SlideShare uma empresa Scribd logo
SINES
LOGÍSTICA
Pedras Naturais
Industriais e
Ornamentais
Quem somos
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
A APS – Administração dos Portos de Sines e do Algarve é
a entidade gestora do Porto de Sines, tendo por missão a
dinamização da atividade e do negócio portuário.
A aicep Global Parques é a entidade gestora da Zona
Industrial e Logística de Sines. É especialista em gestão de
parques e em localização empresarial.
A missão da CPLS é promover o desenvolvimento do
complexo de Sines, congregando os interesses e as
valências dos seus associados.
Uma localização estratégica
Na Europa, Sines é o local ideal para a
localização de indústrias relacionadas
com a logística de Pedras naturais
para fins industriais e ornamentais.
É o primeiro porto europeu de águas
profundas para as rotas atlânticas,
sendo, por isso, uma plataforma
estratégica para os mercados de todo o
continente americano.
É o ponto de entrada privilegiado para
a União Europeia e Península Ibérica,
com ligações marítimas, rodoviárias e
ferroviárias ao mercado comunitário.
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Junto a um porto de águas profundas
O Porto de Sines é o principal porto de
Portugal, com capacidade para receber
todos os tipos de navios, de qualquer
dimensão.
Oferece terminais especializados para
todas as tipologias de carga: granéis
líquidos; granéis sólidos; carga geral, Ro-Ro
e contentores.
Tem implementado o conceito de
despacho eletrónico, com elevados índices
de produtividade nas operações
portuárias.
TERMINAL DE GRANÉIS
LÍQUIDOS
TERMINAL PETROQUÍMICO TERMINAL GÁS NATURAL
LIQUEFEITO
TERMINAL MULTIPURPOSE TERMINAL CONTENTORES (Terminal XXI)
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Com um terminal polivalente
O Terminal Multipurpose do Porto de Sines
está vocacionado para movimentar granéis
sólidos, carga geral.
O cais de acostagem dispõe de um
comprimento total de 645 metros no
extradorso, e 296 metros no intradorso.
Com fundos ente os 15 e os 18 metros ZH,
permite receber navios de 190.000
ton/dwt.
O terminal está ligado à Zona Industrial e
Logística de Sines e à rede nacional por
rodovia e por ferrovia.
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
áreas disponíveis para logística
áreas de expansão para logística
Com áreas intra-portuárias disponíveis
Junto ao Terminal Multipurpose
existem várias áreas disponíveis com
aptidão para a instalação de armazéns
e parqueamento temporário
vocacionados para pedra em bloco ou
transformada.
Estas áreas beneficiam de uma
localização de excelência, permitindo
otimizar as operações logísticas
associadas à movimentação no porto.
Com o término da movimentação de
carvão para as centrais elétricas, cria-
se a oportunidade de o terminal se
especializar noutros tipos de carga.
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Sinergias com o Terminal de Contentores
A localização de projetos
relacionados com a logística
automóvel e aeronáutica em Sines
pode ser potenciada pelas
sinergias criadas com o Terminal
de Contentores.
Oferecendo ligações diretas
semanais de carga contentorizada
aos principais mercados de
produção e consumo mundiais, o
Porto de Sines garante às
empresas aqui localizadas um
rápido acesso a mercados
externos.
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Num porto com um ambicioso plano de expansão
Em Sines existe capacidade de
expansão em todos os terminais
portuários, nomeadamente nos
segmentos granéis líquidos, granéis
sólidos, carga geral e contentores.
Para a carga contentorizada, estão
previstos dois projetos
estruturantes:
a) A ampliação do atual Terminal
XXI, a cargo da concessionária;
b) A concessão de um novo
terminal de contentores, o
Terminal Vasco da Gama.
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Com ligação ferroviária aos principais portos secos
Em 2019, o Porto de Sines
movimentou cerca de 105 comboios
de contentores por semana de e
para as plataformas logística e
portos secos portugueses e
espanhóis (em média de 15
comboios por dia).
Mais de 90% do total de
contentores transportados de e para
o hinterland são movimentados por
comboio.
Dry Ports
Railway
Railway under construction
Short Sea Shipping
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Indicadores de produtividade
PORTO ABERTO
24h DURANTE
TODO O ANO
EM MÉDIA,
AS AUTORIZAÇÕES
SÃO CONCEDIDAS EM
2,5 DIAS ANTES DO
NAVIO CHEGAR
24h
UM NAVIO DE
10.000 TEU
MOVIMENTA,
EM MÉDIA,
CONTENTORES
POR HORA
126
COM TARIFÁRIO FLAT RATE
TERMINAL DE CONTENTORES
Tempo médio de permanência
do navio em porto……………..… 21,6 horas
Tempo médio de operação
(carga/descarga)…………….……. 13,7 horas
TERMINAL MULTIPURPOSE
Tempo médio de permanência
do navio em porto………………..… 67,3 horas
Tempo médio de operação
(carga/descarga)………………..……. 34,7 horas
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Oferecendo equipamentos
de última geração, recursos
humanos qualificados, o
Porto de Sines regista
elevados índices de
produtividade nas
operações portuárias.
Para um rápido despacho de
mercadorias e meios de
transporte, os procedimentos
são simplificados e tratados
eletronicamente numa
plataforma tecnológica de
última geração, que conecta
todas as autoridades públicas
