Acontece352net

269 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
269
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acontece352net

  1. 1. Começa Campanha de Vacinação contra vírus da gripe ANO XX - No 352 - 2ªQUINZENA DE ABRIL DE 2014 Em defesa da verdade e do desenvolvimento de São Miguel paulista e Região ® www.aconteceagora.com.brraleste@gmail.com -  2031-2364 e 2513-0928 PÁG. 3 PÁG. 2 Governador Alckmin libera ao tráfego obra do Complexo Viário Polo Itaquera O governador Geraldo Alckmin visitou nes- ta terça-feira, 29, o Complexo Viário Polo Ita- quera e liberou ao tráfego a passagem inferior da Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), o “Mergu- lhão”. Trata-se de uma nova via expressa, sob a principal avenida da região, que segregará o trânsito local do de passagem, ordenando o tráfego e melhorando a mobilidade na re- gião. O Mergulhão está localizado em frente às estações do Metrô e da CPTM e próximo ao estádio do Corinthians. A passagem faz par- te do conjunto de obras do Complexo Viário Polo Itaquera, gerenciadas pela Dersa – De- senvolvimento Rodoviário S/A. “Aqui havia um semáforo que interrompia o trânsito na Radial Leste. Agora, com o túnel, [o tráfego] vai direto, e em cima continua o trânsito lo- cal”, destacou o governador Alckmin. “Ganha quem está na Radial, que passa pelo túnel sem interrupção, e ganha o trânsito local, que será feito por cima do túnel.” PÁG. 3 A vacina será oferecida gratuitamente nos postos de saúde da cidade; meta é vacinar 2,5 milhões de pessoas Na tarde de quarta- -feira (30), o vigilan- te Victor Hugo Ortiz se deparou com um grande desperdício de água em sua re- gião, Jardim Helena, São Miguel Paulista. Mesmo alertando os órgãos responsáveis sobre o fato ocorrido, Victor Hugo entrou em contato com nos- sa equipe de reporta- gem e, segundo ele afirma, mesmo após ser avisada do vaza- mento que ocorria, houve demora no atendimento e pouco interesse em solucio- nar o problema. Desperdício de água no Jardim Helena deixa morador revoltado Pré-candidato em São Paulo, Fantauzzi prega resgate do PMDB PÁG. 4 São Miguel Paulista é palco do VIII Encontro da Cultura de Hip Hop e Aliados PÁG. 7 Estado convoca mais 30 mil professores aprovados em concurso PÁG. 2
  2. 2. P á g . 2 2ª QUINZENA ABRIL de 2014 Circulação: São Miguel, ITAQUERA, vILA Jacuí, jd. helena, v. curuça E GUARULHOS Diretor: Divaldo Rosa Adm. e Financeiro: Ademyr Rodrigues Representante comercial: Adriana Sena, Eduardo Rocha e Ariane Andrade Jornalista FL: Silmara G. Nunes Revisão: Suseli Corumba Rosa Fotos: Bruno Barreto Rosa Diretor de Arte: Sergio Avante Depto. Jurídico: Agilson M. Oliveira Distribuição: Mart Press Distribuidora As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam, necessariamente, a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comercias não mantém vínculo empregatício com a empresa. Jornal Acontece Agora, Folha do Itaim & Curuça, Jornal de Ermelino & Ponte Rasa, Jornal Guaianás & Cidade Tiradentes e Revista Acontece Leste A J O R L E S T E O jornal Acontece Agora é Filiado à Associação dos Jornais da Zona Leste Avenida dos Guachos, 166 - Vila Curuça Cep: 08030-360 Itaim Paulista – SP E-mail: raleste@gmail.com site: www.grupoacontece.com.br REDAÇÃO E PUBLICIDADE 2031-2364 | 2513-0928 Patente: PROC. 830024034 Classe 16 RPI RM 2087 Tiragem: 40.000 exemplares FL=FreeLancer cnpj: 03.115.443/0001-16 ITAIM PAULISTA - F.: 2025-7777 - AV. MARECHAL TITO, 7003 ALPHAVILLE / BARUERI / CARAPICUÍBA / FRANCISCO MORATO / FRANCO DA ROCHA /ITAQUERA/ LIBERDADE / MAIRIPORÃ / MAUÁ / PIRITUBA / SANTO AMARO / SANTO ANDRÉ / VILA MARIA Respeite os limites de velocidade. CG Fan ESDI 150 14/14 a/v 8.020, ou entr. 2.700,+48x199, (t.prazo 12.252,). Titan EX 150 14/14 a/v 9.130, ou entr. 2.900,+48x235, (t.prazo 14.180,). CB 300R 14/14 (Standard) a/v 13.600, ou entr.5.250,+48x300, (t. prazo 19.650,). Lead 14/14 a/v 7.290, ou entr. 2.200,+48x190, (t.prazo 11.320,). Tabela sujeita a alteração sem prévio aviso, conforme política de comercialização da fábrica. Consulte todas as informações em nosso showroom. Juros 2.75% a.m. (38,48% a.m.) Banco Honda (TC R$ 496,).CET máximo 52,85% a.a. TC e IOF inclusos. Promoções válidas somente para os modelos anunciados até o término do estoque (2 unidades de cada). Ofertas não cumulativas com outras. Imagens ilustrativas. Promoção Vem Que Tem válida de 08/03/2014 a 30/05/2014. Consulte data de sorteio e demais formas de participação no site: hondavemquetem.com.br/como_participar ou nas concessionárias participantes. Certificados de Autorização CA CAIXA 4-0132/2014 / 4-0140/2014 / 1-0138/2014. Imagens ilustrativas. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. JAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOJAPAUTOwww.japauto.com.br CONCORRA A 5 MOTOS POR SEMANA TITAN 150 EX MENSAIS 235,00 + ENTRADA LEAD MENSAIS190,00 + ENTRADA MENSAIS 235,00 + ENTRADA LEAD MENSAIS + ENTRADA+ ENTRADA+ ENTRADA FAN 150 ESDI MENSAIS 199,00 + ENTRADA 90,00 FAN 150 ESDI NA JAPAUTO VOCÊ FAZ UM ÓTIMO NEGÓCIO! CB 300R MENSAIS 300,00 + ENTRADA CONCORRA A 5 MOTOS POR SEMANA A Prefeitura de São Paulo começou no dia 22 a Campanha de Vacinação contra o vírus Influenza (gripe). Até o dia 9 de maio, pessoas com 60 anos ou mais, profissionais da saú- de, gestantes, crianças (de 6 meses a menores que 5 anos), mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, indígenas e portadores de doenças crônicas poderão se vacinar gratuitamente na rede municipal de saúde. A meta é vacinar 2,5 milhões de pessoas durante a Cam- panha, correspondente a 80% do público alvo. A vacina Além de proteger contra a gripe, a vacina reduz