SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
SUSEP/DITEC/CGSOA/COPRA
Normativos
Principais Alterações
Publicadas em 2012
• Circular Susep nº448/12, sobre os percentuais
utilizados para o cálculo da PPNG-RVNE e da
provisão de IBNR para companhias que não
possuem histórico de informações;
• Circular Susep nº457/12, sobre o Teste de
Adequação de Passivos; e
• Circular Susep nº452/12, sobre ativos de
resseguro (e retrocessão) redutores e direitos
creditórios;
Principais Alterações
Publicadas em 2013
• Resolução CNSP nº 276/13, sobre limites de retenção;
• Resolução CNSP nº 277/13, para incluir depósitos
judiciais e custos de aquisição diferidos como valores
redutores da necessidade de cobertura das provisões
técnicas;
• Circular Susep nº 461/13, sobre os depósitos judiciais e
custos de aquisição diferidos redutores;
• Resolução CNSP nº 281/13, sobre provisões técnicas; e
• Circular Susep nº 462/13, sobre provisões técnicas.
Circular Susep nº
448/12
• Atualizou os percentuais que podem ser
utilizados no cálculo da PPNG-RVNE e da
provisão de IBNR das companhias que não
possuem histórico de informações.
• Unificou as Circulares Susep nº 281, 282, 283
e 288, de 2005.
Circular Susep nº
452/12
• Regulamentou a prerrogativa prevista no art. 13 da
Resolução CNSP nº 226/10.
• Distinção entre ativo de resseguro (e retrocessão) e
ativo de resseguro (e retrocessão) redutor.
• Correlaciona os ativos de resseguro redutores ao valor
da provisão.
• Condiciona a possibilidade de utilizar o ativo de
resseguro de PPNG como redutor da necessidade de
cobertura à ocorrência do pagamento efetivo do
prêmio de resseguro.
• Dispõe sobre os direitos creditórios.
• Prazo de adequação até 31 de dezembro de 2013.
Resolução CNSP nº
276/13
• Unificou os normativos aplicáveis às sociedades
seguradoras e aos resseguradores locais (Resolução CNSP
nº 40/00 e nº 172/07).
• Valores de limites de retenção calculados mensalmente.
• Fim dos valores mínimos de LR.
• Valores máximos de LR sem a necessidade de prévia
autorização da Susep = 5%.
• Definição de LR: o valor máximo de responsabilidade que
as sociedades supervisionadas podem reter em cada risco
isolado
• Definição de risco isolado: objeto ou conjunto de objetos
de seguro cuja probabilidade de ser atingido por um
mesmo evento gerador de perdas seja relevante.
Resolução CNSP nº
277/13
• Alterou o art. 13 da Resolução CNSP nº 226/10
para incluir para incluir depósitos judiciais e
custos de aquisição diferidos como valores
redutores da necessidade de cobertura das
provisões técnicas por ativos garantidores.
Circular Susep nº
461/13
• Regulamenta os depósitos judiciais e custos de
aquisição diferidos dispostos que podem ser oferecidos
como redutores.
• Depósitos judiciais relacionados às provisões técnicas.
• Custos de aquisição diferidos referentes às despesas de
corretagem diretamente relacionados ao valor do
prêmio e diferidas de acordo com a vigência do risco.
• Para os ramos de garantia estendida, a prerrogativa
abrange, além da corretagem, as despesas com
estipulante.
• Somente devem ser consideradas as despesas
efetivamente pagas.
Resolução CNSP nº
281/13
• Dispõe sobre princípios e conceitos mais
abrangentes.
• Unifica os normativos anteriores.
• Unifica os conceitos das provisões técnicas das
sociedades seguradoras e entidades abertas de
previdência. As provisões são diferenciadas de
acordo com o regime financeiro adotado.
• Prazo de adaptação até 31 de dezembro de 2013.
• Revoga as Resoluções CNSP nº 162/06 e 171/07.
Circular Susep nº
462/13
• Provisões Excluídas:
– Provisão de Oscilação de Risco - POR;
– Provisão de Oscilação Financeira - POF;
– Provisão Complementar de Prêmios -PCP;
– Provisão de Insuficiência de Prêmios - PIP, Provisão de Insuficiência de Contribuições - PIC e
Provisão de Riscos em Curso – PRC (foram substituídas pela Provisão Complementar de
Cobertura - PCC);
– Provisão de Contingências (foram criadas duas novas provisões: provisão para Distribuição de
Bônus – PDB e Provisão Complementar de Sorteios - PCS) ;
– Provisão para Participação nos Lucros de Títulos – Ativos e Inativos; e
– Provisão de IBNER dos resseguradores locais (englobada, como um ajuste, pela própria PSL).
• Prazo de reversão: até 31 de dezembro de 2014. Durante esse prazo, esses valores
devem ser constituídos como Outras Provisões Técnicas – OPT.
• A Provisão de Despesas Administrativas foi substituída pela Provisão de Despesas
Relacionadas – PDR.
• Houve alteração da Nomenclatura da Provisão Matemática para Resgate e da
Provisão para Resgate de Títulos para, respectivamente, Provisão Matemática para
Capitalização e Provisão para Resgate.
Circular Susep nº
462/13
• Provisão de Prêmios Não Ganhos - PPNG constituída pela data da emissão
ou do início de vigência, o que ocorrer primeiro.
• Variação cambial na PPNG.
• Base de cálculo da PPNG líquida de custos iniciais de contratação.
• Unificação da PPNG e da PRNE.
• Unificação da PSL e da PBAR. Ambas líquidas das despesas relacionadas.
• Ajuste de IBNER na PSL.
• Ajustes de salvados e ressarcidos na PSL e no IBNR.
• Baixa da provisão, por pagamento, atrelada à liquidação financeira, como
regra geral.
• Eventuais insuficiências na taxa de remuneração dos títulos de
capitalização devem ser consideradas da própria Provisão Matemática de
Capitalização (PMC).
• Prazo de adaptação até 31 de dezembro de 2013. Exceto para a
constituição da PPNG pela data da obrigação.
Alterações Futuras
• Auditoria Atuarial;
• Limite de Retenção para Entidades Abertas de
Previdência Complementar; e
• Norma de Percentuais de PPNG-RVNE e
provisão de IBNR
Observações Finais
PERGUNTAS
FIM
Contatos
cgsoa.rj@susep.gov.br – 3233-4020 (4017)
copra.rj@susep.gov.br – 3233-4020 (4336)
disec.rj@susep.gov.br – 3233-4042
dipep.rj@susep.gov.br – 3233-4048

