SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
O ensino da
Língua Portuguesa
PARAMETROS CURRICULARES
NACIONAIS
Brasil. Secretaria de Educação Fundamental.
Parâmetros curriculares nacionais: língua portuguesa,
Secretaria de Educação Fundamental, Brasília: MEC/SEF, 1997. 144p.
O ensino da Língua Portuguesa no
Ensino Fundamental
Objetivos
• expandir o uso da linguagem em instâncias
privadas e utilizá-la com eficácia em instâncias
públicas, sabendo assumir a palavra e produzir
textos — tanto orais como escritos — coerentes,
coesos, adequados a seus destinatários, aos
objetivos a que se propõem e aos assuntos tratados;
• utilizar diferentes registros, inclusive os mais
formais da variedade lingüística valorizada
socialmente, sabendo adequá-los às circunstâncias
da situação comunicativa de que participam;
O ensino da Língua Portuguesa no
Ensino Fundamental
Objetivos
• conhecer e respeitar as diferentes variedades
lingüísticas do português falado;
• compreender os textos orais e escritos com os
quais se defrontam em diferentes situações de
participação social, interpretando-os
corretamente e inferindo as intenções de quem
os produz;
O ensino da Língua Portuguesa no
Ensino Fundamental
Objetivos
• valorizar a leitura como fonte de informação, via de acesso aos
mundos criados pela literatura e possibilidade de fruição
estética, sendo capazes de recorrer aos materiais escritos em
função de diferentes objetivos;
• utilizar a linguagem como instrumento de aprendizagem,
sabendo como proceder para ter acesso, compreender e fazer
uso de informações
• conhecer e analisar criticamente os usos da língua como veículo
de valores e preconceitos de classe, credo, gênero ou etnia.
O ensino da Língua Portuguesa no
Ensino Fundamental
Objetivos
• utilizar a linguagem como instrumento de aprendizagem, sabendo
como proceder para ter acesso, compreender e fazer uso de
informações contidas nos textos: identificar aspectos relevantes;
organizar notas; elaborar roteiros; compor textos coerentes a
partir de trechos oriundos de diferentes fontes; fazer resumos,
índices, esquemas, etc
• valer-se da linguagem para melhorar a qualidade de suas relações pessoais,
sendo capazes de expressar seus sentimentos, experiências, idéias e opiniões,
bem como de acolher, interpretar e considerar os dos outros, contrapondo-os
quando necessário;
• usar os conhecimentos adquiridos por meio da prática de reflexão sobre a
língua para expandirem as possibilidades de uso da linguagem e a capacidade
de análise crítica;
O ensino da Língua Portuguesa no
Ensino Fundamental
Objetivos
• valorizar a leitura como fonte de informação,
via de acesso aos mundos criados pela literatura
e possibilidade de fruição estética, sendo
capazes de recorrer aos materiais escritos em
função de diferentes objetivos;
Expectativas de aprendizagem no
decorrer das séries
• 1ª série – Revisar textos coletivamente com ajuda do
professor.
• 2ª série – Revisar textos coletivamente com a ajuda
do professor ou em parceria com colegas.
• 3ª série –Revisar – coletivamente, com ajuda do
professor – textos (próprios e de outros) do ponto de
vista ortográfico.
• 4ª série -Revisar textos (próprios e de outros), em
parceria com os colegas, assumindo o ponto de vista
do leitor com intenção de evitar repetições
desnecessárias (por meio de substituição ou uso de
recursos da pontuação).
Expectativas de aprendizagem no
decorrer das séries
3ª série
 Reescrever e/ou produzir textos de autoria, com apoio do
professor, utilizando procedimentos de escritor: planejar o que vai
escrever considerando a intencionalidade, o interlocutor, o
portador e as características do gênero; fazer rascunhos; reler o
