SlideShare uma empresa Scribd logo

TRABALHO: COMO AUTOR: TRAVAGLIA TRABALHA SUA SEQUÊNCIA DE LIVRO NO ENSINO FUNDAMENTAL

1 de 2
Baixar para ler offline
Segundo os autores, o texto é a unidade básica de expressão, portanto deve ser a
unidade de ensino.
       Nos quatro volumes da coleção, o autor expõe as atividades de Ensino/
Aprendizagem da Língua Portuguesa em seis seções:
       • Linguagem oral
       • Leitura
       • Produção de textos escritos
       • Reflexões sobre aspectos textuais e discursivos
       • Literatura

       1)       Linguagem oral : O objetivo do ensino na linguagem oral, segundo os
                autores, é o aprofundamento do conhecimento que o aluno já tem
                dessa modalidade, adquirido nos anos iniciais do ensino fundamental.
                Os autores sugerem que a escola deverá simular práticas sociais
                existentes na comunidade do aluno e sistematizar atividades escolares
                como exposição oral, debates, entrevistas, palestras, teatro, etc.
       2)       Leitura : O texto é a unidade básica de comunicação, quer oral, quer
                escrita, por isso deve ser a unidade básica do ensino de uma língua. O
                autor procuram fazer com que o leitor construa um significado para o
                texto, seja ele verbal ou não verbal. Para que isso ocorra ele enfatiza
                elementos linguísticos ou de outras linguagens presentes no texto, a
                suas experiências anteriores como leitor, ao seu conhecimento textual
                e de mundo. Os autores tem como método o uso da epopéia, história
                em quadrinhos, jornais radiofônicos e televisivos, publicidades, cartas
                pessoal, bilhete, reportagem jornalística, notica, horoscópio, receita
                culinária, lista de compras, cardápio de restaurante, inquérito policial,
                bate-papo por computador, telefonema, aula expositiva, etc. Travaglia
                propõe dos critérios importantes para a seleção das categorias de texto
                com que trabalha:
              a) trabalha com tipos que sejam fundamentais para a composição de
                 quaisquer outros textos, isto é, tipos que entrem na constituição, se
                 não de todos, da maioria dos gêneros de texto.
              b) A utilização que o aluno terá que fazer de cada gênero em sua vida,
                 de um modo geral, o que reforça o primeiro fator de escolha.
                 ( TRAVAGLIA, 2002, p.211).
                   Para os PCN de Língua Portuguesa (1998, p.24), nas útlimas séries
                 do Ensino Fundamental, a escola deve priorizar os textos que “
                 caracterizam os usos públicos da linguagem” , ou seja, aqueles em
                 que os interlocutores são desconhecidos ou mantêm entre si um certo
                 distanciamento, privilegiando-se a modalidade escrita da língua.
                   Os PAN trazem uma sugestão de categorias de texto (gêneros) e
                 serem explorados no Ensino Fundametal, que pode ser vista bo
                 Quadro 1.

                    QUADRO 1- Gêneros sugeridos pelo PCN para a prática de escuta
                  e leitura e para a prática de produção de texto orais e escritos ( PCN
                  19998: 54 e 57)