e agentes privados.
Associado ao Porto de Sines
existe uma Área Industrial e
Logística, com mais de 4.157
ha; é uma plataforma logística
de influência internacional,
pronta para receber os grandes
players dos setores portuário e
marítimo, industrial e logístico.
Faz parte das principais
cadeias logísticas, com
ligações semanais de
carga contentorizada
aos principais
mercados de produção
e consumo do mundo.
Que oferece vantagens aos seus clientes
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Junto a uma Zona Industrial e Logística (ZILS)
A ZILS – Zona Industrial e Logística
de Sines tem capacidade para
receber projetos industriais e
logísticos de qualquer tipo e
dimensão.
É uma das maiores áreas
industriais e logísticas da Europa,
localizada junto a um porto
comercial.
Dispõe de capacidade de
expansão de até 4.157 hectares,
com excelentes ligações
rodoviárias e ferroviárias.
Integra uma Zona dedicada
exclusivamente para Atividades
Logísticas (ZAL) com 268 ha.
CIDADE
PORTO
TERMINAL MULTIPURPOSE
TERMINAL DE CONTENTORES
REFINAÇÃO
PETROQUÍMICA
METALOMECÂNICA
PIPELINES
PIPELINES
PORTO
TERMINAL GRANÉIS LÍQUIDOS
RODOVIA
FERROVIA
LOGÍSTICA
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Setores Actividade já instaladas na ZILS
A ZILS tem atualmente instalados
clientes de dimensão internacional e
que operam em vários segmentos de
atividade.
Historicamente, os setores da
energia e da petroquímica têm
assumido maior relevo.
Atualmente, existem condições para
o desenvolvimento de novas
oportunidades nas áreas da
tecnologia/telecomunicações e da
logística.
Reciclagem de
pneus
Produção de
oxigénio,
nitrogénio
e árgon
Produção de ácido
terefálico purificado
Produção de
biodiesel
Central
Termoelétrica
Produção de
formaldeído,
resinas e
componentes
similares
Produção de
etileno, propileno
e outros produtos
químicos
Refinaria
Metalo-
mecânica
Gestão de
resíduos
Serviços
Logística
Produção de
betão pronto
Placas
de gesso
ZAL
SINESTECH
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
ZAL com áreas vocacionadas para a logística
Em zona adjacente ao porto, a
Zona Industrial e Logística de Sines
oferece áreas com aptidão para a
logística.
Esta estreita ligação, entre a ZAL e
os terminais multiusos e de
contentores do Porto de Sines,
potencia a criação de unidades de
valor acrescentado, de forma a
disponibilizar uma oferta orientada
aos diversos mercados.
A ligação entre o Porto e a ZAL
pode ser feita por ferrovia, rodovia
ou por tapete rolante.
áreas disponíveis para logística
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Excelente localização – facilidade nas operações
logísticas
268 ha, de parcelas para instalação de negócios de
logística automóvel e aeronáutica
Plano de monitorização ambiental em curso -
Controlo permanente da qualidade do ar e da água,
supervisionado por entidades independentes
Fácil acesso aos mercados mundiais - Acesso direto à
rede rodoviária nacional e internacional, ligação direta
ao corredor ferroviário pan-europeu, junto ao maior
porto de águas profundas com um terminal multiusos
Recursos humanos qualificados na região -
Universidades e escolas técnicas com cursos em
engenharia, gestão de marketing e logística
ZAL com áreas vocacionadas para Logística
ZAL
268ha
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Cadeia Logistica do setor extrator de Pedra Natural
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Processamento Ferrovia
Minas de
extração
Complexo Portuário, Industrial e Logístico de Sines
Consolidação da Carga em Portos Secos Estratégicos
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Através da rede de portos secos
existente, os industriais do setor
transformador da pedra dispõe de uma
rede ferroviária eficiente capaz
despachos pelo Porto de Sines.
Sines disponibiliza um complexo
Portuário, Industrial e Logístico de
elevada eficiência e com infraestruturas
ideais para operar sem contratempos
ou constrangimentos de espaço.
Com ligações rodoferroviárias ao mercado europeu
Sines é já hoje uma importante
plataforma ferroviária de mercadorias,
com comboios de contentores, de
produtos petrolíferos e de carvão.
Só no que respeita à carga
contentorizada, são mais de 100
comboios por semana para os portos
secos ibéricos, número que será
aumentado com a conclusão das obras
de melhoria da ferrovia que estão em
curso.
A rodovia e a ferrovia estão integradas
na Rede Transeuropeia de Transportes
(TEN-T), garantindo acesso ao mercado
europeu.
Sines integra o Corredor
Atlântico da TEN-T. SINES
Trans-European Transport Network (TEN-T)
SINES
LOGÍSTICA
Pedra Natural
Luís Miguel Silva
Direção da CPLS
luis.silva@apsinesalgarve.pt
Gonçalo Eiras
Direção da CPLS
goncalo.eiras@globalparques.pt
Jorge d’Almeida
Presidente da CPLS
jorge.dalmeida@saconsult.pt
OBRIGADO!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ZILS - Agronalimentar
ZILS - AgronalimentarZILS - Agronalimentar
BlueBiz - Logística Automóvel
BlueBiz -  Logística AutomóvelBlueBiz -  Logística Automóvel
Sines é muito mais do que um terminal de contentores
Sines é muito mais do que um terminal de contentoresSines é muito mais do que um terminal de contentores
Sines é muito mais do que um terminal de contentores
Cláudio Carneiro
 