que está escrevendo, tanto para controlar a progressão temática
quanto para melhorar outros aspectos – discursivos ou
notacionais – do texto.
 Revisar – coletivamente, com ajuda do professor – textos
(próprios e de outros) do ponto de vista ortográfico.
Expectativas de aprendizagem no
decorrer das séries
4ª série
Reescrever e/ou produzir textos de autoria utilizando
procedimentos de escritor: planejar o que vai escrever
considerando a intencionalidade, o interlocutor, o portador e
as características do gênero; fazer rascunhos; reler o que
está escrevendo, tanto para controlar a progressão temática
quanto para melhorar outros aspectos – discursivos ou
notacionais – do texto;
 Revisar textos (próprios e de outros), em parceria com os
colegas, assumindo o ponto de vista do leitor com intenção
de evitar repetições desnecessárias (por meio de
substituição ou uso de recursos da pontuação).
O ensino da Língua Portuguesa
Os PCNs
• Privilegiam a dimensão interacional e
discursiva da língua.
• Definem o domínio dessa língua como
uma das condições para a plena
participação do indivíduo em seu meio
social.
O ensino da Língua Portuguesa
Os PCNs estabelecem que os conteúdos
de língua portuguesa devam se articular
em torno de dois grandes eixos:
>> o do uso da língua oral e escrita;
>> o da reflexão acerca desses usos;
O ensino da Língua Portuguesa:
Organização dos conteúdos
ANTES DOS PCN’S
• alfabetização,
• ortografia,
• pontuação,
• leitura em voz
alta,
• interpretação de
texto,
• redação
• gramática
A PARTIR DOS PCN’S
USO > REFLEXÃO > USO
ponto de partida
=
finalidade do ensino
=
produção/compreensão de
discursos
O ensino da Língua Portuguesa
O que se deseja com o ensino da Língua
Portuguesa?
• Que o professor de línguas não faça “do
conhecimento gramatical o único
fundamento de sua autoridade”, até
porque “ a língua excede a gramática”
Ilari & Basso (2006
O ensino da Língua Portuguesa
A gramática, sozinha, é incapaz de
preencher as necessidades
interacionais de quem FALA,
ESCUTA, LÊ ou ESCREVE TEXTOS.
(Antunes, 2007)
Questionamentos sobre o ensino da
Língua Portuguesa
1. que o aluno seja um
usuário competente da
língua;
2. que ele seja crítico,
reflexivo e
independente.
Dois níveis de
exigência:
Conhecimentos além do gramatical
• O conhecimento do real ou do mundo.
• O conhecimento das normas de
textualização.
• O conhecimento das normas sociais de
uso da língua.
O ensino da Língua Portuguesa
pautado nos gêneros de texto
um ensino da língua
materna, a partir de trabalho
efetivo com os gêneros de
texto ou discursivos, nas
modalidades escrita e oral.
Os PCNs
propõem
PROPOSTA DOS PCNs
• QUE O EIXO CENTRAL DO ENSINO DA
LÍNGUA SE INSTALE SOBRE O TEXTO,
COMO REALIZAÇÃO DISCURSIVA DO
GÊNERO, COMO FORMA DE EXPLICAR O
USO EFETIVO DA LÍNGUA.
TEXTO
O estudo da
gramática
e o estudo das
estruturas
lingüísticas
redirecionamento do
enfoque da prática
pedagógica do
ensino de língua
portuguesa
compõem o texto
TEXTO
Unidade significativa que concretiza
habilidades e competências
relacionadas a situações concretas
Gêneros Textuais
Realizações empíricas do texto em situações
sócio-comunicativas:
Ex. carta, telefonema, conversa, palestra, aula,
curriculum vitae, monografia, recibo, relatório,
ofício, romance, editorial, notícia, telegrama,
resumo, ata etc (Marcuschi, 2000)
Tipos textuais
Classificação que toma como critério a
organização lingüística, o conjunto de
estruturas lingüísticas utilizadas no plano
composicional do texto.
O plano composicional é constituído por
palavras, frases, orações etc.
Ex. Narrativo, descritivo, expositivo,
argumentativo, instrucional , injuntivo e
preditivo.
desde
