JOVEM GUARDA 
ANOS 60
O início: 
A Jovem Guarda foi um movimento cultural brasileiro, surgido em 
meados da década de 1960, que 
mesclava música...
Principais cantores e bandas: 
 Roberto Carlos 
 Erasmo Carlos 
 Sérgio Reis 
 Golden Boys 
 Os Incríveis 
 The Feve...
Roberto Carlos 
Erasmo Carlos
Auge e fim: 
Fenômeno de audiência, o programa de auditório levava ao Teatro Record 
centenas de jovens, atraídos pelos tr...
Críticas: 
 A Jovem Guarda foi diversas vezes acusada de se manter afastada 
das discussões políticas que sacudiam o Bras...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jovem guarda trabalho

1.764 visualizações

Publicada em

JOVEM GUARDA

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.764
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
87
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jovem guarda trabalho

  1. 1. JOVEM GUARDA ANOS 60
  2. 2. O início: A Jovem Guarda foi um movimento cultural brasileiro, surgido em meados da década de 1960, que mesclava música, comportamento e moda. Surgida em agosto de 1965, a partir de um programa televisivo exibido pela TV Record, em São Paulo, apresentado pelo cantor Roberto Carlos, conjuntamente com o também cantor e compositor Erasmo Carlos e da cantora Wanderléa, a Jovem Guarda deu origem a toda uma nova linguagem musical e comportamental no Brasil. Sua principal influência era o rock and roll do final da década de 1950 e início dos 1960.Grande parte de suas letras tinham temáticas amorosas e adolescentes algumas das quais, versões de hits do rock britânico e norte-americanos da época.
  3. 3. Principais cantores e bandas:  Roberto Carlos  Erasmo Carlos  Sérgio Reis  Golden Boys  Os Incríveis  The Fevers
  4. 4. Roberto Carlos Erasmo Carlos
  5. 5. Auge e fim: Fenômeno de audiência, o programa de auditório levava ao Teatro Record centenas de jovens, atraídos pelos trio Roberto-Erasmo-Wanderléa, além de artistas convidados. No auge da sua popularidade, chegou a atingir 3 milhões de espectadores só em São Paulo - fora as cidades para onde chegava, como as capitais Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Recife. Mais do que um fenômeno televisivo, a Jovem Guarda impulsionou o lançamento de discos, roupas e diversos acessórios.O modo de se vestir (calças colantes de duas cores em formato boca-de-sino, cintos e botinhas coloridas, minissaia com botas de cano alto) bem como as gírias e expressões ("broto", "carango", "legal", "coroa", "barra limpa", "lelé da cuca", "mancada", "pão", "papo firme", "maninha", "pinta", "pra frente", e "é uma brasa, mora?") viraram referência para muitos adolescentes do período.No final de 1968, Roberto Carlos deixou o programa de auditório. Sem seu principal ídolo, a TV Record retirou o programa do ar. Desta maneira, o movimento como um todo perdeu força, até que desapareceu no final da década de 1960.
  6. 6. Críticas:  A Jovem Guarda foi diversas vezes acusada de se manter afastada das discussões políticas que sacudiam o Brasil durante os primeiros anos da ditadura militar no país. Era considerada música alienada pelo público engajado e setores da crítica mais afeitos a, primeiramente, à bossa nova e, depois, às canções de protesto dos festivais da emergente MPB.

×