       3)        Produção de textos escritos:
4)         Reflexões sobre a língua : Nesta coleção, o uso da língua oral e escrta
           articula-se à reflexão sobre a língua e a linguagem, tendo assim o uso
           da prática de escutar, de fazer leitura do texto, de praticar a produção
           de textos orais e escritos. Nas atividades da coleção, foi privilegiado
           uma concepção sociointeracionista da linguagem, isto é, aquele que vê
           o uso da lingugem como uma forma de ação social entre
           interlocutores. Essa ação é concretizada por meios de texros e da
           escolha dos recursos que os compõem. Os recursos lingüísticos são
           vistos como pistas e instruções de sentido, no sentido de que cada
           recurso da língua aparece em um texto para veincular elementos de
           significação que, no todo e na relação com outros fatores, constituem
           o sentido que o produtor do texto espera que seja percebido pelo
           recebedor do texto em sua atividade para compreendê-lo.
5)         Atividades de exploração do vocabulário: O objetivo geral das
           atividades de exploração de vocabulário é não só a simples
           compreensão do sentido das palavras, mas a penetração na riqueza dos
           matizes de sentido, a percepçaõ de diferenças e semelhanças e outras
           relações entre as palavras em diversos aspectos ( semântico,
           sociolingüístico, argumentativo, pragmático , etc.) As atividades que
           exploram diferentes fenômenos são: Os campos semânticos, os
           campos lexicais, a formação de palavras, o sentido específico e
           sentindo genérico, a denotação e conotação, a polissemia.
6)         A atividade de reflexão sobre a variação lingüística : O respeito à
           variação lingüística e a assunção de que a variação é intríseca ao
           processo lingüístico devem permear o trabalho pedagógico,
           principalmente em relação:
                        • aos fatores geográficos ( variedades regionais, variedades
urbanas e rurais) , históricos ( linguagem do passado e do presente) e sociais
( gênero, gerações, classe social) ;
                         • às diferenças entre os padrões da linguagem oral e os
padrões da linguagem escrita;
                          • à seleção dos registros em função da situação
interlocutiva ( formal, informal);
                           • aos diferentes componentes do sistema linguístico em
que a variação se manifesta.
7)         Reflexão gramatical : O objetivo da reflexão gramatical é possibilitar
           aos alunos operar sobre a própria lingagem, apropriando-se, aos
           poucos de formas e de usos lingüísticos, levantando hipóteses sobre as
           condições contextuais e estruturais em que estas formas e uso
           ocorrem. É necessário não perder de vista o fato de que, ao assumir o
           texto como unidade de ensino, todas as atividades referentes à reflexão
           gramatical se subordinam e são direcionadas para o desenvolvimento
           da competência discursiva dos alunos. Assim é que atividades
           lingüísticas, metalinguíticas, epilinguísticas objetivam
           instrumentalizar o aluno no domínio da modalidade escrita da língua.
8)         Reflexão sobre aspectos textuais e discursivos :

Recomendados

As concepções de ensino e de linguagem
As concepções de ensino e de linguagemAs concepções de ensino e de linguagem
As concepções de ensino e de linguagemLilian Buzato
 
Processos De Produção Textual
Processos De Produção TextualProcessos De Produção Textual
Processos De Produção TextualLuciane Oliveira
 
Produção Textual: Texto Falado e Texto Escrito
Produção Textual: Texto Falado e Texto EscritoProdução Textual: Texto Falado e Texto Escrito
Produção Textual: Texto Falado e Texto EscritoWallysson Maia
 
Plano de curso 8º Ano
Plano de curso 8º AnoPlano de curso 8º Ano
Plano de curso 8º AnoJaiza Nobre
 
Ensino da lingua portuguesa
Ensino da  lingua portuguesaEnsino da  lingua portuguesa
Ensino da lingua portuguesaGerdian Teixeira
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide carmen aula_2_09_09_2015 gramática
Slide carmen  aula_2_09_09_2015 gramáticaSlide carmen  aula_2_09_09_2015 gramática
Slide carmen aula_2_09_09_2015 gramáticaWellington Alves
 
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014Zenilda Ribeiro
 
Plano de curso 9 ano
Plano de curso 9 anoPlano de curso 9 ano
Plano de curso 9 anoJaiza Nobre
 
O interlocutor nas propostas de produção textual no livro didático
O interlocutor nas propostas de produção textual no livro didáticoO interlocutor nas propostas de produção textual no livro didático
O interlocutor nas propostas de produção textual no livro didáticoDafianaCarlos
 
Análise do livro projeto buriti
Análise do livro projeto buriti Análise do livro projeto buriti
Análise do livro projeto buriti monyckesilva
 
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)Ana Camila
 
Conteúdo básico de lingua portuguesa
Conteúdo básico de lingua portuguesaConteúdo básico de lingua portuguesa
Conteúdo básico de lingua portuguesaLuiz Castro
 
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5Bete Feliciano
 
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...Maria Salete Dias Antônio
 
Planejamento língua portuguesa 3º bim (2015)
Planejamento língua portuguesa 3º bim (2015)Planejamento língua portuguesa 3º bim (2015)
Planejamento língua portuguesa 3º bim (2015)Ernane Nunes
 
Texto Oral e Escrito
Texto Oral e EscritoTexto Oral e Escrito
Texto Oral e EscritoGrupo VAHALI
 
Lingüística aplicada
Lingüística aplicadaLingüística aplicada
Lingüística aplicadaADRIANA BECKER
 
