SlideShare uma empresa Scribd logo
Novena de Natal
Infância e Adolescência Missionária


Versão em espanhol a partir do original em italiano, a
cargo do Pe. Luis Vendramin, MSF, Santa Cruz de la Sie-
rra (Bolívia): Novena Misionera de Navidad para Niños y
Adolescentes Misioneros


Direção: Pe. Daniel Lagni, Diretor Nacional das POM –
Brasília – DF
Tradução: Pe. Edson Assunção Santos Ribeiro – Secre-
tário Nacional da IAM
Revisão: João Bosco Nogueira Fontão
Diagramação: Jovailton Vagner
Colaboração: Equipe das POM




Impressão: Gráfica e editora América



1ª edição – outubro de 2009 – 5 mil exemplares



Pontifícias Obras Missionárias (POM) – Direitos Reservados
SGAN 905 – Conjunto B – 70790-050 Brasília – DF
Tel.: (61) 3340-4494 – Fax: (61) 3340-8660
Site: www.pom.org.br – E-mail: pom@pom.org.br
Vem, Jesus, Luz do Mundo!
    Faz alguns anos, o Secretariado Geral da Infância Mis-
sionária (Roma), publicou em italiano esta Novena de
Natal missionária, para crianças e adolescentes. Na Bo-
lívia, o Pe. José Luis Vendramin, MSF, Coordenador Mis-
sionário de Santa Cruz de la Sierra, traduziu-a para o es-
panhol, com algumas mudanças e adaptações. A
nossa tradução para o Brasil foi oferecida, inicialmente,
na versão on-line, no site das Pontifícias Obras Missio-
nárias. Agora, depois de frutuosa experiência, lançamos
a versão impressa.
    Neste tempo de Missão Continental, esperamos que ela
possa ajudar os pequenos discípulos-missionários de Je-
sus a celebrar ardorosamente o nascimento do Salvador
do mundo, ainda desconhecido por bilhões de pessoas.
Que possamos, com nossas orações e nosso testemunho
de vida, acender sempre mais a Luz da Esperança!

            Pe. Edson Assunção Santos Ribeiro
Secretário Nacional da Obra da Infância e Adolescência Missionária


                       Orientações
n Colocar no lugar onde será feita a Novena 9 velas,
  enfeitadas a gosto.
n No início da Novena, acende-se a primeira vela, e
  cada dia mais uma, até que, no último dia, todas es-
  tejam acesas.
n Seria bom cantar uma música conhecida, no início,
  e outra, no final.
n Os textos e as preces podem ser lidos por várias pes-
  soas.
n Terminar cada encontro com uma saudação de paz.
n A Novena deverá ser iniciada no dia 15 ou 16 de de-
  zembro.

                                1
1. A Vela dos Profetas

                “O povo que andava na escuridão
                            viu uma grande luz.”
                                         (Is 9,1)

n Durante longos séculos, os Profetas anunciaram e
  esperaram Jesus como a Luz que
  deveria vencer a escuridão do
  mal. Jesus disse que era a Luz,
  e nos convidou a caminhar-
  mos guiados por sua Luz.
n Todo dia encontramos
  no mundo muitas
  sombras: a pobre-
  za, a violência, o
  ódio, os maus-tra-
  tos com as crianças
  e os fracos.
n Ser pessoas de
  Luz significa evitar
  o mal, buscar o
  bem e iluminar os ir-
  mãos e irmãs com
  a mesma Luz de Je-
  sus.
n A Luz de Jesus é a
  capacidade de acei-
  tação dos outros,
  de amor pela vida,
  de trabalho pela jus-
  tiça e pela paz, de
  ruptura do ódio e de
  abertura à Graça de
  Deus.                   2
Preces

  A cada prece digamos:
  Senhor, fazei de nós pessoas de Luz!

n Jesus, verdadeira Luz do mundo, tirai de nossos co-
  rações as sombras do pecado.
n Fazei que nossas famílias e nossa comunidade cristã
  sejam Luz para todos os que estão afastados de
  Vós.
n Ajudai-nos a evitar tudo o que possa entristecer e nu-
  blar os corações de nossos irmãos e irmãs.
n Fazei de nós pessoas capazes de amar com o co-
  ração, de semear esperança e de viver serena e ale-
  gremente.
n Ajudai-nos a aceitar Vossa Palavra e levá-la aos ou-
  tros por meio de nossa ação missionária.




