SlideShare uma empresa Scribd logo
1
2
FODMAPS
Algumas classes de carboidratos de cadeia curta como monossacarídeos,
dissacarídeos e polióis fermentáveis são denominados FODMAPs que é acrônimo de
oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis fermentáveis.
Os FODMAPs, especialmente frutanos e galacto-oligossacarídeos são mal
absorvidos no intestino humano, e, quando ingeridos podem resultar em sintomas tais
como inchaço, diarreia, gases, constipação ou dor abdominal que muitas vezes são
interpretados como Síndrome do Cólon Irritável com predominância de constipação. A
sensibilidade aos FODMAPs pode variar entre os indivíduos e pode ser potencializada
por alterações na microbiota intestinal, distúrbios de motilidade e na Síndrome do
Cólon Irritável.
A má absorção intestinal e rápida fermentação pela microbiota, se deve ao fato
de suas moléculas serem pequenas e osmoticamente ativas e pela ausência de
enzimas que realizam a hidrólise das ligações glicosídicas no lúmen intestinal, a baixa
atividade das enzimas no bordo em escova (como a lactase) e a capacidade reduzida
dos transportadores epiteliais.
O diagnóstico de intolerância aos FODMAPS é realizado pela exclusão de
alimentos e análise da sintomatologia. O Teste respiratório de hidrogênio expirado
também demonstrou ser confiável para avaliação de intolerância aos FODMAPS
frutose, sorbitol e lactose. Frutanos e Galacto-oligossacarídeos não são submetidos a
testes respiratórios, pois são sempre mal absorvidos. Eles são sempre fermentados e
devem ser considerados como desencadeadores de sintomas em todos os pacientes
com Síndrome do Cólon Irritável.
F
Fermentáveis
O
Oligossacarídeos
D
Dissacarídeos
M
Monocarídeos
A
And
P
Polióis
3
É importante ressaltar que alguns indivíduos possuem intolerância à alguns
FODMAPS, mas nem todos. Somente aqueles que são mal absorvidos provavelmente
desempenharão os sintomas.
Um limitante na redução ou exclusão de fontes de FODMAPs se encontra na
dificuldade de o paciente aderir à dieta, que é restritiva, podendo causar deficiências
nutricionais em longo prazo, além da falta de dados do teor de FODMAPS em
alimentos brasileiros. Além disso, observa-se a que resposta depende da dose
consumida, ou seja, há uma dose específica e individual que atingirá o limiar para a
indução de sintomas.
O aconselhamento nutricional e acompanhamento com o nutricionista é
fundamental para o equilíbrio nutricional da dieta. A suplementação de vitaminas e
minerais pode ser necessária ao longo das fases de eliminação e reintrodução
gradativa.
Confira na tabela os principais alimentos e o tipo de FODMAPS:
FODMAPS
Grupos de alimentos Alimentos principais (tipos de FODMAPS)
Vegetais e Legumes Abacate (poliol)
Abóbora manteiga (frutanos)
Aipo (poliol)
Alho-poró (frutanos)
Alho (frutanos)
Alcachofra (frutose)
Aspargos (frutose)
Beterraba (frutanos)
Brócolis (frutanos)
Couve-de-Bruxelas (frutanos)
Couve-flor (poliol)
Cogumelos (poliol)
Chucrute (frutanos)
Cebolas (frutanos)
Cebolinha (frutanos)
Chalota (frutanos)
Chicória (frutanos)
4
Chicória com folhas vermelhas (frutanos)
Dente-de-leão (frutanos)
Ervilhas (frutanos)
Ervilhas tortas (frutanos e polióis)
Ervilhas doces (frutose)
Funcho (frutanos)
Molho de tomate (frutose e frutanos)
