SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
Palestrante Helton Paz
Engenheiro de Testes de Software
Líder Técnico de uma multinacional de TIC
Recife, Campus: Boa Vista.
Evento EXCLUSIVO para aluno(a)s de Engenharia de Software.
Data: 08 de MAIO
Horário: 19H
Será disponibilizado no Link:
https://www.youtube.com/user/ConsultorCloves
XII CAFÉ e CODE
PROVOCAÇÕES DO MESTRE
NOVA TEMPORADA 2019
Ao Vivo
@rocha_cloves
Helton Florencio
da Paz
⊷ Formado em Gestão de Tecnologia da Informação pela Faculdade dos
Guararapes- 2015.
⊷ Experiência de quase 7 anos na área de Sistemas de Informação e
Engenharia de Software, com ênfase em Qualidade de Software e Análise de
sistemas, atuando em diversos temas: Melhoria de Processos de Software,
Metodologias Ágeis e Estratégias de Melhoria de Produtividade.
⊷ Também há quase 7 anos Analista de testes da Accenture do Brasil, Porto
Digital Recife - Pernambuco.
2
Engenharia de Testes de
Software na Prática
Agenda
1. Apresentação da teoria de Teste de Software
2. Como são conhecidos esses profissionais
3. Principais atividades
4. Tipos de testes
5. Teste manual x Teste automatizado
6. Ferramentas
7. Mercado de trabalho
O que é Teste de Software?
O Teste de Software é um processo que faz parte do desenvolvimento
de software, e tem como principal objetivo revelar falhas/bugs para que
sejam corrigidas até que o produto final atinja a qualidade desejada /
acordada.
Como são conhecidos os profissionais
de testes ?
Profissionais que trabalham com testes (denominados analistas de
testes, técnicos de testes, homologador, ou simplesmente testes) estão
habituados a realizar uma bateria de testes de diferentes naturezas e
propósitos, envolvendo não apenas os testes funcionais da aplicação.
Principais Atividades
● Avaliação de projeto técnico
● Verificações em outros documentos Funcionais
● Testes de performance e capa
● Avaliação de interface
● Avaliação da especificação de requisitos
Principais tipos de testes
● 1. Teste de Configuração
Testa se o software funciona no hardware a ser instalado.
● 2. Teste de Instalação
Testa se o software instala como planejado, em diferentes
hardwares e sob diferentes condições, como pouco espaço de
memória, interrupções de rede, interrupções na instalação etc.
● 3. Teste de Integridade
Testa a resistência do software à falhas (robustez).
● 4. Teste de Segurança
Testa se o sistema e os dados são acessados de maneira segura,
apenas pelo autor das ações.
● 5. Teste Funcional
Testa os requisitos funcionais, as funções e os casos de uso. “A
aplicação faz o que deveria fazer?”
● 6. Teste de Unidade
Testa um componente isolado ou classe do sistema.
● 7. Teste de Integração
Testa se um ou mais componentes combinados funcionam de
maneira satisfatória. Há quem diga que o teste de integração é
composto por vários testes de unidade.
● 8. Teste de Volume
Testa o comportamento do sistema operando com o volume
“normal” de dados e transações envolvendo o banco de dados
durante um longo período de tempo.
● 9. Teste de Performance
Teste de carga. Testa o software sob as condições normais de
uso. Ex.: tempo de resposta, número de transações por minuto,
usuários simultâneos etc.
● 10. Teste de Usabilidade
Teste focado na experiência do usuário, consistência da interface,
layout, acesso às funcionalidades etc.
● 11. Testes de Caixa Branca e Caixa Preta
Basicamente, teste de caixa branca envolve o código e o de
caixa-preta, não.
● 12. Teste de Regressão
Reteste de um sistema ou componente para verificar se alguma
modificação recente causou algum efeito indesejado, além de,
certificar se o sistema ainda atende os requisitos.
● 13. Teste de Manutenção
Testa se a mudança de ambiente não interferiu no funcionamento
do sistema.
A importância de identificar problemas
críticos no início dos testes
O custo de correção de um bug aumenta até mais de 100x quando
corrigido nas fases finais de desenvolvimento, quando comparado ao
custo de corrigir a mesma falha em fases iniciais. Por reconhecer este fato
e por entender a relevância dos testes no processo de desenvolvimento,
muitas empresas, profissionais e equipes optam por um método de
desenvolvimento denominado TDD (Test Driven Development) –
Desenvolvimento Orientado a Testes.
A ideia é que funcionalidades de testes sejam escritas antes mesmo do
desenvolvimento das funcionalidades do sistema.
Manual X Automatizado
Testes de Software manuais
Os testes manuais, como o próprio nome já diz, são realizados por seres
humanos através de casos de testes que possuem o passo a passo para
obter o resultado esperado. No teste manual não há auxílio de nenhuma
ferramenta ou mesmo um script automatizado para execução dos
testes.
Testes de Software automatizados
Os testes automatizados são executados com a ajuda de ferramentas e
frameworks que geram um script com elementos de entrada e saída que
ao ser dentro do escopo de teste define se o mesmo passou ou falhou.
Ferramentas de automação
Selenium
TestComplete
Telerik Test Studio
Robotium
Watir
HPE Unified Functional Testing
Mercado de trabalho
Contato
Email:
helton_paz@hotmail.com
heltonfpaz@gmail.com
Obrigado! Thank you!
Perguntas??? <?php
print("ACESSO AO MATERIAL");
<?php
print("http://slideshare.net/ClovesRocha");

