SlideShare uma empresa Scribd logo
Geologia para cursos técnicos
Módulo: Dinâmica interna da Terra

VULCANISMO E
PLUTONISMO
Wendell Fabricio (geólogo)
wendellfabricio@gmail.com
geologiaparatecnicos.blogspot.com
1 - VULCANISMO

Cratera do vulcão Mount Saint Helens - EUA
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Atividade vulcânica no mundo

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Vulcão
Vulcão é uma estrutura geológica criada quando o
magma, gases e partículas quentes (como cinza
vulcânica) "escapam" para a superfície. Eles ejetam
altas quantidades de poeira, gases e aerossóis na
atmosfera, interferindo no clima. São frequentemente
considerados causadores de poluição natural.
Tipicamente, os vulcões apresentam formato cónico e
montanhoso.
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Generalidades
• Vulcões ativos - são aqueles que estão em erupção e aqueles que entram
em atividade com uma certa frequência.
• Vulcões adormecidos - são aqueles que permanecem inativos durante
longos períodos ou apenas emitem pequenas quantidades de gases..
• Vulcões extintos - são aqueles de que não há registos da sua atividade
durante o período histórico.
• Vulcanismo Continental - é quando a atividade vulcânica ocorre nos
Continentes.
• Vulcanismo Oceânico - é quando a atividade vulcânica ocorre nos
Oceanos.
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Generalidades
A atividade vulcânica principal ou vulcanismo principal pode
manifestar-se por:
• emissão de gases,
• emissão de escoadas líquidas,
• emissão de produtos sólidos, através de fissuras (=aberturas) na
crosta oceânica ou na crosta continental.

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Generalidades
DIFERENÇA ENTRE MAGMA E LAVA:
MAGMA – é uma mistura de materiais em estado de fusão,
pequenos cristais e gases dissolvidos, provenientes do manto.
LAVA – é o magma quando chega à superfície ou próximo dela. Nessa altura
os gases libertam-se e o magma fica parcialmente desgaseificado. Assim
sendo, pode-se dizer que a LAVA é o MAGMA praticamente sem gases.
Quando a LAVA arrefece, consolida e, dá origem a rochas ígneas vulcânicas
Quando o MAGMA arrefece, consolida e, dá origem a rochas ígneas plutônicas
geologiaparatecnicos.blogspot.com

Lava
Generalidades
ERUPÇÃO VULCÂNICA
Erupção vulcânica - é a subida (=ascensão) do magma até á superfície.
Durante a ascensão do magma, os gases vão-se libertando originando-se a
lava.
Há erupções vulcânicas em que não há saída de lava. Essas erupções são
muito violentas e são lançados para fora do vulcão gases e materiais já
solidificados.
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Vulcões mais ativos no mundo
Kilauea – Hawaii / EUA

Tungurahua / Equador

O vulcão mais ativo do mundo nos últimos tempos é o
Kilauea, no Hawaii. Apesar do volume de suas
erupções, é um dos mais visitados, pois mesmo com
atividade constante a lava vem a tona e escoa
lentamente.

Situado no Equador, o Tungurahua é um dos vulcões mais
ativos dos últimos tempos. Uma das características mais
assustadores deste vulcão é que a força das suas explosões
é capaz de gerar tremores de terra intensos na região.

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Vulcões mais ativos no mundo
Rabaul / Papua Nova Guiné

O vulcão Rabaul fica na Papua Nova Guiné. Dizem os
especialistas que uma erupção muito grande pode
afetar o clima da terra como um todo.

SakuraJima / Japão

O Japão é afetado constantemente pelo movimento das
placas tectônicas. Essa movimentação causa terremotos e
também faz com que vários vulcões voltem a atividade. O
vulcão SakuraJima é um dos mais ativos do Japão.
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Vulcões mais ativos no mundo
Etna / Itália

Anak Krakatoa / Indonésia

O vulcão mais ativo da Europa é o Etna, localizado na região da Cicília,
Itália. Tem em torno de 3.300 metros de altura, mas o seu tamanho
pode variar com frequência já que está em constante atividade.

O nome desse vulcão significa filho de Krakatoa. A sua formação aconteceu
a partir de uma mega explosão do Krakatoa e por isso esse nome. trata-se
de um vulcão relativamente novo, mas bastante ativo.

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Vulcões mais ativos no mundo
Monte Santa Helena / EUA

Vesúvio/ Itália

Situado no sudoeste do estado norte-americano de Washington, 160
quilómetros ao sul de Seattle, o monte Santa Helena entrou
violentamente em erupção no dia 18 de maio de 1980, matando 57
pessoas.

Vesúvio é um estratovulcão localizado no golfo de Nápoles, Itália, a cerca
de 9 km a oeste de Nápoles e a curta distância do litoral.

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Vulcões mais ativos no mundo
Popocatépelt/ Mexico

Shiveluch/ Rússia

Popocatépetl é um estratovulcão ativo, localizado a 60 km a sudeste da
capital mexicana. Situado nas fronteiras dos estados de Morelos, Puebla
e México, no México Central, situa-se a cerca de 70 km a sudeste da
Cidade do México. O seu cume atinge 5426 metros de altitude e é o
segundo mais alto doMéxico, a seguir ao Pico de Orizaba.

