SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 44
&
HIV
O QUE SÃO DST?
As doenças sexualmente transmissíveis (DST) ou
Doenças venéreas, como são popularmente
conhecidas, são transmitidas principalmente, por
contato sexual sem o uso de camisinha com uma
pessoa que esteja infectada, e geralmente se
manifestam por meio de feridas, corrimentos,
bolhas ou verrugas.
Estas doenças podem ser detectáveis e tratadas,
mas quando são detectadas tarde, podem ser
bastante graves ou até causar a morte.
AS DST MAIS COMUNS SÃO:
 Gonorréia;
 Cancro Mole;
 Sífilis (Cancro Duro);
 Herpes;
 Hepatite (tipo B e C);
 Candidíase;
 Condiloma Acuminado;
 AIDS.
COMO SÃO TRANSMITIDAS:
 Contato sexual ( vaginal, oral e anal) com pessoa
infectada;
 Durante a gravidez e no parto;
 Roupas e outros itens de uso intimo;
 Uso de objetos perfuro cortantes contaminados.
GONORRÉIA
É um processo infeccioso e inflamatório da
mucosa uretral causada por bactérias. Consiste
num dos tipos mais freqüentes de uretrite
masculina. É essencialmente transmitida pelo
contato sexual. O período de incubação é curto,
variando de 2 a 5 dias.
SINTOMAS:
Inflamação local;
Dor ou ardor ao urinar e saída de secreção
purulenta através da uretra.
(OBS):
Nos homens, em geral, a doença provoca
sintomas mais aparentes (secreção purulenta,
ardor, eritema), mas, nas mulheres, pode ser
assintomática
CONSEQUENCIAS:
 Não tratada, a gonorréia pode atingir vários
órgãos.
 Nos homens, a infecção alcança o testículo e o
epidídimo e pode causar infertilidade.
 Nas mulheres, chega ao útero, às trompas e
aos ovários e provoca um processo inflamatório
que, além da infertilidade, é responsável por uma
complicação grave, às vezes, fatal, chamada
doença inflamatória da pélvis.
SINTOMAS:
• Inflamação local;
• Dor ou ardor ao urinar e saída de secreção
purulenta através da uretra.
(OBS):
Nos homens, em geral, a doença provoca
sintomas mais aparentes (secreção purulenta,
ardor, eritema), mas, nas mulheres, pode ser
assintomática
CANCRO MOLE:
São lesões dolorosas, geralmente
múltiplasdevido à auto-inoculação. A borda
é irregular, apresentando contornos
eritematoso edematosos e fundo irregular
recoberto por exsudato necrótico,
amarelado, com odor fétido que, quando
removido, revela tecido de granulação com
sangramento fácil.
SINTOMAS:
Os primeiros sintomas - dor de cabeça,
febre e fraqueza - aparecem de dois a 15
dias após o contágio. Depois, surgem
pequenas e dolorosas feridas com pus
nos órgãos genitais, que aumentam
progressivamente de tamanho e
profundidade. A seguir, aparecem outras
lesões em volta das primeiras
Após duas semanas do início da doença, pode
aparecer um caroço doloroso e avermelhado na
virilha (íngua), que pode dificultar os
movimentos da perna de andar. Esse caroço
pode drenar uma secreção purulenta
esverdeada ou misturada com sangue.
Nos homens, as feridas aparecem na cabeça
do pênis (glande). Na mulher, ficam na vagina
e/ou no ânus. Nem sempre, a ferida é visível,
mas provoca dor na relação sexual e ao
evacuar.
Classifica-se em:
• Primária
• Secundária
• Terciária
SÍFILIS:
A Sífilis é uma doença infecto infecciosa
bacteriana, sistêmica, de evolução crônica,
sujeita a surtos de agudização e períodos
de latência.
SÍFILIS PRIMÁRIA:
Pequenas feridas nos órgãos genitais
(cancro duro) que desaparecem
espontaneamente e não deixam
cicatrizes;
Gânglios aumentados e ínguas na região
das virilhas;
SÍFILIS SECUNDÁRIA:
Manchas vermelhas na pele, na mucosa da
boca, nas palmas das mãos e plantas dos
pés;
Febre;
Dor de cabeça;
Mal- estar.
SÍFILIS TARDIA (TERCIÁRIA):
Lesões nodulares que sofrem processo de
degeneração. Significam reação de
hipersensibilidade. Atravessam cinco fases:
infiltração, amolecimento, supuração, ulceração
e cicatrização
SÍFILIS CONGENITA:
Transmitida da mãe para o bebê, durante
qualquer período gestacional, pode causar
aborto ou parto prematuro; no aleitamento
materno também pode ocorrer a
transmissão.
HERPES:
É uma infecção causada por um vírus, que
