Projeto trânsito na escola ok

24.118 visualizações

Publicada em

Simone Helen Drumond

Publicada em: Educação
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
24.118
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
346
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto trânsito na escola ok

  1. 1. EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO Autora: Simone Helen Drumond – http://simonehelendrumond.blogspot.com Trânsito na Escola 1. APRESENTAÇÃO O homem sempre teve necessidade de se deslocar de um lugar a outro em busca dealimentos, outros bens e serviços essenciais para sua vida. Atualmente, nas cidades modernas o trânsito representa um enorme dilema para a vidadas pessoas, pois ao mesmo tempo em que ele permite o acesso à inúmeros locais onde sãooferecidos serviços essenciais públicos, de uso e consumo, o trânsito também é uma enormefonte de diversos males, como por exemplo: congestionamentos, poluição ambiental,acidentes e, ainda, problemas de convivência entre pessoas. Uma das questões mais importantes ligadas ao trânsito está relacionado ao fato de ascidades crescerem em ritmo acelerado e a busca de soluções para problemas associados àcirculação de veículos, pessoas e bens crescer em ritmo muito mais lento, apresentando umgradativo descompasso, tornando o problema cada vez maior. Há a tendência de crescimentodo número de pessoas nas cidades refletindo no crescimento quantitativo de veículos epessoas em circulação pelas vias públicas (Rodrigues, 2007). Grande parte das atuais questões urbanas estão relacionadas direta ou indiretamente aotrânsito. As inúmeras desigualdades sociais de nosso país se manifestam também no trânsito,por que os recursos de transporte têm uma distribuição assimétrica dentro dos espaçosurbanos, ocasionando desigualdades entre as diferentes classes sociais. Sabendo do importante papel transformador da sociedade que a Escola e a Educaçãopossuem, nos últimos anos, dentro das Políticas Educacionais o “trânsito” tem sido abordadocomo um tema transversal para colaborar na formação de cidadãos mais conscientes eresponsáveis, refletindo assim na solução desses problemas. Assim, propomos esse “Plano Trânsito na Escola”, seguindo diversos exemplos positivosexistente em todo país, que trata da inclusão desse tema nas práticas educativas das Escolasde nosso município, servindo como um canal de informações e formação para as nossascrianças e adolescentes.
  2. 2. 2. OBJETIVOS2.1 OBJETIVO GERAL- Desenvolver os valores essenciais à vida plena e à convivência socialmente justa por meioda Educação e do Ensino para o Trânsito.2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Destacamos que esses objetivos específicos desse Planejamento se baseiamprincipalmente em Lobo (2008) e Vieira et al. (2008), e são: - Identificar a Educação para o Trânsito como fator de segurança pessoal e coletiva; - Conhecer a historia dos meios de transportes; - Reconhecer os meios de transportes aéreos, aquáticos e terrestres; - Colaborar para a formação de comportamentos que proporcionem segurança no trânsitoe os comportamentos que proporcionem ou comprometem essa segurança; - Registrar comportamentos dos motoristas e pedestres nas vias públicas; - Analisar atitudes positivas e negativas, comparando-as com as normas estabelecidas noCódigo Nacional de Trânsito; - Observar o movimento de pessoas dentro da Escola; - Analisar a influência do espaço e a direção na circulação interna da Escola; - Identificar regras de circulação como fatores importantes na ordem e segurança daEscola; - Saber reconhecer e interpretar as principais formas de sinalização no trânsito; - Conscientizar sobre a relevância dos primeiros socorros; - Desenvolver a atenção e a percepção, aplicando-as à obediência à sinalização detrânsito; - Trabalhar as virtudes importantes na vida em sociedade, tais como: paciência, tolerância,responsabilidade, coleguismo, humildade etc.3. JUSTIFICATIVA O “Planejamento Trânsito na Escola” busca “contribuir efetivamente na preservação, naredução dos acidentes e auxiliar na conscientização e conhecimento quanto à proteção davida, para a paz no cotidiano dos espaços rurais e urbanos. Também tem como meta levar aoentendimento dos educandos, a importância e a relevante prática que se faz necessária nobom relacionamento de todos os cidadãos que fazem parte do trânsito, bem como a devida e