Estudos da linguagem
Estudos da linguagemEstudos da linguagem
Estudos da linguagemDllubia
 
Slide carmen aula_2_09_09_2015 gramática (2)
Slide carmen  aula_2_09_09_2015 gramática (2)Slide carmen  aula_2_09_09_2015 gramática (2)
Slide carmen aula_2_09_09_2015 gramática (2)Wellington Alves
 

Mais procurados (20)

Slide carmen aula_2_09_09_2015 gramática
Slide carmen  aula_2_09_09_2015 gramáticaSlide carmen  aula_2_09_09_2015 gramática
Slide carmen aula_2_09_09_2015 gramática
 
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014Apresentação da disciplina   Plano de Curso LP 2014
Apresentação da disciplina Plano de Curso LP 2014
 
Generos textuais
Generos textuais Generos textuais
Generos textuais
 
Oralidade escrita
Oralidade escritaOralidade escrita
Oralidade escrita
 
Plano de curso 9 ano
Plano de curso 9 anoPlano de curso 9 ano
Plano de curso 9 ano
 
CONTEXTUALIZAÇÃO
CONTEXTUALIZAÇÃOCONTEXTUALIZAÇÃO
CONTEXTUALIZAÇÃO
 
1840 8
1840 81840 8
1840 8
 
O interlocutor nas propostas de produção textual no livro didático
O interlocutor nas propostas de produção textual no livro didáticoO interlocutor nas propostas de produção textual no livro didático
O interlocutor nas propostas de produção textual no livro didático
 
Análise do livro projeto buriti
Análise do livro projeto buriti Análise do livro projeto buriti
Análise do livro projeto buriti
 
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)Slide prod. e compreens. escrita (quase)
Slide prod. e compreens. escrita (quase)
 
Conteúdo básico de lingua portuguesa
Conteúdo básico de lingua portuguesaConteúdo básico de lingua portuguesa
Conteúdo básico de lingua portuguesa
 
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
Proposta de agrupamento de gêneros - Unidade 5
 
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...
CADERNO PEDAGÓGICO - Radioface e Multiletramentos: Ferramentas Pedagógicas pa...
 
Planejamento língua portuguesa 3º bim (2015)
Planejamento língua portuguesa 3º bim (2015)Planejamento língua portuguesa 3º bim (2015)
Planejamento língua portuguesa 3º bim (2015)
 
Texto Oral e Escrito
Texto Oral e EscritoTexto Oral e Escrito
Texto Oral e Escrito
 
Lingüística aplicada
Lingüística aplicadaLingüística aplicada
Lingüística aplicada
 
Estudos da linguagem
Estudos da linguagemEstudos da linguagem
Estudos da linguagem
 
Slide carmen aula_2_09_09_2015 gramática (2)
Slide carmen  aula_2_09_09_2015 gramática (2)Slide carmen  aula_2_09_09_2015 gramática (2)
Slide carmen aula_2_09_09_2015 gramática (2)
 
Planejamento anual 8 ano
Planejamento anual 8 ano Planejamento anual 8 ano
Planejamento anual 8 ano
 
524396 pesquisa-linguistica-aplicada
524396 pesquisa-linguistica-aplicada524396 pesquisa-linguistica-aplicada
524396 pesquisa-linguistica-aplicada
 

Destaque

Ayúdanos a elegir un LOGO
Ayúdanos a elegir un LOGOAyúdanos a elegir un LOGO
Ayúdanos a elegir un LOGOCarrillo Seguros
 
Riparazione PC A Roma
Riparazione PC A RomaRiparazione PC A Roma
Riparazione PC A Romaweasel38coin
 
Ewrt1 a w15 class 12
Ewrt1 a w15 class 12Ewrt1 a w15 class 12
Ewrt1 a w15 class 12grendel8729
 
Trabajo proyecto grado
Trabajo proyecto gradoTrabajo proyecto grado
Trabajo proyecto gradohilfrank100
 
Overview of the new Computing curriculum 2014 KS1 - KS4
Overview of the new Computing curriculum 2014 KS1 - KS4Overview of the new Computing curriculum 2014 KS1 - KS4
Overview of the new Computing curriculum 2014 KS1 - KS4JEcomputing
 
