Relatorio aps

1.283 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.283
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatorio aps

  1. 1. UNIVERSIDADE PAULISTAINSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO – ICSC CURSOS DE LETRAS LICENCIATURA E BACHARELADO Português e Inglês Campus Vergueiro Relatório de APS Profª Cielo Alessandra Cantero RA: A53ABH-J Fernando Ribeiro da Silva RA: A43PHJ-7 Maria das Dores Ricardo RA: A613102 Ryo Segawa RA: 609149-0 Rodrigo Rezende RA: 609149-0 Sandra Almeida Severo RA: A63683-8 May/2012
  2. 2. A atividade de APS desse semestre, desenvolvida sob a orientação da ProfªDrª Cielo Festino, adotou o modelo do projeto PROLIT, idealizado pela mesma.Tal projeto, embasado didaticamente na vertente do Letramento Crítico, une oEnsino da Literatura a um empenho, por parte do formador, para umaprendizado significativo para o aluno, colhendo da experiência desse,elementos que colaborem para a construção do conhecimento. Além da leitura dos artigos: MATTOS, A. M.; VALÉRIO, K. M. LetramentoCrítico e ensino comunicativo: lacunas e interseções e MENEZES DE SOUZA,L. M. T. Para uma redefinição de Letramento Crítico: conflito eprodução de Significação, os alunos usaram também a observação feita emaula do modus operandi da orientadora e a experiência adquirida outrora comoalunos do mesmo projeto PROLIT, em módulo dado pela aluna formadoraMarília Magalhães (2010). A escolha do autor e. e. cummings deu-se pela inovação sintática que estetrouxe à poesia, servindo de inspiração aos criadores da poesia concreta.Único movimento poético originalmente brasileiro. Fez-se o recorte da obra dee. e. cummings selecionado por Augusto de Campos, primeiro e maior tradutordo poeta até o momento. Com os dois critérios acima, a saber, aprendizado significativo por parte dosalunos colhendo elementos de sua experiência e o recorte específico da obrade cummings que influenciou a poesia concreta, preparou-se a aula. Essa foirealizada nos dias 2 e 9 de maio de 2012, na sala PM 25 do campus Vergueiro,destinada aos alunos do curso de Letras. Usou-se micro computador e datashow para a exposição da aula em arquivo Power Point, e exibição de vídeopoema em ambiente midiático, assim como depoimento do poeta Augusto deCampos sobre a teoria brasileira da tradução. Esses equipamentos tambémserviram para explanar a ordem utilizada na confecção do blog, onde forampostados subsídios para compreender melhor o tema.
  3. 3. O plano da aula I foi desenvolvido sob o mote “PROLIT – LITERATURANORTE AMERICANA E BRASILEIRA / TRADUÇÃO DE POESIA (elementossemânticos e formais). Leitura / intertextualidade / interpretação / teoriabrasileira da tradução – a partir de Augusto de Campos”. Entregou-se, nocomeço da aula, uma poesia concreta de Augusto de Campos feita emhomenagem a e. e. cummings por ocasião do centenário de nascimento desse,1994. Texto 1: "Pérolas para Cummings" Além da versão visual, foram entregues o mesmo texto sem taisrecursos e ainda, uma terceira versão, em estrutura linear para que os alunosbuscassem inferir os significados e intertextualidades. O texto deintertextualidade sugeriu a pouca aceitação social de e. e. cummings por partede seus contemporâneos. Seguiu-se a exibição em suporte midiático da versãovídeo poema do mesmo texto. Após pequena reflexão em conjunto com a sala,indicou-se, no material que os alunos receberam, uma breve biografia do poetae tradutor Augusto de Campos. A aula ofereceu ainda, a oportunidade dosalunos conhecerem a teoria da tradução iniciada no Brasil a partir de Haroldode Campos, Guilherme de Almeida e Augusto de Campos. A qual e. e.cummings aprecioou e elogiou ainda em vida, conforme verificou-se na aula 2.Oferece-se aos alunos uma série de links e textos para que aprofundassem