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
A Análise de Sines como Ativo Geoestratégico Nacional
A Análise de Sines como Ativo Geoestratégico Nacional A Análise de Sines como Ativo Geoestratégico Nacional
A Análise de Sines como Ativo Geoestratégico Nacional
Cláudio Carneiro
 
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
Porto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégicaPorto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégica
Cláudio Carneiro
 
Revista APS N.º 33 – Julho 2003
Revista APS N.º 33 – Julho 2003Revista APS N.º 33 – Julho 2003
Chineses fazem renascer o sonho de Sines
Chineses fazem renascer o sonho de SinesChineses fazem renascer o sonho de Sines
Chineses fazem renascer o sonho de Sines
Cláudio Carneiro
 
Porto de Sines, Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines, Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines, Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines, Porta Atlântica da Europa
APS - Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A.
 
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
aplop
 
A ECONOMIA MARÍTIMA (AINDA) EXISTE?
A ECONOMIA MARÍTIMA (AINDA) EXISTE?A ECONOMIA MARÍTIMA (AINDA) EXISTE?
A ECONOMIA MARÍTIMA (AINDA) EXISTE?
portodeaveiro
 
Terminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de SinesTerminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de Sines
Tânia Domingos
 
O porto de manaus daq 04-04-2011 v-andré
O porto de manaus   daq 04-04-2011 v-andréO porto de manaus   daq 04-04-2011 v-andré
O porto de manaus daq 04-04-2011 v-andré
André Cavalcante
 
Revista APS N.º 54 – Agosto 2011
Revista APS N.º 54 – Agosto 2011Revista APS N.º 54 – Agosto 2011
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
Revista60 online
Revista60 onlineRevista60 online
Revista60 online
Cláudio Carneiro
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
amattos76
 
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Rede Nacional de Plataformas Logísticas
Rede Nacional de Plataformas Logísticas Rede Nacional de Plataformas Logísticas
Rede Nacional de Plataformas Logísticas
Cláudio Carneiro
 