  3. 3. indispensável atenção e respeito, para que haja a harmonia tão almejada, os bons hábitos eas atitudes adequadas” (Bogue et al., 2008).4. ATIVIDADES DO PLANEJAMENTO TRÂNSITO NA ESCOLA O presente “Plano Trânsito na Escola” será trabalhado ao longo de todo ano letivo, portodos os professores e demais funcionários da Escola, de forma interdisciplinar, procurandointegrar o assunto em diversas situações de pesquisa e atividades que envolvam criatividadee participação efetiva dos alunos, educadores e comunidade escolar. Dessa forma, a equipe pedagógica da Escola utilizará de uma gama enorme deestratégias para abordar a temática, e assim alcançar os objetivos do “Plano Trânsito naEscola”. Logo a seguir são apresentadas as diversas atividades trabalhadas em “Classe” e“Extra-classe”.4.1 ATIVIDADES EM CLASSE Relembramos que existem diversos exemplos de projetos pedagógicos que tratam dessatemática, em diferentes localidades do Brasil. Dessa maneira, o presente Projeto se espelhanesses trabalhos, utilizando tais referências, especialmente de Bogue et al. (2008), Lobo(2008) e Vieira et al. (2008). Como proposta de abordagem do tema, o professor poderá realizar debates e discussõesem classe enfocando assuntos diversos, como por exemplo: (1) desobediência à sinalização; (2) organização em sala de aula, no pátio, na calçada, na rua, no ônibus; (3) comportamento no interior do veículo; (4) comportamento das pessoas como motorista, ciclista, motociclista e pedestre; e (5) consciência da realidade, da mudança, da política social e consciência cidadã. Outra atividade a ser trabalhada é a produções de textos, tais como: (1) convivência entre as pessoas em sociedade; (2) a vida e a sociedade em que vivemos; (3) leitura e comentários da coleção de livros do cartunista Ziraldo; (4) interpretação de textos jornalísticos que tratam o trânsito da cidade; (5) análise de dados estatísticos sobre frota de veículos e número de acidentes; e
  4. 4. (6) estudo dos meios naturais construídos pelo homem, que fazem parte do contextosocial dos alunos e ampliação da visão de mundo. Para complementar tais atividades, sugerimos: (1) realização de trabalhos de casa, que podem ser individuais ou em grupo; (2) pesquisas em instituições públicas ou na internet; (3) entrevistas com guardas de trânsito e outras pessoas; (4) criação de poesias, músicas, cartazes, paródias, tabelas, gráficos, mapas emaquetes; (5) realização de apresentações de teatro e dramatizações; (6) realização de concurso de desenhos e redações com temática trânsito; (7) criação de um código escolar para o trânsito nas dependências da Escola; (8) mapeamento do percurso escola/casa; e (9) apresentação de documentários em DVD. Trabalhar o trânsito de forma ampla e participativa permite aos alunos analisar osproblemas, as situações e os acontecimentos dentro de um contexto e em sua globalidade,utilizando, para isso, os conhecimentos presentes nas disciplinas e sua experiência socio-cultural (Faria, 2008). Abaixo apresentamos idéias de conteúdos que podem ser trabalhados nas diferentesdisciplinas, sempre com enfoque multidisciplinar. 5. CONTEÚDO A SER TRABALHADO EM SALA DE AULAA) PORTUGUÊS- Leitura de textos sobre trânsito,- Elaboração de redações e poesias com essa temática,- Interpretação de placas de trânsito com os seus significados,- Pesquisas dos fatos e noticias de acidentes causados no trânsito na cidade,- Debates e apresentação de vídeos.B) MATEMÁTICA- Desenhos geométrico,- Cálculo das multas de transito,- Elaboração de gráficos de acidentes de trânsito.
  5. 5. C) FÍSICA- Estudo da velocidade dos veículos,- Estudo do atrito,- Direção dos ventos e os balões,- Estudo das marés e correntes marítimas.D) ARTES- Composição de músicas e paródias,- Cores dos semáforos,- Organização de teatros e dramatizações,- Desenhos de faixas educativas,- Recortes e confecção de meios de transportes com utilização de materiais recicláveis.E) HISTÓRIA- História dos meios de transporte,- Origem e aspectos das profissões ligadas ao trânsito,- As grandes navegações – as caravelas portuguesas e espanhóis.F) GEOGRAFIA- O trânsito urbano, rural e nas grandes cidades,- Noção de espaço das vias urbanas e ciclovias,- Estudo de mapas de rodovias e estradas vicinais,- Conhecimento das leis que regulamenta e institucializam os espaços,- Estudo da altitude, latitude, longitude e coordenadas geográficas com ênfase nos transportesaéreos e marítimos.G) CIÊNCIAS/ MEIO AMBIENTE- Primeiros socorros,- Poluição do Ar,- Aquecimento Global,- Combustíveis fósseis e biocombustíveis.6. ATIVIDADES EXTRA-CLASSE Há uma grande possibilidade de atividades “Extra-classe” para se trabalhar a temática dotrânsito na Escola, entre as quais: - Passeios ao redor da Escola para que os alunos possam conhecer as formas desinalização (faixas), placas e semáforos. - Passeio ciclístico na comunidade nas vias onde existem ciclovias e em vias especiaisidentificadas para circulação de bicicletas. Nesse trabalho é importante que o professororiente e demonstre aos alunos como utilizar a bicicleta como meio de transporte seguro eecologicamente correto.
