SlideShare uma empresa Scribd logo
Fichamento  Capitulo 5 : A entrevista como um gênero de texto BALTAR, Marcos. Rádio Escolar: letramentos e gêneros textuais. EDUCS. 2009.
Entrevistas Entrevista tem como definição mais geral: uma mediação entre entrevistador, entrevistado e publico sobre um determinado tema. Essa interação que compõe uma entrevista, pode se aplicar a uma entrevista midiatica e tambem a entrevistas sociodiscursivas, como por exemplo uma entrevista de emprego. Para alguns autores como Ferraretto, Baltar e Medina a entrevista serve como uma forma de mediação entre dois interlocutores, falando sobre determinado tema para um terceiro interlocutor. Para outros autores como Lage, a entrevista é principalmente um meio de obter informaçoes de outras pessoas, nesse sentido a entrevista serve como gênero de notícia.
Entrevista radiofônica A diferença entre o rádio e os outros veículos midiáticos é que na mídia radiofônica. Há uma interação muito maior, o jornalista faz diretamente com ouvinte, na maioria das vezes em tempo real, o ouvinte pode telefonar, ir á rádio , participar ativamente da atividade, diferentemente dos outros canais de comunicação. O texto no rádio deve dar ao ouvinte a impressão de que o jornalista está falando e não lendo, justamente por ser um veículo imediato, instantâneo e ativo
Entrevista radiofônica Ferraretto sugere que a entrevista radiofônica, seja estruturada em: abertura, fase de perguntas e respostas e encerramento. A abertura deve consistir numa breve apresentação do entrevistado, do entrevistador e do motivo da entrevista. As perguntas devem ser em dialogo com as respostas do entrevistado E o encerramento deve ser um agradecimento ao entrevistado ao público e pode haver ou não uma concisa recapitulação dos temas abordados.
Entrevista radiofônica O entrevistador tem que sempre ter a preocupação de estar sendo claro para o entrevistado e para os ouvintes. A transmissão de rádio tem a característica de ser dinâmica, podendo contar muitas vezes com a participação dos ouvintes em tempo real, pelo telefone. Portando o entrevistador sempre tem que manter uma sonoridade natural na transmissão seja ela "ao vivo" ou gravada.
Tipos de entrevistas radiofônicas  Panorama de classificações para entrevista segundo alguns autores do campo da comunicação e da lingüística. Subdivisões em relação aos objetivos e estrutura da entrevista: ObjetivosTemática: Entrevistador busca conteúdo informativo. Pode ser um tema específico ou mais de um tema;Biográfica: Tem como finalidade mostrar quem é o entrevistado. EstruturaEnquete: Entrevista com vários indivíduos sobre um mesmo assunto;Pingue-Pongue: Perguntas com troca direta entre entrevistador e entrevistado.
Tipos de entrevistas radiofônicas Para Prado (1985),  EntrevistaDireta: Ao vivo;Diferida: Editada, possibilidade de edição. Já Lage (2002) divide em: EntrevistaRitual: Breve, como função mostrar o entrevistado;Temática: Aborda um tema, o entrevistado fala sobre o tema (supõe-se que tenha autoridade para isso);Testemunhal: Relato do entrevistado sobre algo que ele participou, vivenciou;Em profundidade: Figura do entrevistado e a representação do mundo que ele constrói.
