SlideShare uma empresa Scribd logo
MORFOLOGIAMORFOLOGIA
Classes gramaticaisClasses gramaticais
Vamos conhecer as dez classesVamos conhecer as dez classes
gramaticais...gramaticais...
1. SUBSTANTIVO
• Substantivo é a classe gramatical que
nomeia os seres:
• Objetos: O avião chegou.
• Pessoas: João vai estudar.
• Lugares: Moro em Campinas.
• Sentimentos: O amor nos engrandece.
Continuação...
• Estados: Todos necessitam de alegria.
• Qualidades: A honestidade é essencial.
• Ações: A pescaria foi divertida.
• Fenômenos da natureza: Chuva é
importante.
Classificação dos
substantivos
• Comum: indica um nome comum a todos os seres da
mesma espécie.
Ex: casa, homem, cidade, rio.
• Coletivos: entre os substantivos comuns encontram-se os
“Coletivos”, que, embora estejam no singular, indicam
uma multiplicidade da mesma espécie.
Ex: Boiada: muitos bois
Cardume: muitos peixes
• Ramalhete: muitas flores
Continuação...
• Próprio: é aquele que particulariza um ser da espécie (pessoas,
cidades, estados, países, rios, nomes de animais domésticos e
outros):
Marcelo, São Paulo, Brasil.
• Concreto: indica seres reais ou imaginários, de existência
independente de outros seres.
Casa (ser real) Bruxa (ser imaginário)
• Abstrato: indica seres dependentes de outros seres.
ódio trabalho solidão
Esses seres existem em função de outros seres:
- o ódio é sentido por alguém: sentimento;
- o trabalho é realizado por alguém: ação;
- a solidão é o estado em que alguém se encontra : estado.
Formação dos
substantivos
• Primitivo: é aquele que dá origem a
outras palavras.
Ex: pedra terra
• Derivado: é aquele que se forma de
outras palavras.
Ex: pedreira terreno
Continuação...
• Simples: é aquele formado por um radical.
Ex: flor maçã couve
• Composto: é aquele formado por mais de
um radical.
Ex: banana-maçã (composto de banana +
maçã)
couve-flor ( composto por couve + flor)
2. ARTIGO
• É a palavra que se antepõe ao substantivo
para determiná-lo.
• O artigo se classifica em:
• Definido: é aquele usado para determinar o
substantivo de forma definida (precisa): o,
a, os, as.
• Ex: O menino foi ao parque.
• O menino específico.
Continuação...
• Indefinido: é aquele usado para
determinar o substantivo de forma
indefinida (vaga, imprecisa): um, uma,
uns, umas.
• Ex: Um menino foi ao parque.
• (qualquer menino)
3. ADJETIVO
• É a palavra que caracteriza o
substantivo.
• Exemplos:
• O bom homem me ajudou.
• A vizinha estava alegre.
• O cidadão brasileiro escolheu seu
presidente.
Locução adjetiva
• É uma expressão formada com mais de uma
palavra e com valor de adjetivo.
• Exemplos:
• Sapatos sem meias.
• Touca de bolinha.
• Período da manhã.
• Faixa de idade.
4. NUMERAL
• É a palavra que se refere ao
substantivo dando a idéia de número.
• Exemplos:
• Choveu durante quatro semanas.
• O terceiro aluno da fila era o mais
alto.
• Comeu meia maçã.
Classificação do Numeral
• De acordo com o que indica, o numeral pode ser:
• Cardinal: indica uma quantidade determinada de seres:
um, dois...
• Ordinal: indica a ordem (posição) que o ser ocupa numa
série: primeiro, segundo...
• Multiplicativo: expressa idéia de multiplicação, indicando
quantas vezes a quantidade foi aumentada: dobro,
triplo...
• Fracionário: expressa idéia de divisão, indicando em
quantas partes a quantidade foi dividida: meio, terço...
5. PRONOME
• É a palavra que substitui ou acompanha um substantivo,
relacionando-o à pessoa do discurso.
• Ex: Paulo sorriu. Finalmente as coisas tomavam o rumo
que ele desejava.
• Substituindo ou acompanhando o substantivo, o pronome
indica a pessoa do discurso (pessoa gramatical):
• Eu (nós): primeira pessoa (a pessoa que fala)
• Tu (vós): segunda pessoa (a pessoa com quem se fala)
• Ele (a) (s): terceira pessoa (a pessoa de quem se fala)
Classificação do pronome
• Pronomes Pessoais: substituem os substantivos, indicando
as pessoas do discurso. São eles: retos, oblíquos e de
tratamento.
• Pronomes pessoais do caso reto: eu, tu, ele (a), nós,
vós, eles (as).
• Pronomes pessoais do caso oblíquo:
• Me, mim, comigo
• Te, ti, contigo
• O, a, lhe, se, si, consigo
• Nos, conosco
• Vos, convosco
• Os, as, lhes, se, si, consigo
Formas pronominais
• Os pronomes o, a, os, as adquirem as seguintes formas:
• Lo, la, los, las, quando associados a verbos terminados
em r, s ou z:
• Encontra(r) + o = encontrá-lo
• Encontramo(s) + o = encontramo-lo
• Fe(z) + as = fê-las
• No, na, nos, nas, quando associados a verbos terminados
em som nasal:
• Encontraram + o = encontraram-no
• põe + as = põe-nas
Pronomes pessoais de
tratamento
• Os pronomes pessoais de tratamento representam a forma de
se tratar as pessoas, trato cortês (cerimonioso) ou informal
(íntimo). Os mais usados são:
• Você: v. Pessoas familiares, íntimas
• Senhor, Senhora: Sr. Srª. Pessoas com as quais se mantém
um certo distanciamento respeitoso
• Vossa Senhoria: V. Sª. Pessoas de cerimônia, principalmente
em textos escritos como correspondências comerciais, ofícios,
requerimentos etc.
• Vossa Excelência: V. Exª. Altas autoridades: presidente da
República, senadores, deputados, embaixadores etc.
• Vossa Eminência: V. Emª. Cardeais
• Vossa Alteza: V. A. Príncipes e duques
Continuação...
• Vossa Santidade: V. S. O Papa
• Vossa Reverendíssima: V. Vermª.
Sacerdotes e religiosos em geral
• Vossa Paternidade: V. P. Superiores de
ordens religiosas
• Vossa Magnificência: V. Magª. Reitores de
universidades
• Vossa Majestade: V. M. Reis e rainhas
Pronomes Possessivos
• São palavras que, ao indicarem a pessoa gramatical
(possuidor), acrescentam a ela a idéia de posse de algo
(coisa possuída):
• Eu reagi quando tocaram no meu braço.
• São eles:
• Meu, minha, meus, minhas
• Teu, tua, teus, tuas
• Seu, sua, seus, suas
• Nosso, nossa, nossos, nossas
• Vosso, vossa, vossos, vossas
• Seu, sua, seus, suas
Pronomes demonstrativos
• São palavras que indicam, no espaço ou no tempo, a
posição de um ser em relação às pessoas do discurso.
• Posição no espaço:
• Este caderno é meu.
• Este: indica que o caderno está próximo da pessoa que
fala.
• Esse caderno aí é teu.
• Esse: indica que o caderno está próximo da pessoa que
ouve.
• Não sabemos de quem é aquele caderno lá.
• Aquele: indica o caderno distante de ambas as pessoas.
Continuação...
• Posição no tempo
• Este ano está sendo bom para nós.
• Este: referindo-se ao ano presente
• Esse ano que passou foi razoável.
• Esse: referindo-se a um passado próximo
• Aquele ano foi terrível para todos nós.
• Aquele: referindo-se a um passado
distante.
Pronomes indefinidos
• São palavras que se referem à 3ª pessoa do discurso, dando-
lhe sentido vago (impreciso) ou expressando quantidade
indeterminada.
• Ex: Alguém está chegando. (Alguém refere-se à 3ª pessoa sem
identificá-la).
• Compareceram muitos pais à reunião. (Muitos refere-se à 3ª
pessoa sem determinar o número exato).
• Algum, alguma, alguns, algumas, algo
• Nenhum, nenhuma, nenhuns, nenhumas, alguém
• Todo, toda, todos, todas, nada
• Muito, muita, muitos, muitas, ninguém
• Pouco, pouca, poucos, poucas, tudo
• Certo, certa, certos, certas, cada
Continuação...
• Outro, outra, outros, outras, outrem
• Quanto, quanta, quantos, quantas, quem
