SlideShare uma empresa Scribd logo
Machado de Assis
[Frase final de Memórias Póstumas de Brás Cubas,1881]:
Não tive filhos não transmiti a nenhuma criatura o legado de
nossa miséria.
Machado de Assis



PARA LER A OBRA POR COMPLETO, CLICK NESTE LINK ~~>
http://virtualbooks.terra.com.br/freebook/port/download/Mem
orias_Postumas_de_Bras_Cubas.pdf .



PARA ASSISTIR O FILME REFERENTE AO LIVRO, CLICK
NESTE LINK ~~>
https://www.youtube.com/watch?v=MrqoLvi5RUo



PARA VER UM VIDEO QUE FALA SOBRE A VIDA DE
MACHADO DE ASSIS, CLICK NESTE LINK ~~>
http://machado.mec.gov.br/index.php?option=com_content&task
=view&id=157&Itemid=158



PARA BAIXAR ESSE MESMO VÍDEO, CLICK NESTE LINK ~~>
http://machado.mec.gov.br/images/stories/videos/machado_de
assis_um_mestre_na_periferia.wmv
LINKS PARA VER OUTROS LIVROS DE MACHADO DE ASSIS
NA ÉPOCA ROMÂNTICA ~~>

  o Ressurreição (1872) ~>
    http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/
    marm01.pdf
  o A Mão e a Luva (1874) ~>
    http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/
    marm02.pdf
  o Helena (1876) ~>
    http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/
    marm03.pdf
  o Iaiá Garcia (1878) ~>
    http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/
    marm04.pdf
  o Casa Velha (1885) ~>
    http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/
    marm06.pdf
  o Quincas Borba (1891) ~>
    http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/
    marm07.pdf
  o Dom Casmurro (1899) ~>
    http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/
    marm08.pdf
  o Esaú e Jacó (1904) ~>
    http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/
    marm09.pdf
  o Memorial de Aires (1908) ~>
    http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/
    marm10.pdf
Cronologia



1839 - Nasce no Rio de Janeiro, em 21 de junho, Joaquim Maria Machado
de Assis, filho do brasileiro Francisco José de Assis e da açoriana Maria
Leopoldina Machado de Assis, moradores do morro do Livramento.


1849- Após o falecimento de sua mãe e de sua única irmã, Machado é
amparado                        por                       sua                       madrinha.


1854 – Seu pai casa-se com Maria Inês da Silva, com quem Machado
continuará       vivendo        após      a       morte         de      Francisco       José.


1855 – Publica seu primeiro poema, "Ela", após tornar-se colaborador do
jornal Marmota       Fluminense,          de       Francisco         de     Paula      Brito.


1856 – Como aprendiz de tipógrafo, entra para a Tipografia Nacional.


1858 – Tem aulas de francês e latim com o professor Padre Antônio José
da Silveira Sarmento. Torna-se o revisor de provas de tipografia e da
livraria do jornalista Paula Brito, onde conhece membros da Sociedade
Petalógica, como Manuel Antônio de Almeida, Joaquim Manoel de Macedo.
Colabora        no   jornal O          Paraíba,     e       no       Correio        Mercantil


1859 – Colabora na revista O Espelho (que foi publicada até janeiro de
1860),                     como                         crítico                      teatral.


1860 – A convite de Quintino Bocaiúva, é redator do Diário do Rio de
Janeiro, no qual usa os pseudônimos Gil, Job e Platão; fazia a resenha dos
debates do Senado e outros serviços, como crítica teatral, além de
colaborar                   em A                     Semana                     Ilustrada.


1861 - Desencantos (comédia) e Queda que as mulheres têm para os
tolos (sátira              em              prosa)                 são          publicados.
1862 – Como sócio do Conservatório Dramático Brasileiro, exerce função
não remunerada de auxiliar da censura. É bibliotecário da Sociedade
Arcádia Brasileira. Colabora em O Futuro, periódico quinzenal sob a direção
de                Faustino                      Xavier             de            Novais.


1863 – É publicado o Teatro de Machado de Assis, composto por duas
comédias, "O protocolo" e "O caminho da porta". Passa a publicar vários
contos                         no Jornal                   das                  Famílias.


1864 – Publicado seu primeiro livro de versos, Crisálidas. Em julho firma
contrato com B. L. Garnier para a venda definitiva dos direitos autorais
de Crisálidas.


1865 – É fundada a Arcádia Fluminense, da qual Machado de Assis é um dos
sócios                                                                       fundadores.


