SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Básica 2.º e 3.º Ciclos Roque Gameiro
             Disciplina: História
            Carolina Caeiro, Nº 7
             João Ferreira, Nº12
           Lumena Tavares Nº 13
                     9º/5ª                     1
                  Maio 2012
Com este trabalho
  pretendemos dar-vos a
 conhecer os motivos que
levaram à queda da URSS.




                           2
Þ Após o fim da 2ª Guerra Mundial, duas potências
  dominavam o Mundo, os EUA e a URSS.
Þ A URSS teve uma rápida recuperação graças a:
     Uma rígida planificação económica que
      desenvolveu as indústrias de base e de
      armamento.




                                                    3
4
Þ O seu antagonismo provocou a formação de dois
  blocos:
    O bloco capitalista, no ocidente;
    O bloco comunista, no leste.
Þ O medo que cada um inspirava ao outro deu
  origem à Guerra Fria, esta baseava-se na ameaça
  recíproca de represália nuclear em caso de
  agressão.



                                                    5
6
Þ   Estaline morre em 1953, sucedendo-lhe
    Khrushchev.
Þ   Após três no XX Congresso do Partido
    Comunista, Khrushchev revela os erros de
    Estaline.
Þ   Assim começou a desestalinização.




                                               7
Þ A Desestalinização refere-se ao processo de
eliminação do culto da personalidade e do sistema
político estalinista.




                                                    8
Nikita Sergeyevich
      Khrushchev

  Nasceu em 15 abril de
 1894 e morreu em 11 de
setembro de 1971, com 77
         anos.




                           9
Leonid Ilitch Brejnev

   Nasceu em 19 de
 dezembro de 1906 e
   morreu em 10 de
novembro de 1982, com
      75 anos.




                         10
Khrushchov                     Brejnev

Þ  Introduziu uma           Þ Sob o governo de Brejnev
liberalização do regime.    de 1964 a 1982.
Þ Defendeu o coexistência   Þ A sociedade soviética
pacífica, no plano das      recaiu nos velhos erros
relações externas.          como:
                                Culto da Personalidade
                                O rígido controlo do
                                 exercido pela
                                 burocracia.

                                                     11
Khrushchov                  Brejnev

Þ  A URSS alcançou         Þ A vigilância e a
enorme prestígio           repressão política
internacional, devido ao   bloqueava a iniciativa
avanço tecnológico:        individual.
    1957 – Lançamento     Þ O avanço tecnológico
     do Sputnik;           centrava-se na exploração
    1961 – 1.º voo        espacial e no armamento.
     espacial tripulado.

                                                   12
13
 Nasceu no dia 2 de Março
de 1931, em Stavropol.
 Formou-se em direito e
economia agrícola.
 Ingressou desde jovem no
Partido Comunista
 Nomeado para secretário-
-geral em 1985.
 Em 1990 é eleito para
presidente da URSS, neste
fora distinguido como o
prémio Nobel da paz.
                             14
Þ Mikhail Gorbachev quando subiu ao poder em 1985,
denunciou os bloqueios do regime soviético.
Þ Para modernizar a URSS, o novo líder resolveu
promover:
     Perestroika;
     Glasnost.
Þ Com isto pretendia democratizar o regime, sem
abdicar dos seus fundamentos socialistas.



                                                 15
16
Þ   Gorbachev levou a cabo uma profunda liberalização:
      Libertação dos presos políticos;
      Estimulação da crítica e do espírito de iniciativa;
      Introdução na economia mecanismos de
       mercado;
      Realização de eleições abertas e candidatos
       independentes para o Parlamento.




                                                         17
Þ A Perestroika e a Glasnost são medidas políticas
  implantadas na União Soviética durante o governo
  de Mikhail Gorbachev.
Þ Perestroika significa restruturação do sistema
  político económico e social.
Þ Glasnost significa liberdade de expressão.