Tipos de entrevistas radiofônicas Quanto as Circunstâncias Ocasional:  Não é programada, assuntos aleatórios; Confronto: Repórter despeja acusações e contra-argumentos sobre o entrevistado (batalha entre os dois); Coletiva: O entrevistado responde perguntas de vários entrevistadores, de diferentes veículos; Exclusiva: Entrevista individual concedida a um só repórter;
Tipos de entrevistas radiofônicas ->  Quanto à produção da entrevista, o repórter faz uma pesquisa antes, tendo ideia do que vai perguntar. Geralmente, elas têm um tempo marcado, os conceitos vão sendo esclarecidos ao longo da entrevista e é finalizada quando há um consenso na fala do entrevistado. O comportamento do entrevistado pode ser:  - Holístico:  Do todo para as partes; - Detalhista:  Explica todos os itens.
Tipos de entrevistas radiofônicas Para Chantler e Harris (1998): Tipos de Entrevistas: Interpretativa:  Entrevistador interpreta fatos que já são conhecidos do público. Entrevista com um especialista que está a par das notícias atuais; Emocional:  Cobre diferentes formas de manifestações emocionais. Mais complexa; De caráter:  Tem como eixo a personalidade do entrevistado; Noticiosa:  Tem como eixo uma informação. Pode ser: estrita, de informação em profundidade e de declarações; Coletivas:  Todos os repórteres podem fazer uma ou duas perguntas, inclusive pode aproveitar a de outro repórter para a sua rádio; De estúdios externos:  Normalmente são feitas por telefone.
Tipos de entrevistas radiofônicas Balsebre (1998) divide em: Entrevistas Informativa: Conhecimento dos detalhes de um fato-notícia, por meio da fala do entrevistado; Interpretativa: Conhecer a opinião do entrevistado sobre um determinado fato-notícia; Emotiva no rádio: Focaliza a emoção do entrevistado sobre um fato. Enfatiza a conotação afetiva da notícia; De caráter: Tem como finalidade dar voz a determinados sujeitos relevantes de nossa sociedade, de diversas áreas. Entrevista de personalidade.
Entrevista radiofônica escolar ->  É trabalhada na escola levando em consideração os objetivos didático-pedagógicos dos professores e o interesse dos estudantes; ->  O trabalho com entrevista na escola oferece contribuições para a aprendizagem; ->  Desenvolve habilidades no entrevistador de planejar e redimensionar perguntas já feitas em seu roteiro prévio; permite o desenvolvimento da velocidade de raciocínio, aprimora a capacidade de lidar com o imprevisto, estimula a flexibilidade de pensamento, a pontualidade nas intervenções, entre outros ganhos de desempenho; ->  É um meio para desenvolver o comportamento interativo verbal dos estudantes (Schneuwly e Dolz, 2004).
Sugestão de um trabalho de entrevista na rádio da escola  Os alunos da turma escolhem um tema que estão trabalhando no momento (em qualquer disciplina). Na disciplina de Língua Portuguesa, os alunos aprenderão sobre a linguagem radiofônica e o gênero textual entrevista. Em grupos, elaborarão perguntas que devem ser feitas para algum conhecedor do assunto (a “escola” deve convidar alguém). Essa entrevista deve ser gravada e editada em forma de programa para apresentar para as outras turmas da escola.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Funções na redação de uma rádio - aula 1
Funções na redação de uma rádio - aula 1Funções na redação de uma rádio - aula 1
Funções na redação de uma rádio - aula 1
Cláudia
 