• Tanto, tanta, tantos, tantas, mais
• Vário, vária, vários, várias, menos
• Diverso, diversa, diversos, diversas, demais
• Um, uma, uns, umas
• Qual, quais
• Bastante, bastantes
Locuções Pronominais
• São locuções pronominais indefinidas duas
ou mais palavras que equivalem a um
pronome indefinido.
• Exemplos:
• Apenas uma ou outra pessoa parava para
ver o espetáculo.
• Qualquer um poderá participar do
concurso.
Continuação...
• Algumas locuções pronominais indefinidas:
• Cada qual
• Cada um
• Quem quer que seja
• Seja quem for
• Qualquer um
• Todo aquele que
• Tal e qual
Pronomes Interrogativos
• São aqueles usados na formulação de uma pergunta
direta ou indireta. Assim como os indefinidos, referem-
se à 3ª pessoa do discurso:
• Que dia é hoje? (interrogativa direta)
• Diga-me que dia é hoje.(interrogativa indireta)
• Quem fez isso? (interrogativa direta)
• Não sei quem fez isso. (interrogativa indireta)
• Pronomes Interrogativos:
• Que, quem, qual (e variação), quanto ( e variação).
Pronomes Relativos
• São aqueles que representam nomes já mencionados anteriormente e
com os quais se relacionam.
O nome mencionado anteriormente é o antecedente do pronome.
• Os livros que estou lendo são muito bons.
Livros é o termo antecedente e que é o pronome relativo
• O sobrado onde morava fora deixado pelo avô.
• Sobrado é o termo antecedente e onde é o pronome relativo.
• Pronomes relativos variáveis:
O qual, a qual os quais, as quais
Cujo, cuja, cujos, cujas
Quanto, quanta, quantos, quantas
• Pronomes relativos invariáveis:
Que, quem, onde
Pronome Substantivo e
Pronome Adjetivo
• Pronome Substantivo é aquele que substitui
o substantivo ao qual se refere.
• Pronome Adjetivo é aquele que acompanha
o substantivo com o qual se relaciona.
• Exemplo:
• Alguns alunos estudam o suficiente, outros
(alunos) não.
• Alguns = pronome adjetivo
• Outros = pronome substantivo
6. VERBO
• Quando se pratica uma ação, a palavra que representa essa ação, indicando
o momento em que ela ocorre, é o Verbo.
Eu escrevo com rapidez.
Escrevo = ação presente
• Uma idéia de estado também pode ser localizada no tempo por meio de um
verbo.
Os alunos estavam preocupados.
Estavam = estado passado
• Uma ação ocorrida num determinado tempo também pode constituir-se num
fenômeno da natureza expresso por um verbo.
Naquela noite trovejou muito.
Trovejou = ação passada, fenômeno da natureza
• Verbo é a palavra que expressa ação, estado e fenômeno da natureza
situados no tempo.
Conjugações do verbo
• Na Língua Portuguesa, três vogais antecedem o “r” na
terminação do infinitivo: a – e – i. Essas vogais
caracterizam a conjugação do verbo. São três as
conjugações em que se agrupam os verbos:
• 1ª conjugação: AR
• CANTAR, ARRUMAR
• 2ª conjugação: ER
• PODER, VENDER
• 3ª conjugação: IR
• PEDIR, SENTIR
Flexão do verbo
• Há duas partes principais que formam
os verbos: RADICAL e
TERMINAÇÕES (desinências, vogais
temáticas).
AMAR: am= RADICAL
ar= TERMINAÇÕES (a= vogal
temática, r= desinência)
Pessoa e número
• O verbo varia em pessoa e número:
• SINGULAR:
• 1ª eu amo
• 2ª tu amas
• 3ª ele/ela ama
• PLURAL
• 1ª nós amamos
• 2ª vós amais
• 3ª eles/elas amam
Tempo e Modo
• Tempo: o fato expresso pelo verbo aparece
sempre situado nos tempos:
• Presente: O garoto estuda.
• Pretérito perfeito: O garoto estudou.
• Pretérito imperfeito: O garoto estudava.
• Pretérito mais-que-perfeito: O garoto
estudara.
• Futuro do presente: O garoto estudará.
• Futuro do pretérito: O garoto estudaria, se
tivesse condições.
Continuação
• Além de o fato estar situado no tempo, ele também pode
indicar CERTEZA, DÚVIDA, ORDEM.
• Fato certo: Marcos estuda todos os dias.
• Fato duvidoso: Se Marcos estudasse...
• Ordem: Estude, Marcos!
• As indicações de certeza, dúvida e ordem são
determinadas pelos modos verbais:
• Modo Indicativo: exprime certeza.
• Modo Subjuntivo: exprime dúvida.
• Modo Imperativo: exprime ordem, conselho ou pedido.
Tempos do Indicativo...
• PRESENTE
• Eu canto, tu cantas, ele canta
• Nós cantamos, vós cantais, eles cantam
• PRETÉRITO PERFEITO
• Eu cantei, tu cantaste, ele cantou
• Nós cantamos, vós cantais, eles cantaram
• PRETÉRITO IMPERFEITO
• Eu cantava, tu cantavas, ele cantava
• Nós cantávamos, vós cantáveis, eles cantavam
• PRETÉRITO MAIS-QUE-PERFEITO
• Eu cantara, tu cantaras, ele cantara,
• Nós cantáramos, vós cantáreis, eles cantaram
• FUTURO DO PRESENTE
• Eu cantarei, tu cantarás, ele cantará
• Nós cantaremos, vós cantareis, eles cantarão
• FUTURO DO PRETÉRITO
• Eu cantaria, tu cantarias, ele cantaria
• Nós cantaríamos, vós cantaríeis, eles cantariam
Tempos do modo
Subjuntivo ...
• Presente:
• Que eu ame, que tu ames, que ele ame,
• Que nós amemos, que vós ameis, que eles amem
• Pretérito imperfeito:
• Se eu amasse, se tu amasses, se ele amasse,
• Se nós amássemos, se vós amásseis, se eles amassem
• Futuro:
• Quando eu amar, quando tu amares, quando ele amar,
• Quando nós amarmos, quando vós amardes, quando eles
amarem
Modo Imperativo
• Ao indicar ordem, conselho, pedido, o fato
verbal pode expressar afirmação ou
negação. Portanto, são duas as formas
verbais no imperativo:
• Imperativo afirmativo: Cantem mais alto!
• Imperativo negativo: Não cantem alto!
Dicas...
• O Imperativo afirmativo é constituído da seguinte forma:
• Presente do subjuntivo, com exceção da 2ª pessoa do
singular e do plural que são retiradas do presente
indicativo, sem o “s”:
• Canta, cante,
• Cantemos, cantai, cantem
• O Imperativo negativo é formado do presente do
subjuntivo:
• Não cantes, não cante,
• Não cantemos, não canteis, não cantem
Formas Nominais do
Verbo
• Os verbos possuem formas que são nominais. São
nominais porque por si só elas não expressam nem o
tempo nem o modo verbal. Também, em alguns
contextos, assumem a função de substantivos, adjetivos
ou verbos.
• O jantar está preparado.
• Jantar = substantivo
• Eu vou jantar.
• Jantar = verbo
• Ela está preparada para a festa.
• Preparada = adjetivo
• Ela havia preparado o jantar.
• Preparado = verbo
Continuação...
• As formas nominais do verbo são
três:
• Infinitivo: cantar
• Gerúndio: cantando
• Particípio: cantado
Locução verbal
• É o conjunto formado por dois ou mais
verbos que expressam uma idéia (um verbo
auxiliar + um verbo principal).
• Exemplo:
• Você terá de trabalhar muito.
• Terá = verbo auxiliar
• Trabalhar = verbo principal
ADVÉRBIO
• São palavras que indicam as
circunstâncias em que ocorre a ação
verbal.
• Ontem, fomos ao cinema.
• Ontem = circunstância de tempo
• As crianças saíram depressa.
• Depressa = circunstância de modo
Classificação do advérbio
• Tempo: ontem, hoje, amanhã, logo, antes,
depois....
• Lugar: aqui, ali, lá, perto, longe,...
• Modo: bem, mal, assim, depressa, devagar,
suavemente,...
• Afirmação: sim, certamente, realmente,...
• Negação: não, absolutamente, tampouco.
• Dúvida: quiçá, acaso, talvez,...
• Intensidade: muito, pouco, mais, menos,...
• E outras...
Locução adverbial
• É o conjunto de duas ou mais palavras
com valor de advérbio.
• Exemplos:
• De repente, as garotas chegaram.
• Márcia saiu às pressas.
• Com certeza, vamos participar.
PREPOSIÇÃO
• É a palavra invariável que liga dois termos.
Nessa ligação, há uma relação de subordinação
