SlideShare uma empresa Scribd logo
REGÊNCIA VERBAL

  MARIO MORAIS
REGÊNCIA
 Regência é a parte da Gramática Normativa que estuda as
  relações entre os termos da oração, verificando se um termo
  serve de complemento a outro.
 O termo que exige complemento é chamado de regente,
  enquanto o complemento é chamado de regido.
 Quando o termo regente é um verbo, dizemos tratar-se de
  regência verbal. Se o termo regente for um nome
  (substantivo, adjetivo ou advérbio), dizemos tratar-se de
  regência nominal.
1.   ASSISTIR

a. Verbo intransitivo= residir; rege a preposição em.

           A presidenta Dilma assiste em Brasília.
                 O Papa assiste no vaticano

b. Verbo transitivo indireto = presenciar, ver; exige
    complemento regido pela preposição a.


         Não assisti a uma decisão do campeonato.
           Assistimos a uma peça interessante.
                                ↑
                              OI
c. Verbo transitivo indireto= caber, pertencer; pede complemento
   regido pela preposição a.

           É um direito que assiste a todos os cidadãos.
             Assiste aos adultos o direito de ir e vir.
                           ↑
                          OI

d. Verbo transitivo direto= socorrer, ajudar, prestar assistência.

                 O médico assistiu o doente.
  Os bombeiros assistiam os queimados, que eram retirados do
  prédio.                ↑
                        OD
1.    ASPIRAR

a. Verbo transitivo direto = respirar, sorver, exalar.

     Aspiramos o ar puro das montanhas.
                              ↑
                             OD


b. Verbo transitivo indireto = desejar, pretender, objetivar;
    exige complemento regido pela preposição a.

           Os jovens aspiram a um futuro brilhante.
                                    ↑
                                   OI
1.   CHAMAR

a. verbo transitivo direto = convocar.

                O tenente chamou o batalhão.
                                       ↑
                                     OD

b. verbo transitivo direto ou indireto = dar nome, apelidar,
    qualificar, achar.

                       Chamei-o idiota

     Chamei-o de idiota (constrói-se com Predicativo).
c. verbo transitivo indireto = invocar pedindo auxilio ou proteção.

                   A beata chamou por Maria.

d. verbo transitivo indireto = fazer gesto ou sinal para alguém que
   venha.

             O diretor acabou de chamar por mim.
                                  ↑
                                OI
1.     CUSTAR

a. Verbo intransitivo= preço, valor.

                Aquela camisa custou R$100,00?

b. Verbo transitivo indireto= ser difícil, incomodar, pede a
    preposição a, seguida de oração reduzida de infinitivo.

            Custa-me muito entender as tuas razões.
                  OI

     Custa-lhe reconhecer um rosto que se aproxima sorrindo.
            OI
c. verbo transitivo direto e indireto = acarretar.

          O amor custa muito sacrifício ao homem.

                              OD              OI
1.   PREFERIR

a. Verbo transitivo direto= dar preferência.

                  Prefiro as cores escuras.
                                      ↑
                                      OD

b. Verbo transitivo direto e indireto=querer uma coisa à
   outra.

               Prefere ser escravo a combater.
                             OD       OI
1.   ESQUECER/LEMBRAR

a. Verbos transitivos diretos = Quando não são pronominais.

                    Esqueceu suas luvas.
                Esqueci o livro sobre a mesa.

b. ESQUECER-SE de/ LEMBRAR-SE de = verbos
   transitivos indiretos (verbo pronominal + complemento
   regido pela preposição de + objeto indireto):

           Lembrei-me do dia do seu aniversário.
     Esqueceram-se da menina e voltaram para apanhá-la.
1.   PERDOAR – PAGAR

a. Verbos transitivos diretos: com objeto direto = coisa.

               Paguei todas as minhas dívidas.
                            OD=coisa

b. Verbos transitivos indiretos: com objeto indireto = pessoa;
    exige a preposição a.

Sofri muito, mas paguei a meu pai.

                                        OI=pessoa
c. Verbos transitivos diretos e indiretos: com objeto direto =
  coisa e com objeto indireto = pessoa.

