SlideShare uma empresa Scribd logo
Rafael Almeida
Rayane Evellyn
Keila Cristina
Iracema Elias
Natany Morais
Dhanyda Fonseca
(Eliana Maria Strapasson, Rosana Marques da Silva &Vanessa Teodoro –
Actas do VII Simpósito Nacional de Investigação em Psicologia da
Universidade do Moinho, Portugal, 4 a 6 de fevereiro de 2010)
(Alessandro Vinicíus de Paula, Arlete Santana Pereira,
Elizabeth do Nascimento – Psico-USF, V.12, N.1, P.33-43,
jan/jun - 2007)
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
Façam o resumo,
entreguem a resenha,
apresentem o seminário
e estudem para prova!
Façam o resumo,
entreguem a resenha,
apresentem o seminário
e estudem para prova!
Um processo técnico-científico de coleta de dados, estudos
e interpretação de informações a respeito dos fenômenos
psicológicos, que são resultantes da relação do indivíduo
com a sociedade, utilizando-se, para tanto, de estratégias
psicológicas – métodos, técnicas e instrumentos. (p.3 Manual de elaboração
de documentos decorrentes de avaliações psicológicas CFP nº007/2003).
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
A Avaliação
Psicológica deve ser
um processo
integrado, onde se
utilizam as técnicas
apropriadas e
necessárias aos
diagnósticos.
(Alves, 2005; Noronha e Cols., 2002; Pasquali, 2001).
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
Planejamento
de RH
Recrutamento
de pessoal
Seleção de
pessoal
Desenho de
cargos
Descrição e
análise de
cargos
Avaliação do
desempenho
Humano
Compensação
Benefícios
Sociais
Higiene e
segurança
Motivação
Relações
sindicais
Treinamento e
desenvolvimento
de pessoas
Desenvolvimento
organizacional
Banco de
dados e
sistemas de
informação
Auditoria de
RH
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
objeto
O campo
teórico
O objetivo
visado
O método
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
Onze municípios de Santa Catarina
Questionário fechado com base em quatro
características:
1. Utilização de testes
2. Técnicas psicológicas
3. Testes psicológicos
4. Problemas frequentes
Testes psicológicos reconhecidos pelo CFP
Questionário enviado a 229 psicólogos via email
Apenas 25 foram respondidos
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
Atividades Frequência
Seleção de pessoal 25
Avaliação de potencial 16
Avaliação de desempenho 14
Treinamento de pessoal 14
Diagnóstico organizacional 10
Avaliação psicológica pericial para condutores 06
Orientação e/ou reorientação profissional 04
Avaliação do estresse ocupacional 04
Saúde do trabalhador 03
Avaliação da carga mental de trabalho 01
Outras (mapeamento de competências, implantação de
programas e periódico mental).
02
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
(Carvalho & Nascimento, 1998; Chiavenato, 1997 e Pontes, 1996, citado por Moresco, 2007, p. 29).
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
Na presente pesquisa, a utilização de testes nos
diversos tipos de estágios contemplou,
parcialmente, a relação de testes indicados como
indispensáveis no estudo de Alves e
colaboradores (2002), não tendo sido
mencionados o Rorschach e o TAT. Dos outros
que complementam a relação, apenas o
Wartegg, duas baterias de aptidão (BPR- 5 e D-2)
e um inventário de interesse (QVI) foram citado.
No estudo de Noronha e colaboradores (2002)
que contemplou a análise dos testes mais
citados pelos alunos de psicologia, verifica-se
que 40,0% dos instrumentos não
apresentavam normatização brasileira (WISC,
PMK, Raven – Escala Geral, CAT – Animal e
Humano, Rorschach, Inventário de Interesse
de Angelini e Thurstone, HTP e TAT).
Atualmente, 66,0% destes instrumentos
receberam parecer favorável do CFP.
Verificaram-se também os aspectos positivos
e negativos que os alunos identificavam na
sua formação em AP. O processo de
categorização das respostas evidenciou que
existe relação entre o que os alunos
consideraram positivo e negativo, conforme
está exposto na Tabela 3.
Técnicas padronizadas Frequência
Personalidade 21
Atenção concentrada 16
Habilidades específicas 13
Inteligência 09
Cognição 07
Aptidão 05
Orientação profissional 03
Avaliação da saúde/estresse 03
Saúde do trabalhador 03
Técnicas não padronizadas Frequência
Entrevista psicológica 23
Dinâmicas de grupo 22
Entrevista por competências 15
Observação 14
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL

V2n2a01
V2n2a01V2n2a01
V2n2a01
Erika Araujo
 
Unknown parameter value (2)
Unknown parameter value (2)Unknown parameter value (2)
Unknown parameter value (2)
Marília Mota
 
Condições de vida dos professores
Condições de vida dos professores Condições de vida dos professores
Condições de vida dos professores
profcici
 
Bioestat1 conceitos iniciais
Bioestat1 conceitos iniciaisBioestat1 conceitos iniciais
Bioestat1 conceitos iniciais
Paulo Brasil
 
metodologia do trabalho científico 3
metodologia do trabalho científico 3metodologia do trabalho científico 3
metodologia do trabalho científico 3
Leandro Lourenção Duarte
 
Folkman e lazarus portugues
Folkman e lazarus portuguesFolkman e lazarus portugues
Folkman e lazarus portugues
Miki H. M. Shimizu
 
Diagnóstico psicológico e terapia cognitiva considerações atuais
Diagnóstico psicológico e terapia cognitiva considerações atuaisDiagnóstico psicológico e terapia cognitiva considerações atuais
Diagnóstico psicológico e terapia cognitiva considerações atuais
Cenira Marcelo
 
Apresentação__TCD_2021_FMC - Beatriz Pimenta.pptx
Apresentação__TCD_2021_FMC - Beatriz Pimenta.pptxApresentação__TCD_2021_FMC - Beatriz Pimenta.pptx
Apresentação__TCD_2021_FMC - Beatriz Pimenta.pptx
Beatriz Pimenta
 
Psicologia forense: Contextos e particularidades da avaliação pericial do for...
Psicologia forense: Contextos e particularidades da avaliação pericial do for...Psicologia forense: Contextos e particularidades da avaliação pericial do for...
Psicologia forense: Contextos e particularidades da avaliação pericial do for...
Mauro Paulino
 
Psicologia forense - Contextos e particularidades da avaliação pericial do fo...
Psicologia forense - Contextos e particularidades da avaliação pericial do fo...Psicologia forense - Contextos e particularidades da avaliação pericial do fo...
Psicologia forense - Contextos e particularidades da avaliação pericial do fo...
Mauro Paulino
 
04 construção de instrumentos de medida na área da saúde
04   construção de instrumentos de medida na área da saúde04   construção de instrumentos de medida na área da saúde
04 construção de instrumentos de medida na área da saúde
gisa_legal
 
Catalogo de testes
Catalogo de testesCatalogo de testes
Catalogo de testes
Casa do Psicologo
 
Avaliacao clinica aula 1
Avaliacao clinica aula 1Avaliacao clinica aula 1
Avaliacao clinica aula 1
Morgana Oliveira
 
Minicurso de metologias de investigação como fazer uma revisão sistemática in...
Minicurso de metologias de investigação como fazer uma revisão sistemática in...Minicurso de metologias de investigação como fazer uma revisão sistemática in...
Minicurso de metologias de investigação como fazer uma revisão sistemática in...
6szxyb29z2
 
2925-Texto do Artigo-12852-10176-10-20180615.pdf
2925-Texto do Artigo-12852-10176-10-20180615.pdf2925-Texto do Artigo-12852-10176-10-20180615.pdf
2925-Texto do Artigo-12852-10176-10-20180615.pdf
AndersonChristianEuf
 
Quali e quanti pep r
Quali e quanti pep rQuali e quanti pep r
Quali e quanti pep r
Daniela Gerônimo
 
Artigo. O método psicanalítico e as condições da análise (e da pesquisa clíni...
Artigo. O método psicanalítico e as condições da análise (e da pesquisa clíni...Artigo. O método psicanalítico e as condições da análise (e da pesquisa clíni...
Artigo. O método psicanalítico e as condições da análise (e da pesquisa clíni...
Pedro R. Coutinho
 
Tradução e adaptação transcultural do instrumento spiritual assessment scale ...
Tradução e adaptação transcultural do instrumento spiritual assessment scale ...Tradução e adaptação transcultural do instrumento spiritual assessment scale ...
Tradução e adaptação transcultural do instrumento spiritual assessment scale ...
Catarina Maia
 
Modelo artigo janete ribeiro
Modelo artigo janete ribeiroModelo artigo janete ribeiro
Modelo artigo janete ribeiro
SimoneHelenDrumond
 
