SlideShare uma empresa Scribd logo
Palestrante Helton Paz
Engenheiro de Testes de Software
Líder Técnico de uma multinacional de TIC
Recife, Campus: Boa Vista.
Evento EXCLUSIVO para aluno(a)s de Engenharia de Software.
Data: 08 de MAIO
Horário: 19H
Será disponibilizado no Link:
https://www.youtube.com/user/ConsultorCloves
XII CAFÉ e CODE
PROVOCAÇÕES DO MESTRE
NOVA TEMPORADA 2019
Ao Vivo
@rocha_cloves
Helton Florencio
da Paz
⊷ Formado em Gestão de Tecnologia da Informação pela Faculdade dos
Guararapes- 2015.
⊷ Experiência de quase 7 anos na área de Sistemas de Informação e
Engenharia de Software, com ênfase em Qualidade de Software e Análise de
sistemas, atuando em diversos temas: Melhoria de Processos de Software,
Metodologias Ágeis e Estratégias de Melhoria de Produtividade.
⊷ Também há quase 7 anos Analista de testes da Accenture do Brasil, Porto
Digital Recife - Pernambuco.
2
Engenharia de Testes de
Software na Prática
Agenda
1. Apresentação da teoria de Teste de Software
2. Como são conhecidos esses profissionais
3. Principais atividades
4. Tipos de testes
5. Teste manual x Teste automatizado
6. Ferramentas
7. Mercado de trabalho
O que é Teste de Software?
O Teste de Software é um processo que faz parte do desenvolvimento
de software, e tem como principal objetivo revelar falhas/bugs para que
sejam corrigidas até que o produto final atinja a qualidade desejada /
acordada.
Como são conhecidos os profissionais
de testes ?
Profissionais que trabalham com testes (denominados analistas de
testes, técnicos de testes, homologador, ou simplesmente testes) estão
habituados a realizar uma bateria de testes de diferentes naturezas e
propósitos, envolvendo não apenas os testes funcionais da aplicação.
Principais Atividades
● Avaliação de projeto técnico
● Verificações em outros documentos Funcionais
● Testes de performance e capa
● Avaliação de interface
● Avaliação da especificação de requisitos
Principais tipos de testes
● 1. Teste de Configuração
Testa se o software funciona no hardware a ser instalado.
● 2. Teste de Instalação
Testa se o software instala como planejado, em diferentes
hardwares e sob diferentes condições, como pouco espaço de
memória, interrupções de rede, interrupções na instalação etc.
● 3. Teste de Integridade
Testa a resistência do software à falhas (robustez).
● 4. Teste de Segurança
Testa se o sistema e os dados são acessados de maneira segura,
apenas pelo autor das ações.
● 5. Teste Funcional
Testa os requisitos funcionais, as funções e os casos de uso. “A
aplicação faz o que deveria fazer?”
● 6. Teste de Unidade
Testa um componente isolado ou classe do sistema.
● 7. Teste de Integração
Testa se um ou mais componentes combinados funcionam de
maneira satisfatória. Há quem diga que o teste de integração é
composto por vários testes de unidade.
● 8. Teste de Volume
Testa o comportamento do sistema operando com o volume
“normal” de dados e transações envolvendo o banco de dados
durante um longo período de tempo.
● 9. Teste de Performance
Teste de carga. Testa o software sob as condições normais de
uso. Ex.: tempo de resposta, número de transações por minuto,
usuários simultâneos etc.
● 10. Teste de Usabilidade
Teste focado na experiência do usuário, consistência da interface,
layout, acesso às funcionalidades etc.
● 11. Testes de Caixa Branca e Caixa Preta
Basicamente, teste de caixa branca envolve o código e o de
caixa-preta, não.
● 12. Teste de Regressão
Reteste de um sistema ou componente para verificar se alguma
modificação recente causou algum efeito indesejado, além de,
certificar se o sistema ainda atende os requisitos.
● 13. Teste de Manutenção
Testa se a mudança de ambiente não interferiu no funcionamento
do sistema.
A importância de identificar problemas
críticos no início dos testes
O custo de correção de um bug aumenta até mais de 100x quando
corrigido nas fases finais de desenvolvimento, quando comparado ao
custo de corrigir a mesma falha em fases iniciais. Por reconhecer este fato
e por entender a relevância dos testes no processo de desenvolvimento,
muitas empresas, profissionais e equipes optam por um método de
desenvolvimento denominado TDD (Test Driven Development) –
Desenvolvimento Orientado a Testes.
A ideia é que funcionalidades de testes sejam escritas antes mesmo do
desenvolvimento das funcionalidades do sistema.
Manual X Automatizado
Testes de Software manuais
Os testes manuais, como o próprio nome já diz, são realizados por seres
humanos através de casos de testes que possuem o passo a passo para
obter o resultado esperado. No teste manual não há auxílio de nenhuma
ferramenta ou mesmo um script automatizado para execução dos
testes.
Testes de Software automatizados
Os testes automatizados são executados com a ajuda de ferramentas e
frameworks que geram um script com elementos de entrada e saída que
ao ser dentro do escopo de teste define se o mesmo passou ou falhou.
Ferramentas de automação
Selenium
TestComplete
Telerik Test Studio
Robotium
Watir
HPE Unified Functional Testing
Mercado de trabalho
Contato
Email:
helton_paz@hotmail.com
heltonfpaz@gmail.com
Obrigado! Thank you!
Perguntas??? <?php
print("ACESSO AO MATERIAL");
<?php
print("http://slideshare.net/ClovesRocha");