How to increase the facebook visibility of your local business
How to increase the facebook visibility of your local businessHow to increase the facebook visibility of your local business
How to increase the facebook visibility of your local businessShruti Sodha
 
Business Applications of Social Software
Business Applications of Social SoftwareBusiness Applications of Social Software
Business Applications of Social SoftwareRoss Mayfield
 
Frases llatines quique i robert.
Frases llatines quique i robert.Frases llatines quique i robert.
Frases llatines quique i robert.qfernandezh98
 
Iscola... o Crime
Iscola... o CrimeIscola... o Crime
Iscola... o Crimeoi241066
 
Trabajo telematicas 2
Trabajo telematicas 2Trabajo telematicas 2
Trabajo telematicas 2BrayanFRomero
 
Kuis1_FCFS_SJF_Priority_RR_INF-USK
Kuis1_FCFS_SJF_Priority_RR_INF-USKKuis1_FCFS_SJF_Priority_RR_INF-USK
Kuis1_FCFS_SJF_Priority_RR_INF-USKArie Budiansyah
 
MonkeyData - elevator pitch
MonkeyData - elevator pitchMonkeyData - elevator pitch
MonkeyData - elevator pitchJan Lastuvka
 

Destaque (20)

Ayúdanos a elegir un LOGO
Ayúdanos a elegir un LOGOAyúdanos a elegir un LOGO
Ayúdanos a elegir un LOGO
 
Xavient insight paper_esn
Xavient insight paper_esnXavient insight paper_esn
Xavient insight paper_esn
 
Riparazione PC A Roma
Riparazione PC A RomaRiparazione PC A Roma
Riparazione PC A Roma
 
Ewrt1 a w15 class 12
Ewrt1 a w15 class 12Ewrt1 a w15 class 12
Ewrt1 a w15 class 12
 
Korea 1
Korea 1Korea 1
Korea 1
 
Trabajo proyecto grado
Trabajo proyecto gradoTrabajo proyecto grado
Trabajo proyecto grado
 
Trabajo1 pedromoyaferrandez
Trabajo1 pedromoyaferrandezTrabajo1 pedromoyaferrandez
Trabajo1 pedromoyaferrandez
 
Axxes - IT is about people!
Axxes - IT is about people!Axxes - IT is about people!
Axxes - IT is about people!
 
Overview of the new Computing curriculum 2014 KS1 - KS4
Overview of the new Computing curriculum 2014 KS1 - KS4Overview of the new Computing curriculum 2014 KS1 - KS4
Overview of the new Computing curriculum 2014 KS1 - KS4
 
Querida brasil epistolar
Querida brasil epistolarQuerida brasil epistolar
Querida brasil epistolar
 
How to increase the facebook visibility of your local business
How to increase the facebook visibility of your local businessHow to increase the facebook visibility of your local business
How to increase the facebook visibility of your local business
 
Business Applications of Social Software
Business Applications of Social SoftwareBusiness Applications of Social Software
Business Applications of Social Software
 
Frases llatines quique i robert.
Frases llatines quique i robert.Frases llatines quique i robert.
Frases llatines quique i robert.
 
Iscola... o Crime
Iscola... o CrimeIscola... o Crime
Iscola... o Crime
 
Trabajo telematicas 2
Trabajo telematicas 2Trabajo telematicas 2
Trabajo telematicas 2
 
NUTRICIÓN INFANTIL
NUTRICIÓN INFANTILNUTRICIÓN INFANTIL
NUTRICIÓN INFANTIL
 
Don du sang - Haute garonne
Don du sang - Haute garonneDon du sang - Haute garonne
Don du sang - Haute garonne
 
Kuis1_FCFS_SJF_Priority_RR_INF-USK
Kuis1_FCFS_SJF_Priority_RR_INF-USKKuis1_FCFS_SJF_Priority_RR_INF-USK
Kuis1_FCFS_SJF_Priority_RR_INF-USK
 
MonkeyData - elevator pitch
MonkeyData - elevator pitchMonkeyData - elevator pitch
MonkeyData - elevator pitch
 
Moneytree Analyst Call Q408
Moneytree Analyst Call Q408Moneytree Analyst Call Q408
Moneytree Analyst Call Q408
 