1866 – São publicadas a comédia Os deuses de casaca e sua tradução do
romance Os trabalhadores do mar, de Victor Hugo. No fim deste ano, chega
ao Rio de Janeiro Carolina Augusta Xavier de Novais, irmã do poeta Faustino
Xavier       de       Novais           e        futura     esposa       de     Machado.


1867 – É agraciado com a Ordem da Rosa, no grau de cavaleiro, e é nomeado
ajudante              do                   diretor          do Diário            Oficial.


1868 – Como crítico consagrado, guia o jovem poeta Castro Alves no mundo
das        letras,         a        pedido           de     José        de      Alencar.


1869 – Casa-se com a portuguesa Carolina Augusta Xavier de Novais.


1870 –      São      publicadas            as    obras Falenas e Contos      fluminenses.


1872 – Ressurreição,             seu        primeiro      romance,      é     publicado.


1873 – Publica Histórias da meia-noite (contos) e "Notícia da atual
literatura brasileira: instinto de nacionalidade" (ensaio crítico). É nomeado
primeiro-oficial da Secretaria de Estado do Ministério da Agricultura,
Comércio                       e                         Obras                          Públicas.


1874 – A mão e a luva é seu segundo romance editado e publicado em livro.


1875 –       Publica Americanas,         seu       terceiro           livro      de      poesias.


1876 – Publica, entre agosto e setembro, o romance Helena no jornal O
Globo. Colabora na revista Ilustração Brasileira e é promovido a chefe de
seção              da               Secretaria                   de                  Agricultura.


1878 – O romance Iaiá Garcia é publicado em O Cruzeiro e editado em livro.
No mesmo jornal, publica o primeiro artigo em que faz críticas ao
romance O Primo Basílio, de Eça de Queirós. Por conta das edições
clandestinas da obra no Brasil, o próprio Eça de Queirós nomeia Machado
como seu defensor em relação aos direitos autorais d'O Primo Basílio.
Segue, em licença por motivo de doença, para Friburgo, de onde retorna em
março                         do                         ano                            seguinte.


1879 – Publica na Revista Brasileira, o romance Memórias póstumas de Brás
Cubas e na revistaA Estação, o romance Quincas Borba. Nesta também é
publicado      o        seu    estudo         intitulado         "A           nova     geração".


1880 - É designado Oficial de Gabinete do Ministério da Agricultura. Sua
comédia Tu, só tu, puro amor... é representada no teatro Dom Pedro II, em
razão das festas organizadas pelo Real Gabinete Português de Leitura em
comemoração ao tricentenário do poeta português Luís de Camões. Foi
publicada,            em            volume,              no             ano             seguinte.


1881 – Memórias póstumas de Brás Cubas é publicado em livro. Escreve
crônicas no jornal Gazeta de Notícias e passa a ter a função de oficial de
gabinete                do              ministro                 da                  Agricultura.


1882 - Publica seu terceiro livro de contos, Papéis avulsos, no qual se
encontra o conto "O alienista". Entra em licença de três meses para tratar-
se             fora                do              Rio                 de               Janeiro.
1884 – Publica em livro os contos de Histórias sem data e passa a morar na
Rua      Cosme      Velho,          onde      residirá     até        a   sua    morte.


1886 – É publicado o volume Terras, compilação para estudo da Secretaria
da Agricultura, resultado do trabalho de oito anos na Comissão de Reforma
da                      Legislação                        das                    Terras.


1888 – É nomeado oficial da Ordem da Rosa, por Decreto Imperial.


1889 – É promovido a diretor da Diretoria do Comércio, na Secretaria de
Estado da Agricultura, Comércio e Obras Públicas em 30 de março.


1891 –        Publica          em     livro        o      romance Quincas         Borba.


1892 - É promovido a Diretor-Geral da Viação da Secretaria da Indústria,
Viação                         e                       Obras                    Públicas.


1895 – Araripe Júnior publica um perfil de Machado de Assis na Revista
Brasileira, de José Veríssimo, revista da qual Machado passa a ser
colaborador             em           dezembro             do          mesmo         ano.


1896 - Publica seu quinto livro de contos, intitulado Várias Histórias. Dirige
a primeira sessão preparatória da fundação da Academia Brasileira de
Letras                                         –                                    ABL.


1897 - Participa da inauguração e é eleito o primeiro presidente da recém-
fundada Academia Brasileira de Letras – ABL. Sua presidência na Academia
dura                    mais                  de                 10                anos.