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Engenharia de Software Pressman
Engenharia de Software PressmanEngenharia de Software Pressman
Engenharia de Software Pressman
Simoneinfo
 
Software Metrics - Software Engineering
Software Metrics - Software EngineeringSoftware Metrics - Software Engineering
Software Metrics - Software Engineering
Drishti Bhalla
 
Estratégias de testes em 10 passos, step by step!
Estratégias de testes em 10 passos, step by step!Estratégias de testes em 10 passos, step by step!
Estratégias de testes em 10 passos, step by step!
Ariane Izac
 
Maintenance & Re-Engineering of Software
Maintenance & Re-Engineering of SoftwareMaintenance & Re-Engineering of Software
Maintenance & Re-Engineering of Software
Adeel Riaz
 
Software reengineering
Software reengineeringSoftware reengineering
Software reengineering
gourav kottawar
 
TDD com Python (Completo)
TDD com Python (Completo)TDD com Python (Completo)
TDD com Python (Completo)
Osvaldo Santana Neto
 
Aula 2 - Modelos de processos
Aula 2 -  Modelos de processosAula 2 -  Modelos de processos
Aula 2 - Modelos de processos
Leinylson Fontinele
 
Modelos de Processo de Software Parte 5
Modelos de Processo de Software Parte 5Modelos de Processo de Software Parte 5
Modelos de Processo de Software Parte 5
Elaine Cecília Gatto
 
Gerência de Configuração
Gerência de ConfiguraçãoGerência de Configuração
Gerência de Configuração
Wagner Zaparoli
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
Marcelo Yamaguti
 
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
minastestingconference
 
Software Engineering Process Models
Software Engineering Process Models Software Engineering Process Models
Software Engineering Process Models
Satya P. Joshi
 
Programação web e o front-end
Programação web e o front-endProgramação web e o front-end
Programação web e o front-end
Anderson Luís Furlan
 
Analise de Requisitos
Analise de RequisitosAnalise de Requisitos
Analise de Requisitos
elliando dias
 
Testes de Software
Testes de SoftwareTestes de Software
Testes de Software
Capgemini
 
Software development PROCESS
Software development PROCESSSoftware development PROCESS
Software development PROCESS
Ivano Malavolta
 
GCS - Aula 02 - Conceitos Principais
GCS - Aula 02 - Conceitos PrincipaisGCS - Aula 02 - Conceitos Principais
GCS - Aula 02 - Conceitos Principais
Misael Santos
 
Modelos de processos de software
Modelos de processos de softwareModelos de processos de software
Modelos de processos de software
Nécio de Lima Veras
 
Walkthroughs
WalkthroughsWalkthroughs
Walkthroughs
NancyBeaulah_R
 
Software archiecture lecture06
Software archiecture   lecture06Software archiecture   lecture06
Software archiecture lecture06
Luktalja
 

Mais procurados (20)

Engenharia de Software Pressman
Engenharia de Software PressmanEngenharia de Software Pressman
Engenharia de Software Pressman
 
Software Metrics - Software Engineering
Software Metrics - Software EngineeringSoftware Metrics - Software Engineering
Software Metrics - Software Engineering
 
Estratégias de testes em 10 passos, step by step!
Estratégias de testes em 10 passos, step by step!Estratégias de testes em 10 passos, step by step!
Estratégias de testes em 10 passos, step by step!
 
