SlideShare uma empresa Scribd logo
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)

PRIMEIRO             PERIODO
  REINADO           REGENCIAL
1822-1831
                    1831-1840


             SEGUNDO
              REINADO
             1840- 1889
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
              CONTEXTO GERAL
 Após a abdicação de D. Pedro I, para seu filho, que
  na época era menor de idade.
          “ prefiro descer do trono com honra a reinar
   desonrado e aviltado os nascidos no Brasil
   congregaram se contra mim no campo da aclamação.
   Não querem saber de mim porque sou português .
   Estão dispostos a se desfazerem de mim porque sou
   português. Meu filho tem sobre mim a vantagem de
   ser brasileiro. Os brasileiros prezam-no. governará sem
   dificuldades e a constituição garante-lhe seus direitos.
   Renuncio         a     coroa       conforme     comecei,
   constitucionalmente.''
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)

             Enquanto “Pedrinho”, não atingisse a
              maioridade a Constituição estabelecia que
              o país fosse governado por uma Regência.

             Neste momento a vida política do país
               estava dominada por 3 grupos:
            I. Restauradores: Portugueses ligados a D.
               Pedro I, conservadores e absolutistas.

            I. Lib. Moderados: Prop. Rurais do Sudeste,
               escravistas, centralizadores e principal
               força política da época.

            I. Lib. Exaltados: Prop. Rurais sem força
               política, classe média urbana, militares
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
                                        No primeiro período da
                                       Regência, os liberais pressionaram
     PERÍODOS DA REGÊNCIA              o governo e com isso conseguiram
                                       adotar leis que visavam atender os
 AVANÇO LIBERAL - 1831 ATÉ 1836       seu próprios interesses.
 REGRESSO CONSERVADOR – 1836 A 1840
                                        A mais importante delas foi a
                                       reformulação da Constituição,
                                       onde descentralizava o poder e
                                       dava     mais   autonomia    às
                                       províncias.

                                        Neste período três partidos
                                       disputavam o poder político:
                                       I.Partido exaltado
                                       II.Partido Moderado
                                       III.Partido Restaurador
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
                      Durante o Avanço Liberal, o
                       Partido Moderado manteve-se
• PARTIDO EXALTADO     no poder, enquanto os exaltados
                       e os restauradores ficavam na
                       oposição.

                      Obs: Direita indica grupos que
                       não querem mudanças radicais
                       na estrutura existente.

                             Esquerda são grupos que
                       desejam reformas econômicas,
                       sociais e políticas.
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
                           REGRESSO CONSERVADOR

 Neste período de 1834 a 1836 muitos fatores levaram ao desaparecimento dos
  três partidos.

 Restaurador – Com a morte de D. Pedro I, não havia o que restaurar.
 Moderadores – Não conseguiram manter-se unidos por diferenças políticas
  entre seus líderes.
 Exaltado – Ficou enfraquecido, pois muitos foram presos e até mortos.


  Diante de todo este processo vão surgir dois novos partidos:

 REGRESSISTAS liderados por Bernardo de Vasconcelos e composto por antigos
  moderados e restauradores – Governo forte e centralizado.
 PROGRESSISTAS liderados por Feijó que reunia os sobreviventes dos
  exaltados com a i.deia de uma monarquia constitucional
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)


Instabilidade política (agitações internas).

 Fases:
   – Regência Trina Provisória (abr/jul 1831);
   – Regência Trina Permanente (1831 – 1834);          AVANÇO LIBERAL

   – Regência Una do Padre Feijó (1835 – 1837);
   – Regência Una de Araújo Lima (1837 – 1840).

                                         REGRESSO CONSERVADOR
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
               Regência Provisória (Abr/Jul 1831):

Reflete os interesses dos grupos mais importantes
Francisco de Lima ( exército) , Carneiro Campos (Conservador) e Nicolau Pereira
    (Liberais).
 Buscou estabelecer paz interna

   Anistia aos revoltosos

   Suspensão provisória do Poder Moderador.

   Proibição de criar novos impostos.

   Proibição de dissolver a Câmara de Deputados.