1899 – É publicado o romance Dom Casmurro e o livro de contos, ensaios e
teatro Páginas Recolhidas. É firmada escritura de venda da propriedade
inteira da obra de Machado de Assis a François Hippolyte Garnier.


1901 – Publica Poesias Completas, que inclui três livros de versos
anteriores, Crisálidas, Falenase Americanas, mais a coletânea Ocidentais.
1904 – Publica seu penúltimo romance, Esaú e Jacó. Segue em janeiro para
Friburgo, com a esposa enferma. Morre Carolina Augusta Xavier de Novais,
dias antes de completarem 35 anos de casamento. Não tiveram filhos.


1906 – Dedica à mulher já falecida seu mais famoso soneto, "A Carolina".


1908 – Seu nono e último romance, Memorial de Aires, é publicado. Entra,
em 1 de junho, em licença para tratamento de saúde. Falece no dia 29 de
setembro, aos 69 anos de idade, no Rio de Janeiro. É enterrado, conforme
sua determinação, na sepultura da esposa no Cemitério de São João Batista.




Machado de Assis foi um escritor e poeta brasileiro. Foi
o fundador da Academia Brasileira de Letras e é famoso
por muitos de seus livros, como Memórias Póstumas de
Brás Cubas, Dom Casmurro, Quincas Borba e O Alienista.



Fonte: ~~> http://machado.mec.gov.br/

Fonte: ~~>
http://pensador.uol.com.br/autor/machado_de_assis/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Joaquim Maria Machado De Assis
Joaquim Maria Machado De AssisJoaquim Maria Machado De Assis
Joaquim Maria Machado De Assis
martinsramon
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
Robert Harris
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
7 de Setembro
 
Realismo Machado de Assis
Realismo   Machado de AssisRealismo   Machado de Assis
Realismo Machado de Assis
Daniele dos Santos Souza Onodera
 
Machado De Assis
Machado De AssisMachado De Assis
Machado De Assis
martinsramon
 
Helena - Machado de Assis
Helena - Machado de AssisHelena - Machado de Assis
Helena - Machado de Assis
Vinicius Schiefferdecker
 
Machado de Assis - Trabalho
Machado de Assis - TrabalhoMachado de Assis - Trabalho
Machado de Assis - Trabalho
ClebersonRibeiro5
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
rodrigodalri
 
Machado de assis
Machado de assisMachado de assis
Machado de assis
Wellington Dos Santos
 
Machado De Assis
Machado De AssisMachado De Assis
Machado De Assis
guest7d27ba
 
Machado de assis
Machado de assisMachado de assis
Machado de assis
Seduc/AM
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
martinsramon
 
Machado de Assis
Machado de Assis Machado de Assis
Machado de Assis
Gessica Chaves
 
Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de AssisMemórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
jasonrplima
 
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de AssisRealismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
MGLAUCIA /LÍNGUA PORTUGUESA
 
Semana de leitura 9º ano
Semana de leitura 9º anoSemana de leitura 9º ano
Semana de leitura 9º ano
junior santiago
 
Trabalho de literatura
Trabalho de literaturaTrabalho de literatura
Trabalho de literatura
Alaor
 
Edgar Allan Poe e Machado de Assis: estranhamento e sedução da cidade
Edgar Allan Poe e Machado de Assis: estranhamento e sedução da cidadeEdgar Allan Poe e Machado de Assis: estranhamento e sedução da cidade
Edgar Allan Poe e Machado de Assis: estranhamento e sedução da cidade
escritamemorialistica
 
Machado de assis análise da obra
Machado de assis análise da obraMachado de assis análise da obra
Machado de assis análise da obra
José Alexandre Dos Santos
 
Eça de queiroz
 Eça de queiroz Eça de queiroz
Eça de queiroz
sandra soares
 

Mais procurados (20)

Joaquim Maria Machado De Assis
Joaquim Maria Machado De AssisJoaquim Maria Machado De Assis
Joaquim Maria Machado De Assis
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
 
Realismo Machado de Assis
Realismo   Machado de AssisRealismo   Machado de Assis
Realismo Machado de Assis
 
Machado De Assis
Machado De AssisMachado De Assis
Machado De Assis
 
Helena - Machado de Assis
Helena - Machado de AssisHelena - Machado de Assis
Helena - Machado de Assis
 