Maintenance & Re-Engineering of Software
Maintenance & Re-Engineering of SoftwareMaintenance & Re-Engineering of Software
Maintenance & Re-Engineering of Software
 
Software reengineering
Software reengineeringSoftware reengineering
Software reengineering
 
TDD com Python (Completo)
TDD com Python (Completo)TDD com Python (Completo)
TDD com Python (Completo)
 
Aula 2 - Modelos de processos
Aula 2 -  Modelos de processosAula 2 -  Modelos de processos
Aula 2 - Modelos de processos
 
Modelos de Processo de Software Parte 5
Modelos de Processo de Software Parte 5Modelos de Processo de Software Parte 5
Modelos de Processo de Software Parte 5
 
Gerência de Configuração
Gerência de ConfiguraçãoGerência de Configuração
Gerência de Configuração
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
 
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
Implantação de um Processo de Teste de Software - Randerson Melville
 
Software Engineering Process Models
Software Engineering Process Models Software Engineering Process Models
Software Engineering Process Models
 
Programação web e o front-end
Programação web e o front-endProgramação web e o front-end
Programação web e o front-end
 
Analise de Requisitos
Analise de RequisitosAnalise de Requisitos
Analise de Requisitos
 
Testes de Software
Testes de SoftwareTestes de Software
Testes de Software
 
Software development PROCESS
Software development PROCESSSoftware development PROCESS
Software development PROCESS
 
GCS - Aula 02 - Conceitos Principais
GCS - Aula 02 - Conceitos PrincipaisGCS - Aula 02 - Conceitos Principais
GCS - Aula 02 - Conceitos Principais
 
Modelos de processos de software
Modelos de processos de softwareModelos de processos de software
Modelos de processos de software
 
Walkthroughs
WalkthroughsWalkthroughs
Walkthroughs
 
Software archiecture lecture06
Software archiecture   lecture06Software archiecture   lecture06
Software archiecture lecture06
 

Semelhante a XII Café e CODE - Provocações do Mestre

Introdução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de SoftwareIntrodução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de Software
Cloves da Rocha
 
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOK
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOKVisão de Testes de Software segundo o SWEBOK
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOK
Mário Pravato Junior
 
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POAPalestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
Aline Zanin
 
Testes De Software - Uma Visão Geral
Testes De Software - Uma Visão GeralTestes De Software - Uma Visão Geral
Testes De Software - Uma Visão Geral
paulo peres
 
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptxGerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Roberto Nunes
 
Engenharia de Testes
Engenharia de TestesEngenharia de Testes
Engenharia de Testes
UFPA
 
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreiraPalestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Taís Dall'Oca
 
Principais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de softwarePrincipais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de software
Joyce Bastos
 
SLIDEPRELIMINAR.pptx
SLIDEPRELIMINAR.pptxSLIDEPRELIMINAR.pptx
SLIDEPRELIMINAR.pptx
GustavoRondini
 
Teste de software
Teste de software Teste de software
Teste de software
Allan Almeida de Araújo
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
Rodrigo Cardoso Alves Fonte
 
Introdução a Testes de Software - Unidade I
Introdução a Testes de Software - Unidade IIntrodução a Testes de Software - Unidade I
Introdução a Testes de Software - Unidade I
João Lourenço
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
Daniel Paulo de Assis
 
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De ProcessoUma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
crc1404
 
Ferramentas Case de Teste
Ferramentas Case de TesteFerramentas Case de Teste
Ferramentas Case de Teste
Beatriz Marques
 
Teste de Software
Teste de SoftwareTeste de Software
Teste de Software
Sergio Cabral
 
Dba Testes Gerentes B2
Dba Testes Gerentes B2Dba Testes Gerentes B2
Dba Testes Gerentes B2
Leonardo Molinari
 
Teste de Software - Introdução
Teste de Software - IntroduçãoTeste de Software - Introdução
Teste de Software - Introdução
Joeldson Costa Damasceno
 
Teste de Software
Teste de SoftwareTeste de Software
Teste de Software
Wagner Zaparoli
 
Aula - Teste de Software
Aula - Teste de SoftwareAula - Teste de Software
Aula - Teste de Software
Mauricio Cesar Santos da Purificação
 

Semelhante a XII Café e CODE - Provocações do Mestre (20)

Introdução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de SoftwareIntrodução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de Software
 
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOK
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOKVisão de Testes de Software segundo o SWEBOK
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOK
 
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POAPalestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
 
Testes De Software - Uma Visão Geral
Testes De Software - Uma Visão GeralTestes De Software - Uma Visão Geral
Testes De Software - Uma Visão Geral
 
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptxGerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
 
Engenharia de Testes
Engenharia de TestesEngenharia de Testes
Engenharia de Testes
 
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreiraPalestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
 
Principais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de softwarePrincipais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de software
 