Semelhante a TRABALHO: COMO AUTOR: TRAVAGLIA TRABALHA SUA SEQUÊNCIA DE LIVRO NO ENSINO FUNDAMENTAL

TRAVAGLIA : MÉTODOS USADOS PELO AUTOR PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM NAS SUAS SÉR...
TRAVAGLIA : MÉTODOS USADOS PELO AUTOR PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM NAS SUAS SÉR...TRAVAGLIA : MÉTODOS USADOS PELO AUTOR PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM NAS SUAS SÉR...
TRAVAGLIA : MÉTODOS USADOS PELO AUTOR PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM NAS SUAS SÉR...universigatas
 
CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS E A ORALIDADE NO 8º ANO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA AN...
CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS E A ORALIDADE NO 8º ANO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA AN...CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS E A ORALIDADE NO 8º ANO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA AN...
CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS E A ORALIDADE NO 8º ANO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA AN...Luna Karoline
 
Estágio 1o.dia
Estágio   1o.diaEstágio   1o.dia
Estágio 1o.dialiterenata
 
A leitura numa perspectiva social
A leitura numa perspectiva socialA leitura numa perspectiva social
A leitura numa perspectiva socialUPE
 
A leitura numa perspectiva social
A leitura numa perspectiva socialA leitura numa perspectiva social
A leitura numa perspectiva socialUPE
 
PCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua Materna
PCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua MaternaPCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua Materna
PCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua MaternaADRIANOSOUZAMARINHO1
 
Resumo da Disciplina Prática Profissional: Linguística Aplicada
Resumo da Disciplina Prática Profissional: Linguística AplicadaResumo da Disciplina Prática Profissional: Linguística Aplicada
Resumo da Disciplina Prática Profissional: Linguística AplicadaEspaço da Criatividade Encantado
 
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino MédioConteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino MédioJomari
 
OTMs língua portuguesa
OTMs língua portuguesaOTMs língua portuguesa
OTMs língua portuguesaCarlindamaria
 
Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03elannialins
 
LíNgua Portuguesa Otm
LíNgua Portuguesa OtmLíNgua Portuguesa Otm
LíNgua Portuguesa OtmFlávia Maria
 
Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03elannialins
 
Formaçãoprofessoringlês out-regional barreiro
Formaçãoprofessoringlês out-regional barreiroFormaçãoprofessoringlês out-regional barreiro
Formaçãoprofessoringlês out-regional barreiroFALE - UFMG
 
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.pptun-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.pptCludia366017
 
Portugues i
Portugues iPortugues i
Portugues icrisdays
 
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula  finalUnidade 5 a diversidade textual em sala de aula  final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula finalNaysa Taboada
 
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula  finalUnidade 5 a diversidade textual em sala de aula  final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula finalNaysa Taboada
 

Semelhante a TRABALHO: COMO AUTOR: TRAVAGLIA TRABALHA SUA SEQUÊNCIA DE LIVRO NO ENSINO FUNDAMENTAL (20)

TRAVAGLIA : MÉTODOS USADOS PELO AUTOR PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM NAS SUAS SÉR...
TRAVAGLIA : MÉTODOS USADOS PELO AUTOR PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM NAS SUAS SÉR...TRAVAGLIA : MÉTODOS USADOS PELO AUTOR PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM NAS SUAS SÉR...
TRAVAGLIA : MÉTODOS USADOS PELO AUTOR PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM NAS SUAS SÉR...
 
CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS E A ORALIDADE NO 8º ANO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA AN...
CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS E A ORALIDADE NO 8º ANO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA AN...CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS E A ORALIDADE NO 8º ANO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA AN...
CONHECIMENTOS LINGUÍSTICOS E A ORALIDADE NO 8º ANO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA AN...
 
Estágio 1o.dia
Estágio   1o.diaEstágio   1o.dia
Estágio 1o.dia
 
A leitura numa perspectiva social
A leitura numa perspectiva socialA leitura numa perspectiva social
A leitura numa perspectiva social
 
A leitura numa perspectiva social
A leitura numa perspectiva socialA leitura numa perspectiva social
A leitura numa perspectiva social
 
PCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua Materna
PCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua MaternaPCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua Materna
PCNs ensino de Língua Portuguesa como Língua Materna
 
Slides Videoaula.pdf
Slides Videoaula.pdfSlides Videoaula.pdf
Slides Videoaula.pdf
 