Milho doce (poliol)/ Pipoca
Pimentão (poliol)
Quiabo (frutanos)
Repolho (frutanos)
Raddichio (frutanos)
Tupinambo (frutanos)
Leguminosas Feijão (galactanos - Rafinose)
Grão-de-bico (galactanos - Rafinose)
Lentilha (galactanos - Rafinose)
Grãos integrais de soja (galactanos - Rafinose)
Grãos de soja (galactanos – Rafinose)
Cereais e tubérculos Arroz (galactanos)
Batata doce cozida (poliol)
Biscoitos (frutanos)
Centeio (frutanos)
Cevada (frutanos)
Cuscuz (frutanos)
Farinha (frutanos)
Inhame (poliol)
Macarrão (frutanos)
Pão (frutanos)
Trigo (frutanos)
Frutas Frutas:
Abacate (poliol)
Ameixa (poliol)
Amoras (poliol)
Banana verde (oligossacarídeo frutano)
Cereja (frutose e poliol)
Caqui (frutano)
Figo (frutose e poliol)
Fruta-do-conde (frutanos)
Kiwi (frutose)
Lichia (poliol)
Maçãs (frutose e poliol)
Manga (frutose)
Melancia (poliol e frutano)
Nectarina (poliol)
Peras (frutose e poliol)
5
Pêssegos (poliol)
Pinha (XX)
Uvas (frutose)
Suco de fruta em conserva em sumo natural
(frutose)
Frutas secas:
Ameixa seca (poliol)
Damasco (poliol)
Leite e derivados Creme de leite (lactose)
Iogurte (lactose)
Leite condensado (lactose)
Leite de vaca (lactose)
Leite de cabra (lactose)
Leite de ovelha (lactose)
Nata (lactose)
Pudim (lactose)
Queijo curado (lactose)
Queijo tipo ricota (lactose)
Queijo tipo cottage (lactose)
Queijo fresco (lactose)
Queijo mascarpone (lactose)
Quindim (lactose)
Sorvete (lactose)
Proteína Carnes processadas e condimentadas
Oleaginosas Amêndoas (XX)
Avelãs (XX)
Castanha de caju (XX)
Pistache (frutanos)
Gorduras Abacate (poliol)
Molhos para salada ou marinadas preparadas
com ingredientes não seguros.
Bebidas Cerveja (XX)
Chá de funcho (XX)
Chá de dente de leão (XX)
Chá de camomila (XX)
Suco de frutas (frutose)
Refrigerantes (frutose)
Condimentos Alho em pó (frutanos)
Cebola em pó (frutanos)
Gomas, carragenina, e outros espessantes ou
estabilizantes (XX)
Molho tomate (XX)
Extrato de tomate (XX)
6
Molho barbecue
Ketchup
Maionese
Mostarda
Teriaki
Adoçantes Isomalte (poliol)
Manitol (poliol)
Maltitol (poliol)
Mel (frutose)
Sorbitol (poliol)
Xarope de milho (frutose)
Xarope de Agave
Xilitol (poliol)
Legenda: alimentos com maior teor de FODMAPs em negrito.
REFERÊNCIAS
ANDRADE, V. L. A. et al. Dieta restrita de FODMEPs como opção terapêutica na
síndrome do intestino irritável: revisão sistemática. GED gastroenterol. endosc. Dig. v.
34, n.1, 2015.
BARRETT, J. S.; GIBSON, P. R.. Fermentable oligosaccharides, disaccharides,
monosaccharides and polyols (FODMAPs) and nonallergic food intolerance: FODMAPs
or food chemicals?. Therapeutic Advances In Gastroenterology, [s.l.], v. 5, n. 4, p.261-
268, 20 mar. 2012.
IRRITABLE BOWEL SYNDROME SELF HELP AND SUPPORT GROUP: a trusted community
for IBS and Digestive Health sufferers. Acesso em: 05/12/2016. Disponível em: <
http://www.ibsgroup.org/brochures/fodmap-intolerances.pdf>.
Ong, D.K., Mitchell, S.B., Barrett, J.S., Shepherd, S.J., Irving, P.M., Biesiekierski, J.R. et
al. (2010) Manipulation of dietary short chain carbohydrates alters the pattern of gas
7
production and genesis of symptoms in irritable bowel syndrome. J Gastroenterol
Hepatol 25: 1366–1373.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Tabela FODMAPS.pdf