• a capacidade de usar o conhecimento
gramatical para perceber a relação entre
palavras
até
• a capacidade de usar o vocabulário para
perceber estruturas textuais, atitudes e
intenções
Habilidades que desenvolvem a
competência textual
Competências: são modalidades estruturais
da inteligência; são ações e operações que
utilizamos para estabelecer relações com e entre
objetos situações, fenômenos e pessoas.
Habilidades: referem-se ao plano imediato do
saber fazer; aperfeiçoam-se e articulam-se,
possibilitando nova reorganização das
competências.
O ensino com foco em habilidades e
competências permite que sejam
desenvolvidos processos gerais de
raciocínio, EM VEZ de contemplar-se
a memorização de conteúdos .
Avaliação de Língua Portuguesa
Saeb
Estruturação
FOCO: TEXTO
LEITURA
OBJETIVO: Apreender o texto como
construção de conhecimento em diferentes
níveis de compreensão, análise e interpretação
Matriz de Referência de Língua Portuguesa
OBJETOS DE CONHECIMENTO OU CONTEÚDOS
conjunto de habilidades específicas reunidas no foco
LEITURA
instrumentos de acesso às competências que o
aluno/leitor demonstra por meio de
Matriz de Referência de Língua Portuguesa
MATRIZ DE REFERÊNCIA é o
referencial curricular mínimo a ser
avaliado em cada disciplina e série,
informando as competências e
habilidades esperadas dos alunos.
Matriz de referência de Língua
Portuguesa
COMPREENDE
• o conjunto de habilidades previstas
como objeto de avaliação.
CONSTITUI:
• parâmetro de avaliação;
• espécie de pauta.
ESTRUTURAÇÃO
a) na dimensão objeto do conhecimento,
(foram elencados seis tópicos)
b) na dimensão competência
(foram elaborados descritores
referentes a cada tópico)
Matriz de Referência de Língua Portuguesa
DIMENSÃO OBJETO DO CONHECIMENTO
Procedimento de leitura
Implicações do suporte, do gênero e/ou
enunciador na compreensão do texto
Relação entre textos
Coerência e coesão no processamento do texto
Relações entre recursos expressivos e efeitos de
sentido
Variação lingüística
TÓPICOS
Matriz de Referência de Língua Portuguesa
Matriz de Referência de Língua Portuguesa
DIMENSÃO COMPETÊNCIA
DESCRITORES
Associação entre conteúdos
curriculares e operações mentais
desenvolvidas pelo aluno por meio de
competências e habilidades
DESCRITORES
INDICAM:
• as habilidades gerais que se espera
para os alunos, no término da
escolaridade básica;
• os elementos que a escola reconhece
como fundamentais nas atividades de
avaliação (prática de ensino).
Matriz de Referência - LP
Modelos de Itens
Língua Portuguesa
4ª E.F., 8ª E.F. e 3ª E.M.
O que disse o passarinho
Um passarinho me contou
que o elefante brigou
com a formiga só porque
enquanto dançavam (segundo ele)
ela pisou no pé dele!
Um passarinho me contou
que o jacaré se engasgou
e teve de cuspi-lo inteirinho
quando tentou engolir,
imaginem só, um porco-espinho!
Um passarinho me contou
que o namoro do tatu e a tartaruga
deu num casamento de fazer dó:
cada qual ficou morando em sua casca
em vez de morar numa casca só.
Um passarinho me contou
que a ostra é muito fechada,
que a cobra é muito enrolada
que a arara é uma cabeça oca,
e que o leão-marinho e a foca...
Xô xô, passarinho, chega de fofoca!
(PAES, José Paulo. O que disse o passarinho. In: ____.
Um passarinho me contou. São Paulo: Editora Àtica, 1996.)
Língua Portuguesa – 4a Série
Descritor 14
A pontuação usada no final do verso “e que o leão-marinho e a
foca...” sugere que o passarinho
(A) está cansado.
(B) está confuso.
(C) não tem mais fofocas para contar.
(D) ainda tem fofocas para contar.
.
Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e
de outras notações.
ITEM BL OB GAB A B C D
103 8 12 D 0,11 0,13 0,34 0,38

