Paratextos

2.630 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.630
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
292
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paratextos

  1. 1. EBI de Mourão Ficha Informativa com atividades: PARATEXTOS Professora Vanda BarretoPARATEXTOS Paratextos são elementos que estão para além do texto, ou seja,informações que acompanham uma obra e que contribuem para a motivaçãoda sua aquisição ou leitura. Consideram-se paratextos, entre outros, os seguintes: 1. A CAPA: Revestimento inicial de um livro (em papel, cartão, pele...) onde surge aindicação do título, do(s) nome(s) do(s) autor(es), do editor, da coleção e porvezes a ilustração apelativa e ilustrativa do conteúdo da obra. 2. A CONTRACAPA: Revestimento final do livro (em papel, cartão, pele...) onde surgeminformações sobre o autor, um excerto da obra ou ainda uma síntese oucomentário crítico do livro, o que torna apetecível a sua leitura. 3. A LOMBADA: Parte do livro que segura a capa e contracapa, funcionando como umdorso. Pode conter o nome do autor, o título e outros elementos. 4. O TÍTULO: Elemento paratextual fundamental de identificação de um texto: a) não literário - o título expressa o conteúdo semântico geral edominante do texto, sendo simultaneamente informativo e apelativo;corresponde geralmente a uma frase e reparte-se pelos seguintes tipos: títulosíntese (sem verbo conjugado); títulos descritivos (com verbo conjugado);títulos sugestivos (predominam a função fática e apelativa; vulgarmente, semverbo); b) literário - o título pode realçar, explícita ou implicitamente, umacategoria da narrativa (personagem, ação, espaço, tempo) e classificar a obraquanto ao género literário; ou pode, numa formulação evasiva, exigir esforços Página 1
  2. 2. EBI de Mourão Ficha Informativa com atividades: PARATEXTOS Professora Vanda Barretode interpretação acrescidos ao leitor, conduzindo-o ao levantamento dehipóteses de leitura a invalidar no processo de interpretação da obra. 5. O ÍNDICE: Listagem discriminada da denominação de unidades ou elementosconstitutivos de uma publicação, com indicação da página respetiva e com umadeterminada ordem. O Índice pode estar no início ou no fim da obra. a) os elementos surgem referenciados pela ordem em que surgem nocorpo da obra - índice geral (segue-se, portanto a ordem da paginação); b) os elementos inventariados são nomes de autores citados e surgemordenados alfabeticamente - índice onomástico; c) os elementos listados são assuntos tratados em momentos diversosdo texto e ordenam-se alfabeticamente - índice ideográfico ou remissivo. 6. A NOTA DE RODAPÉ: Conjunto de anotações/observações, necessárias à compreensão de umtexto, surgindo, geralmente, em formato ligeiramente mais reduzido, no fundoda página, separadas por um filete ou no fim da publicação. Tem, entre outrasfinalidades, a de indicar a fonte das citações, acrescentar indicaçõesbibliográficas de reforço e informações suplementares ou marginais ao textoprincipal, assim como alargar e/ou circunscrever afirmações do texto. Deves conhecer o significado de algumas referências como: op. cit. (obra já citada); id. ou idem: o(a) mesmo(a) autor(a) e obra; ibid. ou ibidem: o(a) mesmo(a) autor(a) e obra e passagem do livro. 7. O PREFÁCIO: Elemento paratextual reservado: a) à exposição das motivações, circunstâncias, objetivos, justificaçõesde opções, etapas que presidiram à constituição de uma produção textual,dada a público (da responsabilidade do autor); Página 2