Machado de Assis - Trabalho
Machado de Assis - TrabalhoMachado de Assis - Trabalho
Machado de Assis - Trabalho
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
 
Machado de assis
Machado de assisMachado de assis
Machado de assis
 
Machado De Assis
Machado De AssisMachado De Assis
Machado De Assis
 
Machado de assis
Machado de assisMachado de assis
Machado de assis
 
Machado de Assis
Machado de AssisMachado de Assis
Machado de Assis
 
Machado de Assis
Machado de Assis Machado de Assis
Machado de Assis
 
Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de AssisMemórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
 
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de AssisRealismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
Realismo /Naturalismo /Iaia Garcia - Machado de Assis
 
Semana de leitura 9º ano
Semana de leitura 9º anoSemana de leitura 9º ano
Semana de leitura 9º ano
 
Trabalho de literatura
Trabalho de literaturaTrabalho de literatura
Trabalho de literatura
 
Edgar Allan Poe e Machado de Assis: estranhamento e sedução da cidade
Edgar Allan Poe e Machado de Assis: estranhamento e sedução da cidadeEdgar Allan Poe e Machado de Assis: estranhamento e sedução da cidade
Edgar Allan Poe e Machado de Assis: estranhamento e sedução da cidade
 
Machado de assis análise da obra
Machado de assis análise da obraMachado de assis análise da obra
Machado de assis análise da obra
 
Eça de queiroz
 Eça de queiroz Eça de queiroz
Eça de queiroz
 

Semelhante a Tudo sobre Machado de Assis

Dom casmurro - 3ª A - 2011
Dom casmurro - 3ª A - 2011Dom casmurro - 3ª A - 2011
Dom casmurro - 3ª A - 2011
Maria Inês de Souza Vitorino Justino
 
ApresentaçãO1 Eduarda 1 Em A 2
ApresentaçãO1 Eduarda 1 Em A 2ApresentaçãO1 Eduarda 1 Em A 2
ApresentaçãO1 Eduarda 1 Em A 2
martinsramon
 
trabalho.pdf
trabalho.pdftrabalho.pdf
trabalho.pdf
HeitorCaua
 
Biografia cronologica de ferreira de castro
Biografia cronologica de ferreira de castroBiografia cronologica de ferreira de castro
Biografia cronologica de ferreira de castro
João Miguel Silva
 
Biografia cronologica de ferreira de castro
Biografia cronologica de ferreira de castroBiografia cronologica de ferreira de castro
Biografia cronologica de ferreira de castro
João Miguel Silva
 
Quincas borba
Quincas borbaQuincas borba
Quincas borba
Wanderson Farias
 
obras
obrasobras
obras
marlidf
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Livros essenciais da literatura brasileira
Livros essenciais da literatura brasileiraLivros essenciais da literatura brasileira
Livros essenciais da literatura brasileira
paulo000
 
Os dois horizontes e biografia de Machado de Assis
Os dois horizontes e biografia de Machado de Assis Os dois horizontes e biografia de Machado de Assis
Os dois horizontes e biografia de Machado de Assis
Mima Badan
 
Trabalho Portugues Ppt (((Editado)))
Trabalho Portugues Ppt  (((Editado)))Trabalho Portugues Ppt  (((Editado)))
Trabalho Portugues Ppt (((Editado)))
Klelson Krieger
 
O primo Basílio
O primo BasílioO primo Basílio
Eça de queirós
Eça de queirósEça de queirós
Eça de queirós
sandra soares
 
Recordações do escrivão isaías caminha
Recordações do escrivão isaías caminhaRecordações do escrivão isaías caminha
Recordações do escrivão isaías caminhama.no.el.ne.ves
 
Machado de assis vida e obra
Machado de assis  vida e obraMachado de assis  vida e obra
Machado de assis vida e obra
Mônica Almeida Neves
 
Destaques Enciclopédia 09-03-2015 a 15-03-2015
Destaques Enciclopédia 09-03-2015 a 15-03-2015Destaques Enciclopédia 09-03-2015 a 15-03-2015
Destaques Enciclopédia 09-03-2015 a 15-03-2015
Umberto Neves
 
Camilo castelo branco
Camilo castelo brancoCamilo castelo branco
Camilo castelo branco
Maria Paredes
 
MauríCio Francelino De Jesus Mario De Quintana
MauríCio Francelino De Jesus   Mario De QuintanaMauríCio Francelino De Jesus   Mario De Quintana
MauríCio Francelino De Jesus Mario De Quintana
EE deputado Gregório Bezerra
 
Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
Thiago Rodrigues
 
Machado De Assis
Machado De AssisMachado De Assis
Machado De Assis
martinsramon
 

Semelhante a Tudo sobre Machado de Assis (20)

Dom casmurro - 3ª A - 2011
Dom casmurro - 3ª A - 2011Dom casmurro - 3ª A - 2011
Dom casmurro - 3ª A - 2011
 
ApresentaçãO1 Eduarda 1 Em A 2
ApresentaçãO1 Eduarda 1 Em A 2ApresentaçãO1 Eduarda 1 Em A 2
ApresentaçãO1 Eduarda 1 Em A 2
 
trabalho.pdf
trabalho.pdftrabalho.pdf
trabalho.pdf
 
Biografia cronologica de ferreira de castro
Biografia cronologica de ferreira de castroBiografia cronologica de ferreira de castro
Biografia cronologica de ferreira de castro
 
Biografia cronologica de ferreira de castro
Biografia cronologica de ferreira de castroBiografia cronologica de ferreira de castro
Biografia cronologica de ferreira de castro
 
Quincas borba
Quincas borbaQuincas borba
Quincas borba
 
obras
obrasobras
obras
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 
Livros essenciais da literatura brasileira
Livros essenciais da literatura brasileiraLivros essenciais da literatura brasileira
Livros essenciais da literatura brasileira
 
Os dois horizontes e biografia de Machado de Assis
Os dois horizontes e biografia de Machado de Assis Os dois horizontes e biografia de Machado de Assis
Os dois horizontes e biografia de Machado de Assis
 
Trabalho Portugues Ppt (((Editado)))
Trabalho Portugues Ppt  (((Editado)))Trabalho Portugues Ppt  (((Editado)))
Trabalho Portugues Ppt (((Editado)))
 
O primo Basílio
O primo BasílioO primo Basílio
O primo Basílio
 
Eça de queirós
Eça de queirósEça de queirós
Eça de queirós
 
Recordações do escrivão isaías caminha
Recordações do escrivão isaías caminhaRecordações do escrivão isaías caminha
Recordações do escrivão isaías caminha
 
Machado de assis vida e obra
Machado de assis  vida e obraMachado de assis  vida e obra
Machado de assis vida e obra
 
Destaques Enciclopédia 09-03-2015 a 15-03-2015
Destaques Enciclopédia 09-03-2015 a 15-03-2015Destaques Enciclopédia 09-03-2015 a 15-03-2015
Destaques Enciclopédia 09-03-2015 a 15-03-2015
 
Camilo castelo branco
Camilo castelo brancoCamilo castelo branco
Camilo castelo branco
 
MauríCio Francelino De Jesus Mario De Quintana
MauríCio Francelino De Jesus   Mario De QuintanaMauríCio Francelino De Jesus   Mario De Quintana
MauríCio Francelino De Jesus Mario De Quintana
 
Romantismo em Portugal
Romantismo em PortugalRomantismo em Portugal
Romantismo em Portugal
 
Machado De Assis
Machado De AssisMachado De Assis
Machado De Assis
 

Mais de gil junior

Fuga das galinhas
Fuga das galinhasFuga das galinhas
Fuga das galinhas
gil junior
 
Tensão superficial da água
Tensão superficial da águaTensão superficial da água
Tensão superficial da água
gil junior
 
Sermão da sexagésima padre antonio vieira
Sermão da sexagésima   padre antonio vieiraSermão da sexagésima   padre antonio vieira
Sermão da sexagésima padre antonio vieira
gil junior
 
Separação de gases
Separação de gasesSeparação de gases
Separação de gases
gil junior
 
Ligas metlicas
Ligas metlicasLigas metlicas
Ligas metlicas
gil junior
 
Leis de kepler
Leis de keplerLeis de kepler
Leis de kepler
gil junior
 
Fermentação
FermentaçãoFermentação
Fermentação
gil junior
 
Estilo arte gótica
Estilo arte góticaEstilo arte gótica
Estilo arte gótica
gil junior
 
Cartas chilenas tomaz antonia gonzaga
Cartas chilenas   tomaz antonia gonzagaCartas chilenas   tomaz antonia gonzaga
Cartas chilenas tomaz antonia gonzaga
gil junior
 
Arte na idade media
Arte na idade mediaArte na idade media
Arte na idade media
gil junior
 
química - alimentos
química - alimentosquímica - alimentos
química - alimentos
gil junior
 