                                                 18
Restruturação, democracia, transparência.




                                            19
Com Gorbatchev:


     Liberalização/democratização


1.     Derrocada do modelo de Leste
     2. Queda do Muro de Berlim
         3. Fim da Guerra Fria
            4. Fim da URSS

                                      20
Þ Quando se iniciou a perestroika, há muito que se
verificava sinais de descontentamento nos países
comunistas.
Þ A política de liberalização introduzida por
Gorbachev, em vez de trazer benefícios trousse a crise
económica e a agitação social.




                                                    21
INSURREIÇÃO NA HUNGRIA, EM   INSURREIÇÃO NA
OUTUBRO DE 1956 .            CHECOSLOVÁQUIA , EM 1968 .




                                                          22
Þ A grande maioria dos países de Leste instituíram o
regime democrático.
Þ Em simultâneo introduziu-se o capitalismo e a
economia de mercado.
Þ O espírito nacionalista conduziu o fragmentação da
Checoslováquia e a da Jugoslávia.




                                                   23
CHECOSLOVÁQUIA          JUGOSLÁVIA
Esta dividiu-se em 2    Esta dividiu-se em 2
repúblicas:             repúblicas:
   • República Checa;      • Eslovênia ;
   • Eslováquia.           • Croácia;
                           • Kosovo;
                           • Montenegro;
                           • Macedônia;
                           • Bósnia –Herzegovina;
                           • Servia.



                                                    24
25
Þ Em 1989, dá-se a queda do muro de Berlim e a
reunificação das duas Alemanhas.


                   R.D.A.   + R.F.A
                     Alemanha




                                                 26
Republica Federal da Alemanha




Republica Democrática Alemã     27
Þ  A onda de mudança contagiou a URSS.
Þ  Muitas das repúblicas que a integravam declararam
a sua independência pondo fim a URSS.




                                                   28
Gorbachev foi forçado a demitir-se, entregando o
              poder às forças liberais.


     Quebraram-se as estruturas de produção;
   Emergiu-se um capitalismo caótico e corrupto.


Derrocada do modelo socialista instaurado por Lenine.


                                                     29
A União Soviética dividiu-      Geórgia,
se em 15 repúblicas:            Armênia,
    Rússia,                    Azerbaijão,
    Ucrânia,                   Cazaquistão,
    Moldova,                   Turquemenistão,
    Bielorrússia,              Quirguistão,
    Estônia,                   Usbequistão,
    Letônia,                   Tajiquistão.
    Lituânia,



                                                   30
31
Þ Graças a duas palavras revolucionários (Glasnost e
  Perestroika) instalou-se clima de instabilidade
  causado por agitações nacionalistas, conflitos
  étnicos e regionais e insatisfação económica,
  sendo um dos fatores causadores da ruína da
  URSS.
Þ A Rússia perdeu a posição dominante que a URSS
  ocupara no plano mundial devido à redução dos
  limites territoriais.


                                                       32
   Livros:
        História, Volume 2, 9º ano: Lisboa Editora;
        Atlas da História do Mundo: Seleções do
         Reader’s Digest.
   Internet:
        http://www.google.pt/imghp?hl=pt-PT&tab=wi;
        http://www.wikipedia.org/;
        http://www.youtube.com/.



                                                       33

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conflito Entre Rússia e Ucrânia
Conflito Entre Rússia e UcrâniaConflito Entre Rússia e Ucrânia
Conflito Entre Rússia e Ucrânia
Henrique Abrantes
 
GUERRA FRIA
GUERRA FRIAGUERRA FRIA
GUERRA FRIA
Edenilson Morais
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Victor Said
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
patriciacaralo
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
Elaine Bogo Pavani
 
Mundo Bipolar
Mundo BipolarMundo Bipolar
Mundo Bipolar
Carlos Vieira
 
A desintegração da URSS
A desintegração da URSSA desintegração da URSS
A desintegração da URSS
Mateus Silva
 