         Perdoava aos filhos todos os seus defeitos.
                    OI            OD
                    Pessoa       coisa
1. VISAR
a. Verbo transitivo direto = mirar ou dar visto.

                         O atirador visou o animal.
                                             ↑
                                           OD

                     O Cônsul visou seu passaporte.
                                           ↑
                                          OD

b. Verbo transitivo indireto = ter como objetivo, pretender, ter em vista;
   pede complemento com a preposição a.

  Ele visa ao cargo de diretor, mas não tem as mínimas condições para
  conseguir. ↑
            OI
1.   QUERER

a. Verbo transitivo direto = desejar; pede complemento sem
    preposição.

        Os trabalhadores queriam aumento de salário.
                           VTD      OD

b. Verbo transitivo indireto = gostar, estimar; pede
    complemento com preposição a.

        As freiras queriam muito ao pequeno órfão.
                    VTI                 OI
1.   NAMORAR

a. Verbo transitivo direto

         Ricardo namora Lúcia desde os doze anos.
                          ↑
                         OD
1.   SIMPATIZAR E ANTIPATIZAR

a. Verbos transitivos indiretos acompanhados da preposição
     com.

         Ninguém simpatizou com a nova colega.
                  VTI            OI
1.   INFORMAR/AVISAR/CERTIFICAR

a. Verbos transitivos diretos e indiretos (admitem OD “coisa”
ou “pessoa", sendo o mesmo para o OI)

     O jornal informou o leitor sobre a greve de ônibus
                      OD=pessoa          OI=coisa

       O jornal informou a greve de ônibus ao leitor.
                           OD=coisa          OI=pessoa
1.   IMPLICAR

a. Verbo transitivo direto= acarretar, provocar.

              A resolução do exercício implica nova teoria.

                                  E NÃO

            A resolução do exercício implica EM nova teoria.


b. verbo transitivo indireto= ter implicância.

              Mamãe sempre implicou com meus hábitos.
c. Verbo transitivo direto e indireto= envolver.

       Ele implicou o milionário em maus negócios.
                      OD              OI
1. PROCEDER

a. Verbo intransitivo= ter fundamento ou portar-se.

                    As suas teorias não procedem.

b. verbo transitivo indireto= dar início, encaminhar, realizar.

                 O juiz procedeu ao interrogatório.
                                     ↑
                                     OI

c. Verbo intransitivo= provir de, originar-se.

                   O português procede do Latim
1.   PRESIDIR

a. verbo transitivo direto ou indireto= dirigir como chefe,
     guiar, orientar, nortear.

                 Ele presidiu o (ao) encontro.

7.   MORAR/ RESIDIR

a. verbo intransitivo, mas exige a preposição EM.

                    Ela mora na Epitácio.
1.    CHEGAR
a. verbo intransitivo, mas exige a preposição A junto a expressão
      de lugar.
                         Ele chegou a Paris.
4.    IR
a. verbo intransitivo mas exige a preposição A junto a expressão
      de lugar.
                      Os atletas foram à praia.
Obs.: O Adjunto adverbial de lugar desses verbos deve vir
      introduzido pela preposição a, e não pela preposição em.
                Finalmente cheguei a Florianópolis.
                          Vou ao banheiro.
1.   OBEDECER/ DESOBEDECER

a. verbo transitivo indireto, regido pela preposição a.

                Obedeça sempre a seus pais.
                  VTI                OI
1.   AGRADAR

a. verbo transitivo direto= acariciar.

                    A menina acariciava o cãozinho.
                                            ↑
                                          OD

b. Verbo transitivo indireto= ser agradável a.

                      A notícia agradou aos alunos.
                                          ↑
                                         OI
ATIVIDADE
1) As frases a seguir apresentam erros quanto à sintaxe de
regência. Reescreva-as, corrigindo-as.
b)O médico foi no cinema a fim de assistir o filme.
c)O médico chegou no hospital a fim de assistir o paciente.
d)Os amigos custaram a simpatizar-se com as novas ideias.
e)Joao da Silva namora com Márcia.
f)Prefiro mil vezes mais ser punido do que obedecer os
preceitos impostos pelo novo gerente.
g)As pessoas já se esqueceram que aspiravam um ar mais puro.
g) Eu nunca me esqueci que aquela atitude implicou na minha
demissão.
h) Os idosos visam uma aposentadoria digna, porque querem
uma velhice tranquila.
i) Paguei o comerciante porque a dívida procedia.