Fala sobre a sociedade na época do realismo
Fala sobre a sociedade na época do realismoFala sobre a sociedade na época do realismo
Fala sobre a sociedade na época do realismo
gil junior
 
Machado de assis breve biografia em 1ª pessoa
Machado de assis   breve biografia em 1ª pessoaMachado de assis   breve biografia em 1ª pessoa
Machado de assis breve biografia em 1ª pessoa
gil junior
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
gil junior
 
Trigonometria - questao respondida
Trigonometria - questao respondidaTrigonometria - questao respondida
Trigonometria - questao respondida
gil junior
 
Revisão da história da arte
Revisão da história da arteRevisão da história da arte
Revisão da história da arte
gil junior
 
Ptolomeu
PtolomeuPtolomeu
Ptolomeu
gil junior
 
Fotossintese e respiração celular
Fotossintese e respiração celularFotossintese e respiração celular
Fotossintese e respiração celular
gil junior
 
Tycho brahé e johannes kepler
Tycho brahé e johannes keplerTycho brahé e johannes kepler
Tycho brahé e johannes kepler
gil junior
 
Macbeth
MacbethMacbeth
Macbeth
gil junior
 

Mais de gil junior (20)

Fuga das galinhas
Fuga das galinhasFuga das galinhas
Fuga das galinhas
 
Tensão superficial da água
Tensão superficial da águaTensão superficial da água
Tensão superficial da água
 
Sermão da sexagésima padre antonio vieira
Sermão da sexagésima   padre antonio vieiraSermão da sexagésima   padre antonio vieira
Sermão da sexagésima padre antonio vieira
 
Separação de gases
Separação de gasesSeparação de gases
Separação de gases
 
Ligas metlicas
Ligas metlicasLigas metlicas
Ligas metlicas
 
Leis de kepler
Leis de keplerLeis de kepler
Leis de kepler
 
Fermentação
FermentaçãoFermentação
Fermentação
 
Estilo arte gótica
Estilo arte góticaEstilo arte gótica
Estilo arte gótica
 
Cartas chilenas tomaz antonia gonzaga
Cartas chilenas   tomaz antonia gonzagaCartas chilenas   tomaz antonia gonzaga
Cartas chilenas tomaz antonia gonzaga
 
Arte na idade media
Arte na idade mediaArte na idade media
Arte na idade media
 
química - alimentos
química - alimentosquímica - alimentos
química - alimentos
 
Fala sobre a sociedade na época do realismo
Fala sobre a sociedade na época do realismoFala sobre a sociedade na época do realismo
Fala sobre a sociedade na época do realismo
 
Machado de assis breve biografia em 1ª pessoa
Machado de assis   breve biografia em 1ª pessoaMachado de assis   breve biografia em 1ª pessoa
Machado de assis breve biografia em 1ª pessoa
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
Trigonometria - questao respondida
Trigonometria - questao respondidaTrigonometria - questao respondida
Trigonometria - questao respondida
 
Revisão da história da arte
Revisão da história da arteRevisão da história da arte
Revisão da história da arte
 
Ptolomeu
PtolomeuPtolomeu
Ptolomeu
 
Fotossintese e respiração celular
Fotossintese e respiração celularFotossintese e respiração celular
Fotossintese e respiração celular
 
Tycho brahé e johannes kepler
Tycho brahé e johannes keplerTycho brahé e johannes kepler
Tycho brahé e johannes kepler
 