Guerra civil espanhola
Guerra civil espanholaGuerra civil espanhola
Guerra civil espanhola
cattonia
 
O fim da guerra fria e o mundo final
O fim da guerra fria e o mundo finalO fim da guerra fria e o mundo final
O fim da guerra fria e o mundo final
Paulo Gomes
 
O mundo pos guerra fria
O mundo pos guerra friaO mundo pos guerra fria
O mundo pos guerra fria
Isabel Aguiar
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
rsaloes
 
9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial
Janaína Bindá
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
Daniel Alves Bronstrup
 
A guerra fria
A guerra friaA guerra fria
A guerra fria
Joana Melo
 
Descolonização africana
Descolonização africanaDescolonização africana
Descolonização africana
Camila Brito
 
Queda do Muro de Berlim e Dissolução da URSS
Queda do Muro de Berlim e Dissolução da URSSQueda do Muro de Berlim e Dissolução da URSS
Queda do Muro de Berlim e Dissolução da URSS
eiprofessor
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
Daniel Alves Bronstrup
 
Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
Creusa Lima
 
Guerra fria e o mundo bipolar
Guerra fria e o mundo bipolarGuerra fria e o mundo bipolar
Guerra fria e o mundo bipolar
Thamires Bragança
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Fatima Freitas
 

Mais procurados (20)

Conflito Entre Rússia e Ucrânia
Conflito Entre Rússia e UcrâniaConflito Entre Rússia e Ucrânia
Conflito Entre Rússia e Ucrânia
 
GUERRA FRIA
GUERRA FRIAGUERRA FRIA
GUERRA FRIA
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Mundo Bipolar
Mundo BipolarMundo Bipolar
Mundo Bipolar
 
A desintegração da URSS
A desintegração da URSSA desintegração da URSS
A desintegração da URSS
 
Guerra civil espanhola
Guerra civil espanholaGuerra civil espanhola
Guerra civil espanhola
 
O fim da guerra fria e o mundo final
O fim da guerra fria e o mundo finalO fim da guerra fria e o mundo final
O fim da guerra fria e o mundo final
 
O mundo pos guerra fria
O mundo pos guerra friaO mundo pos guerra fria
O mundo pos guerra fria
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
 
A guerra fria
A guerra friaA guerra fria
A guerra fria
 
Descolonização africana
Descolonização africanaDescolonização africana
Descolonização africana
 
Queda do Muro de Berlim e Dissolução da URSS
Queda do Muro de Berlim e Dissolução da URSSQueda do Muro de Berlim e Dissolução da URSS
Queda do Muro de Berlim e Dissolução da URSS
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 
Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
 
Guerra fria e o mundo bipolar
Guerra fria e o mundo bipolarGuerra fria e o mundo bipolar
Guerra fria e o mundo bipolar
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 

Destaque

O muro de berlim
O muro de berlimO muro de berlim
O muro de berlim
Beatriz Noronha
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
ana salema
 
Crise do Socilialismo na URSS
Crise do Socilialismo na URSSCrise do Socilialismo na URSS
Crise do Socilialismo na URSS
Adriana Gomes Messias
 
O muro de Berlim
O muro de Berlim O muro de Berlim
O muro de Berlim
Isabel Cabral
 
A queda do socialismo
A queda do socialismoA queda do socialismo
A queda do socialismo
Rodrigo Moysés
 
Crise do socialismo
Crise do socialismoCrise do socialismo
Crise do socialismo
Elton Zanoni
 

Destaque (6)

O muro de berlim
O muro de berlimO muro de berlim
O muro de berlim
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
Crise do Socilialismo na URSS
Crise do Socilialismo na URSSCrise do Socilialismo na URSS
Crise do Socilialismo na URSS
 
O muro de Berlim
O muro de Berlim O muro de Berlim
O muro de Berlim
 
A queda do socialismo
A queda do socialismoA queda do socialismo
A queda do socialismo
 