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a PCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua Materna

2slide 1encontro-120628133327-phpapp01
2slide 1encontro-120628133327-phpapp012slide 1encontro-120628133327-phpapp01
2slide 1encontro-120628133327-phpapp01
Isabela Maggot
 
Produção or al com destino escrito
Produção or al com destino escritoProdução or al com destino escrito
Produção or al com destino escrito
orientacoesdidaticas
 
2slide 1encontro-120628133327-phpapp01
2slide 1encontro-120628133327-phpapp012slide 1encontro-120628133327-phpapp01
2slide 1encontro-120628133327-phpapp01
Flávia Boni
 
Conteúdo básico de lingua portuguesa
Conteúdo básico de lingua portuguesaConteúdo básico de lingua portuguesa
Conteúdo básico de lingua portuguesa
Luiz Castro
 

Semelhante a PCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua Materna (20)

5_portugues.pdf
5_portugues.pdf5_portugues.pdf
5_portugues.pdf
 
Metas curriculares do Português_julho_2015.pdf
Metas curriculares do Português_julho_2015.pdfMetas curriculares do Português_julho_2015.pdf
Metas curriculares do Português_julho_2015.pdf
 
arquivo 6 - slides i e ii formao de lngua portuguesa - 2017 1 (1).pdf
arquivo 6 - slides i e ii formao de lngua portuguesa - 2017 1 (1).pdfarquivo 6 - slides i e ii formao de lngua portuguesa - 2017 1 (1).pdf
arquivo 6 - slides i e ii formao de lngua portuguesa - 2017 1 (1).pdf
 
1840 8
1840 81840 8
1840 8
 
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º biGuia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
Guia de aprendizagem 3ª série do ensino médio janice lp 3º bi
 
2slide 1encontro-120628133327-phpapp01
2slide 1encontro-120628133327-phpapp012slide 1encontro-120628133327-phpapp01
2slide 1encontro-120628133327-phpapp01
 
10 portugues
10 portugues10 portugues
10 portugues
 
Produção or al com destino escrito
Produção or al com destino escritoProdução or al com destino escrito
Produção or al com destino escrito
 
2º slide 1º encontro
2º slide  1º encontro2º slide  1º encontro
2º slide 1º encontro
 
2slide 1encontro-120628133327-phpapp01
2slide 1encontro-120628133327-phpapp012slide 1encontro-120628133327-phpapp01
2slide 1encontro-120628133327-phpapp01
 
Planificacao concurso[1]
Planificacao concurso[1]Planificacao concurso[1]
Planificacao concurso[1]
 
1_ANO_EF_PLANO_DE_CURSO_2023.pdf
1_ANO_EF_PLANO_DE_CURSO_2023.pdf1_ANO_EF_PLANO_DE_CURSO_2023.pdf
1_ANO_EF_PLANO_DE_CURSO_2023.pdf
 
PLANO-DE-CURSO-3o-ANO-2022 (1).pdf
PLANO-DE-CURSO-3o-ANO-2022 (1).pdfPLANO-DE-CURSO-3o-ANO-2022 (1).pdf
PLANO-DE-CURSO-3o-ANO-2022 (1).pdf
 
11 portugues
11 portugues11 portugues
11 portugues
 
Lingua Portuguesa Pcop Ana Luisa
Lingua Portuguesa Pcop Ana LuisaLingua Portuguesa Pcop Ana Luisa
Lingua Portuguesa Pcop Ana Luisa
 
Conteúdo básico de lingua portuguesa
Conteúdo básico de lingua portuguesaConteúdo básico de lingua portuguesa
Conteúdo básico de lingua portuguesa
 
Atividade avaliativa de encontro presencial
Atividade avaliativa de encontro presencialAtividade avaliativa de encontro presencial
Atividade avaliativa de encontro presencial
 
