SlideShare uma empresa Scribd logo
BIOLOGIA INTERATIVABIOLOGIA INTERATIVA
Criado e Desenvolvido por:
Ronnielle Cabral RolimRonnielle Cabral Rolim
Todos os direitos são reservados ©2017
tioronnicabral.blogspot.com.br
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Processo gradual, no qual as comunidades de um ecossistema vão se alternando, ao
longo do tempo, até estabelecer um equilíbrio (direcional e previsível). Resultado da
ação do ambiente sobre os seres vivos, e dos seres vivos sobre o ambiente.
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Fase inicial ou ecese
Instalação de organismos pioneiros (líquens, musgos, gramíneas, insetos).
Organismos pioneiros: bastante resistentes, pouco exigentes, com grande
produtividade primária líquida, criam condições para a instalação de organismos
mais complexos.
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Fase inicial ou ecese
Processo gradativo de colonização de um habitat, no qual a composição das
comunidades – e do próprio ambiente – se altera ao longo do tempo.
Ambiente inóspito – apresentam diversas condições que inviabilizam o surgimento
e manutenção da vida.
• Matéria orgânica aumenta
• Umidade aumenta
• Temperaturas mais amenas (sem extremos)
• Luminosidade diminui nos estratos mais baixos
• Estabilidade aumenta
Ao longo da
sucessão, as
características do
ambiente se alteram
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Fase inicial ou ecese
Espécies que modificam, pouco a pouco, as condições naturais do ambiente inóspito:
- Reduzem a amplitude das variações térmicas.
- Aumentam a retenção de água na região (umidade).
- Aumentam a quantidade de matéria orgânica (atividade decompositora).
- Aumentam a estabilidade do solo (raízes).
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Fase inicial ou ecese
Espécies que modificam, pouco a pouco, as condições naturais do ambiente inóspito:
- Reduzem a amplitude das variações térmicas.
- Aumentam a retenção de água na região (umidade).
- Aumentam a quantidade de matéria orgânica (atividade decompositora).
- Aumentam a estabilidade do solo (raízes).
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Fase intermediária ou sere (séries)
Instalação de organismos mais complexos que os pioneiros (arbustos e ervas,
roedores…):
- Maior sombreamento e retenção de umidade.
- Aumento da diversidade biológica e de nichos.
- Diminuição da produção primária líquida em função do maior gasto de matéria
orgânica.
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Fase final ou clímax
- Comunidade mais desenvolvida que pode ocorrer no ecossistema, sob as
condições do local.
- Grande quantidade de biomassa, de diversidade biológica e de nichos ecológicos,
com predomínio de espécies mais complexas e exigentes.
- Baixa produtividade primária líquida.
- Caracteriza-se por atingir o “equilíbrio”
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
rochas nuas
dunas
ilhas vulcânicas
lagos recém-formados
rochas nuas
dunas
ilhas vulcânicas
lagos recém-formados
Inicia-se numa área na qual
anteriormente existiam seres vivos
Inicia-se numa área na qual
anteriormente existiam seres vivos
Sucessão SecundáriaSucessão SecundáriaSucessão SecundáriaSucessão SecundáriaSucessão PrimáriaSucessão PrimáriaSucessão PrimáriaSucessão Primária
Inicia-se numa área na qual
anteriormente não existiam seres
vivos
Inicia-se numa área na qual
anteriormente não existiam seres
vivos
zonas ardidas
campos abandonados
zonas alagadas
zonas ardidas
campos abandonados
zonas alagadas
Sucessões EcológicasSucessões Ecológicas
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Sucessão Ecológica: Primária
É a sucessão que ocorre em ambientes que não possuíam comunidades biológicas
instaladas e que apresentam condições desfavoráveis ao estabelecimento de vida.
São exemplos destes locais as rochas, dunas e poças de lava vulcânica recém-
solidificada.
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Sucessão Ecológica: Secundária
É o caso da sucessão que ocorre em um ambiente parcialmente destruído, mas que
já foi anteriormente ocupado por outra comunidade biológica. Embora degradado,
este ambiente oferece condições mais favoráveis à ocupação de novas
comunidades, o que torna a colonização das espécies pioneiras mais rápida. São
exemplos de locais que sofrem sucessão secundária áreas destruídas por
queimadas ou desmatamento e campos de cultivo abandonados.
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Sucessão Ecológica: Secundária
Campo de cultivo abandonado Terreno baldio.
Áreas desabitadas Áreas queimadas
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Produtividade de um Ecossistema:
Corresponde ao total de matéria orgânica produzida, em gramas (g), durante um certo período
de tempo em uma dada área.
- Produtividade Primária Bruta (PPB) = massa total de matéria orgânica produzida/tempo/área.
O processo biológico diretamente relacionado à PPB é a fotossíntese.
Descontando desse total a quantidade de matéria orgânica consumida pela comunidade na
respiração (queima – ou combustão – da matéria orgânica para fornecimento de energia
celular). Neste caso, temos a produtividade primária líquida (PPL), que pode ser
representada pela equação:
PPL = PPB – R
A produtividade de um ecossistema depende de diversos fatores, dentre os quais os mais
importantes são a luz, a água, o gás carbônico e a disponibilidade de nutrientes.
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Produtividade de um Ecossistema:
- As espécies pioneiras são gradativamente substituídas pelas
espécies seres e clímax (mais exigentes), pois perdem na
competição por recursos naturais;
- Aumento da biodiversidade, criando novos nichos ecológicos;
- A complexidade do ecossistema aumenta;
- Surgem novos microclimas: conjunto de condições ambientais
particulares do habitat ao qual estão adaptadas determinadas
espécies;
- Aumento da estabilidade do ecossistema e de suas comunidades,
estabelecendo-se um equilíbrio dinâmico (Homeostase);
- Aumento da PPB (e sua estabilização na comunidade clímax) e
diminuição da PPL (pois ao longo da sucessão a taxa de respiração
da comunidade aumenta: lembrar que PPL = PPB – R).
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
Unidades
Variáveis
tempo
PPL
respiração
PPB
biomassa
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS
OBRIGADOOBRIGADO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sucessão Ecológica
Sucessão Ecológica Sucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
Teresa Monteiro
 