acomete o ser humano em todas as faixas etárias
de idade, sem distinção de raça ou sexo. Grande
parte da população é considerada infectada pelo
vírus da herpes, entretanto, apenas uma pequena
parcela apresenta a doença.
Existem dois tipos:
Herpes simples é responsável pela doença
localizada nos lábios, boca e na região
genital (órgão genital masculino, feminino,
etc...)
Herpes zoster, que é conhecida também
como "cobreiro".
SINTOMAS:
Um pouco de formigamento e dor no lugar
onde vão aparecer as lesões e, em alguns
casos, febre baixa no primeiro dia. Depois,
começa a aparecer vermelhidão no local
afetado e só então eclodem as bolinhas
com água, ou seja, as vesículas contendo
o vírus.
SINTOMAS:
Um pouco de formigamento e dor no lugar
onde vão aparecer as lesões e, em alguns
casos, febre baixa no primeiro dia. Depois,
começa a aparecer vermelhidão no local
afetado e só então eclodem as bolinhas com
água, ou seja, as vesículas contendo o vírus.
HEPATITES TIPO B E C:
TIPO B :
As relações sexuais e a injeção de drogas
ilícitas são as principais preocupações atuais.
A aquisição pela transfusão sanguínea e
derivados deixou de ser o principal motivo,
desde a implantação dos rigorosos cuidados
vigentes nos bancos de sangue e a extinção de
pagamento a doadores. O bebê pode adquirir
hepatite na hora do parto quando a mãe tiver o
vírus
TRANSMISSÃO:
A infecção por hepatite B pode ser
transmitida pelo contato com o sangue,
sêmen, fluidos vaginais e outros fluidos
corporais de alguém que já tem infecção
por hepatite B.
SINTOMAS:
• Perda de apetite;
• Fadiga;
• Febre baixa;
• Dores nos músculos e articulações;
• Náuseas e vômitos;
• Pele amarelada e urina escurecida
por causa da icterícia
PERÍODO DE INCUBAÇÃO:
30 à 180 dias (em média 75 dias).
Não há medicamento para combater
diretamente o agente da doença, tratam-se
apenas os sintomas e as complicações
TIPO C:
É uma doença silenciosa. O vírus da hepatite
pode permanecer inativo no organismo por
mais de 20 anos e o indivíduo não apresentar
nenhum sintoma.
A hepatite C tem cura quando a doença é
descoberta precocemente. Mas, se ela só for
descoberta na fase avançada, que é quando os
sintomas da hepatite aparecem, a única chance
de
cura é a realização de um transplante de fígado.
CONDILOMA ACUMINADO (HPV):
O condiloma acuminado, conhecido também
como verruga genital, crista de galo, figueira
ou
cavalo de crista, é uma DST causada pelo
Papilomavírus humano (HPV). Atualmente,
existem mais de 100 tipos de HPV - alguns
deles
podendo causar câncer, principalmente no
colo
do útero e do ânus.
SINTOMAS:
O HPV provoca verrugas com aspecto de
couve-flor e de tamanhos variáveis nos
órgãos genitais. Pode ainda estar
relacionado ao aparecimento de alguns
tipos de câncer, principalmente no colo do
útero, mas também no pênis ou no ânus.
Contudo, nem todo caso de infecção pelo
HPV
irá causar câncer.
TRANSMISSÃO
A infecção pelo HPV é muito comum. Esse
vírus é transmitido pelo contato direto com a
pele contaminada, mesmo quando ela não
apresenta lesões visíveis. A transmissão
também pode ocorrer durante o sexo oral. Há
ainda a possibilidade de contaminação por
meio de objetos como toalhas, roupas íntimas,
vasos sanitários ou banheiras.
AIDS/ HIV:
É uma doença do sistema imunológico
Humano causada pelo vírus d
imunodeficiência humana (HIV). Esta
condição reduz progressivamente a
eficácia
do sistema imunológico e deixa as
pessoas suscetíveis a infecções
oportunistas e tumores.
Febre constante;
Manchas na pele;
Calafrios;
Ínguas;
Dores de cabeça, de garganta e dores musculares,
que surgem de 2 a 4 semanas após a pessoa
contrair o vírus.
Nas fases mais avançadas, é comum o
aparecimento de doenças oportunistas como
tuberculose, pneumonia, meningite,
toxoplasmose, candidíase, etc.
SINTOMAS
A Aids é transmitida de diversas formas;
Como o vírus está presente no esperma,
secreções vaginais, leite materno e no
sangue, todas as formas de contato com
estas substâncias podem gerar um
contágio.
TRANSMISSÃO
SLIDE DST..pptx
SLIDE DST..pptx