Produção de Texto
Produção de Texto Produção de Texto
Produção de Texto
 
Pauta
PautaPauta
Pauta
 
Aula 1 - Introdução ao estudo da linguagem na perspectiva psicológica.pptx
Aula 1 - Introdução ao estudo da linguagem na perspectiva psicológica.pptxAula 1 - Introdução ao estudo da linguagem na perspectiva psicológica.pptx
Aula 1 - Introdução ao estudo da linguagem na perspectiva psicológica.pptx
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 

PCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua Materna

  • 1. O ensino da Língua Portuguesa PARAMETROS CURRICULARES NACIONAIS Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: língua portuguesa, Secretaria de Educação Fundamental, Brasília: MEC/SEF, 1997. 144p.
  • 2. O ensino da Língua Portuguesa no Ensino Fundamental Objetivos • expandir o uso da linguagem em instâncias privadas e utilizá-la com eficácia em instâncias públicas, sabendo assumir a palavra e produzir textos — tanto orais como escritos — coerentes, coesos, adequados a seus destinatários, aos objetivos a que se propõem e aos assuntos tratados; • utilizar diferentes registros, inclusive os mais formais da variedade lingüística valorizada socialmente, sabendo adequá-los às circunstâncias da situação comunicativa de que participam;
  • 3. O ensino da Língua Portuguesa no Ensino Fundamental Objetivos • conhecer e respeitar as diferentes variedades lingüísticas do português falado; • compreender os textos orais e escritos com os quais se defrontam em diferentes situações de participação social, interpretando-os corretamente e inferindo as intenções de quem os produz;
  • 4. O ensino da Língua Portuguesa no Ensino Fundamental Objetivos • valorizar a leitura como fonte de informação, via de acesso aos mundos criados pela literatura e possibilidade de fruição estética, sendo capazes de recorrer aos materiais escritos em função de diferentes objetivos; • utilizar a linguagem como instrumento de aprendizagem, sabendo como proceder para ter acesso, compreender e fazer uso de informações • conhecer e analisar criticamente os usos da língua como veículo de valores e preconceitos de classe, credo, gênero ou etnia.
  • 5. O ensino da Língua Portuguesa no Ensino Fundamental Objetivos • utilizar a linguagem como instrumento de aprendizagem, sabendo como proceder para ter acesso, compreender e fazer uso de informações contidas nos textos: identificar aspectos relevantes; organizar notas; elaborar roteiros; compor textos coerentes a partir de trechos oriundos de diferentes fontes; fazer resumos, índices, esquemas, etc • valer-se da linguagem para melhorar a qualidade de suas relações pessoais, sendo capazes de expressar seus sentimentos, experiências, idéias e opiniões, bem como de acolher, interpretar e considerar os dos outros, contrapondo-os quando necessário; • usar os conhecimentos adquiridos por meio da prática de reflexão sobre a língua para expandirem as possibilidades de uso da linguagem e a capacidade de análise crítica;
  • 6. O ensino da Língua Portuguesa no Ensino Fundamental Objetivos • valorizar a leitura como fonte de informação, via de acesso aos mundos criados pela literatura e possibilidade de fruição estética, sendo capazes de recorrer aos materiais escritos em função de diferentes objetivos;
  • 7. Expectativas de aprendizagem no decorrer das séries • 1ª série – Revisar textos coletivamente com ajuda do professor. • 2ª série – Revisar textos coletivamente com a ajuda do professor ou em parceria com colegas. • 3ª série –Revisar – coletivamente, com ajuda do professor – textos (próprios e de outros) do ponto de vista ortográfico. • 4ª série -Revisar textos (próprios e de outros), em parceria com os colegas, assumindo o ponto de vista do leitor com intenção de evitar repetições desnecessárias (por meio de substituição ou uso de recursos da pontuação).