Trabalho de Conclusão de Curso
Trabalho de Conclusão de Curso Trabalho de Conclusão de Curso
Trabalho de Conclusão de Curso
Camila Caleffi
 

Semelhante a PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL (20)

V2n2a01
V2n2a01V2n2a01
V2n2a01
 
Unknown parameter value (2)
Unknown parameter value (2)Unknown parameter value (2)
Unknown parameter value (2)
 
Condições de vida dos professores
Condições de vida dos professores Condições de vida dos professores
Condições de vida dos professores
 
Bioestat1 conceitos iniciais
Bioestat1 conceitos iniciaisBioestat1 conceitos iniciais
Bioestat1 conceitos iniciais
 
metodologia do trabalho científico 3
metodologia do trabalho científico 3metodologia do trabalho científico 3
metodologia do trabalho científico 3
 
Folkman e lazarus portugues
Folkman e lazarus portuguesFolkman e lazarus portugues
Folkman e lazarus portugues
 
Diagnóstico psicológico e terapia cognitiva considerações atuais
Diagnóstico psicológico e terapia cognitiva considerações atuaisDiagnóstico psicológico e terapia cognitiva considerações atuais
Diagnóstico psicológico e terapia cognitiva considerações atuais
 
Apresentação__TCD_2021_FMC - Beatriz Pimenta.pptx
Apresentação__TCD_2021_FMC - Beatriz Pimenta.pptxApresentação__TCD_2021_FMC - Beatriz Pimenta.pptx
Apresentação__TCD_2021_FMC - Beatriz Pimenta.pptx
 
Psicologia forense: Contextos e particularidades da avaliação pericial do for...
Psicologia forense: Contextos e particularidades da avaliação pericial do for...Psicologia forense: Contextos e particularidades da avaliação pericial do for...
Psicologia forense: Contextos e particularidades da avaliação pericial do for...
 
Psicologia forense - Contextos e particularidades da avaliação pericial do fo...
Psicologia forense - Contextos e particularidades da avaliação pericial do fo...Psicologia forense - Contextos e particularidades da avaliação pericial do fo...
Psicologia forense - Contextos e particularidades da avaliação pericial do fo...
 
04 construção de instrumentos de medida na área da saúde
04   construção de instrumentos de medida na área da saúde04   construção de instrumentos de medida na área da saúde
04 construção de instrumentos de medida na área da saúde
 
Catalogo de testes
Catalogo de testesCatalogo de testes
Catalogo de testes
 
Avaliacao clinica aula 1
Avaliacao clinica aula 1Avaliacao clinica aula 1
Avaliacao clinica aula 1
 
Minicurso de metologias de investigação como fazer uma revisão sistemática in...
Minicurso de metologias de investigação como fazer uma revisão sistemática in...Minicurso de metologias de investigação como fazer uma revisão sistemática in...
Minicurso de metologias de investigação como fazer uma revisão sistemática in...
 
2925-Texto do Artigo-12852-10176-10-20180615.pdf
2925-Texto do Artigo-12852-10176-10-20180615.pdf2925-Texto do Artigo-12852-10176-10-20180615.pdf
2925-Texto do Artigo-12852-10176-10-20180615.pdf
 
Quali e quanti pep r
Quali e quanti pep rQuali e quanti pep r
Quali e quanti pep r
 
Artigo. O método psicanalítico e as condições da análise (e da pesquisa clíni...
Artigo. O método psicanalítico e as condições da análise (e da pesquisa clíni...Artigo. O método psicanalítico e as condições da análise (e da pesquisa clíni...
Artigo. O método psicanalítico e as condições da análise (e da pesquisa clíni...
 
Tradução e adaptação transcultural do instrumento spiritual assessment scale ...
Tradução e adaptação transcultural do instrumento spiritual assessment scale ...Tradução e adaptação transcultural do instrumento spiritual assessment scale ...
Tradução e adaptação transcultural do instrumento spiritual assessment scale ...
 