    Rezemos juntos: Pai nosso...
    Oração Final: Senhor Jesus, nós Vos espera-
    mos como Vos esperaram os Profetas. Sabe-
    mos que sois a Luz. Ajudai-nos, neste Natal, a
    receber Vossa Luz e acender nos outros a Luz
    da Esperança. Amém!




                           3
2. A Vela de João Batista

                     “Preparai o caminho do Senhor.”
                                             (Lc 3,4)

n João Batista ensina como devemos preparar o ca-
  minho para receber Jesus: é necessário preencher os
  vales do egoísmo, aplainar as mon-
  tanhas do orgulho, tirar as pedras
  da preguiça e da falta de inte-
  resse pelos outros.
n Os caminhos que devemos
  preparar são os do coração.
  Cada Natal deve
  causar em nós
  uma profunda mu-
  dança.
n O caminho que
  conduz à Luz su-
  põe sacrifício, es-
  forço,    aceitação
  das próprias obri-
  gações, no estudo,
  na família e no tra-
  balho.
n O Natal não é sim-
  plesmente um mo-
  mento de alegria e
  de festa, mas um
  tempo de ação e
  mudança de nos-
  sos corações.



                         4
Preces

  A cada prece digamos:
  Mudai nossos corações, Senhor!

n Jesus, fonte da verdadeira Luz, tirai de nossos cora-
  ções o egoísmo, o desejo desmedido de riquezas e
  a vontade de ter tudo.
n Fazei que nossas famílias sejam lugar de alegria que
  nasce do estar juntos e amar-nos mutuamente.
n Ajudai os jovens a encontrar alegria na verdadeira
  amizade e em todas as coisas que são boas, sem
  buscar caminhos que levam ao vício e à própria
  destruição.
n Que saibamos ver os sofrimentos dos outros e nos
  esforcemos para fazer algo para aliviá-los.
n Ajudai-nos a valorizar a vida em todas as suas ma-
  nifestações e a respeitá-la como presente que vem
  de Deus.




    Rezemos juntos: Pai nosso...
    Oração Final: Mudai, Senhor, nossos corações
    com a Vossa vinda e presenteai-nos neste Na-
    tal com corações humildes, fortes e missioná-
    rios, como o Vosso. Amém!




                          5
3. A Vela de Maria

                        “Eis aqui a serva do Senhor!”
                                             (Lc 1,38)

n Maria deixou-se iluminar completamente por Deus e
  deu ao mundo Jesus, o Salvador.
n Maria chegou a ser luz para todos
  nós, porque respondeu ao cha-
  mado de Deus e se colocou a
  Seu serviço.
n Como Jesus, não buscou ser
  servida, mas entre-
  gou sua vida aos
  outros, com amor
  e em silêncio.
n Sua maternidade
  não ficou fechada
  entre as paredes
  da casa em Na-
  zaré, mas chegou
  até os últimos
  confins da terra.
n Aceitar Jesus quer
  dizer abrir total-
  mente nossos co-
  rações e responder
  ao chamado de
  serviço que Deus
  sonhou para nós.




                         6
Preces

  A cada prece digamos:
  Fazei de nós pessoas capazes de servir!

n Senhor, o mundo necessita de nossa disponibili-
  dade: abri nossos corações às necessidades de nos-
  sos irmãos.
n Senhor, abri os corações dos jovens, para que não
  se fechem no egoísmo e na busca de ser o centro de
  tudo.
n Senhor, protegei as crianças e acompanhai seu cres-
  cimento, a fim de que aprendam a servir os outros.
n Senhor, ajudai-nos a vencer nossa preguiça e a ser
  generosos e alegres no serviço missionário aos nos-
  sos irmãos.
n Senhor, fazei que consigamos escutar Vossa voz,
  que chama cada um de nós para uma Missão espe-
  cial.




    Rezemos juntos: Pai nosso...
    Oração Final: Virgem Maria, o mundo neces-
    sita de Jesus. Que a ninguém falte, neste Na-
    tal, a Luz do Seu Evangelho, a força do Seu
    perdão e a segurança do Seu amor. Amém!



