Brasileiros e o M-Commerce

1.151 visualizações

Publicada em

Pesquisa realizada pela Pagtel em parceria com a E.life.

Publicada em: Celular

Brasileiros e o M-Commerce

  1. 1. Índice 1.Metodologia 1.Metodologias utilizadas 2.Com quem falamos 2.Perfil do público 3.Mobile marketing 4.M-commerce 1.Uso de dispositivos 2.Compra mobile 3.Segurança 4.M-commerce do futuro 8.Conclusões
  2. 2. Metodologias Utilizadas 1 -Questionário Online: •Ferramentausadaparaobterdadosestatisticamenterelevanteserepresentativosdaamostraouuniversoanalisado. •Paraesteestudo,foiaplicadoumquestionáriocom17perguntasfechadas(incluindosóciodemográficos)eduraçãodecercade10minutos. 2 -Comunidade online: •Estametodologiaérecomendadaparaexplorarecompreenderemprofundidadeasquestõesrelacionadasaossignificados,motivos,desejos,incentivosebarreiras,geralmentemaisdifíceisderacionalizarequerequerumaabordagemativa.
  3. 3. Com quem falamos 1-Questionário Online: •Homens e mulheres •Classes ABC (Critério Brasil) •15 a 65 anos •Praça: Brasil (mix de regiões) •Posse de dispositivo móvel (smartphone e/ou tablet) •Acessam internet no dispositivo móvel Amostra: 450 pessoas
  4. 4. Com quem falamos 2-Comunidade Online: •Homens e mulheres •Classes BC •21 a 32 anos •Acessam internet pelo menos 4 vezes por semana •Possuem acesso à internet no dispositivo móvel •Praças: PR, RJ, SP, PE e RS. Amostra: 10 pessoas
  5. 5. Perfil do Público 32 anos É a média de idade dos entrevistados 30% 38% 18% 14% 15 a 15 anos 26 a 35 anos 36 a 45 anos 46 a 65 anos 40% 60% Base: 450 questionários. Filtro: 15 a 65 anos Faixaetária:
  6. 6. Perfil do Público Classe econômica* Rendafamiliar 2% 12% 28% 34% 19% 5% A1 A2 B1 B2 C1 C2 5% 11% 38% 25% 12% 9% Acima de R$ 14.500 De R$ 7.250 aR$14.499 De R$ 2.900 a R$ 7.249 De R$ 1.450 a R$ 2.899 Até R$ 1.449 Renda não declarada Base: 450 questionários. Filtro: classes ABC. / *Classes econômicas com base no Critério Brasil.
  7. 7. Perfil do Público Localização por região: Base: 450 questionários.
  8. 8. Posse de Dispositivos Móveis 50% Possuem celular + tablet 96% 54% Smartphone Tablet Base: 450 questionários. Pergunta: “Você possui algum dos seguintes aparelhos?” (RM) Os tablets já estão presentes na vida de mais da metade do público.
  9. 9. Propagandas mobile são mais criticadas do que elogiadas. Mensagens de voz são o tipo menos bem visto, seguidas dos banners em jogos e do SMS.
  10. 10. Mobile Marketing TiposdepropagandamaisrecebidosXopiniãodopúblico: 27% 47% 30% 26% 12% 33% 71% 73% 53% 70% 74% 88% 67% 29% Gostei Não gostei 85% 74% 66% 65% 44% 24% 5% SMS Banner em Site Banner em aplicativo Banner em jogo Mensagem de voz/ligação SMS Flash Bluetooth Base: 450 questionários. / Pergunta: “Você já viu ou recebeu no seu celular/tablet algum dos tipos de propaganda listados abaixo?” (RM) Pergunta: “Pensando nas propagandas que você já viu pelo seu celular/tablet, de quais você gostou ou não gostou?” SMS é a forma de propaganda móvel mais recebida pelo público.