(dependência) em que o segundo termo se
subordina ao primeiro.
• Ex: Voltei para Campinas ontem.
• Voltei = termo regente
para = preposição
Campinas = termo subordinado
A relação se sentido estabelecida entre o
termo regente e o termo subordinado é LUGAR.
Continuação...
• Preposições essenciais (aquelas que sempre
foram preposições):
• A, ante, após, até, com, contra, de, desde,
em, entre, para, per, perante, por, sem, sob,
sobre, trás.
• Preposições acidentais (aquelas que passam a
ser preposições, mas são provenientes de
outras classes gramaticais):
• Conforme, consoante, segundo,
durante,mediante, como, salvo, fora, que etc.
Continuação...
• Principais relações estabelecidas pela
preposição:
• Autoria: Música de Caetano Veloso.
• Lugar: Estava na escola.
• Tempo: Dormi desde às dez horas.
• Modo: Chegar aos gritos.
• Causa: morreu de medo.
• Assunto: Falamos sobre economia.
Continuação...
• Finalidade: Estudou para passar de ano.
• Instrumento: Escreveu a lápis.
• Companhia: Saiu com os amigos.
• Meio: Viajou de trem.
• Matéria: Casa de madeira.
• Posse: Festa do João.
• Oposição: O São Paulo jogou contra o
Flamengo.
Continuação...
• Conteúdo: Copo de vinho.
• Preço: Vendeu a prazo.
• Origem: Descende de família humilde.
• Destino: Ir a Roma.
• Distância: Fica a duas quadras daqui.
• Limite: Vá até a escola.
Locução Prepositiva
• É o conjunto de duas ou mais palavras com valor de preposição.
• Ex: Não estou a par do assunto.
• Principais locuções prepositivas:
• Abaixo de além de acerca de
• Acima de antes de a par de
• A fim de diante de depois de
• Apesar de graças a junto a
• Ao invés de diante de em via de
• Em vez de junto de
• Defronte de através de
• De encontro a em frente de
• Sob pena de a respeito de
Combinação e Contração
• Combinação: quando a preposição não sofre
perda e fonema.
• Fomos ao teatro.
• Contração : quando a preposição sofre
perda de fonema.
• Festa da Marcela.
• Da = de + a (preposição “de” + artigo “a”).
CONJUNÇÃO
• É a palavra que liga duas orações ou
dois termos semelhantes de uma
mesma oração.
• Ex: O mascate juntou a mercadoria e
fugiu quando viu os fiscais.
• Meu amigo tinha aquele jeito fraco,
mas era muito forte.
Classificação das
Conjunções
• Coordenativas: ligam orações
independentes.
• Ex: Os filhos reuniram os familiares e
fizeram uma festa para os pais.
• As orações são independentes, isto é, uma
não depende de nenhum termo da outra.
• Os filhos reuniram os familiares.
• Os filhos fizeram uma festa para os pais.
Continuação...
• Subordinativas: ligam orações
dependentes.
• Ex: Acho que virei.
• A segunda oração depende de um termo da
primeira oração. Não possuindo sentido
completo, o verbo ACHO tem a segunda
oração como seu complemento. A segunda
oração depende, portanto, de um termo da
primeira.
Conjunções
Coordenativas
• Aditivas: exprimem idéia de adição.
• São elas: e, nem, mas também etc.
• Ex: Marcos trabalha, mas também estuda.
• Adversativas: exprimem idéia de oposição.
• São elas: mas, porém, todavia, contudo,
entretanto etc.
• Ex: A peça foi boa, mas não agradou a
todos.
Continuação...
• Alternativas: exprimem idéia de alternância, escolha.
São elas: ou, ou...ou, ora...ora, já...já, seja...seja etc.
Ex: A criança ora chora, ora ri.
• Explicativas: exprimem idéia de explicação, razão,
motivo.
São elas: que, porque, porquanto, pois (anteposta ao
verbo).
Ex: Chegue logo, pois haverá reunião.
Proteja-se, porque vai chover.
Continuação...
• Conclusivas: exprimem idéia de conclusão.
São elas: logo, portanto, por isso, por
conseguinte, pois (posposto o verbo).
Ex: As leis são importantes, respeite-as,
pois.
Estudaram muito, logo irão bem nas provas.
Continuação...
• Conjunções Subordinativas: classificam-se
em:
• Temporais: introduzem orações que
exprimem idéia de tempo. São elas: quando,
enquanto, logo que, depois que, antes que,
sempre que, desde que, até que, assim que
etc.
• Ex: Assim que tocou o sinal, os alunos
saíram da classe.
Continuação...
• Causais: introduzem orações que dão idéia de
causa. São elas: porque, que, porquanto, já
que, visto que, uma vez que, como (no início da
frase), desde que etc.
• Ex: Como estivesse doente, não apareceu na
aula.
• Condicionais: introduzem orações que exprimem
condição, hipótese. São elas: se, caso, salvo
se, contanto que, a não ser que etc.
• Ex: Se você em ajudar, eu participarei da
atividade.
Continuação...
• Proporcionais:introduzem orações que exprimem
concomitância, simultaneidade. São elas: à
proporção que, à medida que, ao passo que,
quanto mais, quanto menos etc.
• Ex: Nosso trabalho aumenta à medida que
encontramos novos clientes.
• Finais: introduzem orações que exprimem
finalidade. São elas: para que, a fim de que
etc.
• Ex: Coloquei o livro em lugar bem visível, a fim
de que possa encontrá-lo facilmente.
Continuação...
• Consecutivas: introduzem orações que exprimem
consequência. São elas: que (precedido de tal,
tão, tanto, tamanho), de modo que, sem que,
de sorte que etc.
• Ex: O calor era tão intenso, de modo que o
asfalto amoleceu..
• Concessivas: introduzem orações que exprimem
um certo sentido de contrariedade. São elas:
embora, conquanto que, ainda que, mesmo que
etc.
• Ex: Embora estivesse doente, foi à escola.
Continuação...
• Comparativas: introduzem orações que
exprimem o segundo elemento de uma
comparação. São elas: como, assim como, que
ou do que (precedidos de mais, menos, maior,
menor, melhor, pior) etc.
• Ex: João é mais esforçado que Marcos.
• Conformativas: introduzem orações que
exprimem conformidade de um fato com outro.
São elas: conforme, segundo, consoante etc.
• Ex: Elaboramos a aula, conforme o coordenador
solicitou.
Continuação...
• Integrantes: introduzem orações que
equivalem a substantivos. São elas: que, se.
• Ex: Desejo que ela participe. (Desejo sua
participação.)
• Não sei se ele virá. (Não sei de sua vinda.)
• Observação: São chamadas de locuções
conjuntivas as conjunções representadas
por duas ou mais palavras. Ex: à proporção
que, desde que etc.
INTERJEIÇÃO
• São palavras que expressam surpresa,
alegria, aplauso, emoções, admiração.
• Ex: Ah! Que alegria!
• Ih! Que encrenca!
Classificação das
interjeições
• As interjeições se classificam de acordo com as emoções ou
sentimentos:
• Aclamação: Viva!
• Advertência: Atenção! Cuidado!
• Agradecimento: Obrigado!
• Afugentamento: Fora! Sai!
• Alegria: Ah! Oba! Viva!
• Alívio: Ah! Ufa!
• Animação: Coragem!
• Apelo, pedido: Socorro!
• Aplauso: Bravo! Parabéns!
• Aversão: Credo!
• Cessação: Basta!
• Concordância: Claro! Sim!
Continuação...
• Desacordo: Barbaridade!
• Desapontamento: Ué!
• Desejo: Oh!
• Dor: Ai!
• Espanto, admiração: Ah! Caramba!
• Impaciência: Puxa!
• Pena: Coitado!
• Reprovação: Francamente!
• Satisfação: Oba!
• Saudação: Oi!
• Silêncio: Silêncio Psiu!
• Terror: Uh! Ui!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Substantivo 6
Substantivo 6Substantivo 6
Substantivo 6
Karla Costa
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
7 de Setembro
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
Lucilene Barcelos
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominal
Flávio Ferreira
 