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisEdvaldo S. Júnior
 
Doenças sexualmente transmissíveis (dst’s)
Doenças sexualmente  transmissíveis (dst’s)Doenças sexualmente  transmissíveis (dst’s)
Doenças sexualmente transmissíveis (dst’s)Bio Sem Limites
 
DoençAs S[1]..
DoençAs S[1]..DoençAs S[1]..
DoençAs S[1]..tiafer96
 
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais Enfº Ícaro Araújo
 
Apresentação Sífilis 2010 TURMA ENFERMAGEM 5º SEMESTRE UNIÍTALO
Apresentação Sífilis 2010 TURMA ENFERMAGEM 5º SEMESTRE UNIÍTALOApresentação Sífilis 2010 TURMA ENFERMAGEM 5º SEMESTRE UNIÍTALO
Apresentação Sífilis 2010 TURMA ENFERMAGEM 5º SEMESTRE UNIÍTALOWAGNER OLIVEIRA
 
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde femininaSaúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde femininaAnderson Silva
 
Saúde do Adolescente
Saúde do AdolescenteSaúde do Adolescente
Saúde do Adolescenteyolandasergia
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente TransmissíveisDoenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveislipe98
 
Hepatites b e c
Hepatites b e cHepatites b e c
Hepatites b e cUNIME
 

Mais procurados (20)

Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
 
Aula 01 dst
Aula 01  dstAula 01  dst
Aula 01 dst
 
Doenças sexualmente transmissíveis (dst’s)
Doenças sexualmente  transmissíveis (dst’s)Doenças sexualmente  transmissíveis (dst’s)
Doenças sexualmente transmissíveis (dst’s)
 
Trabalho gonorreia
Trabalho gonorreiaTrabalho gonorreia
Trabalho gonorreia
 
DoençAs S[1]..
DoençAs S[1]..DoençAs S[1]..
DoençAs S[1]..
 