O vulcão Shiveluch lançou uma coluna de cinzas a uma altura de 6 km, em
agosto 2013. Pertence ao grupo de vulcões Kliuchevskaya, é um dos mais
ativos e tem uma altitude de cerca de 2.800 metros.

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Tipos de vulcanismo
Com relação à forma geométrica de apresentação do vulcanismo, o
mesmo pode ser Fissural ou Central.
• O vulcanismo Fissural se apresenta ao longo de falhas e fraturas
geológicas, onde as erupções acontecem de forma linear. É mais
comum em zonas divergentes e transcorrentes.
• O vulcanismo Central é a forma mais comum onde o vulcanismo
ocorre em um ponto (ou pontos).

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Tipos de vulcanismo: Fissural

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Tipos de vulcanismo: Fissural

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Tipos de vulcanismo: Central

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Tipos de vulcanismo: Central

Mont Hood: Vulcão localizado no norte do Estado do Oregon/EUA. Na primeira foto se ve o vulcão Mt Saint Helens ao
fundo. Ambos fazem parte da cadeia Cascades Mountains
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Tipos de atividade vulcânica
1) Atividade vulcânica de Tipo Efusiva - Ocorre quando o magma é bastante fluído, (pouco
viscoso). Caracteriza-se pelo derramamento de lava pela cratera recobrindo extensões de
área variável. Podem-se formar – Correntes / rios de lava - ou - mantos de lava (cobrem
grandes áreas do terreno). Exemplo: Kilauea – Hawaii/EUA
2) Atividade vulcânica de Tipo Explosivo - Ocorre quando o magma é muito viscoso.
Nessas ocasiões, o magma solidifica ainda dentro da chaminé, impedindo a libertação dos
gases. Assim sendo, os gases atingem grandes pressões dentro da chaminé, o que pode
levar à ocorrência de explosões muito violentas. As explosões são tão violentas que
estilhaçam e projetam em todas as direções as rochas envolventes e até mesmo as rochas
vulcânicas que estão a ocupar a chaminé. Exemplo: Shiveluch/Rússia
3) Atividade vulcânica de Tipo Misto – Tal como o nome indica, é o tipo de atividade
vulcânica em que há explosões violentas seguidas de derramamento de lava. Exemplo:
Monte Santa Helena/EUA
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Configuração padrão de um vulcão

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Configuração padrão de um vulcão
• Câmara magmática – Local onde se acumula o magma no interior da
crosta.
• Chaminés vulcânicas – São fissuras (=aberturas) na crosta onde ocorre
subida de magma.
• Cratera (ou caldeira) – É uma depressão em forma de funil que se encontra
na parte final da chaminé vulcânica.
• Cone vulcânico – É uma elevação em forma de cone à volta da chaminé
devido à acumulação dos materiais emitidos pelo vulcão.
• Piroclastos – São partículas de lava projectadas para a atmosfera durante
as erupções vulcânicas e que solidificam durante esse trajecto, acabando
por cair no solo sob a forma de bombas vulcânicas, cinzas vulcânicas, lapilli
ou pedra-pomes.
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Configuração padrão de um vulcão:
crateras

Imagens de Crater Lake, Oregon/EUA: Caldeira de vulcão onde se formou um
geologiaparatecnicos.blogspot.com
lago com águas pluviais.
Configuração padrão de um vulcão:
piroclastos

Tipos
de
piroclastos

• Bombas vulcânicas e blocos – fragmentos esponjosos de lavas
arrefecidas durante a erupção, de várias formas e tamanhos,
desde 32 mm a 1 metro.
• Lapilli ou bagacina – são salpicos de lava que originam
fragmentos de tamanho compreendido entre 4mm e 32 mm.
• Cinzas vulcânicas – materiais muito finos, de dimensões
inferiores a 4 mm, facilmente transportados pelo vento e
provenientes da pulverização das lavas.
• Pedra Pomes – Quando a lava é muito rica em Sílica, os
piroclastos apresentam aspecto vesicular bulboso com
paredes muito finas. A rocha resultante apresenta uma
densidade menor do que a água.
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Pedra-pomes

Bombas vulcânicas

Cinzas
Lapilli
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Fluxos Piroclásticos
• Os fluxos piroclásticos (também conhecido como nuvem piroclástica)
são o resultado devastador de algumas erupções vulcânicas.
Constituem corpos fluidos, velozes, compostos de gás quente e
piroclastos (cinza e fragmentos de rochas) que podem viajar com
velocidade de até 160 km por hora. O gás está normalmente numa
temperatura entre 100-800 graus Celsius. Os fluxos piroclásticos
normalmente se deslocam rente ao solo, acompanhando as
irregularidades do relevo.