Classes gramaticais
Classes gramaticais Classes gramaticais
Classes gramaticais
iamraphael
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
Flávio Ferreira
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
Fábio Guimarães
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
Julianne Rodrigues Pita
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
Rita Tramonte
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Alice Silva
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
IedaSantana
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Jose Manuel Alho
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
Cynthia Funchal
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
Cláudia Heloísa
 
Crase
CraseCrase
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
Valeria Nunes
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
colveromachado
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
Mara dalto
 
Uso dos porquês
Uso dos porquêsUso dos porquês
Uso dos porquês
Sabrina Paiva
 

Mais procurados (20)

Substantivo 6
Substantivo 6Substantivo 6
Substantivo 6
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
Complemento nominal
Complemento nominalComplemento nominal
Complemento nominal
 
Classes gramaticais
Classes gramaticais Classes gramaticais
Classes gramaticais
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
 
Uso dos porquês
Uso dos porquêsUso dos porquês
Uso dos porquês
 

Destaque

Slides.pptx [reparado]
Slides.pptx [reparado]Slides.pptx [reparado]
Slides.pptx [reparado]
Nádia França
 
Ngôn ngữ học đối chiếu
Ngôn ngữ học đối chiếuNgôn ngữ học đối chiếu
Ngôn ngữ học đối chiếuhongdiem2893
 
Texto expositivo
Texto expositivoTexto expositivo
Texto expositivo
panchalandia
 
As 10 classes morfológicas
As 10 classes morfológicasAs 10 classes morfológicas
As 10 classes morfológicas
José Leandro Santana
 
Funções sintáticas ao nível da frase
Funções sintáticas ao nível da fraseFunções sintáticas ao nível da frase
Funções sintáticas ao nível da frase
António Fernandes
 
O Texto Expositivo
O Texto ExpositivoO Texto Expositivo
O Texto Expositivo
713773
 
Texto expositivo, argumentativo, reflexivo, dissertativo e tipos de argumentos
Texto expositivo, argumentativo, reflexivo, dissertativo e tipos de argumentos  Texto expositivo, argumentativo, reflexivo, dissertativo e tipos de argumentos
Texto expositivo, argumentativo, reflexivo, dissertativo e tipos de argumentos
complementoindirecto
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
Cláudia Cardoso
 
4 fases para fazer um texto expositivo
4 fases para fazer um  texto expositivo4 fases para fazer um  texto expositivo
4 fases para fazer um texto expositivo
Jaicinha
 
Funções sintácticas
Funções sintácticasFunções sintácticas
Funções sintácticas
Teresa Pombo
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
Susana Sobrenome
 
Classe de palavras
Classe de palavrasClasse de palavras
Classe de palavras
Ana Arminda Moreira
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
Delfina Vernuccio
 
Resumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavrasResumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavras
Lurdes Augusto
 

Destaque (15)

Slides.pptx [reparado]
Slides.pptx [reparado]Slides.pptx [reparado]
Slides.pptx [reparado]
 
Cartaz outubro
Cartaz outubroCartaz outubro
Cartaz outubro
 
Ngôn ngữ học đối chiếu
Ngôn ngữ học đối chiếuNgôn ngữ học đối chiếu
Ngôn ngữ học đối chiếu
 
Texto expositivo
Texto expositivoTexto expositivo
Texto expositivo
 
As 10 classes morfológicas
As 10 classes morfológicasAs 10 classes morfológicas
As 10 classes morfológicas
 
Funções sintáticas ao nível da frase
Funções sintáticas ao nível da fraseFunções sintáticas ao nível da frase
Funções sintáticas ao nível da frase
 
O Texto Expositivo
O Texto ExpositivoO Texto Expositivo
O Texto Expositivo
 
Texto expositivo, argumentativo, reflexivo, dissertativo e tipos de argumentos
Texto expositivo, argumentativo, reflexivo, dissertativo e tipos de argumentos  Texto expositivo, argumentativo, reflexivo, dissertativo e tipos de argumentos
Texto expositivo, argumentativo, reflexivo, dissertativo e tipos de argumentos
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
4 fases para fazer um texto expositivo
4 fases para fazer um  texto expositivo4 fases para fazer um  texto expositivo
4 fases para fazer um texto expositivo
 
Funções sintácticas
Funções sintácticasFunções sintácticas
Funções sintácticas
 
Texto de opinião
Texto de opiniãoTexto de opinião
Texto de opinião
 
Classe de palavras
Classe de palavrasClasse de palavras
Classe de palavras
 
Oracoes subordinadas
Oracoes subordinadasOracoes subordinadas
Oracoes subordinadas
 
Resumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavrasResumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavras
 

Semelhante a Morfologia - Classes Gramaticais

MORFOLOGIA E CLASSES MORFOLOGICAS aula e
MORFOLOGIA E CLASSES MORFOLOGICAS aula eMORFOLOGIA E CLASSES MORFOLOGICAS aula e
MORFOLOGIA E CLASSES MORFOLOGICAS aula e
TailsonSantos1
 
morfologia portuguesa, classes de palavras
morfologia portuguesa, classes de palavrasmorfologia portuguesa, classes de palavras
morfologia portuguesa, classes de palavras
NdilaIrineu
 
Morfologia classes gramaticais
Morfologia classes gramaticaisMorfologia classes gramaticais
Morfologia classes gramaticais
Pastor Juscelino Freitas
 
1 SLIDESClasses-de-palavras - importantes.pptx
1 SLIDESClasses-de-palavras - importantes.pptx1 SLIDESClasses-de-palavras - importantes.pptx
1 SLIDESClasses-de-palavras - importantes.pptx
LauraYouTuber
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
Rebeca Kaus
 
Classes-de-palavras.pptx
Classes-de-palavras.pptxClasses-de-palavras.pptx
Classes-de-palavras.pptx
marcosgabriel178459
 
Intensivo Aula 4 morfologia
Intensivo  Aula 4   morfologiaIntensivo  Aula 4   morfologia
Intensivo Aula 4 morfologia
ProfFernandaBraga
 
CLASSES GRAMATICAIS.pptx
CLASSES GRAMATICAIS.pptxCLASSES GRAMATICAIS.pptx
CLASSES GRAMATICAIS.pptx
JosimarElias1
 
Pronomes.pptx
Pronomes.pptxPronomes.pptx
Pronomes.pptx
kawaneEduardo
 
Plano de aula elizete
Plano de aula elizetePlano de aula elizete
Plano de aula elizete
machadolize
 
Plano de aula elizete
Plano de aula elizetePlano de aula elizete
Plano de aula elizete
machadolize
 
Cefet/Coltec Aula 4 Morfologia
Cefet/Coltec Aula 4   MorfologiaCefet/Coltec Aula 4   Morfologia
Cefet/Coltec Aula 4 Morfologia
ProfFernandaBraga
 
11 livro florense
11 livro florense11 livro florense
11 livro florense
Rosangela Lucas
 
Classes gramaticais slides.2
Classes gramaticais  slides.2Classes gramaticais  slides.2
Classes gramaticais slides.2
Lúcia Maria Silva Gonçalves
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes marlos
Pronomes marlosPronomes marlos
Pronomes marlos
silvanagmelo
 
3450-classes-de-palavras-morfologia-zambeli.pdf
3450-classes-de-palavras-morfologia-zambeli.pdf3450-classes-de-palavras-morfologia-zambeli.pdf
3450-classes-de-palavras-morfologia-zambeli.pdf
JuremaSenna
 
Resumos gramática inglês
Resumos gramática inglêsResumos gramática inglês
Resumos gramática inglês
Luciana Viter
 
1) a linguagem forense aula para inicio
1) a linguagem forense aula para inicio1) a linguagem forense aula para inicio
1) a linguagem forense aula para inicio
Agassis Rodrigues
 