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Palestra cgsoa provisoes

GARANTIAS FINANCEIRAS ANS
GARANTIAS FINANCEIRAS ANSGARANTIAS FINANCEIRAS ANS
GARANTIAS FINANCEIRAS ANSJoaquim Wilmar
 
Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)
Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)
Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)CNseg
 
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...Escola Nacional de Seguros
 
Circular SUSEP 338 - altera e consolida regras e critérios complementares de ...
Circular SUSEP 338 - altera e consolida regras e critérios complementares de ...Circular SUSEP 338 - altera e consolida regras e critérios complementares de ...
Circular SUSEP 338 - altera e consolida regras e critérios complementares de ...Universidade Federal Fluminense
 
Circular SUSEP 462 - dispõe sobre a forma de cálculo e os procedimentos para ...
Circular SUSEP 462 - dispõe sobre a forma de cálculo e os procedimentos para ...Circular SUSEP 462 - dispõe sobre a forma de cálculo e os procedimentos para ...
Circular SUSEP 462 - dispõe sobre a forma de cálculo e os procedimentos para ...Universidade Federal Fluminense
 
Nbctsp03
Nbctsp03Nbctsp03
Nbctsp03CRC-PI
 
Nbc tsp 03 .
Nbc tsp 03 .Nbc tsp 03 .
Nbc tsp 03 .CRC-PI
 
IN RFB 1.515/14 e o novo regime tributário: cuidados com a extinção do RTT
IN RFB 1.515/14 e o novo regime tributário: cuidados com a extinção do RTTIN RFB 1.515/14 e o novo regime tributário: cuidados com a extinção do RTT
IN RFB 1.515/14 e o novo regime tributário: cuidados com a extinção do RTTEdgar Gonçalves
 