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Fumarolas
Fumarolas são
emanações gasosas
exaladas pelas
fissuras das rochas
encaixantes dos vulcões.
Podem ser de dois
tipos:

a) Mofetas – se os
vapores exalados forem
ricos em dióxido de
carbono.
b) Sulfataras – se os
vapores exalados forem
ricos em enxofre.
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Gêigeres
Gêiseres são jatos
intermitentes e periódicos
de vapor de água a
elevadas temperaturas
que formam repuxos. Ou
seja, a água que circula na
crosta é aquecida e pode
brotar à superfície
originando fontes termais
ou Geisers.

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Rochas de derrames vulcânicos
Derrames
vulcânicos são
camadas (ou
estratos) de
derrames
sucessivos de
lavas.

Derrames basálticos da
Bacia de Columbia - EUA
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Rochas de derrames vulcânicos

Exemplo de derrames vulcânicos da região do Alto Parnaíba-MG. A camada pode ser avistada no
ponto 47 e o conduto (antigo vulcão) no ponto 50. As outras camadas são de rochas sedimentares.
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Rochas piroclásticas
Depósitos
piroclásticos
são
rochas
vulcanoclásticas sedimentares, ou seja,
formadas a partir de cinzas e fragmentos de
outras rochas erodidas durante erupções ou
mesmo provenientes do interior dos vulcões,
que foram lançadas.
A brecha piroclástica é uma rocha formada
de um agregado de clastos (fragmentos)
lançados dos vulcões e depositados em vales
e bacias sedimentares.

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Rochas de depósitos vulcanoclásticos
• Depósitos vulcanoclásticos são rochas formadas a partir de
qualquer deposição de material oriundo de vulcões. Muitas
vezes acontece também abaixo do nível dos oceanos, como
nas dorsais oceânicas. Os vulcões exalam vários elementos
químicos que ficam em suspensão na água e depositam em
locais mais distantes, podendo dar origem a depósitos
minerais importantes, como Formações Ferríferas e diversos
outros metais.

geologiaparatecnicos.blogspot.com
2 - PLUTONISMO

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Generalidades
• O Plutonismo é um fenômeno magmático que se processa nas
regiões profundas da crosta terrestre quando o magma, ao penetrar
na crosta terrestre, não consegue rompê-la ficando preso, retido em
suas profundezas, onde se dá a sua consolidação.
• Um dos principais motivos para que o magma que não consiga atingir
a superfície é sua composição, que confere uma maior viscosidade (e
menor mobilidade) do magma, dando origem à rochas félsicas
(graníticas)

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Formas das rochas plutônicas

Em azul estão os corpos ígneos plutônicos e suas diferentes formas de
distribuição.
geologiaparatecnicos.blogspot.com
Formas das rochas plutônicas

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Formas dos corpos de rochas plutônicas
As rochas que compõem o
Pão-de-açúcar, no Rio de
Janeiro, são oriundas de
atividade plutônica (são
granitos). Todas as outras
rochas que antigamente
estavam em contato com
estes corpos, foram erodidos,
deixando esta bela e famosa
paisagem.

geologiaparatecnicos.blogspot.com
Bibliografia
Fotos de vulcões do mundo:
http://www.volcano.si.edu/gvp/index.cfm
http://vulcan.wr.usgs.gov/Volcanoes/framework.html
http://geocities.yahoo.com.br/vulcoes/Fvulcoes.htm
Fotos sobre estrutura de vulcões:
http://vulcan.wr.usgs.gov/Photo/framework.html
Excursão virtual a um vulcão:
http://vulcan.wr.usgs.gov/LivingWith/VisitVolcano/framework.html
Para outras informações detalhadas sobre vulcanismo:

http://www.usgs.gov/ e http://www.volcano.si.edu/index.cfm
Sobre desastres naturais relacionados a vulcões:
http://volcanoes.usgs.gov/
Para maiores informações sobre termos vulcanogênicos e glossário com fotos:
http://volcanoes.usgs.gov/Products/Pglossary/pglossary.html

geologiaparatecnicos.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
margaridabt
 
Estrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da TerraEstrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da Terra
Tânia Reis
 
Piroclastos
PiroclastosPiroclastos
Piroclastos
Nuno Correia
 
Datação Das Rochas
 Datação Das Rochas Datação Das Rochas
Datação Das Rochas
tmar
 
Vulcanismo e plutonismo
Vulcanismo e plutonismoVulcanismo e plutonismo
Vulcanismo e plutonismo
Virna Salgado Barra
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
Gabriela Bruno
 
Sismologia
Sismologia Sismologia
Sismologia
Rita Pereira
 
7 rochas metamórficas
7   rochas metamórficas7   rochas metamórficas
7 rochas metamórficas
margaridabt
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
Cláudia Moura
 
3 a formaçãorochassedimentares
3 a  formaçãorochassedimentares3 a  formaçãorochassedimentares
3 a formaçãorochassedimentares
margaridabt
 
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICASIX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
Sandra Nascimento
 
4 rochas sedimentaresarquivoshistóricos
4   rochas sedimentaresarquivoshistóricos4   rochas sedimentaresarquivoshistóricos
4 rochas sedimentaresarquivoshistóricos
margaridabt
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
Isabel Lopes
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
nuno_884
 