SLIDEPRELIMINAR.pptx
SLIDEPRELIMINAR.pptxSLIDEPRELIMINAR.pptx
SLIDEPRELIMINAR.pptx
 
Teste de software
Teste de software Teste de software
Teste de software
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
 
Introdução a Testes de Software - Unidade I
Introdução a Testes de Software - Unidade IIntrodução a Testes de Software - Unidade I
Introdução a Testes de Software - Unidade I
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
 
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De ProcessoUma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
 
Ferramentas Case de Teste
Ferramentas Case de TesteFerramentas Case de Teste
Ferramentas Case de Teste
 
Teste de Software
Teste de SoftwareTeste de Software
Teste de Software
 
Dba Testes Gerentes B2
Dba Testes Gerentes B2Dba Testes Gerentes B2
Dba Testes Gerentes B2
 
Teste de Software - Introdução
Teste de Software - IntroduçãoTeste de Software - Introdução
Teste de Software - Introdução
 
Teste de Software
Teste de SoftwareTeste de Software
Teste de Software
 
Aula - Teste de Software
Aula - Teste de SoftwareAula - Teste de Software
Aula - Teste de Software
 

Mais de Cloves da Rocha

Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresasLive: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Cloves da Rocha
 
Introdução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na PráticaIntrodução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na Prática
Cloves da Rocha
 
II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS
Cloves da Rocha
 
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...
Cloves da Rocha
 
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertosObservatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Cloves da Rocha
 
Gestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de NegóciosGestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de Negócios
Cloves da Rocha
 
Palestra GEOMARKETING
Palestra GEOMARKETINGPalestra GEOMARKETING
Palestra GEOMARKETING
Cloves da Rocha
 
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Cloves da Rocha
 
Aula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso AtacadãoAula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Cloves da Rocha
 
Café com André Menelau
Café com André MenelauCafé com André Menelau
Café com André Menelau
Cloves da Rocha
 
Engenharia de Requisitos
Engenharia de RequisitosEngenharia de Requisitos
Engenharia de Requisitos
Cloves da Rocha
 
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves RochaAPRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
Cloves da Rocha
 
Principais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITILPrincipais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITIL
Cloves da Rocha
 
Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC
Cloves da Rocha
 
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
Cloves da Rocha
 
Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a ObjetosPadrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Cloves da Rocha
 
XI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do MestreXI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do Mestre
Cloves da Rocha
 
Introdução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de SoftwareIntrodução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de Software
Cloves da Rocha
 
Árvore de Decisão | IA
Árvore de Decisão | IA Árvore de Decisão | IA
Árvore de Decisão | IA
Cloves da Rocha
 
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWAREDESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
Cloves da Rocha
 

Mais de Cloves da Rocha (20)

Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresasLive: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
 
Introdução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na PráticaIntrodução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na Prática
 
II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS
 
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...
 
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertosObservatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
 
Gestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de NegóciosGestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de Negócios
 
Palestra GEOMARKETING
Palestra GEOMARKETINGPalestra GEOMARKETING
Palestra GEOMARKETING
 
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
 
Aula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso AtacadãoAula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso Atacadão
 
Café com André Menelau
Café com André MenelauCafé com André Menelau
Café com André Menelau
 
Engenharia de Requisitos
Engenharia de RequisitosEngenharia de Requisitos
Engenharia de Requisitos
 
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves RochaAPRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
 
Principais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITILPrincipais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITIL
 
Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC
 
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
 
Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a ObjetosPadrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
 
XI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do MestreXI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do Mestre
 
Introdução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de SoftwareIntrodução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de Software
 
Árvore de Decisão | IA
Árvore de Decisão | IA Árvore de Decisão | IA
Árvore de Decisão | IA
 
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWAREDESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
 

Último

A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 

Último (20)