o ris- co de complicações respira- tórias e pneumonia. São ne- cessárias duas semanas para que comece a fazer efeito. Por este motivo a campa- nha acontece no outono, para oferecer proteção no inverno, quando ocorre maior circulação do vírus Campanha de Vacinação contra vírus da gripe começa em São Paulo influenza. Adultos, inclusi- ve gestantes, devem tomar uma dose. Ao receberem a vacina pela primeira vez, crianças de 6 meses e com menos de 5 anos devem re- ceber duas doses com inter- valo de 30 dias entre elas. O contágio da gripe ocorre através das secre- ções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. O vírus também é transmitido da forma indireta, por meio das mãos que podem levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz, após contato com superfícies re- cém-contaminadas por se- creções respiratórias. Medi- das simples como: lavagem frequente das mãos, uso de lenços descartáveis, cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar, manter os ambien- tes arejados, também aju- dam na prevenção da gripe. É importante que as pessoas saibam que a vacina não causa gripe. Ela nunca provocará este tipo de reação porque na sua composição existem apenas partículas de vírus mortos. Uma pequena parcela de vacinados pode apresentar dor discreta no local da aplicação, febre baixa, dores musculares e mal- estar em até dois dias após a aplicação, o que não a contraindica. A vacina estará disponí- vel nas unidades de saúde. A relação dos postos pode ser consultada pelo telefone 156 ou no site (http://www. prefeitura.sp.gov.br/cidade/ secretarias/upload/chama- das/postos_permanentes_ jul_2013_1374610113.pdf) Foi publicado no dia 29 o edital de convocação de mais 30 mil professores aprovados no maior con- curso para docentes da his- tória de São Paulo. A lista regionalizada contempla as 91 Diretorias de Ensino. Com os 15 mil professores já chamados em janeiro, 45 mil terão sido convocados. “A Secretaria da Edu- cação dá continuidade ao processo de convocação dos aprovados. Todos passam por uma formação especí- fica na nossa Escola de Pro- fessores, a Efap, que desta vez acontece simultanea- mente ao estágio probató- rio”, explica o secretário Herman Voorwald. “Isto agiliza a entrada do docen- te em sala de aula.” Estado convoca mais 30 mil professores aprovados em concurso Lista regionalizada contempla as 91 Diretorias de Ensino do Estado média antes de tomarem posse. O concurso realizado em 2013 teve 322,7 mil inscri- tos, um recorde. Participa- ram educadores que atuam nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio. Política salarial Entre 2011 e 2014, o re- ajuste acumulado dos pro- fessores da rede estadual de ensino chegará a 45%. O salário para o profissio- nal que atua nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio é de R$ 2.257,84 - e pode chegar a R$ 6.390,78, de acordo com a evolução funcional. Neste ano, a remuneração inicial chegará a R$ 2.415,89. Em 2014, o valor do piso pago aos professores do Es- tado de São Paulo será 42% superior ao piso nacional. A vacina será oferecida gratuitamente nos postos de saúde da cidade; meta é vacinar 2,5 milhões de pessoas A partir de 5 de maio, os professores convocados de- vem se apresentar à Direto- ria de Ensino e escolher as escolas estaduais onde po- derão atuar. A data e o lo- cal de comparecimento va- riam de acordo a Diretoria de Ensino e serão definidos no edital. Os professores passarão ainda por perícia SUB PREF. DE SÃO MIGUEL R. Dom Ana Flora P. Souza, 76 Vila Jacuí-SP BANCA CULTURAL (Banca do Assai Atacadista) Av. Marechal Tito, 1300 São Miguel BANCA DO MERCADÃO Av. Marechal Tito, 567 São Miguel BANCA DO NAGUMO Pç Francisco Pereira, 80 Vl Curuçá BANCA NOVA GERAÇÃO Av. Marechal Tito, 686 - São Miguel REVISTARIA CAVOÁ Rua Cavoá, 425 - Vl Curuçá José Américo (*) Se alguém pergun- tar qual a necessidade do Brasil ter uma “Cons- tituição” para a comuni- cação via internet - como foi batizado o Marco Civil aprovado na Câmara dos Deputados e no Senado -, a resposta salta aos olhos. Afinal, estamos falando de um país com mais de 100 milhões de internautas, quase 60% destes morado- res de grandes municípios da região Sudeste, como São Paulo. Trata-se de um mercado que absorveu, em 2013, quase 8 milhões de tablets, com perspecti- va de 11 milhões de unida- des para este ano. O fato é que a velocidade da  disse- minação da comunicação eletrônica e o potencial do novo mercado está mexen- do com o jornalismo, com a educação, com os parti- dos políticos e mesmo com o cotidiano das cidades. Não bastassem o inevi- tável avanço tecnológico e a realidade econômica, cabe lembrar ainda que aspectos como o direito à privacidade e, ao mes- mo tempo, a  garantia da liberdade de expressão, merecem uma atenção es- pecial por parte de toda a sociedade. No caso dos ca- pítulos mais polêmicos do Marco Civil, cabe ressaltar que decisões delicadas se- rão mesmo resolvidas na esfera judicial. Na prática, um site apenas poderá ser obrigado a retirar um con- teúdo do ar por decisão de um juiz. Dessa maneira, o pro- vedor que abriga determi- nada rede social alvo de denúncia documentada somente será responsabili- zado caso deixe de cumprir a determinação da Justiça. Trata-se de aspecto rele- vante, sobretudo se levar- mos em conta que estamos em pleno ano eleitoral, quando abusos podem ser cometidos na busca de derrubar (ou alçar) a ima- gem de candidatos. Nesse sentido, regras (as mais claras possíveis) são funda- mentais para que a lei e o bom senso prevaleçam nos momentos de temperatura política elevada. O que não se pode es- quecer é o enorme pas- so que o Brasil deu com a aprovação do Marco Civil na internet. Afinal de con- tas, é muito importante garantir a liberdade de ex- pressão e, a um só tempo, evitar abusos difamatórios com as novas ferramentas de comunicação. Mas es- tas, a nosso ver, são impor- tantes para canalizar a voz das ruas dos movimentos autênticos que estão vivos nas cidades e que repre- sentam elemento-chave no processo de democratiza- ção da informação.  (*) O autor é presiden- te da Câmara Municipal de São Paulo. Contato: josea- merico@camara.sp.gov.br Marco Civil na Internet e a democracia