2) Complete as frases utilizando a preposição adequada, se
necessário.
f)Chegaram .... Belo Horizonte à noite.
g)Nas férias, eles foram ... Recife.
h)Este tipo de comportamento implica ... advertência.
d) Sandra namora ... aquele aluno.
e) Sempre obedeciam ... regulamentos impostos.
f) Prefiro praia ... campo.
g) Os alunos aspiram ... uma melhor colocação.
h) Todos assistiram ... uma partida decisiva.
i) As pessoas visavam ... uma vida tranquila.
j) É um direito que assiste ... uma minoria.
3) O texto abaixo foi extraído da revista Veja. Observe os
seguintes verbos: ir, pagar, assistir e esquecer e verifique
se a regência deles está correta. Justifique sua resposta.

“A guerra do Golfo foi como ir ao cinema. Pagamos o ingresso,
assistimos ao filme e, depois, esquecemos tudo.”

                                     O bilionário saudita Adman Khashoggi.
Respostas da atividade
1)
b)O médico foi ao cinema a fim de assistir ao filme.
c)O médico chegou ao hospital a fim de assistir o paciente.
d)Custou aos amigos simpatizar com as novas ideias.
e)Joao da Silva namora Márcia.
f)Prefiro mil vezes mais ser punido a obedecer os preceitos
impostos pelo novo gerente.
g)As pessoas já se esqueceram de que aspiravam um ar mais
puro.
g) Eu nunca me esqueci de que aquela atitude implicou a minha
demissão.
h) Os idosos visam a uma aposentadoria digna, porque querem uma
velhice tranquila.
i) Paguei ao comerciante porque a dívida procedia.

2)    a) a ou de      b) a     c) _     d) _    e) a
      f) a            g) a     h) a     i) a     j) a

3) Sim. O verbo ir rege a preposição a. O verbo pagar, quando
tem por complemento “coisa”, não rege preposição. O verbo
assistir, no sentido de “ver”, “presenciar” rege a preposição a. O
verbo esquecer, quando não é pronominal, não rege preposição.

                      Deus vos abençoe!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Concordancia verbal
Concordancia verbalConcordancia verbal
Concordancia verbal
Tati Borlote Varanda
 
Vozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 anoVozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 ano
Flávio Ferreira
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
Sadrak Silva
 
Morfologia - Artigo
Morfologia - ArtigoMorfologia - Artigo
Morfologia - Artigo
Sadrak Silva
 
Termos acessórios
Termos acessóriosTermos acessórios
Termos acessórios
Edson Dorneles
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
Camila Desidério
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
Cynthia Funchal
 
Crase
CraseCrase
Concordância verbal simples e composto - ppt
Concordância verbal   simples e composto - pptConcordância verbal   simples e composto - ppt
Concordância verbal simples e composto - ppt
Vilmar Vilaça
 
Artigo
ArtigoArtigo
Homônimos e parônimos
Homônimos e parônimosHomônimos e parônimos
Homônimos e parônimos
Caroline Cunha
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
IedaSantana
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
Elaine Teixeira
 
Colocação pronominal
Colocação pronominal Colocação pronominal
Colocação pronominal
Luciene Gomes
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
Keu Oliveira
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
Keu Oliveira
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
Isabel Sousa
 
RegêNcia Verbal
RegêNcia VerbalRegêNcia Verbal
RegêNcia Verbal
Miguel Neto
 
Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.
EstudareLegal
 
Crase
CraseCrase

Mais procurados (20)

Concordancia verbal
Concordancia verbalConcordancia verbal
Concordancia verbal
 
Vozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 anoVozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 ano
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
 
Morfologia - Artigo
Morfologia - ArtigoMorfologia - Artigo
Morfologia - Artigo
 
Termos acessórios
Termos acessóriosTermos acessórios
Termos acessórios
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Concordância verbal simples e composto - ppt
Concordância verbal   simples e composto - pptConcordância verbal   simples e composto - ppt
Concordância verbal simples e composto - ppt
 
Artigo
ArtigoArtigo
Artigo
 
Homônimos e parônimos
Homônimos e parônimosHomônimos e parônimos
Homônimos e parônimos
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
 
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
 
Colocação pronominal
Colocação pronominal Colocação pronominal
Colocação pronominal
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
RegêNcia Verbal
RegêNcia VerbalRegêNcia Verbal
RegêNcia Verbal
 
Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.
 