O texto na tv
O texto na tvO texto na tv
O texto na tv
Elvis Vinícius
 
Redação para rádio
Redação para rádio Redação para rádio
Redação para rádio
Cláudia
 
Gênero Textual "Perfil"
Gênero Textual "Perfil"Gênero Textual "Perfil"
Gênero Textual "Perfil"
Evanete Lima
 
LAPORAN MAGANG LUDDY REVISI AKHIR
LAPORAN MAGANG LUDDY REVISI AKHIRLAPORAN MAGANG LUDDY REVISI AKHIR
LAPORAN MAGANG LUDDY REVISI AKHIR
Luddy Kausar
 
Funções na redação - rádio
Funções na redação - rádioFunções na redação - rádio
Funções na redação - rádio
Cláudia
 
Radio formats
Radio formatsRadio formats
Glossário Telejornalístico
Glossário TelejornalísticoGlossário Telejornalístico
Glossário Telejornalístico
Nathal1aGh1lard1
 
History of tv in india
History of tv  in indiaHistory of tv  in india
History of tv in india
renur6890
 
radio TV talk show slideshare
radio TV talk show slideshareradio TV talk show slideshare
radio TV talk show slideshare
asmamaqsood4
 
ENTREVISTA - 7º ANO TEORIA E EXEMPLOS - /
ENTREVISTA - 7º ANO TEORIA E EXEMPLOS - /ENTREVISTA - 7º ANO TEORIA E EXEMPLOS - /
ENTREVISTA - 7º ANO TEORIA E EXEMPLOS - /
SaraGomesdaSilva4
 
Aula reportagem tv
Aula reportagem tvAula reportagem tv
Aula reportagem tv
Tatiana Costa
 
TV News Newsgathering
TV News NewsgatheringTV News Newsgathering
TV News Newsgathering
jonsaward
 
Radiojornalismo
RadiojornalismoRadiojornalismo
Radiojornalismo
Karen Sica
 
E o rádio novos horizontes midiáticos
E o rádio   novos horizontes midiáticosE o rádio   novos horizontes midiáticos
E o rádio novos horizontes midiáticos
Luara Schamó
 
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chinesesDoramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
Liliane Ennes
 
Live Reporting
Live ReportingLive Reporting
Live Reporting
Priya Paikkadan
 
Radio news announcing
Radio news announcingRadio news announcing
Radio news announcing
Karen Lee Panela
 
Television Newsroom Broadcast News
Television Newsroom Broadcast NewsTelevision Newsroom Broadcast News
Television Newsroom Broadcast News
Dallton D
 
Aula 3 PAUTA
Aula 3   PAUTAAula 3   PAUTA
Aula 3 PAUTA
aulasdejornalismo
 

Mais procurados (20)

Funções na redação de uma rádio - aula 1
Funções na redação de uma rádio - aula 1Funções na redação de uma rádio - aula 1
Funções na redação de uma rádio - aula 1
 
O texto na tv
O texto na tvO texto na tv
O texto na tv
 
Redação para rádio
Redação para rádio Redação para rádio
Redação para rádio
 
Gênero Textual "Perfil"
Gênero Textual "Perfil"Gênero Textual "Perfil"
Gênero Textual "Perfil"
 
LAPORAN MAGANG LUDDY REVISI AKHIR
LAPORAN MAGANG LUDDY REVISI AKHIRLAPORAN MAGANG LUDDY REVISI AKHIR
LAPORAN MAGANG LUDDY REVISI AKHIR
 
Funções na redação - rádio
Funções na redação - rádioFunções na redação - rádio
Funções na redação - rádio
 
Radio formats
Radio formatsRadio formats
Radio formats
 
Glossário Telejornalístico
Glossário TelejornalísticoGlossário Telejornalístico
Glossário Telejornalístico
 
History of tv in india
History of tv  in indiaHistory of tv  in india
History of tv in india
 
radio TV talk show slideshare
radio TV talk show slideshareradio TV talk show slideshare
radio TV talk show slideshare
 
ENTREVISTA - 7º ANO TEORIA E EXEMPLOS - /
ENTREVISTA - 7º ANO TEORIA E EXEMPLOS - /ENTREVISTA - 7º ANO TEORIA E EXEMPLOS - /
ENTREVISTA - 7º ANO TEORIA E EXEMPLOS - /
 
Aula reportagem tv
Aula reportagem tvAula reportagem tv
Aula reportagem tv
 
TV News Newsgathering
TV News NewsgatheringTV News Newsgathering
TV News Newsgathering
 
Radiojornalismo
RadiojornalismoRadiojornalismo
Radiojornalismo
 
E o rádio novos horizontes midiáticos
E o rádio   novos horizontes midiáticosE o rádio   novos horizontes midiáticos
E o rádio novos horizontes midiáticos
 
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chinesesDoramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
 
Live Reporting
Live ReportingLive Reporting
Live Reporting
 
Radio news announcing
Radio news announcingRadio news announcing
Radio news announcing
 
Television Newsroom Broadcast News
Television Newsroom Broadcast NewsTelevision Newsroom Broadcast News
Television Newsroom Broadcast News
 