  3. 3. P á g . 3 2ª QUINZENA ABRIL de 2014 Na tarde de quarta-feira (30), o vigilante Victor Hugo Ortiz se deparou com um grande desperdício de água em sua região, Jardim He- lena, São Miguel Paulista. Mesmo alertando os órgãos responsáveis sobre o fato ocorrido, Victor Hugo en- trou em contato com nossa equipe de reportagem e, segundo ele afirma, mesmo após ser avisada do vaza- mento que ocorria, houve demora no atendimento e pouco interesse em solucio- nar o problema. Segundo informações do próprio vigilante Victor Hugo, o vazamento vinha de uma cratera onde jorra- va água e havia homens que trabalham para a construção do aumento das calçadas com o objetivo de dar conti- nuidade ao projeto de ciclo- vias. O desperdício acorreu O governador Geraldo Alckmin visitou nesta terça- -feira, 29, o Complexo Viá- rio Polo Itaquera e liberou ao tráfego a passagem in- ferior da Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), o “Mergu- lhão”. Trata-se de uma nova via expressa, sob a principal avenida da região, que se- gregará o trânsito local do de passagem, ordenando o tráfego e melhorando a mobilidade na região. O Mergulhão está loca- lizado em frente às esta- ções do Metrô e da CPTM e próximo ao estádio do Co- rinthians. A passagem faz parte do conjunto de obras do Complexo Viário Polo Itaquera, gerenciadas pela Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A. “Aqui ha- via um semáforo que inter- rompia o trânsito na Radial Leste. Agora, com o túnel, [o tráfego] vai direto, e em cima continua o trânsito lo- cal”, destacou o governador Alckmin. “Ganha quem está na Radial, que passa pelo túnel sem interrupção, e ga- nha o trânsito local, que será feito por cima do túnel.” O Complexo Viário Polo Itaquera terá um papel im- portante na mobilidade do bairro, atendendo deman- das atuais e futuras, como aquelas advindas da insta- lação de novos equipamen- tos públicos e privados na região: Fatec, Senai, uma nova rodoviária e a Arena Corinthians, sede dos jogos da Copa do Mundo em São Paulo. O novo viário permiti- Governador Alckmin libera ao tráfego obra do Complexo Viário Polo Itaquera Foi liberada a passagem inferior da Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), próxima ao estádio do Corinthians rá também a integração das regiões norte e sul de Itaque- ra, separadas atualmente pelas linhas do Metrô e da CPTM, encurtando o trajeto atual em cerca de 60%. Além do Mergulhão, in- tegram o Complexo Viário as seguintes vias, as quais aguardam a conclusão de outras obras realizadas na região para serem definitiva- mente liberadas ao tráfego: - Nova avenida no sentido norte e sul, que interliga as avenidas José Pinheiro Bor- ges e Radial Leste à avenida Itaquera, eliminando a ne- cessidade da volta pela ave- nida Líder; - Conjunto de viadutos sobrepondo os trilhos do Metrô, CPTM e avenida Ra- dial Leste, que permitirá a transposição fácil da porção norte à sul do bairro; - Nova avenida ligando a avenida Itaquera à aveni- da Miguel Inácio Curi, que facilitará o acesso da Radial Leste e da estação Corin- thians-Itaquera a partir das avenidas Itaquera e Líder. O investimento total no empreendimento é de R$ 548,5 milhões. As obras fo- ram viabilizadas por meio de convênio entre Governo do Estado, que investiu R$ 397,9 milhões para cobrir as obras e o projeto, e a Pre- feitura de São Paulo, que colabora com R$ 150,6 mi- lhões direcionados à desa- propriação e compensações ambientais. na Avenida Oliveira Freire, altura do número 1993. O vazamento aconteceu por volta das 14h. O trabalhador Victor la- menta o ocorrido e afirma que quem mais sofre com o fato é a própria população. “Sabe, o que me deixa indig- nado é que somos nós quem mais sofremos a negligência de alguns; alguns bairros es- tão sem água há pelo menos 03 dias, sem contar que es- tamos no racionamento de água, por isso os órgãos res- ponsáveis devem ser punidos pelo fato”, esbraveja ele. Desperdício de água no Jardim Helena deixa morador revoltado
  4. 4. P á g . 4 2ª QUINZENA ABRIL de 2014 Fernando Fantauzzi for- malizou a intenção de se candidatar à vaga de Ge- raldo Alckmin (PSDB) na última terça-feira (8) e dis- parou contra Skaf. “Meu concorrente entrou outro dia no partido. O líder do PMDB tem que ter história na legenda. Barão da indús- tria e não entende desegu- rança pública, pois quando questionado foge do assun- to. Assim como o governa- dor atual que também não entendeu”, criticou Fan- tauzzi, durante encontro com apoiadores na última semana, quando chegou a região em um tanque de guerra despertando a aten- ção dos transeuntes. “São Paulo está na UTI. Sou o candidato melhor prepara- do  para combater a crimi- nalidade no Estado”, afir- mou aos presentes. Com apoio de nomes, como o ex-prefeito de Osas- Na noite de segunda- -feira (28), cerca de 700 li- deres evangélicos, pastores, apóstolos, bispos e lideran- ças comunitárias, estiveram reunidos para comemorar o aniversário de 50 anos do deputado. O evento aconteceu na Churrascaria Delluq, localizado na aveni- da Águia de Haia. Emocionado, Fernando Capez agradeceu a presen- ça de todos. “Estou muito feliz em ter