A lição dos recabitas

346 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
346
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A lição dos recabitas

  1. 1. A LIÇÃO DOS RECABITAS - Jeremias 35 Primeiramente, vamos entender a origem dos recabitas: o fundador deste clã foi Jonadabe, filho de Recabe, mais de 200 anos antes de Jeremias. Vivendo em Israel, Jonadabe participou com Jeú do extermínio da casa de Acabe e dos sacerdotes de Baal, conforme 2 Reis 10:15ss – Jonadabe identificou-se com aquele que zelava pelo Senhor e por fazer cumprir as palavras proféticas contra a casa de Acabe. Assim, os recabitas constituíam uma família israelita que vivia de forma nômade, seguindo as recomendações que seu patriarca estabelecera. Jonadabe, um líder de excelência, que ainda influenciava seu povo depois de 200 anos de sua morte! O Senhor mandou fazer este teste aos recabitas, chamando-os no templo e servindo a eles vinho. O verso 3 descreve que toda a comunidade dos recabitas estava presente à convocação. Seguindo as ordens de Deus, Jeremias serviu jarras de vinho e copos numa mesa e mandou que os recabitas se servissem (v. 5). A resposta dos discípulos de Recabe está no verso 6: nossa vida é pautada pelas recomendações que aprendemos com nosso antepassado Jonadabe. Eles prezavam por cumprir o modelo de vida ensinado pelo seu líder (vs. 6 a 11). A intenção de Deus com aquele teste foi confrontar os demais judeus com o exemplo dos recabitas – v. 16 Os descendentes de Jonadabe, filho de Recabe, cumprem a ordem que o seu antepassado lhes deu, mas este povo não me obedece. Este é o nosso desafio como líderes, influenciar nossos discípulos a seguirem o modelo de vida que recebemos do nosso Senhor. As ordens de Jonadabe visavam que os Recabitas vivessem como peregrinos, forasteiros. Um peregrino é alguém que não cria raízes em lugar algum, mas que está sempre desprendido para locomover-se por caminhos novos. O Novo Testamento ensina que somos peregrinos nesta terra: Todos eles viveram pela fé, e morreram sem receber o que tinha sido prometido; viram-no de longe e de longe o saudaram, reconhecendo que era estrangeiros e peregrinos na terra. (Hb 11:13); Pois não temos aqui nenhuma cidade permanente, mas buscamos a que há de vir.(Hb 13:14); Amados, insisto em que, como estrangeiros e peregrinos no mundo, vocês se abstenham dos desejos carnais que guerreiam contra a alma.(I Pe 2:11). Por conta da fidelidade dos descendentes de Recabe, o Senhor decretou uma bênção para sua linhagem: Assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Vocês têm obedecido àquilo que o seu antepassado, Jonadabe, ordenou; têm cumprido todas as suas instruções e têm feito tudo o que ele ordenou. Por isso, assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Jamais faltará a Jonadabe, filho de Recabe, um descendente que me sirva.(vs. 18,19). De igual modo há bênção para o discípulo que aprende a honrar e que é fiel em guardar os ensinamentos que recebe. Ore ao Senhor para que lhe dê a capacidade de manter-se fiel. Que o Senhor lhe dê a excelência para implementar em sua linhagem a fidelidade, a exemplo dos recabitas. A LIÇÃO DOS RECABITAS - Jeremias 35 Primeiramente, vamos entender a origem dos recabitas: o fundador deste clã foi Jonadabe, filho de Recabe, mais de 200 anos antes de Jeremias. Vivendo em Israel, Jonadabe participou com Jeú do extermínio da casa de Acabe e dos sacerdotes de Baal, conforme 2 Reis 10:15ss – Jonadabe identificou-se com aquele que zelava pelo Senhor e por fazer cumprir as palavras proféticas contra a casa de Acabe. Assim, os recabitas constituíam uma família israelita que vivia de forma nômade, seguindo as recomendações que seu patriarca estabelecera. Jonadabe, um líder de excelência, que ainda influenciava seu povo depois de 200 anos de sua morte!
