SlideShare uma empresa Scribd logo
PRESSUPOSTO
SUBENTENDIDO
Nem tudo no texto está tão claro!
Nem tudo no texto está claro!
Quando lemos um texto não podemos ficar atentos apenas às
informações explícitas (aquelas que estão claras, estão escritas). Para
uma completa interpretação, temos que prestar atenção ao que está nas
entrelinhas.
PRESTE ATENÇÃO:
A crítica não está escrita, mas ela
existe.
O que essa tirinha critica?
O que é pressuposto?
Observe essa frase:
Em São Paulo, continua fazendo muito frio.
Aqui, existe um POSTO, que é: no momento em
que essa frase foi dita, o tempo em São Paulo
estava frio. O posto é a informação explícita.
Porém, o verbo destacado demonstra uma
informação PRESSUPOSTA: antes de essa frase
ser dita, já estava frio.
Analisando pressupostos
Os pressupostos não estão escritos na frase, mas podem ser
entendidos por causa de uma palavra ou expressão contida na
sentença.
Veja:
Passei o dia todo na escola, mas foi bom.
Informações explícitas:
a) Eu passei o dia inteiro na escola.
b) Esse tempo na escola foi bom.
Informação pressuposta:
A palavra MAS mostra que geralmente o tempo na escola não
é tão bom assim.
Analisando pressupostos
Qual o pressuposto dessas frases?
Flávio parou de beber.
 Flávio bebia antes.
Embora tenha chovido, esse fim de semana foi
muito agradável.
Quando chove, o dia não é agradável.
Os funcionários ainda não receberam o salário
deste mês.
Os funcionários já deveriam ter recebido / há
possibilidade de receberem.
O que é subentendido?
“Eu gosto tanto de você
Que até prefiro esconder
Deixo assim ficar
Subentendido
Como uma ideia que existe na cabeça
E não tem a menor obrigação de acontecer”
(Lulu Santos)
Os subentendidos são ideias INSINUADAS no
texto. Elas não estão escritas, precisamos entender o
contexto, ou seja, o tão famoso “ler nas entrelinhas”.
Os subentendidos estão no contexto
O contexto dessa tirinha é
de um homem, tentando
pegar um táxi. Ao gritar
“Hey, táxi!”, está
subentendido que ele está
chamando o veículo. Para
causar o humor, o autor
brincou com a situação: se
o taxista não entendesse o
subentendido, iria apenas
cumprimentar o pedestre.
Analisando subentendidos
O que está subentendido nessas frases?
Você tem relógio?
 A pessoa quer que você responda que horas são.
Senhora, sua sacola está pesada?
A pessoa está oferecendo ajuda.
Filho, leve o guarda-chuva.
Vai chover.
Exercício: o que está subentendido?
Aqui há uma
informação
pressuposta e
outra
subentendida.
Você consegue
identificá-las?
Fontes pesquisadas
http://diogoprofessor.blogspot.com.br/2011/03/aul
a-11-pressupostos-e-subentendidos.html
http://soumaisenem.com.br/portugues/aspectos-
semanticos/informacoes-implicitas
http://guriadecwb.blogspot.com.br/2010/09/as-
informacoes-implicitas-pressuposto-e.html
Relatório pedagógico do SARESP – Língua
Portuguesa – 2009

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pressuposto e subentendido
Pressuposto e subentendidoPressuposto e subentendido
Pressuposto e subentendido
larissa lima
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Alice Silva
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Ana Claudia André
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
Luciene Gomes
 
10. tipos de argumento
10. tipos de argumento10. tipos de argumento
10. tipos de argumento
Nastrilhas da lingua portuguesa
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
Carolina Loçasso Pereira
 
Denotação e Conotação - Resumo.pptx
Denotação e Conotação - Resumo.pptxDenotação e Conotação - Resumo.pptx
Denotação e Conotação - Resumo.pptx
Rafael Moraes
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Verônica Carvalho
 
AULA REDAÇÃO - 11-02.pptx
AULA REDAÇÃO - 11-02.pptxAULA REDAÇÃO - 11-02.pptx
AULA REDAÇÃO - 11-02.pptx
LinoReisLino
 