pessoas boas, leais e sinceras que vieram me dar um abraço e mos- trar o quanto gostam de mim. Meus amigos, vocês estão de parabéns pelo belo trabalho missionário que dignifica as famílias e aumenta a autoestima de pessoas que precisam de Deus, eu glorifico a Deus por cada um de vocês e jamais esquecerei de cada amigo, e sei o quanto a igreja representa na so- ciedade, recupera vidas, O deputado federal Rodrigo Garcia, após dei- xar o governo do estado onde ocupava o cargo de secretario de desen- volvimento econômico, iniciou a sua caminhada pela zona leste objetivan- do novas alianças que o ajudem a solidificar e am- pliar a sua liderança na capital. O Grupo Acontece de Jornais e Revista acompa- nhou uma dessas reuniões em São Miguel, onde o parlamentar visitou o em- presário GIL DO GÁS, um dos maiores revendedores de gás do Brasil e vereador da cidade de Arujá. Neste encontro esteve acompa- nhado pelo seu assessor Paulo Alves e pelo Dr. Ser- gio Rosa, conhecida lide- rança da região. Rodrigo Garcia visita lideranças na zona leste Gil do Gás recebeu o Deputado Rodrigo Garcia com grande entusiasmo e firmou compromisso em ajudar o nobre deputado do DEM, (Partido Demo- crata ) a fortalecer suas bases na região leste, ten- do em vista o seu poten- cial de grande liderança do estado de São Paulo no contexto estadual. Gil do Gás deixou claro que não pretendia apoiar mais ne- nhum político, em razão de decepções do passado recente, mas a credibili- dade do deputado o con- venceu do contrário. Aproveitando a opor- tunidade, Divaldo Rosa, diretor do grupo Aconte- ce, convidou o deputado a comparecer à sede do grupo e participar do pro- grama Roda Viva. Pré-candidato em São Paulo, Fantauzzi prega resgate do PMDB Deputado Fernando Capez comemora seu aniversário em churrascaria na zona leste co, Francisco Rossi; e o deputado Be- beto Haddad, Fantauzzi frisou que o partido não é mais o mesmo e uma das missões deste movimento é resgatar a imagem do PMDB na política brasileira.  “Começo a observar  o histórico do partido e vejo que aqueles que con- tribuíram com a legenda estão junto comigo, pois estão sendo esmagados e humilhados pela cúpula peemedebis- ta. O PMDB não será comprado, pois não vamos aceitar. Vou adotar o lema ‘tolerância zero’”, completou. “Não estou contra ninguém, mas estou a favor do Fernando que vejo como uma alternativa dentro do par- tido. Uma oportunidade para resgatar a imagem do partido, que hoje está arranhada. Graças a falta de lideran- ça”, afirmou Francisco Rossi, que lem- brou o ex-governador Orestes Quér- cia, que presidiu o PMDB estadual até 2010. “Ele era um municipalista. Deixava todos darem suas opiniões e abria oportunidades dentro do parti- do”, enfatizou. “Ele foi um ídolo. Foi um grande governador e um homem simples. Ouvia a todos e sem divergên- cias”, concluiu. casamentos, a igreja é um braço do Governo junto à Fotos:GetúlioCamargo sociedade”, disse ele. O evento foi organizado pelo seu assessor Welling- ton de Paulo.
  5. 5. P á g . 5 2ª QUINZENA ABRIL de 2014 “Se já acordei com este humor, meu dia será péssi- mo”. A máxima é repetida inúmeras vezes por pessoas que acordaram com o pé es- querdo e foram contamina- dos pelo mau humor. Para especialistas em comporta- mento, no entanto, é pos- sível reassumir o controle emocional em até 15 minu- tos com exercícios práticos que apagam o incêndio da irritação e garantem um dia tranquilo. O segredo para virar a chave do bom hu- mor, garante o coach e es- pecialista em programação neurolinguística Alexandre Prado, é entender que, sozi- nhos, recursos externos não são o suficiente para susci- tar mudanças emocionais. Confira as dicas dos profis- sionais para fugir do mau hu- mor em apenas 15 minutos: 1 - Respire fundo No pico do estresse, pare e fuja do local que provo- cou a reação negativa. Se estiver em uma reunião do trabalho, por exemplo, o melhor caminho é fingir que irá ao banheiro e não buscar o confronto imedia- to. “Em um lugar isolado respire fundo com os olhos fechados ao menos cinco vezes. Isso baixará os bati- mentos cardíacos e mudará a sintonia do seu humor”, diz Prado. O problema pode não desaparecer, mas você já estará mais calmo para lidar com a situação. 2º Pule, grite e levante a poeira... Furlan indica o exercício do “cachorro molhado”. Pu- los, gritos e uma bela sacudi- da podem espantar os senti- mentos ruins ou pelo menos amenizá-los. “O cérebro pode ser treinado. Com esse Pode parecer que vai fi- car apenas feio, mas o pre- juízo é muito maior roupas agarradas, além de desele- gantes, podem causar pro- blemas de saúde. De tão acostumada que está ao uso, muita gente nem sen- te qualquer incômodo apa- rente, mas é certo que isso acarretará problemas de saúde a longo prazo. Os malefícios das roupas extremamente justas costu- mam fazer mal a partir de dois meses de uso contínuo. Aquela mulher que usa uma calça muito apertada uma vez na semana, por exemplo, provavelmente não será prejudicada. Mas quem só sai de casa com um número menor do que o próprio manequim, deve ficar atenta. 1- Varizes: Com o uso fre- quente de roupas aper- tadas, a circulação fica pre- judicada e contribui para os primeiros vasinhos nas pernas. Um problema não só causado por calças, mas também por meias ou cin- tas muito apertadas. Meias de compressão devem ser usadas apenas por quem tem problemas venosos. 