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidadesOndas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ana Castro
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Ana Castro
 
BioGeo10-mobilismo geológico
BioGeo10-mobilismo geológicoBioGeo10-mobilismo geológico
BioGeo10-mobilismo geológico
Rita Rainho
 
3 tectónica de placas
3   tectónica de placas3   tectónica de placas
3 tectónica de placas
margaridabt
 
Rochas metamórficas viii
Rochas metamórficas  viiiRochas metamórficas  viii
Rochas metamórficas viii
Isabel Henriques
 
Rochas Metamórficas
Rochas MetamórficasRochas Metamórficas
Rochas Metamórficas
Tânia Reis
 

Mais procurados (20)

3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
 
Estrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da TerraEstrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da Terra
 
Piroclastos
PiroclastosPiroclastos
Piroclastos
 
Datação Das Rochas
 Datação Das Rochas Datação Das Rochas
Datação Das Rochas
 
Vulcanismo e plutonismo
Vulcanismo e plutonismoVulcanismo e plutonismo
Vulcanismo e plutonismo
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Sismologia
Sismologia Sismologia
Sismologia
 
7 rochas metamórficas
7   rochas metamórficas7   rochas metamórficas
7 rochas metamórficas
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
3 a formaçãorochassedimentares
3 a  formaçãorochassedimentares3 a  formaçãorochassedimentares
3 a formaçãorochassedimentares
 
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICASIX - ROCHAS MAGMÁTICAS
IX - ROCHAS MAGMÁTICAS
 
4 rochas sedimentaresarquivoshistóricos
4   rochas sedimentaresarquivoshistóricos4   rochas sedimentaresarquivoshistóricos
4 rochas sedimentaresarquivoshistóricos
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
Ondas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidadesOndas sísmicas e descontinuidades
Ondas sísmicas e descontinuidades
 
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da TerraRochas - arquivos que relatam a história da Terra
Rochas - arquivos que relatam a história da Terra
 
BioGeo10-mobilismo geológico
BioGeo10-mobilismo geológicoBioGeo10-mobilismo geológico
BioGeo10-mobilismo geológico
 
3 tectónica de placas
3   tectónica de placas3   tectónica de placas
3 tectónica de placas
 
Rochas metamórficas viii
Rochas metamórficas  viiiRochas metamórficas  viii
Rochas metamórficas viii
 
Rochas Metamórficas
Rochas MetamórficasRochas Metamórficas
Rochas Metamórficas
 

Destaque

Vulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placasVulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placas
Luís Filipe Marinho
 
Vulcão
VulcãoVulcão
Vulcão
Kartex Kartex
 
Erupcoes (1)
Erupcoes (1)Erupcoes (1)
Erupcoes (1)
MINEDU
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
Sofia Monteiro
 
Características das erupções vulcânicas
Características das erupções vulcânicasCaracterísticas das erupções vulcânicas
Características das erupções vulcânicas
MINEDU
 
A tectônica de placas
A tectônica de placasA tectônica de placas
A tectônica de placas
Wendell Fabrício
 
Argila
ArgilaArgila
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
Bárbara Pereira
 
Vulcoes
VulcoesVulcoes
Vulcoes
turmabgranja
 
Vulcões
VulcõesVulcões
Vulcões
Elô Steffens
 
Argilas
ArgilasArgilas
Rochas
RochasRochas
Vulcão do chile pronto
Vulcão do chile prontoVulcão do chile pronto
Vulcão do chile pronto
Alberto Santiago
 
Origen de las rocas
Origen de las rocasOrigen de las rocas
Origen de las rocas
tecnico en construccion
 
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçaoContituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Wendell Fabrício
 
Trabalho rochas
Trabalho rochasTrabalho rochas
Trabalho rochas
Jorge Barros
 
Introducão à mineralogia e a petrografia
Introducão à mineralogia e a petrografiaIntroducão à mineralogia e a petrografia
Introducão à mineralogia e a petrografia
Wendell Fabrício
 
Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
Arminda Malho
 
Rochas ornamentais
Rochas ornamentaisRochas ornamentais
Rochas ornamentais
Patricia Gomes
 
Ch19 terremotos
Ch19 terremotosCh19 terremotos
Ch19 terremotos
Wendell Fabrício
 

Destaque (20)

Vulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placasVulcões e tectónica de placas
Vulcões e tectónica de placas
 
Vulcão
VulcãoVulcão
Vulcão
 
Erupcoes (1)
Erupcoes (1)Erupcoes (1)
Erupcoes (1)
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
 
Características das erupções vulcânicas
Características das erupções vulcânicasCaracterísticas das erupções vulcânicas
Características das erupções vulcânicas
 
A tectônica de placas
A tectônica de placasA tectônica de placas
A tectônica de placas
 
Argila
ArgilaArgila
Argila
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Vulcoes
VulcoesVulcoes
Vulcoes
 