Macbeth
MacbethMacbeth
Macbeth
 

Último

Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 

Tudo sobre Machado de Assis

  • 2.
  • 3. [Frase final de Memórias Póstumas de Brás Cubas,1881]: Não tive filhos não transmiti a nenhuma criatura o legado de nossa miséria. Machado de Assis PARA LER A OBRA POR COMPLETO, CLICK NESTE LINK ~~> http://virtualbooks.terra.com.br/freebook/port/download/Mem orias_Postumas_de_Bras_Cubas.pdf . PARA ASSISTIR O FILME REFERENTE AO LIVRO, CLICK NESTE LINK ~~> https://www.youtube.com/watch?v=MrqoLvi5RUo PARA VER UM VIDEO QUE FALA SOBRE A VIDA DE MACHADO DE ASSIS, CLICK NESTE LINK ~~> http://machado.mec.gov.br/index.php?option=com_content&task =view&id=157&Itemid=158 PARA BAIXAR ESSE MESMO VÍDEO, CLICK NESTE LINK ~~> http://machado.mec.gov.br/images/stories/videos/machado_de assis_um_mestre_na_periferia.wmv
  • 4. LINKS PARA VER OUTROS LIVROS DE MACHADO DE ASSIS NA ÉPOCA ROMÂNTICA ~~> o Ressurreição (1872) ~> http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/ marm01.pdf o A Mão e a Luva (1874) ~> http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/ marm02.pdf o Helena (1876) ~> http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/ marm03.pdf o Iaiá Garcia (1878) ~> http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/ marm04.pdf o Casa Velha (1885) ~> http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/ marm06.pdf o Quincas Borba (1891) ~> http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/ marm07.pdf o Dom Casmurro (1899) ~> http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/ marm08.pdf o Esaú e Jacó (1904) ~> http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/ marm09.pdf o Memorial de Aires (1908) ~> http://machado.mec.gov.br/images/stories/pdf/romance/ marm10.pdf
  • 5. Cronologia 1839 - Nasce no Rio de Janeiro, em 21 de junho, Joaquim Maria Machado de Assis, filho do brasileiro Francisco José de Assis e da açoriana Maria Leopoldina Machado de Assis, moradores do morro do Livramento. 1849- Após o falecimento de sua mãe e de sua única irmã, Machado é amparado por sua madrinha. 1854 – Seu pai casa-se com Maria Inês da Silva, com quem Machado continuará vivendo após a morte de Francisco José. 1855 – Publica seu primeiro poema, "Ela", após tornar-se colaborador do jornal Marmota Fluminense, de Francisco de Paula Brito. 1856 – Como aprendiz de tipógrafo, entra para a Tipografia Nacional. 1858 – Tem aulas de francês e latim com o professor Padre Antônio José da Silveira Sarmento. Torna-se o revisor de provas de tipografia e da livraria do jornalista Paula Brito, onde conhece membros da Sociedade Petalógica, como Manuel Antônio de Almeida, Joaquim Manoel de Macedo. Colabora no jornal O Paraíba, e no Correio Mercantil 1859 – Colabora na revista O Espelho (que foi publicada até janeiro de 1860), como crítico teatral. 1860 – A convite de Quintino Bocaiúva, é redator do Diário do Rio de Janeiro, no qual usa os pseudônimos Gil, Job e Platão; fazia a resenha dos debates do Senado e outros serviços, como crítica teatral, além de colaborar em A Semana Ilustrada. 1861 - Desencantos (comédia) e Queda que as mulheres têm para os tolos (sátira em prosa) são publicados.
  • 6. 1862 – Como sócio do Conservatório Dramático Brasileiro, exerce função não remunerada de auxiliar da censura. É bibliotecário da Sociedade Arcádia Brasileira. Colabora em O Futuro, periódico quinzenal sob a direção de Faustino Xavier de Novais. 1863 – É publicado o Teatro de Machado de Assis, composto por duas comédias, "O protocolo" e "O caminho da porta". Passa a publicar vários contos no Jornal das Famílias. 1864 – Publicado seu primeiro livro de versos, Crisálidas. Em julho firma contrato com B. L. Garnier para a venda definitiva dos direitos autorais de Crisálidas. 1865 – É fundada a Arcádia Fluminense, da qual Machado de Assis é um dos sócios fundadores. 1866 – São publicadas a comédia Os deuses de casaca e sua tradução do romance Os trabalhadores do mar, de Victor Hugo. No fim deste ano, chega ao Rio de Janeiro Carolina Augusta Xavier de Novais, irmã do poeta Faustino Xavier de Novais e futura esposa de Machado. 1867 – É agraciado com a Ordem da Rosa, no grau de cavaleiro, e é nomeado ajudante do diretor do Diário Oficial. 1868 – Como crítico consagrado, guia o jovem poeta Castro Alves no mundo das letras, a pedido de José de Alencar. 1869 – Casa-se com a portuguesa Carolina Augusta Xavier de Novais. 1870 – São publicadas as obras Falenas e Contos fluminenses. 1872 – Ressurreição, seu primeiro romance, é publicado. 1873 – Publica Histórias da meia-noite (contos) e "Notícia da atual literatura brasileira: instinto de nacionalidade" (ensaio crítico). É nomeado