   Eleição de uma Regência Permanente.
PERÍODO REGENCIAL
    (1831-1840)
                     Regência Trina Permanente (1831 – 1834):

                     Brigadeiro Francisco Lima e Silva, João Bráulio
                      Muniz (Norte) e José da Costa Carvalho (sul).

                     Criação da Guarda Nacional (ago/1831 – Padre
                      Diogo Feijó).

                     Redução do exército e da Marinha.

                     Comando: “coronéis” (patente vendida ou
                      eleita entre os chamados “cidadãos ativos” –
                      eleitores).

                     Defesa de interesses pessoais dos grandes
                      fazendeiros.
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
     Criação do Código de Processo Criminal (nov/1832):
       • Autoridade judiciária e policial (nos municípios) aos “juízes de paz”,
          eleito entre os grandes proprietários.

    Ato Adicional de 1834:
        • Reforma constitucional.
        • Objetivo: conciliação entre moderados e exaltados.
        • Assembléias Legislativas Provinciais (Deputados Estaduais). Capital
          nomeava os Presidentes de Província.
        • Substituição da Regência Trina por Regência Una.
        • Suspensão do Conselho de Estado, mantendo-se, porém, Poder
          Moderador.
• Obs: A Regência Permanente tinha como objetivo maior consolidar os
  interesses da elite dominante, utilizando sempre a repressão policial.
  Perseguição violenta aos liberais exaltados.
   Nos próximos 30 anos os militares são postos à margem de qualquer decisão
  política importante no Brasil, fazendo com que a Guarda Nacional se tornasse
  o braço direito do governo.
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
               Regência Una do Padre Feijó (1835 – 1837)
 1835, novas eleições para Regente e Feijó sai vencedor.

 Como Ministro da Justiça na Regência Permanente era conhecido por sua
  violência, mas no governo se revelou um péssimo político e administrador.

 Não conseguiu derrotar as revoltas em seu governo: Farroupilha, RS e
  Cabanagem, no Pará.

 Em 1837, renuncia e é substituído pelo regressista Araújo Lima.
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
                  Regência Una de Araújo Lima (1837 – 1840):

 O nome do Partido Regressista já responde o governo de Araújo Lima.

 As duas principais conquistas dos liberais foram reformuladas:


    I. Ato Adicional – Tirando a autonomia das províncias e dando o controle de
   todo o sistema jurídico e policial ao governo central.

     II. Código de Processo Criminal – tirando a autoridade dos juízes de paz e
   transferindo aos chefes de polícia, delegados e juízes municipais.

Retirando assim, o pouco de democracia e participação popular
Que existia no Império.
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
GOLPE DA MAIORIDADE – FIM DO PERÍODO REGENCIAL

 Plano executado pelos progressistas.
 Progressistas era minoria na Câmara e não tinha condições nenhuma de voltar
  a compor o governo, assim resolveram antecipar a colocação de D.PedroII no
  trono.

 Regressistas não poderiam lutar contra a Maioridade por dois motivos:


1. A chegada de Pedro II ao trono representaria a Consolidação do Regresso
   Conservador.
2. Não era bom ir contra a estes interesses, pois a qualquer momento ele
   assumiria o poder e com amplos poderes.
 22 de julho de 1840, Pedro II assumi o trono e nomeia seu primeiro ministério,
   formado em sua maioria por membros do partido Liberal.
                         FIM DO PERÍODO REGENCIAL
PRINCIPAIS FATORES QUE OCASIONARAM
PERÍODO REGENCIAL
                                                 AS REVOLTAS
(1831-1840)

                                    A crise que se arrastava desde a época
   As Revoltas Regenciais            da independência.


1831-1832 : Levantes no RJ         A excessiva centralização     político-
                                     administrativa do Império.
1835-1840: Cabanagem, Pará
                                    As péssimas condições de vida da
                                     esmagadora maioria da população.
1835-1845: Farroupilha, RS e SC

1837-1838: Sabinada, BA

1838-1841: Balaiada, MA
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)
REVOLTAS REGENCIAIS (1831-1840)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Unificação italiana e alemã
Unificação italiana e alemãUnificação italiana e alemã
Unificação italiana e alemã
Gabriel Passeri
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
Claudenilson da Silva
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
Fabiana Tonsis
 