Resumo da Disciplina Prática Profissional: Linguística Aplicada
Resumo da Disciplina Prática Profissional: Linguística AplicadaResumo da Disciplina Prática Profissional: Linguística Aplicada
Resumo da Disciplina Prática Profissional: Linguística Aplicada
 
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino MédioConteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
 
OTMs língua portuguesa
OTMs língua portuguesaOTMs língua portuguesa
OTMs língua portuguesa
 
Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03
 
LíNgua Portuguesa Otm
LíNgua Portuguesa OtmLíNgua Portuguesa Otm
LíNgua Portuguesa Otm
 
Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03Otm. lingua portuguesa 03
Otm. lingua portuguesa 03
 
Formaçãoprofessoringlês out-regional barreiro
Formaçãoprofessoringlês out-regional barreiroFormaçãoprofessoringlês out-regional barreiro
Formaçãoprofessoringlês out-regional barreiro
 
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.pptun-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
 
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.pptun-5-anos-1-2-e-3.ppt
un-5-anos-1-2-e-3.ppt
 
Portugues i
Portugues iPortugues i
Portugues i
 
Otm língua portuguesa
Otm língua portuguesaOtm língua portuguesa
Otm língua portuguesa
 
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula  finalUnidade 5 a diversidade textual em sala de aula  final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula final
 
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula  finalUnidade 5 a diversidade textual em sala de aula  final
Unidade 5 a diversidade textual em sala de aula final
 

Mais de universigatas

Mais de universigatas (15)

VARIEDADES DA LÍNGUA PORTUGUESA NO BRASIL
VARIEDADES DA LÍNGUA PORTUGUESA NO BRASILVARIEDADES DA LÍNGUA PORTUGUESA NO BRASIL
VARIEDADES DA LÍNGUA PORTUGUESA NO BRASIL
 
Resumo
ResumoResumo
Resumo
 
Capitulo 03
Capitulo 03Capitulo 03
Capitulo 03
 
Capitulo 02
Capitulo 02Capitulo 02
Capitulo 02
 
Capitulo 01
Capitulo 01Capitulo 01
Capitulo 01
 
Credenciais do autor
Credenciais do autorCredenciais do autor
Credenciais do autor
 
Credenciais do autor
Credenciais do autorCredenciais do autor
Credenciais do autor
 
Capitulo 03
Capitulo 03Capitulo 03
Capitulo 03
 
Capitulo 02
Capitulo 02Capitulo 02
Capitulo 02
 
Capitulo 01
Capitulo 01Capitulo 01
Capitulo 01
 
Resumo
ResumoResumo
Resumo
 
Unidade iii comédias
Unidade iii  comédiasUnidade iii  comédias
Unidade iii comédias
 
Unidade ii tragédias
Unidade ii   tragédiasUnidade ii   tragédias
Unidade ii tragédias
 
I introdução
I   introduçãoI   introdução
I introdução
 
Unidade iv poemas e bibliografia
Unidade iv   poemas e bibliografiaUnidade iv   poemas e bibliografia
Unidade iv poemas e bibliografia
 