Crise do socialismo
Crise do socialismoCrise do socialismo
Crise do socialismo
 

Semelhante a O fim da urss

Urss (União Soviética)
Urss (União Soviética)Urss (União Soviética)
Urss (União Soviética)
Luanna Oliveira
 
O mundo comunista
O mundo comunistaO mundo comunista
O mundo comunista
maria40
 
O mundo comunista desenvolvimento e ruturas
O mundo comunista   desenvolvimento e ruturasO mundo comunista   desenvolvimento e ruturas
O mundo comunista desenvolvimento e ruturas
Ana Barreiros
 
FIM DO BLOCO-1.pptx
FIM DO BLOCO-1.pptxFIM DO BLOCO-1.pptx
FIM DO BLOCO-1.pptx
SofiaAnchieta
 
União soviética URSS
União soviética  URSSUnião soviética  URSS
União soviética URSS
Raimund M Souza
 
O Mundo depois da Guerra Fria
O Mundo depois da Guerra FriaO Mundo depois da Guerra Fria
O Mundo depois da Guerra Fria
João Lima
 
A Queda do Comunismo - História 9º Ano
A Queda do Comunismo - História 9º AnoA Queda do Comunismo - História 9º Ano
A Queda do Comunismo - História 9º Ano
Farol do Conhecimento - Explicações
 
O fim da urss e democratização.
O  fim da urss e democratização.O  fim da urss e democratização.
O fim da urss e democratização.
Camila Brito
 
O fim da união soviética
O fim da união soviéticaO fim da união soviética
O fim da união soviética
Lenylson Carvalho
 
URSS
URSSURSS
O comunismo- 9ºF
O comunismo- 9ºFO comunismo- 9ºF
O comunismo- 9ºF
Carla Teixeira
 
URSS
URSSURSS
Urss
UrssUrss
URSS
URSSURSS
Urss
UrssUrss
URSS
URSSURSS
URSS
URSSURSS
URSS
URSSURSS
Rumos de um mundo global
Rumos de um mundo globalRumos de um mundo global
Rumos de um mundo global
Norma Almeida
 
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano BGuerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
Nádya Dixon
 

Semelhante a O fim da urss (20)

Urss (União Soviética)
Urss (União Soviética)Urss (União Soviética)
Urss (União Soviética)
 
O mundo comunista
O mundo comunistaO mundo comunista
O mundo comunista
 
O mundo comunista desenvolvimento e ruturas
O mundo comunista   desenvolvimento e ruturasO mundo comunista   desenvolvimento e ruturas
O mundo comunista desenvolvimento e ruturas
 
FIM DO BLOCO-1.pptx
FIM DO BLOCO-1.pptxFIM DO BLOCO-1.pptx
FIM DO BLOCO-1.pptx
 
União soviética URSS
União soviética  URSSUnião soviética  URSS
União soviética URSS
 
O Mundo depois da Guerra Fria
O Mundo depois da Guerra FriaO Mundo depois da Guerra Fria
O Mundo depois da Guerra Fria
 
A Queda do Comunismo - História 9º Ano
A Queda do Comunismo - História 9º AnoA Queda do Comunismo - História 9º Ano
A Queda do Comunismo - História 9º Ano
 
O fim da urss e democratização.
O  fim da urss e democratização.O  fim da urss e democratização.
O fim da urss e democratização.
 