A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 

XII Café e CODE - Provocações do Mestre

  • 1. Palestrante Helton Paz Engenheiro de Testes de Software Líder Técnico de uma multinacional de TIC Recife, Campus: Boa Vista. Evento EXCLUSIVO para aluno(a)s de Engenharia de Software. Data: 08 de MAIO Horário: 19H Será disponibilizado no Link: https://www.youtube.com/user/ConsultorCloves XII CAFÉ e CODE PROVOCAÇÕES DO MESTRE NOVA TEMPORADA 2019 Ao Vivo @rocha_cloves
  • 2. Helton Florencio da Paz ⊷ Formado em Gestão de Tecnologia da Informação pela Faculdade dos Guararapes- 2015. ⊷ Experiência de quase 7 anos na área de Sistemas de Informação e Engenharia de Software, com ênfase em Qualidade de Software e Análise de sistemas, atuando em diversos temas: Melhoria de Processos de Software, Metodologias Ágeis e Estratégias de Melhoria de Produtividade. ⊷ Também há quase 7 anos Analista de testes da Accenture do Brasil, Porto Digital Recife - Pernambuco. 2
  • 3. Engenharia de Testes de Software na Prática
  • 4. Agenda 1. Apresentação da teoria de Teste de Software 2. Como são conhecidos esses profissionais 3. Principais atividades 4. Tipos de testes 5. Teste manual x Teste automatizado 6. Ferramentas 7. Mercado de trabalho
  • 5. O que é Teste de Software? O Teste de Software é um processo que faz parte do desenvolvimento de software, e tem como principal objetivo revelar falhas/bugs para que sejam corrigidas até que o produto final atinja a qualidade desejada / acordada.
  • 6. Como são conhecidos os profissionais de testes ? Profissionais que trabalham com testes (denominados analistas de testes, técnicos de testes, homologador, ou simplesmente testes) estão habituados a realizar uma bateria de testes de diferentes naturezas e propósitos, envolvendo não apenas os testes funcionais da aplicação.
  • 7. Principais Atividades ● Avaliação de projeto técnico ● Verificações em outros documentos Funcionais ● Testes de performance e capa ● Avaliação de interface ● Avaliação da especificação de requisitos
  • 8. Principais tipos de testes ● 1. Teste de Configuração Testa se o software funciona no hardware a ser instalado. ● 2. Teste de Instalação Testa se o software instala como planejado, em diferentes hardwares e sob diferentes condições, como pouco espaço de memória, interrupções de rede, interrupções na instalação etc. ● 3. Teste de Integridade Testa a resistência do software à falhas (robustez).
  • 9. ● 4. Teste de Segurança Testa se o sistema e os dados são acessados de maneira segura, apenas pelo autor das ações. ● 5. Teste Funcional Testa os requisitos funcionais, as funções e os casos de uso. “A aplicação faz o que deveria fazer?” ● 6. Teste de Unidade Testa um componente isolado ou classe do sistema.
  • 10. ● 7. Teste de Integração Testa se um ou mais componentes combinados funcionam de maneira satisfatória. Há quem diga que o teste de integração é composto por vários testes de unidade. ● 8. Teste de Volume Testa o comportamento do sistema operando com o volume “normal” de dados e transações envolvendo o banco de dados durante um longo período de tempo. ● 9. Teste de Performance Teste de carga. Testa o software sob as condições normais de uso. Ex.: tempo de resposta, número de transações por minuto, usuários simultâneos etc.
  • 11. ● 10. Teste de Usabilidade Teste focado na experiência do usuário, consistência da interface, layout, acesso às funcionalidades etc. ● 11. Testes de Caixa Branca e Caixa Preta Basicamente, teste de caixa branca envolve o código e o de caixa-preta, não. ● 12. Teste de Regressão Reteste de um sistema ou componente para verificar se alguma modificação recente causou algum efeito indesejado, além de, certificar se o sistema ainda atende os requisitos. ● 13. Teste de Manutenção Testa se a mudança de ambiente não interferiu no funcionamento do sistema.
  • 12. A importância de identificar problemas críticos no início dos testes O custo de correção de um bug aumenta até mais de 100x quando corrigido nas fases finais de desenvolvimento, quando comparado ao custo de corrigir a mesma falha em fases iniciais. Por reconhecer este fato e por entender a relevância dos testes no processo de desenvolvimento, muitas empresas, profissionais e equipes optam por um método de desenvolvimento denominado TDD (Test Driven Development) – Desenvolvimento Orientado a Testes. A ideia é que funcionalidades de testes sejam escritas antes mesmo do desenvolvimento das funcionalidades do sistema.
  • 13. Manual X Automatizado Testes de Software manuais Os testes manuais, como o próprio nome já diz, são realizados por seres humanos através de casos de testes que possuem o passo a passo para obter o resultado esperado. No teste manual não há auxílio de nenhuma ferramenta ou mesmo um script automatizado para execução dos testes. Testes de Software automatizados Os testes automatizados são executados com a ajuda de ferramentas e frameworks que geram um script com elementos de entrada e saída que ao ser dentro do escopo de teste define se o mesmo passou ou falhou.
  • 14.
  • 15. Ferramentas de automação Selenium TestComplete Telerik Test Studio Robotium Watir HPE Unified Functional Testing
  • 18. Obrigado! Thank you! Perguntas??? <?php print("ACESSO AO MATERIAL"); <?php print("http://slideshare.net/ClovesRocha");