Aula 3 PAUTA
Aula 3   PAUTAAula 3   PAUTA
Aula 3 PAUTA
 

Destaque

Gêneros jornalísticos entrevista
Gêneros jornalísticos   entrevistaGêneros jornalísticos   entrevista
Gêneros jornalísticos entrevista
ProfFernandaBraga
 
A entrevista
A entrevistaA entrevista
A entrevista
Fernanda Monteiro
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevista
Renally Arruda
 
Slide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual EntrevistaSlide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual Entrevista
Jomari
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
becastanheiradepera
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
leticiararek
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
Mande Bem no ENEM
 
Entrevista dirigida
Entrevista dirigidaEntrevista dirigida
Entrevista dirigida
Mariela Reyna
 
Aula3 generoseformatosradiofnicosaula3
Aula3 generoseformatosradiofnicosaula3Aula3 generoseformatosradiofnicosaula3
Aula3 generoseformatosradiofnicosaula3
Anselmo Brandi
 
www.AulasParticulares.Info - Português - Contos e Crônicas
www.AulasParticulares.Info - Português -  Contos e Crônicaswww.AulasParticulares.Info - Português -  Contos e Crônicas
www.AulasParticulares.Info - Português - Contos e Crônicas
AulasPartInfo
 
Análise de uma entrevista de rádio
Análise de uma entrevista de rádioAnálise de uma entrevista de rádio
Análise de uma entrevista de rádio
António Coelho
 
Constituição de uma notícia
Constituição de uma notíciaConstituição de uma notícia
Constituição de uma notícia
trizfernandes
 
Apresentacao Radio Parte 2
Apresentacao Radio Parte 2Apresentacao Radio Parte 2
Apresentacao Radio Parte 2
Nas Ondas do Rádio
 
Redação - Gênero textual (Entrevista)
Redação - Gênero textual (Entrevista) Redação - Gênero textual (Entrevista)
Redação - Gênero textual (Entrevista)
kalina_karolayne
 
O que é notícia
O que é notíciaO que é notícia
O que é notícia
Cláudia
 
Texto jornalístico
Texto jornalístico Texto jornalístico
Texto jornalístico
escrevermais
 
Gênero entrevista
Gênero entrevistaGênero entrevista
Gênero entrevista
profmarcosc
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
Caroline R. Cardoso
 
03 - Entrevista
03 - Entrevista03 - Entrevista
03 - Entrevista
Robson Santos
 
No mundo da informação
No mundo da informaçãoNo mundo da informação
No mundo da informação
Isabel Couto
 

Destaque (20)

Gêneros jornalísticos entrevista
Gêneros jornalísticos   entrevistaGêneros jornalísticos   entrevista
Gêneros jornalísticos entrevista
 
A entrevista
A entrevistaA entrevista
A entrevista
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevista
 
Slide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual EntrevistaSlide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual Entrevista
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
 
Entrevista dirigida
Entrevista dirigidaEntrevista dirigida
Entrevista dirigida
 
Aula3 generoseformatosradiofnicosaula3
Aula3 generoseformatosradiofnicosaula3Aula3 generoseformatosradiofnicosaula3
Aula3 generoseformatosradiofnicosaula3
 
www.AulasParticulares.Info - Português - Contos e Crônicas
www.AulasParticulares.Info - Português -  Contos e Crônicaswww.AulasParticulares.Info - Português -  Contos e Crônicas
www.AulasParticulares.Info - Português - Contos e Crônicas
 
Análise de uma entrevista de rádio
Análise de uma entrevista de rádioAnálise de uma entrevista de rádio
Análise de uma entrevista de rádio
 
Constituição de uma notícia
Constituição de uma notíciaConstituição de uma notícia
Constituição de uma notícia
 
Apresentacao Radio Parte 2
Apresentacao Radio Parte 2Apresentacao Radio Parte 2
Apresentacao Radio Parte 2
 