Microbiologia de alimentos e seus deteriorantes
Microbiologia de alimentos e seus deteriorantesMicrobiologia de alimentos e seus deteriorantes
Microbiologia de alimentos e seus deteriorantes
AlerrandroGuimaresSi
 
AULA TD 1 - FRUTAS.ppt
AULA TD 1 - FRUTAS.pptAULA TD 1 - FRUTAS.ppt
AULA TD 1 - FRUTAS.ppt
kiara106494
 
O QUE É ÁCIDO FÓLICO?
O QUE É ÁCIDO FÓLICO?O QUE É ÁCIDO FÓLICO?
O QUE É ÁCIDO FÓLICO?
Tookmed
 
1 carboidratos
1 carboidratos1 carboidratos
1 carboidratos
Aline Miranda
 
Alimentação em Diálise.docx
Alimentação em Diálise.docxAlimentação em Diálise.docx
Alimentação em Diálise.docx
jamileandradedossant2
 
01 Sist Digestivo Tc 0809
01 Sist Digestivo Tc 080901 Sist Digestivo Tc 0809
01 Sist Digestivo Tc 0809
Teresa Monteiro
 
Aula 2 - Nutrientes .pdf
Aula 2 - Nutrientes                               .pdfAula 2 - Nutrientes                               .pdf
Aula 2 - Nutrientes .pdf
viviannelima016
 
Leite materno, de vaca e formulas artificiais maria graciela luongo de matos
Leite materno, de vaca e formulas artificiais maria graciela luongo de matosLeite materno, de vaca e formulas artificiais maria graciela luongo de matos
Leite materno, de vaca e formulas artificiais maria graciela luongo de matos
Graciela Luongo
 
Anemia Megaloblastica- Daniel MASSAMBA-1.pptx
Anemia Megaloblastica- Daniel MASSAMBA-1.pptxAnemia Megaloblastica- Daniel MASSAMBA-1.pptx
Anemia Megaloblastica- Daniel MASSAMBA-1.pptx
SilvioSamuge1
 
Sistema digestivo
Sistema digestivoSistema digestivo
Sistema digestivo
Cláudia Moura
 
Alimentacao saudavel
Alimentacao saudavelAlimentacao saudavel
Alimentacao saudavel
Nuno Azeitona
 
Macrominerais na alimentação de Ruminantes
Macrominerais na alimentação de RuminantesMacrominerais na alimentação de Ruminantes
Macrominerais na alimentação de Ruminantes
Mariana Benitez Fini
 
Apresentação pós colheita
Apresentação pós colheitaApresentação pós colheita
Apresentação pós colheita
Ítalo Arrais
 
vitaminas
vitaminas vitaminas
vitaminas
divadias
 
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/SenisAlimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
Alice Melo Candido
 
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e DietaMetabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
Diversas instituições
 
Carboidrato e vitaminas
Carboidrato  e vitaminasCarboidrato  e vitaminas
Carboidrato e vitaminas
cristinabio
 
Trabalho de nutrição materna (intolerância a lactose)
Trabalho de nutrição materna (intolerância a lactose)Trabalho de nutrição materna (intolerância a lactose)
Trabalho de nutrição materna (intolerância a lactose)
Lilian Souza
 
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importânciasvitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
AdrianoCosta696471
 
Adoçantes
AdoçantesAdoçantes

Semelhante a Tabela FODMAPS.pdf (20)

Microbiologia de alimentos e seus deteriorantes
Microbiologia de alimentos e seus deteriorantesMicrobiologia de alimentos e seus deteriorantes
Microbiologia de alimentos e seus deteriorantes
 
AULA TD 1 - FRUTAS.ppt
AULA TD 1 - FRUTAS.pptAULA TD 1 - FRUTAS.ppt
AULA TD 1 - FRUTAS.ppt
 
O QUE É ÁCIDO FÓLICO?
O QUE É ÁCIDO FÓLICO?O QUE É ÁCIDO FÓLICO?
O QUE É ÁCIDO FÓLICO?
 
1 carboidratos
1 carboidratos1 carboidratos
1 carboidratos
 
Alimentação em Diálise.docx
Alimentação em Diálise.docxAlimentação em Diálise.docx
Alimentação em Diálise.docx
 
01 Sist Digestivo Tc 0809
01 Sist Digestivo Tc 080901 Sist Digestivo Tc 0809
01 Sist Digestivo Tc 0809
 
Aula 2 - Nutrientes .pdf
Aula 2 - Nutrientes                               .pdfAula 2 - Nutrientes                               .pdf
Aula 2 - Nutrientes .pdf
 
Leite materno, de vaca e formulas artificiais maria graciela luongo de matos
Leite materno, de vaca e formulas artificiais maria graciela luongo de matosLeite materno, de vaca e formulas artificiais maria graciela luongo de matos
Leite materno, de vaca e formulas artificiais maria graciela luongo de matos
 