A União Ibérica e o Brasil holandês
A União Ibérica e o Brasil holandêsA União Ibérica e o Brasil holandês
A União Ibérica e o Brasil holandês
Ramiro Bicca
 
Segundo reinado slide
Segundo reinado slideSegundo reinado slide
Segundo reinado slide
professordehistoria
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
Ramiro Bicca
 
Revoltas no brasil colonial
Revoltas no brasil colonialRevoltas no brasil colonial
Revoltas no brasil colonial
seixasmarianas
 
E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.
Privada
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
Pérysson Nogueira
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
Daniel Alves Bronstrup
 
Independência América Espanhola
Independência América EspanholaIndependência América Espanhola
Independência América Espanhola
dmflores21
 
Guerra de Secessão nos EUA
Guerra de Secessão nos EUAGuerra de Secessão nos EUA
Guerra de Secessão nos EUA
Michele Frison
 
Período regencial no Brasil
Período regencial no BrasilPeríodo regencial no Brasil
Período regencial no Brasil
Edenilson Morais
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
Slides de Tudo
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
Fatima Freitas
 
Período Regencial
Período RegencialPeríodo Regencial
Período Regencial
Guilherme Drumond
 
Revoltas do período regencial
Revoltas do período regencialRevoltas do período regencial
Revoltas do período regencial
Fatima Freitas
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
Alan
 
3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial
Daniel Alves Bronstrup
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Valéria Shoujofan
 

Mais procurados (20)

Unificação italiana e alemã
Unificação italiana e alemãUnificação italiana e alemã
Unificação italiana e alemã
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
A União Ibérica e o Brasil holandês
A União Ibérica e o Brasil holandêsA União Ibérica e o Brasil holandês
A União Ibérica e o Brasil holandês
 
Segundo reinado slide
Segundo reinado slideSegundo reinado slide
Segundo reinado slide
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
 
Revoltas no brasil colonial
Revoltas no brasil colonialRevoltas no brasil colonial
Revoltas no brasil colonial
 
E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
 
Independência América Espanhola
Independência América EspanholaIndependência América Espanhola
Independência América Espanhola
 
Guerra de Secessão nos EUA
Guerra de Secessão nos EUAGuerra de Secessão nos EUA
Guerra de Secessão nos EUA
 
Período regencial no Brasil
Período regencial no BrasilPeríodo regencial no Brasil
Período regencial no Brasil
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Período Regencial
Período RegencialPeríodo Regencial
Período Regencial
 
Revoltas do período regencial
Revoltas do período regencialRevoltas do período regencial
Revoltas do período regencial
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 

Destaque

Período Regencial
Período RegencialPeríodo Regencial
Período Regencial
Valéria Shoujofan
 
CEGH 12 - O Período Regencial
CEGH 12 - O Período RegencialCEGH 12 - O Período Regencial
CEGH 12 - O Período Regencial
Prof Vaguito Sobrenome
 
A ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasilA ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasil
Fatima Freitas
 
Músicas na ditadura militar
Músicas na ditadura militarMúsicas na ditadura militar
Músicas na ditadura militar
Edson Alves
 
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Edenilson Morais
 
Ditadura militar disma
Ditadura militar dismaDitadura militar disma
Ditadura militar disma
Dismael Sagás
 
História de Mato Grosso - Prof Medeiros
História de Mato Grosso - Prof MedeirosHistória de Mato Grosso - Prof Medeiros
História de Mato Grosso - Prof Medeiros
João Medeiros
 
Regência
RegênciaRegência
Apresentação Anita Garibaldi
 Apresentação Anita Garibaldi Apresentação Anita Garibaldi
Apresentação Anita Garibaldi
Dayanne de Menezes
 
Imperio periodoregencial
Imperio periodoregencialImperio periodoregencial
Imperio periodoregencial
Carlos Zaranza
 
Aula ditadura militar
Aula ditadura militarAula ditadura militar
Aula ditadura militar
Cristiano Santana
 
78070797 a-felicidade-em-aristoteles
78070797 a-felicidade-em-aristoteles78070797 a-felicidade-em-aristoteles
78070797 a-felicidade-em-aristoteles
Adeilsa Ferreira
 
Desenrolando o Egito
Desenrolando o EgitoDesenrolando o Egito
Desenrolando o Egito
Carlos Zaranza
 
