovacao Dental Superv. | 23| | 8| 8| 2| 183| 291| 336| | | | | 851|Tratamento Concluido | 65| 32| 49| 49| 43| 135| 158| 171| | | | | 702|Urgencia | 124| 107| 161| 110| 118| 102| 174| 206| | | | | 1.102|Atendimento a gestantes | 8| 12| 15| 10| 8| 27| 39| 28| | | | | 147|Instal. de proteses dentarias | 0| | | 0| 3| 2| 5| 1| | | | | 11|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|4) ENCAMINHAMENTO DA SAUDE BUCAL | | | | | | | | | | | | | |Atencao Secund. da Saude Bucal| 0| | | 0| | 20| 40| 43| | | | | 103|---------------------------------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|---------|5) MARCADOR DE SAUDE BUCAL | | | | | | | | | | | | | |Diag. de alteracao na mucosa | 0| | | 0| | 1| 0| 4| | | | | 5|---------------------------------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+---------+Este relatório agrega informações da ESF e a formacomo dá acesso à população, se tem o foco naprevenção e promoção (Cuidado Continuado) ou setemo foco no Pronto Atendimento (Demanda Imediata).Deve haver equilíbrio entre as 3 formas!Aqui temos resultados daatuação da equipe de SaúdeBucal, com indicadores deAcesso e marcadores!
  65. 65. Após conhecermos todas estasApós conhecermos todas estasinformações...informações...EAD – Santa Marcelina
  66. 66. - Pode dizer-me que caminho devo tomar?- Isto depende do lugar para onde você quer ir.(Respondeu com muito propósito o gato)- Não tenho destino certo.- Neste caso qualquer caminho serve.(“Alice no País da Maravilhas” - Lewis Carrol)
  67. 67.  É um processo que consiste em desenhar,executar,acompanhar e avaliar um conjunto de propostas de açãocom vistas à intervenção sobre um determinado recortede realidade. É um instrumento de racionalização das ações no setorde saúde, realizada por atores sociais, orientadas por umpropósito de manter ou modificar uma determinadasituação de saúde.(Tancredi, 2002).PLANEJAMENTO EM SAÚDEEAD – Santa Marcelina
  68. 68. O que é Planejamento?O planejamento não trata apenas das decisõessobre o futuro, mas questiona principalmentequal é o futuro de nossas decisões.FUTURO DIA-A-DIAO PLANEJAMENTO NÃO DIZ RESPEITO A DECISÕES FUTURAS, MASO PLANEJAMENTO NÃO DIZ RESPEITO A DECISÕES FUTURAS, MASÀS IMPLICAÇÕES FUTURAS DE DECISÕES PRESENTESÀS IMPLICAÇÕES FUTURAS DE DECISÕES PRESENTESPeter DruckerPeter Drucker
  69. 69. Antes de iniciarmos o Planejamento devemos ter claroqual a missão do serviço para o qual estamos planejandoA Missão deve responder a três questionamentos:• Qual o meu objetivo com o plano?• Para quem ou quem o serviço deve atender?• Com que características/elementos valorativos iremostrabalhar?EAD – Santa Marcelina
  70. 70. A missão ainda deve considerar...• O princípio da equidade que é altamenterelevante na distribuição das ações dasequipes no território.• ESF – Pluraridade das microáreas.• A Acessibilidade e equidade• A Integralidade das ações multiprofissionais.EAD – Santa Marcelina
  71. 71. I - Planejamento Estratégico Situacional• Deriva seu nome do conceito-chave “situação”,entendido enquanto espaço de produção socialonde tudo o que ocorre depende de umarelação conflitiva;• Na produção do cuidado em saúde o PES éfundamental para acertividade das ações.EAD – Santa Marcelina
  72. 72. Os 4 momentos do PES1. Explicativo: o que é, o que tende a ser? Análise da situação de saúde:definição dos problemas considerando as necessidades, riscos e danos)2. Normativo: o que deve ser? Desenho dos Programa Direcionais)3. Estratégico: o que fazer? Com quem? Como? Para que? (Análise deviabilidade)4. Tático-operacional: fazendo .... (Condução do processo deoperacionalização dos módulos do Plano)II. Planejamento Estratégico SituacionalEAD – Santa Marcelina