  3. 3. EBI de Mourão Ficha Informativa com atividades: PARATEXTOS Professora Vanda Barreto b) à apreciação valorativa da obra, de âmbito literário ou científico, e domérito do autor (segmento redigido por alguém, que não o autor, dado comoconhecedor da obra, da área temática em que aquela se inscreve e,possivelmente, do percurso de trabalho aí implicado). 8. O POSFÁCIO: Elemento paratextual de esclarecimento ou advertência que surge, naparte final de uma obra, em secção autónoma, sem que tenhanecessariamente de ser escrito pelo autor. Aparece, por norma, assinado ecom indicação do local e data de redação. 9. O GLOSSÁRIO: Consiste num dicionário ou lista de vocabulário ordenadoalfabeticamente que explica palavras pouco comuns ou com algumaespecificidade. 1. Dicionário que repertoria palavras raras ou pouco conhecidas,acompanhadas de uma pequena definição ou de uma tradução. 2. Léxico formado de termos utilizados por um autor, por uma ciência ouuma técnica, dentro de um domínio especializado. 10. A BIBLIOGRAFIA: Enumeração das obras a que direta ou indiretamente se faz referêncianum texto de natureza científica. Esta secção, localizada na parte final de umtrabalho, deve conter todos os dados bibliográficos necessários, dispostos porordem alfabética do apelido do autor, obedecendo a determinadas regrasgerais. Na referência de livros, utilizam-se cinco tipos que diferem apenas nadisposição das informações relativas à obra, mas qualquer desses tiposdeverão obrigatoriamente mencionar os seguintes elementos e pela ordemseguinte: - Nome do autor (apelido em maiúsculas, seguido de nome próprio emminúsculas); Página 3
  4. 4. EBI de Mourão Ficha Informativa com atividades: PARATEXTOS Professora Vanda Barreto - Um texto ou capítulo extraído de uma obra, entres aspas; - Título e subtítulo da obra destacados em itálico, ou quandomanuscrito, sublinhado; - Número do Volume caso se trate de um livro pertencente a uma obracom vários volumes; - nº de edição (indicação facultativa, se houver várias), - nome da editora, - local de edição (se não consta no livro, escrever s.l., sem local), - data de edição (se no livro não consta, escrever s.d., sem data), - número de páginas e eventual número de volumes de que a obra secompõe (indicação facultativa), - coleção (indicação facultativa), - tradução (se o livro está em língua estrangeira e existe uma traduçãoportuguesa, especifica-se o nome do tradutor, o título português, local deedição, editor, data de edição - indicação facultativa). Exemplos: SEARLE, John, Speech Acts. An Essay in the Philosophy of Language,Cambridge, Cambridge University Press, 1969. REIS, Carlos e LOPES, Ana Cristina M., «Conto», Dicionário deNarratologia, 7ª edição, Livraria Almedina, Coimbra, 2002, pp. 78-81. ATIVIDADES:A. Observa os diversos paratextos que compõem um livro e indica se as frases seguintes são verdadeiras ou falsas.1) Um índice onomástico é um índice que segue a ordem da paginação.2) A capa e contracapa devem ser apelativas.3) O título é geralmente longo e complexo.4) O glossário é uma lista de palavras pouco usuais, ordenadas alfabeticamente e com a devida explicação. Página 4
  5. 5. EBI de Mourão Ficha Informativa com atividades: PARATEXTOS Professora Vanda Barreto5) A capa e a contracapa de um livro não são relevantes.6) Só o autor pode escrever o prefácio.7) O Índice tem de vir obrigatoriamente no início da obra.8) As notas de rodapé servem para esclarecer, completar ou especificar uma informação.9) O posfácio consiste num texto de esclarecimento ou comentário situado no início do livro.10) O posfácio é sempre datado.B. Com os elementos indicados, organiza corretamente as indicações biográficas. Publicações Dom Quixote, Novos Contos da Montanha, Miguel Torga,Lisboa, pp. 99-106, «O sésamo», Fevereiro de 2002, 5ª edição.C. Observa, agora, os vários paratextos que compõem o livro de leitura obrigatória. a) Descreve os elementos da capa, da lombada e da contracapa. b) Refere os elementos incluídos na folha de rosto. c) Consulta a ficha técnica e indica o título original da obra e o nome do tradutor. d) Lê a sinopse e/ou o texto introdutório e indica: o texto que serviu de inspiração à obra (9ºano); o nome de algumas personagens; o elemento central da narrativa. Página 5

×