                          7
4. A Vela de José

                “José, Filho de Davi, não tenhas receio
                         de receber Maria, tua esposa.”
                                               (Mt 1,20)

n Para José não foi fácil entrar no mis-
  tério de Deus. Somente uma grande
  disponibilidade interior lhe per-
  mitiu aceitar a vontade de
  Deus.
n José é o homem do silêncio.
  O Evangelho não nos traz as
  suas palavras, mas as suas
  preocupações:      a
  busca de um lugar
  para o nascimento
  do Menino Jesus, a
  fuga para o Egito,
  o trabalho silen-
  cioso na marcena-
  ria em Nazaré.
n José foi um ho-
  mem de Deus, e
  sempre caminhou
  na Luz de Deus.
n Caminhar na Luz
  significa fazer a von-
  tade de Deus, sem
  perguntar com in-
  quietação o porquê.




                           8
Preces

  A cada prece digamos:
  Senhor, que saibamos escutar!

n Tirai de nós, Senhor, o desejo de falar demais, para
  sempre ter razão.
n Que escutemos o grito dos pobres, a voz dos que
  sofrem, e que estejamos dispostos a ajudá-los em
  suas necessidades.
n Ajudai os pais e as mães a realizarem, com dedica-
  ção e sabedoria, sua missão educativa.
n Ajudai nossas famílias, e as famílias do mundo in-
  teiro, e concedei-lhes trabalho e paz.
n Que toda criança no mundo sempre encontre um pai
  que a ame e a acompanhe na vida.




    Rezemos juntos: Pai nosso...
    Oração Final: Dai-nos, Senhor, nesta festa de
    Natal, um ouvido atento, como o de São José.
    Que aprendamos a ser missionários que es-
    cutam em silêncio Vossa Palavra, para depois
    podermos proclamá-la aos outros. Amém!




                          9
5. A Vela dos Anjos

                “Eu vos anuncio uma grande alegria:
                       nasceu para vós o Salvador.”
                                          (Lc 2,10)

n Os anjos foram os primeiros a anunciar que Deus se
  tornou nosso irmão. Seu anún-
  cio trouxe ao mundo uma
  grande alegria e uma
  grande esperança de paz.
n Natal é sempre anúncio de
  paz, apesar das guerras,
  do ódio e da vingança que
  continuam     opri-
  mindo a humani-
  dade.
n O Senhor con-
  vida-nos a con-
  verter-nos     em
  anunciadores
  de Paz, como
  os anjos, em
  nossas famílias,
  nas brincadeiras e
  tempos livres, nos
  estudos, no traba-
  lho.
n Devemos encon-
  trar sempre pala-
  vras que levem
  paz e esperança.



                        10
Preces

  A cada prece digamos:
  Que sejamos mensageiros da paz!

n Senhor, enviai os missionários e missionárias, como
  os anjos, para anunciar a paz na Terra.
n Fazei de nós pessoas de perdão e de paz, na famí-
  lia, onde moramos e no trabalho.
n Dai aos governantes o desejo de construir a paz en-
  tre todos os povos.
n Tirai do coração dos adolescentes e jovens os res-
  sentimentos, o ódio, a vingança.
n Protegei os milhões de crianças que sofrem pelo
  mundo por causa das guerras.




    Rezemos juntos: Pai nosso...
    Oração Final: Que a Boa-Notícia anunciada pe-
    los anjos no Natal, encontre também hoje, em
    muitas crianças, jovens e adultos, novos mis-
    sionários, dispostos a anunciá-la ao mundo
    inteiro. Amém!




                         11
6. A Vela dos Pastores

                 “Os pastores disseram uns aos outros:
                                     vamos a Belém.”
                                             (Lc 2,15)

n Tão logo escutaram a voz dos anjos, os pastores par-
  tiram, levando com eles presen-
  tes, para oferecer a Jesus.
n Natal é época de presen-
  tes: Deus presenteou-nos
  com o Filho, e nós esta-
  mos tão contentes, que
  queremos também prepa-
  rar presentes para
  os outros.
n Os presentes fa-
  lam a linguagem
  dos sentimentos
  e do coração,
  que não podem
  ficar limitados
  só ao Natal.
n Jesus não nos
  pede presentes,
  mas o dom de
  nossas vidas, en-
  tregues todos os
  dias.




                         12
Preces

  A cada prece digamos:
  Que sejamos capazes de servir!

n Quebrai nosso egoísmo, e ensinai-nos a amar quem
  está ao nosso lado.
n Livrai-nos do apego a nós mesmos, e dai-nos um co-
  ração capaz de amar os pobres, os que sofrem ou
  que estão sozinhos.
n Ajudai-nos a socorrer os mais necessitados.
n Ensinai-nos a amar com fatos, e não só com pala-
  vras.
n Que, como os pastores, sejamos missionários que
  anunciam o que vimos e ouvimos sobre Jesus.




