SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
UNIDADE DE ENSINO 5
Representação e interpretação de
            dados
ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE BARTOLOMEU PERESTRELO


    PLANIFICAÇÃO MÉDIO PRAZO: MATEMÁTICA – 6º ANO
    UNIDADE DE ENSINO 5 – REPRESENTAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE DADOS
             TÓPICOS                                OBJETIVOS GERAIS                               COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS
• Formulação de questões. Natureza dos   • Explorar, analisar, interpretar      e    utilizar   • Predisposição para recolher e organizar dados
dados.                                   informação de natureza estatística.                    relativos a uma situação ou fenómeno e para os
• Gráficos circulares.                                                                          representar       de      modos     adequados,
• Extremos e amplitude.                  • Selecionar e usar métodos estatísticos               nomeadamente através de tabelas e gráficos e
                                         apropriados para recolher, organizar e representar     utilizando as novas tecnologias.
                                         dados.
                                                                                                • Aptidão para ler e interpretar tabelas e gráficos
                                         • Planear e realizar estudos que envolvam              à luz das situações a que dizem respeito e para
                                         procedimentos        estatísticos, interpretar os      comunicar os resultados das interpretações
                                         resultados obtidos e formular conjeturas a partir      feitas.
                                         deles, utilizando linguagem estatística.
                                                                                                • Aptidão para realizar investigações que
                                                                                                recorram a dados de natureza qualitativa e
                                                                                                quantitativa, envolvendo a recolha e análise de
                                                                                                dados e elaboração de conclusões.

                                                                                                • Compreensão das noções de frequência
                                                                                                absoluta e relativa, assim como a aptidão para
                                                                                                calcular estas frequências em situações simples.




                                                                                                                                       Página 1
ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE BARTOLOMEU PERESTRELO

      PLANIFICAÇÃO MÉDIO PRAZO: MATEMÁTICA – 6º ANO
      UNIDADE DE ENSINO 5 – REPRESENTAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE DADOS
                                                                                                                                TEMPOS
        TÓPICOS           OBJETIVOS ESPECÍFICOS                        SUGESTÕES METODOLÓGICAS                                  LETIVOS           RECURSOS                  AVALIAÇÃO
                                                                                                                              (45 minutos)
Formulação de                                                                                                                                                          OBJETOS:
questões. Natureza                                                                                                                                                     • Participação em
dos dados                                                                                                                                                              atividades
• Formulação de           • Formular questões         • Trabalho de grupo – Resolver a tarefa da página 8 do manual                2         • Manual, caderno,        interpessoais, a pares,
questões e natureza dos   suscetíveis de tratamento   (volume 2). Os grupos registam as questões no caderno. O                               lápis e borracha.         de grupo ou coletivas.
dados.                    estatístico.                professor discute no grupo turma e analisa as questões formuladas
                                                      e distribui-as de forma que cada grupo fique com pelo menos duas                       • Régua.                  • Respeito pelas
                          • Identificar dados a       questões (uma com variável de natureza qualitativa e outra de                                                    normas de trabalho e
                          recolher e a forma de os    natureza quantitativa), o que permitirá ao professor explicar a                        • Calculadora.            de convivência.
                          obter.                      classificação dos dados. Segue-se a recolha e organização dos
                                                      dados em tabelas de frequências e gráficos. O professor deve                           • Papel quadriculado.     • Qualidade da
                          • Distinguir dados de       acompanhar o trabalho dos grupos recordando a construção de                                                      participação oral e
                          natureza qualitativa de     tabelas e gráficos, já estudadas no 5º ano. Cada grupo apresenta à                     • Lápis de cor.           escrita.
                          dados de natureza           turma uma síntese do seu trabalho.
                          quantitativa. Destes,                                                                                              • Computador              • Interesse e
                          distinguir discretos de     • Resolver as questões da página 9 do manual (volume 2).                               (opcional).               empenho.
                          contínuos.
                                                                                                                                                                       • Cooperação no
Gráficos circulares                                                                                                                                                    trabalho de grupo.
• Gráficos circulares.    • Construir e interpretar   • Trabalho de grupo – Resolver a tarefa da página 10 do manual               4         • Manual, caderno,
                          gráficos circulares.        (volume 2). Com a tarefa pretende-se que, de uma forma intuitiva,                      lápis e borracha.         • Capacidade de
                                                      os alunos compreendam a construção de um gráfico circular. O                                                     síntese e de análise.
                                                      professor deve chamar a atenção para os setores circulares e para a                    • Papel quadriculado.
                                                      possibilidade de determinar a amplitude do ângulo ao centro de                                                   • Trabalhos realizados.
                                                      cada setor. Com a ajuda do professor, os alunos construíram                            • Régua, transferidor e
                                                      rigorosamente um gráfico circular, usando material de desenho. O                       compasso.                 • Assiduidade e
                                                      uso da folha de cálculo é outra alternativa à construção de gráfico a                                            pontualidade.
                                                      circulares (consultar página 18 deste volume). Sugere-se que os                        • Computador
                                                      alunos recolham, em jornais ou revistas, gráficos circulares e os                      (opcional).               INSTRUMENTOS:
                                                      apresentem e interpretem na sala de aula.                                                                        • Observação direta
                                                                                                                                                                       das atividades.
                                                      • Resolver as questões da página 11 do manual (volume 2).
                                                                                                                                                                       • Grelhas de
Extremos e amplitude                                                                                                                                                   observação.
• Extremos e amplitude.   • Compreender e             • Trabalho individual – Resolver a tarefa da página 12 do manual             4         • Manual, caderno,
                          determinar os extremos e    (volume 2). Perguntar aos alunos: 1) O que são os extremos de um                       lápis e borracha.         • Questionários.
                          amplitude de um conjunto    conjunto de dados? 2) E amplitude? 3) E moda? 4) E média
                          de dados.                   aritmética? Observar os cálculos e registos efetuados pelos alunos.                    • Calculadora.            • Avaliação oral.
                                                      Aproveitar para relembrar aos alunos que um conjunto de dados
                           • Utilizar a informação    pode não ter moda, ou ter uma moda ou mais modas. Recordar que                                                   • Fichas de
                          estatística para resolver   apenas é possível determinar a média aritmética de dados                                                         autoavaliação.
                          problemas.                  quantitativos e recordar os algoritmos para o cálculo da média
                                                      aritmética em dados simples e agrupados numa tabela.                                                             • Testes diagnósticos.