  • 8. Expectativas de aprendizagem no decorrer das séries 3ª série  Reescrever e/ou produzir textos de autoria, com apoio do professor, utilizando procedimentos de escritor: planejar o que vai escrever considerando a intencionalidade, o interlocutor, o portador e as características do gênero; fazer rascunhos; reler o que está escrevendo, tanto para controlar a progressão temática quanto para melhorar outros aspectos – discursivos ou notacionais – do texto.  Revisar – coletivamente, com ajuda do professor – textos (próprios e de outros) do ponto de vista ortográfico.
  • 9. Expectativas de aprendizagem no decorrer das séries 4ª série Reescrever e/ou produzir textos de autoria utilizando procedimentos de escritor: planejar o que vai escrever considerando a intencionalidade, o interlocutor, o portador e as características do gênero; fazer rascunhos; reler o que está escrevendo, tanto para controlar a progressão temática quanto para melhorar outros aspectos – discursivos ou notacionais – do texto;  Revisar textos (próprios e de outros), em parceria com os colegas, assumindo o ponto de vista do leitor com intenção de evitar repetições desnecessárias (por meio de substituição ou uso de recursos da pontuação).
  • 10. O ensino da Língua Portuguesa Os PCNs • Privilegiam a dimensão interacional e discursiva da língua. • Definem o domínio dessa língua como uma das condições para a plena participação do indivíduo em seu meio social.
  • 11. O ensino da Língua Portuguesa Os PCNs estabelecem que os conteúdos de língua portuguesa devam se articular em torno de dois grandes eixos: >> o do uso da língua oral e escrita; >> o da reflexão acerca desses usos;
  • 12. O ensino da Língua Portuguesa: Organização dos conteúdos ANTES DOS PCN’S • alfabetização, • ortografia, • pontuação, • leitura em voz alta, • interpretação de texto, • redação • gramática A PARTIR DOS PCN’S USO > REFLEXÃO > USO ponto de partida = finalidade do ensino = produção/compreensão de discursos
  • 13. O ensino da Língua Portuguesa O que se deseja com o ensino da Língua Portuguesa? • Que o professor de línguas não faça “do conhecimento gramatical o único fundamento de sua autoridade”, até porque “ a língua excede a gramática” Ilari & Basso (2006
  • 14. O ensino da Língua Portuguesa A gramática, sozinha, é incapaz de preencher as necessidades interacionais de quem FALA, ESCUTA, LÊ ou ESCREVE TEXTOS. (Antunes, 2007)
  • 15. Questionamentos sobre o ensino da Língua Portuguesa 1. que o aluno seja um usuário competente da língua; 2. que ele seja crítico, reflexivo e independente. Dois níveis de exigência:
  • 16. Conhecimentos além do gramatical • O conhecimento do real ou do mundo. • O conhecimento das normas de textualização. • O conhecimento das normas sociais de uso da língua.
  • 17. O ensino da Língua Portuguesa pautado nos gêneros de texto um ensino da língua materna, a partir de trabalho efetivo com os gêneros de texto ou discursivos, nas modalidades escrita e oral. Os PCNs propõem
  • 18. PROPOSTA DOS PCNs • QUE O EIXO CENTRAL DO ENSINO DA LÍNGUA SE INSTALE SOBRE O TEXTO, COMO REALIZAÇÃO DISCURSIVA DO GÊNERO, COMO FORMA DE EXPLICAR O USO EFETIVO DA LÍNGUA.
  • 19. TEXTO O estudo da gramática e o estudo das estruturas lingüísticas redirecionamento do enfoque da prática pedagógica do ensino de língua portuguesa compõem o texto
  • 20. TEXTO Unidade significativa que concretiza habilidades e competências relacionadas a situações concretas
  • 21. Gêneros Textuais Realizações empíricas do texto em situações sócio-comunicativas: Ex. carta, telefonema, conversa, palestra, aula, curriculum vitae, monografia, recibo, relatório, ofício, romance, editorial, notícia, telegrama, resumo, ata etc (Marcuschi, 2000)
  • 22. Tipos textuais Classificação que toma como critério a organização lingüística, o conjunto de estruturas lingüísticas utilizadas no plano composicional do texto. O plano composicional é constituído por palavras, frases, orações etc. Ex. Narrativo, descritivo, expositivo, argumentativo, instrucional , injuntivo e preditivo.