Anemia Megaloblastica- Daniel MASSAMBA-1.pptx
Anemia Megaloblastica- Daniel MASSAMBA-1.pptxAnemia Megaloblastica- Daniel MASSAMBA-1.pptx
Anemia Megaloblastica- Daniel MASSAMBA-1.pptx
 
Sistema digestivo
Sistema digestivoSistema digestivo
Sistema digestivo
 
Alimentacao saudavel
Alimentacao saudavelAlimentacao saudavel
Alimentacao saudavel
 
Macrominerais na alimentação de Ruminantes
Macrominerais na alimentação de RuminantesMacrominerais na alimentação de Ruminantes
Macrominerais na alimentação de Ruminantes
 
Apresentação pós colheita
Apresentação pós colheitaApresentação pós colheita
Apresentação pós colheita
 
vitaminas
vitaminas vitaminas
vitaminas
 
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/SenisAlimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
 
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e DietaMetabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
Metabolismo de Carboidratos: Exercício Físico e Dieta
 
Carboidrato e vitaminas
Carboidrato  e vitaminasCarboidrato  e vitaminas
Carboidrato e vitaminas
 
Trabalho de nutrição materna (intolerância a lactose)
Trabalho de nutrição materna (intolerância a lactose)Trabalho de nutrição materna (intolerância a lactose)
Trabalho de nutrição materna (intolerância a lactose)
 
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importânciasvitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
vitaminas hidrossolúveis- classificação e importâncias
 
Adoçantes
AdoçantesAdoçantes
Adoçantes
 

Mais de jvfacundes

livro_nutricao_e_alimentacao_na_abs_v019.pdf
livro_nutricao_e_alimentacao_na_abs_v019.pdflivro_nutricao_e_alimentacao_na_abs_v019.pdf
livro_nutricao_e_alimentacao_na_abs_v019.pdf
jvfacundes
 
Alergia Infantil.pdf
Alergia Infantil.pdfAlergia Infantil.pdf
Alergia Infantil.pdf
jvfacundes
 
livro receitas culinarias criancas alergia mulitplos alimentos_20017606-1.pdf
livro receitas culinarias criancas alergia mulitplos alimentos_20017606-1.pdflivro receitas culinarias criancas alergia mulitplos alimentos_20017606-1.pdf
livro receitas culinarias criancas alergia mulitplos alimentos_20017606-1.pdf
jvfacundes
 
Sou_celiaco_posso_comer_em_sua_casa_2011.pdf
Sou_celiaco_posso_comer_em_sua_casa_2011.pdfSou_celiaco_posso_comer_em_sua_casa_2011.pdf
Sou_celiaco_posso_comer_em_sua_casa_2011.pdf
jvfacundes
 
RECEITAS ÁGUA SABORIZADA DETOX.pdf.pdf
RECEITAS ÁGUA SABORIZADA DETOX.pdf.pdfRECEITAS ÁGUA SABORIZADA DETOX.pdf.pdf
RECEITAS ÁGUA SABORIZADA DETOX.pdf.pdf
jvfacundes
 
Tabela de validade critérios AÇOUGUE BOI DE MINAS-1 (1).doc
Tabela de validade critérios AÇOUGUE BOI DE MINAS-1 (1).docTabela de validade critérios AÇOUGUE BOI DE MINAS-1 (1).doc
Tabela de validade critérios AÇOUGUE BOI DE MINAS-1 (1).doc
jvfacundes
 

Mais de jvfacundes (6)

livro_nutricao_e_alimentacao_na_abs_v019.pdf
livro_nutricao_e_alimentacao_na_abs_v019.pdflivro_nutricao_e_alimentacao_na_abs_v019.pdf
livro_nutricao_e_alimentacao_na_abs_v019.pdf
 
Alergia Infantil.pdf
Alergia Infantil.pdfAlergia Infantil.pdf
Alergia Infantil.pdf
 
livro receitas culinarias criancas alergia mulitplos alimentos_20017606-1.pdf
livro receitas culinarias criancas alergia mulitplos alimentos_20017606-1.pdflivro receitas culinarias criancas alergia mulitplos alimentos_20017606-1.pdf
livro receitas culinarias criancas alergia mulitplos alimentos_20017606-1.pdf
 