  2. 2. O Senhor mandou fazer este teste aos recabitas, chamando-os no templo e servindo a eles vinho. O verso 3 descreve que toda a comunidade dos recabitas estava presente à convocação. Seguindo as ordens de Deus, Jeremias serviu jarras de vinho e copos numa mesa e mandou que os recabitas se servissem (v. 5). A resposta dos discípulos de Recabe está no verso 6: nossa vida é pautada pelas recomendações que aprendemos com nosso antepassado Jonadabe. Eles prezavam por cumprir o modelo de vida ensinado pelo seu líder (vs. 6 a 11). A intenção de Deus com aquele teste foi confrontar os demais judeus com o exemplo dos recabitas – v. 16 Os descendentes de Jonadabe, filho de Recabe, cumprem a ordem que o seu antepassado lhes deu, mas este povo não me obedece. Este é o nosso desafio como líderes, influenciar nossos discípulos a seguirem o modelo de vida que recebemos do nosso Senhor. As ordens de Jonadabe visavam que os Recabitas vivessem como peregrinos, forasteiros. Um peregrino é alguém que não cria raízes em lugar algum, mas que está sempre desprendido para locomover-se por caminhos novos. O Novo Testamento ensina que somos peregrinos nesta terra: Todos eles viveram pela fé, e morreram sem receber o que tinha sido prometido; viram-no de longe e de longe o saudaram, reconhecendo que era estrangeiros e peregrinos na terra. (Hb 11:13); Pois não temos aqui nenhuma cidade permanente, mas buscamos a que há de vir.(Hb 13:14); Amados, insisto em que, como estrangeiros e peregrinos no mundo, vocês se abstenham dos desejos carnais que guerreiam contra a alma.(I Pe 2:11). Por conta da fidelidade dos descendentes de Recabe, o Senhor decretou uma bênção para sua linhagem: Assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Vocês têm obedecido àquilo que o seu antepassado, Jonadabe, ordenou; têm cumprido todas as suas instruções e têm feito tudo o que ele ordenou. Por isso, assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Jamais faltará a Jonadabe, filho de Recabe, um descendente que me sirva.(vs. 18,19). De igual modo há bênção para o discípulo que aprende a honrar e que é fiel em guardar os ensinamentos que recebe. Ore ao Senhor para que lhe dê a capacidade de manter-se fiel. Que o Senhor lhe dê a excelência para implementar em sua linhagem a fidelidade, a exemplo dos recabitas. Os recabitas não eram judeos, haviam resolvido unir-se aos israelitas e conviver com eles. Parece que teriam adotado a religião dos judeos, para que assim não caissem no erro de adorarem a Baal, o que temia o patriarca deles Jonadabe. Durante o reinado de Jeoiaquim a situação não estava nada boa para israel. a mão de Deus pesava sobre Judá por causa da sua infidelidade para com Deus. Foi neste quadro de cerco à Israel, que Deus mandou o profeta Jeremias testar os recabitas. Ele teria que oferecer-lhes vinho na cãmara do templo. Jerusalem, estava para ser sitiada. os recabitas ficaram desconfiados pela convocação de Jeremias. será que seriam expulsos da cidade? pois uma vez sitiada Jerusalem os mantimentos iriam escassear, e eles por não serem judeos, seriam uma sobrecarga. Eles vão ao encontro de Jeremias e recebem a ordem: "Bebam vinho". Diante da situação seria interessante aceitar a proposta e agradar o profeta, poderiamos dizer nos dias de hoje: "Fazer uma média com o profeta", "ficar na boa com ele".Porém os recabitas não cederam e sua resposta foi negativa.Eles não beberam o vinho. Foram fiéis a ordem do seu petriarca, mesmo que isso lhes causasse algum problema. Deus usou este exemplo para mostrar que eles eram fiéis ao seu patriarca, a ordem recebida e que Judá não era capaz de ser fiel aos estatutos de Deus. Os recabitas são um exemplo para todos nós. Estavam unificados e firmes nas suas convicções.Tinham coragem de dizer não em respeito ao seu compromisso.
  3. 3. Quantos crentes hoje em dia, deixam-se levar e pra "não ficar mal na fita" acabam cedendo e tendo atitudes que não agradam a Deus. Não se mantém firmes na hora de dar um bom testemunho, mesmo que isso lhes custe o emprego, por exemplo. Deus necessita de crentes recabitas! servos fiéis a aliança firmada com ele, de ser uma nova criatura e não ter as atitudes do velho homem somente para agradar aos outros. Devemos agradar a Deus sempre em primeiro lugar em nossas vidas. Fonte: LIMA, Delcyr de Souza. Cavalaria do Inferno.

×