Cinema e educação
Cinema e educaçãoCinema e educação
Cinema e educação
Eddieuepg
 
Felicidade 3 ano
Felicidade 3 anoFelicidade 3 ano
Felicidade 3 ano
Over Lane
 
Grecia Antiga
Grecia Antiga Grecia Antiga
Grecia Antiga
Carlos Zaranza
 
Música na ditadura militar
Música na ditadura militarMúsica na ditadura militar
Música na ditadura militar
liea
 
História de mato grosso período colonial
História de mato grosso   período colonialHistória de mato grosso   período colonial
História de mato grosso período colonial
Edenilson Morais
 
Primeiro reinado e período regencial
Primeiro reinado e período regencialPrimeiro reinado e período regencial
Primeiro reinado e período regencial
Tatiana Rezende
 
07. brasil aula sobre período regencial
07. brasil aula sobre período regencial07. brasil aula sobre período regencial
07. brasil aula sobre período regencial
Darlan Campos
 

Destaque (20)

Período Regencial
Período RegencialPeríodo Regencial
Período Regencial
 
CEGH 12 - O Período Regencial
CEGH 12 - O Período RegencialCEGH 12 - O Período Regencial
CEGH 12 - O Período Regencial
 
A ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasilA ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasil
 
Músicas na ditadura militar
Músicas na ditadura militarMúsicas na ditadura militar
Músicas na ditadura militar
 
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
 
Ditadura militar disma
Ditadura militar dismaDitadura militar disma
Ditadura militar disma
 
História de Mato Grosso - Prof Medeiros
História de Mato Grosso - Prof MedeirosHistória de Mato Grosso - Prof Medeiros
História de Mato Grosso - Prof Medeiros
 
Regência
RegênciaRegência
Regência
 
Apresentação Anita Garibaldi
 Apresentação Anita Garibaldi Apresentação Anita Garibaldi
Apresentação Anita Garibaldi
 
Imperio periodoregencial
Imperio periodoregencialImperio periodoregencial
Imperio periodoregencial
 
Aula ditadura militar
Aula ditadura militarAula ditadura militar
Aula ditadura militar
 
78070797 a-felicidade-em-aristoteles
78070797 a-felicidade-em-aristoteles78070797 a-felicidade-em-aristoteles
78070797 a-felicidade-em-aristoteles
 
Desenrolando o Egito
Desenrolando o EgitoDesenrolando o Egito
Desenrolando o Egito
 
Cinema e educação
Cinema e educaçãoCinema e educação
Cinema e educação
 
Felicidade 3 ano
Felicidade 3 anoFelicidade 3 ano
Felicidade 3 ano
 
Grecia Antiga
Grecia Antiga Grecia Antiga
Grecia Antiga
 
Música na ditadura militar
Música na ditadura militarMúsica na ditadura militar
Música na ditadura militar
 
História de mato grosso período colonial
História de mato grosso   período colonialHistória de mato grosso   período colonial
História de mato grosso período colonial
 
Primeiro reinado e período regencial
Primeiro reinado e período regencialPrimeiro reinado e período regencial
Primeiro reinado e período regencial
 
07. brasil aula sobre período regencial
07. brasil aula sobre período regencial07. brasil aula sobre período regencial
07. brasil aula sobre período regencial
 

Semelhante a Período regencial

Brasil Império Período Regencial.ppt
Brasil Império Período Regencial.pptBrasil Império Período Regencial.ppt
Brasil Império Período Regencial.ppt
Alex Fonte
 
Perãodo regencial -_ok[1]
Perãodo regencial -_ok[1]Perãodo regencial -_ok[1]
Perãodo regencial -_ok[1]
Evanilde Chuva
 
Perãodo regencial -_ok[1]
Perãodo regencial -_ok[1]Perãodo regencial -_ok[1]
Perãodo regencial -_ok[1]
Evanilde Chuva
 
História do brasil 7
História do brasil 7História do brasil 7
História do brasil 7
fernandacarolinestang
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831  1840)Período regencial (1831  1840)
Período regencial (1831 1840)
Marilia Pimentel
 