Mais procurados (20)

ZILS - Agronalimentar
ZILS - AgronalimentarZILS - Agronalimentar
ZILS - Agronalimentar
 
BlueBiz - Logística Automóvel
BlueBiz -  Logística AutomóvelBlueBiz -  Logística Automóvel
BlueBiz - Logística Automóvel
 
Sines é muito mais do que um terminal de contentores
Sines é muito mais do que um terminal de contentoresSines é muito mais do que um terminal de contentores
Sines é muito mais do que um terminal de contentores
 
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
Revista APS N.º 73 – Dezembro 2017
 
A Análise de Sines como Ativo Geoestratégico Nacional
A Análise de Sines como Ativo Geoestratégico Nacional A Análise de Sines como Ativo Geoestratégico Nacional
A Análise de Sines como Ativo Geoestratégico Nacional
 
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
Revista APS N.º 35 – Dezembro 2003
 
Porto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégicaPorto de Sines Porta estratégica
Porto de Sines Porta estratégica
 
Revista APS N.º 33 – Julho 2003
Revista APS N.º 33 – Julho 2003Revista APS N.º 33 – Julho 2003
Revista APS N.º 33 – Julho 2003
 
Chineses fazem renascer o sonho de Sines
Chineses fazem renascer o sonho de SinesChineses fazem renascer o sonho de Sines
Chineses fazem renascer o sonho de Sines
 
Porto de Sines, Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines, Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines, Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines, Porta Atlântica da Europa
 
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da EuropaPorto de Sines - Porta Atlântica da Europa
Porto de Sines - Porta Atlântica da Europa
 
A ECONOMIA MARÍTIMA (AINDA) EXISTE?
A ECONOMIA MARÍTIMA (AINDA) EXISTE?A ECONOMIA MARÍTIMA (AINDA) EXISTE?
A ECONOMIA MARÍTIMA (AINDA) EXISTE?
 
Terminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de SinesTerminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de Sines
 
O porto de manaus daq 04-04-2011 v-andré
O porto de manaus   daq 04-04-2011 v-andréO porto de manaus   daq 04-04-2011 v-andré
O porto de manaus daq 04-04-2011 v-andré
 
Revista APS N.º 54 – Agosto 2011
Revista APS N.º 54 – Agosto 2011Revista APS N.º 54 – Agosto 2011
Revista APS N.º 54 – Agosto 2011
 
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
Revista APS N.º 55 – Dezembro 2011
 
Revista60 online
Revista60 onlineRevista60 online
Revista60 online
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
 
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014Revista APS N.º 62 – Junho 2014
Revista APS N.º 62 – Junho 2014
 
Rede Nacional de Plataformas Logísticas
Rede Nacional de Plataformas Logísticas Rede Nacional de Plataformas Logísticas
Rede Nacional de Plataformas Logísticas
 

Semelhante a Sines Logística Pedra Natural

Revista APS N.º 56 – Junho 2012
Revista APS N.º 56 – Junho 2012Revista APS N.º 56 – Junho 2012
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
Autoestradas do Mar - Mobilidade e Comunicação 2
Autoestradas do Mar - Mobilidade e Comunicação 2Autoestradas do Mar - Mobilidade e Comunicação 2
Autoestradas do Mar - Mobilidade e Comunicação 2
Idalina Leite
 
Revista APS N.º 53 – Abril 2011
Revista APS N.º 53 – Abril 2011Revista APS N.º 53 – Abril 2011
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
FaustinoGonalves
 
Revista APS N.º 77 – Maio 2019
Revista APS N.º 77 – Maio 2019Revista APS N.º 77 – Maio 2019
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
Revista APS N.º 75 – Setembro 2018
Revista APS N.º 75 – Setembro 2018Revista APS N.º 75 – Setembro 2018
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
infraestrutura-portuaria_compress.pdf
infraestrutura-portuaria_compress.pdfinfraestrutura-portuaria_compress.pdf
infraestrutura-portuaria_compress.pdf
Marcos Boaventura
 
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Feliciana Monteiro
 
Revista APS N.º 65 – Junho 2015
Revista APS N.º 65 – Junho 2015Revista APS N.º 65 – Junho 2015
Portos secos, desafios e potencialidades
Portos secos, desafios e potencialidadesPortos secos, desafios e potencialidades
Portos secos, desafios e potencialidades
Feliciana Monteiro
 