1 sucessão ecológica
1 sucessão ecológica1 sucessão ecológica
1 sucessão ecológica
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Sucessão ecológica lara - biologia 1 ano
Sucessão ecológica   lara - biologia 1 anoSucessão ecológica   lara - biologia 1 ano
Sucessão ecológica lara - biologia 1 ano
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
Andrea Barreto
 
Aula 7ª série sit 1 vol2
Aula 7ª série sit 1 vol2Aula 7ª série sit 1 vol2
Aula 7ª série sit 1 vol2
Tiago Rafael
 
Fontes de energia slideshare
Fontes de energia slideshareFontes de energia slideshare
Fontes de energia slideshare
Israel Pufavo
 
tipos de sucessao ecologica
tipos de sucessao ecologicatipos de sucessao ecologica
tipos de sucessao ecologica
Lourismar Martins
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
Sérgio Luiz
 
Ecossistemas - Nível superior
Ecossistemas - Nível superior Ecossistemas - Nível superior
Ecossistemas - Nível superior
Marcelo Gomes
 
Sucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomasSucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomas
Estude Mais
 
SucessãO EcolóGica
SucessãO EcolóGicaSucessãO EcolóGica
SucessãO EcolóGica
profatatiana
 
Sucessao Ecologica
Sucessao EcologicaSucessao Ecologica
Sucessao Ecologica
Daniel
 
Decomposição em Ambientes Aquáticos
Decomposição em Ambientes AquáticosDecomposição em Ambientes Aquáticos
Decomposição em Ambientes Aquáticos
Limnos Ufsc
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
José Luís Alves
 
As fontes e as formas de energia - GEOGRAFIA
As fontes e as formas de energia - GEOGRAFIAAs fontes e as formas de energia - GEOGRAFIA
As fontes e as formas de energia - GEOGRAFIA
KAREN HÜSEMANN
 
Metabolismo de Lagos
Metabolismo de LagosMetabolismo de Lagos
Metabolismo de Lagos
Limnos Ufsc
 
Ecossistemas em mudança sucessão ecológica
Ecossistemas em mudança   sucessão ecológicaEcossistemas em mudança   sucessão ecológica
Ecossistemas em mudança sucessão ecológica
Célia Figueiredo
 