Brasil império período regencial (1831-1840)
Brasil império   período regencial (1831-1840)Brasil império   período regencial (1831-1840)
Brasil império período regencial (1831-1840)
sissapb
 
PeríOdo RegêNcial
PeríOdo RegêNcialPeríOdo RegêNcial
PeríOdo RegêNcial
YANBGA
 
Das Regências a proclamação da República
Das Regências a proclamação da RepúblicaDas Regências a proclamação da República
Das Regências a proclamação da República
Edenilson Morais
 
Periodoregencial aula de breno
Periodoregencial    aula de breno Periodoregencial    aula de breno
Periodoregencial aula de breno
Janete Garcia de Freitas
 
Brasil monárquico
Brasil monárquicoBrasil monárquico
Brasil monárquico
Marcela Marangon Ribeiro
 
PERÍODO REGENCIAL.ppt
PERÍODO REGENCIAL.pptPERÍODO REGENCIAL.ppt
PERÍODO REGENCIAL.ppt
WLLIANEMARTINSDESOUS
 
Periodo regencia ll.ppt aula 2⺠ano
Periodo regencia ll.ppt aula 2⺠anoPeriodo regencia ll.ppt aula 2⺠ano
Periodo regencia ll.ppt aula 2⺠ano
Isadora Alves
 
BRASIL 03 - BRASIL IMPÉRIO
BRASIL 03 - BRASIL IMPÉRIOBRASIL 03 - BRASIL IMPÉRIO
BRASIL 03 - BRASIL IMPÉRIO
Diego Bian Filo Moreira
 
011509 periodo regencial_modificado
011509 periodo regencial_modificado011509 periodo regencial_modificado
011509 periodo regencial_modificado
alexroro15
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831 1840)Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831 1840)
Edenilson Morais
 
História geral - Período regêncial
História geral - Período regêncialHistória geral - Período regêncial
História geral - Período regêncial
Matheus Alves
 
Brasil Império2018
Brasil Império2018Brasil Império2018
Brasil Império2018
Zeze Silva
 
Historias - Periodos reagentes
Historias - Periodos reagentesHistorias - Periodos reagentes
Historias - Periodos reagentes
igor18ms
 
1º reinado e período regencial
1º reinado e período regencial1º reinado e período regencial
1º reinado e período regencial
Auxiliadora
 
Brasil Período Regencial
Brasil Período RegencialBrasil Período Regencial
Brasil Período Regencial
dmflores21
 

Semelhante a Período regencial (20)

Brasil Império Período Regencial.ppt
Brasil Império Período Regencial.pptBrasil Império Período Regencial.ppt
Brasil Império Período Regencial.ppt
 
Perãodo regencial -_ok[1]
Perãodo regencial -_ok[1]Perãodo regencial -_ok[1]
Perãodo regencial -_ok[1]
 
Perãodo regencial -_ok[1]
Perãodo regencial -_ok[1]Perãodo regencial -_ok[1]
Perãodo regencial -_ok[1]
 
História do brasil 7
História do brasil 7História do brasil 7
História do brasil 7
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831  1840)Período regencial (1831  1840)
Período regencial (1831 1840)
 
Brasil império período regencial (1831-1840)
Brasil império   período regencial (1831-1840)Brasil império   período regencial (1831-1840)
Brasil império período regencial (1831-1840)
 
PeríOdo RegêNcial
PeríOdo RegêNcialPeríOdo RegêNcial
PeríOdo RegêNcial
 
Das Regências a proclamação da República
Das Regências a proclamação da RepúblicaDas Regências a proclamação da República
Das Regências a proclamação da República
 
Periodoregencial aula de breno
Periodoregencial    aula de breno Periodoregencial    aula de breno
Periodoregencial aula de breno
 
Brasil monárquico
Brasil monárquicoBrasil monárquico
Brasil monárquico
 
PERÍODO REGENCIAL.ppt
PERÍODO REGENCIAL.pptPERÍODO REGENCIAL.ppt
PERÍODO REGENCIAL.ppt
 
Periodo regencia ll.ppt aula 2⺠ano
Periodo regencia ll.ppt aula 2⺠anoPeriodo regencia ll.ppt aula 2⺠ano
Periodo regencia ll.ppt aula 2⺠ano
 