Crase
CraseCrase
Crase
 

Destaque

REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
Orações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivas
nixsonmachado
 
Português - Regência Verbal - www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Português - Regência Verbal - www.CentroApoio.com - Vídeo AulasPortuguês - Regência Verbal - www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Português - Regência Verbal - www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Vídeo Aulas Apoio
 
Dissertação: características gerais.
Dissertação: características gerais.Dissertação: características gerais.
Dissertação: características gerais.
veri_profe
 
Tipos de predicado
Tipos de predicadoTipos de predicado
Tipos de predicado
Vivian gusm?
 
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Lidiane Rodrigues
 
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃOTipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
Sônia Maciel Alves
 
Regência verbal e nominal
Regência verbal e nominalRegência verbal e nominal
Regência verbal e nominal
Simone Peixoto
 
Verbos - parte 1
Verbos - parte 1Verbos - parte 1
Verbos - parte 1
Jorge Henrique
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
leticiararek
 

Destaque (10)

REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL
 
Orações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivas
 
Português - Regência Verbal - www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Português - Regência Verbal - www.CentroApoio.com - Vídeo AulasPortuguês - Regência Verbal - www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
Português - Regência Verbal - www.CentroApoio.com - Vídeo Aulas
 
Dissertação: características gerais.
Dissertação: características gerais.Dissertação: características gerais.
Dissertação: características gerais.
 
Tipos de predicado
Tipos de predicadoTipos de predicado
Tipos de predicado
 
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
 
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃOTipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
 
Regência verbal e nominal
Regência verbal e nominalRegência verbal e nominal
Regência verbal e nominal
 
Verbos - parte 1
Verbos - parte 1Verbos - parte 1
Verbos - parte 1
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 

Semelhante a Regencia verbal

www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Termos da Oração
www.AulasDePortuguesApoio.com     - Português -  Termos da Oraçãowww.AulasDePortuguesApoio.com     - Português -  Termos da Oração
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Termos da Oração
Videoaulas De Português Apoio
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português - Termos da Oração
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português -  Termos da Oraçãowww.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português -  Termos da Oração
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português - Termos da Oração
Anna Paula
 
www.explicadoraescolar.com.br - Português - Termos da Oração
www.explicadoraescolar.com.br - Português -  Termos da Oraçãowww.explicadoraescolar.com.br - Português -  Termos da Oração
www.explicadoraescolar.com.br - Português - Termos da Oração
Márcia De Bianci
 
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oraçãowww.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
Lucia Silveira
 
Regenência completo
Regenência  completoRegenência  completo
Regenência completo
sandra
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
Edson Alves
 
4074995 portugues-ppt-regencia
4074995 portugues-ppt-regencia4074995 portugues-ppt-regencia
4074995 portugues-ppt-regencia
Diego Dutra Nogueira
 
RegêNcia
RegêNciaRegêNcia
RegêNcia
guest0cbfe
 
RegêNcia
RegêNciaRegêNcia
RegêNcia
guest0cbfe
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
Ellen Costa
 
Regência nivelamento
Regência   nivelamentoRegência   nivelamento
Regência nivelamento
Éric Santos
 
SINTAXE
SINTAXESINTAXE
Sujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividadesSujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividades
Sandra Paula
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
Angela Santos
 
Apostila regencia verbal
Apostila regencia verbalApostila regencia verbal
Apostila regencia verbal
Rebeca Kaus
 
Apostila regencia verbal
Apostila regencia verbalApostila regencia verbal
Apostila regencia verbal
Rebeca Kaus
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
Angela Santos
 
Verbos intransitivos
Verbos intransitivosVerbos intransitivos
Verbos intransitivos
美滿 江
 