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais
 
Tuberculose
TuberculoseTuberculose
Tuberculose
 
Hepatites
HepatitesHepatites
Hepatites
 
Surto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Surto, Epidemia, Pandemia e EndemiaSurto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Surto, Epidemia, Pandemia e Endemia
 
DSTs
DSTsDSTs
DSTs
 
Hepatites a, b e c
Hepatites a, b e cHepatites a, b e c
Hepatites a, b e c
 
Apresentação Sífilis 2010 TURMA ENFERMAGEM 5º SEMESTRE UNIÍTALO
Apresentação Sífilis 2010 TURMA ENFERMAGEM 5º SEMESTRE UNIÍTALOApresentação Sífilis 2010 TURMA ENFERMAGEM 5º SEMESTRE UNIÍTALO
Apresentação Sífilis 2010 TURMA ENFERMAGEM 5º SEMESTRE UNIÍTALO
 
Saúde do Adolescente
Saúde do AdolescenteSaúde do Adolescente
Saúde do Adolescente
 
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde femininaSaúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
Saúde da mulher - Cuidados com a saúde feminina
 
Saúde do Adolescente
Saúde do AdolescenteSaúde do Adolescente
Saúde do Adolescente
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente TransmissíveisDoenças Sexualmente Transmissíveis
Doenças Sexualmente Transmissíveis
 
DST-SÍFILIS
DST-SÍFILISDST-SÍFILIS
DST-SÍFILIS
 
Hepatites b e c
Hepatites b e cHepatites b e c
Hepatites b e c
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
 
Hepatite B
Hepatite BHepatite B
Hepatite B
 

Semelhante a SLIDE DST..pptx

Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
Doenças sexualmente transmissíveis (DST)Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
Doenças sexualmente transmissíveis (DST)Luis Augusto
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST's)
Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST's)Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST's)
Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST's)Marcelo Henrique
 
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]Cristina0910
 
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidasAs Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidasRicardo Brasil
 
DoençAs Sexualmente Transmissiveis (2)
DoençAs Sexualmente Transmissiveis (2)DoençAs Sexualmente Transmissiveis (2)
DoençAs Sexualmente Transmissiveis (2)Fernanda Gonçalves
 
Trabalho Sobre DST's
Trabalho Sobre DST'sTrabalho Sobre DST's
Trabalho Sobre DST'sguest2e51e6
 
Dst telma, mafalda, teresa e mariana
Dst  telma, mafalda, teresa e marianaDst  telma, mafalda, teresa e mariana
Dst telma, mafalda, teresa e marianaBESL
 
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente TransmissíveisAs Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente Transmissíveisheld
 
Doenças Sexualmente Transmíssiveis.pptx
Doenças Sexualmente Transmíssiveis.pptxDoenças Sexualmente Transmíssiveis.pptx
Doenças Sexualmente Transmíssiveis.pptxIgorGermanotta2
 

Semelhante a SLIDE DST..pptx (20)

Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
Doenças sexualmente transmissíveis (DST)Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
Doenças sexualmente transmissíveis (DST)
 
Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST's)
Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST's)Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST's)
Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST's)
 
Doenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveisDoenças sexualmente transmissíveis
Doenças sexualmente transmissíveis
 
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
InfecçõEs%20 Sexualmente%20 TransmissíVeis[1]
 
As Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidasAs Doenças Sexualmente transmitidas
As Doenças Sexualmente transmitidas
 
DoençAs Sexualmente Transmissiveis (2)
DoençAs Sexualmente Transmissiveis (2)DoençAs Sexualmente Transmissiveis (2)
DoençAs Sexualmente Transmissiveis (2)
 
IST E AIDS.pptx
IST E AIDS.pptxIST E AIDS.pptx
IST E AIDS.pptx
 
DST
DSTDST
DST
 
sexualidade_e_DST.ppt
sexualidade_e_DST.pptsexualidade_e_DST.ppt
sexualidade_e_DST.ppt
 
Dst
DstDst
Dst
 
Trabalho Sobre DST's
Trabalho Sobre DST'sTrabalho Sobre DST's
Trabalho Sobre DST's
 
Dst telma, mafalda, teresa e mariana
Dst  telma, mafalda, teresa e marianaDst  telma, mafalda, teresa e mariana
Dst telma, mafalda, teresa e mariana
 