Vulcões
VulcõesVulcões
Vulcões
 
Argilas
ArgilasArgilas
Argilas
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Vulcão do chile pronto
Vulcão do chile prontoVulcão do chile pronto
Vulcão do chile pronto
 
Origen de las rocas
Origen de las rocasOrigen de las rocas
Origen de las rocas
 
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçaoContituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
 
Trabalho rochas
Trabalho rochasTrabalho rochas
Trabalho rochas
 
Introducão à mineralogia e a petrografia
Introducão à mineralogia e a petrografiaIntroducão à mineralogia e a petrografia
Introducão à mineralogia e a petrografia
 
Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
 
Rochas ornamentais
Rochas ornamentaisRochas ornamentais
Rochas ornamentais
 
Ch19 terremotos
Ch19 terremotosCh19 terremotos
Ch19 terremotos
 

Semelhante a Vulcanismo e plutonismo

Seminario de geografia vulcão 1ºb em
Seminario de geografia vulcão   1ºb emSeminario de geografia vulcão   1ºb em
Seminario de geografia vulcão 1ºb em
Vinicius Vasconcelos
 
Vulcanismo1
Vulcanismo1Vulcanismo1
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
Catir
 
Vulcão
VulcãoVulcão
vulcanismo.ppt
vulcanismo.pptvulcanismo.ppt
vulcanismo.ppt
MikeMicas
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
Ana Soares
 
vulcanismo
 vulcanismo vulcanismo
vulcanismo
Terceiro Calhau
 
tipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 anotipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 ano
David Aps
 
Vulcanismo1_comenius
Vulcanismo1_comeniusVulcanismo1_comenius
Vulcanismo1_comenius
volcanochain
 
Aula 02 auxiliar de mineração (geologia) ll
Aula 02 auxiliar de mineração (geologia) llAula 02 auxiliar de mineração (geologia) ll
Aula 02 auxiliar de mineração (geologia) ll
Homero Alves de Lima
 
Introdução (Vulcanismo)
Introdução (Vulcanismo)Introdução (Vulcanismo)
Introdução (Vulcanismo)
Sasuke Sakura
 
Vulcoes
VulcoesVulcoes
Vulcoes
soparablogger
 
Vulcoes
VulcoesVulcoes
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
Leonardo Alves
 
Vulcanologia (resumo)
Vulcanologia (resumo)Vulcanologia (resumo)
Vulcanologia (resumo)
Nome Sobrenome
 
Fogo Interior.pptx
Fogo Interior.pptxFogo Interior.pptx
Fogo Interior.pptx
FilipaLeandro4
 
vulcanismo
vulcanismovulcanismo
vulcanismo
Cristina
 
Vulcão
VulcãoVulcão
VULCANOLOGIA.pptx
VULCANOLOGIA.pptxVULCANOLOGIA.pptx
VULCANOLOGIA.pptx
RicardoVasconcelos65
 
Geologia
GeologiaGeologia
Geologia
drikalima
 

Semelhante a Vulcanismo e plutonismo (20)

Seminario de geografia vulcão 1ºb em
Seminario de geografia vulcão   1ºb emSeminario de geografia vulcão   1ºb em
Seminario de geografia vulcão 1ºb em
 
Vulcanismo1
Vulcanismo1Vulcanismo1
Vulcanismo1
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
Vulcão
VulcãoVulcão
Vulcão
 
vulcanismo.ppt
vulcanismo.pptvulcanismo.ppt
vulcanismo.ppt
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
vulcanismo
 vulcanismo vulcanismo
vulcanismo
 
tipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 anotipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 ano
 
Vulcanismo1_comenius
Vulcanismo1_comeniusVulcanismo1_comenius
Vulcanismo1_comenius
 
Aula 02 auxiliar de mineração (geologia) ll
Aula 02 auxiliar de mineração (geologia) llAula 02 auxiliar de mineração (geologia) ll
Aula 02 auxiliar de mineração (geologia) ll
 
Introdução (Vulcanismo)
Introdução (Vulcanismo)Introdução (Vulcanismo)
Introdução (Vulcanismo)
 
Vulcoes
VulcoesVulcoes
Vulcoes
 
Vulcoes
VulcoesVulcoes
Vulcoes
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
Vulcanologia (resumo)
Vulcanologia (resumo)Vulcanologia (resumo)
Vulcanologia (resumo)
 
Fogo Interior.pptx
Fogo Interior.pptxFogo Interior.pptx
Fogo Interior.pptx
 
vulcanismo
vulcanismovulcanismo
vulcanismo
 
Vulcão
VulcãoVulcão
Vulcão
 
VULCANOLOGIA.pptx
VULCANOLOGIA.pptxVULCANOLOGIA.pptx
VULCANOLOGIA.pptx
 
Geologia
GeologiaGeologia
Geologia
 

Mais de Wendell Fabrício

Graziella semin au-turmalinaqf
Graziella semin au-turmalinaqfGraziella semin au-turmalinaqf
Graziella semin au-turmalinaqf
Wendell Fabrício
 