2- Infecções ginecológi- cas: Roupa apertada faz com que não haja oxigena- ção na região genital. Com isso, morrem as “bactérias do bem”, aquelas que pro- tegem a região, e aparecem as bactérias patogências, que fazem mal. Além disso, a circulação do útero e tra- to ginecológico é feita por meio de veias mais sensíveis sendo assim, qualquer coisa ou pressão atrapalha o re- torno venoso, que não con- Seis passos para se livrar do mau humor em até 15 minutos Problemas de saúde causados por roupas apertadas Uso frequente de roupas justas, por mais que não incomode, causa prejuízos como varizes e infecções ginecológicas segue oxigenar os tecidos da pelve. 3- Celulite: roupas justas não necessariamente causam celulite, mas, por prejudicar a circulação do sangue, podem agravar o quadro. Isso vale para cal- ças apertadas, cinta mode- ladora ou blusas – sempre apertadas. 4- Dores nas costas: não tão frequente, algumas pessoas podem ter dores nas costas por conta de roupas absurdamente aper- tadas. Qualquer coisa que acaba comprimindo os ner- vos acaba dando dores nas costas, porque muda o eixo da gravidade. A coluna está acostumada com uma gra- vidade em um certo ponto, se isso mudar, acaba for- çando a coluna em outros pontos. 5- Dificulta a digestão: O especialista explica que a digestão se dá até duas horas depois da refeição. Às vezes os fatores mecâ- nicos, como cintos muito apertados, roupas mais justas, atrapalham na hora da alimentação e nas duas horas seguintes. Isso acon- tece porque o organismo tira sangue dos músculos para mandar para o estô- mago e fazer a digestão. Se a pessoa usar roupa muito justa, tem dificulda- des de oxigenação, então o sangue fica parado, conse- quentemente, o alimento também. A digestão, en- tão, demora muito para se completar. exercício, você mostra que não aceita o pensamento ruim e escolhe mudar”, con- ta. Procure um espaço priva- do para liberar as emoções mais fortes. Gritar com os vidros do carro fechados é uma boa saída para liberar o estresse diário do trânsito, por exemplo. 3º Busque lembran- ças positivas Já mais calma, procure um lugar de conforto na memória. Lembrar bons momentos ao lado da fa- mília e amigos, nascimento do filho ou uma conquista profissional podem trazer esperança e lembrá-la de que tudo ficará bem. “A boa memória pode te recar- regar. Isso ajuda e tende a equilibrar os seus sentimen- tos”, defende Prado. 4º Sorria Busque um espelho e sor- ria, mesmo se não há moti- vos para isso. “Você se diver- tirá com o próprio sorriso e com o pensamento de ‘não acredito que estou fazendo isso’. O efeito é mágico”, diz Alexandre. O espelho pode ter uma boa função na conquista do bom humor. A psicóloga e consultora com foco no autoconhecimento e autoestima, Danyla Boro- bia, acredita que encarar a própria imagem por alguns segundos des- pertará a tole- rância. Aceite os defeitos, mas reconheça o próprio valor. “Quando você entrega um sorriso para al- guém e o rece- be de volta as coisas fluem”. 5º Pare e retome o problema após alguns minutos A psicóloga indica ain- da pequenas sessões di- árias de alongamento e meditação para ajudar a retomar o controle das emoções. “Ficamos tão focadas no problema que não encontramos a so- lução. Reconheça isso e se dê um intervalo”, dis- se. Uma caminhada para buscar um café e fofocar com um colega de traba- lho podem resgatar o bom humor. É uma boa hora também para ouvir música ou planejar uma viagem e atividades que irá realizar quando sair do escritório. 6º Faça uma autoa- valiação Para encerrar, faça uma autoavaliação e procure descobrir qual é o gatilho para o mau humor. “Se acordar cedo me deixa mal- -humorado, não posso co- locar o alarme com som es- tridente. Isso acabará com o meu dia. Passo então a dormir mais cedo e acordar com uma música, talvez”, aconselha Prado. Ao co- nhecer o que causa e cria a irritação, você pode criar estratégias e um guia de sobrevivência para os mo- mentos mais intensos. 
  6. 6. P á g . 6 2ª QUINZENA ABRIL de 2014 Fale a verdade: quando o seu cachor- ro olha com aquela expressão, você não resiste e dá um peda- ço do que está comen- do? Pois saiba que essa atitude contribui para a crise de obesidade entre animais de esti- mação. De acordo com pesquisa da instituição People’s Dispensary for Sick Animals, 87% dos donos têm esse hábito, que leva a 2,5 milhões de cães e a mais de 2 milhões de gatos ao so- brepeso no Reino Uni- do. Os dados são do jornal Daily Mail. O levantamento anali- sou dados de 2.078 donos de pets e constatou que muitos fornecem alimen- tos de alto teor calórico, incluindo biscoitos, salga- dinhos, batatas fritas e até mesmo álcool, para os ani- mais de estimação. Apesar disso, 91% sabem que a obesidade pode encurtar a vida dos bichos. A instituição disse que o problema é que os proprie- tários compartilham seus Quando os pais se sepa- ram, um projeto não deu certo. Ambos se escolhe- ram, apostaram suas fichas um no outro, o resultado não agradou, seguiram jo- gando os dados, tentando dar certo, pulando casas, voltando atrás, até que um dia o tabuleiro termina e o jogo chega ao fim. É claro que é um momento tris- te. Mas tanto o casamento quanto a separação são es- colhas. Os filhos não veem, nem sentem desta forma. Para eles não é uma opção, é uma imposição. Uma ver- dadeira catástrofe do desti- no. E estão de mãos atadas. Eles não viveram o processo de construção do relacio- namento, a junção de dois mundos independentes que se tornaram um só e agora voltarão aos seus estágios anteriores. Não há um an- tes e depois. Há o agora. O universo familiar, tal como é, não será mais. Inexistem referências nas quais se apoiar. Há mistério e um grande vazio. Mesmo que tudo seja bem explicado, conversa- do, entendido, acatado, são perspectivas diferen- tes. Para o casal desman- cham-se sonhos. Para a Separação sem dramas Pesquisa: 87% das pessoas dão guloseimas indevidas aos pets próprios hábitos alimenta- res pouco