3450 classes-de-palavras-morfologia-zambeli
3450 classes-de-palavras-morfologia-zambeli3450 classes-de-palavras-morfologia-zambeli
3450 classes-de-palavras-morfologia-zambeli
Adriana Leal
 

Semelhante a Morfologia - Classes Gramaticais (20)

MORFOLOGIA E CLASSES MORFOLOGICAS aula e
MORFOLOGIA E CLASSES MORFOLOGICAS aula eMORFOLOGIA E CLASSES MORFOLOGICAS aula e
MORFOLOGIA E CLASSES MORFOLOGICAS aula e
 
morfologia portuguesa, classes de palavras
morfologia portuguesa, classes de palavrasmorfologia portuguesa, classes de palavras
morfologia portuguesa, classes de palavras
 
Morfologia classes gramaticais
Morfologia classes gramaticaisMorfologia classes gramaticais
Morfologia classes gramaticais
 
1 SLIDESClasses-de-palavras - importantes.pptx
1 SLIDESClasses-de-palavras - importantes.pptx1 SLIDESClasses-de-palavras - importantes.pptx
1 SLIDESClasses-de-palavras - importantes.pptx
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Classes-de-palavras.pptx
Classes-de-palavras.pptxClasses-de-palavras.pptx
Classes-de-palavras.pptx
 
Intensivo Aula 4 morfologia
Intensivo  Aula 4   morfologiaIntensivo  Aula 4   morfologia
Intensivo Aula 4 morfologia
 
CLASSES GRAMATICAIS.pptx
CLASSES GRAMATICAIS.pptxCLASSES GRAMATICAIS.pptx
CLASSES GRAMATICAIS.pptx
 
Pronomes.pptx
Pronomes.pptxPronomes.pptx
Pronomes.pptx
 
Plano de aula elizete
Plano de aula elizetePlano de aula elizete
Plano de aula elizete
 
Plano de aula elizete
Plano de aula elizetePlano de aula elizete
Plano de aula elizete
 
Cefet/Coltec Aula 4 Morfologia
Cefet/Coltec Aula 4   MorfologiaCefet/Coltec Aula 4   Morfologia
Cefet/Coltec Aula 4 Morfologia
 
11 livro florense
11 livro florense11 livro florense
11 livro florense
 
Classes gramaticais slides.2
Classes gramaticais  slides.2Classes gramaticais  slides.2
Classes gramaticais slides.2
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Pronomes marlos
Pronomes marlosPronomes marlos
Pronomes marlos
 
3450-classes-de-palavras-morfologia-zambeli.pdf
3450-classes-de-palavras-morfologia-zambeli.pdf3450-classes-de-palavras-morfologia-zambeli.pdf
3450-classes-de-palavras-morfologia-zambeli.pdf
 
Resumos gramática inglês
Resumos gramática inglêsResumos gramática inglês
Resumos gramática inglês
 
1) a linguagem forense aula para inicio
1) a linguagem forense aula para inicio1) a linguagem forense aula para inicio
1) a linguagem forense aula para inicio
 
3450 classes-de-palavras-morfologia-zambeli
3450 classes-de-palavras-morfologia-zambeli3450 classes-de-palavras-morfologia-zambeli
3450 classes-de-palavras-morfologia-zambeli
 

Mais de Portal do Vestibulando

Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino FrancoIdade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
Portal do Vestibulando
 
Sociedades Pré-colombianas: Toltecas, Olmecas, Incas, Nazca, Maias, Astecas
Sociedades Pré-colombianas: Toltecas, Olmecas, Incas, Nazca, Maias, AstecasSociedades Pré-colombianas: Toltecas, Olmecas, Incas, Nazca, Maias, Astecas
Sociedades Pré-colombianas: Toltecas, Olmecas, Incas, Nazca, Maias, Astecas
Portal do Vestibulando
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
Portal do Vestibulando
 
Ditadura militar anos de chumbo (1964-1985)
Ditadura militar   anos de chumbo (1964-1985)Ditadura militar   anos de chumbo (1964-1985)
Ditadura militar anos de chumbo (1964-1985)
Portal do Vestibulando
 
07 revolução mexicana
07   revolução mexicana07   revolução mexicana
07 revolução mexicana
Portal do Vestibulando
 
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismoPeríodo entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Portal do Vestibulando
 
Guerra Fria - Atualizada
Guerra Fria - AtualizadaGuerra Fria - Atualizada
Guerra Fria - Atualizada
Portal do Vestibulando
 
Nova República
Nova RepúblicaNova República
Nova República
Portal do Vestibulando
 
Senhora
SenhoraSenhora
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto históricoBrasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Portal do Vestibulando
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Questão Palestina
Questão PalestinaQuestão Palestina
Questão Palestina
Portal do Vestibulando
 
Descolonização afro-asiática
Descolonização afro-asiáticaDescolonização afro-asiática
Descolonização afro-asiática
Portal do Vestibulando
 
África nos tempos de tráfico atlântico
África nos tempos de tráfico atlânticoÁfrica nos tempos de tráfico atlântico
África nos tempos de tráfico atlântico
Portal do Vestibulando
 
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto históricoBrasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Portal do Vestibulando
 
Brasil Colônia: revoltas nativistas e separatistas
Brasil Colônia: revoltas nativistas e separatistasBrasil Colônia: revoltas nativistas e separatistas
Brasil Colônia: revoltas nativistas e separatistas
Portal do Vestibulando
 
Brasil: Economia Colonial
Brasil: Economia ColonialBrasil: Economia Colonial
Brasil: Economia Colonial
Portal do Vestibulando
 
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto históricoBrasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Portal do Vestibulando
 
Cuca Vestibulares - Maratona PSC 1 - Manaus
Cuca Vestibulares - Maratona PSC 1 - ManausCuca Vestibulares - Maratona PSC 1 - Manaus
Cuca Vestibulares - Maratona PSC 1 - Manaus
Portal do Vestibulando
 
Religiões de matriz africana
Religiões de matriz africanaReligiões de matriz africana
Religiões de matriz africana
Portal do Vestibulando
 

Mais de Portal do Vestibulando (20)

Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino FrancoIdade Média - Feudalismo - Reino Franco
Idade Média - Feudalismo - Reino Franco
 
Sociedades Pré-colombianas: Toltecas, Olmecas, Incas, Nazca, Maias, Astecas
Sociedades Pré-colombianas: Toltecas, Olmecas, Incas, Nazca, Maias, AstecasSociedades Pré-colombianas: Toltecas, Olmecas, Incas, Nazca, Maias, Astecas
Sociedades Pré-colombianas: Toltecas, Olmecas, Incas, Nazca, Maias, Astecas
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
Ditadura militar anos de chumbo (1964-1985)
Ditadura militar   anos de chumbo (1964-1985)Ditadura militar   anos de chumbo (1964-1985)
Ditadura militar anos de chumbo (1964-1985)
 
07 revolução mexicana
07   revolução mexicana07   revolução mexicana
07 revolução mexicana
 
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismoPeríodo entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
 
Guerra Fria - Atualizada
Guerra Fria - AtualizadaGuerra Fria - Atualizada
Guerra Fria - Atualizada
 
Nova República
Nova RepúblicaNova República
Nova República
 
Senhora
SenhoraSenhora
Senhora
 
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto históricoBrasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Questão Palestina
Questão PalestinaQuestão Palestina
Questão Palestina
 
Descolonização afro-asiática
Descolonização afro-asiáticaDescolonização afro-asiática
Descolonização afro-asiática
 
África nos tempos de tráfico atlântico
África nos tempos de tráfico atlânticoÁfrica nos tempos de tráfico atlântico
África nos tempos de tráfico atlântico
 
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto históricoBrasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
 
Brasil Colônia: revoltas nativistas e separatistas
Brasil Colônia: revoltas nativistas e separatistasBrasil Colônia: revoltas nativistas e separatistas
Brasil Colônia: revoltas nativistas e separatistas
 
Brasil: Economia Colonial
Brasil: Economia ColonialBrasil: Economia Colonial
Brasil: Economia Colonial
 
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto históricoBrasil Pré-colonial - contexto histórico
Brasil Pré-colonial - contexto histórico
 