Intemperismo e sedimentologia
Intemperismo e sedimentologiaIntemperismo e sedimentologia
Intemperismo e sedimentologia
Wendell Fabrício
 
O tempo geológico
O tempo geológicoO tempo geológico
O tempo geológico
Wendell Fabrício
 
A tectônica de placas
A tectônica de placasA tectônica de placas
A tectônica de placas
Wendell Fabrício
 
Introducão à mineralogia e a petrografia
Introducão à mineralogia e a petrografiaIntroducão à mineralogia e a petrografia
Introducão à mineralogia e a petrografia
Wendell Fabrício
 
O tempo geológico
O tempo geológicoO tempo geológico
O tempo geológico
Wendell Fabrício
 
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçaoContituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Wendell Fabrício
 
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçaoContituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Wendell Fabrício
 

Mais de Wendell Fabrício (8)

Graziella semin au-turmalinaqf
Graziella semin au-turmalinaqfGraziella semin au-turmalinaqf
Graziella semin au-turmalinaqf
 
Intemperismo e sedimentologia
Intemperismo e sedimentologiaIntemperismo e sedimentologia
Intemperismo e sedimentologia
 
O tempo geológico
O tempo geológicoO tempo geológico
O tempo geológico
 
A tectônica de placas
A tectônica de placasA tectônica de placas
A tectônica de placas
 
Introducão à mineralogia e a petrografia
Introducão à mineralogia e a petrografiaIntroducão à mineralogia e a petrografia
Introducão à mineralogia e a petrografia
 
O tempo geológico
O tempo geológicoO tempo geológico
O tempo geológico
 
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçaoContituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
 
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçaoContituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
Contituicao geral do planeta terra e sua história de formaçao
 

Último

Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
ILDISONRAFAELBARBOSA
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 