3 4 sucessão ecológica
3 4 sucessão ecológica3 4 sucessão ecológica
3 4 sucessão ecológica
professorfabiovalente
 
Sucessão ecológica(1)
Sucessão ecológica(1)Sucessão ecológica(1)
Sucessão ecológica(1)
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Sucesao eco 3ano
Sucesao eco 3anoSucesao eco 3ano
Sucesao eco 3ano
valdetepiazera
 

Mais procurados (20)

Sucessão Ecológica
Sucessão Ecológica Sucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
 
1 sucessão ecológica
1 sucessão ecológica1 sucessão ecológica
1 sucessão ecológica
 
Sucessão ecológica lara - biologia 1 ano
Sucessão ecológica   lara - biologia 1 anoSucessão ecológica   lara - biologia 1 ano
Sucessão ecológica lara - biologia 1 ano
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
 
Aula 7ª série sit 1 vol2
Aula 7ª série sit 1 vol2Aula 7ª série sit 1 vol2
Aula 7ª série sit 1 vol2
 
Fontes de energia slideshare
Fontes de energia slideshareFontes de energia slideshare
Fontes de energia slideshare
 
tipos de sucessao ecologica
tipos de sucessao ecologicatipos de sucessao ecologica
tipos de sucessao ecologica
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
 
Ecossistemas - Nível superior
Ecossistemas - Nível superior Ecossistemas - Nível superior
Ecossistemas - Nível superior
 
Sucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomasSucessao ecologica e biomas
Sucessao ecologica e biomas
 
SucessãO EcolóGica
SucessãO EcolóGicaSucessãO EcolóGica
SucessãO EcolóGica
 
Sucessao Ecologica
Sucessao EcologicaSucessao Ecologica
Sucessao Ecologica
 
Decomposição em Ambientes Aquáticos
Decomposição em Ambientes AquáticosDecomposição em Ambientes Aquáticos
Decomposição em Ambientes Aquáticos
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
 
As fontes e as formas de energia - GEOGRAFIA
As fontes e as formas de energia - GEOGRAFIAAs fontes e as formas de energia - GEOGRAFIA
As fontes e as formas de energia - GEOGRAFIA
 
Metabolismo de Lagos
Metabolismo de LagosMetabolismo de Lagos
Metabolismo de Lagos
 
Ecossistemas em mudança sucessão ecológica
Ecossistemas em mudança   sucessão ecológicaEcossistemas em mudança   sucessão ecológica
Ecossistemas em mudança sucessão ecológica
 
3 4 sucessão ecológica
3 4 sucessão ecológica3 4 sucessão ecológica
3 4 sucessão ecológica
 
Sucessão ecológica(1)
Sucessão ecológica(1)Sucessão ecológica(1)
Sucessão ecológica(1)
 
Sucesao eco 3ano
Sucesao eco 3anoSucesao eco 3ano
Sucesao eco 3ano
 

Semelhante a Sucessões ecológicas

Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e EcossitemasConceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
Antonio Fernandes
 
Texto complementar ecossistema(1)
Texto complementar ecossistema(1)Texto complementar ecossistema(1)
Texto complementar ecossistema(1)
Jose Aldo Ramires
 
Texto complementar ecossistema(1)
Texto complementar ecossistema(1)Texto complementar ecossistema(1)
Texto complementar ecossistema(1)
Jose Aldo Ramires
 
Sucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptxSucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptx
antoniojosdaschagas
 
Fundamento de Ecologia - fluxo de energia (nível superior)
Fundamento de Ecologia -  fluxo de energia (nível superior)Fundamento de Ecologia -  fluxo de energia (nível superior)
Fundamento de Ecologia - fluxo de energia (nível superior)
Marcelo Gomes
 
Ecologia Cida
Ecologia CidaEcologia Cida
Ecologia Cida
guest81df6e
 
Ed amb aula-ecologia-aula-03
Ed amb aula-ecologia-aula-03Ed amb aula-ecologia-aula-03
Ed amb aula-ecologia-aula-03
Lunna01
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
Andrey Moreira
 