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exploratory Testing
Exploratory TestingExploratory Testing
Exploratory Testingsriks7
 
Uma Introdução a Engenharia de Software
Uma Introdução a Engenharia de SoftwareUma Introdução a Engenharia de Software
Uma Introdução a Engenharia de SoftwareVinicius Garcia
 
Pirâmide de testes mobile, dividindo seus testes de maneira efetiva
Pirâmide de testes mobile, dividindo seus testes de maneira efetivaPirâmide de testes mobile, dividindo seus testes de maneira efetiva
Pirâmide de testes mobile, dividindo seus testes de maneira efetivaFrederico Augusto Do Carmo Moreira
 
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1Adriano Tavares
 
Qualidade de Software: Teste de software
Qualidade de Software: Teste de softwareQualidade de Software: Teste de software
Qualidade de Software: Teste de softwareAlex Camargo
 
Bdd com cucumber + java + selenium
Bdd com cucumber + java + seleniumBdd com cucumber + java + selenium
Bdd com cucumber + java + seleniumSandy Maciel
 
Workshop Agile Testing Mindset
Workshop Agile Testing MindsetWorkshop Agile Testing Mindset
Workshop Agile Testing MindsetElias Nogueira
 
Engenharia de Software Pressman
Engenharia de Software PressmanEngenharia de Software Pressman
Engenharia de Software PressmanSimoneinfo
 
Exploratory Testing Explained
Exploratory Testing ExplainedExploratory Testing Explained
Exploratory Testing ExplainedTechWell
 
Noções em teste de software e introdução a automação
Noções em teste de software e introdução a automaçãoNoções em teste de software e introdução a automação
Noções em teste de software e introdução a automaçãoSandy Maciel
 
12 Factor App TDC São Paulo 2018
12 Factor App TDC São Paulo 201812 Factor App TDC São Paulo 2018
12 Factor App TDC São Paulo 2018Graziella Bonizi
 
Es diseño y elaboración miller rodríguez
Es diseño y elaboración miller rodríguezEs diseño y elaboración miller rodríguez
Es diseño y elaboración miller rodríguezMwller
 
Arquitetura de Software Na Pratica
Arquitetura de Software Na PraticaArquitetura de Software Na Pratica
Arquitetura de Software Na PraticaAlessandro Kieras
 
Qualidade de Software - Introdução
Qualidade de Software - Introdução Qualidade de Software - Introdução
Qualidade de Software - Introdução Elaine Cecília Gatto
 

Mais procurados (20)

Qualidade de software
Qualidade de softwareQualidade de software
Qualidade de software
 
Exploratory Testing
Exploratory TestingExploratory Testing
Exploratory Testing
 
Uma Introdução a Engenharia de Software
Uma Introdução a Engenharia de SoftwareUma Introdução a Engenharia de Software
Uma Introdução a Engenharia de Software
 
Pirâmide de testes mobile, dividindo seus testes de maneira efetiva
Pirâmide de testes mobile, dividindo seus testes de maneira efetivaPirâmide de testes mobile, dividindo seus testes de maneira efetiva
Pirâmide de testes mobile, dividindo seus testes de maneira efetiva
 
