PRODUÇÃO DE TEXTOS
ASPECTO DISCURSIVO   LINGUAGEM
   Quando nos referimos a situações de    aprendizagem cujo conteúdo é a    linguagem que se escreve, estamos    falando ...
O papel da leitura no desenvolvimento    da capacidade de produzir textos   A leitura tem um papel fundamental no    dese...
visão de      repertório  mundo          textualfantasia e a     fala e aimaginação        escrita
   A leitura em voz alta feita pelo professor    tem sido uma das estratégias mais    eficientes para aproximar os alunos...
   Enquanto escutam leituras de contos,    fábulas, poemas etc. os alunos se    iniciam como “leitores” de textos    lite...
As reescritas: A reescrita é uma atividade de  produção textual com apoio, é a  escrita de uma história  cujo enredo é co...
   Ao reescrever uma história,um conto,    os alunos precisam coordenar uma    série de tarefas: eles precisam    recuper...
   A produção oral com destino    escrito:    Ao desempenhar o papel de escriba e    pedir que os estudantes criem    ora...
   Nessa atividade os alunos não    precisam reproduzir o texto-fonte com    as mesmas palavras. Espera- se que    busque...
Objetivos Perceber a diferença entre a linguagem  oral e a linguagem escrita. Desenvolver comportamentos de  escritor: p...
ASPECTOS NOTACIONAIS   ASPECTOS DISCURSIVOS
Nas Matrizes:O que fazer para chegar Considerar para quem o texto foi escrito, o porquê e as características do gênero. In...
   Aonde chegar:   Na produção de textos escritos    coesos e coerentes, de diferentes    gêneros, utilizando a escrita ...
    BIBLIOGRAFIA:1.   BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de     Ensino Fundamental. Programa de formação de     p...
Produção or al com destino escrito
Produção or al com destino escrito
Produção or al com destino escrito
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Produção or al com destino escrito

821 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
821
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produção or al com destino escrito

  1. 1. PRODUÇÃO DE TEXTOS
  2. 2. ASPECTO DISCURSIVO LINGUAGEM
  3. 3.  Quando nos referimos a situações de aprendizagem cujo conteúdo é a linguagem que se escreve, estamos falando de situações nas quais os alunos possam não só perceber que o texto escrito tem características particulares, que o diferenciam do texto oral, como também produzir textos usando a linguagem escrita.
  4. 4. O papel da leitura no desenvolvimento da capacidade de produzir textos A leitura tem um papel fundamental no desenvolvimento da capacidade de produzir textos escritos, pois por meio dela os alunos entram em contato com toda a riqueza e a complexidade da linguagem escrita.
  5. 5. visão de repertório mundo textualfantasia e a fala e aimaginação escrita
  6. 6.  A leitura em voz alta feita pelo professor tem sido uma das estratégias mais eficientes para aproximar os alunos do mundo letrado, mesmo quando ainda não sabem ler. E a experiência tem mostrado que essa prática – muito importante para o desenvolvimento da capacidade de produzir textos – pode ser facilmente incorporada à rotina diária do professor, qualquer que seja a idade e a condição social dos alunos.
  7. 7.  Enquanto escutam leituras de contos, fábulas, poemas etc. os alunos se iniciam como “leitores” de textos literários.
  8. 8. As reescritas: A reescrita é uma atividade de produção textual com apoio, é a escrita de uma história cujo enredo é conhecido e cuja referência é um texto escrito. Quando os alunos aprendem o enredo, junto vem também a forma, a linguagem que se usa para escrever, diferente da que se usa para falar.
  9. 9.  Ao reescrever uma história,um conto, os alunos precisam coordenar uma série de tarefas: eles precisam recuperar os acontecimentos, utilizar a linguagem que se escreve, organizar junto com os colegas o que querem escrever, controlar o que já foi escrito e o que falta escrever.
  10. 10.  A produção oral com destino escrito: Ao desempenhar o papel de escriba e pedir que os estudantes criem oralmente um texto, o docente trabalha o comportamento escritor, as diferenças entre a linguagem oral e a escrita e a importância de sempre revisar o que é produzido, individual ou coletivamente
  11. 11.  Nessa atividade os alunos não precisam reproduzir o texto-fonte com as mesmas palavras. Espera- se que busquem formas interessantes de expressar o conteúdo, e não que decorem o texto.
  12. 12. Objetivos Perceber a diferença entre a linguagem oral e a linguagem escrita. Desenvolver comportamentos de escritor: planejar o que irá escrever, reler o que já escreveu, para verificar se não esqueceu trechos importantes ou questões que comprometem a coerência e a coesão do texto, escolher uma entre várias possibilidades para se começar um texto, revisar enquanto escreve etc.
  13. 13. ASPECTOS NOTACIONAIS ASPECTOS DISCURSIVOS
  14. 14. Nas Matrizes:O que fazer para chegar Considerar para quem o texto foi escrito, o porquê e as características do gênero. Introduzir progressivamente aspectos discursivos: organização de ideias e utilização de estratégias de escrita.
  15. 15.  Aonde chegar: Na produção de textos escritos coesos e coerentes, de diferentes gêneros, utilizando a escrita alfabética.
  16. 16.  BIBLIOGRAFIA:1. BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Ensino Fundamental. Programa de formação de professores alfabetizadores. Brasília: MEC/SEF, 2001.2. MOGI DAS CRUZES, Secretaria Municipal de Educação. Matrizes curriculares municipais para a educação básica: 9 anos- Língua Portuguesa. Secretaria Municipal de Educação. Mogi das Cruzes: SME, 2009.3. São Paulo (Estado), Secretaria da Educação. Ler e escrever: guia de planejamento e orientações didáticas; 3º ano. Secretaria da Educação, Fundação para o Desenvolvimento da Educação; São Paulo : FDE, 2010.

×