6 ano a b -c
6 ano a   b -c6 ano a   b -c
6 ano a b -c
profluiza
 
3 4 intro ecologia
3 4 intro ecologia3 4 intro ecologia
3 4 intro ecologia
professorfabiovalente
 
conceitos em ecologia
conceitos em ecologiaconceitos em ecologia
conceitos em ecologia
Chiara Lubich
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
BIOGERALDO
 
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemas
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemasConceitos em-ecologia-e-ecossitemas
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemas
Renata Lemos Garcia
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
José Emílio
 
Além das relações - SUCESSAO ECOLOGICA.ppt
Além das relações - SUCESSAO ECOLOGICA.pptAlém das relações - SUCESSAO ECOLOGICA.ppt
Além das relações - SUCESSAO ECOLOGICA.ppt
JoseCavalcante12
 
Ecologia
Ecologia Ecologia
Aula 3 - Dinâmicas das populações e Sucessão Ecológica.pdf
Aula 3 - Dinâmicas das populações e Sucessão Ecológica.pdfAula 3 - Dinâmicas das populações e Sucessão Ecológica.pdf
Aula 3 - Dinâmicas das populações e Sucessão Ecológica.pdf
LilianeLili11
 
SucessãO EcolóGica2 Ppt
SucessãO EcolóGica2 PptSucessãO EcolóGica2 Ppt
SucessãO EcolóGica2 Ppt
Ana Abegão
 
Cadeias alimentares
Cadeias alimentaresCadeias alimentares
Cadeias alimentares
URCA
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
Magali Feldmann
 

Semelhante a Sucessões ecológicas (20)

Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e EcossitemasConceitos em Ecologia e Ecossitemas
Conceitos em Ecologia e Ecossitemas
 
Texto complementar ecossistema(1)
Texto complementar ecossistema(1)Texto complementar ecossistema(1)
Texto complementar ecossistema(1)
 
Texto complementar ecossistema(1)
Texto complementar ecossistema(1)Texto complementar ecossistema(1)
Texto complementar ecossistema(1)
 
Sucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptxSucessao ecologica.pptx
Sucessao ecologica.pptx
 
Fundamento de Ecologia - fluxo de energia (nível superior)
Fundamento de Ecologia -  fluxo de energia (nível superior)Fundamento de Ecologia -  fluxo de energia (nível superior)
Fundamento de Ecologia - fluxo de energia (nível superior)
 
Ecologia Cida
Ecologia CidaEcologia Cida
Ecologia Cida
 
Ed amb aula-ecologia-aula-03
Ed amb aula-ecologia-aula-03Ed amb aula-ecologia-aula-03
Ed amb aula-ecologia-aula-03
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
6 ano a b -c
6 ano a   b -c6 ano a   b -c
6 ano a b -c
 
3 4 intro ecologia
3 4 intro ecologia3 4 intro ecologia
3 4 intro ecologia
 
conceitos em ecologia
conceitos em ecologiaconceitos em ecologia
conceitos em ecologia
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemas
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemasConceitos em-ecologia-e-ecossitemas
Conceitos em-ecologia-e-ecossitemas
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
 
Além das relações - SUCESSAO ECOLOGICA.ppt
Além das relações - SUCESSAO ECOLOGICA.pptAlém das relações - SUCESSAO ECOLOGICA.ppt
Além das relações - SUCESSAO ECOLOGICA.ppt
 
Ecologia
Ecologia Ecologia
Ecologia
 
Aula 3 - Dinâmicas das populações e Sucessão Ecológica.pdf
Aula 3 - Dinâmicas das populações e Sucessão Ecológica.pdfAula 3 - Dinâmicas das populações e Sucessão Ecológica.pdf
Aula 3 - Dinâmicas das populações e Sucessão Ecológica.pdf
 
SucessãO EcolóGica2 Ppt
SucessãO EcolóGica2 PptSucessãO EcolóGica2 Ppt
SucessãO EcolóGica2 Ppt
 
Cadeias alimentares
Cadeias alimentaresCadeias alimentares
Cadeias alimentares
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 

Mais de URCA

Máquinas Simples
Máquinas SimplesMáquinas Simples
Máquinas Simples
URCA
 
Transformações Químicas
Transformações QuímicasTransformações Químicas
Transformações Químicas
URCA
 