Revista APS N.º 74 - Abril 2018
Revista APS N.º 74 - Abril 2018Revista APS N.º 74 - Abril 2018
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
Portos de Portugal
 
A distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporteA distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporte
Ilda Bicacro
 
Mobilidade e Redes de Transportes
 Mobilidade e Redes de Transportes Mobilidade e Redes de Transportes
Mobilidade e Redes de Transportes
Idalina Leite
 
Distribuição espacial das redes de transporte
Distribuição espacial das redes de transporteDistribuição espacial das redes de transporte
Distribuição espacial das redes de transporte
InsMonteiro40
 
Plano Estratégico do Porto de Aveiro – Sumário executivo
Plano Estratégico do Porto de Aveiro – Sumário executivoPlano Estratégico do Porto de Aveiro – Sumário executivo
Plano Estratégico do Porto de Aveiro – Sumário executivo
portodeaveiro
 

Semelhante a Sines Logística Pedra Natural (20)

Revista APS N.º 56 – Junho 2012
Revista APS N.º 56 – Junho 2012Revista APS N.º 56 – Junho 2012
Revista APS N.º 56 – Junho 2012
 
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
Revista APS N.º 58 – Dezembro 2012
 
Autoestradas do Mar - Mobilidade e Comunicação 2
Autoestradas do Mar - Mobilidade e Comunicação 2Autoestradas do Mar - Mobilidade e Comunicação 2
Autoestradas do Mar - Mobilidade e Comunicação 2
 
Revista APS N.º 53 – Abril 2011
Revista APS N.º 53 – Abril 2011Revista APS N.º 53 – Abril 2011
Revista APS N.º 53 – Abril 2011
 
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
20230720 - Faustino Goncalves - plano estrategico final.pptx
 
Revista APS N.º 77 – Maio 2019
Revista APS N.º 77 – Maio 2019Revista APS N.º 77 – Maio 2019
Revista APS N.º 77 – Maio 2019
 
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
Revista APS N.º 61 – Dezembro 2013
 
Revista APS N.º 75 – Setembro 2018
Revista APS N.º 75 – Setembro 2018Revista APS N.º 75 – Setembro 2018
Revista APS N.º 75 – Setembro 2018
 
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
Revista APS N.º 57 – Novembro 2012
 
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
Revista APS N.º 67 – Dezembro 2015
 
infraestrutura-portuaria_compress.pdf
infraestrutura-portuaria_compress.pdfinfraestrutura-portuaria_compress.pdf
infraestrutura-portuaria_compress.pdf
 
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
Novo Terminal de Contentores em Portugal, uma escolha difícil (parte 1)
 
Revista APS N.º 65 – Junho 2015
Revista APS N.º 65 – Junho 2015Revista APS N.º 65 – Junho 2015
Revista APS N.º 65 – Junho 2015
 
Portos secos, desafios e potencialidades
Portos secos, desafios e potencialidadesPortos secos, desafios e potencialidades
Portos secos, desafios e potencialidades
 
Revista APS N.º 74 - Abril 2018
Revista APS N.º 74 - Abril 2018Revista APS N.º 74 - Abril 2018
Revista APS N.º 74 - Abril 2018
 
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
ESTRATÉGIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE PORTUÁRIA - Horizonte 2016-2026
 
A distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporteA distribuição espacial das redes de transporte
A distribuição espacial das redes de transporte
 
Mobilidade e Redes de Transportes
 Mobilidade e Redes de Transportes Mobilidade e Redes de Transportes
Mobilidade e Redes de Transportes
 
Distribuição espacial das redes de transporte
Distribuição espacial das redes de transporteDistribuição espacial das redes de transporte
Distribuição espacial das redes de transporte
 
Plano Estratégico do Porto de Aveiro – Sumário executivo
Plano Estratégico do Porto de Aveiro – Sumário executivoPlano Estratégico do Porto de Aveiro – Sumário executivo
Plano Estratégico do Porto de Aveiro – Sumário executivo
 

Mais de aicep Global Parques – Gestão de Áreas Empresariais e Serviços, S. A.