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
 
Testes Funcionais
Testes FuncionaisTestes Funcionais
Testes Funcionais
 
Qualidade de Software: Teste de software
Qualidade de Software: Teste de softwareQualidade de Software: Teste de software
Qualidade de Software: Teste de software
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
 
Bdd com cucumber + java + selenium
Bdd com cucumber + java + seleniumBdd com cucumber + java + selenium
Bdd com cucumber + java + selenium
 
Workshop Agile Testing Mindset
Workshop Agile Testing MindsetWorkshop Agile Testing Mindset
Workshop Agile Testing Mindset
 
Engenharia de Software Pressman
Engenharia de Software PressmanEngenharia de Software Pressman
Engenharia de Software Pressman
 
Exploratory Testing Explained
Exploratory Testing ExplainedExploratory Testing Explained
Exploratory Testing Explained
 
Noções em teste de software e introdução a automação
Noções em teste de software e introdução a automaçãoNoções em teste de software e introdução a automação
Noções em teste de software e introdução a automação
 
ISO/IEC 14598-5
ISO/IEC 14598-5ISO/IEC 14598-5
ISO/IEC 14598-5
 
engenharia-de-requisitos
engenharia-de-requisitosengenharia-de-requisitos
engenharia-de-requisitos
 
12 Factor App TDC São Paulo 2018
12 Factor App TDC São Paulo 201812 Factor App TDC São Paulo 2018
12 Factor App TDC São Paulo 2018
 
COCOMO
COCOMOCOCOMO
COCOMO
 
Es diseño y elaboración miller rodríguez
Es diseño y elaboración miller rodríguezEs diseño y elaboración miller rodríguez
Es diseño y elaboración miller rodríguez
 
Arquitetura de Software Na Pratica
Arquitetura de Software Na PraticaArquitetura de Software Na Pratica
Arquitetura de Software Na Pratica
 
Qualidade de Software - Introdução
Qualidade de Software - Introdução Qualidade de Software - Introdução
Qualidade de Software - Introdução
 

Semelhante a XII Café e CODE - Provocações do Mestre

Introdução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de SoftwareIntrodução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de SoftwareCloves da Rocha
 
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOK
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOKVisão de Testes de Software segundo o SWEBOK
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOKMário Pravato Junior
 
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POAPalestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POAAline Zanin
 
Testes De Software - Uma Visão Geral
Testes De Software - Uma Visão GeralTestes De Software - Uma Visão Geral
Testes De Software - Uma Visão Geralpaulo peres
 
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptxGerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptxRoberto Nunes
 
Engenharia de Testes
Engenharia de TestesEngenharia de Testes
Engenharia de TestesUFPA
 
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreiraPalestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreiraTaís Dall'Oca
 
Principais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de softwarePrincipais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de softwareJoyce Bastos
 
Introdução a Testes de Software - Unidade I
Introdução a Testes de Software - Unidade IIntrodução a Testes de Software - Unidade I
Introdução a Testes de Software - Unidade IJoão Lourenço
 
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De ProcessoUma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processocrc1404
 
Ferramentas Case de Teste
Ferramentas Case de TesteFerramentas Case de Teste
Ferramentas Case de TesteBeatriz Marques
 

Semelhante a XII Café e CODE - Provocações do Mestre (20)

Introdução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de SoftwareIntrodução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de Software
 
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOK
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOKVisão de Testes de Software segundo o SWEBOK
Visão de Testes de Software segundo o SWEBOK
 
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POAPalestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
 
Testes De Software - Uma Visão Geral
Testes De Software - Uma Visão GeralTestes De Software - Uma Visão Geral
Testes De Software - Uma Visão Geral
 
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptxGerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
 
Engenharia de Testes
Engenharia de TestesEngenharia de Testes
Engenharia de Testes
 
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreiraPalestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
 
Principais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de softwarePrincipais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de software
 
SLIDEPRELIMINAR.pptx
SLIDEPRELIMINAR.pptxSLIDEPRELIMINAR.pptx
SLIDEPRELIMINAR.pptx
 
Teste de software
Teste de software Teste de software
Teste de software
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
 
Introdução a Testes de Software - Unidade I
Introdução a Testes de Software - Unidade IIntrodução a Testes de Software - Unidade I
Introdução a Testes de Software - Unidade I
 
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De ProcessoUma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
Uma Metodologia Para Teste De Software No Contexto Da Melhoria De Processo
 
Ferramentas Case de Teste
Ferramentas Case de TesteFerramentas Case de Teste
Ferramentas Case de Teste
 