  11. 11. Osprincipaispontosdedesaprovaçãodepropagandasmobilesão: •Propagandanãoautorizadapelousuário(sobretudoparaSMS) •Conteúdodesinteressante •Sensaçãodeinvasão •Altafrequênciaderecebimento •Insegurançaemrelaçãoavírusehackeamento(sobretudoembanners) Mobile Marketing -Críticas Pergunta: “Entre os tipos de propaganda que você NÃO GOSTOU de ver no seu celular/tablet, que motivos fizeram você não gostardesse formato?” (RM) Propaganda não autorizada é a principal queixa em relação à publicidade móvel.
  12. 12. Mobile Marketing -Críticas Por que motivos o público não gostade cada tipo de propaganda: (múltiplas respostas) SMS Base: 276 SMS Flash Base: 74 Mensagem de voz/ ligação Base: 173 Banner em site Base: 174 Banner em jogo Base: 216 Banner em aplicativo Base: 207 “Não autorizei esse tipo de propaganda” 72% 76% 68% 59% 60% 60% “O conteúdo não era interessante” 67% 57% 57% 56% 62% 62% “Me senti invadido” 68% 73% 70% 31% 44% 40% “A frequência desse tipo de propaganda é muito alta” 55% 32% 25% 57% 60% 61% “Tive medo de pegar vírus ou ser hackeado” 39% 54% 26% 63% 59% 58% “Não tinha a opção de fechar ou apagar a propaganda” -- 45% -- 46% 58% 53% “O conteúdo não era personalizado” 39% 39% 38% 39% 40% 39% “Achei o horário inoportuno” 47% 41% 46% -- -- -- “A propaganda não era interativa” 34% 46% 35% 30% 32% 31% “O visual era feio” 33% 35% -- 30% 41% 38% “Não soube como interagir com a propaganda” 24% 32% 24% 22% 23% 27% Pergunta: “Entre os tipos de propaganda que você NÃO GOSTOU de ver no seu celular/tablet, que motivos fizeram você não gostardesse formato?” (RM)
  13. 13. Mobile Marketing -Elogios Osprincipaispontosdeaprovaçãodepropagandasmobilesão: •Conteúdointeressante •Opçãodefecharouapagarapropaganda(sobretudoembanners) •Visualbonito(banners) •Conteúdopersonalizado Pergunta: “Entre os tipos de propaganda que você GOSTOU de ver no seu celular/tablet, que motivos fizeram você gostar desse formato?” (RM) Conteúdo interessante é o que mais desperta interesse por propagandas móveis.
  14. 14. Mobile Marketing -Elogios Por que motivos o público gostade cada tipo de propaganda: (múltiplas respostas) SMS Base: 104 SMS Flash Base: 36 Mensagem de voz/ ligação Base: 23 Banner em site Base: 157 Banner em jogo Base: 75 Banner em aplicativo Base: 87 “O conteúdo era interessante” 75% 50% 74% 66% 51% 56% “Tinha a opção de fechar ou apagar a propaganda” 40% 44% 22% 66% 59% 47% “O visual era bonito” 25% 33% -- 62% 61% 54% “O conteúdo era personalizado” 33% 42% 22% 47% 33% 33% “Senti que não tinha risco de pegar vírus ou ser hackeado” 41% 28% 26% 33% 40% 33% “A propaganda veio em um momento oportuno (eu estava pensando em comprar o produto/serviço)” 30% 25% 22% 45% 32% 25% “A propaganda era interativa” 16% 22% 26% 45% 37% 33% “Eu autorizei esse tipo de propaganda” 38% 25% 17% 22% 27% 24% Pergunta: “Entre os tipos de propaganda que você GOSTOU de ver no seu celular/tablet, que motivos fizeram você gostar desse formato?” (RM)
  15. 15. Mobile Marketing -Interesse Osprincipaistiposdeaçãogeradaporpropagandasmobilesão: •Clique •Interessepeloproduto/serviço •Entradanositedoanunciante •Buscadeinformaçõessobreoproduto/serviço Banner em site é o que mais gera engajamento em dispositivos móveis. Pergunta: “Entre todos os tipos de propaganda que você já viu no celular ou tablet, alguma vez você se interessou pelo produto/serviço anunciado?” (RM) Clicar na propaganda é a ação mais comum entre os consumidores.