Cuca Vestibulares - Maratona PSC 1 - Manaus
Cuca Vestibulares - Maratona PSC 1 - ManausCuca Vestibulares - Maratona PSC 1 - Manaus
Cuca Vestibulares - Maratona PSC 1 - Manaus
 
Religiões de matriz africana
Religiões de matriz africanaReligiões de matriz africana
Religiões de matriz africana
 

Último

759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 

Último (20)

759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 

Morfologia - Classes Gramaticais

  • 1. MORFOLOGIAMORFOLOGIA Classes gramaticaisClasses gramaticais Vamos conhecer as dez classesVamos conhecer as dez classes gramaticais...gramaticais...
  • 2. 1. SUBSTANTIVO • Substantivo é a classe gramatical que nomeia os seres: • Objetos: O avião chegou. • Pessoas: João vai estudar. • Lugares: Moro em Campinas. • Sentimentos: O amor nos engrandece.
  • 3. Continuação... • Estados: Todos necessitam de alegria. • Qualidades: A honestidade é essencial. • Ações: A pescaria foi divertida. • Fenômenos da natureza: Chuva é importante.
  • 4. Classificação dos substantivos • Comum: indica um nome comum a todos os seres da mesma espécie. Ex: casa, homem, cidade, rio. • Coletivos: entre os substantivos comuns encontram-se os “Coletivos”, que, embora estejam no singular, indicam uma multiplicidade da mesma espécie. Ex: Boiada: muitos bois Cardume: muitos peixes • Ramalhete: muitas flores
  • 5. Continuação... • Próprio: é aquele que particulariza um ser da espécie (pessoas, cidades, estados, países, rios, nomes de animais domésticos e outros): Marcelo, São Paulo, Brasil. • Concreto: indica seres reais ou imaginários, de existência independente de outros seres. Casa (ser real) Bruxa (ser imaginário) • Abstrato: indica seres dependentes de outros seres. ódio trabalho solidão Esses seres existem em função de outros seres: - o ódio é sentido por alguém: sentimento; - o trabalho é realizado por alguém: ação; - a solidão é o estado em que alguém se encontra : estado.
  • 6. Formação dos substantivos • Primitivo: é aquele que dá origem a outras palavras. Ex: pedra terra • Derivado: é aquele que se forma de outras palavras. Ex: pedreira terreno
  • 7. Continuação... • Simples: é aquele formado por um radical. Ex: flor maçã couve • Composto: é aquele formado por mais de um radical. Ex: banana-maçã (composto de banana + maçã) couve-flor ( composto por couve + flor)
  • 8. 2. ARTIGO • É a palavra que se antepõe ao substantivo para determiná-lo. • O artigo se classifica em: • Definido: é aquele usado para determinar o substantivo de forma definida (precisa): o, a, os, as. • Ex: O menino foi ao parque. • O menino específico.
  • 9. Continuação... • Indefinido: é aquele usado para determinar o substantivo de forma indefinida (vaga, imprecisa): um, uma, uns, umas. • Ex: Um menino foi ao parque. • (qualquer menino)
  • 10. 3. ADJETIVO • É a palavra que caracteriza o substantivo. • Exemplos: • O bom homem me ajudou. • A vizinha estava alegre. • O cidadão brasileiro escolheu seu presidente.
  • 11. Locução adjetiva • É uma expressão formada com mais de uma palavra e com valor de adjetivo. • Exemplos: • Sapatos sem meias. • Touca de bolinha. • Período da manhã. • Faixa de idade.
  • 12. 4. NUMERAL • É a palavra que se refere ao substantivo dando a idéia de número. • Exemplos: • Choveu durante quatro semanas. • O terceiro aluno da fila era o mais alto. • Comeu meia maçã.
  • 13. Classificação do Numeral • De acordo com o que indica, o numeral pode ser: • Cardinal: indica uma quantidade determinada de seres: um, dois... • Ordinal: indica a ordem (posição) que o ser ocupa numa série: primeiro, segundo... • Multiplicativo: expressa idéia de multiplicação, indicando quantas vezes a quantidade foi aumentada: dobro, triplo... • Fracionário: expressa idéia de divisão, indicando em quantas partes a quantidade foi dividida: meio, terço...
  • 14. 5. PRONOME • É a palavra que substitui ou acompanha um substantivo, relacionando-o à pessoa do discurso. • Ex: Paulo sorriu. Finalmente as coisas tomavam o rumo que ele desejava. • Substituindo ou acompanhando o substantivo, o pronome indica a pessoa do discurso (pessoa gramatical): • Eu (nós): primeira pessoa (a pessoa que fala) • Tu (vós): segunda pessoa (a pessoa com quem se fala) • Ele (a) (s): terceira pessoa (a pessoa de quem se fala)
  • 15. Classificação do pronome • Pronomes Pessoais: substituem os substantivos, indicando as pessoas do discurso. São eles: retos, oblíquos e de tratamento. • Pronomes pessoais do caso reto: eu, tu, ele (a), nós, vós, eles (as). • Pronomes pessoais do caso oblíquo: • Me, mim, comigo • Te, ti, contigo • O, a, lhe, se, si, consigo • Nos, conosco • Vos, convosco • Os, as, lhes, se, si, consigo
  • 16. Formas pronominais • Os pronomes o, a, os, as adquirem as seguintes formas: • Lo, la, los, las, quando associados a verbos terminados em r, s ou z: • Encontra(r) + o = encontrá-lo • Encontramo(s) + o = encontramo-lo • Fe(z) + as = fê-las • No, na, nos, nas, quando associados a verbos terminados em som nasal: • Encontraram + o = encontraram-no • põe + as = põe-nas
  • 17. Pronomes pessoais de tratamento • Os pronomes pessoais de tratamento representam a forma de se tratar as pessoas, trato cortês (cerimonioso) ou informal (íntimo). Os mais usados são: • Você: v. Pessoas familiares, íntimas • Senhor, Senhora: Sr. Srª. Pessoas com as quais se mantém um certo distanciamento respeitoso • Vossa Senhoria: V. Sª. Pessoas de cerimônia, principalmente em textos escritos como correspondências comerciais, ofícios, requerimentos etc. • Vossa Excelência: V. Exª. Altas autoridades: presidente da República, senadores, deputados, embaixadores etc. • Vossa Eminência: V. Emª. Cardeais • Vossa Alteza: V. A. Príncipes e duques
  • 18. Continuação... • Vossa Santidade: V. S. O Papa • Vossa Reverendíssima: V. Vermª. Sacerdotes e religiosos em geral • Vossa Paternidade: V. P. Superiores de ordens religiosas • Vossa Magnificência: V. Magª. Reitores de universidades • Vossa Majestade: V. M. Reis e rainhas
  • 19. Pronomes Possessivos • São palavras que, ao indicarem a pessoa gramatical (possuidor), acrescentam a ela a idéia de posse de algo (coisa possuída): • Eu reagi quando tocaram no meu braço. • São eles: • Meu, minha, meus, minhas • Teu, tua, teus, tuas • Seu, sua, seus, suas • Nosso, nossa, nossos, nossas • Vosso, vossa, vossos, vossas • Seu, sua, seus, suas
  • 20. Pronomes demonstrativos • São palavras que indicam, no espaço ou no tempo, a posição de um ser em relação às pessoas do discurso. • Posição no espaço: • Este caderno é meu. • Este: indica que o caderno está próximo da pessoa que fala. • Esse caderno aí é teu. • Esse: indica que o caderno está próximo da pessoa que ouve. • Não sabemos de quem é aquele caderno lá. • Aquele: indica o caderno distante de ambas as pessoas.
  • 21. Continuação... • Posição no tempo • Este ano está sendo bom para nós. • Este: referindo-se ao ano presente • Esse ano que passou foi razoável. • Esse: referindo-se a um passado próximo • Aquele ano foi terrível para todos nós. • Aquele: referindo-se a um passado distante.