Receitas ifrs 15 ifrs em-destaque-02-14-first-impressions kpmg
Receitas ifrs 15 ifrs em-destaque-02-14-first-impressions kpmgReceitas ifrs 15 ifrs em-destaque-02-14-first-impressions kpmg
Receitas ifrs 15 ifrs em-destaque-02-14-first-impressions kpmgavieiracpa
 
CESPE | Contabilidade Geral em Exercícios - Professo Loberto Sasaki
CESPE | Contabilidade Geral em Exercícios - Professo Loberto SasakiCESPE | Contabilidade Geral em Exercícios - Professo Loberto Sasaki
CESPE | Contabilidade Geral em Exercícios - Professo Loberto SasakiNATA CURSOS
 
6º Congresso Estadual | Havila Donnely
6º Congresso Estadual | Havila Donnely6º Congresso Estadual | Havila Donnely
6º Congresso Estadual | Havila DonnelyAPEPREM
 

Semelhante a Palestra cgsoa provisoes (20)

GARANTIAS FINANCEIRAS ANS
GARANTIAS FINANCEIRAS ANSGARANTIAS FINANCEIRAS ANS
GARANTIAS FINANCEIRAS ANS
 
Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)
Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)
Polo de Resseguro (João Marcelo dos Santos)
 
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
Seminário Desafios Contábeis e Regulatórios com a Convergência ao IFRS no Mer...
 
Circular SUSEP 338 - altera e consolida regras e critérios complementares de ...
Circular SUSEP 338 - altera e consolida regras e critérios complementares de ...Circular SUSEP 338 - altera e consolida regras e critérios complementares de ...
Circular SUSEP 338 - altera e consolida regras e critérios complementares de ...
 
Circular SUSEP 462 - dispõe sobre a forma de cálculo e os procedimentos para ...
Circular SUSEP 462 - dispõe sobre a forma de cálculo e os procedimentos para ...Circular SUSEP 462 - dispõe sobre a forma de cálculo e os procedimentos para ...
Circular SUSEP 462 - dispõe sobre a forma de cálculo e os procedimentos para ...
 
Circular CNSP 462 - Provisões Técnicas
Circular CNSP 462 - Provisões TécnicasCircular CNSP 462 - Provisões Técnicas
Circular CNSP 462 - Provisões Técnicas
 
Nbctsp03
Nbctsp03Nbctsp03
Nbctsp03
 
Nbc tsp 03 .
Nbc tsp 03 .Nbc tsp 03 .
Nbc tsp 03 .
 
CPC 12 - Ajuste a Valor Presente
CPC 12 - Ajuste a Valor PresenteCPC 12 - Ajuste a Valor Presente
CPC 12 - Ajuste a Valor Presente
 
Novidades Legislativas71 13-11
Novidades Legislativas71   13-11Novidades Legislativas71   13-11
Novidades Legislativas71 13-11
 
IN RFB 1.515/14 e o novo regime tributário: cuidados com a extinção do RTT
IN RFB 1.515/14 e o novo regime tributário: cuidados com a extinção do RTTIN RFB 1.515/14 e o novo regime tributário: cuidados com a extinção do RTT
IN RFB 1.515/14 e o novo regime tributário: cuidados com a extinção do RTT
 
Receitas ifrs 15 ifrs em-destaque-02-14-first-impressions kpmg
Receitas ifrs 15 ifrs em-destaque-02-14-first-impressions kpmgReceitas ifrs 15 ifrs em-destaque-02-14-first-impressions kpmg
Receitas ifrs 15 ifrs em-destaque-02-14-first-impressions kpmg
 
Avaliação e auditoria atuarial
Avaliação e auditoria atuarialAvaliação e auditoria atuarial
Avaliação e auditoria atuarial
 
Activos tangíveis ncrf 13
Activos tangíveis  ncrf 13Activos tangíveis  ncrf 13
Activos tangíveis ncrf 13
 
Circular CNSP 452 - Ativos de Resseguro Redutores
Circular CNSP 452 - Ativos de Resseguro RedutoresCircular CNSP 452 - Ativos de Resseguro Redutores
Circular CNSP 452 - Ativos de Resseguro Redutores
 
Circular SUSEP 452 - ativos de resseguros redutores
Circular SUSEP 452 - ativos de resseguros redutoresCircular SUSEP 452 - ativos de resseguros redutores
Circular SUSEP 452 - ativos de resseguros redutores
 
Legislacao aplicavel aos ativos.
Legislacao aplicavel aos ativos.Legislacao aplicavel aos ativos.
Legislacao aplicavel aos ativos.
 
