E.U.A no século XIX.

1.728 visualizações

Publicada em

História dos EUA no Século XIX.
2. Doutrina Monroe
3. Destino Manifesto
4. Marcha para o Oeste
5. Guerra de Secessão

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.728
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
154
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
335
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

E.U.A no século XIX.

  1. 1. Os Estados Unidos no século XIX O nascimento de uma potência
  2. 2. O que vamos estudar • 1. Introdução • 2. Doutrina Monroe • 3. Destino Manifesto • 4. Marcha para o Oeste • 5. Guerra de Secessão
  3. 3. Introdução • EUA em fins do século XVIII = Treze Colônias • Independência: 1776 • Constituição: 1787 • Consolidação da Independência: • 2ª Guerra da Independência (1812-1814) • Doutrina Monroe (1823)
  4. 4. Doutrina Monroe (1823) • “A América para os americanos” • Contra intervencionismo da Santa Aliança, estendido para a América através do Congresso de Verona • EUA só podem desafiar potências européias porque têm apoio da Inglaterra • Apropriada ao longo da história norte-americana para diferentes fins • Apenas no final do século XIX e início do XX é que a Doutrina Monroe passa a ser utilizada para justificar política externa intervencionista na América Latina. • Corolário Roosevelt à Doutrina Monroe (1904)
  5. 5. Destino Manifesto • Doutrina que pregava a idéia de que os americanos tinham sido predestinados por Deus a dominar os territórios situados entre os oceanos Atlântico e Pacífico, e que deviam cumprir a missão de civilizar os povos inferiores do continente “A pura raça anglo-americana está destinada a estender- se por todo o mundo com a força de um tufão. A raça hispano-mourisca será abatida.” (New Orleans Creole Courier, 27.01.1855.)
  6. 6. Alegoria do Destino Manifesto
  7. 7. DESTINO MANIFESTO
  8. 8. Marcha para o Oeste: “A democracia em marcha” • O quê? • Anexação e conquista dos territórios situados a oeste da faixa atlântica, trecho original do país ao declarar sua independência. • Quando? • Entre as décadas de 1820 e 1860, aproximadamente • Por quê? • “Destino Manifesto” • Crescimento demográfico por conta da imigração • Efeitos da 2ª Rev. Industrial e perseguições políticas por conta das unificações italiana e alemã • Como? • “A democracia em marcha”: extermínio dos índios e colonização “sem lei” de pequenas propriedades, onde foram assentados imigrantes europeus.
  9. 9. Emigrants crossing river, ca. 1860.” (Location unknown) NEBRASKA              AMERICAN HISTORY EDUCATION
  10. 10. Marcha para o Oeste: “A democracia em marcha” • Como? 1. Compra de territórios • Luisiana (1803 - França) • Flórida (1819 – Espanha) • Texas (independência – 1836; anexação - 1845) • Gadsden (1853 - México) • Alasca (Rússia – 1867) 1. Guerras • Contra o México (1846-48): Califórnia (ouro em 1848), Arizona, Novo México, Utah, Nevada e Colorado • Acesso à Costa do Pacífico 1. Diplomacia • Oregon (cedido pela Grã-Bretanha - 1846)
  11. 11. Marcha para o Oeste: “A democracia em marcha” • Resultados: • Superfície: 7.800.000 km² • Estados: 23 em 1820, 33 em 1860 • População: 9.600.000 em 1820; 31.300.000 em 1860 • Imigração: 4600000 imigrantes entre 1830 e 1860 • 16% ingleses, 39% irlandeses e 30% alemães
  12. 12. Marcha para o Oeste: “A democracia em marcha” • Uma lei de 1820 possibilitava a compra de 80 acres de terra por 100 dólares. Em 1862 o Homestead Act concedia terra de baixo preço para todos os que se dirigissem para o Oeste dispostos a cultivar. • Enquanto isso, no Brasil...
  13. 13. (KOSHIBA, L. & PEREIRA, D. M. F. Américas: uma introdução histórica. São Paulo: Atual, 1992.)
  14. 14. Guerra de Secessão (1861-1865) • Por quê? • Divergências Norte/Sul: • questão das Tarifas • a escravidão nos novos estados • a utilização de verbas federais • a organização dos novos estados • Estopim: • Eleição de Abraham Lincoln à presidência em 1860 • Secessão dos Estados Confederados do sul em 1861
  15. 15. Guerra de Secessão (1861-1865) • Por quê? • Noroeste: desenvolvimento industrial e urbano • Sul: economia agrária, plantation, trabalho escravo • Oeste: pequenos agricultores independentes • As explicações para a eclosão da Guerra são muitas, porém a mais aceita é a seguinte: • até o início do século havia um equilíbrio de forças ente Norte (trabalho livre, propriedade da terra familiar e produção para o mercado interno) e Sul (escravidão, latifúndio e produção para exportação — plantation); • Com a ocupação do Oeste, o Norte foi se envolvendo cada vez mais com a economia agrícola daquela região, vendendo e comprando produtos de lá; Isso impediu o crescimento dos latifúndios do Sul e desequilibrou as relações de força Norte-Sul
  16. 16. Guerra de Secessão (1861-1865) • Conseqüências: • Vitória dos estados do Norte • Manutenção e consolidação da unidade nacional • Grande desenvolvimento capitalista • Aceleração do processo de estabelecimento do capitalismo no Sul • Aumento do mercado interno • Grande desenvolvimento industrial • Aumento das tarifas alfandegárias • Abolição da escravidão • Lincoln consegue apoio de grande parte dos escravos do sul para o exército do Norte abolindo escravidão em 1863 • 13ª Emenda, 1865 • Ku Klux Klan: racismo de inspiração religiosa no Sul • Chegada de novas levas de imigrantes • EUA se tornam potência continental ⇒ Primeira guerra moderna: tecnologia e caráter global
  17. 17. Confederadas atacaram o Fort Sumter, um posto militar americano na Carolina do Sul, em 12 de Abril de 1861.

×