Portugal Site Selection
Portugal Site SelectionPortugal Site Selection
aicep Global Parques, industrial clusters the power of partnerships
aicep Global Parques, industrial clusters   the power of partnershipsaicep Global Parques, industrial clusters   the power of partnerships
aicep Global Parques, industrial clusters the power of partnerships
aicep Global Parques – Gestão de Áreas Empresariais e Serviços, S. A.
 
BlueBiz - Indústria
BlueBiz -  IndústriaBlueBiz -  Indústria
BlueBiz - Centro de Escritórios
BlueBiz - Centro de EscritóriosBlueBiz - Centro de Escritórios
BlueBiz - Agroalimentar
BlueBiz -  AgroalimentarBlueBiz -  Agroalimentar
BlueBiz - Aeronáutica
BlueBiz - AeronáuticaBlueBiz - Aeronáutica
Albiz - Serviços
Albiz - ServiçosAlbiz - Serviços
Albiz - Logística
Albiz -  LogísticaAlbiz -  Logística
Albiz - Indústria
Albiz - IndústriaAlbiz - Indústria
Sines Close the Loop
Sines Close the LoopSines Close the Loop
Sines Port Hub for Logistics
Sines Port Hub for LogisticsSines Port Hub for Logistics

Mais de aicep Global Parques – Gestão de Áreas Empresariais e Serviços, S. A. (11)

Portugal Site Selection
Portugal Site SelectionPortugal Site Selection
Portugal Site Selection
 
aicep Global Parques, industrial clusters the power of partnerships
aicep Global Parques, industrial clusters   the power of partnershipsaicep Global Parques, industrial clusters   the power of partnerships
aicep Global Parques, industrial clusters the power of partnerships
 
BlueBiz - Indústria
BlueBiz -  IndústriaBlueBiz -  Indústria
BlueBiz - Indústria
 
BlueBiz - Centro de Escritórios
BlueBiz - Centro de EscritóriosBlueBiz - Centro de Escritórios
BlueBiz - Centro de Escritórios
 
BlueBiz - Agroalimentar
BlueBiz -  AgroalimentarBlueBiz -  Agroalimentar
BlueBiz - Agroalimentar
 
BlueBiz - Aeronáutica
BlueBiz - AeronáuticaBlueBiz - Aeronáutica
BlueBiz - Aeronáutica
 
Albiz - Serviços
Albiz - ServiçosAlbiz - Serviços
Albiz - Serviços
 
Albiz - Logística
Albiz -  LogísticaAlbiz -  Logística
Albiz - Logística
 
Albiz - Indústria
Albiz - IndústriaAlbiz - Indústria
Albiz - Indústria
 
Sines Close the Loop
Sines Close the LoopSines Close the Loop
Sines Close the Loop
 
Sines Port Hub for Logistics
Sines Port Hub for LogisticsSines Port Hub for Logistics
Sines Port Hub for Logistics
 

Último

GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
AlfeuBuriti1
 
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Renan Batista Bitcoin
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Dantas
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 

Último (8)

GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
 
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 

Sines Logística Pedra Natural

  • 2. Quem somos SINES LOGÍSTICA Pedra Natural A APS – Administração dos Portos de Sines e do Algarve é a entidade gestora do Porto de Sines, tendo por missão a dinamização da atividade e do negócio portuário. A aicep Global Parques é a entidade gestora da Zona Industrial e Logística de Sines. É especialista em gestão de parques e em localização empresarial. A missão da CPLS é promover o desenvolvimento do complexo de Sines, congregando os interesses e as valências dos seus associados.
  • 3. Uma localização estratégica Na Europa, Sines é o local ideal para a localização de indústrias relacionadas com a logística de Pedras naturais para fins industriais e ornamentais. É o primeiro porto europeu de águas profundas para as rotas atlânticas, sendo, por isso, uma plataforma estratégica para os mercados de todo o continente americano. É o ponto de entrada privilegiado para a União Europeia e Península Ibérica, com ligações marítimas, rodoviárias e ferroviárias ao mercado comunitário. SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 4. Junto a um porto de águas profundas O Porto de Sines é o principal porto de Portugal, com capacidade para receber todos os tipos de navios, de qualquer dimensão. Oferece terminais especializados para todas as tipologias de carga: granéis líquidos; granéis sólidos; carga geral, Ro-Ro e contentores. Tem implementado o conceito de despacho eletrónico, com elevados índices de produtividade nas operações portuárias. TERMINAL DE GRANÉIS LÍQUIDOS TERMINAL PETROQUÍMICO TERMINAL GÁS NATURAL LIQUEFEITO TERMINAL MULTIPURPOSE TERMINAL CONTENTORES (Terminal XXI) SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 5. Com um terminal polivalente O Terminal Multipurpose do Porto de Sines está vocacionado para movimentar granéis sólidos, carga geral. O cais de acostagem dispõe de um comprimento total de 645 metros no extradorso, e 296 metros no intradorso. Com fundos ente os 15 e os 18 metros ZH, permite receber navios de 190.000 ton/dwt. O terminal está ligado à Zona Industrial e Logística de Sines e à rede nacional por rodovia e por ferrovia. SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 6. áreas disponíveis para logística áreas de expansão para logística Com áreas intra-portuárias disponíveis Junto ao Terminal Multipurpose existem várias áreas disponíveis com aptidão para a instalação de armazéns e parqueamento temporário vocacionados para pedra em bloco ou transformada. Estas áreas beneficiam de uma localização de excelência, permitindo otimizar as operações logísticas associadas à movimentação no porto. Com o término da movimentação de carvão para as centrais elétricas, cria- se a oportunidade de o terminal se especializar noutros tipos de carga. SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 7. Sinergias com o Terminal de Contentores A localização de projetos relacionados com a logística automóvel e aeronáutica em Sines pode ser potenciada pelas sinergias criadas com o Terminal de Contentores. Oferecendo ligações diretas semanais de carga contentorizada aos principais mercados de produção e consumo mundiais, o Porto de Sines garante às empresas aqui localizadas um rápido acesso a mercados externos. SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 8. Num porto com um ambicioso plano de expansão Em Sines existe capacidade de expansão em todos os terminais portuários, nomeadamente nos segmentos granéis líquidos, granéis sólidos, carga geral e contentores. Para a carga contentorizada, estão previstos dois projetos estruturantes: a) A ampliação do atual Terminal XXI, a cargo da concessionária; b) A concessão de um novo terminal de contentores, o Terminal Vasco da Gama. SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 9. Com ligação ferroviária aos principais portos secos Em 2019, o Porto de Sines movimentou cerca de 105 comboios de contentores por semana de e para as plataformas logística e portos secos portugueses e espanhóis (em média de 15 comboios por dia). Mais de 90% do total de contentores transportados de e para o hinterland são movimentados por comboio. Dry Ports Railway Railway under construction Short Sea Shipping SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 10. Indicadores de produtividade PORTO ABERTO 24h DURANTE TODO O ANO EM MÉDIA, AS AUTORIZAÇÕES SÃO CONCEDIDAS EM 2,5 DIAS ANTES DO NAVIO CHEGAR 24h UM NAVIO DE 10.000 TEU MOVIMENTA, EM MÉDIA, CONTENTORES POR HORA 126 COM TARIFÁRIO FLAT RATE TERMINAL DE CONTENTORES Tempo médio de permanência do navio em porto……………..… 21,6 horas Tempo médio de operação (carga/descarga)…………….……. 13,7 horas TERMINAL MULTIPURPOSE Tempo médio de permanência do navio em porto………………..… 67,3 horas Tempo médio de operação (carga/descarga)………………..……. 