Modelo artigo janete ribeiro
Modelo artigo janete ribeiroModelo artigo janete ribeiro
Modelo artigo janete ribeiro
 
Trabalho de Conclusão de Curso
Trabalho de Conclusão de Curso Trabalho de Conclusão de Curso
Trabalho de Conclusão de Curso
 

Mais de Rafael Almeida

UMA CONVERSA SOBRE AS PREVISÕES DA LEI MARIA DA PENHA.ppt
UMA CONVERSA SOBRE AS PREVISÕES DA LEI MARIA DA PENHA.pptUMA CONVERSA SOBRE AS PREVISÕES DA LEI MARIA DA PENHA.ppt
UMA CONVERSA SOBRE AS PREVISÕES DA LEI MARIA DA PENHA.ppt
Rafael Almeida
 
EDUCAÇÃO EMOCIONAL
EDUCAÇÃO EMOCIONALEDUCAÇÃO EMOCIONAL
EDUCAÇÃO EMOCIONAL
Rafael Almeida
 
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDAORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
Rafael Almeida
 
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIAFENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
Rafael Almeida
 
Defesa civil volume II
Defesa civil volume IIDefesa civil volume II
Defesa civil volume II
Rafael Almeida
 
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISEINSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
Rafael Almeida
 
DEFESA CIVIL
DEFESA CIVILDEFESA CIVIL
DEFESA CIVIL
Rafael Almeida
 
FENOMENOLOGIA
FENOMENOLOGIA FENOMENOLOGIA
FENOMENOLOGIA
Rafael Almeida
 
LIDERANÇA
LIDERANÇALIDERANÇA
LIDERANÇA
Rafael Almeida
 
Aconselhamento Cristão nas questões pessoais
Aconselhamento Cristão nas questões pessoaisAconselhamento Cristão nas questões pessoais
Aconselhamento Cristão nas questões pessoais
Rafael Almeida
 
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADEPSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
Rafael Almeida
 
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRERPRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
Rafael Almeida
 
Ansiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superaçãoAnsiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superação
Rafael Almeida
 
Estresse e Alcoolismo na Atividade Policial
Estresse e Alcoolismo na Atividade PolicialEstresse e Alcoolismo na Atividade Policial
Estresse e Alcoolismo na Atividade Policial
Rafael Almeida
 
MOTIVAÇÃO
MOTIVAÇÃOMOTIVAÇÃO
MOTIVAÇÃO
Rafael Almeida
 
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
Rafael Almeida
 
RELAÇÕES INTERPESSOAIS
RELAÇÕES INTERPESSOAISRELAÇÕES INTERPESSOAIS
RELAÇÕES INTERPESSOAIS
Rafael Almeida
 
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZULORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
Rafael Almeida
 
Comunicação organizacional
Comunicação organizacionalComunicação organizacional
Comunicação organizacional
Rafael Almeida
 
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
Rafael Almeida
 

Mais de Rafael Almeida (20)

UMA CONVERSA SOBRE AS PREVISÕES DA LEI MARIA DA PENHA.ppt
UMA CONVERSA SOBRE AS PREVISÕES DA LEI MARIA DA PENHA.pptUMA CONVERSA SOBRE AS PREVISÕES DA LEI MARIA DA PENHA.ppt
UMA CONVERSA SOBRE AS PREVISÕES DA LEI MARIA DA PENHA.ppt
 
EDUCAÇÃO EMOCIONAL
EDUCAÇÃO EMOCIONALEDUCAÇÃO EMOCIONAL
EDUCAÇÃO EMOCIONAL
 
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDAORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
 
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIAFENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
 
Defesa civil volume II
Defesa civil volume IIDefesa civil volume II
Defesa civil volume II
 
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISEINSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
 
DEFESA CIVIL
DEFESA CIVILDEFESA CIVIL
DEFESA CIVIL
 
FENOMENOLOGIA
FENOMENOLOGIA FENOMENOLOGIA
FENOMENOLOGIA
 
LIDERANÇA
LIDERANÇALIDERANÇA
LIDERANÇA
 
Aconselhamento Cristão nas questões pessoais
Aconselhamento Cristão nas questões pessoaisAconselhamento Cristão nas questões pessoais
Aconselhamento Cristão nas questões pessoais
 
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADEPSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
 
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRERPRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
 
Ansiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superaçãoAnsiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superação
 
Estresse e Alcoolismo na Atividade Policial
Estresse e Alcoolismo na Atividade PolicialEstresse e Alcoolismo na Atividade Policial
Estresse e Alcoolismo na Atividade Policial
 
MOTIVAÇÃO
MOTIVAÇÃOMOTIVAÇÃO
MOTIVAÇÃO
 
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
 
RELAÇÕES INTERPESSOAIS
RELAÇÕES INTERPESSOAISRELAÇÕES INTERPESSOAIS
RELAÇÕES INTERPESSOAIS
 
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZULORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
 