    Rezemos juntos: Pai nosso...
    Oração Final: Chegamos diante de ti, Jesus,
    como os pastores. Neste Natal não temos pre-
    sentes para oferecer. Por isto nos oferecemos
    a nós mesmos e nos entregamos para servir
    a nossa comunidade e a Igreja. Amém!




                         13
7. Vela dos Reis Magos

  “Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo.”
                                             (Mt 2,2)

n De muito longe, os Reis Magos puseram-se a cami-
  nho, para seguir a luz da estrela e procurar Jesus.
n A vida cristã é um caminho que
  não deve terminar nunca, é
  uma longa peregrinação até a
  Luz que é Jesus.
n Nunca nos devemos render,
  mesmo quando é difícil, em
  ser fiéis aos Manda-
  mentos do Senhor.
n Jesus    tornou-se
  nosso irmão e ca-
  minha    conosco
  pelos caminhos
  do mundo.
n Não nos deixemos
  deter pelos que
  não O recebem e,
  como o Rei Hero-
  des, têm medo
  d’Ele.
n Vivamos com ale-
  gria a fé recebida
  no Batismo, que
  nos tornou missio-
  nários.



                         14
Preces

  A cada prece digamos:
  Senhor, dai-nos a Vossa Luz!

n Senhor, fazei que nos sintamos fortalecidos na fé que
  recebemos em nosso Batismo.
n Fazei que todas as crianças do mundo possam Vos
  conhecer e ser iluminadas pelo Vosso amor.
n Fazei que a Luz de tua Graça, acesa no Batismo, não
  se apague jamais dos corações dos cristãos.
n Fazei que, como missionários, possamos contar aos
  outros o Vosso amor e dar testemunho dele em nos-
  sas vidas.
n Que sejamos estrelas capazes de iluminar os cami-
  nhos de nossos irmãos.




    Rezemos juntos: Pai nosso...
    Oração Final: Aqui estamos, Senhor, como os
    Reis Magos. Abrimos nossos cofres, abrimos
    nossas vidas. Nós nos entregamos a Vós, as-
    sim como Vós Vos entregais a nós. Utilizai-nos
    como Vossas estrelas, prontas para indicar
    aos outros que sois o Tesouro por excelência,
    dentre todos os tesouros. Amém!




                          15
8. Vela dos Santos Inocentes

“Herodes mandou matar a todos os meninos de Belém
 e de todo o território vizinho, de dois anos para baixo.”
                                                 (Mt 2,16)

n As crianças foram os primeiros mártires que entre-
  garam suas vidas por Jesus.
n Com frequência, existe, em
  cada um de nós, um pouco
  de crueldade, que nos torna
  parecidos com Herodes.
n No mundo, Herodes ainda
  mata crianças, porque ex-
  plora seu traba-
  lho, as elimina
  por   meio    do
  aborto, e as
  deixa morrer de
  fome    e   por
  causa de guer-
  ras.
n O Natal é anún-
  cio e esforço de
  levar ao mundo o
  amor de Deus,
  especialmente às
  crianças e aos úl-
  timos, que são
  sempre os prefe-
  ridos de Jesus.




                           16
Preces

  A cada prece digamos:
  Que sejamos fonte de bondade!

n Ensinai-nos a amar as coisas de Deus, mais que as
  coisas da terra.
n Tirai de nossos corações a maldade, que nos torna
  parecidos com Herodes.
n Fazei que cada criança, ao nascer, encontre aceita-
  ção, amor e ternura.
n Que encontremos em Vós, Jesus, o modelo de ter-
  nura e amor pelo mundo.
n Aceitai o sacrifício de tantos missionários e missio-
  nárias, que dão suas vidas por Vós.




    Rezemos juntos: Pai nosso...
    Oração Final: Vinde, Jesus, e fazei que neste
    Natal todos nós nos sintamos missionários,
    responsáveis por todas as crianças do
    mundo, especialmente por aquelas às quais
    ninguém falou de Vós e do Reino de Deus.
    Amém!




