Empréstimos para capital de giro

1.355 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.355
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Empréstimos para capital de giro

  1. 1. MATEMATICA APLICADAEmpréstimos para Capital de GiroI. Descontos de DuplicatasEste item tem por objetivo desenvolver a prática de cálculo dos encargos financeiros e da taxa efetiva de custo dasoperações bancárias de desconto de duplicatas, definidas por desconto bancário (ou “por fora”).A operação de desconto envolve basicamente a negociação de um título representativo de um crédito em algummomento anterior à data de seu vencimento. Ë interpretado, em outras palavras, como uma cessão de direitosexistentes sobre um título em troca de alguma compensação financeira. As operações de desconto praticadas pelosbancos comerciais costumam apresentar os seguintes encargos financeiros, os quais são geralmente cobrados sobreo valor nominal do título (valor de resgate) e pagos a vista (descontados no momento da liberação de recursos):a) Taxa de Desconto (nominal). Basicamente representa a relação entre os juros e o valor nominal do título.Essa taxa costuma ser definida em bases mensais e empregada de forma linear nas operações de desconto.b) IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Identicamente à taxa de desconto, este percentual écalculado linearmente sobre o valor nominal do título e cobrado no ato da liberação dos recursos.c) Taxa Administrativa. Cobrada muitas vezes pelas instituições financeiras visando cobrir certas despesas deabertura, concessão e controle do crédito. Ë calculada geralmente de uma única vez sobre o valor do título edescontada na liberação dos recursos.Esses encargos financeiros do desconto bancário são referidos, para o cálculo de seus valores monetários, pelocritério de juros simples. Evidentemente, para uma apuração rigorosa de taxa de juros efetiva destas operações éadotado o regime composto. A fórmula direta de apuração desta taxa racional de juros, para todo o período daapuração, foi colocada como:Adaptando-se essa equação mediante a inclusão da despesa de IOF, tem-se a expressão de cálculo do custo efetivopara todo o período da operação: Sendo d e IOF taxas representativas de todo o período de desconto. O custoefetivo é determinado por:D = M x i x t Valor do IOF = M x IOF x tCusto Efetivo = (i x t) + (IOF x t) ou Valor Nominal do Título - 11 – [(i x t) + (IOF x t) Valor Líquido LiberadoPeríodo = ∑ [ (Valor nominal x t) ]Valor NominalExercícios1. Suponha o desconto de uma duplicata de valor nominal de R$ 15.000,00 descontada 50 dias antes de seuvencimento. A taxa de desconto nominal cobrada pelo banco é de 3,3% a.m. e o IOF atinge a 0,0041% aodia. Determinar o valor líquido liberado e o custo efetivo desta operação. R: Valor líquido de R$ 14.144,25e custo efetivo da operação de 3,59% a.m2. Admita no exercício anterior que a instituição financeira cobra ainda 1,5% de taxa administrativa. Calcular ovalor líquido liberado e o custo efetivo da operação incluindo esta despesa adicional. R: Valor líquidoliberado de R$ 13.919,25 e custo efetivo da operação de 4,59% a.m.3. Admita que uma empresa tenha apresentado a um banco o seguinte comjunto de duplicatas para desconto:Duplicata Valor Nominal (R$) Prazo de Desconto (n)
  2. 2. A 15.000,00 27 diasB 28.000,00 39 diasC 11.000,00 42 diasD 32.000,00 36 diasSendo de 4,5% a.m. a taxa de desconto cobrada pelo banco, e de 0,0041% a.d. o IOF incidente sobre a operação,determinar:a. Valor do desconto calculado pelo banco; R: R$ 4.666,50b. Valo líquido liberado ao cliente; R$ 81.205,96c. Custo efetivo pelo custo médio ponderado R: 5,9% p/ 36,2 dias4. Um banco diz cobrar 3,1% a.m “por fora”em suas operações de desconto de duplicatas. Apurar o custoefetivo mensal, incluindo o IOF de 0,0041% ao dia, para os seguintes prazos de desconto:a. 20 dias. R: 2,2 % a.m.b. 51 dias. R: 5,8 % a.m.c. 60 dias. R: 6,9 % a.m.5. Uma empresa apresenta num banco comercial para desconto o seguinte conjunto de duplicatas:Duplicata Valor Nominal (R$) Prazo de antecipaçãoA 6.000,00 60 diasB 9.000,00 90 diasC 8.100,00 30 diasD 12.000,00 120 diasO valor líquido liberado pelo banco, já deduzidos todos os encargos financeiros da operação atinge R$ 30.100,00.Pede-se determinar o custo efetivo mensal pelo método da taxa interna de retorno. R: 16,61 % p/ 81 dias.6. A taxa de desconto bancária de uma instituição financeira está definida em 3,6% a.m. Sendo de 0,0041%a.d. o IOF vigente, determinar o custo efetivo mensal e anual de uma operação de desconto com prazo de45 dias. R: 5,9 % p/ 45 dias.7. Uma duplicata de valor nominal de R$ 32.700,00, é descontada junto a uma instituição financeira 77 diasantes de seu vencimento. Considerando que o IOF atinge 0,0041% ao dia, e ataxa de desconto cobradapelo banco a 2,5% ao mês, determinar o valor líquido liberado ao cliente e o custo efetivo mensal e anualdesta operação. R: 7,2 % p/ 77 dias.8. Admita um título descontado a um banco 37 dias antes de seu vencimento. A taxa nominal de descontocobrada pelo banco é de 2,8% ao mês, e o IOF de 0,0041 ao dia. Determinar o custo efetivo mensal e anualda operação. R: 3,74% p/ 37 dias.II. Commercial PapersOs commercial papers são títulos de curto prazo que as empresas emitem, visando captar recursos no mercado parafinanciar suas necessidades de capital de giro. É uma alternativa às operações de empréstimos bancários
  3. 3. convencionais, permitindo geralmente uma redução nas taxas de juros pela eliminação da intermediação financeirabancária. Os commercial papers imprimem ainda maior agilidade às captações das empresas, determinada pelapossibilidade de os tomadores negociarem diretamente com os investidores de mercado (banco, fundos de pensão,etc).Os custos de emissão desses títulos são, em geral, formados pelos juros pagos aos aplicadores, comissões edespesas diversas (publicações, taxas de registro na Comissão de Valores Mobiliários, etc). Os commercial paperscostumam ser negociados com desconto, sendo seu valor de face (valor nominal) pago por ocasião do resgate. Ostítulos podem ser adquiridos no mercado ou por meio de fundos de investimentos.Exercícios9. Admita que uma empresa tenha emitido R$ 3,5 milhões em Commercial papers por 180 dias. A remuneraçãooferecida aos aplicadores é uma taxa de desconto de 1,2% ao mês (7,2% ao semestre). A empresa incorre,ainda, em despesas diversas equivalentes a 0,4% do valor da emissão. Calcular o valor líquido recebido pelaempresa emitente e o custo efetivo mensal da operação. R: Valor líquido R$ 3.234.000,00 e o custo efetivode 1,33% a.m.10. Um investidor adquire um lote de commercial paper, com vencimento para 140 dias, por R$ 952.000,00. Ovalor nominal (resgate) dos títulos atinge a R$ 1.000.000,00. Calcular a rentabilidade efetiva auferida peloinvestidor. R: 1,055% a.m..

×