Comunicação organizacional
Comunicação organizacionalComunicação organizacional
Comunicação organizacional
 
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
 

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL

  • 1. Rafael Almeida Rayane Evellyn Keila Cristina Iracema Elias Natany Morais Dhanyda Fonseca
  • 2. (Eliana Maria Strapasson, Rosana Marques da Silva &Vanessa Teodoro – Actas do VII Simpósito Nacional de Investigação em Psicologia da Universidade do Moinho, Portugal, 4 a 6 de fevereiro de 2010) (Alessandro Vinicíus de Paula, Arlete Santana Pereira, Elizabeth do Nascimento – Psico-USF, V.12, N.1, P.33-43, jan/jun - 2007)
  • 7. Façam o resumo, entreguem a resenha, apresentem o seminário e estudem para prova!
  • 8. Façam o resumo, entreguem a resenha, apresentem o seminário e estudem para prova!
  • 9. Um processo técnico-científico de coleta de dados, estudos e interpretação de informações a respeito dos fenômenos psicológicos, que são resultantes da relação do indivíduo com a sociedade, utilizando-se, para tanto, de estratégias psicológicas – métodos, técnicas e instrumentos. (p.3 Manual de elaboração de documentos decorrentes de avaliações psicológicas CFP nº007/2003).
  • 11. A Avaliação Psicológica deve ser um processo integrado, onde se utilizam as técnicas apropriadas e necessárias aos diagnósticos. (Alves, 2005; Noronha e Cols., 2002; Pasquali, 2001).
  • 13. Planejamento de RH Recrutamento de pessoal Seleção de pessoal Desenho de cargos Descrição e análise de cargos Avaliação do desempenho Humano Compensação Benefícios Sociais Higiene e segurança Motivação Relações sindicais Treinamento e desenvolvimento de pessoas Desenvolvimento organizacional Banco de dados e sistemas de informação Auditoria de RH
  • 20. Onze municípios de Santa Catarina Questionário fechado com base em quatro características: 1. Utilização de testes 2. Técnicas psicológicas 3. Testes psicológicos 4. Problemas frequentes
  • 21. Testes psicológicos reconhecidos pelo CFP Questionário enviado a 229 psicólogos via email Apenas 25 foram respondidos
  • 25. Atividades Frequência Seleção de pessoal 25 Avaliação de potencial 16 Avaliação de desempenho 14 Treinamento de pessoal 14 Diagnóstico organizacional 10 Avaliação psicológica pericial para condutores 06 Orientação e/ou reorientação profissional 04 Avaliação do estresse ocupacional 04 Saúde do trabalhador 03 Avaliação da carga mental de trabalho 01 Outras (mapeamento de competências, implantação de programas e periódico mental). 02
  • 28. (Carvalho & Nascimento, 1998; Chiavenato, 1997 e Pontes, 1996, citado por Moresco, 2007, p. 29).
  • 37. Na presente pesquisa, a utilização de testes nos diversos tipos de estágios contemplou, parcialmente, a relação de testes indicados como indispensáveis no estudo de Alves e colaboradores (2002), não tendo sido mencionados o Rorschach e o TAT. Dos outros que complementam a relação, apenas o Wartegg, duas baterias de aptidão (BPR- 5 e D-2) e um inventário de interesse (QVI) foram citado.
  • 38. No estudo de Noronha e colaboradores (2002) que contemplou a análise dos testes mais citados pelos alunos de psicologia, verifica-se que 40,0% dos instrumentos não apresentavam normatização brasileira (WISC, PMK, Raven – Escala Geral, CAT – Animal e Humano, Rorschach, Inventário de Interesse de Angelini e Thurstone, HTP e TAT). Atualmente, 66,0% destes instrumentos receberam parecer favorável do CFP.
  • 39. Verificaram-se também os aspectos positivos e negativos que os alunos identificavam na sua formação em AP. O processo de categorização das respostas evidenciou que existe relação entre o que os alunos consideraram positivo e negativo, conforme está exposto na Tabela 3.
  • 40. Técnicas padronizadas Frequência Personalidade 21 Atenção concentrada 16 Habilidades específicas 13 Inteligência 09 Cognição 07 Aptidão 05 Orientação profissional 03 Avaliação da saúde/estresse 03 Saúde do trabalhador 03 Técnicas não padronizadas Frequência Entrevista psicológica 23 Dinâmicas de grupo 22 Entrevista por competências 15 Observação 14