Interdisciplinaridade e sua metodologia paulo

9.523 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Diversão e humor
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.523
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
259
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Interdisciplinaridade e sua metodologia paulo

  1. 1. Elaborado por Paulo André Alves
  2. 2. “ ...a interdisciplinaridade é um método de pesquisa e de ensino suscetível de fazer com que duas ou mais disciplinas interajam entre si, esta interação podendo ir da simples comunicação das idéias até a integração mútua dos conceitos, da epistemologia, da terminologia, da metodologia, dos procedimentos, dos dados e da organização da pesquisa.” Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa, Enciclopédia Britânica do Brasil. Introdução “ Torna possível a complementaridade dos métodos, dos conceitos, das estruturas e dos axiomas sobre os quais se fundam as diversas práticas científicas.”
  3. 3. <ul><li>Interdisciplinaridade como necessidade para melhor entender a realidade que as ciências nos fazem conhecer. </li></ul><ul><ul><ul><li>Colocar o problema da interdisciplinaridade nas ciências humanas já é colocar a questão do diálogo dessas disciplinas. </li></ul></ul></ul><ul><li>O interdisciplinar se apresenta como o remédio mais adequado à patologia geral do saber. </li></ul>
  4. 4. MEDICINA FARMÁCIA QUÍMICA PSICOLOGIA SOCIOLOGIA ANTROPOLOGIA FILOSOFIA FÍSICA ARQUITETURA BIOLOGIA DIREITO ENGENHARIA ZOOLOGIA MATEMÁTICA
  5. 5. Como ensinar relacionando disciplinas • Parta de um problema de interesse geral e utilize as disciplinas como ferramentas para compreender detalhes. • Como um professor especialista, você tem a função de um consultor da turma, tirando dúvidas relativas à sua disciplina. • Inclua no planejamento idéias e sugestões dos alunos. • Se você é especialista, não se intimide por entrar em área alheia. • Pesquise com os estudantes. • Faça um planejamento que leve em consideração quais conceitos podem ser explorados por outras disciplinas. • Levante a discussão nas reuniões pedagógicas e apresente seu planejamento anual para quem quiser fazer parcerias. • Recorra ao coordenador. Ele é peça-chave e percebe possibilidades de trabalho. • Lembre-se de que a interdisciplinaridade não ocorre apenas em grandes projetos. É possível praticá-la entre dois professores ou até mesmo sozinho.
  6. 7. “ As práticas interdisciplinares tendem a buscar um conhecimento unitário, onde a integração de todas as disciplinas e a ligação delas com a realidade do aluno tornam o conhecimento real e atrativo, sendo que às vezes o aluno consegue enxergá-lo como essencial”. Magalhães (2005) “ O especialista, dizia G.K. Chesterston, é aquele que possui um conhecimento cada vez mais extenso relativo a um domínio cada vez mais restrito.” “ A exigência interdisciplinar impõe a cada especialista que transcenda sua própria especialidade, tomando consciência de seus próprios limites para acolher as contribuições das outras disciplinas.” Prefácio de George Gusdorf Práticas Interdisciplinares na Escola
  7. 8. http://www.youtube.com/watch?v=bFgCJsFG0LY&feature=player_embedded# ! Práticas Interdisciplinares na Escola http://www.youtube.com/watch?v=6Na5I5aVdKY&feature=related Vídeos no youtube:
  8. 9. Atividades Interdisciplinares 1 – Para a confecção de uma escultura A, de 8 kg, ele usou uma liga de 25% de cobre e o restante de estanho. Para a confecção de outra escultura B ele usou a mesma quantidade de estanho de A, porém acrescentou mais cobre, de modo que a nova liga ficou com 40% de cobre. Qual será a massa da escultura B? Resolução: Essa questão envolve Química e Matemática Cobre Estanho A 2kg 6kg B x kg 6kg Construa a seguinte tabela com os dados: x / x + 6 = 0,4 x = 4 Logo, a massa da escultura B é de 10 kg
  9. 10. Questão envolvendo Física, Química e matemática Escalas termométricas 2 - Na escala Celsius , sobre pressão normal, adotam-se o valor 0 (zero) para a temperatura de fusão do gelo e o valor 100 (cem) para a temperatura sob a qual a água entra em ebulição. Na escala Fahrenheit , são atribuídos os valores 32 e 212ª essas temperaturas, respectivamente. Os símbolos °C e °F indicam graus Celsius e graus Fahrenheit, respectivamente. Aplicando o teorema de Tales, podemos transformar medidas de umas dessas escalas para a outra. Com base nessas informações, transforme 75°C em graus Fahrenheit. X = 167 Logo, 75°C equivalem a 167°F. Resolução:
  10. 11. CONSIDERAÇÕES FINAIS A formação interdisciplinar constitui-se uma exigência básica na sociedade contemporânea. Deve ser tomada como um imperativo dos mais importantes das novas condições da produção do conhecimento científico, como também das novas condições de ser e de estar no mundo em rede. Suas dimensões econômica, política e sociocultural não devem ser dissociadas, pois isso a descaracterizaria como tal. Já no mundo do trabalho, profundamente alterado por novas tecnologias, a formação interdisciplinar facilita os indivíduos no desenvolvimento de novos saberes e novas competências que hoje estão sendo requisitados.
  11. 12. Bibliografia: Interdisciplinaridade na Escola &quot;Formação interdisciplinar: exigência sociopolítica para um mundo em rede&quot;* http://www.angelfire.com/sk/holgonsi/mundorede.html http://interdisciplinaridadenaescola.blogspot.com/2009/11/metodologia-interdisciplinar.html Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa, Enciclopédia Britânica do Brasil Japiassu, Hilton e Marcondes, Danilo. Dicionário Básico de Filosofia . Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editos, 1989.

×