  • 22. Pronomes indefinidos • São palavras que se referem à 3ª pessoa do discurso, dando- lhe sentido vago (impreciso) ou expressando quantidade indeterminada. • Ex: Alguém está chegando. (Alguém refere-se à 3ª pessoa sem identificá-la). • Compareceram muitos pais à reunião. (Muitos refere-se à 3ª pessoa sem determinar o número exato). • Algum, alguma, alguns, algumas, algo • Nenhum, nenhuma, nenhuns, nenhumas, alguém • Todo, toda, todos, todas, nada • Muito, muita, muitos, muitas, ninguém • Pouco, pouca, poucos, poucas, tudo • Certo, certa, certos, certas, cada
  • 23. Continuação... • Outro, outra, outros, outras, outrem • Quanto, quanta, quantos, quantas, quem • Tanto, tanta, tantos, tantas, mais • Vário, vária, vários, várias, menos • Diverso, diversa, diversos, diversas, demais • Um, uma, uns, umas • Qual, quais • Bastante, bastantes
  • 24. Locuções Pronominais • São locuções pronominais indefinidas duas ou mais palavras que equivalem a um pronome indefinido. • Exemplos: • Apenas uma ou outra pessoa parava para ver o espetáculo. • Qualquer um poderá participar do concurso.
  • 25. Continuação... • Algumas locuções pronominais indefinidas: • Cada qual • Cada um • Quem quer que seja • Seja quem for • Qualquer um • Todo aquele que • Tal e qual
  • 26. Pronomes Interrogativos • São aqueles usados na formulação de uma pergunta direta ou indireta. Assim como os indefinidos, referem- se à 3ª pessoa do discurso: • Que dia é hoje? (interrogativa direta) • Diga-me que dia é hoje.(interrogativa indireta) • Quem fez isso? (interrogativa direta) • Não sei quem fez isso. (interrogativa indireta) • Pronomes Interrogativos: • Que, quem, qual (e variação), quanto ( e variação).
  • 27. Pronomes Relativos • São aqueles que representam nomes já mencionados anteriormente e com os quais se relacionam. O nome mencionado anteriormente é o antecedente do pronome. • Os livros que estou lendo são muito bons. Livros é o termo antecedente e que é o pronome relativo • O sobrado onde morava fora deixado pelo avô. • Sobrado é o termo antecedente e onde é o pronome relativo. • Pronomes relativos variáveis: O qual, a qual os quais, as quais Cujo, cuja, cujos, cujas Quanto, quanta, quantos, quantas • Pronomes relativos invariáveis: Que, quem, onde
  • 28. Pronome Substantivo e Pronome Adjetivo • Pronome Substantivo é aquele que substitui o substantivo ao qual se refere. • Pronome Adjetivo é aquele que acompanha o substantivo com o qual se relaciona. • Exemplo: • Alguns alunos estudam o suficiente, outros (alunos) não. • Alguns = pronome adjetivo • Outros = pronome substantivo
  • 29. 6. VERBO • Quando se pratica uma ação, a palavra que representa essa ação, indicando o momento em que ela ocorre, é o Verbo. Eu escrevo com rapidez. Escrevo = ação presente • Uma idéia de estado também pode ser localizada no tempo por meio de um verbo. Os alunos estavam preocupados. Estavam = estado passado • Uma ação ocorrida num determinado tempo também pode constituir-se num fenômeno da natureza expresso por um verbo. Naquela noite trovejou muito. Trovejou = ação passada, fenômeno da natureza • Verbo é a palavra que expressa ação, estado e fenômeno da natureza situados no tempo.
  • 30. Conjugações do verbo • Na Língua Portuguesa, três vogais antecedem o “r” na terminação do infinitivo: a – e – i. Essas vogais caracterizam a conjugação do verbo. São três as conjugações em que se agrupam os verbos: • 1ª conjugação: AR • CANTAR, ARRUMAR • 2ª conjugação: ER • PODER, VENDER • 3ª conjugação: IR • PEDIR, SENTIR
  • 31. Flexão do verbo • Há duas partes principais que formam os verbos: RADICAL e TERMINAÇÕES (desinências, vogais temáticas). AMAR: am= RADICAL ar= TERMINAÇÕES (a= vogal temática, r= desinência)
  • 32. Pessoa e número • O verbo varia em pessoa e número: • SINGULAR: • 1ª eu amo • 2ª tu amas • 3ª ele/ela ama • PLURAL • 1ª nós amamos • 2ª vós amais • 3ª eles/elas amam
  • 33. Tempo e Modo • Tempo: o fato expresso pelo verbo aparece sempre situado nos tempos: • Presente: O garoto estuda. • Pretérito perfeito: O garoto estudou. • Pretérito imperfeito: O garoto estudava. • Pretérito mais-que-perfeito: O garoto estudara. • Futuro do presente: O garoto estudará. • Futuro do pretérito: O garoto estudaria, se tivesse condições.
  • 34. Continuação • Além de o fato estar situado no tempo, ele também pode indicar CERTEZA, DÚVIDA, ORDEM. • Fato certo: Marcos estuda todos os dias. • Fato duvidoso: Se Marcos estudasse... • Ordem: Estude, Marcos! • As indicações de certeza, dúvida e ordem são determinadas pelos modos verbais: • Modo Indicativo: exprime certeza. • Modo Subjuntivo: exprime dúvida. • Modo Imperativo: exprime ordem, conselho ou pedido.
  • 35. Tempos do Indicativo... • PRESENTE • Eu canto, tu cantas, ele canta • Nós cantamos, vós cantais, eles cantam • PRETÉRITO PERFEITO • Eu cantei, tu cantaste, ele cantou • Nós cantamos, vós cantais, eles cantaram • PRETÉRITO IMPERFEITO • Eu cantava, tu cantavas, ele cantava • Nós cantávamos, vós cantáveis, eles cantavam • PRETÉRITO MAIS-QUE-PERFEITO • Eu cantara, tu cantaras, ele cantara, • Nós cantáramos, vós cantáreis, eles cantaram • FUTURO DO PRESENTE • Eu cantarei, tu cantarás, ele cantará • Nós cantaremos, vós cantareis, eles cantarão • FUTURO DO PRETÉRITO • Eu cantaria, tu cantarias, ele cantaria • Nós cantaríamos, vós cantaríeis, eles cantariam
  • 36. Tempos do modo Subjuntivo ... • Presente: • Que eu ame, que tu ames, que ele ame, • Que nós amemos, que vós ameis, que eles amem • Pretérito imperfeito: • Se eu amasse, se tu amasses, se ele amasse, • Se nós amássemos, se vós amásseis, se eles amassem • Futuro: • Quando eu amar, quando tu amares, quando ele amar, • Quando nós amarmos, quando vós amardes, quando eles amarem
  • 37. Modo Imperativo • Ao indicar ordem, conselho, pedido, o fato verbal pode expressar afirmação ou negação. Portanto, são duas as formas verbais no imperativo: • Imperativo afirmativo: Cantem mais alto! • Imperativo negativo: Não cantem alto!
  • 38. Dicas... • O Imperativo afirmativo é constituído da seguinte forma: • Presente do subjuntivo, com exceção da 2ª pessoa do singular e do plural que são retiradas do presente indicativo, sem o “s”: • Canta, cante, • Cantemos, cantai, cantem • O Imperativo negativo é formado do presente do subjuntivo: • Não cantes, não cante, • Não cantemos, não canteis, não cantem
  • 39. Formas Nominais do Verbo • Os verbos possuem formas que são nominais. São nominais porque por si só elas não expressam nem o tempo nem o modo verbal. Também, em alguns contextos, assumem a função de substantivos, adjetivos ou verbos. • O jantar está preparado. • Jantar = substantivo • Eu vou jantar. • Jantar = verbo • Ela está preparada para a festa. • Preparada = adjetivo • Ela havia preparado o jantar. • Preparado = verbo
  • 40. Continuação... • As formas nominais do verbo são três: • Infinitivo: cantar • Gerúndio: cantando • Particípio: cantado
  • 41. Locução verbal • É o conjunto formado por dois ou mais verbos que expressam uma idéia (um verbo auxiliar + um verbo principal). • Exemplo: • Você terá de trabalhar muito. • Terá = verbo auxiliar • Trabalhar = verbo principal
  • 42. ADVÉRBIO • São palavras que indicam as circunstâncias em que ocorre a ação verbal. • Ontem, fomos ao cinema. • Ontem = circunstância de tempo • As crianças saíram depressa. • Depressa = circunstância de modo
  • 43. Classificação do advérbio • Tempo: ontem, hoje, amanhã, logo, antes, depois.... • Lugar: aqui, ali, lá, perto, longe,... • Modo: bem, mal, assim, depressa, devagar, suavemente,... • Afirmação: sim, certamente, realmente,... • Negação: não, absolutamente, tampouco. • Dúvida: quiçá, acaso, talvez,... • Intensidade: muito, pouco, mais, menos,... • E outras...