Vulcanismo e plutonismo

  • 1. Geologia para cursos técnicos Módulo: Dinâmica interna da Terra VULCANISMO E PLUTONISMO Wendell Fabricio (geólogo) wendellfabricio@gmail.com geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 2. 1 - VULCANISMO Cratera do vulcão Mount Saint Helens - EUA geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 3. Atividade vulcânica no mundo geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 4. Vulcão Vulcão é uma estrutura geológica criada quando o magma, gases e partículas quentes (como cinza vulcânica) "escapam" para a superfície. Eles ejetam altas quantidades de poeira, gases e aerossóis na atmosfera, interferindo no clima. São frequentemente considerados causadores de poluição natural. Tipicamente, os vulcões apresentam formato cónico e montanhoso. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 5. Generalidades • Vulcões ativos - são aqueles que estão em erupção e aqueles que entram em atividade com uma certa frequência. • Vulcões adormecidos - são aqueles que permanecem inativos durante longos períodos ou apenas emitem pequenas quantidades de gases.. • Vulcões extintos - são aqueles de que não há registos da sua atividade durante o período histórico. • Vulcanismo Continental - é quando a atividade vulcânica ocorre nos Continentes. • Vulcanismo Oceânico - é quando a atividade vulcânica ocorre nos Oceanos. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 6. Generalidades A atividade vulcânica principal ou vulcanismo principal pode manifestar-se por: • emissão de gases, • emissão de escoadas líquidas, • emissão de produtos sólidos, através de fissuras (=aberturas) na crosta oceânica ou na crosta continental. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 7. Generalidades DIFERENÇA ENTRE MAGMA E LAVA: MAGMA – é uma mistura de materiais em estado de fusão, pequenos cristais e gases dissolvidos, provenientes do manto. LAVA – é o magma quando chega à superfície ou próximo dela. Nessa altura os gases libertam-se e o magma fica parcialmente desgaseificado. Assim sendo, pode-se dizer que a LAVA é o MAGMA praticamente sem gases. Quando a LAVA arrefece, consolida e, dá origem a rochas ígneas vulcânicas Quando o MAGMA arrefece, consolida e, dá origem a rochas ígneas plutônicas geologiaparatecnicos.blogspot.com Lava
  • 8. Generalidades ERUPÇÃO VULCÂNICA Erupção vulcânica - é a subida (=ascensão) do magma até á superfície. Durante a ascensão do magma, os gases vão-se libertando originando-se a lava. Há erupções vulcânicas em que não há saída de lava. Essas erupções são muito violentas e são lançados para fora do vulcão gases e materiais já solidificados. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 9. Vulcões mais ativos no mundo Kilauea – Hawaii / EUA Tungurahua / Equador O vulcão mais ativo do mundo nos últimos tempos é o Kilauea, no Hawaii. Apesar do volume de suas erupções, é um dos mais visitados, pois mesmo com atividade constante a lava vem a tona e escoa lentamente. Situado no Equador, o Tungurahua é um dos vulcões mais ativos dos últimos tempos. Uma das características mais assustadores deste vulcão é que a força das suas explosões é capaz de gerar tremores de terra intensos na região. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 10. Vulcões mais ativos no mundo Rabaul / Papua Nova Guiné O vulcão Rabaul fica na Papua Nova Guiné. Dizem os especialistas que uma erupção muito grande pode afetar o clima da terra como um todo. SakuraJima / Japão O Japão é afetado constantemente pelo movimento das placas tectônicas. Essa movimentação causa terremotos e também faz com que vários vulcões voltem a atividade. O vulcão SakuraJima é um dos mais ativos do Japão. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 11. Vulcões mais ativos no mundo Etna / Itália Anak Krakatoa / Indonésia O vulcão mais ativo da Europa é o Etna, localizado na região da Cicília, Itália. Tem em torno de 3.300 metros de altura, mas o seu tamanho pode variar com frequência já que está em constante atividade. O nome desse vulcão significa filho de Krakatoa. A sua formação aconteceu a partir de uma mega explosão do Krakatoa e por isso esse nome. trata-se de um vulcão relativamente novo, mas bastante ativo. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 12. Vulcões mais ativos no mundo Monte Santa Helena / EUA Vesúvio/ Itália Situado no sudoeste do estado norte-americano de Washington, 160 quilómetros ao sul de Seattle, o monte Santa Helena entrou violentamente em erupção no dia 18 de maio de 1980, matando 57 pessoas. Vesúvio é um estratovulcão localizado no golfo de Nápoles, Itália, a cerca de 9 km a oeste de Nápoles e a curta distância do litoral. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 13. Vulcões mais ativos no mundo Popocatépelt/ Mexico Shiveluch/ Rússia Popocatépetl é um estratovulcão ativo, localizado a 60 km a sudeste da capital mexicana. Situado nas fronteiras dos estados de Morelos, Puebla e México, no México Central, situa-se a cerca de 70 km a sudeste da Cidade do México. O seu cume atinge 5426 metros de altitude e é o segundo mais alto doMéxico, a seguir ao Pico de Orizaba. O vulcão Shiveluch lançou uma coluna de cinzas a uma altura de 6 km, em agosto 2013. Pertence ao grupo de vulcões Kliuchevskaya, é um dos mais ativos e tem uma altitude de cerca de 2.800 metros. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 14. Tipos de vulcanismo Com relação à forma geométrica de apresentação do vulcanismo, o mesmo pode ser Fissural ou Central. • O vulcanismo Fissural se apresenta ao longo de falhas e fraturas geológicas, onde as erupções acontecem de forma linear. É mais comum em zonas divergentes e transcorrentes. • O vulcanismo Central é a forma mais comum onde o vulcanismo ocorre em um ponto (ou pontos). geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 15. Tipos de vulcanismo: Fissural geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 16. Tipos de vulcanismo: Fissural geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 17. Tipos de vulcanismo: Central geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 18. Tipos de vulcanismo: Central Mont Hood: Vulcão localizado no norte do Estado do Oregon/EUA. Na primeira foto se ve o vulcão Mt Saint Helens ao fundo. Ambos fazem parte da cadeia Cascades Mountains geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 19. Tipos de atividade vulcânica 1) Atividade vulcânica de Tipo Efusiva - Ocorre quando o magma é bastante fluído, (pouco viscoso). Caracteriza-se pelo derramamento de lava pela cratera recobrindo extensões de área variável. Podem-se formar – Correntes / rios de lava - ou - mantos de lava (cobrem grandes áreas do terreno). Exemplo: Kilauea – Hawaii/EUA 2) Atividade vulcânica de Tipo Explosivo - Ocorre quando o magma é muito viscoso. Nessas ocasiões, o