  16. 16. Mobile Marketing -Interesse Ações de interesse por propagandas móveis: (múltiplas respostas) SMS Base: 381 SMS Flash Base: 110 Mensagem de voz/ ligação Base: 197 Banner em site Base: 333 Banner em jogo Base: 292 Banner em aplicativo Base: 295 “Já cliquei na propaganda” 20% 22% 13% 56% 23% 26% “Já me interessei pelo produto/serviço oferecido” 18% 19% 11% 55% 23% 25% “Já entrei no site do anunciante” 16% 22% 12% 54% 19% 19% “Já busquei mais informações sobre o produto/serviço” 17% 15% 13% 50% 18% 22% “Já me inscrevi para receber mais conteúdo (curti página no Facebook, pedi para receber e-mails ou SMS)” 14% 15% 8% 36% 13% 16% “Já comprei ou fiz download do produto/serviço oferecido” 9% 7% 6% 36% 19% 20% “Já indiquei para um amigo” 10% 14% 8% 32% 14% 14% “Já interagi com a propaganda” 9% 11% 10% 35% 12% 12% “Já mandei e-mail para o anunciante” 9% 12% 5% 30% 8% 8% “Já liguei para o anunciante” 10% 12% 10% 23% 3% 7% “Já mandei SMS para o anunciante” 18% 18% 5% 10% 7% 6% Pergunta: “Entre todos os tipos de propaganda que você já viu no celular ou tablet, alguma vez você se interessou pelo produto/serviço anunciado?” (RM)
  17. 17. Dispositivos móveis são bastante utilizados no processo de compra, mas a compra final é geralmente feita pelo computador.
  18. 18. 97% 96% 92% 79% 81% 66% 26% 54% 42% 37% 21% 22% Uso de Dispositivos Apenas 27% dos que possuem smartphone usam o aparelho para fazer compras. Entre os donos de tablets, o número sobe para 38%. Atividades realizadas pelo público X dispositivos utilizados: 98,4% 97,8% 92,2% 83,6% Buscar informações sobre produtos/serviços Comparar preços de produtos/serviços Fazer compras Usar Internet banking Base: 450 questionários. Pergunta: “Que atividades você realiza em cada aparelho?” (RM) Celular e tablet, quando somados, são mais utilizados do que o computador para busca de informações e comparação de preços.
  19. 19. Uso de Dispositivos Por que preferem o computador na hora de comprar: •Facilidade de navegação •Melhor interface dos portais de compra •Abertura de várias abas no navegador facilita a comparação de preços •Sensação de segurança “Até o momento, nunca finalizei uma compra através do celular, apesar de ser um dos principais meios que utilizo para decidir o que eu quero comprar: pesquiso e comparo preços“ (Fernanda, 24, PE) “Já baixei aplicativos de compras coletivas (como Peixe Urbano) ou comparativos de preço (Buscapé, Bondfaro), mas raramente uso e não acho os apps tão fáceis de usar como computadores pessoais. Digo isso, pois gosto de abrir muitas abas ao mesmo tempo para fazer os comparativos” (Gimene, 31, PE) O computador é considerado mais prático, fácil e seguro para compras.
  20. 20. Compra Mobile 57% 67% 2013 2014 60% 37% 32% 24% 10% 33% Site de loja Serviço de pagamento intermediário (ex: … Loja de aplicativos (ex: App Store, Google Play) Aplicativo de compra SMS (ex: conteúdo em SMS sobre futebol, … Nunca comprou Já fizeram compras mobile: De que forma já fizeram compras mobile: Base: 450 questionários. / Pergunta: “De que forma você já fez compras usando seu celular ou tablet?” (RM) Fonte 2013: pesquisa “Jovens brasileiros e o mundo mobile”, E.life e Pagtel, junho 2013. A maioria das compras em dispositivos móveis é feita diretamente no site das lojas.