Circular SUSEP 386 - legislação aplicavel aos ativos.
Circular SUSEP 386 - legislação aplicavel aos ativos.Circular SUSEP 386 - legislação aplicavel aos ativos.
Circular SUSEP 386 - legislação aplicavel aos ativos.
 
CESPE | Contabilidade Geral em Exercícios - Professo Loberto Sasaki
CESPE | Contabilidade Geral em Exercícios - Professo Loberto SasakiCESPE | Contabilidade Geral em Exercícios - Professo Loberto Sasaki
CESPE | Contabilidade Geral em Exercícios - Professo Loberto Sasaki
 
6º Congresso Estadual | Havila Donnely
6º Congresso Estadual | Havila Donnely6º Congresso Estadual | Havila Donnely
6º Congresso Estadual | Havila Donnely
 

Mais de Universidade Federal Fluminense

Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personalPunto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personalUniversidade Federal Fluminense
 
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipmentTipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipmentUniversidade Federal Fluminense
 
Pegadas hídricas água, o precioso líquido do presente e do futuro
Pegadas hídricas   água, o precioso líquido do presente e do futuroPegadas hídricas   água, o precioso líquido do presente e do futuro
Pegadas hídricas água, o precioso líquido do presente e do futuroUniversidade Federal Fluminense
 
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador   ad corretora de segurosRc para executivos ganha destaque no mercado segurador   ad corretora de seguros
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de segurosUniversidade Federal Fluminense
 
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...Universidade Federal Fluminense
 
Editora roncarati incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos arti...
Editora roncarati   incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos   arti...Editora roncarati   incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos   arti...
Editora roncarati incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos arti...Universidade Federal Fluminense
 
Editora roncarati cenários críticos que ampliam riscos artigos e notícias
Editora roncarati   cenários críticos que ampliam riscos   artigos e notíciasEditora roncarati   cenários críticos que ampliam riscos   artigos e notícias
Editora roncarati cenários críticos que ampliam riscos artigos e notíciasUniversidade Federal Fluminense
 
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015Universidade Federal Fluminense
 
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...Universidade Federal Fluminense
 
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscosUma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscosUniversidade Federal Fluminense
 

Mais de Universidade Federal Fluminense (20)

Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personalPunto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
Punto de inflexión, accidentes frente a equipos de protección personal
 
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipmentTipping point, accidents versus personal protective equipment
Tipping point, accidents versus personal protective equipment
 
Pegadas hídricas água, o precioso líquido do presente e do futuro
Pegadas hídricas   água, o precioso líquido do presente e do futuroPegadas hídricas   água, o precioso líquido do presente e do futuro
Pegadas hídricas água, o precioso líquido do presente e do futuro
 
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador   ad corretora de segurosRc para executivos ganha destaque no mercado segurador   ad corretora de seguros
Rc para executivos ganha destaque no mercado segurador ad corretora de seguros
 
Liderança da gestão
Liderança da gestãoLiderança da gestão
Liderança da gestão
 
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...Percepção, compreensão e avaliação de riscos   análise de resultados de pesqu...
Percepção, compreensão e avaliação de riscos análise de resultados de pesqu...
 
Editora roncarati incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos arti...
Editora roncarati   incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos   arti...Editora roncarati   incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos   arti...
Editora roncarati incêndio em áreas de tancagem de produtos diversos arti...
 