  • 7. primeiro-oficial da Secretaria de Estado do Ministério da Agricultura, Comércio e Obras Públicas. 1874 – A mão e a luva é seu segundo romance editado e publicado em livro. 1875 – Publica Americanas, seu terceiro livro de poesias. 1876 – Publica, entre agosto e setembro, o romance Helena no jornal O Globo. Colabora na revista Ilustração Brasileira e é promovido a chefe de seção da Secretaria de Agricultura. 1878 – O romance Iaiá Garcia é publicado em O Cruzeiro e editado em livro. No mesmo jornal, publica o primeiro artigo em que faz críticas ao romance O Primo Basílio, de Eça de Queirós. Por conta das edições clandestinas da obra no Brasil, o próprio Eça de Queirós nomeia Machado como seu defensor em relação aos direitos autorais d'O Primo Basílio. Segue, em licença por motivo de doença, para Friburgo, de onde retorna em março do ano seguinte. 1879 – Publica na Revista Brasileira, o romance Memórias póstumas de Brás Cubas e na revistaA Estação, o romance Quincas Borba. Nesta também é publicado o seu estudo intitulado "A nova geração". 1880 - É designado Oficial de Gabinete do Ministério da Agricultura. Sua comédia Tu, só tu, puro amor... é representada no teatro Dom Pedro II, em razão das festas organizadas pelo Real Gabinete Português de Leitura em comemoração ao tricentenário do poeta português Luís de Camões. Foi publicada, em volume, no ano seguinte. 1881 – Memórias póstumas de Brás Cubas é publicado em livro. Escreve crônicas no jornal Gazeta de Notícias e passa a ter a função de oficial de gabinete do ministro da Agricultura. 1882 - Publica seu terceiro livro de contos, Papéis avulsos, no qual se encontra o conto "O alienista". Entra em licença de três meses para tratar- se fora do Rio de Janeiro.
  • 8. 1884 – Publica em livro os contos de Histórias sem data e passa a morar na Rua Cosme Velho, onde residirá até a sua morte. 1886 – É publicado o volume Terras, compilação para estudo da Secretaria da Agricultura, resultado do trabalho de oito anos na Comissão de Reforma da Legislação das Terras. 1888 – É nomeado oficial da Ordem da Rosa, por Decreto Imperial. 1889 – É promovido a diretor da Diretoria do Comércio, na Secretaria de Estado da Agricultura, Comércio e Obras Públicas em 30 de março. 1891 – Publica em livro o romance Quincas Borba. 1892 - É promovido a Diretor-Geral da Viação da Secretaria da Indústria, Viação e Obras Públicas. 1895 – Araripe Júnior publica um perfil de Machado de Assis na Revista Brasileira, de José Veríssimo, revista da qual Machado passa a ser colaborador em dezembro do mesmo ano. 1896 - Publica seu quinto livro de contos, intitulado Várias Histórias. Dirige a primeira sessão preparatória da fundação da Academia Brasileira de Letras – ABL. 1897 - Participa da inauguração e é eleito o primeiro presidente da recém- fundada Academia Brasileira de Letras – ABL. Sua presidência na Academia dura mais de 10 anos. 1899 – É publicado o romance Dom Casmurro e o livro de contos, ensaios e teatro Páginas Recolhidas. É firmada escritura de venda da propriedade inteira da obra de Machado de Assis a François Hippolyte Garnier. 1901 – Publica Poesias Completas, que inclui três livros de versos anteriores, Crisálidas, Falenase Americanas, mais a coletânea Ocidentais.
  • 9. 1904 – Publica seu penúltimo romance, Esaú e Jacó. Segue em janeiro para Friburgo, com a esposa enferma. Morre Carolina Augusta Xavier de Novais, dias antes de completarem 35 anos de casamento. Não tiveram filhos. 1906 – Dedica à mulher já falecida seu mais famoso soneto, "A Carolina". 1908 – Seu nono e último romance, Memorial de Aires, é publicado. Entra, em 1 de junho, em licença para tratamento de saúde. Falece no dia 29 de setembro, aos 69 anos de idade, no Rio de Janeiro. É enterrado, conforme sua determinação, na sepultura da esposa no Cemitério de São João Batista. Machado de Assis foi um escritor e poeta brasileiro. Foi o fundador da Academia Brasileira de Letras e é famoso por muitos de seus livros, como Memórias Póstumas de Brás Cubas, Dom Casmurro, Quincas Borba e O Alienista. Fonte: ~~> http://machado.mec.gov.br/ Fonte: ~~> http://pensador.uol.com.br/autor/machado_de_assis/