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente TransmissíveisAs Doenças Sexualmente Transmissíveis
As Doenças Sexualmente Transmissíveis
 
Apresentação dst
Apresentação dstApresentação dst
Apresentação dst
 
Apresentação dst
Apresentação dstApresentação dst
Apresentação dst
 
Ds ts
Ds tsDs ts
Ds ts
 
Dst
DstDst
Dst
 
Aids
AidsAids
Aids
 
Treinamento dst
Treinamento dstTreinamento dst
Treinamento dst
 
Doenças Sexualmente Transmíssiveis.pptx
Doenças Sexualmente Transmíssiveis.pptxDoenças Sexualmente Transmíssiveis.pptx
Doenças Sexualmente Transmíssiveis.pptx
 

Último

Farmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
Farmacologia do Sistema Nervoso AutonomoFarmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
Farmacologia do Sistema Nervoso AutonomoPAULOVINICIUSDOSSANT1
 
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptxanemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptxnarayaskara215
 
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...wilkaccb
 
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...Astrid Mühle Moreira Ferreira
 
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismoEscala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismoJose Ribamar
 
Protocolo Zero Rugas - formato digital01
Protocolo Zero Rugas - formato digital01Protocolo Zero Rugas - formato digital01
Protocolo Zero Rugas - formato digital01perfilnovo3rich
 
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptxaula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptxLanaMonteiro8
 
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptxAULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptxLanaMonteiro8
 
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...quelenfermeira
 
Atenção Humanizada ao recém nascido - em pdf
Atenção Humanizada ao recém nascido - em pdfAtenção Humanizada ao recém nascido - em pdf
Atenção Humanizada ao recém nascido - em pdfJuliaFernandes234579
 

Último (10)

Farmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
Farmacologia do Sistema Nervoso AutonomoFarmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
Farmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
 
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptxanemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
 
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
 
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
 
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismoEscala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
 
Protocolo Zero Rugas - formato digital01
Protocolo Zero Rugas - formato digital01Protocolo Zero Rugas - formato digital01
Protocolo Zero Rugas - formato digital01
 
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptxaula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
 
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptxAULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
 
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
 
Atenção Humanizada ao recém nascido - em pdf
Atenção Humanizada ao recém nascido - em pdfAtenção Humanizada ao recém nascido - em pdf
Atenção Humanizada ao recém nascido - em pdf
 