  21. 21. Compra Mobile -Motivações 46% 40% 39% 30% 26% 25% 21% 15% 13% 11% 10% 9% "É mais prático" "Vi uma propaganda em outro local (computador, TV, revista, jornal, … "Vi uma propaganda em site/ aplicativo/ jogo pelo celular ou tablet" "A compra era para o próprio celular ou tablet (aplicativo, conteúdo)" "Uso aplicativo(s) de compra ou pagamento" "A navegação é boa" "Posso fazer comparativos e comprar no mesmo aparelho" "Tenho amigos ou parentes que já compraram" "Recebi uma propaganda no celular" "Me sinto mais seguro do que comprando no computador ou loja física" "A linguagem no celular/ tablet é mais simples" "Participo de um programa de fidelidade para compra via celular/tablet" Por que motivos o público escolhe comprar pelos dispositivos móveis: Base: 300 questionários. Pergunta: “Por que você decidiu fazer esta(s) compra(s) pelo celular ou tablet?” (RM) Praticidade é a principal motivação de compra, mas propagandas também são um forte estímulo.
  22. 22. Compra Mobile -Barreiras 69% 43% 32% 29% 18% 12% 7% 7% 7% 1% "Prefiro comprar pelo computador" "Não acho que seja seguro" "O site fica desconfigurado ou muito pequeno" "A tela é pequena" "O teclado me confunde ou não é prático" "Acho complicado" "Não tenho cartão de crédito" "Não gosto de comprar online, prefiro ir às lojas… "Já tentei, mas tive problemas ou não consegui" "Eu não conhecia essa possibilidade" Por que motivos o público não faz compras pelos dispositivos móveis: Base: 150 questionários. Pergunta: “Por que você não faz compras de produtos e serviços pelo celular ou tablet?” (RM) Entre os que nunca fizeram compra mobile, a maioria é adepta da compra online. Segurança e questões de navegação e aparelho são impedimentos.
  23. 23. Compra Mobile -Prós e Contras Vantagens da compra pelo celular ou tablet: •Praticidade •Comodidade •Possibilidade de comparar preços de produtos momentaneamente, dentro de lojas físicas Desvantagens da compra pelo celular ou tablet •Velocidade e qualidade da internet •Interface e navegação em dispositivos móveis •Falta de bons aplicativos para pesquisar preços e realizar compras online “Conexão 3G e Wifi comumente tem perda de sinal e fico com receio disso acontecer bem no meio da compra” (Fernanda, 24, PE) “Acho que os apps de compra tem muito o que desenvolver ainda. Quem sabe daqui a uns anos não fica melhor” (Bruno B., 23, PR) “Ainda existem muitos aplicativos que possuem bugs e sites que não possuem visualização mobile. Também há a questão de pesquisa e confiabilidade” (Larize, 25, RJ) A velocidade da internet móvel é uma preocupação na hora de comprar.
  24. 24. Compra Mobile -Produtos Produtos considerados mais adequados para compra ou pagamento mobile: CULTURA E LAZER BENS MATERIAIS ITENS VIRTUAIS ALIMENTAÇÃO 61% Ingressos 52% Eletrônicos 55% Conteúdos virtuais (música online, apps, livros digitais) 44% Delivery de comida 47% Produtos culturais (livros, CDs, DVDs) 36% Roupas e calçados 18% Conteúdo por SMS (horóscopo, notícias sobre futebol) 25% Conta de bar, restaurante ou balada 26% Turismo (passagens, hotel, pacotes) 33% Eletrodomésticos 15% Moedas virtuais (ex: Bitcoin) 15% Compras de supermercado 13% Móveis e decoração Base: 450 questionários. Pergunta: “Que produtos/ serviços você acha mais adequados para serem comprados ou pagos pelo celular ou tablet?” (RM) Ingressos e conteúdos virtuais são os itens considerados mais adequados para compra ou pagamento móvel.