  4. 4. seus conhecimentos no tema da aula. Eles levaram para casa a tarefa depesquisar mais sobre e. e. cummings e refletir sobre o poema loneliness domesmo poeta. Desenvolvida a partir da análise do poema loneliness, a aula 2 inicioupontualmente às 18h10 do dia 9 de maio de 2012. Logo após a apresentaçãodo professor, perguntou-se aos presentes sobre a pesquisa pedida na aulaanterior. Os dois professores verificaram os comentários deixados pelosalunos, apenas 2. E prosseguiu-se a aula apresentando a biografia de e. e.cummings. Uma vez apresentada e as perguntas respondidas, deu-se início àsegunda etapa da aula, cujo objetivo era analisar o texto de cummings,chamado por Augusto de Campos de haicai da folha que cai. Solicitou-se aosalunos que observassem os textos (de Augusto e cummings) e verificassem assemelhanças. Após esta etapa, pediu-se aos presentes que analisassem osdois textos e respondessem se era possível perceber a presença e.e.cummingsno texto do Augusto. Após o momento de reflexão conjunta deu-se início àanálise de loneliness. Uma vez realizada, foi apresentado aos alunos umaapresentação em datashow, mostrando cartas entre cummings e o poeta
  5. 5. Augusto de Campos. A aula encerrou com o convite para que todosparticipassem do blog criado para esta aula. O blog foi desenvolvido tendo em conta o estudo sobre a gramática dasintaxe visual de Kress e van Leeuwen (1996), semioticistas sociais.Respeitando a estrutura mais apropriada para construção de sentido, deacordo com o gênero e assunto a ser tratado e atentando para os efeitos demodalização visual. Usou-se como plano de fundo a tela Mountain range inhorizon de e. e. cummings. Atenuada com o efeito de marca d´água(Photoshop) para reduzir o impacto das cores fortes que não favorecem atranquilidade necessária à reflexão e ao estudo. Procurou-se usar cores suavespara contribuir à reflexão dos alunos. Os assuntos foram separados e divididosem 5 abas, a saber: e. e. cummings (biografia, e textos realcionados), A. deCampos / Tradutor (biografia, teoria da tradução, vídeos, um artigo e poemas),aulas I e II (postagem das aulas), anexos (pinturas de cummings e curiosidadessobre o tema) e a aba relatório (em que consta este texto). Colocando-se ainformação nova e principal no centro direito, o dado conhecido ao ladoesquerdo. O título, informação ideal, na parte superior, e um depoimento dopoeta Augusto de Campos na parte inferior, coincidindo com o dado real. Osarquivos foram incorporados ao blog respeitando os formatos originais epermitindo download sem alterar a formatação, para isso criou-se uma contaexterior de armazenamento online. Embora o blog proporcione diversos recursos e a interação digital a quea maioria dos alunos estão imersos, neste caso ainda não chegou a serutilizado em toda a sua potencialidade devido, talvez, à falta de prática dosalunos em usarem este recurso para interação e construção interacional deconhecimentos. Pode-se dizer que falta criar uma cultura de inter-relação pormeio gênero digital blog. Os alunos se ajudam muito mais usando o grupo deemails da sala. A participação dos alunos em sala foi satisfatória, considerandoque não estavam habituados a essa abordagem e assunto. Organizar as aulas,levando em consideração, um aprendizado significativo para o aluno, contribuitambém para uma assimilação mais profunda e elaborada por parte do alunoformador. Uma experiência a se ter em conta e ampliar na futura práticadidática.
  6. 6. BibliografiaMATTOS, A. M.; VALÉRIO, K. M. Letramento Crítico e ensino comunicativo:lacunas e interseçõesMENEZES DE SOUZA, L. M. T. Para uma redefinição de Letramento Crítico:conflito e produção de SignificaçãoKRESS, G.; van LEEUWEN, T. Reading images: the grammar of visual design.London; New York: Routledge, 1996ORMUNDO, J. Reconfiguração da Linguagem na Globalização. Tese(Doutorado em Linguística) – Programa de Pós-Graduação em Linguística,Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Universidade deBrasília, Brasília, 2007ORMUNDO, J. Análise social, Linguagem e Globalização: uma abordagemtrandisciplinar da Análise de Discurso Crítica. In: VIEIRA, Josenia; BENTO,André e ORMUNDO, Joana. Discurso nas Práticas Sociais: Perspectivas emMultimodalidade e em gramática Sistêmico-Funcional. São Paulo: Annablume,2010.Siteshttp://www.gvsu.edu/english/cummings/perolas.htm Acesso em: 21 Abril 2012.http://eecummingsbioflashes.blogspot.com.br/ Acesso em: 20 Maio 2012

×