SLIDE DST..pptx

  • 2. O QUE SÃO DST?
  • 3. As doenças sexualmente transmissíveis (DST) ou Doenças venéreas, como são popularmente conhecidas, são transmitidas principalmente, por contato sexual sem o uso de camisinha com uma pessoa que esteja infectada, e geralmente se manifestam por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas. Estas doenças podem ser detectáveis e tratadas, mas quando são detectadas tarde, podem ser bastante graves ou até causar a morte.
  • 4. AS DST MAIS COMUNS SÃO:  Gonorréia;  Cancro Mole;  Sífilis (Cancro Duro);  Herpes;  Hepatite (tipo B e C);  Candidíase;  Condiloma Acuminado;  AIDS.
  • 5. COMO SÃO TRANSMITIDAS:  Contato sexual ( vaginal, oral e anal) com pessoa infectada;  Durante a gravidez e no parto;  Roupas e outros itens de uso intimo;  Uso de objetos perfuro cortantes contaminados.
  • 6. GONORRÉIA É um processo infeccioso e inflamatório da mucosa uretral causada por bactérias. Consiste num dos tipos mais freqüentes de uretrite masculina. É essencialmente transmitida pelo contato sexual. O período de incubação é curto, variando de 2 a 5 dias.
  • 7. SINTOMAS: Inflamação local; Dor ou ardor ao urinar e saída de secreção purulenta através da uretra. (OBS): Nos homens, em geral, a doença provoca sintomas mais aparentes (secreção purulenta, ardor, eritema), mas, nas mulheres, pode ser assintomática
  • 8. CONSEQUENCIAS:  Não tratada, a gonorréia pode atingir vários órgãos.  Nos homens, a infecção alcança o testículo e o epidídimo e pode causar infertilidade.  Nas mulheres, chega ao útero, às trompas e aos ovários e provoca um processo inflamatório que, além da infertilidade, é responsável por uma complicação grave, às vezes, fatal, chamada doença inflamatória da pélvis.
  • 9. SINTOMAS: • Inflamação local; • Dor ou ardor ao urinar e saída de secreção purulenta através da uretra. (OBS): Nos homens, em geral, a doença provoca sintomas mais aparentes (secreção purulenta, ardor, eritema), mas, nas mulheres, pode ser assintomática
  • 10.
  • 11. CANCRO MOLE: São lesões dolorosas, geralmente múltiplasdevido à auto-inoculação. A borda é irregular, apresentando contornos eritematoso edematosos e fundo irregular recoberto por exsudato necrótico, amarelado, com odor fétido que, quando removido, revela tecido de granulação com sangramento fácil.
  • 12. SINTOMAS: Os primeiros sintomas - dor de cabeça, febre e fraqueza - aparecem de dois a 15 dias após o contágio. Depois, surgem pequenas e dolorosas feridas com pus nos órgãos genitais, que aumentam progressivamente de tamanho e profundidade. A seguir, aparecem outras lesões em volta das primeiras
  • 13. Após duas semanas do início da doença, pode aparecer um caroço doloroso e avermelhado na virilha (íngua), que pode dificultar os movimentos da perna de andar. Esse caroço pode drenar uma secreção purulenta esverdeada ou misturada com sangue. Nos homens, as feridas aparecem na cabeça do pênis (glande). Na mulher, ficam na vagina e/ou no ânus. Nem sempre, a ferida é visível, mas provoca dor na relação sexual e ao evacuar.
  • 14.
  • 15.
  • 16. Classifica-se em: • Primária • Secundária • Terciária SÍFILIS: A Sífilis é uma doença infecto infecciosa bacteriana, sistêmica, de evolução crônica, sujeita a surtos de agudização e períodos de latência.
  • 17. SÍFILIS PRIMÁRIA: Pequenas feridas nos órgãos genitais (cancro duro) que desaparecem espontaneamente e não deixam cicatrizes; Gânglios aumentados e ínguas na região das virilhas;
  • 18. SÍFILIS SECUNDÁRIA: Manchas vermelhas na pele, na mucosa da boca, nas palmas das mãos e plantas dos pés; Febre; Dor de cabeça; Mal- estar.
  • 19.
  • 20.
  • 21. SÍFILIS TARDIA (TERCIÁRIA): Lesões nodulares que sofrem processo de degeneração. Significam reação de hipersensibilidade. Atravessam cinco fases: infiltração, amolecimento, supuração, ulceração e cicatrização
  • 22. SÍFILIS CONGENITA: Transmitida da mãe para o bebê, durante qualquer período gestacional, pode causar aborto ou parto prematuro; no aleitamento materno também pode ocorrer a transmissão.
  • 23.
  • 24. HERPES: É uma infecção causada por um vírus, que acomete o ser humano em todas as faixas etárias de idade, sem distinção de raça ou sexo. Grande parte da população é considerada infectada pelo vírus da herpes, entretanto, apenas uma pequena parcela apresenta a doença.
  • 25. Existem dois tipos: Herpes simples é responsável pela doença localizada nos lábios, boca e na região genital (órgão genital masculino, feminino, etc...) Herpes zoster, que é conhecida também como "cobreiro".
  • 26. SINTOMAS: Um pouco de formigamento e dor no lugar onde vão aparecer as lesões e, em alguns casos, febre baixa no primeiro dia. Depois, começa a aparecer vermelhidão no local afetado e só então eclodem as bolinhas com água, ou seja, as vesículas contendo o vírus.
  • 27. SINTOMAS: Um pouco de formigamento e dor no lugar onde vão aparecer as lesões e, em alguns casos, febre baixa no primeiro dia. Depois, começa a aparecer vermelhidão no local afetado e só então eclodem as bolinhas com água, ou seja, as vesículas contendo o vírus.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31. HEPATITES TIPO B E C: TIPO B : As relações sexuais e a injeção de drogas ilícitas são as principais preocupações atuais. A aquisição pela transfusão sanguínea e derivados deixou de ser o principal motivo, desde a implantação dos rigorosos cuidados vigentes nos bancos de sangue e a extinção de pagamento a doadores. O bebê pode adquirir hepatite na hora do parto quando a mãe tiver o vírus
  • 32. TRANSMISSÃO: A infecção por hepatite B pode ser transmitida pelo contato com o sangue, sêmen, fluidos vaginais e outros fluidos corporais de alguém que já tem infecção por hepatite B.
  • 33. SINTOMAS: • Perda de apetite; • Fadiga; • Febre baixa; • Dores nos músculos e articulações; • Náuseas e vômitos; • Pele amarelada e urina escurecida por causa da icterícia
  • 34. PERÍODO DE INCUBAÇÃO: 30 à 180 dias (em média 75 dias). Não há medicamento para combater diretamente o agente da doença, tratam-se apenas os sintomas e as complicações
  • 35. TIPO C: É uma doença silenciosa. O vírus da hepatite pode permanecer inativo no organismo por mais de 20 anos e o indivíduo não apresentar nenhum sintoma. A hepatite C tem cura quando a doença é descoberta precocemente. Mas, se ela só for descoberta na fase avançada, que é quando os sintomas da hepatite aparecem, a única chance de cura é a realização de um transplante de fígado.
  • 36. CONDILOMA ACUMINADO (HPV): O condiloma acuminado, conhecido também como verruga genital, crista de galo, figueira ou cavalo de crista, é uma DST causada pelo Papilomavírus humano (HPV). Atualmente, existem mais de 100 tipos de HPV - alguns deles podendo causar câncer, principalmente no colo do útero e do ânus.
  • 37. SINTOMAS: O HPV provoca verrugas com aspecto de couve-flor e de tamanhos variáveis nos órgãos genitais. Pode ainda estar relacionado ao aparecimento de alguns tipos de câncer, principalmente no colo do útero, mas também no pênis ou no ânus. Contudo, nem todo caso de infecção pelo HPV irá causar câncer.
  • 38. TRANSMISSÃO A infecção pelo HPV é muito comum. Esse vírus é transmitido pelo contato direto com a pele contaminada, mesmo quando ela não apresenta lesões visíveis. A transmissão também pode ocorrer durante o sexo oral. Há ainda a possibilidade de contaminação por meio de objetos como toalhas, roupas íntimas, vasos sanitários ou banheiras.
  • 39.
  • 40. AIDS/ HIV: É uma doença do sistema imunológico Humano causada pelo vírus d imunodeficiência humana (HIV). Esta condição reduz progressivamente a eficácia do sistema imunológico e deixa as pessoas suscetíveis a infecções oportunistas e tumores.
  • 41. Febre constante; Manchas na pele; Calafrios; Ínguas; Dores de cabeça, de garganta e dores musculares, que surgem de 2 a 4 semanas após a pessoa contrair o vírus. Nas fases mais avançadas, é comum o aparecimento de doenças oportunistas como tuberculose, pneumonia, meningite, toxoplasmose, candidíase, etc. SINTOMAS
  • 42. A Aids é transmitida de diversas formas; Como o vírus está presente no esperma, secreções vaginais, leite materno e no sangue, todas as formas de contato com estas substâncias podem gerar um contágio. TRANSMISSÃO