                          17
9. A Vela do Menino Jesus

 “Encontrareis um recém-nascido, envolto em faixas e
                         deitado numa manjedoura.”
                                           (Lc 2,12)

n Jesus tornou-se criança. Veio a este mundo para ca-
  minhar ao lado de milhões de crian-
  ças que trabalham nas lavouras,
  nas safras e nas colheitas.
n Ele está também ao lado das
  crianças que trabalham e vi-
  vem nas ruas das cidades, e
  das meninas que lavam
  roupa, cozinham e
  cuidam de crian-
  ças.
n Jesus sempre olhou
  com amor pelas
  crianças, abenço-
  ando-as e que-
  rendo-as ao seu
  lado. Por isto so-
  fre, quando vê
  crianças maltrata-
  das e abandona-
  das.
n O Natal lembra-nos
  o Menino que nas-
  ceu e também to-
  das as crianças do
  mundo.



                         18
Preces

  A cada prece digamos:
  Vinde, Senhor Jesus!

n Jesus, acendei a luz da fé nos corações de milhões
  de homens e mulheres que não Vos conhecem.
n Jesus, renovai neste Natal a luz nas pessoas que re-
  ceberam a fé, e a perderam, por causa da indiferença
  e do pecado.
n Jesus, reavivai a luz da fé em Vossa Igreja, a fim de
  que seja para o mundo um luminoso farol.
n Jesus, trazei um pouco de luz à minha família, por-
  que, às vezes, sentimos que vivemos na escuridão.
n Jesus, reacendei a fé em mim e em meus compa-
  nheiros, para darmos mais importância à catequese,
  à celebração da Missa, à oração e aos pobres.




    Rezemos juntos: Pai nosso...
    Oração Final: Vinde, Jesus, e devolvei a todas
    as crianças do mundo a alegria de viver. Que
    as luzes do Natal não se apaguem, quando
    terminar a festa, mas permaneçam em nos-
    sos corações, como lembrança do amor de
    Deus, que Vos enviou como nosso irmão e
    Salvador. Amém!


                          19
Próximo Encontro
Dia      Local          Responsável




                   20
21
Novena de Natal - Missionária

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Organização da catequese
Organização da catequeseOrganização da catequese
Organização da catequese
Catequese Anjos dos Céus
 
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amorEntregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
Fábio Vasconcelos
 
Roteiro de oração para Santas Missões Populares - Novena Missionária
Roteiro de oração para Santas Missões Populares - Novena MissionáriaRoteiro de oração para Santas Missões Populares - Novena Missionária
Roteiro de oração para Santas Missões Populares - Novena Missionária
Bernadetecebs .
 
Catequese Familiar
Catequese FamiliarCatequese Familiar
Catequese Familiar
Lucas Cunha
 
Ministerio para crianças - apostila RCC
Ministerio para crianças - apostila RCCMinisterio para crianças - apostila RCC
Ministerio para crianças - apostila RCC
talvanes braga
 
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de DeusOficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Bernadetecebs .
 
2 encontro introdutório - catequese familiar
2 encontro introdutório - catequese familiar2 encontro introdutório - catequese familiar
2 encontro introdutório - catequese familiar
Paroquia Cucujaes
 
Cbv missa-catequese-roteiro-exemplo-celebracao-primeira-eucaristia (1)
Cbv missa-catequese-roteiro-exemplo-celebracao-primeira-eucaristia (1)Cbv missa-catequese-roteiro-exemplo-celebracao-primeira-eucaristia (1)
Cbv missa-catequese-roteiro-exemplo-celebracao-primeira-eucaristia (1)
boscolandia
 
Discipulos de Emaús.ppt
Discipulos de Emaús.pptDiscipulos de Emaús.ppt
Discipulos de Emaús.ppt
Mário Tito Almeida
 
Curso de batismo
Curso de batismoCurso de batismo
Curso de batismo
Melonita
 
Eucaristia: Escola Vivencial
Eucaristia: Escola VivencialEucaristia: Escola Vivencial
Eucaristia: Escola Vivencial
José Vieira Dos Santos
 
Quaresma e campanha da fraternidade - Crisma
Quaresma e campanha da fraternidade - CrismaQuaresma e campanha da fraternidade - Crisma
Quaresma e campanha da fraternidade - Crisma
Marcelly Alves
 
Missa parte por parte
Missa parte por parteMissa parte por parte
Missa parte por parte
Nahor Lopes de Souza Junior
 
Metodologia catequetica catequista sandro
Metodologia catequetica catequista sandroMetodologia catequetica catequista sandro
Metodologia catequetica catequista sandro
Catequista Sandro
 
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SPOfício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
Bernadetecebs .
 