  • 23. desde • a capacidade de usar o conhecimento gramatical para perceber a relação entre palavras até • a capacidade de usar o vocabulário para perceber estruturas textuais, atitudes e intenções Habilidades que desenvolvem a competência textual
  • 24. Competências: são modalidades estruturais da inteligência; são ações e operações que utilizamos para estabelecer relações com e entre objetos situações, fenômenos e pessoas. Habilidades: referem-se ao plano imediato do saber fazer; aperfeiçoam-se e articulam-se, possibilitando nova reorganização das competências.
  • 25. O ensino com foco em habilidades e competências permite que sejam desenvolvidos processos gerais de raciocínio, EM VEZ de contemplar-se a memorização de conteúdos .
  • 26. Avaliação de Língua Portuguesa Saeb Estruturação FOCO: TEXTO LEITURA OBJETIVO: Apreender o texto como construção de conhecimento em diferentes níveis de compreensão, análise e interpretação
  • 27. Matriz de Referência de Língua Portuguesa OBJETOS DE CONHECIMENTO OU CONTEÚDOS conjunto de habilidades específicas reunidas no foco LEITURA instrumentos de acesso às competências que o aluno/leitor demonstra por meio de
  • 28. Matriz de Referência de Língua Portuguesa MATRIZ DE REFERÊNCIA é o referencial curricular mínimo a ser avaliado em cada disciplina e série, informando as competências e habilidades esperadas dos alunos.
  • 29. Matriz de referência de Língua Portuguesa COMPREENDE • o conjunto de habilidades previstas como objeto de avaliação. CONSTITUI: • parâmetro de avaliação; • espécie de pauta.
  • 30. ESTRUTURAÇÃO a) na dimensão objeto do conhecimento, (foram elencados seis tópicos) b) na dimensão competência (foram elaborados descritores referentes a cada tópico) Matriz de Referência de Língua Portuguesa
  • 31. DIMENSÃO OBJETO DO CONHECIMENTO Procedimento de leitura Implicações do suporte, do gênero e/ou enunciador na compreensão do texto Relação entre textos Coerência e coesão no processamento do texto Relações entre recursos expressivos e efeitos de sentido Variação lingüística TÓPICOS Matriz de Referência de Língua Portuguesa
  • 32. Matriz de Referência de Língua Portuguesa DIMENSÃO COMPETÊNCIA DESCRITORES Associação entre conteúdos curriculares e operações mentais desenvolvidas pelo aluno por meio de competências e habilidades
  • 33. DESCRITORES INDICAM: • as habilidades gerais que se espera para os alunos, no término da escolaridade básica; • os elementos que a escola reconhece como fundamentais nas atividades de avaliação (prática de ensino). Matriz de Referência - LP
  • 34. Modelos de Itens Língua Portuguesa 4ª E.F., 8ª E.F. e 3ª E.M.
  • 35. O que disse o passarinho Um passarinho me contou que o elefante brigou com a formiga só porque enquanto dançavam (segundo ele) ela pisou no pé dele! Um passarinho me contou que o jacaré se engasgou e teve de cuspi-lo inteirinho quando tentou engolir, imaginem só, um porco-espinho! Um passarinho me contou que o namoro do tatu e a tartaruga deu num casamento de fazer dó: cada qual ficou morando em sua casca em vez de morar numa casca só. Um passarinho me contou que a ostra é muito fechada, que a cobra é muito enrolada que a arara é uma cabeça oca, e que o leão-marinho e a foca... Xô xô, passarinho, chega de fofoca! (PAES, José Paulo. O que disse o passarinho. In: ____. Um passarinho me contou. São Paulo: Editora Àtica, 1996.)
  • 36. Língua Portuguesa – 4a Série Descritor 14 A pontuação usada no final do verso “e que o leão-marinho e a foca...” sugere que o passarinho (A) está cansado. (B) está confuso. (C) não tem mais fofocas para contar. (D) ainda tem fofocas para contar. . Identificar o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações. ITEM BL OB GAB A B C D 103 8 12 D 0,11 0,13 0,34 0,38