Sou_celiaco_posso_comer_em_sua_casa_2011.pdf
Sou_celiaco_posso_comer_em_sua_casa_2011.pdfSou_celiaco_posso_comer_em_sua_casa_2011.pdf
Sou_celiaco_posso_comer_em_sua_casa_2011.pdf
 
RECEITAS ÁGUA SABORIZADA DETOX.pdf.pdf
RECEITAS ÁGUA SABORIZADA DETOX.pdf.pdfRECEITAS ÁGUA SABORIZADA DETOX.pdf.pdf
RECEITAS ÁGUA SABORIZADA DETOX.pdf.pdf
 
Tabela de validade critérios AÇOUGUE BOI DE MINAS-1 (1).doc
Tabela de validade critérios AÇOUGUE BOI DE MINAS-1 (1).docTabela de validade critérios AÇOUGUE BOI DE MINAS-1 (1).doc
Tabela de validade critérios AÇOUGUE BOI DE MINAS-1 (1).doc
 

Tabela FODMAPS.pdf

  • 1. 1
  • 2. 2 FODMAPS Algumas classes de carboidratos de cadeia curta como monossacarídeos, dissacarídeos e polióis fermentáveis são denominados FODMAPs que é acrônimo de oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis fermentáveis. Os FODMAPs, especialmente frutanos e galacto-oligossacarídeos são mal absorvidos no intestino humano, e, quando ingeridos podem resultar em sintomas tais como inchaço, diarreia, gases, constipação ou dor abdominal que muitas vezes são interpretados como Síndrome do Cólon Irritável com predominância de constipação. A sensibilidade aos FODMAPs pode variar entre os indivíduos e pode ser potencializada por alterações na microbiota intestinal, distúrbios de motilidade e na Síndrome do Cólon Irritável. A má absorção intestinal e rápida fermentação pela microbiota, se deve ao fato de suas moléculas serem pequenas e osmoticamente ativas e pela ausência de enzimas que realizam a hidrólise das ligações glicosídicas no lúmen intestinal, a baixa atividade das enzimas no bordo em escova (como a lactase) e a capacidade reduzida dos transportadores epiteliais. O diagnóstico de intolerância aos FODMAPS é realizado pela exclusão de alimentos e análise da sintomatologia. O Teste respiratório de hidrogênio expirado também demonstrou ser confiável para avaliação de intolerância aos FODMAPS frutose, sorbitol e lactose. Frutanos e Galacto-oligossacarídeos não são submetidos a testes respiratórios, pois são sempre mal absorvidos. Eles são sempre fermentados e devem ser considerados como desencadeadores de sintomas em todos os pacientes com Síndrome do Cólon Irritável. F Fermentáveis O Oligossacarídeos D Dissacarídeos M Monocarídeos A And P Polióis
  • 3. 3 É importante ressaltar que alguns indivíduos possuem intolerância à alguns FODMAPS, mas nem todos. Somente aqueles que são mal absorvidos provavelmente desempenharão os sintomas. Um limitante na redução ou exclusão de fontes de FODMAPs se encontra na dificuldade de o paciente aderir à dieta, que é restritiva, podendo causar deficiências nutricionais em longo prazo, além da falta de dados do teor de FODMAPS em alimentos brasileiros. Além disso, observa-se a que resposta depende da dose consumida, ou seja, há uma dose específica e individual que atingirá o limiar para a indução de sintomas. O aconselhamento nutricional e acompanhamento com o nutricionista é fundamental para o equilíbrio nutricional da dieta. A suplementação de vitaminas e minerais pode ser necessária ao longo das fases de eliminação e reintrodução gradativa. Confira na tabela os principais alimentos e o tipo de FODMAPS: FODMAPS Grupos de alimentos Alimentos principais (tipos de FODMAPS) Vegetais e Legumes Abacate (poliol) Abóbora manteiga (frutanos) Aipo (poliol) Alho-poró (frutanos) Alho (frutanos) Alcachofra (frutose) Aspargos (frutose) Beterraba (frutanos) Brócolis (frutanos) Couve-de-Bruxelas (frutanos) Couve-flor (poliol) Cogumelos (poliol) Chucrute (frutanos) Cebolas (frutanos) Cebolinha (frutanos) Chalota (frutanos) Chicória (frutanos)