Redação - Gênero textual (Entrevista)
Redação - Gênero textual (Entrevista) Redação - Gênero textual (Entrevista)
Redação - Gênero textual (Entrevista)
 
O que é notícia
O que é notíciaO que é notícia
O que é notícia
 
Texto jornalístico
Texto jornalístico Texto jornalístico
Texto jornalístico
 
Gênero entrevista
Gênero entrevistaGênero entrevista
Gênero entrevista
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
 
03 - Entrevista
03 - Entrevista03 - Entrevista
03 - Entrevista
 
No mundo da informação
No mundo da informaçãoNo mundo da informação
No mundo da informação
 

Semelhante a Radio

Gênero textual Entrevista .pptx whjeekje
Gênero textual Entrevista .pptx whjeekjeGênero textual Entrevista .pptx whjeekje
Gênero textual Entrevista .pptx whjeekje
CamillaMaramaldo1
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
Joseline Pippi
 
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.docEntrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
WilsonPires8
 
Curso de aperfeiçoamento em entrevista
Curso de aperfeiçoamento em entrevistaCurso de aperfeiçoamento em entrevista
Curso de aperfeiçoamento em entrevista
crisantoadriana
 
Gênero textual Entrevista - 6º ano
Gênero textual Entrevista - 6º anoGênero textual Entrevista - 6º ano
Gênero textual Entrevista - 6º ano
Clarice Lima
 
Oficina entrevista NPC
Oficina entrevista NPCOficina entrevista NPC
Oficina entrevista NPC
Tatiana Lima
 
Catia
CatiaCatia
Trabalho 1º B - João, Bruno, Nathaly e Stephanie
Trabalho 1º B - João, Bruno, Nathaly e StephanieTrabalho 1º B - João, Bruno, Nathaly e Stephanie
Trabalho 1º B - João, Bruno, Nathaly e Stephanie
Vanda Crivillari
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
Lurdes Augusto
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
sandraluisiris
 
Comunicação e o indivíduo
Comunicação e o indivíduoComunicação e o indivíduo
Comunicação e o indivíduo
Pedro Alves
 
Notícia
NotíciaNotícia
entrevista x debate com questçoes a serem discutidas sobre diferenças sobre ...
entrevista x debate com questçoes a serem discutidas sobre diferenças  sobre ...entrevista x debate com questçoes a serem discutidas sobre diferenças  sobre ...
entrevista x debate com questçoes a serem discutidas sobre diferenças sobre ...
Vanessa376888
 
Entrevista - Elciene, Andréa e outros
Entrevista - Elciene, Andréa e outrosEntrevista - Elciene, Andréa e outros
Entrevista - Elciene, Andréa e outros
Elciene Oliveira
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
Lucila Pesce
 
Resumo globalde portugues 10º-ano
Resumo globalde portugues 10º-anoResumo globalde portugues 10º-ano
Resumo globalde portugues 10º-ano
Rita Pereira
 
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade IDireito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
Romeu Godoi
 
Aula inicial
Aula inicialAula inicial
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Generos textuais
Lourenai Santos
 

Semelhante a Radio (20)

Gênero textual Entrevista .pptx whjeekje
Gênero textual Entrevista .pptx whjeekjeGênero textual Entrevista .pptx whjeekje
Gênero textual Entrevista .pptx whjeekje
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.docEntrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
 
Curso de aperfeiçoamento em entrevista
Curso de aperfeiçoamento em entrevistaCurso de aperfeiçoamento em entrevista
Curso de aperfeiçoamento em entrevista
 
Gênero textual Entrevista - 6º ano
Gênero textual Entrevista - 6º anoGênero textual Entrevista - 6º ano
Gênero textual Entrevista - 6º ano
 
Oficina entrevista NPC
Oficina entrevista NPCOficina entrevista NPC
Oficina entrevista NPC
 