                                                      • Resolver as questões da página 13 do manual (volume 2).                                                        • Fichas de Avaliação.


                                                                                                                                                                               Página 2

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Representação e interpretação de dados(5ºC)
Representação e interpretação de dados(5ºC)Representação e interpretação de dados(5ºC)
Representação e interpretação de dados(5ºC)tuchav
 
Lista de Exercícios - Frações 6ºAno
Lista de Exercícios - Frações 6ºAnoLista de Exercícios - Frações 6ºAno
Lista de Exercícios - Frações 6ºAnoSENAI/FATEC - MT
 
Apresentação Questionários - Como analisar respostas
Apresentação Questionários - Como analisar respostasApresentação Questionários - Como analisar respostas
Apresentação Questionários - Como analisar respostasBianca Galvão
 
Grão de Milho
Grão de MilhoGrão de Milho
Grão de Milhotaniarijo
 
Análise e interpratação dos dados
Análise e interpratação dos dadosAnálise e interpratação dos dados
Análise e interpratação dos dadosAdamo Cruz
 
Diagrama de carrol e de venn
Diagrama de carrol e de vennDiagrama de carrol e de venn
Diagrama de carrol e de vennHelena Borralho
 
Termos e conceitos estatísticos
Termos e conceitos estatísticosTermos e conceitos estatísticos
Termos e conceitos estatísticosHelena Borralho
 
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - professor
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - professorEBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - professor
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - professorSergio Silva
 
Dados, tabelas e gráficos de barras
Dados, tabelas e gráficos de barrasDados, tabelas e gráficos de barras
Dados, tabelas e gráficos de barrasrubensdiasjr07
 
Nocoes basicas de estatistica
Nocoes basicas de estatistica Nocoes basicas de estatistica
Nocoes basicas de estatistica Helena Borralho
 
Analisando dados de uma pesquisa qualitativa (2012)
Analisando dados de uma pesquisa qualitativa (2012)Analisando dados de uma pesquisa qualitativa (2012)
Analisando dados de uma pesquisa qualitativa (2012)Luís Fernando Tófoli
 