saudáveis com seus animais de estimação em uma “tentativa bem- criança, desmancha-se a re- alidade. Essa dualidade de pontos de vista deve ser a premissa básica para tentar compreender o que se pas- sa na cabecinha e no cora- ção de uma criança diante da nova situação, e para melhor ajudá-la. Quando me separei, a Bia tinha 1 ano e 8 meses. Fomos morar em Porto Ale- gre, o pai ficou no Rio de Janeiro. Poderiam pensar: “Meu Deus, ela afastou a filha do pai”. Mas o pai dela trabalhava na Mari- nha mercante, passava três meses no mar, um em terra. Essa era a realidade da Ana Bia, sua zona de conforto era que o pai ia embora, mas sempre voltava. Muda- mos de cidade, deixei claro que continuaria voltando. A cada desembarque ele pas- sava uma ou duas semanas com ela. Esse entendimento a deixou segura. Para cada criança que viveu uma se- paração, haverá um porto seguro. Cabe aos pais aju- darem a encontrá-lo. Se um dos pais é me- nos presente, viaja muito ou mesmo sai cedo para o trabalho e só volta quando as crianças já estão dormin- do, interagindo mais aos finais de semana, talvez na separação os filhos sintam menos sua ausência, por- que a convivência diária não é alterada. O que eu aprendi na pele é que não faz tanta diferença no pós- -rompimento quem leva na escola, busca do balé, faz o café - coisas com as quais nos preocupamos de ime- diato. Mais do que a altera- ção de logística, o que afeta as crianças é a mudança na rotina de afeto. Elas preci- sam continuar se sentindo amadas. -intencionada, mas equivocada, de fazê- -los felizes”.   “Leva a problemas de saúde de longo prazo para animais de estimação, que podem reduzir sua expectativa de vida em até dois anos. A obesidade nos pets aumenta significati- vamente o risco de desenvolver proble- mas de saúde, como diabetes, artrite e doenças cardíacas, e também pode pro- vocar o aparecimen- to dessas doenças crônicas muito mais cedo”, afirmou a veterinária Elaine Pendle- bury. A estação mais fria do ano chegou e com ela as op- ções de cores e texturas para a maquiagem de outono/in- verno. Durante o verão, as cores vibrantes e de muito brilho foram as que reina- ram. Agora, neste período que se aproxima com dias e noites mais frios, a maquia- gem chega com ar mais só- brio, priorizando a pele com tons o mais natural possível. Os últimos desfiles interna- Tendência de maquiagem para outono/inverno cionais mostram peles com produtos leves, como o BB Cream com pouco ou ne- nhum corretivo, e apenas uma camada fina de pó para tirar o brilho. A maioria das cores de batons e gloss apre- sentados foram tonalidades claras, como nude, rosa cla- ro, coral e caramelo, tornan- do-se uma boa aposta para o dia. Nos olhos, o desta- que fica por conta dos tons mais marcantes. Aposte nas sombras marrom, preto, be- terraba e também dourado com delineador marcado, além de bastante máscara nos cílios. As sobrancelhas vêm mais grossas, marcadas e fortes. Boca marcante: para as mais ousadas, que adoram uma boca bem marcada, vale apostar em cores quentes. Nas noites frias use e abuse das tonalidades que estão em alta, como o vinho e o roxo. Evite: esse outono anda bem democrático e não des- carta as sombras coloridas, a make de outono. Os tons de marrom são um clássico já há vários invernos. Os vermelhos que estão em alta desde o verão, ainda dá para aproveitar. Delineadores estão liberados: o delineador gatinho, que já faz sucesso há algum tempo, veio com tudo nas passarelas! E à noi- te aposte nos cílios postiços. Eles conferem um olhar mais dramático e feminino. porém evite os tons mais abertos e deixe-os para o verão. Cuidado também na hora do rímel: evite passar muitas camadas. Sem exageros: evite ex- cessos de blush, use apenas o suficiente para dar uma leve corada, pois essa esta- ção pede pele mais natural. Temporada anterior: com certeza tem muitas coi- sas da última estação que podem ser combinadas com
  7. 7. P á g . 7 2ª QUINZENA ABRIL de 2014 Quando sua empresa diz não ao trabalho infantil, muita gente pode dizer sim para sua marca. Invista nas crianças e adolescentes do Brasil e tenha o selo de reconhecimento da Fundação Abrinq. Seja uma Empresa Amiga da Criança. Saiba mais pelo site www.fundabrinq.org.br/peac ou pelo telefone 11 3848 4870 Uma iniciativa: C M Y CM MY CY CMY K Anuncio_PEAC_14-08-2013.pdf 1 02/09/2013 17:23:19 Frequentadores do PET – Parque Esportivo do Trabalhador (antigo Ceret), no Jardim Anália Franco, tiveram uma gra- ta surpresa na noite da úl- tima quinta-feira, dia 24. Isso porque, nessa data foi realizada na entrada principal do parque, a 1ª edição do projeto “Dança no Parque”. A iniciativa da Sub- prefeitura Aricanduva/ Formosa/Carrão, através da Supervisão de Cultu- ra, contou com a colabo- ração das academias de dança: Movimento Espa- ço do Corpo e Companhia Marks, que enviaram ao PET, professores e alunos para apresentação de be- las coreografias dos mais variados ritmos musicais. Quem esteve no par- que para fazer caminha- da e outras atividades, também aproveitou para conferir as performances dos dançarinos e muitos até interagiram, seguin- do os passos criados pelo pessoal das academias. Programado para acontecer na quinta-feira da semana passada, dia 17 de abril, o evento teve sua data adiada a pedido dos parceiros, em virtude do feriadão de Páscoa, onde muitos professores e alunos não poderiam No mês de abril o bairro de São Miguel, foi palco do VIII Encontro da Cultura Hip Hop e Aliados. O evento foi gratuito, e é promovido há oito anos pela Fundação Tide Setubal com nomes do cenário da região. O objetivo do Encontro é valorizar a produção lo- cal. “Divulgar a criação de artistas locais é fundamen- tal para a construção da identidade cultural do bair- ro. Além disso, utilizar a rua para fazer arte é uma ação de democratização do espa- ço público”, comenta Inácio Pereira dos Santos Neto, organizador do encontro e coordenador de cultura da Fundação Tide Setubal.  