Catia
CatiaCatia
Catia
 
Trabalho 1º B - João, Bruno, Nathaly e Stephanie
Trabalho 1º B - João, Bruno, Nathaly e StephanieTrabalho 1º B - João, Bruno, Nathaly e Stephanie
Trabalho 1º B - João, Bruno, Nathaly e Stephanie
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
Comunicação e o indivíduo
Comunicação e o indivíduoComunicação e o indivíduo
Comunicação e o indivíduo
 
Notícia
NotíciaNotícia
Notícia
 
entrevista x debate com questçoes a serem discutidas sobre diferenças sobre ...
entrevista x debate com questçoes a serem discutidas sobre diferenças  sobre ...entrevista x debate com questçoes a serem discutidas sobre diferenças  sobre ...
entrevista x debate com questçoes a serem discutidas sobre diferenças sobre ...
 
Entrevista - Elciene, Andréa e outros
Entrevista - Elciene, Andréa e outrosEntrevista - Elciene, Andréa e outros
Entrevista - Elciene, Andréa e outros
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
Resumo globalde portugues 10º-ano
Resumo globalde portugues 10º-anoResumo globalde portugues 10º-ano
Resumo globalde portugues 10º-ano
 
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade IDireito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
Direito - Comunicação e Expressão II - 1 modulo unidade I
 