  6. 6. - Realizar panfletagem de textos informativos para a comunidade em vias públicas, semprecom o acompanhamento de “Agentes de Trânsito” ou de Policiais Militares. - Realizar uma passeata na "Senama Nacional do Trânsito" com intuito de promover umareflexão em todos os seguimentos da comunidade sobre a importância de trabalharmos juntospela “paz no trânsito”. - Visita ao Departamento Estadual de Trânsito ou a Secretaria Municipal de Trânsito. Juntocom essa atividade os alunos podem confeccionar a carteira de “Habilitação Simbólica”. - Visita ao Corpo de Bombeiro para receber orientações sobre primeiros socorros. - Visita às Unidades de Saúde (Hospitais, Clínicas, Postos de saúde, etc.) para observaçãode pessoas vítimas de acidentes no trânsito. Destacamos que as atividades práticas “Extra-classe” permitem que os alunos entrem emcontato com os conteúdos disciplinares a partir de conceitos concretos e práticos. Nessaperspectiva, os conteúdos deixam de ser um fim em si mesmos e passam a ser meios paraampliar a formação dos alunos e sua interação com a realidade, de forma crítica e dinâmica.Há também o rompimento com a concepção de "neutralidade" do tema trabalhado, que passaa ganhar significados diversos, a partir das experiências sociais dos alunos (Faria, 2008). Sabemos que um enfoque globalizador deve ser dado às questões do trânsito. As aulas edemais atividades devem receber uma abordagem que seja centrada na resolução deproblemas significativos. Para isso, o professor deve coordenar o processo ensino-aprendizagem de modo a criar situações problematizadas, introduzindo novos conceitos einformações, dando condições para que os alunos avancem em seus esquemas decompreensão da realidade. Nisso, os alunos se apropriam desses novos conteúdos,auxiliados pelo professor, que cria situações para que isso aconteça e de forma significativa.Para tanto, é necessário que o educando esteja compromissado com sua contínua mudançapessoal e com a aplicação da visão holística no processo educativo.7. RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS Este tópico reúne todas as informações sobre os recursos humanos e materiaisnecessários para a execução do “Planejamento Trânsito na Escola”. 7.1 RECURSOS HUMANOS Nesse tópico “Recursos Humanos”, trazemos apenas a relação das pessoas que estarãoexecutando as ações propostas, o que não inclui toda a parcela da comunidade que será
  7. 7. atingida pelo presente Plano. Dessa forma, não há previsão para gastos adicionais com osrecursos humanos (como por exemplo com a contratação de prestadores de serviço), pois amaioria dos profissionais que estarão sendo envolvidos já são servidores públicos da Escolaou das entidades e órgãos parceiros. Assim, os gastos financeiros só serão aplicados naprodução e aquisição de recursos materiais, que estão detalhadamente descritos a seguir.- Equipe pedagógica da Escola;- Equipe administrativa da Escola;- Representantes da Polícia Militar;- Representantes da Secretaria Municipal de Trânsito;- Representante do Departamento Estadual de Trânsito;- Representante da Associação Municipal de Auto Escolas;- Pesquisadores e professores das Universidades Federal, Estadual e Municipal;- Membros de ONGs estabelecidas no município.7.2 RECURSOS MATERIAISNesse tópico apresentamos de forma detalhada os recursos materiais básicos necessáriospara a execução do “Projeto Trânsito na Escola”.A – MATERIAL DIDATICOResma de papel A4,Cartolinas e papel crepom,Tesouras, cola branca e fita adesiva,Pincel atômico,Pincel para pintura,Tinta guache,Caixas de lápis-de-cor,Caneta hidrocor,Revistas, jornais, gibis e folhetinhos,etc.B – MATERIAL DE APOIOAparelho de DVD,TV tela plana,Filmes de DVD,Aparelho de som portátil,CDs diversos,Máquina fotográfica digital.8. AVALIAÇÃO A avaliação do “Planejamento Trânsito na Escola” se dará durante todo o processo