Editora roncarati cenários críticos que ampliam riscos artigos e notícias
Editora roncarati   cenários críticos que ampliam riscos   artigos e notíciasEditora roncarati   cenários críticos que ampliam riscos   artigos e notícias
Editora roncarati cenários críticos que ampliam riscos artigos e notícias
 
Cenários críticos que ampliam riscos
Cenários críticos que ampliam riscosCenários críticos que ampliam riscos
Cenários críticos que ampliam riscos
 
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
Uma passagem só de ida no voo do dia 24 de março de 2015
 
Revista opinião.seg nº 7 maio de 2014
Revista opinião.seg nº 7   maio de 2014Revista opinião.seg nº 7   maio de 2014
Revista opinião.seg nº 7 maio de 2014
 
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...Editora roncarati   autovistoria de edificações - considerações gerais   arti...
Editora roncarati autovistoria de edificações - considerações gerais arti...
 
Utilidade social e eficiência do mutualismo
Utilidade social e eficiência do mutualismoUtilidade social e eficiência do mutualismo
Utilidade social e eficiência do mutualismo
 
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscosUma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
Uma breve análise da evolução dos programas de gerenciamento de riscos
 
Teste de adequação de passivos susep
Teste de adequação de passivos   susepTeste de adequação de passivos   susep
Teste de adequação de passivos susep
 
Teoria do risco
Teoria do riscoTeoria do risco
Teoria do risco
 
Teoria do risco tese de doutoramento
Teoria do risco   tese de doutoramentoTeoria do risco   tese de doutoramento
Teoria do risco tese de doutoramento
 
Teoria de utilidade e seguro
Teoria de utilidade e seguroTeoria de utilidade e seguro
Teoria de utilidade e seguro
 
Tecnicas atuariais dos seguros
Tecnicas atuariais dos segurosTecnicas atuariais dos seguros
Tecnicas atuariais dos seguros
 
Tábuas de mortalidade
Tábuas de mortalidadeTábuas de mortalidade
Tábuas de mortalidade
 

Último

HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 

Último (20)

HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 

Palestra cgsoa provisoes

  • 2. Principais Alterações Publicadas em 2012 • Circular Susep nº448/12, sobre os percentuais utilizados para o cálculo da PPNG-RVNE e da provisão de IBNR para companhias que não possuem histórico de informações; • Circular Susep nº457/12, sobre o Teste de Adequação de Passivos; e • Circular Susep nº452/12, sobre ativos de resseguro (e retrocessão) redutores e direitos creditórios;
  • 3. Principais Alterações Publicadas em 2013 • Resolução CNSP nº 276/13, sobre limites de retenção; • Resolução CNSP nº 277/13, para incluir depósitos judiciais e custos de aquisição diferidos como valores redutores da necessidade de cobertura das provisões técnicas; • Circular Susep nº 461/13, sobre os depósitos judiciais e custos de aquisição diferidos redutores; • Resolução CNSP nº 281/13, sobre provisões técnicas; e • Circular Susep nº 462/13, sobre provisões técnicas.
  • 4. Circular Susep nº 448/12 • Atualizou os percentuais que podem ser utilizados no cálculo da PPNG-RVNE e da provisão de IBNR das companhias que não possuem histórico de informações. • Unificou as Circulares Susep nº 281, 282, 283 e 288, de 2005.
  • 5. Circular Susep nº 452/12 • Regulamentou a prerrogativa prevista no art. 13 da Resolução CNSP nº 226/10. • Distinção entre ativo de resseguro (e retrocessão) e ativo de resseguro (e retrocessão) redutor. • Correlaciona os ativos de resseguro redutores ao valor da provisão. • Condiciona a possibilidade de utilizar o ativo de resseguro de PPNG como redutor da necessidade de cobertura à ocorrência do pagamento efetivo do prêmio de resseguro. • Dispõe sobre os direitos creditórios. • Prazo de adequação até 31 de dezembro de 2013.
  • 6. Resolução CNSP nº 276/13 • Unificou os normativos aplicáveis às sociedades seguradoras e aos resseguradores locais (Resolução CNSP nº 40/00 e nº 172/07). • Valores de limites de retenção calculados mensalmente. • Fim dos valores mínimos de LR. • Valores máximos de LR sem a necessidade de prévia autorização da Susep = 5%. • Definição de LR: o valor máximo de responsabilidade que as sociedades supervisionadas podem reter em cada risco isolado • Definição de risco isolado: objeto ou conjunto de objetos de seguro cuja probabilidade de ser atingido por um mesmo evento gerador de perdas seja relevante.
  • 7. Resolução CNSP nº 277/13 • Alterou o art. 13 da Resolução CNSP nº 226/10 para incluir para incluir depósitos judiciais e custos de aquisição diferidos como valores redutores da necessidade de cobertura das provisões técnicas por ativos garantidores.
  • 8. Circular Susep nº 461/13 • Regulamenta os depósitos judiciais e custos de aquisição diferidos dispostos que podem ser oferecidos como redutores. • Depósitos judiciais relacionados às provisões técnicas. • Custos de aquisição diferidos referentes às despesas de corretagem diretamente relacionados ao valor do prêmio e diferidas de acordo com a vigência do risco. • Para os ramos de garantia estendida, a prerrogativa abrange, além da corretagem, as despesas com estipulante. • Somente devem ser consideradas as despesas efetivamente pagas.
  • 9. Resolução CNSP nº 281/13 • Dispõe sobre princípios e conceitos mais abrangentes. • Unifica os normativos anteriores. • Unifica os conceitos das provisões técnicas das sociedades seguradoras e entidades abertas de previdência. As provisões são diferenciadas de acordo com o regime financeiro adotado. • Prazo de adaptação até 31 de dezembro de 2013. • Revoga as Resoluções CNSP nº 162/06 e 171/07.
  • 10. Circular Susep nº 462/13 • Provisões Excluídas: – Provisão de Oscilação de Risco - POR; – Provisão de Oscilação Financeira - POF; – Provisão Complementar de Prêmios -PCP; – Provisão de Insuficiência de Prêmios - PIP, Provisão de Insuficiência de Contribuições - PIC e Provisão de Riscos em Curso – PRC (foram substituídas pela Provisão Complementar de Cobertura - PCC); – Provisão de Contingências (foram criadas duas novas provisões: provisão para Distribuição de Bônus – PDB e Provisão Complementar de Sorteios - PCS) ; – Provisão para Participação nos Lucros de Títulos – Ativos e Inativos; e – Provisão de IBNER dos resseguradores locais (englobada, como um ajuste, pela própria PSL). • Prazo de reversão: até 31 de dezembro de 2014. Durante esse prazo, esses valores devem ser constituídos como Outras Provisões Técnicas – OPT. • A Provisão de Despesas Administrativas foi substituída pela Provisão de Despesas Relacionadas – PDR. • Houve alteração da Nomenclatura da Provisão Matemática para Resgate e da Provisão para Resgate de Títulos para, respectivamente, Provisão Matemática para Capitalização e Provisão para Resgate.
  • 11. Circular Susep nº 462/13 • Provisão de Prêmios Não Ganhos - PPNG constituída pela data da emissão ou do início de vigência, o que ocorrer primeiro. • Variação cambial na PPNG. • Base de cálculo da PPNG líquida de custos iniciais de contratação. • Unificação da PPNG e da PRNE. • Unificação da PSL e da PBAR. Ambas líquidas das despesas relacionadas. • Ajuste de IBNER na PSL. • Ajustes de salvados e ressarcidos na PSL e no IBNR. • Baixa da provisão, por pagamento, atrelada à liquidação financeira, como regra geral. • Eventuais insuficiências na taxa de remuneração dos títulos de capitalização devem ser consideradas da própria Provisão Matemática de Capitalização (PMC). • Prazo de adaptação até 31 de dezembro de 2013. Exceto para a constituição da PPNG pela data da obrigação.
  • 12. Alterações Futuras • Auditoria Atuarial; • Limite de Retenção para Entidades Abertas de Previdência Complementar; e • Norma de Percentuais de PPNG-RVNE e provisão de IBNR
  • 14. FIM Contatos cgsoa.rj@susep.gov.br – 3233-4020 (4017) copra.rj@susep.gov.br – 3233-4020 (4336) disec.rj@susep.gov.br – 3233-4042 dipep.rj@susep.gov.br – 3233-4048