34,7 horas SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 11. Oferecendo equipamentos de última geração, recursos humanos qualificados, o Porto de Sines regista elevados índices de produtividade nas operações portuárias. Para um rápido despacho de mercadorias e meios de transporte, os procedimentos são simplificados e tratados eletronicamente numa plataforma tecnológica de última geração, que conecta todas as autoridades públicas e agentes privados. Associado ao Porto de Sines existe uma Área Industrial e Logística, com mais de 4.157 ha; é uma plataforma logística de influência internacional, pronta para receber os grandes players dos setores portuário e marítimo, industrial e logístico. Faz parte das principais cadeias logísticas, com ligações semanais de carga contentorizada aos principais mercados de produção e consumo do mundo. Que oferece vantagens aos seus clientes SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 12. Junto a uma Zona Industrial e Logística (ZILS) A ZILS – Zona Industrial e Logística de Sines tem capacidade para receber projetos industriais e logísticos de qualquer tipo e dimensão. É uma das maiores áreas industriais e logísticas da Europa, localizada junto a um porto comercial. Dispõe de capacidade de expansão de até 4.157 hectares, com excelentes ligações rodoviárias e ferroviárias. Integra uma Zona dedicada exclusivamente para Atividades Logísticas (ZAL) com 268 ha. CIDADE PORTO TERMINAL MULTIPURPOSE TERMINAL DE CONTENTORES REFINAÇÃO PETROQUÍMICA METALOMECÂNICA PIPELINES PIPELINES PORTO TERMINAL GRANÉIS LÍQUIDOS RODOVIA FERROVIA LOGÍSTICA SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 13. Setores Actividade já instaladas na ZILS A ZILS tem atualmente instalados clientes de dimensão internacional e que operam em vários segmentos de atividade. Historicamente, os setores da energia e da petroquímica têm assumido maior relevo. Atualmente, existem condições para o desenvolvimento de novas oportunidades nas áreas da tecnologia/telecomunicações e da logística. Reciclagem de pneus Produção de oxigénio, nitrogénio e árgon Produção de ácido terefálico purificado Produção de biodiesel Central Termoelétrica Produção de formaldeído, resinas e componentes similares Produção de etileno, propileno e outros produtos químicos Refinaria Metalo- mecânica Gestão de resíduos Serviços Logística Produção de betão pronto Placas de gesso ZAL SINESTECH SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 14. ZAL com áreas vocacionadas para a logística Em zona adjacente ao porto, a Zona Industrial e Logística de Sines oferece áreas com aptidão para a logística. Esta estreita ligação, entre a ZAL e os terminais multiusos e de contentores do Porto de Sines, potencia a criação de unidades de valor acrescentado, de forma a disponibilizar uma oferta orientada aos diversos mercados. A ligação entre o Porto e a ZAL pode ser feita por ferrovia, rodovia ou por tapete rolante. áreas disponíveis para logística SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 15. Excelente localização – facilidade nas operações logísticas 268 ha, de parcelas para instalação de negócios de logística automóvel e aeronáutica Plano de monitorização ambiental em curso - Controlo permanente da qualidade do ar e da água, supervisionado por entidades independentes Fácil acesso aos mercados mundiais - Acesso direto à rede rodoviária nacional e internacional, ligação direta ao corredor ferroviário pan-europeu, junto ao maior porto de águas profundas com um terminal multiusos Recursos humanos qualificados na região - Universidades e escolas técnicas com cursos em engenharia, gestão de marketing e logística ZAL com áreas vocacionadas para Logística ZAL 268ha SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 16. Cadeia Logistica do setor extrator de Pedra Natural SINES LOGÍSTICA Pedra Natural Processamento Ferrovia Minas de extração Complexo Portuário, Industrial e Logístico de Sines
  • 17. Consolidação da Carga em Portos Secos Estratégicos SINES LOGÍSTICA Pedra Natural Através da rede de portos secos existente, os industriais do setor transformador da pedra dispõe de uma rede ferroviária eficiente capaz despachos pelo Porto de Sines. Sines disponibiliza um complexo Portuário, Industrial e Logístico de elevada eficiência e com infraestruturas ideais para operar sem contratempos ou constrangimentos de espaço.
  • 18. Com ligações rodoferroviárias ao mercado europeu Sines é já hoje uma importante plataforma ferroviária de mercadorias, com comboios de contentores, de produtos petrolíferos e de carvão. Só no que respeita à carga contentorizada, são mais de 100 comboios por semana para os portos secos ibéricos, número que será aumentado com a conclusão das obras de melhoria da ferrovia que estão em curso. A rodovia e a ferrovia estão integradas na Rede Transeuropeia de Transportes (TEN-T), garantindo acesso ao mercado europeu. Sines integra o Corredor Atlântico da TEN-T. SINES Trans-European Transport Network (TEN-T) SINES LOGÍSTICA Pedra Natural
  • 19. Luís Miguel Silva Direção da CPLS luis.silva@apsinesalgarve.pt Gonçalo Eiras Direção da CPLS goncalo.eiras@globalparques.pt Jorge d’Almeida Presidente da CPLS jorge.dalmeida@saconsult.pt OBRIGADO!