Teste de Software
Teste de SoftwareTeste de Software
Teste de Software
 
Dba Testes Gerentes B2
Dba Testes Gerentes B2Dba Testes Gerentes B2
Dba Testes Gerentes B2
 
Teste de Software - Introdução
Teste de Software - IntroduçãoTeste de Software - Introdução
Teste de Software - Introdução
 
Teste de Software
Teste de SoftwareTeste de Software
Teste de Software
 
Aula - Teste de Software
Aula - Teste de SoftwareAula - Teste de Software
Aula - Teste de Software
 
O que é Teste de Software?
O que é Teste de Software?O que é Teste de Software?
O que é Teste de Software?
 

Mais de Cloves da Rocha

Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresasLive: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresasCloves da Rocha
 
Introdução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na PráticaIntrodução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na PráticaCloves da Rocha
 
II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS Cloves da Rocha
 
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...Cloves da Rocha
 
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertosObservatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertosCloves da Rocha
 
Gestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de NegóciosGestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de NegóciosCloves da Rocha
 
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...Cloves da Rocha
 
Aula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso AtacadãoAula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso AtacadãoCloves da Rocha
 
Café com André Menelau
Café com André MenelauCafé com André Menelau
Café com André MenelauCloves da Rocha
 
Engenharia de Requisitos
Engenharia de RequisitosEngenharia de Requisitos
Engenharia de RequisitosCloves da Rocha
 
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves RochaAPRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves RochaCloves da Rocha
 
Principais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITILPrincipais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITILCloves da Rocha
 
Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC Cloves da Rocha
 
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21Cloves da Rocha
 
Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a ObjetosPadrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a ObjetosCloves da Rocha
 
XI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do MestreXI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do MestreCloves da Rocha
 
Introdução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de SoftwareIntrodução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de SoftwareCloves da Rocha
 
Árvore de Decisão | IA
Árvore de Decisão | IA Árvore de Decisão | IA
Árvore de Decisão | IA Cloves da Rocha
 
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWAREDESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARECloves da Rocha
 

Mais de Cloves da Rocha (20)

Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresasLive: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
 
Introdução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na PráticaIntrodução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na Prática
 
II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS
 
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...
 
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertosObservatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
 
Gestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de NegóciosGestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de Negócios
 
Palestra GEOMARKETING
Palestra GEOMARKETINGPalestra GEOMARKETING
Palestra GEOMARKETING
 
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
 
Aula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso AtacadãoAula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso Atacadão
 
Café com André Menelau
Café com André MenelauCafé com André Menelau
Café com André Menelau
 
Engenharia de Requisitos
Engenharia de RequisitosEngenharia de Requisitos
Engenharia de Requisitos
 
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves RochaAPRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
 
Principais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITILPrincipais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITIL
 
Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC
 
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
 
Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a ObjetosPadrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
 
XI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do MestreXI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do Mestre
 
Introdução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de SoftwareIntrodução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de Software
 
Árvore de Decisão | IA
Árvore de Decisão | IA Árvore de Decisão | IA
Árvore de Decisão | IA
 
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWAREDESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
DESENVOLVIMENTO E GERENCIAMENTO ÁGIL DE PROJETOS DE SOFTWARE
 

Último

livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxmariiiaaa1290
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 

Último (20)

livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 

XII Café e CODE - Provocações do Mestre

  • 1. Palestrante Helton Paz Engenheiro de Testes de Software Líder Técnico de uma multinacional de TIC Recife, Campus: Boa Vista. Evento EXCLUSIVO para aluno(a)s de Engenharia de Software. Data: 08 de MAIO Horário: 19H Será disponibilizado no Link: https://www.youtube.com/user/ConsultorCloves XII CAFÉ e CODE PROVOCAÇÕES DO MESTRE NOVA TEMPORADA 2019 Ao Vivo @rocha_cloves
  • 2. Helton Florencio da Paz ⊷ Formado em Gestão de Tecnologia da Informação pela Faculdade dos Guararapes- 2015. ⊷ Experiência de quase 7 anos na área de Sistemas de Informação e Engenharia de Software, com ênfase em Qualidade de Software e Análise de sistemas, atuando em diversos temas: Melhoria de Processos de Software, Metodologias Ágeis e Estratégias de Melhoria de Produtividade. ⊷ Também há quase 7 anos Analista de testes da Accenture do Brasil, Porto Digital Recife - Pernambuco. 2
  • 3. Engenharia de Testes de Software na Prática
  • 4. Agenda 1. Apresentação da teoria de Teste de Software 2. Como são conhecidos esses profissionais 3. Principais atividades 4. Tipos de testes 5. Teste manual x Teste automatizado 6. Ferramentas 7. Mercado de trabalho
  • 5. O que é Teste de Software? O Teste de Software é um processo que faz parte do desenvolvimento de software, e tem como principal objetivo revelar falhas/bugs para que sejam corrigidas até que o produto final atinja a qualidade desejada / acordada.
  • 6. Como são conhecidos os profissionais de testes ? Profissionais que trabalham com testes (denominados analistas de testes, técnicos de testes, homologador, ou simplesmente testes) estão habituados a realizar uma bateria de testes de diferentes naturezas e propósitos, envolvendo não apenas os testes funcionais da aplicação.
  • 7. Principais Atividades ● Avaliação de projeto técnico ● Verificações em outros documentos Funcionais ● Testes de performance e capa ● Avaliação de interface ● Avaliação da especificação de requisitos
  • 8. Principais tipos de testes ● 1. Teste de Configuração Testa se o software funciona no hardware a ser instalado. ● 2. Teste de Instalação Testa se o software instala como planejado, em diferentes hardwares e sob diferentes condições, como pouco espaço de memória, interrupções de rede, interrupções na instalação etc. ● 3. Teste de Integridade Testa a resistência do software à falhas (robustez).
  • 9. ● 4. Teste de Segurança Testa se o sistema e os dados são acessados de maneira segura, apenas pelo autor das ações. ● 5. Teste Funcional Testa os requisitos funcionais, as funções e os casos de uso. “A aplicação faz o que deveria fazer?” ● 6. Teste de Unidade Testa um componente isolado ou classe do sistema.
  • 10. ● 7. Teste de Integração Testa se um ou mais componentes combinados funcionam de maneira satisfatória. Há quem diga que o teste de integração é composto por vários testes de unidade. ● 8. Teste de Volume Testa o comportamento do sistema operando com o volume “normal” de dados e transações envolvendo o banco de dados durante um longo período de tempo. ● 9. Teste de Performance Teste de carga. Testa o software sob as condições normais de uso. Ex.: tempo de resposta, número de transações por minuto, usuários simultâneos etc.
  • 11. ● 10. Teste de Usabilidade Teste focado na experiência do usuário, consistência da interface, layout, acesso às funcionalidades etc. ● 11. Testes de Caixa Branca e Caixa Preta Basicamente, teste de caixa branca envolve o código e o de caixa-preta, não. ● 12. Teste de Regressão Reteste de um sistema ou componente para verificar se alguma modificação recente causou algum efeito indesejado, além de, certificar se o sistema ainda atende os requisitos. ● 13. Teste de Manutenção Testa se a mudança de ambiente não interferiu no funcionamento do sistema.
  • 12. A importância de identificar problemas críticos no início dos testes O custo de correção de um bug aumenta até mais de 100x quando corrigido nas fases finais de desenvolvimento, quando comparado ao custo de corrigir a mesma falha em fases iniciais. Por reconhecer este fato e por entender a relevância dos testes no processo de desenvolvimento, muitas empresas, profissionais e equipes optam por um método de desenvolvimento denominado TDD (Test Driven Development) – Desenvolvimento Orientado a Testes. A ideia é que funcionalidades de testes sejam escritas antes mesmo do desenvolvimento das funcionalidades do sistema.
  • 13. Manual X Automatizado Testes de Software manuais Os testes manuais, como o próprio nome já diz, são realizados por seres humanos através de casos de testes que possuem o passo a passo para obter o resultado esperado. No teste manual não há auxílio de nenhuma ferramenta ou mesmo um script automatizado para execução dos testes. Testes de Software automatizados Os testes automatizados são executados com a ajuda de ferramentas e frameworks que geram um script com elementos de entrada e saída que ao ser dentro do escopo de teste define se o mesmo passou ou falhou.
  • 14.
  • 15. Ferramentas de automação Selenium TestComplete Telerik Test Studio Robotium Watir HPE Unified Functional Testing
  • 18. Obrigado! Thank you! Perguntas??? <?php print("ACESSO AO MATERIAL"); <?php print("http://slideshare.net/ClovesRocha");