Inferência
InferênciaInferência
Inferência
Marilia Teddy
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
Denise
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
Jaciara Mota
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
Keu Oliveira
 
A redação aula 1
A redação   aula 1A redação   aula 1
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
Heydy Silva
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
leticiararek
 
Uso dos porquês
Uso dos porquêsUso dos porquês
Uso dos porquês
Sabrina Paiva
 
Compreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textosCompreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textos
welton santos
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
Isis Barros
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
guest0cbfe
 

Mais procurados (20)

Pressuposto e subentendido
Pressuposto e subentendidoPressuposto e subentendido
Pressuposto e subentendido
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
 
10. tipos de argumento
10. tipos de argumento10. tipos de argumento
10. tipos de argumento
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
 
Denotação e Conotação - Resumo.pptx
Denotação e Conotação - Resumo.pptxDenotação e Conotação - Resumo.pptx
Denotação e Conotação - Resumo.pptx
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
AULA REDAÇÃO - 11-02.pptx
AULA REDAÇÃO - 11-02.pptxAULA REDAÇÃO - 11-02.pptx
AULA REDAÇÃO - 11-02.pptx
 
Inferência
InferênciaInferência
Inferência
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
 
A redação aula 1
A redação   aula 1A redação   aula 1
A redação aula 1
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Uso dos porquês
Uso dos porquêsUso dos porquês
Uso dos porquês
 
Compreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textosCompreensão e interpretação de textos
Compreensão e interpretação de textos
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
 

Pressuposto e subentendido

  • 1. PRESSUPOSTO SUBENTENDIDO Nem tudo no texto está tão claro!
  • 2. Nem tudo no texto está claro! Quando lemos um texto não podemos ficar atentos apenas às informações explícitas (aquelas que estão claras, estão escritas). Para uma completa interpretação, temos que prestar atenção ao que está nas entrelinhas. PRESTE ATENÇÃO: A crítica não está escrita, mas ela existe. O que essa tirinha critica?
  • 3. O que é pressuposto? Observe essa frase: Em São Paulo, continua fazendo muito frio. Aqui, existe um POSTO, que é: no momento em que essa frase foi dita, o tempo em São Paulo estava frio. O posto é a informação explícita. Porém, o verbo destacado demonstra uma informação PRESSUPOSTA: antes de essa frase ser dita, já estava frio.
  • 4. Analisando pressupostos Os pressupostos não estão escritos na frase, mas podem ser entendidos por causa de uma palavra ou expressão contida na sentença. Veja: Passei o dia todo na escola, mas foi bom. Informações explícitas: a) Eu passei o dia inteiro na escola. b) Esse tempo na escola foi bom. Informação pressuposta: A palavra MAS mostra que geralmente o tempo na escola não é tão bom assim.
  • 5. Analisando pressupostos Qual o pressuposto dessas frases? Flávio parou de beber.  Flávio bebia antes. Embora tenha chovido, esse fim de semana foi muito agradável. Quando chove, o dia não é agradável. Os funcionários ainda não receberam o salário deste mês. Os funcionários já deveriam ter recebido / há possibilidade de receberem.
  • 6. O que é subentendido? “Eu gosto tanto de você Que até prefiro esconder Deixo assim ficar Subentendido Como uma ideia que existe na cabeça E não tem a menor obrigação de acontecer” (Lulu Santos) Os subentendidos são ideias INSINUADAS no texto. Elas não estão escritas, precisamos entender o contexto, ou seja, o tão famoso “ler nas entrelinhas”.
  • 7. Os subentendidos estão no contexto O contexto dessa tirinha é de um homem, tentando pegar um táxi. Ao gritar “Hey, táxi!”, está subentendido que ele está chamando o veículo. Para causar o humor, o autor brincou com a situação: se o taxista não entendesse o subentendido, iria apenas cumprimentar o pedestre.
  • 8. Analisando subentendidos O que está subentendido nessas frases? Você tem relógio?  A pessoa quer que você responda que horas são. Senhora, sua sacola está pesada? A pessoa está oferecendo ajuda. Filho, leve o guarda-chuva. Vai chover.
  • 9. Exercício: o que está subentendido? Aqui há uma informação pressuposta e outra subentendida. Você consegue identificá-las?