8º ano E. F. II - Transitividade verbal
8º ano E. F. II - Transitividade verbal8º ano E. F. II - Transitividade verbal
8º ano E. F. II - Transitividade verbal
Angélica Manenti
 
Regencia_Verbal_23.pptx
Regencia_Verbal_23.pptxRegencia_Verbal_23.pptx
Regencia_Verbal_23.pptx
Geraldo Volpato Martins
 

Semelhante a Regencia verbal (20)

www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Termos da Oração
www.AulasDePortuguesApoio.com     - Português -  Termos da Oraçãowww.AulasDePortuguesApoio.com     - Português -  Termos da Oração
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Termos da Oração
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português - Termos da Oração
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português -  Termos da Oraçãowww.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português -  Termos da Oração
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Português - Termos da Oração
 
www.explicadoraescolar.com.br - Português - Termos da Oração
www.explicadoraescolar.com.br - Português -  Termos da Oraçãowww.explicadoraescolar.com.br - Português -  Termos da Oração
www.explicadoraescolar.com.br - Português - Termos da Oração
 
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oraçãowww.aulaparticularonline.net.br - Português -  Termos da Oração
www.aulaparticularonline.net.br - Português - Termos da Oração
 
Regenência completo
Regenência  completoRegenência  completo
Regenência completo
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
 
4074995 portugues-ppt-regencia
4074995 portugues-ppt-regencia4074995 portugues-ppt-regencia
4074995 portugues-ppt-regencia
 
RegêNcia
RegêNciaRegêNcia
RegêNcia
 
RegêNcia
RegêNciaRegêNcia
RegêNcia
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
 
Regência nivelamento
Regência   nivelamentoRegência   nivelamento
Regência nivelamento
 
SINTAXE
SINTAXESINTAXE
SINTAXE
 
Sujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividadesSujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividades
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
 
Apostila regencia verbal
Apostila regencia verbalApostila regencia verbal
Apostila regencia verbal
 
Apostila regencia verbal
Apostila regencia verbalApostila regencia verbal
Apostila regencia verbal
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
 
Verbos intransitivos
Verbos intransitivosVerbos intransitivos
Verbos intransitivos
 
8º ano E. F. II - Transitividade verbal
8º ano E. F. II - Transitividade verbal8º ano E. F. II - Transitividade verbal
8º ano E. F. II - Transitividade verbal
 
Regencia_Verbal_23.pptx
Regencia_Verbal_23.pptxRegencia_Verbal_23.pptx
Regencia_Verbal_23.pptx
 