  25. 25. Programas de Fidelidade •Aprincipalvantagempercebidaéapossibilidadederesgatarodinheirogastoemlojasdecomprafrequente,atravésdedescontosnaspróximasaquisiçõesevales-compra. •Poroutrolado,osprêmiospodemnãoseratrativoseoacúmulodepontosédemorado. •Descontos vantajosos em passagens •Pontos demoram a expirar •Boa relação custo x benefício •Vales-compra vantajosos •Facilidade de acumular pontos e resgatar pontos •Facilidade de transferir pontos e resgatar prêmios •Praticidade “Posso até estar errada, mas tenho a sensação de que não gasto o suficiente para juntar uma quantidade de pontos que dê pra trocar por coisas legais, então seria um trabalho inútil. Também fico com a impressão de que não encontraria prêmios realmente interessantes para trocar pelos pontos acumulados.” (Ivy, 29, SP) Boa parte do público já ouviu falar dos programas de fidelidade com transação online/mobile, mas poucos são usuários ativos.
  26. 26. O m-commerce ainda é visto como menos seguro do que a compra por computador. Confiança no vendedor e aparência do site ou aplicativo são essenciais para a percepção de segurança.
  27. 27. Segurança •O público confia mais em compras feitas através do computador, pois percebe mais facilmente que está em um ambiente seguro – símbolo de cadeado e domínio “https” são observados. •Compras em sites/apps desconhecidos, em que o usuário não tenha comprado anteriormente, são evitadas. •O Reclame Aqui é uma importante fonte de pesquisa sobre a reputação dos vendedores. •A interface do portal de compras no dispositivo móvel influencia na decisão de compra. “Já que devemos ter um pouco de precaução na hora da compra em celular, eu evito realizar compras em sites que não conheço” (Bruno B., 23, PR) “Creio que a maior insegurança está no mobile por falta de certificação mínima, por exemplo, na internet, os sites mostram o nível de segurança e utilizam add-ons para poder ‘manter’ o ambiente” (Giovani, 21, RS) A segurança é uma barreira para as compras em dispositivos móveis.
  28. 28. Segurança Fatores que deixam/ deixariam o público seguro para comprar: Confiança na marca do site, aplicativo ou loja de aplicativos. Formas de pagamento aceitas Termos de segurança publicados pelo site ou aplicativo. Digitação de senha pessoal. Reconhecimento visual por imagem. 80% 47% 37% 15% Comentários de outros internautas sobre a loja, produto ou serviço. Reconhecimento biométrico (impressão digital) Reconhecimento por voz 56% 39% 20% 12% Base: 450 questionários. Pergunta: “Que fatores te fazem ou fariam sentir segurança na hora de comprar pelo celular ou tablet?” (RM) Confiança no vendedor é o que deixa o consumidor mais seguro na hora de comprar por dispositivos móveis.
  29. 29. Segurança Oquepodeserfeitoparamelhorarapercepçãodesegurança: •Certificaçãodesegurançaparadispositivosmóveis(equivalenteaoscadeadosdosnavegadores). •Avaliaçõespositivasdeoutroscompradoreseusuários. •Melhorianainterfacedasversõesmobiledosportaisdecompra. •Ausênciadepop-upsdeixamositecomaparênciamaisconfiávelefacilitaanavegação. “Sites com muitas propagandas/links não me passam confiança, principalmente quando vem aqueles pop up estranhos. Então procuro optar pelas lojas mais conhecidas” (Fernanda, 24, PE) “Nunca realizei uma compra via celular ou tablet, mas acho que só faria isso via aplicativo. Quando estou em um site na web, é mais fácil procurar os sinais de que é um ambiente seguro. Mas via celular tenho receio de não conseguir identificar esses sinais” (Ivy, 29, SP) Na percepção do consumidor, aplicativos são mais seguros do que sites.