  73. 73. Explicativo: o que é, o que tende a ser?Análise da situação de saúde (ASIS)Considerar os problemas de saúde e problemas do sistema de serviços:• Necessidades, riscos e danos que afetam indivíduos e grupos;• Insuficiência (de recursos) , ineficiência (gerencial), ineficácia (dos serviços) ,inequidade (do sistema).• Inadequação (das respostas sociais e do sistema de saúde aos problemas enecessidades)Métodos, técnicas e procedimentos para ASIS• Realizar/conhecer os problemas e grupos sociais (territorialização)• Conhecer e articular os enfoques clínico, epidemiológico e social• Envolver os diversos atoresIII. Planejamento Situacional em SaúdeEAD – Santa Marcelina
  74. 74. Normativas: o que deve ser? Desenho dos ProgramaDirecionaisPolíticas e prioridades• Seleção de prioridades priorização de problemas, grupos e/ou ações critérios de priorização e seleção de prioridades(normativos operacionais)IV - Planejamento Situacional em SaúdeEAD – Santa Marcelina
  75. 75. Estratégico: o que fazer? Com quem? Como? Para que?(Análise de viabilidade)• Programação de ações Definir as ações de saúde (definir as ações a serem desenvolvidasconsiderando a promoção, prevenção e recuperação e reabilitação)• Cronograma para execução das ações Segundo problemas específicos Segundo grupos específicos Segundo áreas territoriais especificas• Acompanhamento das ações Monitoramento, avaliação e re- planejamentoV - Planejamento Situacional em SaúdeEAD – Santa Marcelina
  76. 76. Quais são as ações que devemosdesenvolver nos serviços da APS• Pactuação Tripartite: ( Pacto pela Saúde:Pacto pela vida)• Quais indicadores são necessários paramonitorar o resultado destas ações?EAD – Santa Marcelina
  77. 77. Como acompanhar e avaliar o que acontece?• Quem tem atividades organizadas tem um “Plano deAção”• Todo plano tem objetivos a serem alcançados com asatividades a serem realizadas• “monitorar” é o ato de acompanhar a realização dasatividades programadas• “avaliar” é o ato de verificar o alcance dos objetivos• Os “indicadores” são instrumentos para monitorar eavaliarEAD – Santa Marcelina
  78. 78. Indicadores de Monitoramento e Avaliação noMunicípio de São Paulo17 Indicadores para a ESF Comissão de Prontuário Educação Permanente realizada Sintomático respiratório Aedes Aegyptis Cobertura Vacinal para crianças menores de 1 ano Gestantes menores de 20 anos Porcentagem total de gestantes acompanhadas Acompanhamento de Hipertensos Acompanhamento de Diabéticos Número de equipes completas Número de pessoas cadastradas Número de Consultas Médicas e de Enfermagem Número de Visitas médico, enfermeiro, aux. Enfermagem e ACSProcesso de trabalhoVigilânciaepidemiológicaSaúde dacriançaSaúde da mulherDoenças crônicasImplantação de equipesProdutividade
  79. 79. Exemplo de Planilha paraplanejamentoPróxima atividadeEAD – Santa Marcelina
  80. 80. Eixos de trabalhoNormativos(Para quem)PROBLEMADelinear(Porque fazer)ObjetivoO que se queralcançar(Finalidade)AçãoAção(Como fazer )(Como fazer )CronogramaCronograma(tempo de(tempo deexecução)execução)MonitoramentMonitoramento/Avaliaçãoo/Avaliação(Acompanham(Acompanhamento)ento)ResponsávelResponsávelSaúde da mulherAlta ocorrência degravidez naadolescênciaAlto índice demortalidade materno-infantilAções coletivasFalta de interaçãoda equipemultiprofissionalBaixa adesão dapopulação
  81. 81. EAD – Santa MarcelinaREFERÊNCIASBRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de AtençãoBásica. SIAB: manual do sistema de Informação de Atenção Básica / Ministério da Saúde,Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 1. ed., 4.ª reimpr. –Brasília: Ministério da Saúde, 2003.MATUS, Carlos. Estratégias políticas: Chimpanzé, Maquiavel e Gandhi. São Paulo:Edições Fundap, 1996b.

×