O evento reuniu todos os elementos do Hip Hop, foi possível assistir apresen- tações de Rap, Break, MCs, Djs, B-Boys e Graffiti. Entre os convidados estiveram , os grafiteiros RV,  Ma- nulo, Alex Chuck,  Xyrox, Ozi, Galo, Feik, Robson Bó, Emah Oli da zona sul e Sa- Áries. Alguma instabilidade doméstica facilita bus- car e encontrar solu- ções criativas para os problemas aflitivos, fazendo as mudanças necessárias em suas atividades de forma a estimular os progressos pessoais e profis- sionais. Mas evite radicalizar. Touro. Transformações podem ocorrer inte- riormente diante de preocupações com pessoas na família, bem como é necessário entender os ex- cessos e melhorar em sua pro- fissão com apoio de parceiros, servindo-os para obter apoio. Gêmeos. Submisso a situações profissionais e fami- liares, poderá ter que agir em função de fa- zer as mudanças para o equilí- brio, mas é necessário rever si- tuações pessoais e domésticas, para não criar problemas mais sérios e ter que voltar atrás. Câncer. É necessário fazer as coisas certas, com cri- tério e paciência, se já não tenha que agir des- sa forma diante dos obstáculos presente. Mas fique certo que novas idéias irão surgir para seus progressos pessoais e pro- fissionais. Mantenha a calma. Leão. As preocupações finan- ceiras devem ser supe- radas ao reavaliar ou rever formas de traba- lhar, mudando o enfoque para melhores resultados. Confie em surpresas agradáveis que podem ocorre em harmonia e com apoio de parceiros. Virgem. Muitas idéias através de amizades e parcei- ros podem surgir para aliviar tensões fruto do momento presente, que é de grande exigência em orga- nizar sua vida como um todo. Os progressos financeiros po- dem ocorrer transformando situações. Libra. Apoio de parceiros podem lhe auxiliar a transformar situações profissionais e finan- ceiras, de forma a encontrar soluções favoráveis. Mas deve fazer uma reavaliação de pla- nos, dos seus desejos mais ín- timos e do que quer na vida. Escorpião. É um momento im- portante para rever problemas e dificul- dades através de uma avaliação profunda, criando possibilidade de transforma- -las favoravelmente ao dire- cionar seus esforços com criati- vidade, para objetivos futuros. Sagitário. Talvez fatos e aconte- cimentos o leve para uma reavaliação de suas ações com acor- dos e em sua vida profissional. Para entender o momento e fazer qualquer mudança com sucesso, deve submete-la a apreciação de seus parceiros. Capricórnio. A profissão precisa ser tratada com mui- ta atenção às pen- dências, acertos de contas para que os resultados sejam favoráveis. A harmonia com parceiros é fundamen- tal, bem como sua criativida- de facilita planos e projetos. Aquário. É necessário enfati- zar sua auto-estima e confiar na expressão de seus talentos com afetos ou em qualquer empre- endimento, que realize nesse período. Conflitos interiores obrigam a encontrar melhores condições de saúde e vida. Peixes. Iniciativas com par- ceiros e afetos ten- dem a ser bem suce- didas pois suas habilidades para transformar situações que quase sempre estão exaltadas, facilitando seu sucesso. Valorize a família, suas raízes e vida doméstica para maior harmonia. São Miguel Paulista é palco do VIII Encontro da Cultura de Hip Hop e Aliados MCs, Djs, B-Boys e grafiteiros, coletivos de saraus se reunirão no CDC Tide Setubal piens Questione da Zona Norte. A discotecagem fi- cou por conta dos Djs Elvis e Negrito. O Encontro tam- bém contou com a presen- ça dos Bboy Ninjinha, Dory Oliveira, grupo Primeira- mente, Dragões de Komo- do e do rapper Rapadura (vindo de Brasília). Parti- cipação especial do Sarau da Cozinha com o Coletivo Marginaliaria e sarau do MAP(Movimento Aliança da Praça).  A programação contou, também, com a exibição do longa documentário “Cidade Cinza”, dos dire- tores Marcelo Mesquita e Guilherme Valiengo. O filme discute a relação da cidade de São Paulo com a arte de rua.  O longa foi gravado em 2008, quando a prefeitura implementou uma política de “limpe- za urbana”, que mandou cobrir de cinza todos os graffitis. “O documentário trata questões do direito à cidade e aponta a falta de percepção do poder público do papel e signi- ficado do graffite para a identidade de São Paulo”, finaliza Inácio Pereira dos Santos Neto Após a exibição do docu- mentário haverá uma roda de conversa com Sergio Franco, sociólogo e pesqui- sador da Cultura Hip Hop. Programação: RAP: Ra- padura, - Dragões de Ko- modo, Primeiramente  e Dory Oliveira - DISCOTECA- GEM: DJ Negrito, DJ Elvis. GRAFFITI: Fernando RV, Manulo, Alex Chuck,  Xyrox, Ozi (Stencil), Galo, Feik, Ro- bson Bó, Emah Oli da zona sul e Sapiens Questione da Zona Norte EXIBIÇÃO: Documentá- rio “Cidade Cinza”, dos di- retores Marcelo Mesquita e Guilherme Valiengo ENCERRAMENTO: Rapa- dura.  Serviço: Evento: VIII En- contro da Cultura Hip Hop em São Miguel Paulista e Aliados - Entrada: gratuita - Local: CDC Tide Setubal End.R Mario Dalari, 170 – Jd.  São  Vicente –  São  Mi- guel Paulista. Projeto Dança no Parque agita o PET comparecer. E mesmo com o adiamento, noite fria e com garoa fina, a 1ª edição do Projeto Dança no Parque foi um suces- so tão grande que a 2ª edição do evento já está marcada e acontecerá no próximo dia 22 de maio, também numa quinta- -feira, às 19 horas, na en- trada principal do PET, à Rua Canuto de Abreu, s/ nº - Bairro: Jardim Anália Franco.