O fim da união soviética
O fim da união soviéticaO fim da união soviética
O fim da união soviética
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
O comunismo- 9ºF
O comunismo- 9ºFO comunismo- 9ºF
O comunismo- 9ºF
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
Urss
UrssUrss
Urss
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
Urss
UrssUrss
Urss
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
Rumos de um mundo global
Rumos de um mundo globalRumos de um mundo global
Rumos de um mundo global
 
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano BGuerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
 

Mais de Carlos Vieira

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Carlos Vieira
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
Carlos Vieira
 
O Patriota
O PatriotaO Patriota
O Patriota
Carlos Vieira
 
As sufragistas
As sufragistasAs sufragistas
As sufragistas
Carlos Vieira
 
Madame bovary
Madame bovaryMadame bovary
Madame bovary
Carlos Vieira
 
Cavalo de guerra
Cavalo de guerraCavalo de guerra
Cavalo de guerra
Carlos Vieira
 
Danton
DantonDanton
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococo
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Carlos Vieira
 
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Carlos Vieira
 
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Carlos Vieira
 

Mais de Carlos Vieira (20)

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
O Patriota
O PatriotaO Patriota
O Patriota
 
As sufragistas
As sufragistasAs sufragistas
As sufragistas
 
Madame bovary
Madame bovaryMadame bovary
Madame bovary
 
Cavalo de guerra
Cavalo de guerraCavalo de guerra
Cavalo de guerra
 
Danton
DantonDanton
Danton
 
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
 
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
 
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococó
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococo
 
Cultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococo
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
 
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura Barroca
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura Barroca
 
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
 
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
 
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
 

Último

Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 

Último (20)

Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 

O fim da urss

  • 1. Escola Básica 2.º e 3.º Ciclos Roque Gameiro Disciplina: História Carolina Caeiro, Nº 7 João Ferreira, Nº12 Lumena Tavares Nº 13 9º/5ª 1 Maio 2012
  • 2. Com este trabalho pretendemos dar-vos a conhecer os motivos que levaram à queda da URSS. 2
  • 3. Þ Após o fim da 2ª Guerra Mundial, duas potências dominavam o Mundo, os EUA e a URSS. Þ A URSS teve uma rápida recuperação graças a:  Uma rígida planificação económica que desenvolveu as indústrias de base e de armamento. 3
  • 4. 4
  • 5. Þ O seu antagonismo provocou a formação de dois blocos:  O bloco capitalista, no ocidente;  O bloco comunista, no leste. Þ O medo que cada um inspirava ao outro deu origem à Guerra Fria, esta baseava-se na ameaça recíproca de represália nuclear em caso de agressão. 5
  • 6. 6
  • 7. Þ Estaline morre em 1953, sucedendo-lhe Khrushchev. Þ Após três no XX Congresso do Partido Comunista, Khrushchev revela os erros de Estaline. Þ Assim começou a desestalinização. 7
  • 8. Þ A Desestalinização refere-se ao processo de eliminação do culto da personalidade e do sistema político estalinista. 8
  • 9. Nikita Sergeyevich Khrushchev Nasceu em 15 abril de 1894 e morreu em 11 de setembro de 1971, com 77 anos. 9
  • 10. Leonid Ilitch Brejnev Nasceu em 19 de dezembro de 1906 e morreu em 10 de novembro de 1982, com 75 anos. 10
  • 11. Khrushchov Brejnev Þ Introduziu uma Þ Sob o governo de Brejnev liberalização do regime. de 1964 a 1982. Þ Defendeu o coexistência Þ A sociedade soviética pacífica, no plano das recaiu nos velhos erros relações externas. como:  Culto da Personalidade  O rígido controlo do exercido pela burocracia. 11
  • 12. Khrushchov Brejnev Þ A URSS alcançou Þ A vigilância e a enorme prestígio repressão política internacional, devido ao bloqueava a iniciativa avanço tecnológico: individual.  1957 – Lançamento Þ O avanço tecnológico do Sputnik; centrava-se na exploração  1961 – 1.º voo espacial e no armamento. espacial tripulado. 12
  • 13. 13
  • 14.  Nasceu no dia 2 de Março de 1931, em Stavropol.  Formou-se em direito e economia agrícola.  Ingressou desde jovem no Partido Comunista  Nomeado para secretário- -geral em 1985.  Em 1990 é eleito para presidente da URSS, neste fora distinguido como o prémio Nobel da paz. 14
  • 15. Þ Mikhail Gorbachev quando subiu ao poder em 1985, denunciou os bloqueios do regime soviético. Þ Para modernizar a URSS, o novo líder resolveu promover:  Perestroika;  Glasnost. Þ Com isto pretendia democratizar o regime, sem abdicar dos seus fundamentos socialistas. 15
  • 16. 16
  • 17. Þ Gorbachev levou a cabo uma profunda liberalização:  Libertação dos presos políticos;  Estimulação da crítica e do espírito de iniciativa;  Introdução na economia mecanismos de mercado;  Realização de eleições abertas e candidatos independentes para o Parlamento. 17
  • 18. Þ A Perestroika e a Glasnost são medidas políticas implantadas na União Soviética durante o governo de Mikhail Gorbachev. Þ Perestroika significa restruturação do sistema político económico e social. Þ Glasnost significa liberdade de expressão. 18
  • 20. Com Gorbatchev: Liberalização/democratização 1. Derrocada do modelo de Leste 2. Queda do Muro de Berlim 3. Fim da Guerra Fria 4. Fim da URSS 20
  • 21. Þ Quando se iniciou a perestroika, há muito que se verificava sinais de descontentamento nos países comunistas. Þ A política de liberalização introduzida por Gorbachev, em vez de trazer benefícios trousse a crise económica e a agitação social. 21
  • 22. INSURREIÇÃO NA HUNGRIA, EM INSURREIÇÃO NA OUTUBRO DE 1956 . CHECOSLOVÁQUIA , EM 1968 . 22
  • 23. Þ A grande maioria dos países de Leste instituíram o regime democrático. Þ Em simultâneo introduziu-se o capitalismo e a economia de mercado. Þ O espírito nacionalista conduziu o fragmentação da Checoslováquia e a da Jugoslávia. 23
  • 24. CHECOSLOVÁQUIA JUGOSLÁVIA Esta dividiu-se em 2 Esta dividiu-se em 2 repúblicas: repúblicas: • República Checa; • Eslovênia ; • Eslováquia. • Croácia; • Kosovo; • Montenegro; • Macedônia; • Bósnia –Herzegovina; • Servia. 24
  • 25. 25
  • 26. Þ Em 1989, dá-se a queda do muro de Berlim e a reunificação das duas Alemanhas. R.D.A. + R.F.A Alemanha 26
  • 27. Republica Federal da Alemanha Republica Democrática Alemã 27
  • 28. Þ A onda de mudança contagiou a URSS. Þ Muitas das repúblicas que a integravam declararam a sua independência pondo fim a URSS. 28
  • 29. Gorbachev foi forçado a demitir-se, entregando o poder às forças liberais. Quebraram-se as estruturas de produção; Emergiu-se um capitalismo caótico e corrupto. Derrocada do modelo socialista instaurado por Lenine. 29
  • 30. A União Soviética dividiu-  Geórgia, se em 15 repúblicas:  Armênia,  Rússia,  Azerbaijão,  Ucrânia,  Cazaquistão,  Moldova,  Turquemenistão,  Bielorrússia,  Quirguistão,  Estônia,  Usbequistão,  Letônia,  Tajiquistão.  Lituânia, 30
  • 31. 31
  • 32. Þ Graças a duas palavras revolucionários (Glasnost e Perestroika) instalou-se clima de instabilidade causado por agitações nacionalistas, conflitos étnicos e regionais e insatisfação económica, sendo um dos fatores causadores da ruína da URSS. Þ A Rússia perdeu a posição dominante que a URSS ocupara no plano mundial devido à redução dos limites territoriais. 32
  • 33. Livros:  História, Volume 2, 9º ano: Lisboa Editora;  Atlas da História do Mundo: Seleções do Reader’s Digest.  Internet:  http://www.google.pt/imghp?hl=pt-PT&tab=wi;  http://www.wikipedia.org/;  http://www.youtube.com/. 33