  • 44. Locução adverbial • É o conjunto de duas ou mais palavras com valor de advérbio. • Exemplos: • De repente, as garotas chegaram. • Márcia saiu às pressas. • Com certeza, vamos participar.
  • 45. PREPOSIÇÃO • É a palavra invariável que liga dois termos. Nessa ligação, há uma relação de subordinação (dependência) em que o segundo termo se subordina ao primeiro. • Ex: Voltei para Campinas ontem. • Voltei = termo regente para = preposição Campinas = termo subordinado A relação se sentido estabelecida entre o termo regente e o termo subordinado é LUGAR.
  • 46. Continuação... • Preposições essenciais (aquelas que sempre foram preposições): • A, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, per, perante, por, sem, sob, sobre, trás. • Preposições acidentais (aquelas que passam a ser preposições, mas são provenientes de outras classes gramaticais): • Conforme, consoante, segundo, durante,mediante, como, salvo, fora, que etc.
  • 47. Continuação... • Principais relações estabelecidas pela preposição: • Autoria: Música de Caetano Veloso. • Lugar: Estava na escola. • Tempo: Dormi desde às dez horas. • Modo: Chegar aos gritos. • Causa: morreu de medo. • Assunto: Falamos sobre economia.
  • 48. Continuação... • Finalidade: Estudou para passar de ano. • Instrumento: Escreveu a lápis. • Companhia: Saiu com os amigos. • Meio: Viajou de trem. • Matéria: Casa de madeira. • Posse: Festa do João. • Oposição: O São Paulo jogou contra o Flamengo.
  • 49. Continuação... • Conteúdo: Copo de vinho. • Preço: Vendeu a prazo. • Origem: Descende de família humilde. • Destino: Ir a Roma. • Distância: Fica a duas quadras daqui. • Limite: Vá até a escola.
  • 50. Locução Prepositiva • É o conjunto de duas ou mais palavras com valor de preposição. • Ex: Não estou a par do assunto. • Principais locuções prepositivas: • Abaixo de além de acerca de • Acima de antes de a par de • A fim de diante de depois de • Apesar de graças a junto a • Ao invés de diante de em via de • Em vez de junto de • Defronte de através de • De encontro a em frente de • Sob pena de a respeito de
  • 51. Combinação e Contração • Combinação: quando a preposição não sofre perda e fonema. • Fomos ao teatro. • Contração : quando a preposição sofre perda de fonema. • Festa da Marcela. • Da = de + a (preposição “de” + artigo “a”).
  • 52. CONJUNÇÃO • É a palavra que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. • Ex: O mascate juntou a mercadoria e fugiu quando viu os fiscais. • Meu amigo tinha aquele jeito fraco, mas era muito forte.
  • 53. Classificação das Conjunções • Coordenativas: ligam orações independentes. • Ex: Os filhos reuniram os familiares e fizeram uma festa para os pais. • As orações são independentes, isto é, uma não depende de nenhum termo da outra. • Os filhos reuniram os familiares. • Os filhos fizeram uma festa para os pais.
  • 54. Continuação... • Subordinativas: ligam orações dependentes. • Ex: Acho que virei. • A segunda oração depende de um termo da primeira oração. Não possuindo sentido completo, o verbo ACHO tem a segunda oração como seu complemento. A segunda oração depende, portanto, de um termo da primeira.
  • 55. Conjunções Coordenativas • Aditivas: exprimem idéia de adição. • São elas: e, nem, mas também etc. • Ex: Marcos trabalha, mas também estuda. • Adversativas: exprimem idéia de oposição. • São elas: mas, porém, todavia, contudo, entretanto etc. • Ex: A peça foi boa, mas não agradou a todos.
  • 56. Continuação... • Alternativas: exprimem idéia de alternância, escolha. São elas: ou, ou...ou, ora...ora, já...já, seja...seja etc. Ex: A criança ora chora, ora ri. • Explicativas: exprimem idéia de explicação, razão, motivo. São elas: que, porque, porquanto, pois (anteposta ao verbo). Ex: Chegue logo, pois haverá reunião. Proteja-se, porque vai chover.
  • 57. Continuação... • Conclusivas: exprimem idéia de conclusão. São elas: logo, portanto, por isso, por conseguinte, pois (posposto o verbo). Ex: As leis são importantes, respeite-as, pois. Estudaram muito, logo irão bem nas provas.
  • 58. Continuação... • Conjunções Subordinativas: classificam-se em: • Temporais: introduzem orações que exprimem idéia de tempo. São elas: quando, enquanto, logo que, depois que, antes que, sempre que, desde que, até que, assim que etc. • Ex: Assim que tocou o sinal, os alunos saíram da classe.
  • 59. Continuação... • Causais: introduzem orações que dão idéia de causa. São elas: porque, que, porquanto, já que, visto que, uma vez que, como (no início da frase), desde que etc. • Ex: Como estivesse doente, não apareceu na aula. • Condicionais: introduzem orações que exprimem condição, hipótese. São elas: se, caso, salvo se, contanto que, a não ser que etc. • Ex: Se você em ajudar, eu participarei da atividade.
  • 60. Continuação... • Proporcionais:introduzem orações que exprimem concomitância, simultaneidade. São elas: à proporção que, à medida que, ao passo que, quanto mais, quanto menos etc. • Ex: Nosso trabalho aumenta à medida que encontramos novos clientes. • Finais: introduzem orações que exprimem finalidade. São elas: para que, a fim de que etc. • Ex: Coloquei o livro em lugar bem visível, a fim de que possa encontrá-lo facilmente.
  • 61. Continuação... • Consecutivas: introduzem orações que exprimem consequência. São elas: que (precedido de tal, tão, tanto, tamanho), de modo que, sem que, de sorte que etc. • Ex: O calor era tão intenso, de modo que o asfalto amoleceu.. • Concessivas: introduzem orações que exprimem um certo sentido de contrariedade. São elas: embora, conquanto que, ainda que, mesmo que etc. • Ex: Embora estivesse doente, foi à escola.
  • 62. Continuação... • Comparativas: introduzem orações que exprimem o segundo elemento de uma comparação. São elas: como, assim como, que ou do que (precedidos de mais, menos, maior, menor, melhor, pior) etc. • Ex: João é mais esforçado que Marcos. • Conformativas: introduzem orações que exprimem conformidade de um fato com outro. São elas: conforme, segundo, consoante etc. • Ex: Elaboramos a aula, conforme o coordenador solicitou.
  • 63. Continuação... • Integrantes: introduzem orações que equivalem a substantivos. São elas: que, se. • Ex: Desejo que ela participe. (Desejo sua participação.) • Não sei se ele virá. (Não sei de sua vinda.) • Observação: São chamadas de locuções conjuntivas as conjunções representadas por duas ou mais palavras. Ex: à proporção que, desde que etc.
  • 64. INTERJEIÇÃO • São palavras que expressam surpresa, alegria, aplauso, emoções, admiração. • Ex: Ah! Que alegria! • Ih! Que encrenca!
  • 65. Classificação das interjeições • As interjeições se classificam de acordo com as emoções ou sentimentos: • Aclamação: Viva! • Advertência: Atenção! Cuidado! • Agradecimento: Obrigado! • Afugentamento: Fora! Sai! • Alegria: Ah! Oba! Viva! • Alívio: Ah! Ufa! • Animação: Coragem! • Apelo, pedido: Socorro! • Aplauso: Bravo! Parabéns! • Aversão: Credo! • Cessação: Basta! • Concordância: Claro! Sim!
  • 66. Continuação... • Desacordo: Barbaridade! • Desapontamento: Ué! • Desejo: Oh! • Dor: Ai! • Espanto, admiração: Ah! Caramba! • Impaciência: Puxa! • Pena: Coitado! • Reprovação: Francamente! • Satisfação: Oba! • Saudação: Oi! • Silêncio: Silêncio Psiu! • Terror: Uh! Ui!