  30. 30. Plataformas de Pagamento •Adesconfiançaemrelaçãoaositeouaplicativodecompraévencidaquandosepodeutilizarumamarcaconhecidaparapagamentointermediário,comoPayPalePagSeguro. “Hoje também existem sites que dão garantia e maior confiança em fazer uma compra pela internet, mesmo que você não conheça o site. Como por exemplo o paypal que só efetua o pagamento após o recebimento da mercadoria e ainda te devolve o dinheiro se houver algum problema” (Monique, 24, RJ) “Procuro sempre comprar nos sites mais conhecidos, pesquiso antes em Reclame Aqui e blogs de opinião, e procuro comprar através de serviços mediadores de pagamento como PagSeguro e PayPal” (Gimene, 31, PE) Plataformas de pagamento intermediário são consideradas um diferencial no que se refere à segurança.
  31. 31. Moedas Virtuais •Programasdepagamentoonlineemobilesãopoucoutilizados. •AmoedavirtualBitCoinéconhecidaporalguns, masfaltaminformaçõessobreseufuncionamento. “Li alguma coisa sobre bitcoin, mas ainda não entendi direito como funciona, então não me sentiria segura pra usar antes de me informar melhor a respeito. Nunca ouvi falar de pagamento via sms nem dinheiro virtual (soa como dinheiro ‘de mentirinha’)” (Ivy, 29, SP) “Eu particularmente nunca ouvi falar de pagamento via sms... Bitcoin eu já ouvi falar mas não sei como funciona” (Bruno B., 23, PR) Ainda há desconfiança em relação a pagamentos virtuais, principalmente via SMS e dinheiro virtual.
  32. 32. Na visão do público, o comércio virtual do futuro oferecerá uma experiência realista de compra. O m-commerce, por meio de dispositivos móveis e vestíveis, dominará o processo.
  33. 33. M-Commerce do Futuro Opúblicoapostanoavançodetecnologiasqueproporcionemmelhorvisualizaçãodoproduto– comoimagensholográficaserealidadeaumentada–visandocomprasdeformamaisrealista. “Espero que as compras sejam feitas de uma forma mais realista, quem sabe eu compre um produto online e possa imprimir imediatamente em uma impressora 3D, sem depender de correios...” (Fernanda, 24, PE) “A experiência de compra virtual ainda deixa muito a desejar em relação à loja física, não sei até onde isso é levado em conta quando os ecommerces tentam melhorar” (Ivy, 29, SP) Interação com o produto é o que poderia melhorar a experiência de compra virtual.
  34. 34. M-Commerce do Futuro Porondeiremoscomprar: •Smartphonesetablets •GoogleGlass •SmartTV •Bluetooth •Smartwatches Comoiremospagar: •TecnologiaNFC(NearFieldCommunication) •Biometria/leituradecórneaquememorizarãoosdadosdoconsumidor •Maiordisseminaçãodousodemoedasvirtuais “Eu acredito que no futuro usaremos muito a tecnologia NFC para fazer pagamentos e que conseguiremos consolidar os serviços todos em uma única conta. Acredito que faremos isto com telefones, óculos, relógios e que com o passar do tempo conseguiremos dispensar os gadgets maiores.” (Madelaine, 26, PR) “Como hoje os bancos estão começando a cadastrar tolkens e digitais dos seus clientes, não duvidaria que em 10 anos você pudesse comprar alguma coisa, em um número razoável de estabelecimentos, usando apenas o seu polegar” (Rafael, 31, RJ) Em relação à segurança, a expectativa é de que haja maior proteção das informações pessoais. Dispositivos móveis estão no centro do processo de compra do futuro.