  • 4. 4 Chicória com folhas vermelhas (frutanos) Dente-de-leão (frutanos) Ervilhas (frutanos) Ervilhas tortas (frutanos e polióis) Ervilhas doces (frutose) Funcho (frutanos) Molho de tomate (frutose e frutanos) Milho doce (poliol)/ Pipoca Pimentão (poliol) Quiabo (frutanos) Repolho (frutanos) Raddichio (frutanos) Tupinambo (frutanos) Leguminosas Feijão (galactanos - Rafinose) Grão-de-bico (galactanos - Rafinose) Lentilha (galactanos - Rafinose) Grãos integrais de soja (galactanos - Rafinose) Grãos de soja (galactanos – Rafinose) Cereais e tubérculos Arroz (galactanos) Batata doce cozida (poliol) Biscoitos (frutanos) Centeio (frutanos) Cevada (frutanos) Cuscuz (frutanos) Farinha (frutanos) Inhame (poliol) Macarrão (frutanos) Pão (frutanos) Trigo (frutanos) Frutas Frutas: Abacate (poliol) Ameixa (poliol) Amoras (poliol) Banana verde (oligossacarídeo frutano) Cereja (frutose e poliol) Caqui (frutano) Figo (frutose e poliol) Fruta-do-conde (frutanos) Kiwi (frutose) Lichia (poliol) Maçãs (frutose e poliol) Manga (frutose) Melancia (poliol e frutano) Nectarina (poliol) Peras (frutose e poliol)
  • 5. 5 Pêssegos (poliol) Pinha (XX) Uvas (frutose) Suco de fruta em conserva em sumo natural (frutose) Frutas secas: Ameixa seca (poliol) Damasco (poliol) Leite e derivados Creme de leite (lactose) Iogurte (lactose) Leite condensado (lactose) Leite de vaca (lactose) Leite de cabra (lactose) Leite de ovelha (lactose) Nata (lactose) Pudim (lactose) Queijo curado (lactose) Queijo tipo ricota (lactose) Queijo tipo cottage (lactose) Queijo fresco (lactose) Queijo mascarpone (lactose) Quindim (lactose) Sorvete (lactose) Proteína Carnes processadas e condimentadas Oleaginosas Amêndoas (XX) Avelãs (XX) Castanha de caju (XX) Pistache (frutanos) Gorduras Abacate (poliol) Molhos para salada ou marinadas preparadas com ingredientes não seguros. Bebidas Cerveja (XX) Chá de funcho (XX) Chá de dente de leão (XX) Chá de camomila (XX) Suco de frutas (frutose) Refrigerantes (frutose) Condimentos Alho em pó (frutanos) Cebola em pó (frutanos) Gomas, carragenina, e outros espessantes ou estabilizantes (XX) Molho tomate (XX) Extrato de tomate (XX)
  • 6. 6 Molho barbecue Ketchup Maionese Mostarda Teriaki Adoçantes Isomalte (poliol) Manitol (poliol) Maltitol (poliol) Mel (frutose) Sorbitol (poliol) Xarope de milho (frutose) Xarope de Agave Xilitol (poliol) Legenda: alimentos com maior teor de FODMAPs em negrito. REFERÊNCIAS ANDRADE, V. L. A. et al. Dieta restrita de FODMEPs como opção terapêutica na síndrome do intestino irritável: revisão sistemática. GED gastroenterol. endosc. Dig. v. 34, n.1, 2015. BARRETT, J. S.; GIBSON, P. R.. Fermentable oligosaccharides, disaccharides, monosaccharides and polyols (FODMAPs) and nonallergic food intolerance: FODMAPs or food chemicals?. Therapeutic Advances In Gastroenterology, [s.l.], v. 5, n. 4, p.261- 268, 20 mar. 2012. IRRITABLE BOWEL SYNDROME SELF HELP AND SUPPORT GROUP: a trusted community for IBS and Digestive Health sufferers. Acesso em: 05/12/2016. Disponível em: < http://www.ibsgroup.org/brochures/fodmap-intolerances.pdf>. Ong, D.K., Mitchell, S.B., Barrett, J.S., Shepherd, S.J., Irving, P.M., Biesiekierski, J.R. et al. (2010) Manipulation of dietary short chain carbohydrates alters the pattern of gas
  • 7. 7 production and genesis of symptoms in irritable bowel syndrome. J Gastroenterol Hepatol 25: 1366–1373.