BRASIL 03 - BRASIL IMPÉRIO
BRASIL 03 - BRASIL IMPÉRIOBRASIL 03 - BRASIL IMPÉRIO
BRASIL 03 - BRASIL IMPÉRIO
 
011509 periodo regencial_modificado
011509 periodo regencial_modificado011509 periodo regencial_modificado
011509 periodo regencial_modificado
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831 1840)Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831 1840)
 
História geral - Período regêncial
História geral - Período regêncialHistória geral - Período regêncial
História geral - Período regêncial
 
Brasil Império2018
Brasil Império2018Brasil Império2018
Brasil Império2018
 
Historias - Periodos reagentes
Historias - Periodos reagentesHistorias - Periodos reagentes
Historias - Periodos reagentes
 
1º reinado e período regencial
1º reinado e período regencial1º reinado e período regencial
1º reinado e período regencial
 
Brasil Período Regencial
Brasil Período RegencialBrasil Período Regencial
Brasil Período Regencial
 

Período regencial

  • 2. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840) PRIMEIRO PERIODO REINADO REGENCIAL 1822-1831 1831-1840 SEGUNDO REINADO 1840- 1889
  • 3. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840) CONTEXTO GERAL  Após a abdicação de D. Pedro I, para seu filho, que na época era menor de idade. “ prefiro descer do trono com honra a reinar desonrado e aviltado os nascidos no Brasil congregaram se contra mim no campo da aclamação. Não querem saber de mim porque sou português . Estão dispostos a se desfazerem de mim porque sou português. Meu filho tem sobre mim a vantagem de ser brasileiro. Os brasileiros prezam-no. governará sem dificuldades e a constituição garante-lhe seus direitos. Renuncio a coroa conforme comecei, constitucionalmente.''
  • 4. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)  Enquanto “Pedrinho”, não atingisse a maioridade a Constituição estabelecia que o país fosse governado por uma Regência.  Neste momento a vida política do país estava dominada por 3 grupos: I. Restauradores: Portugueses ligados a D. Pedro I, conservadores e absolutistas. I. Lib. Moderados: Prop. Rurais do Sudeste, escravistas, centralizadores e principal força política da época. I. Lib. Exaltados: Prop. Rurais sem força política, classe média urbana, militares
  • 5. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)  No primeiro período da Regência, os liberais pressionaram PERÍODOS DA REGÊNCIA o governo e com isso conseguiram adotar leis que visavam atender os  AVANÇO LIBERAL - 1831 ATÉ 1836 seu próprios interesses.  REGRESSO CONSERVADOR – 1836 A 1840  A mais importante delas foi a reformulação da Constituição, onde descentralizava o poder e dava mais autonomia às províncias.  Neste período três partidos disputavam o poder político: I.Partido exaltado II.Partido Moderado III.Partido Restaurador
  • 7. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)  Durante o Avanço Liberal, o Partido Moderado manteve-se • PARTIDO EXALTADO no poder, enquanto os exaltados e os restauradores ficavam na oposição.  Obs: Direita indica grupos que não querem mudanças radicais na estrutura existente. Esquerda são grupos que desejam reformas econômicas, sociais e políticas.
  • 8. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840) REGRESSO CONSERVADOR  Neste período de 1834 a 1836 muitos fatores levaram ao desaparecimento dos três partidos.  Restaurador – Com a morte de D. Pedro I, não havia o que restaurar.  Moderadores – Não conseguiram manter-se unidos por diferenças políticas entre seus líderes.  Exaltado – Ficou enfraquecido, pois muitos foram presos e até mortos. Diante de todo este processo vão surgir dois novos partidos:  REGRESSISTAS liderados por Bernardo de Vasconcelos e composto por antigos moderados e restauradores – Governo forte e centralizado.  PROGRESSISTAS liderados por Feijó que reunia os sobreviventes dos exaltados com a i.deia de uma monarquia constitucional
  • 10. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840) Instabilidade política (agitações internas).  Fases: – Regência Trina Provisória (abr/jul 1831); – Regência Trina Permanente (1831 – 1834); AVANÇO LIBERAL – Regência Una do Padre Feijó (1835 – 1837); – Regência Una de Araújo Lima (1837 – 1840). REGRESSO CONSERVADOR