  35. 35. Dispositivos Vestíveis “Talvez venham a efetuar num futuro outras tecnologias vestíveis que se enquadrem no meu ritmo e dia a dia. Por enquanto acredito que continua fazendo parte da ficção científica.” (Bruno F, 32, PR) “Eu já tinha escutado falar e lido sobre o Google Glass. Acho que é uma tecnologia que tem muito potencial e, no futuro, me imagino usando sem problemas. Fora o potencial incrível de funcionalidades ligadas à realidade aumentada que ele tem, eu acho que a discrição dele pesa bastante pra que ele se torne cada vez mais popular” (Rafael, 31, RJ) GoogleGlasséomaisconhecido.Opotencialdesuatecnologiaéreconhecidoeaspessoasseveemusandoodispositivonofuturo. JáoHC1Headset,daMotorola, évistocomoumaparatoforadarealidadeenadapráticooudiscreto. Weareable devices, ou dispositivos vestíveis, ainda são vistos como algo futurístico e fora da realidade.
  36. 36. Dispositivos Vestíveis Pontos Positivos •Acesso instantâneo a diversas informações, sem restringir as tarefas cotidianas •Facilitará a vida das pessoas, proporcionando comodidade e praticidade ao usuário Pontos Negativos •Preço –acesso inicial apenas para pessoas de alto poder aquisitivo •Falta de segurança –as pessoas temem usar os gadgets em público •Qualidade e preço das tecnologias móveis •Conexão excessiva com o dispositivo “Eu acredito que quanto mais discretos, melhores, já que usar dispositivos chamativos não é nada seguro” (Larize, 25, RJ) “Às vezes parece algo realmente legal, dessas coisas que antes só existiam em filme futurista, e às vezes acho um excesso, que não vai deixar as pessoas se desconectarem por um instante. Sabe quando você esquece o celular em casa e passa o dia com a sensação de que está sem um braço? Acho que vai ser ainda pior...” (Ivy, 29, SP) Dispositivos vestíveis farão parte do dia a dia quando a tecnologia tiver um preço acessível a todos.
  37. 37. EOQUESEESPERADOM-COMMERCE? •Propagandamóvelquedesperteinteresse.Osformatosdepropagandamobileprecisamseratualizadosparaganharaconfiançadopúblico.Conteúdointeressanteepersonalizado,comvisualatraenteeopçãodefechamento,têmimpactopositivonointeressedoconsumidor. •Processodecompracompletopelosdispositivosmóveis.Smartphonesetabletstêmgrandepresençanasetapasiniciaisdoprocessodecompra,maspoucasvezeschegamàaquisiçãofinal. Comprovaçãodesegurançaeinterfaceadaptadaaoacessomobilesãooscaminhosparaamudançagradualdessequadro. •Programasdefidelidadeatraentes.Programasdefidelizaçãoaindasãopoucoutilizadosemdispositivosmóveis.Paraquesejamvantajosos,éprecisotertransaçõesfacilitadas,premiaçõesatrativaseacúmulorápidodepontuação. Conclusões
  38. 38. E O QUE SE ESPERA DO M-COMMERCE? •Amplautilizaçãodepagamentointermediárioemoedasvirtuais.Plataformasdeintermediaçãodepagamentosãovalorizadasquandoháconfiançanamarca.Poroutrolado,asmoedasvirtuaisprecisamsermelhordivulgadasparaganharconhecimentoeaceitaçãodosconsumidores. •Experiênciarealistadecompra.Dispositivosmóveisevestíveisfazempartedoimaginárioquandosefaladecompranofuturo.Nessesentido,odesafiodom-commerceedoe-commerceéproporcionarumaexperiênciadecompraomaisrealistapossível.Pormeiodetecnologiascomoarealidadeaumentada,opúblicoesperatrazerparaoambientevirtualaexperiênciadeconhecimentodoprodutoexercidanaslojasfísicas. Conclusões
  39. 39. Rua Pamplona, 518 –4º andar CEP: 01405-000 –São Paulo –Brasil (+55) 11 2339-4928

×