Aula inicial
Aula inicialAula inicial
Aula inicial
 
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Generos textuais
 

Radio

  • 1. Fichamento Capitulo 5 : A entrevista como um gênero de texto BALTAR, Marcos. Rádio Escolar: letramentos e gêneros textuais. EDUCS. 2009.
  • 2. Entrevistas Entrevista tem como definição mais geral: uma mediação entre entrevistador, entrevistado e publico sobre um determinado tema. Essa interação que compõe uma entrevista, pode se aplicar a uma entrevista midiatica e tambem a entrevistas sociodiscursivas, como por exemplo uma entrevista de emprego. Para alguns autores como Ferraretto, Baltar e Medina a entrevista serve como uma forma de mediação entre dois interlocutores, falando sobre determinado tema para um terceiro interlocutor. Para outros autores como Lage, a entrevista é principalmente um meio de obter informaçoes de outras pessoas, nesse sentido a entrevista serve como gênero de notícia.
  • 3. Entrevista radiofônica A diferença entre o rádio e os outros veículos midiáticos é que na mídia radiofônica. Há uma interação muito maior, o jornalista faz diretamente com ouvinte, na maioria das vezes em tempo real, o ouvinte pode telefonar, ir á rádio , participar ativamente da atividade, diferentemente dos outros canais de comunicação. O texto no rádio deve dar ao ouvinte a impressão de que o jornalista está falando e não lendo, justamente por ser um veículo imediato, instantâneo e ativo
  • 4. Entrevista radiofônica Ferraretto sugere que a entrevista radiofônica, seja estruturada em: abertura, fase de perguntas e respostas e encerramento. A abertura deve consistir numa breve apresentação do entrevistado, do entrevistador e do motivo da entrevista. As perguntas devem ser em dialogo com as respostas do entrevistado E o encerramento deve ser um agradecimento ao entrevistado ao público e pode haver ou não uma concisa recapitulação dos temas abordados.
  • 5. Entrevista radiofônica O entrevistador tem que sempre ter a preocupação de estar sendo claro para o entrevistado e para os ouvintes. A transmissão de rádio tem a característica de ser dinâmica, podendo contar muitas vezes com a participação dos ouvintes em tempo real, pelo telefone. Portando o entrevistador sempre tem que manter uma sonoridade natural na transmissão seja ela "ao vivo" ou gravada.
  • 6. Tipos de entrevistas radiofônicas Panorama de classificações para entrevista segundo alguns autores do campo da comunicação e da lingüística. Subdivisões em relação aos objetivos e estrutura da entrevista: ObjetivosTemática: Entrevistador busca conteúdo informativo. Pode ser um tema específico ou mais de um tema;Biográfica: Tem como finalidade mostrar quem é o entrevistado. EstruturaEnquete: Entrevista com vários indivíduos sobre um mesmo assunto;Pingue-Pongue: Perguntas com troca direta entre entrevistador e entrevistado.
  • 7. Tipos de entrevistas radiofônicas Para Prado (1985), EntrevistaDireta: Ao vivo;Diferida: Editada, possibilidade de edição. Já Lage (2002) divide em: EntrevistaRitual: Breve, como função mostrar o entrevistado;Temática: Aborda um tema, o entrevistado fala sobre o tema (supõe-se que tenha autoridade para isso);Testemunhal: Relato do entrevistado sobre algo que ele participou, vivenciou;Em profundidade: Figura do entrevistado e a representação do mundo que ele constrói.
  • 8. Tipos de entrevistas radiofônicas Quanto as Circunstâncias Ocasional: Não é programada, assuntos aleatórios; Confronto: Repórter despeja acusações e contra-argumentos sobre o entrevistado (batalha entre os dois); Coletiva: O entrevistado responde perguntas de vários entrevistadores, de diferentes veículos; Exclusiva: Entrevista individual concedida a um só repórter;
  • 9. Tipos de entrevistas radiofônicas -> Quanto à produção da entrevista, o repórter faz uma pesquisa antes, tendo ideia do que vai perguntar. Geralmente, elas têm um tempo marcado, os conceitos vão sendo esclarecidos ao longo da entrevista e é finalizada quando há um consenso na fala do entrevistado. O comportamento do entrevistado pode ser: - Holístico: Do todo para as partes; - Detalhista: Explica todos os itens.
  • 10. Tipos de entrevistas radiofônicas Para Chantler e Harris (1998): Tipos de Entrevistas: Interpretativa: Entrevistador interpreta fatos que já são conhecidos do público. Entrevista com um especialista que está a par das notícias atuais; Emocional: Cobre diferentes formas de manifestações emocionais. Mais complexa; De caráter: Tem como eixo a personalidade do entrevistado; Noticiosa: Tem como eixo uma informação. Pode ser: estrita, de informação em profundidade e de declarações; Coletivas: Todos os repórteres podem fazer uma ou duas perguntas, inclusive pode aproveitar a de outro repórter para a sua rádio; De estúdios externos: Normalmente são feitas por telefone.
  • 11. Tipos de entrevistas radiofônicas Balsebre (1998) divide em: Entrevistas Informativa: Conhecimento dos detalhes de um fato-notícia, por meio da fala do entrevistado; Interpretativa: Conhecer a opinião do entrevistado sobre um determinado fato-notícia; Emotiva no rádio: Focaliza a emoção do entrevistado sobre um fato. Enfatiza a conotação afetiva da notícia; De caráter: Tem como finalidade dar voz a determinados sujeitos relevantes de nossa sociedade, de diversas áreas. Entrevista de personalidade.
  • 12. Entrevista radiofônica escolar -> É trabalhada na escola levando em consideração os objetivos didático-pedagógicos dos professores e o interesse dos estudantes; -> O trabalho com entrevista na escola oferece contribuições para a aprendizagem; -> Desenvolve habilidades no entrevistador de planejar e redimensionar perguntas já feitas em seu roteiro prévio; permite o desenvolvimento da velocidade de raciocínio, aprimora a capacidade de lidar com o imprevisto, estimula a flexibilidade de pensamento, a pontualidade nas intervenções, entre outros ganhos de desempenho; -> É um meio para desenvolver o comportamento interativo verbal dos estudantes (Schneuwly e Dolz, 2004).
  • 13. Sugestão de um trabalho de entrevista na rádio da escola Os alunos da turma escolhem um tema que estão trabalhando no momento (em qualquer disciplina). Na disciplina de Língua Portuguesa, os alunos aprenderão sobre a linguagem radiofônica e o gênero textual entrevista. Em grupos, elaborarão perguntas que devem ser feitas para algum conhecedor do assunto (a “escola” deve convidar alguém). Essa entrevista deve ser gravada e editada em forma de programa para apresentar para as outras turmas da escola.