1 encontro introdutório catequese familiar
1 encontro introdutório catequese familiar1 encontro introdutório catequese familiar
1 encontro introdutório catequese familiar
Paroquia Cucujaes
 
Dez Mandamentos para Pais com Filhos na Catequese
Dez Mandamentos para Pais com Filhos na CatequeseDez Mandamentos para Pais com Filhos na Catequese
Dez Mandamentos para Pais com Filhos na Catequese
Marta Isabel Castro
 
Oração das Missões no setor 01 das CEBs
Oração das Missões no setor 01 das CEBs Oração das Missões no setor 01 das CEBs
Oração das Missões no setor 01 das CEBs
Bernadetecebs .
 
Itinerários do processo da iniciação a vida cristã
Itinerários do processo da iniciação a vida cristãItinerários do processo da iniciação a vida cristã
Itinerários do processo da iniciação a vida cristã
lomes
 
RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos
Fábio Vasconcelos
 

Mais procurados (20)

Organização da catequese
Organização da catequeseOrganização da catequese
Organização da catequese
 
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amorEntregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
 
Roteiro de oração para Santas Missões Populares - Novena Missionária
Roteiro de oração para Santas Missões Populares - Novena MissionáriaRoteiro de oração para Santas Missões Populares - Novena Missionária
Roteiro de oração para Santas Missões Populares - Novena Missionária
 
Catequese Familiar
Catequese FamiliarCatequese Familiar
Catequese Familiar
 
Ministerio para crianças - apostila RCC
Ministerio para crianças - apostila RCCMinisterio para crianças - apostila RCC
Ministerio para crianças - apostila RCC
 
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de DeusOficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
 
2 encontro introdutório - catequese familiar
2 encontro introdutório - catequese familiar2 encontro introdutório - catequese familiar
2 encontro introdutório - catequese familiar
 
Cbv missa-catequese-roteiro-exemplo-celebracao-primeira-eucaristia (1)
Cbv missa-catequese-roteiro-exemplo-celebracao-primeira-eucaristia (1)Cbv missa-catequese-roteiro-exemplo-celebracao-primeira-eucaristia (1)
Cbv missa-catequese-roteiro-exemplo-celebracao-primeira-eucaristia (1)
 
Discipulos de Emaús.ppt
Discipulos de Emaús.pptDiscipulos de Emaús.ppt
Discipulos de Emaús.ppt
 
Curso de batismo
Curso de batismoCurso de batismo
Curso de batismo
 
Eucaristia: Escola Vivencial
Eucaristia: Escola VivencialEucaristia: Escola Vivencial
Eucaristia: Escola Vivencial
 
Quaresma e campanha da fraternidade - Crisma
Quaresma e campanha da fraternidade - CrismaQuaresma e campanha da fraternidade - Crisma
Quaresma e campanha da fraternidade - Crisma
 
Missa parte por parte
Missa parte por parteMissa parte por parte
Missa parte por parte
 
Metodologia catequetica catequista sandro
Metodologia catequetica catequista sandroMetodologia catequetica catequista sandro
Metodologia catequetica catequista sandro
 
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SPOfício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
Ofício Divino da Romaria - Paróquia N. Sra. do Bonsucesso - Monteiro lobato - SP
 
1 encontro introdutório catequese familiar
1 encontro introdutório catequese familiar1 encontro introdutório catequese familiar
1 encontro introdutório catequese familiar
 
Dez Mandamentos para Pais com Filhos na Catequese
Dez Mandamentos para Pais com Filhos na CatequeseDez Mandamentos para Pais com Filhos na Catequese
Dez Mandamentos para Pais com Filhos na Catequese
 
Oração das Missões no setor 01 das CEBs
Oração das Missões no setor 01 das CEBs Oração das Missões no setor 01 das CEBs
Oração das Missões no setor 01 das CEBs
 
Itinerários do processo da iniciação a vida cristã
Itinerários do processo da iniciação a vida cristãItinerários do processo da iniciação a vida cristã
Itinerários do processo da iniciação a vida cristã
 
RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos
 

Destaque

Direito canônico e a missão pe. altevir
Direito canônico e a missão pe. altevirDireito canônico e a missão pe. altevir
Novena Missionária 2013 - