SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 35
Olga
Olga Mendonça PPS 2007 Apresenta Olga
Série Nossos Órgãos Na visão da Tradicional Medicina Chinesa Olga
Olga Transição Automática
Olá, amigo! Nós somos os seus  rins  e  gostaríamos que nos conhecesse melhor! Olga
É essencial que aprenda a nos manter saudáveis, porque o funcionamento de todos os órgãos do seu corpo, depende de nós! Olga
Estamos localizados em suas costas, acima da cintura e muito bem protegidos pelas costelas. Somos do formato e tamanho de uma orelha média, e pulsamos e bombeamos como o coração... Olga
Nossa função é filtrar todos os líquidos do seu corpo, removendo o excesso de água e os subprodutos inúteis de muitas reações químicas do organismo.  Podemos filtrar até 6 xícaras de líquidos por dia, incluindo os líquidos já presentes em seu corpo  e os que você ingere a cada  momento.  É por isso que beber líquidos em excesso é tão prejudicial quanto beber pouco.
Somos nós que regulamos o nível de substâncias minerais no sangue e o equilíbrio de ácidos no corpo. Se a umidade do seu corpo for baixa, pode haver formação de cálculos renais. Olga
O excesso de depósitos minerais prejudica  nosso funcionamento. E se não conseguirmos trabalhar adequadamente, haverá retenção de líquido no sangue e em conseqüência, você terá pressão alta.  Olga
Nós eliminamos as toxinas que foram dissolvidas e liberadas pelo fígado.  Olga Se sobrecarregados com toxinas, ficamos lentos e perdemos energia; isso provoca uma sensação de cansaço, indicando que houve  perda de energia em todo  o seu corpo!
Segundo os chineses, nós armazenamos  a energia pré-natal, transmitida por nossos ancestrais e por nossos pais e, distribuímos essa energia vital para todas as partes do corpo, conforme seja necessário.
Essa energia está associada à cor azul escuro e ao  elemento água , ou seja, nossa energia vital é o  Chi de Água , que fornecemos para todos os órgãos.  Olga
Olga Água significa vida.  A água é o elemento do nascimento, do crescimento, da purificação, da regeneração e da renovação. A energia da vida surge do elemento água. O  ser  humano é uma forma de vida que emergiu do mar... A   delicadeza  e a   brandura , são as qualidades positivas desse elemento.
Considerados  então “ As Raizes da Vida ”,  somos nós que  determinamos o grau da sua vitalidade e a extensão de sua vida!  Olga
Você sabia que todas as funções essenciais da vida, inclusive o nascimento, crescimento,  reprodução, sexualidade, envelhecimento e morte, estão sob a nossa responsabilidade? Somos pequenos, mas muito  poderosos ! Olga
Nós comandamos seu sistema urinário e reprodutor. Assim, a energia sexual e todas as disfunções sexuais provém de nós -  impotência, frigidez, falta de apetite sexual, ejaculação precoce, hiperatividade sexual , etc... Olga
Olga Quando nossa energia é abundante, seu corpo é equilibrado, belo e forte!
Olga A consequência é a sensação de  fadiga  e  cansaço , que nenhum complexo  vitamínico poderá sanar.  Essa energia vital é constantemente drenada pelo estresse que você encontra em sua vida ou pelo mau funcionamento  de um órgão.
Olga Segundo a Medicina Chinesa, doenças degenerativas como o câncer, a AIDS, a artrite, a esclerose múltipla, o mal de Parkinson e outras, resultam do esgotamento da nossa energia vital...
Nós, os rins, somos órgãos “frios”, por isso estamos associados ao  inverno , quando a vida exterior é fria e gelada.  Nós gostamos e nos beneficiamos com o calor.   Olga
O nosso chi de água controla a força de vontade; se você tem uma vontade forte significa que a nossa energia é abundante.  Olga Se ela for fraca, além de indeciso , você  não terá o poder de decidir sobre o que lhe acontecerá no futuro...
Também afetamos sua massa cerebral:  influenciamos o seu grau de inteligência, de criatividade  e de astúcia! Olga
Nós também determinamos a força dos seus cabelos, dentes e ossos, medula óssea e sua acuidade auditiva. Se você está ficando calvo e isso não se deve  a fatores congênitos, significa que nós estamos com problemas... Olga
Olga Somos vulneráveis à  emoção negativa do  medo, que pode nos afetar adversamente e ao nosso órgão complementar, a bexiga. Por isso muitas pessoas em momentos de perigo ou pânico, perdem o controle da bexiga...
Olga Homens e mulheres  que têm o nosso chi de água equilibrado e forte,  têm força de vontade, são ambiciosos,tranqüilos, prudentes  e destemidos, ao  contrário dos que sentem frio, umidade e terror.
O medo como emoção negativa crônica, tolhe, comprime e adoece... Nada exaure mais a nossa energia do que o “Medo de Viver” e suas variações –  medo de perder, de sofrer, de amar ... Olga
Outras emoções negativas  que nos prejudicam são a  paranóia, a instabilidade emocional, a mesquinharia, a dispersividade, a estagnação  e o andar em círculos, sem chegar a  lugar nenhum ... Olga
Olga Se você tem sintomas como  pressão alta, mãos  e pés frios e úmidos, retenção de líquidos e  edemas, dores lombares e nos joelhos, urina noturna ou concentrada, náuseas, boca seca e sudorese noturna , isso é sinal de que  precisamos ser tonificados!
Olga E se você vem apresentando  envelhecimento prematuro, osteoporose, perda  de dentes e cabelos, infertilidade e memória fraca  e  não  tem idade avançada,  cuidado !  Certamente  o "trabalhar em excesso  e sem descanso” está drenando nossa energia! Nesse caso precisaremos de cuidados mais sérios...
Olga Mas, não apenas os adultos têm problemas renais! As crianças podem nascer com deficiências congênitas ou hereditárias. Se seu filho apresenta  retardo no fechamento da moleira, crescimento lento, desenvolvimento tardio para falar e andar ou até retardamento mental, busque ajuda profissional !
Olga Em todos esses casos, procure um  profissional da Tradicional Medicina Chinesa, que há milhares de anos, trata o ser humano em sua totalidade  física, energética, emocional e espiritual! A  acupuntura, terapêuticas herbárias ,  Reflexologia  e a  Massagem dos Órgãos Internos , constituem uma excelente maneira de estimular nossa energia vital e resgatar a sua saúde!
Queremos deixa-lo com uma sugestão muito simples e que  pode contribuir para nosso equilíbrio e seu bem estar... Quando beber água, lembre-se das qualidades positivas desse elemento: delicadeza e  brandura ! Então segure o copo com as duas mãos, pense em nós e ofereça-nos a água carregada com essas qualidades... Receberemos esse gesto de carinho como   sua  intenção de aumentar sua vitalidade e fortalecer sua saúde! Olga
Gratos pela atenção! Com muito  amor, Seus Rins... Olga
Bibliografia: CHI NEI TSANG –  A MASSAGEM DOS ÓRGÃOS INTERNOS  -  Mantak Chia  Música:  Jardim Japonês.wave Formatação: OLGA MENDONÇA  Psicóloga, Psicoterapeuta Corporal  e Naturoterapeuta  Contato:  [email_address] Recife, Dezembro de 2007 CLIQUE PARA SAIR Olga

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Seu intestino delgado simplificado
Seu intestino delgado simplificadoSeu intestino delgado simplificado
Seu intestino delgado simplificadoArmin Caldas
 
Figado _nova_edicao
Figado  _nova_edicaoFigado  _nova_edicao
Figado _nova_edicaoCONPAFIS
 
Intestino grosso novo
Intestino grosso   novoIntestino grosso   novo
Intestino grosso novoCONPAFIS
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaMichele Pó
 
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica SilvestreSapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica SilvestreMichele Pó
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica LapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica LapaMichele Pó
 
Medicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMedicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMichele Pó
 
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvo
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvoa-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvo
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvoEdison Nogueira Fontoura
 
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010Michele Pó
 

Mais procurados (16)

Seu Intestino Grosso
Seu Intestino GrossoSeu Intestino Grosso
Seu Intestino Grosso
 
Bexiga
Bexiga Bexiga
Bexiga
 
Seu intestino delgado simplificado
Seu intestino delgado simplificadoSeu intestino delgado simplificado
Seu intestino delgado simplificado
 
Figado _nova_edicao
Figado  _nova_edicaoFigado  _nova_edicao
Figado _nova_edicao
 
Seus Rins
Seus RinsSeus Rins
Seus Rins
 
Seu Estômago
Seu  EstômagoSeu  Estômago
Seu Estômago
 
Intestino grosso novo
Intestino grosso   novoIntestino grosso   novo
Intestino grosso novo
 
Sub-Doshas
Sub-DoshasSub-Doshas
Sub-Doshas
 
Prakriti Kapha
Prakriti KaphaPrakriti Kapha
Prakriti Kapha
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
 
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica SilvestreSapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
 
Sub Dosha Pitta
Sub Dosha PittaSub Dosha Pitta
Sub Dosha Pitta
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica LapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
 
Medicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMedicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa Falcão
 
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvo
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvoa-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvo
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvo
 
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
 

Destaque

Clodoaldo Pacheco - Diagnose de microsemiótica oftálmica
Clodoaldo Pacheco - Diagnose  de microsemiótica oftálmicaClodoaldo Pacheco - Diagnose  de microsemiótica oftálmica
Clodoaldo Pacheco - Diagnose de microsemiótica oftálmicaclodoaldosite
 
016 microsemiotica oftálmica tratamentos
016 microsemiotica oftálmica tratamentos016 microsemiotica oftálmica tratamentos
016 microsemiotica oftálmica tratamentosclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição hematógena
Clodoaldo Pacheco - Constituição hematógenaClodoaldo Pacheco - Constituição hematógena
Clodoaldo Pacheco - Constituição hematógenaclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição hidrogenóide
Clodoaldo Pacheco - Constituição hidrogenóideClodoaldo Pacheco - Constituição hidrogenóide
Clodoaldo Pacheco - Constituição hidrogenóideclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição tetânica
Clodoaldo Pacheco - Constituição tetânicaClodoaldo Pacheco - Constituição tetânica
Clodoaldo Pacheco - Constituição tetânicaclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiotica profissional (Portugal)
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiotica profissional (Portugal)Clodoaldo Pacheco - Microsemeiotica profissional (Portugal)
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiotica profissional (Portugal)clodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica profissional artrite i
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica profissional artrite iClodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica profissional artrite i
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica profissional artrite iclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição linfática
Clodoaldo Pacheco - Constituição linfáticaClodoaldo Pacheco - Constituição linfática
Clodoaldo Pacheco - Constituição linfáticaclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição neuro linfática
Clodoaldo Pacheco - Constituição neuro linfáticaClodoaldo Pacheco - Constituição neuro linfática
Clodoaldo Pacheco - Constituição neuro linfáticaclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição pluriglandular
Clodoaldo Pacheco - Constituição pluriglandularClodoaldo Pacheco - Constituição pluriglandular
Clodoaldo Pacheco - Constituição pluriglandularclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris master
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris masterClodoaldo Pacheco - Flor de íris master
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris masterclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris, depressão e hipotireoidismo
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris, depressão e hipotireoidismoClodoaldo Pacheco - Flor de íris, depressão e hipotireoidismo
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris, depressão e hipotireoidismoclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição Psórica
Clodoaldo Pacheco - Constituição PsóricaClodoaldo Pacheco - Constituição Psórica
Clodoaldo Pacheco - Constituição Psóricaclodoaldosite
 
Clodoaldo Pacheco - Cérebro e íris
Clodoaldo Pacheco - Cérebro e írisClodoaldo Pacheco - Cérebro e íris
Clodoaldo Pacheco - Cérebro e írisclodoaldosite
 

Destaque (18)

Clodoaldo Pacheco - Diagnose de microsemiótica oftálmica
Clodoaldo Pacheco - Diagnose  de microsemiótica oftálmicaClodoaldo Pacheco - Diagnose  de microsemiótica oftálmica
Clodoaldo Pacheco - Diagnose de microsemiótica oftálmica
 
Sua Vesícula
Sua VesículaSua Vesícula
Sua Vesícula
 
016 microsemiotica oftálmica tratamentos
016 microsemiotica oftálmica tratamentos016 microsemiotica oftálmica tratamentos
016 microsemiotica oftálmica tratamentos
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição hematógena
Clodoaldo Pacheco - Constituição hematógenaClodoaldo Pacheco - Constituição hematógena
Clodoaldo Pacheco - Constituição hematógena
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição hidrogenóide
Clodoaldo Pacheco - Constituição hidrogenóideClodoaldo Pacheco - Constituição hidrogenóide
Clodoaldo Pacheco - Constituição hidrogenóide
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição tetânica
Clodoaldo Pacheco - Constituição tetânicaClodoaldo Pacheco - Constituição tetânica
Clodoaldo Pacheco - Constituição tetânica
 
Intestino Delgado
Intestino DelgadoIntestino Delgado
Intestino Delgado
 
Fígado
Fígado  Fígado
Fígado
 
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiotica profissional (Portugal)
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiotica profissional (Portugal)Clodoaldo Pacheco - Microsemeiotica profissional (Portugal)
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiotica profissional (Portugal)
 
Terceiro nivel
Terceiro nivelTerceiro nivel
Terceiro nivel
 
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica profissional artrite i
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica profissional artrite iClodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica profissional artrite i
Clodoaldo Pacheco - Microsemeiótica oftálmica profissional artrite i
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição linfática
Clodoaldo Pacheco - Constituição linfáticaClodoaldo Pacheco - Constituição linfática
Clodoaldo Pacheco - Constituição linfática
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição neuro linfática
Clodoaldo Pacheco - Constituição neuro linfáticaClodoaldo Pacheco - Constituição neuro linfática
Clodoaldo Pacheco - Constituição neuro linfática
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição pluriglandular
Clodoaldo Pacheco - Constituição pluriglandularClodoaldo Pacheco - Constituição pluriglandular
Clodoaldo Pacheco - Constituição pluriglandular
 
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris master
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris masterClodoaldo Pacheco - Flor de íris master
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris master
 
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris, depressão e hipotireoidismo
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris, depressão e hipotireoidismoClodoaldo Pacheco - Flor de íris, depressão e hipotireoidismo
Clodoaldo Pacheco - Flor de íris, depressão e hipotireoidismo
 
Clodoaldo Pacheco - Constituição Psórica
Clodoaldo Pacheco - Constituição PsóricaClodoaldo Pacheco - Constituição Psórica
Clodoaldo Pacheco - Constituição Psórica
 
Clodoaldo Pacheco - Cérebro e íris
Clodoaldo Pacheco - Cérebro e írisClodoaldo Pacheco - Cérebro e íris
Clodoaldo Pacheco - Cérebro e íris
 

Semelhante a Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa

Semelhante a Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa (20)

Seus rins(o)
Seus rins(o)Seus rins(o)
Seus rins(o)
 
Seus rins(o)
Seus rins(o)Seus rins(o)
Seus rins(o)
 
Seus rins
Seus rinsSeus rins
Seus rins
 
Seus rins
Seus rinsSeus rins
Seus rins
 
OS RINS NA MTC
OS RINS NA MTCOS RINS NA MTC
OS RINS NA MTC
 
RIM (R) NA MTC
RIM (R) NA MTCRIM (R) NA MTC
RIM (R) NA MTC
 
Baço Pâncreas
Baço Pâncreas Baço Pâncreas
Baço Pâncreas
 
Vampiros energéticos
Vampiros energéticosVampiros energéticos
Vampiros energéticos
 
Sugadores de energias
Sugadores de energiasSugadores de energias
Sugadores de energias
 
O mensageiro mar-14-public (1)
O  mensageiro mar-14-public (1)O  mensageiro mar-14-public (1)
O mensageiro mar-14-public (1)
 
Oficina de Noções Básicas da Medicina Tradicional Chinesa/Acupuntura
Oficina de Noções Básicas da Medicina Tradicional Chinesa/AcupunturaOficina de Noções Básicas da Medicina Tradicional Chinesa/Acupuntura
Oficina de Noções Básicas da Medicina Tradicional Chinesa/Acupuntura
 
BAÇO PÂNCREAS
BAÇO PÂNCREASBAÇO PÂNCREAS
BAÇO PÂNCREAS
 
BAÇO-PANCREAS
BAÇO-PANCREASBAÇO-PANCREAS
BAÇO-PANCREAS
 
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTCBAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
 
A relação emoção corpo
A relação emoção corpoA relação emoção corpo
A relação emoção corpo
 
CORAÇÃO SEGUNDO A MTC
CORAÇÃO SEGUNDO A MTCCORAÇÃO SEGUNDO A MTC
CORAÇÃO SEGUNDO A MTC
 
Massagem com pedras quentes (2)
Massagem com pedras quentes (2)Massagem com pedras quentes (2)
Massagem com pedras quentes (2)
 
Flyer Água Kangen da Enagic
Flyer Água Kangen da EnagicFlyer Água Kangen da Enagic
Flyer Água Kangen da Enagic
 
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
2013 06-23-Imortalidade do Espírito-Rosana De Rosa
 
Saúde emocional
Saúde emocionalSaúde emocional
Saúde emocional
 

Mais de Andreia Moreira

Mais de Andreia Moreira (20)

Pedido de Demissão
Pedido de DemissãoPedido de Demissão
Pedido de Demissão
 
Tratamento de Fibromialgia com Cristais Radiônicos
Tratamento de Fibromialgia com Cristais RadiônicosTratamento de Fibromialgia com Cristais Radiônicos
Tratamento de Fibromialgia com Cristais Radiônicos
 
Cura Real
Cura RealCura Real
Cura Real
 
Conceitos Básicos MTC parte 6
Conceitos Básicos MTC parte 6Conceitos Básicos MTC parte 6
Conceitos Básicos MTC parte 6
 
Conceitos Básicos MTC parte 5
Conceitos Básicos MTC parte 5Conceitos Básicos MTC parte 5
Conceitos Básicos MTC parte 5
 
Conceitos Básicos MTC parte 4
Conceitos Básicos MTC parte 4Conceitos Básicos MTC parte 4
Conceitos Básicos MTC parte 4
 
Conceitos Básicos MTC parte 3
Conceitos Básicos MTC parte 3Conceitos Básicos MTC parte 3
Conceitos Básicos MTC parte 3
 
Conceitos Básicos MTC parte 2
Conceitos Básicos MTC parte 2Conceitos Básicos MTC parte 2
Conceitos Básicos MTC parte 2
 
Conceitos Básicos MTC parte1
Conceitos Básicos MTC  parte1Conceitos Básicos MTC  parte1
Conceitos Básicos MTC parte1
 
Seus Pulmões
Seus Pulmões Seus Pulmões
Seus Pulmões
 
Crystal Michelle Coutant -Templo de Deus
Crystal   Michelle Coutant -Templo de DeusCrystal   Michelle Coutant -Templo de Deus
Crystal Michelle Coutant -Templo de Deus
 
Ser transparente
Ser transparenteSer transparente
Ser transparente
 
A sabedoria do TAO
A sabedoria do TAOA sabedoria do TAO
A sabedoria do TAO
 
Declaro me vivo
Declaro me vivoDeclaro me vivo
Declaro me vivo
 
Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01
Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01
Autoproteoespiritual 110817173201-phpapp01
 
Plasma marinho
Plasma marinhoPlasma marinho
Plasma marinho
 
O Ponto Azul
O Ponto AzulO Ponto Azul
O Ponto Azul
 
Ressonancia Schumann
Ressonancia SchumannRessonancia Schumann
Ressonancia Schumann
 
Aspargos X Câncer
Aspargos X CâncerAspargos X Câncer
Aspargos X Câncer
 
Lemuria
Lemuria Lemuria
Lemuria
 

Último

Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosThaiseGerber2
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasProf. Marcus Renato de Carvalho
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSProf. Marcus Renato de Carvalho
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfHELLEN CRISTINA
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisbertoadelinofelisberto3
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfDanieldaSade
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfDanieldaSade
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdfIANAHAAS
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdfHELLEN CRISTINA
 

Último (10)

Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclosCaracterísticas gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
Características gerais dos vírus- Estrutura, ciclos
 
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades PúblicasAlimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
Alimentação / Amamentação Lactentes em Calamidades Públicas
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção pelo HIV.pdf
 
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdfManual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis.pdf
 
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
01 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA HUMANA.pdf
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 

Seus Rins Na Visão Da Medicina Tradicional Chinesa

  • 2. Olga Mendonça PPS 2007 Apresenta Olga
  • 3. Série Nossos Órgãos Na visão da Tradicional Medicina Chinesa Olga
  • 5. Olá, amigo! Nós somos os seus rins e gostaríamos que nos conhecesse melhor! Olga
  • 6. É essencial que aprenda a nos manter saudáveis, porque o funcionamento de todos os órgãos do seu corpo, depende de nós! Olga
  • 7. Estamos localizados em suas costas, acima da cintura e muito bem protegidos pelas costelas. Somos do formato e tamanho de uma orelha média, e pulsamos e bombeamos como o coração... Olga
  • 8. Nossa função é filtrar todos os líquidos do seu corpo, removendo o excesso de água e os subprodutos inúteis de muitas reações químicas do organismo. Podemos filtrar até 6 xícaras de líquidos por dia, incluindo os líquidos já presentes em seu corpo e os que você ingere a cada momento. É por isso que beber líquidos em excesso é tão prejudicial quanto beber pouco.
  • 9. Somos nós que regulamos o nível de substâncias minerais no sangue e o equilíbrio de ácidos no corpo. Se a umidade do seu corpo for baixa, pode haver formação de cálculos renais. Olga
  • 10. O excesso de depósitos minerais prejudica nosso funcionamento. E se não conseguirmos trabalhar adequadamente, haverá retenção de líquido no sangue e em conseqüência, você terá pressão alta. Olga
  • 11. Nós eliminamos as toxinas que foram dissolvidas e liberadas pelo fígado. Olga Se sobrecarregados com toxinas, ficamos lentos e perdemos energia; isso provoca uma sensação de cansaço, indicando que houve perda de energia em todo o seu corpo!
  • 12. Segundo os chineses, nós armazenamos a energia pré-natal, transmitida por nossos ancestrais e por nossos pais e, distribuímos essa energia vital para todas as partes do corpo, conforme seja necessário.
  • 13. Essa energia está associada à cor azul escuro e ao elemento água , ou seja, nossa energia vital é o Chi de Água , que fornecemos para todos os órgãos. Olga
  • 14. Olga Água significa vida. A água é o elemento do nascimento, do crescimento, da purificação, da regeneração e da renovação. A energia da vida surge do elemento água. O ser humano é uma forma de vida que emergiu do mar... A delicadeza e a brandura , são as qualidades positivas desse elemento.
  • 15. Considerados então “ As Raizes da Vida ”, somos nós que determinamos o grau da sua vitalidade e a extensão de sua vida! Olga
  • 16. Você sabia que todas as funções essenciais da vida, inclusive o nascimento, crescimento, reprodução, sexualidade, envelhecimento e morte, estão sob a nossa responsabilidade? Somos pequenos, mas muito poderosos ! Olga
  • 17. Nós comandamos seu sistema urinário e reprodutor. Assim, a energia sexual e todas as disfunções sexuais provém de nós - impotência, frigidez, falta de apetite sexual, ejaculação precoce, hiperatividade sexual , etc... Olga
  • 18. Olga Quando nossa energia é abundante, seu corpo é equilibrado, belo e forte!
  • 19. Olga A consequência é a sensação de fadiga e cansaço , que nenhum complexo vitamínico poderá sanar. Essa energia vital é constantemente drenada pelo estresse que você encontra em sua vida ou pelo mau funcionamento de um órgão.
  • 20. Olga Segundo a Medicina Chinesa, doenças degenerativas como o câncer, a AIDS, a artrite, a esclerose múltipla, o mal de Parkinson e outras, resultam do esgotamento da nossa energia vital...
  • 21. Nós, os rins, somos órgãos “frios”, por isso estamos associados ao inverno , quando a vida exterior é fria e gelada. Nós gostamos e nos beneficiamos com o calor. Olga
  • 22. O nosso chi de água controla a força de vontade; se você tem uma vontade forte significa que a nossa energia é abundante. Olga Se ela for fraca, além de indeciso , você não terá o poder de decidir sobre o que lhe acontecerá no futuro...
  • 23. Também afetamos sua massa cerebral: influenciamos o seu grau de inteligência, de criatividade e de astúcia! Olga
  • 24. Nós também determinamos a força dos seus cabelos, dentes e ossos, medula óssea e sua acuidade auditiva. Se você está ficando calvo e isso não se deve a fatores congênitos, significa que nós estamos com problemas... Olga
  • 25. Olga Somos vulneráveis à emoção negativa do medo, que pode nos afetar adversamente e ao nosso órgão complementar, a bexiga. Por isso muitas pessoas em momentos de perigo ou pânico, perdem o controle da bexiga...
  • 26. Olga Homens e mulheres que têm o nosso chi de água equilibrado e forte, têm força de vontade, são ambiciosos,tranqüilos, prudentes e destemidos, ao contrário dos que sentem frio, umidade e terror.
  • 27. O medo como emoção negativa crônica, tolhe, comprime e adoece... Nada exaure mais a nossa energia do que o “Medo de Viver” e suas variações – medo de perder, de sofrer, de amar ... Olga
  • 28. Outras emoções negativas que nos prejudicam são a paranóia, a instabilidade emocional, a mesquinharia, a dispersividade, a estagnação e o andar em círculos, sem chegar a lugar nenhum ... Olga
  • 29. Olga Se você tem sintomas como pressão alta, mãos e pés frios e úmidos, retenção de líquidos e edemas, dores lombares e nos joelhos, urina noturna ou concentrada, náuseas, boca seca e sudorese noturna , isso é sinal de que precisamos ser tonificados!
  • 30. Olga E se você vem apresentando envelhecimento prematuro, osteoporose, perda de dentes e cabelos, infertilidade e memória fraca e não tem idade avançada, cuidado ! Certamente o "trabalhar em excesso e sem descanso” está drenando nossa energia! Nesse caso precisaremos de cuidados mais sérios...
  • 31. Olga Mas, não apenas os adultos têm problemas renais! As crianças podem nascer com deficiências congênitas ou hereditárias. Se seu filho apresenta retardo no fechamento da moleira, crescimento lento, desenvolvimento tardio para falar e andar ou até retardamento mental, busque ajuda profissional !
  • 32. Olga Em todos esses casos, procure um profissional da Tradicional Medicina Chinesa, que há milhares de anos, trata o ser humano em sua totalidade física, energética, emocional e espiritual! A acupuntura, terapêuticas herbárias , Reflexologia e a Massagem dos Órgãos Internos , constituem uma excelente maneira de estimular nossa energia vital e resgatar a sua saúde!
  • 33. Queremos deixa-lo com uma sugestão muito simples e que pode contribuir para nosso equilíbrio e seu bem estar... Quando beber água, lembre-se das qualidades positivas desse elemento: delicadeza e brandura ! Então segure o copo com as duas mãos, pense em nós e ofereça-nos a água carregada com essas qualidades... Receberemos esse gesto de carinho como sua intenção de aumentar sua vitalidade e fortalecer sua saúde! Olga
  • 34. Gratos pela atenção! Com muito amor, Seus Rins... Olga
  • 35. Bibliografia: CHI NEI TSANG – A MASSAGEM DOS ÓRGÃOS INTERNOS - Mantak Chia Música: Jardim Japonês.wave Formatação: OLGA MENDONÇA Psicóloga, Psicoterapeuta Corporal e Naturoterapeuta Contato: [email_address] Recife, Dezembro de 2007 CLIQUE PARA SAIR Olga