Regencia verbal

  • 1. REGÊNCIA VERBAL MARIO MORAIS
  • 2. REGÊNCIA  Regência é a parte da Gramática Normativa que estuda as relações entre os termos da oração, verificando se um termo serve de complemento a outro.  O termo que exige complemento é chamado de regente, enquanto o complemento é chamado de regido.  Quando o termo regente é um verbo, dizemos tratar-se de regência verbal. Se o termo regente for um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio), dizemos tratar-se de regência nominal.
  • 3. 1. ASSISTIR a. Verbo intransitivo= residir; rege a preposição em. A presidenta Dilma assiste em Brasília. O Papa assiste no vaticano b. Verbo transitivo indireto = presenciar, ver; exige complemento regido pela preposição a. Não assisti a uma decisão do campeonato. Assistimos a uma peça interessante. ↑ OI
  • 4. c. Verbo transitivo indireto= caber, pertencer; pede complemento regido pela preposição a. É um direito que assiste a todos os cidadãos. Assiste aos adultos o direito de ir e vir. ↑ OI d. Verbo transitivo direto= socorrer, ajudar, prestar assistência. O médico assistiu o doente. Os bombeiros assistiam os queimados, que eram retirados do prédio. ↑ OD
  • 5. 1. ASPIRAR a. Verbo transitivo direto = respirar, sorver, exalar. Aspiramos o ar puro das montanhas. ↑ OD b. Verbo transitivo indireto = desejar, pretender, objetivar; exige complemento regido pela preposição a. Os jovens aspiram a um futuro brilhante. ↑ OI
  • 6. 1. CHAMAR a. verbo transitivo direto = convocar. O tenente chamou o batalhão. ↑ OD b. verbo transitivo direto ou indireto = dar nome, apelidar, qualificar, achar. Chamei-o idiota Chamei-o de idiota (constrói-se com Predicativo).
  • 7. c. verbo transitivo indireto = invocar pedindo auxilio ou proteção. A beata chamou por Maria. d. verbo transitivo indireto = fazer gesto ou sinal para alguém que venha. O diretor acabou de chamar por mim. ↑ OI
  • 8. 1. CUSTAR a. Verbo intransitivo= preço, valor. Aquela camisa custou R$100,00? b. Verbo transitivo indireto= ser difícil, incomodar, pede a preposição a, seguida de oração reduzida de infinitivo. Custa-me muito entender as tuas razões. OI Custa-lhe reconhecer um rosto que se aproxima sorrindo. OI
  • 9. c. verbo transitivo direto e indireto = acarretar. O amor custa muito sacrifício ao homem. OD OI
  • 10. 1. PREFERIR a. Verbo transitivo direto= dar preferência. Prefiro as cores escuras. ↑ OD b. Verbo transitivo direto e indireto=querer uma coisa à outra. Prefere ser escravo a combater. OD OI
  • 11. 1. ESQUECER/LEMBRAR a. Verbos transitivos diretos = Quando não são pronominais. Esqueceu suas luvas. Esqueci o livro sobre a mesa. b. ESQUECER-SE de/ LEMBRAR-SE de = verbos transitivos indiretos (verbo pronominal + complemento regido pela preposição de + objeto indireto): Lembrei-me do dia do seu aniversário. Esqueceram-se da menina e voltaram para apanhá-la.
  • 12. 1. PERDOAR – PAGAR a. Verbos transitivos diretos: com objeto direto = coisa. Paguei todas as minhas dívidas. OD=coisa b. Verbos transitivos indiretos: com objeto indireto = pessoa; exige a preposição a. Sofri muito, mas paguei a meu pai. OI=pessoa
  • 13. c. Verbos transitivos diretos e indiretos: com objeto direto = coisa e com objeto indireto = pessoa. Perdoava aos filhos todos os seus defeitos. OI OD Pessoa coisa
  • 14. 1. VISAR a. Verbo transitivo direto = mirar ou dar visto. O atirador visou o animal. ↑ OD O Cônsul visou seu passaporte. ↑ OD b. Verbo transitivo indireto = ter como objetivo, pretender, ter em vista; pede complemento com a preposição a. Ele visa ao cargo de diretor, mas não tem as mínimas condições para conseguir. ↑ OI
  • 15. 1. QUERER a. Verbo transitivo direto = desejar; pede complemento sem preposição. Os trabalhadores queriam aumento de salário. VTD OD b. Verbo transitivo indireto = gostar, estimar; pede complemento com preposição a. As freiras queriam muito ao pequeno órfão. VTI OI
  • 16. 1. NAMORAR a. Verbo transitivo direto Ricardo namora Lúcia desde os doze anos. ↑ OD
  • 17. 1. SIMPATIZAR E ANTIPATIZAR a. Verbos transitivos indiretos acompanhados da preposição com. Ninguém simpatizou com a nova colega. VTI OI