  8. 8. pedagógico, de maneira que os profissionais de educação e demais colaboradores possamobter informações e dados indicativos do aprendizado que pode ser medido através daparticipação, interesse, entusiasmo e desenvolvimento das práticas em “Classe” e “Extra-classe”. Além disso, o professor e a equipe administrativa da Escola poderão observar a mudançade comportamento, de atitude, de postura ética e moral, nos educandos e demais segmentosda Escola. Isso será observado na convivência social, no contexto do trânsito enquantopedestres, ciclistas, passageiros e futuros condutores.9. BIBLIOGRAFIABogue, E.A.T.; Ferreira, M.A.S.; Silva, M.H.G. 2008. Trânsito - “Educação, Participação eConsciência”. Curso de Mídias na Educação – Ciclo Básico – Universidade Federal de CampoGrande (MS). 7p.BRASIL. 1997. Lei Federal nº 9.503, de 23 de setembro de 1997. Institui o Código de TrânsitoBrasileiro. Diário Oficial da União, Brasília (DF), 24 de setembro de 1997.BRASIL. MEC / Secretaria de Educação Média e Tecnológica. 1999. Parâmetros CurricularesNacionais. Ensino Médio. Brasília (DF).Faria, E.O.F. 2008. Desenvolvendo um projeto com o tema trânsito. APATRU – Associação depreventiva de acidentes e assistência às vitimas do trânsito. São José do Rio Preto (SP).Disponível em:http://www.transitocomvida.ufrj.br/DesenvolvendoProjetoComTemaTransito.aspJESUS, DAMÁSIO. Notas ao art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro: Crime de Embriaguezao Volante. Disponível em: http://www.transito.hpg.ig.com.brLobo, B.L. 2008. Projeto Trânsito. Disponível em: http://brunaleaolobo.blogspot.com/2008/08/projeto-transito.htmlPrefeitura Municipal de Gurupi / Secretaria Municipal de Educação e Desporto (SEMED).2005. Projeto Educação para o Trânsito. Gurupi (TO). 14p.Rodrigues, J.N. 2007. Placar da Vida: uma analise do Programa ¨Paz no Trânsito” no DistritoFederal. (Dissertação de Mestrado em Sociologia). Brasília. Universidade de Brasília. 116p.Disponível em: http://biblioteca.universia.net/ficha.do?id=32144564SALERA JÚNIOR, G. 2008. Projeto Capoeira Viva. Gurupi (TO). Disponível em:http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/1047416SALERA JÚNIOR, G. 2008. Projeto Dança de Rua é Cidadania. Gurupi (TO). Disponível em:
  9. 9. http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/1214454SALERA JUNIOR, G. 2008. Projeto de Educação Ambiental na Aldeia. Gurupi (TO).Disponível em: http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/1226616SALERA JUNIOR, G. 2008. Projeto de Educação Ambiental na Escola. Gurupi (TO).Disponível em: http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/1112201SALERA JUNIOR, G. 2008. Projeto de Educação Indígena Krahô-Kanela. Gurupi (TO).Disponível em: http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/1246149SALERA JÚNIOR, G. 2009. Projeto Guarda de Trânsito Mirim. Gurupi (TO). Disponível em:http://recantodasletras.uol.com.br/artigos/1395259Santos, W.B. 2008. Ética no Trânsito. Trânsito Brasil. Porto Alegre (RS). Disponível em:http://www.transitobrasil.com.br/asp/noticia.asp?codigo=4376Santos, W.B. 2008. Trânsito congestionado. Trânsito Brasil. Porto Alegre (RS). Disponível em:http://www.transitobrasil.com.br/asp/noticia.asp?codigo=4378Santos, W.B. 2008. Transito nas Escolas. Trânsito Brasil. Porto Alegre (RS). Disponível em:http://www.transitobrasil.com.br/asp/noticia.asp?codigo=4377Vieira, R.A.; Alencar, C.S.; Solotani, J.C.D.; Gabiatti, R.K.; Mulinari, S.R. (Coords.). 2008.Projeto Trânsito na Escola - Escola Lóide Bonfim. Disponível em:http://cidadeeducadora.dourados.ms.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=81&Itemid=2ZANOBIA, ADEMIR & SARDINHA, JOSÉ CARLOS. 2007. Código de Trânsito Brasileiroanotado e seus recursos. 2ª Edição. BH Editora.

×