O brasil na primeira republica

3.031 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.031
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O brasil na primeira republica

  1. 1. Capítulo 38 – O Brasil naPrimeira RepúblicaAlunos: Antonio, Carolina, Emilly, Jéssica e Ronald.
  2. 2. A crise na Monarquia• Sob o ponto de vista econômico, a segunda metade do século XIX caracterizou-se pela crise do Vale do Paraíba - até então, a mais importante região produtora de café brasileira - e a emergência dos cafeicultores do Oeste paulista. Ao contrário dos grandes fazendeiros do Paraíba, que apoiavam as instituições monárquicas, os dos Oeste paulista faziam oposição à centralização do Império.
  3. 3. • Outro elemento fundamental para a crise da Monarquia foi o desgaste entre os militares e o Império. O Exército brasileiro, cada vez mais "popular" em sua composição, passou a estar em franca contradição com o elitismo que sempre caracterizou o regime monárquico. As idéias trazidas da Guerra do Paraguai só alimentaram a disposição militar em "purificar" os costumes políticos, consolidando a auto-imagem do Exército, de salvador nacional.
  4. 4. A Proclamação da República• Na capital brasileira (cidade do Rio de Janeiro) em 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca liderou um golpe militar que derrubou a Monarquia e instaurou a República Federativa e Presidencialista no Brasil.  No mesmo dia foi instaurado o governo provisório em que o Marechal Deodoro da Fonseca assumiu a presidência da República.
  5. 5. Fatores que levaram à Proclamação da República Imperador confrontando-se com a Igreja Católica; Descontentamento dos Militares; Descontentamento dos Proprietários Rurais; A Classe Média que queria maior participação na Vida Pública do país; O fim da escravidão.
  6. 6. Tendências republicanasDefesa do ideal republicano contou com:Militares – positivistas e não positivistas;Evolucionistas – transição pacífica;Revolucionários – necessidade de um movimento;Fazendeiros – cafeicultores.
  7. 7. Os Primeiros anos de República• Ao longo das primeiras décadas da República, cidades como Rio de Janeiro e São Paulo passaram por transformações inspiradas nas urbanizações de cidades europeias. Em contrapartida, os mais pobres foram empurrados para a periferia e as favelas começaram a surgir. No decorrer da Primeira República, grande parte da população continuou excluída de uma efetiva participação eleitoral. No período entre 1889 a 1930 o Brasil teve uma uma série de revoltas no campo e nas cidades,que evidenciaram o descaso do governo com os direitos políticos e sociais de grande parcela da população brasileira.
  8. 8. A República da Espada  Teve seu início quando os militares lideraram o país politicamente entre os anos de 1889 a 1894. Assim que a monarquia foi derrubada, o governo provisório do marechal Deodoro da Fonseca  guiou as decisões tomadas no Brasil. Neste período, foram tomadas algumas decisões de suma importância para o povo brasileiro. Ocorreu a separação oficial entre Igreja e Estado foi instituído o casamento civil e uma nova bandeira foi criada com o lema “Ordem e Progresso”.
  9. 9. A primeira Constituição republicanaEssa constituição foi inspirada na Constituição dosEstados Unidos que se fundamenta na descentralizaçãodo poder que era dividido entre os Estados. Dessa forma,a Constituição do Brasil estabeleceu a federação dosEstados, o sistema presidencial, o casamento civil, aseparação do poder criando os poderes Executivo,Legislativo e Judiciário, autonomia dos estados emunicípios. Adotou o voto universal masculino,excluindo os analfabetos grande maioria da populaçãohá época. A Assembléia Constituinte foi quem escolheu,excepcionalmente, o primeiro Presidente da República,Marechal Deodoro da Fonseca.
  10. 10. Um pesadelo econômicoO governo pôs em prática uma política de incentivo àemissão de papel moeda. Historicamente associado aonome do ministro da Fazenda Rui Barbosa, oprograma buscava contornar o problema da falta dedinheiro para pagar os trabalhadores assalariados cujonúmero havia aumentado sensivelmente com o fim daescravidão e a imigração de mão-de-obra livre eviabilizar o processo de industrialização nacional. Oefeito imediato dessa medida foi a desvalorização domil réis, a moeda da época, seguida por um surtoinflacionário, provocado pela injeção excessiva dedinheiro na economia. A desvalorização da moedabrasileira, por sua vez, levou ao fechamento de muitasempresas e à falência de tantos outros investidores.
  11. 11. A renúncia de DeodoroA formação de um novo ministério liderado pelobarão de Lucena, político vinculado à ordemmonárquica, a tentativa de centralização do poder eàs resistências encontradas no meio militarconduziram o país a uma crise política, que teve seuápice na dissolução do Congresso Nacional.Deodoro da Fonseca foi obrigado a renunciardevido a problemas de saúde, além desses gravesproblemas políticos. Os desentendimentos com asoligarquias cafeeiras, grevistas e a Primeira Revoltada Armada levaram Floriano Peixoto a substituirmarechal Deodoro.

×