  • 18. 1. INFORMAR/AVISAR/CERTIFICAR a. Verbos transitivos diretos e indiretos (admitem OD “coisa” ou “pessoa", sendo o mesmo para o OI) O jornal informou o leitor sobre a greve de ônibus OD=pessoa OI=coisa O jornal informou a greve de ônibus ao leitor. OD=coisa OI=pessoa
  • 19. 1. IMPLICAR a. Verbo transitivo direto= acarretar, provocar. A resolução do exercício implica nova teoria. E NÃO A resolução do exercício implica EM nova teoria. b. verbo transitivo indireto= ter implicância. Mamãe sempre implicou com meus hábitos.
  • 20. c. Verbo transitivo direto e indireto= envolver. Ele implicou o milionário em maus negócios. OD OI
  • 21. 1. PROCEDER a. Verbo intransitivo= ter fundamento ou portar-se. As suas teorias não procedem. b. verbo transitivo indireto= dar início, encaminhar, realizar. O juiz procedeu ao interrogatório. ↑ OI c. Verbo intransitivo= provir de, originar-se. O português procede do Latim
  • 22. 1. PRESIDIR a. verbo transitivo direto ou indireto= dirigir como chefe, guiar, orientar, nortear. Ele presidiu o (ao) encontro. 7. MORAR/ RESIDIR a. verbo intransitivo, mas exige a preposição EM. Ela mora na Epitácio.
  • 23. 1. CHEGAR a. verbo intransitivo, mas exige a preposição A junto a expressão de lugar. Ele chegou a Paris. 4. IR a. verbo intransitivo mas exige a preposição A junto a expressão de lugar. Os atletas foram à praia. Obs.: O Adjunto adverbial de lugar desses verbos deve vir introduzido pela preposição a, e não pela preposição em. Finalmente cheguei a Florianópolis. Vou ao banheiro.
  • 24. 1. OBEDECER/ DESOBEDECER a. verbo transitivo indireto, regido pela preposição a. Obedeça sempre a seus pais. VTI OI
  • 25. 1. AGRADAR a. verbo transitivo direto= acariciar. A menina acariciava o cãozinho. ↑ OD b. Verbo transitivo indireto= ser agradável a. A notícia agradou aos alunos. ↑ OI
  • 26. ATIVIDADE 1) As frases a seguir apresentam erros quanto à sintaxe de regência. Reescreva-as, corrigindo-as. b)O médico foi no cinema a fim de assistir o filme. c)O médico chegou no hospital a fim de assistir o paciente. d)Os amigos custaram a simpatizar-se com as novas ideias. e)Joao da Silva namora com Márcia. f)Prefiro mil vezes mais ser punido do que obedecer os preceitos impostos pelo novo gerente. g)As pessoas já se esqueceram que aspiravam um ar mais puro.
  • 27. g) Eu nunca me esqueci que aquela atitude implicou na minha demissão. h) Os idosos visam uma aposentadoria digna, porque querem uma velhice tranquila. i) Paguei o comerciante porque a dívida procedia. 2) Complete as frases utilizando a preposição adequada, se necessário. f)Chegaram .... Belo Horizonte à noite. g)Nas férias, eles foram ... Recife. h)Este tipo de comportamento implica ... advertência.
  • 28. d) Sandra namora ... aquele aluno. e) Sempre obedeciam ... regulamentos impostos. f) Prefiro praia ... campo. g) Os alunos aspiram ... uma melhor colocação. h) Todos assistiram ... uma partida decisiva. i) As pessoas visavam ... uma vida tranquila. j) É um direito que assiste ... uma minoria.
  • 29. 3) O texto abaixo foi extraído da revista Veja. Observe os seguintes verbos: ir, pagar, assistir e esquecer e verifique se a regência deles está correta. Justifique sua resposta. “A guerra do Golfo foi como ir ao cinema. Pagamos o ingresso, assistimos ao filme e, depois, esquecemos tudo.” O bilionário saudita Adman Khashoggi.
  • 30. Respostas da atividade 1) b)O médico foi ao cinema a fim de assistir ao filme. c)O médico chegou ao hospital a fim de assistir o paciente. d)Custou aos amigos simpatizar com as novas ideias. e)Joao da Silva namora Márcia. f)Prefiro mil vezes mais ser punido a obedecer os preceitos impostos pelo novo gerente. g)As pessoas já se esqueceram de que aspiravam um ar mais puro.
  • 31. g) Eu nunca me esqueci de que aquela atitude implicou a minha demissão. h) Os idosos visam a uma aposentadoria digna, porque querem uma velhice tranquila. i) Paguei ao comerciante porque a dívida procedia. 2) a) a ou de b) a c) _ d) _ e) a f) a g) a h) a i) a j) a 3) Sim. O verbo ir rege a preposição a. O verbo pagar, quando tem por complemento “coisa”, não rege preposição. O verbo assistir, no sentido de “ver”, “presenciar” rege a preposição a. O verbo esquecer, quando não é pronominal, não rege preposição. Deus vos abençoe!