Separação de Materiais
Separação de MateriaisSeparação de Materiais
Separação de Materiais
URCA
 
Misturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e HeterogeneasMisturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e Heterogeneas
URCA
 
Folhas caules e raízes
Folhas caules e raízesFolhas caules e raízes
Folhas caules e raízes
URCA
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
URCA
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
URCA
 
Flores e frutos
Flores e frutosFlores e frutos
Flores e frutos
URCA
 
Gimnospermas
GimnospermasGimnospermas
Gimnospermas
URCA
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
URCA
 
Dsts
DstsDsts
Dsts
URCA
 
Pteridófitas
PteridófitasPteridófitas
Pteridófitas
URCA
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
URCA
 
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Taxonomia
URCA
 
Tipos de reprodução
Tipos de reproduçãoTipos de reprodução
Tipos de reprodução
URCA
 
Métodos contaceptivos
Métodos contaceptivosMétodos contaceptivos
Métodos contaceptivos
URCA
 
Reino protoctista
Reino protoctistaReino protoctista
Reino protoctista
URCA
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
URCA
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
URCA
 
Reino Fungi
Reino FungiReino Fungi
Reino Fungi
URCA
 

Mais de URCA (20)

Máquinas Simples
Máquinas SimplesMáquinas Simples
Máquinas Simples
 
Transformações Químicas
Transformações QuímicasTransformações Químicas
Transformações Químicas
 
Separação de Materiais
Separação de MateriaisSeparação de Materiais
Separação de Materiais
 
Misturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e HeterogeneasMisturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e Heterogeneas
 
Folhas caules e raízes
Folhas caules e raízesFolhas caules e raízes
Folhas caules e raízes
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
 
Flores e frutos
Flores e frutosFlores e frutos
Flores e frutos
 
Gimnospermas
GimnospermasGimnospermas
Gimnospermas
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Dsts
DstsDsts
Dsts
 
Pteridófitas
PteridófitasPteridófitas
Pteridófitas
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Taxonomia
 
Tipos de reprodução
Tipos de reproduçãoTipos de reprodução
Tipos de reprodução
 
Métodos contaceptivos
Métodos contaceptivosMétodos contaceptivos
Métodos contaceptivos
 
Reino protoctista
Reino protoctistaReino protoctista
Reino protoctista
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
 
Reino Fungi
Reino FungiReino Fungi
Reino Fungi
 

Último

Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 

Último (20)

Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 

Sucessões ecológicas

  • 1. BIOLOGIA INTERATIVABIOLOGIA INTERATIVA Criado e Desenvolvido por: Ronnielle Cabral RolimRonnielle Cabral Rolim Todos os direitos são reservados ©2017 tioronnicabral.blogspot.com.br
  • 3. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Processo gradual, no qual as comunidades de um ecossistema vão se alternando, ao longo do tempo, até estabelecer um equilíbrio (direcional e previsível). Resultado da ação do ambiente sobre os seres vivos, e dos seres vivos sobre o ambiente.
  • 4. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Fase inicial ou ecese Instalação de organismos pioneiros (líquens, musgos, gramíneas, insetos). Organismos pioneiros: bastante resistentes, pouco exigentes, com grande produtividade primária líquida, criam condições para a instalação de organismos mais complexos.
  • 5. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Fase inicial ou ecese Processo gradativo de colonização de um habitat, no qual a composição das comunidades – e do próprio ambiente – se altera ao longo do tempo. Ambiente inóspito – apresentam diversas condições que inviabilizam o surgimento e manutenção da vida. • Matéria orgânica aumenta • Umidade aumenta • Temperaturas mais amenas (sem extremos) • Luminosidade diminui nos estratos mais baixos • Estabilidade aumenta Ao longo da sucessão, as características do ambiente se alteram
  • 6. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Fase inicial ou ecese Espécies que modificam, pouco a pouco, as condições naturais do ambiente inóspito: - Reduzem a amplitude das variações térmicas. - Aumentam a retenção de água na região (umidade). - Aumentam a quantidade de matéria orgânica (atividade decompositora). - Aumentam a estabilidade do solo (raízes).
  • 7. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Fase inicial ou ecese Espécies que modificam, pouco a pouco, as condições naturais do ambiente inóspito: - Reduzem a amplitude das variações térmicas. - Aumentam a retenção de água na região (umidade). - Aumentam a quantidade de matéria orgânica (atividade decompositora). - Aumentam a estabilidade do solo (raízes).
  • 8. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Fase intermediária ou sere (séries) Instalação de organismos mais complexos que os pioneiros (arbustos e ervas, roedores…): - Maior sombreamento e retenção de umidade. - Aumento da diversidade biológica e de nichos. - Diminuição da produção primária líquida em função do maior gasto de matéria orgânica.
  • 9. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Fase final ou clímax - Comunidade mais desenvolvida que pode ocorrer no ecossistema, sob as condições do local. - Grande quantidade de biomassa, de diversidade biológica e de nichos ecológicos, com predomínio de espécies mais complexas e exigentes. - Baixa produtividade primária líquida. - Caracteriza-se por atingir o “equilíbrio”
  • 12. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS rochas nuas dunas ilhas vulcânicas lagos recém-formados rochas nuas dunas ilhas vulcânicas lagos recém-formados Inicia-se numa área na qual anteriormente existiam seres vivos Inicia-se numa área na qual anteriormente existiam seres vivos Sucessão SecundáriaSucessão SecundáriaSucessão SecundáriaSucessão SecundáriaSucessão PrimáriaSucessão PrimáriaSucessão PrimáriaSucessão Primária Inicia-se numa área na qual anteriormente não existiam seres vivos Inicia-se numa área na qual anteriormente não existiam seres vivos zonas ardidas campos abandonados zonas alagadas zonas ardidas campos abandonados zonas alagadas Sucessões EcológicasSucessões Ecológicas
  • 13. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Sucessão Ecológica: Primária É a sucessão que ocorre em ambientes que não possuíam comunidades biológicas instaladas e que apresentam condições desfavoráveis ao estabelecimento de vida. São exemplos destes locais as rochas, dunas e poças de lava vulcânica recém- solidificada.
  • 14. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Sucessão Ecológica: Secundária É o caso da sucessão que ocorre em um ambiente parcialmente destruído, mas que já foi anteriormente ocupado por outra comunidade biológica. Embora degradado, este ambiente oferece condições mais favoráveis à ocupação de novas comunidades, o que torna a colonização das espécies pioneiras mais rápida. São exemplos de locais que sofrem sucessão secundária áreas destruídas por queimadas ou desmatamento e campos de cultivo abandonados.
  • 15. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Sucessão Ecológica: Secundária Campo de cultivo abandonado Terreno baldio. Áreas desabitadas Áreas queimadas
  • 17. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Produtividade de um Ecossistema: Corresponde ao total de matéria orgânica produzida, em gramas (g), durante um certo período de tempo em uma dada área. - Produtividade Primária Bruta (PPB) = massa total de matéria orgânica produzida/tempo/área. O processo biológico diretamente relacionado à PPB é a fotossíntese. Descontando desse total a quantidade de matéria orgânica consumida pela comunidade na respiração (queima – ou combustão – da matéria orgânica para fornecimento de energia celular). Neste caso, temos a produtividade primária líquida (PPL), que pode ser representada pela equação: PPL = PPB – R A produtividade de um ecossistema depende de diversos fatores, dentre os quais os mais importantes são a luz, a água, o gás carbônico e a disponibilidade de nutrientes.
  • 18. SUCESSÕES ECOLÓGICASSUCESSÕES ECOLÓGICAS Produtividade de um Ecossistema: - As espécies pioneiras são gradativamente substituídas pelas espécies seres e clímax (mais exigentes), pois perdem na competição por recursos naturais; - Aumento da biodiversidade, criando novos nichos ecológicos; - A complexidade do ecossistema aumenta; - Surgem novos microclimas: conjunto de condições ambientais particulares do habitat ao qual estão adaptadas determinadas espécies; - Aumento da estabilidade do ecossistema e de suas comunidades, estabelecendo-se um equilíbrio dinâmico (Homeostase); - Aumento da PPB (e sua estabilização na comunidade clímax) e diminuição da PPL (pois ao longo da sucessão a taxa de respiração da comunidade aumenta: lembrar que PPL = PPB – R).