magma solidifica ainda dentro da chaminé, impedindo a libertação dos gases. Assim sendo, os gases atingem grandes pressões dentro da chaminé, o que pode levar à ocorrência de explosões muito violentas. As explosões são tão violentas que estilhaçam e projetam em todas as direções as rochas envolventes e até mesmo as rochas vulcânicas que estão a ocupar a chaminé. Exemplo: Shiveluch/Rússia 3) Atividade vulcânica de Tipo Misto – Tal como o nome indica, é o tipo de atividade vulcânica em que há explosões violentas seguidas de derramamento de lava. Exemplo: Monte Santa Helena/EUA geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 20. Configuração padrão de um vulcão geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 21. Configuração padrão de um vulcão • Câmara magmática – Local onde se acumula o magma no interior da crosta. • Chaminés vulcânicas – São fissuras (=aberturas) na crosta onde ocorre subida de magma. • Cratera (ou caldeira) – É uma depressão em forma de funil que se encontra na parte final da chaminé vulcânica. • Cone vulcânico – É uma elevação em forma de cone à volta da chaminé devido à acumulação dos materiais emitidos pelo vulcão. • Piroclastos – São partículas de lava projectadas para a atmosfera durante as erupções vulcânicas e que solidificam durante esse trajecto, acabando por cair no solo sob a forma de bombas vulcânicas, cinzas vulcânicas, lapilli ou pedra-pomes. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 22. Configuração padrão de um vulcão: crateras Imagens de Crater Lake, Oregon/EUA: Caldeira de vulcão onde se formou um geologiaparatecnicos.blogspot.com lago com águas pluviais.
  • 23. Configuração padrão de um vulcão: piroclastos Tipos de piroclastos • Bombas vulcânicas e blocos – fragmentos esponjosos de lavas arrefecidas durante a erupção, de várias formas e tamanhos, desde 32 mm a 1 metro. • Lapilli ou bagacina – são salpicos de lava que originam fragmentos de tamanho compreendido entre 4mm e 32 mm. • Cinzas vulcânicas – materiais muito finos, de dimensões inferiores a 4 mm, facilmente transportados pelo vento e provenientes da pulverização das lavas. • Pedra Pomes – Quando a lava é muito rica em Sílica, os piroclastos apresentam aspecto vesicular bulboso com paredes muito finas. A rocha resultante apresenta uma densidade menor do que a água. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 25. Fluxos Piroclásticos • Os fluxos piroclásticos (também conhecido como nuvem piroclástica) são o resultado devastador de algumas erupções vulcânicas. Constituem corpos fluidos, velozes, compostos de gás quente e piroclastos (cinza e fragmentos de rochas) que podem viajar com velocidade de até 160 km por hora. O gás está normalmente numa temperatura entre 100-800 graus Celsius. Os fluxos piroclásticos normalmente se deslocam rente ao solo, acompanhando as irregularidades do relevo. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 26. Fumarolas Fumarolas são emanações gasosas exaladas pelas fissuras das rochas encaixantes dos vulcões. Podem ser de dois tipos: a) Mofetas – se os vapores exalados forem ricos em dióxido de carbono. b) Sulfataras – se os vapores exalados forem ricos em enxofre. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 27. Gêigeres Gêiseres são jatos intermitentes e periódicos de vapor de água a elevadas temperaturas que formam repuxos. Ou seja, a água que circula na crosta é aquecida e pode brotar à superfície originando fontes termais ou Geisers. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 28. Rochas de derrames vulcânicos Derrames vulcânicos são camadas (ou estratos) de derrames sucessivos de lavas. Derrames basálticos da Bacia de Columbia - EUA geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 29. Rochas de derrames vulcânicos Exemplo de derrames vulcânicos da região do Alto Parnaíba-MG. A camada pode ser avistada no ponto 47 e o conduto (antigo vulcão) no ponto 50. As outras camadas são de rochas sedimentares. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 30. Rochas piroclásticas Depósitos piroclásticos são rochas vulcanoclásticas sedimentares, ou seja, formadas a partir de cinzas e fragmentos de outras rochas erodidas durante erupções ou mesmo provenientes do interior dos vulcões, que foram lançadas. A brecha piroclástica é uma rocha formada de um agregado de clastos (fragmentos) lançados dos vulcões e depositados em vales e bacias sedimentares. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 31. Rochas de depósitos vulcanoclásticos • Depósitos vulcanoclásticos são rochas formadas a partir de qualquer deposição de material oriundo de vulcões. Muitas vezes acontece também abaixo do nível dos oceanos, como nas dorsais oceânicas. Os vulcões exalam vários elementos químicos que ficam em suspensão na água e depositam em locais mais distantes, podendo dar origem a depósitos minerais importantes, como Formações Ferríferas e diversos outros metais. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 33. Generalidades • O Plutonismo é um fenômeno magmático que se processa nas regiões profundas da crosta terrestre quando o magma, ao penetrar na crosta terrestre, não consegue rompê-la ficando preso, retido em suas profundezas, onde se dá a sua consolidação. • Um dos principais motivos para que o magma que não consiga atingir a superfície é sua composição, que confere uma maior viscosidade (e menor mobilidade) do magma, dando origem à rochas félsicas (graníticas) geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 34. Formas das rochas plutônicas Em azul estão os corpos ígneos plutônicos e suas diferentes formas de distribuição. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 35. Formas das rochas plutônicas geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 36. Formas dos corpos de rochas plutônicas As rochas que compõem o Pão-de-açúcar, no Rio de Janeiro, são oriundas de atividade plutônica (são granitos). Todas as outras rochas que antigamente estavam em contato com estes corpos, foram erodidos, deixando esta bela e famosa paisagem. geologiaparatecnicos.blogspot.com
  • 37. Bibliografia Fotos de vulcões do mundo: http://www.volcano.si.edu/gvp/index.cfm http://vulcan.wr.usgs.gov/Volcanoes/framework.html http://geocities.yahoo.com.br/vulcoes/Fvulcoes.htm Fotos sobre estrutura de vulcões: http://vulcan.wr.usgs.gov/Photo/framework.html Excursão virtual a um vulcão: http://vulcan.wr.usgs.gov/LivingWith/VisitVolcano/framework.html Para outras informações detalhadas sobre vulcanismo: http://www.usgs.gov/ e http://www.volcano.si.edu/index.cfm Sobre desastres naturais relacionados a vulcões: http://volcanoes.usgs.gov/ Para maiores informações sobre termos vulcanogênicos e glossário com fotos: http://volcanoes.usgs.gov/Products/Pglossary/pglossary.html geologiaparatecnicos.blogspot.com