TRABALHO: COMO AUTOR: TRAVAGLIA TRABALHA SUA SEQUÊNCIA DE LIVRO NO ENSINO FUNDAMENTAL

  • 1. Segundo os autores, o texto é a unidade básica de expressão, portanto deve ser a unidade de ensino. Nos quatro volumes da coleção, o autor expõe as atividades de Ensino/ Aprendizagem da Língua Portuguesa em seis seções: • Linguagem oral • Leitura • Produção de textos escritos • Reflexões sobre aspectos textuais e discursivos • Literatura 1) Linguagem oral : O objetivo do ensino na linguagem oral, segundo os autores, é o aprofundamento do conhecimento que o aluno já tem dessa modalidade, adquirido nos anos iniciais do ensino fundamental. Os autores sugerem que a escola deverá simular práticas sociais existentes na comunidade do aluno e sistematizar atividades escolares como exposição oral, debates, entrevistas, palestras, teatro, etc. 2) Leitura : O texto é a unidade básica de comunicação, quer oral, quer escrita, por isso deve ser a unidade básica do ensino de uma língua. O autor procuram fazer com que o leitor construa um significado para o texto, seja ele verbal ou não verbal. Para que isso ocorra ele enfatiza elementos linguísticos ou de outras linguagens presentes no texto, a suas experiências anteriores como leitor, ao seu conhecimento textual e de mundo. Os autores tem como método o uso da epopéia, história em quadrinhos, jornais radiofônicos e televisivos, publicidades, cartas pessoal, bilhete, reportagem jornalística, notica, horoscópio, receita culinária, lista de compras, cardápio de restaurante, inquérito policial, bate-papo por computador, telefonema, aula expositiva, etc. Travaglia propõe dos critérios importantes para a seleção das categorias de texto com que trabalha: a) trabalha com tipos que sejam fundamentais para a composição de quaisquer outros textos, isto é, tipos que entrem na constituição, se não de todos, da maioria dos gêneros de texto. b) A utilização que o aluno terá que fazer de cada gênero em sua vida, de um modo geral, o que reforça o primeiro fator de escolha. ( TRAVAGLIA, 2002, p.211). Para os PCN de Língua Portuguesa (1998, p.24), nas útlimas séries do Ensino Fundamental, a escola deve priorizar os textos que “ caracterizam os usos públicos da linguagem” , ou seja, aqueles em que os interlocutores são desconhecidos ou mantêm entre si um certo distanciamento, privilegiando-se a modalidade escrita da língua. Os PAN trazem uma sugestão de categorias de texto (gêneros) e serem explorados no Ensino Fundametal, que pode ser vista bo Quadro 1. QUADRO 1- Gêneros sugeridos pelo PCN para a prática de escuta e leitura e para a prática de produção de texto orais e escritos ( PCN 19998: 54 e 57) 3) Produção de textos escritos:
  • 2. 4) Reflexões sobre a língua : Nesta coleção, o uso da língua oral e escrta articula-se à reflexão sobre a língua e a linguagem, tendo assim o uso da prática de escutar, de fazer leitura do texto, de praticar a produção de textos orais e escritos. Nas atividades da coleção, foi privilegiado uma concepção sociointeracionista da linguagem, isto é, aquele que vê o uso da lingugem como uma forma de ação social entre interlocutores. Essa ação é concretizada por meios de texros e da escolha dos recursos que os compõem. Os recursos lingüísticos são vistos como pistas e instruções de sentido, no sentido de que cada recurso da língua aparece em um texto para veincular elementos de significação que, no todo e na relação com outros fatores, constituem o sentido que o produtor do texto espera que seja percebido pelo recebedor do texto em sua atividade para compreendê-lo. 5) Atividades de exploração do vocabulário: O objetivo geral das atividades de exploração de vocabulário é não só a simples compreensão do sentido das palavras, mas a penetração na riqueza dos matizes de sentido, a percepçaõ de diferenças e semelhanças e outras relações entre as palavras em diversos aspectos ( semântico, sociolingüístico, argumentativo, pragmático , etc.) As atividades que exploram diferentes fenômenos são: Os campos semânticos, os campos lexicais, a formação de palavras, o sentido específico e sentindo genérico, a denotação e conotação, a polissemia. 6) A atividade de reflexão sobre a variação lingüística : O respeito à variação lingüística e a assunção de que a variação é intríseca ao processo lingüístico devem permear o trabalho pedagógico, principalmente em relação: • aos fatores geográficos ( variedades regionais, variedades urbanas e rurais) , históricos ( linguagem do passado e do presente) e sociais ( gênero, gerações, classe social) ; • às diferenças entre os padrões da linguagem oral e os padrões da linguagem escrita; • à seleção dos registros em função da situação interlocutiva ( formal, informal); • aos diferentes componentes do sistema linguístico em que a variação se manifesta. 7) Reflexão gramatical : O objetivo da reflexão gramatical é possibilitar aos alunos operar sobre a própria lingagem, apropriando-se, aos poucos de formas e de usos lingüísticos, levantando hipóteses sobre as condições contextuais e estruturais em que estas formas e uso ocorrem. É necessário não perder de vista o fato de que, ao assumir o texto como unidade de ensino, todas as atividades referentes à reflexão gramatical se subordinam e são direcionadas para o desenvolvimento da competência discursiva dos alunos. Assim é que atividades lingüísticas, metalinguíticas, epilinguísticas objetivam instrumentalizar o aluno no domínio da modalidade escrita da língua. 8) Reflexão sobre aspectos textuais e discursivos :