  8. 8. P á g . 8 2ª QUINZENA ABRIL de 2014 Dor na coluna, nas articulações e nos om- bros são comuns para quem trabalha em es- critório e passa o dia sentado. Segundo o Minis- tério da Previdên- cia Social, 180.063 auxílios-doença fo- ram concedidos ape- nas em novembro de 2013, sendo o estresse e as dores decorrentes de postura inadequa- da as principais causas de concessão.  De acordo com a fisioterapeuta Sil- via Canevari Barros, membro da Sociedade Brasileira de RPG e diretora do ITC Vertebral de Jundiaí, o estresse piora ainda mais os problemas na coluna. “A musculatura sofre uma ten- são muito grande por causa do estresse, o que reduz a circulação sanguínea dos tecidos e comprime articu- lações, discos e ligamen- tos”, explica. O esgotamento físico e emocional causado por es- ses fatores, além de dimi- nuir o rendimento do tra- balhador, pode acarretar em problemas como dor de cabeça, lombalgia, cervical- gia, hipercifose (curvatura da coluna dorsal) e tendini- te. “Na pior das hipóteses, doenças crônicas também podem aparecer, como es- coliose e hérnia de disco”, alerta a especialista. As longas horas de tra- balho sentado aliadas a ví- cios posturais podem, ain- da, ser responsáveis pelo surgimento de DORT (doen- ça osteomuscular relaciona- A prevenção e a recupe- ração da saúde ocular das crianças é o foco do projeto Visão do Futuro da Secre- taria da Educação do Esta- do de São Paulo que, neste sábado, dia 12, promovem mais um mutirão de con- sultas oftalmológicas na ca- pital de São Paulo (veja lo- cais abaixo). Em dois anos, o programa desenvolvido em parceria com a Secreta- ria de Estado da Saúde, já encaminhou para avaliação 33.096 alunos do 1º ano no Ensino Fundamental e dis- tribuiu sete mil pares de óculos gratuitamente. Na etapa deste fim de semana, serão examinados 3.318 alunos indicados por 126 escolas estaduais da capital. Essa triagem feita Má postura no trabalho pode causar doenças crônicas Alunos da rede estadual passam por consultas oftalmológicas Programa Visão do Futuro é destinado a estudantes de 6 e 7 anos; em dois anos já foram distribuídos sete mil pares de óculos na capital de São Paulo em sala de aula foi possível graças à capacitação que os professores recebem para realizar testes de acuidade visual nas crianças e, assim, encaminhar para exames com especialistas aqueles que demonstram dificulda- des, sinais ou sintomas.  Em 2013, o programa en- caminhou para avaliações um a cada cinco alunos do 1º ano do Ensino Fundamental - um total de 15.915. Aos es- tudantes e responsáveis está garantido o transporte até o serviço de saúde, além de lanche, consulta e acompa- nhamento ambulatorial, se necessário. “Muitas vezes, uma difi- culdade de aprendizado na verdade é gerada por uma deficiência visual que a da ao trabalho), LER (lesões por esforços repetitivos), cujos sintomas incluem dis- túrbios do sono, além de doenças degenerativas na coluna vertebral. Para se prevenir, é pre- ciso praticar exercícios fí- sicos de correção postural, como alongamento ou Pi- lates, além de respeitar os próprios limites. Para Silvia, fazer pausas periódicas é essencial para quem traba- lha sentado. “É preciso se levantar de hora em hora, por uns cinco minutinhos, isso ativa a circulação e me- lhora a nutrição celular “, aconselha. Quem trabalha no com- putador deve adotar postu- ras adequadas ao se sentar. A fisioterapeuta explica que os pés devem se man- ter fixos numa prancha de apoio, os joelhos num ân- gulo de 90º e a lombar deve tocar o encosto da cadeira. “Os braços e punhos tam- bém devem ficar retos e os cotovelos apoiados sem elevar os om- bros”, indica. Mas cuidar da postura não é in- cumbência apenas de trabalhadores. Segundo a especia- lista, cada um deve ficar atendo à pró- pria postura durante as tarefas do cotidia- no, mas “governo e empresas tem o seu papel e responsabi- lidade na prevenção das patologias da co- luna”. O  Ministério do Trabalho e Empre- go alterou em 2007 a Norma Regulamentado- ra 17, que agora exige das empresas um laudo ergonô- mico que comprove que ela está em conformidade com “parâmetros que permitam a adequação das condições de trabalho, às caracterís- ticas físicas e mentais dos funcionários, visando seu conforto, segurança, saúde e melhoria do seu desempe- nho”. Os móveis do escritório, portanto, devem ser bem escolhidos. A cadeira deve ter rodinhas, regulagem de altura, regulagem do en- costo e do apoio dos bra- ços. O monitor deve estar posicionado na linha dos olhos, “para quem usa ócu- los bifocal, o monitor deve ficar um pouco abaixo da linha dos olhos para a ca- beça não rodar para cima, já que a parte de baixo das lentes contém o grau ideal para leitura”, explica Dra. Silvia Canevari Barros fisio- terapeuta. criança possa ter e não sabe. No entanto, vários casos po- dem ser resolvidos com um simples teste de acuidade visual. Daí, a importância da participação dos educa- dores também na saúde dos olhos dos alunos”, afirma a coordenadora do programa na Secretaria da Educação, Regina Gonçalves. Locais de consultas: CEMA: Rua do Oratório, 1.369 - Mooca Santa Casa de Miseri- córdia: Rua Dr. Cesário Mota Júnior, 112 – Santa Cecília Instituto Suel: Rua Ta- mandaré, 693 – Liberdade UNIFESP: Rua Sena Ma- dureira, 1500 – Vila Mariana AME Leste: Rua Ma- ruins, 15 - Itaquera.

×