  • 11. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840) Regência Provisória (Abr/Jul 1831): Reflete os interesses dos grupos mais importantes Francisco de Lima ( exército) , Carneiro Campos (Conservador) e Nicolau Pereira (Liberais).  Buscou estabelecer paz interna  Anistia aos revoltosos  Suspensão provisória do Poder Moderador.  Proibição de criar novos impostos.  Proibição de dissolver a Câmara de Deputados.  Eleição de uma Regência Permanente.
  • 12. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)  Regência Trina Permanente (1831 – 1834):  Brigadeiro Francisco Lima e Silva, João Bráulio Muniz (Norte) e José da Costa Carvalho (sul).  Criação da Guarda Nacional (ago/1831 – Padre Diogo Feijó).  Redução do exército e da Marinha.  Comando: “coronéis” (patente vendida ou eleita entre os chamados “cidadãos ativos” – eleitores).  Defesa de interesses pessoais dos grandes fazendeiros.
  • 13. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840)  Criação do Código de Processo Criminal (nov/1832): • Autoridade judiciária e policial (nos municípios) aos “juízes de paz”, eleito entre os grandes proprietários.  Ato Adicional de 1834: • Reforma constitucional. • Objetivo: conciliação entre moderados e exaltados. • Assembléias Legislativas Provinciais (Deputados Estaduais). Capital nomeava os Presidentes de Província. • Substituição da Regência Trina por Regência Una. • Suspensão do Conselho de Estado, mantendo-se, porém, Poder Moderador. • Obs: A Regência Permanente tinha como objetivo maior consolidar os interesses da elite dominante, utilizando sempre a repressão policial. Perseguição violenta aos liberais exaltados. Nos próximos 30 anos os militares são postos à margem de qualquer decisão política importante no Brasil, fazendo com que a Guarda Nacional se tornasse o braço direito do governo.
  • 14. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840) Regência Una do Padre Feijó (1835 – 1837)  1835, novas eleições para Regente e Feijó sai vencedor.  Como Ministro da Justiça na Regência Permanente era conhecido por sua violência, mas no governo se revelou um péssimo político e administrador.  Não conseguiu derrotar as revoltas em seu governo: Farroupilha, RS e Cabanagem, no Pará.  Em 1837, renuncia e é substituído pelo regressista Araújo Lima.
  • 15. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840) Regência Una de Araújo Lima (1837 – 1840):  O nome do Partido Regressista já responde o governo de Araújo Lima.  As duas principais conquistas dos liberais foram reformuladas: I. Ato Adicional – Tirando a autonomia das províncias e dando o controle de todo o sistema jurídico e policial ao governo central. II. Código de Processo Criminal – tirando a autoridade dos juízes de paz e transferindo aos chefes de polícia, delegados e juízes municipais. Retirando assim, o pouco de democracia e participação popular Que existia no Império.
  • 16. PERÍODO REGENCIAL (1831-1840) GOLPE DA MAIORIDADE – FIM DO PERÍODO REGENCIAL  Plano executado pelos progressistas.  Progressistas era minoria na Câmara e não tinha condições nenhuma de voltar a compor o governo, assim resolveram antecipar a colocação de D.PedroII no trono.  Regressistas não poderiam lutar contra a Maioridade por dois motivos: 1. A chegada de Pedro II ao trono representaria a Consolidação do Regresso Conservador. 2. Não era bom ir contra a estes interesses, pois a qualquer momento ele assumiria o poder e com amplos poderes.  22 de julho de 1840, Pedro II assumi o trono e nomeia seu primeiro ministério, formado em sua maioria por membros do partido Liberal. FIM DO PERÍODO REGENCIAL
  • 17. PRINCIPAIS FATORES QUE OCASIONARAM PERÍODO REGENCIAL AS REVOLTAS (1831-1840)  A crise que se arrastava desde a época As Revoltas Regenciais da independência. 1831-1832 : Levantes no RJ  A excessiva centralização político- administrativa do Império. 1835-1840: Cabanagem, Pará  As péssimas condições de vida da esmagadora maioria da população. 1835-1845: Farroupilha, RS e SC 1837-1838: Sabinada, BA 1838-1841: Balaiada, MA