Avaliação de Matemática
Avaliação de MatemáticaAvaliação de Matemática
Avaliação de MatemáticaKelry Carvalho
 

Destaque (20)

Representação e interpretação de dados(5ºC)
Representação e interpretação de dados(5ºC)Representação e interpretação de dados(5ºC)
Representação e interpretação de dados(5ºC)
 
Media e moda
Media e modaMedia e moda
Media e moda
 
Tpc ferias 6º a dez 2016
Tpc ferias 6º a dez 2016Tpc ferias 6º a dez 2016
Tpc ferias 6º a dez 2016
 
Otd 1º ceb
Otd 1º cebOtd 1º ceb
Otd 1º ceb
 
Lista de Exercícios - Frações 6ºAno
Lista de Exercícios - Frações 6ºAnoLista de Exercícios - Frações 6ºAno
Lista de Exercícios - Frações 6ºAno
 
Apresentação Questionários - Como analisar respostas
Apresentação Questionários - Como analisar respostasApresentação Questionários - Como analisar respostas
Apresentação Questionários - Como analisar respostas
 
Carnaval Fichas De Trabalho
Carnaval  Fichas De TrabalhoCarnaval  Fichas De Trabalho
Carnaval Fichas De Trabalho
 
Mamãe botou um ovo
Mamãe botou um ovoMamãe botou um ovo
Mamãe botou um ovo
 
Medidas estatísticas
Medidas estatísticasMedidas estatísticas
Medidas estatísticas
 
Grão de Milho
Grão de MilhoGrão de Milho
Grão de Milho
 
Estatística
Estatística Estatística
Estatística
 
Análise e interpratação dos dados
Análise e interpratação dos dadosAnálise e interpratação dos dados
Análise e interpratação dos dados
 
Diagrama de carrol e de venn
Diagrama de carrol e de vennDiagrama de carrol e de venn
Diagrama de carrol e de venn
 
Termos e conceitos estatísticos
Termos e conceitos estatísticosTermos e conceitos estatísticos
Termos e conceitos estatísticos
 
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - professor
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - professorEBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - professor
EBD KIDS - 3º TRIMESTRE 2011 - Super Heróis da Fé - professor
 
Dados, tabelas e gráficos de barras
Dados, tabelas e gráficos de barrasDados, tabelas e gráficos de barras
Dados, tabelas e gráficos de barras
 
Para Onde Foi o ZéZinho
Para Onde Foi o ZéZinhoPara Onde Foi o ZéZinho
Para Onde Foi o ZéZinho
 
Nocoes basicas de estatistica
Nocoes basicas de estatistica Nocoes basicas de estatistica
Nocoes basicas de estatistica
 
Analisando dados de uma pesquisa qualitativa (2012)
Analisando dados de uma pesquisa qualitativa (2012)Analisando dados de uma pesquisa qualitativa (2012)
Analisando dados de uma pesquisa qualitativa (2012)
 
Avaliação de Matemática
Avaliação de MatemáticaAvaliação de Matemática
Avaliação de Matemática
 

Semelhante a Representação e interpretação de dados

Unidadesde competência de todas as áreas
Unidadesde competência de todas as áreasUnidadesde competência de todas as áreas
Unidadesde competência de todas as áreasampdinis
 
Referencial Matemática para a Vida
Referencial Matemática para a VidaReferencial Matemática para a Vida
Referencial Matemática para a VidaDiogo Santos
 
A planificação probabilidades
A planificação probabilidadesA planificação probabilidades
A planificação probabilidadesmaladigitalmourao
 
Planif anual 3º ano mat convertido
Planif anual 3º ano mat convertidoPlanif anual 3º ano mat convertido
Planif anual 3º ano mat convertidobloguematematica
 
Referencial de MV B2
Referencial de MV B2Referencial de MV B2
Referencial de MV B2Nokas Pinto
 
Critérios específicos 8ºano
Critérios específicos 8ºanoCritérios específicos 8ºano
Critérios específicos 8ºanoDeolinda Silva
 
Matrizes de referencia para a avaliação
Matrizes de referencia para a avaliaçãoMatrizes de referencia para a avaliação
Matrizes de referencia para a avaliaçãoprisciladamico
 
Planif anual do 2. ¦ ano mat
Planif anual do 2. ¦ ano matPlanif anual do 2. ¦ ano mat
Planif anual do 2. ¦ ano matbloguematematica
 
Planificação semana 21 a 25de janeiro
Planificação semana 21 a 25de janeiroPlanificação semana 21 a 25de janeiro
Planificação semana 21 a 25de janeiroFlora Queirós
 

Semelhante a Representação e interpretação de dados (20)

Unidadesde competência de todas as áreas
Unidadesde competência de todas as áreasUnidadesde competência de todas as áreas
Unidadesde competência de todas as áreas
 
Planejamento de matemática do 3° ano 1° bimestre 2012
Planejamento de matemática do 3° ano   1° bimestre 2012Planejamento de matemática do 3° ano   1° bimestre 2012
Planejamento de matemática do 3° ano 1° bimestre 2012
 
Referencial Matemática para a Vida
Referencial Matemática para a VidaReferencial Matemática para a Vida
Referencial Matemática para a Vida
 
A planificação probabilidades
A planificação probabilidadesA planificação probabilidades
A planificação probabilidades
 
Plan anual 8.º
Plan anual 8.ºPlan anual 8.º
Plan anual 8.º
 
Planif anual 3º ano mat convertido
Planif anual 3º ano mat convertidoPlanif anual 3º ano mat convertido
Planif anual 3º ano mat convertido
 
Setembro outubro (2)
Setembro outubro (2)Setembro outubro (2)
Setembro outubro (2)
 
Plano 2012 mat_7ª série b
Plano 2012 mat_7ª série bPlano 2012 mat_7ª série b
Plano 2012 mat_7ª série b
 
Matemática 2ª série
Matemática 2ª sérieMatemática 2ª série
Matemática 2ª série
 
Matemática 2ª série
Matemática 2ª sérieMatemática 2ª série
Matemática 2ª série
 
Matemática 2ª série
Matemática 2ª sérieMatemática 2ª série
Matemática 2ª série
 
Matemática 2ª série
Matemática 2ª sérieMatemática 2ª série
Matemática 2ª série
 
Planificação a3 b5
Planificação a3 b5Planificação a3 b5
Planificação a3 b5
 
Referencial de MV B2
Referencial de MV B2Referencial de MV B2
Referencial de MV B2
 
Critérios específicos 8ºano
Critérios específicos 8ºanoCritérios específicos 8ºano
Critérios específicos 8ºano
 
Matrizes de referencia para a avaliação
Matrizes de referencia para a avaliaçãoMatrizes de referencia para a avaliação
Matrizes de referencia para a avaliação
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Planif anual do 2. ¦ ano mat
Planif anual do 2. ¦ ano matPlanif anual do 2. ¦ ano mat
Planif anual do 2. ¦ ano mat
 
6º a márcio-matem
6º a márcio-matem6º a márcio-matem
6º a márcio-matem
 
Planificação semana 21 a 25de janeiro
Planificação semana 21 a 25de janeiroPlanificação semana 21 a 25de janeiro
Planificação semana 21 a 25de janeiro
 

Último

Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docCarolineWaitman
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfGisellySobral
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )MayaraDaSilvaAssis
 

Último (20)

Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 

Representação e interpretação de dados

  • 1. UNIDADE DE ENSINO 5 Representação e interpretação de dados
  • 2. ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE BARTOLOMEU PERESTRELO PLANIFICAÇÃO MÉDIO PRAZO: MATEMÁTICA – 6º ANO UNIDADE DE ENSINO 5 – REPRESENTAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE DADOS TÓPICOS OBJETIVOS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS • Formulação de questões. Natureza dos • Explorar, analisar, interpretar e utilizar • Predisposição para recolher e organizar dados dados. informação de natureza estatística. relativos a uma situação ou fenómeno e para os • Gráficos circulares. representar de modos adequados, • Extremos e amplitude. • Selecionar e usar métodos estatísticos nomeadamente através de tabelas e gráficos e apropriados para recolher, organizar e representar utilizando as novas tecnologias. dados. • Aptidão para ler e interpretar tabelas e gráficos • Planear e realizar estudos que envolvam à luz das situações a que dizem respeito e para procedimentos estatísticos, interpretar os comunicar os resultados das interpretações resultados obtidos e formular conjeturas a partir feitas. deles, utilizando linguagem estatística. • Aptidão para realizar investigações que recorram a dados de natureza qualitativa e quantitativa, envolvendo a recolha e análise de dados e elaboração de conclusões. • Compreensão das noções de frequência absoluta e relativa, assim como a aptidão para calcular estas frequências em situações simples. Página 1
  • 3. ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DE BARTOLOMEU PERESTRELO PLANIFICAÇÃO MÉDIO PRAZO: MATEMÁTICA – 6º ANO UNIDADE DE ENSINO 5 – REPRESENTAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DE DADOS TEMPOS TÓPICOS OBJETIVOS ESPECÍFICOS SUGESTÕES METODOLÓGICAS LETIVOS RECURSOS AVALIAÇÃO (45 minutos) Formulação de OBJETOS: questões. Natureza • Participação em dos dados atividades • Formulação de • Formular questões • Trabalho de grupo – Resolver a tarefa da página 8 do manual 2 • Manual, caderno, interpessoais, a pares, questões e natureza dos suscetíveis de tratamento (volume 2). Os grupos registam as questões no caderno. O lápis e borracha. de grupo ou coletivas. dados. estatístico. professor discute no grupo turma e analisa as questões formuladas e distribui-as de forma que cada grupo fique com pelo menos duas • Régua. • Respeito pelas • Identificar dados a questões (uma com variável de natureza qualitativa e outra de normas de trabalho e recolher e a forma de os natureza quantitativa), o que permitirá ao professor explicar a • Calculadora. de convivência. obter. classificação dos dados. Segue-se a recolha e organização dos dados em tabelas de frequências e gráficos. O professor deve • Papel quadriculado. • Qualidade da • Distinguir dados de acompanhar o trabalho dos grupos recordando a construção de participação oral e natureza qualitativa de tabelas e gráficos, já estudadas no 5º ano. Cada grupo apresenta à • Lápis de cor. escrita. dados de natureza turma uma síntese do seu trabalho. quantitativa. Destes, • Computador • Interesse e distinguir discretos de • Resolver as questões da página 9 do manual (volume 2). (opcional). empenho. contínuos. • Cooperação no Gráficos circulares trabalho de grupo. • Gráficos circulares. • Construir e interpretar • Trabalho de grupo – Resolver a tarefa da página 10 do manual 4 • Manual, caderno, gráficos circulares. (volume 2). Com a tarefa pretende-se que, de uma forma intuitiva, lápis e borracha. • Capacidade de os alunos compreendam a construção de um gráfico circular. O síntese e de análise. professor deve chamar a atenção para os setores circulares e para a • Papel quadriculado. possibilidade de determinar a amplitude do ângulo ao centro de • Trabalhos realizados. cada setor. Com a ajuda do professor, os alunos construíram • Régua, transferidor e rigorosamente um gráfico circular, usando material de desenho. O compasso. • Assiduidade e uso da folha de cálculo é outra alternativa à construção de gráfico a pontualidade. circulares (consultar página 18 deste volume). Sugere-se que os • Computador alunos recolham, em jornais ou revistas, gráficos circulares e os (opcional). INSTRUMENTOS: apresentem e interpretem na sala de aula. • Observação direta das atividades. • Resolver as questões da página 11 do manual (volume 2). • Grelhas de Extremos e amplitude observação. • Extremos e amplitude. • Compreender e • Trabalho individual – Resolver a tarefa da página 12 do manual 4 • Manual, caderno, determinar os extremos e (volume 2). Perguntar aos alunos: 1) O que são os extremos de um lápis e borracha. • Questionários. amplitude de um conjunto conjunto de dados? 2) E amplitude? 3) E moda? 4) E média de dados. aritmética? Observar os cálculos e registos efetuados pelos alunos. • Calculadora. • Avaliação oral. Aproveitar para relembrar aos alunos que um conjunto de dados • Utilizar a informação pode não ter moda, ou ter uma moda ou mais modas. Recordar que • Fichas de estatística para resolver apenas é possível determinar a média aritmética de dados autoavaliação. problemas. quantitativos e recordar os algoritmos para o cálculo da média aritmética em dados simples e agrupados numa tabela. • Testes diagnósticos. • Resolver as questões da página 13 do manual (volume 2). • Fichas de Avaliação. Página 2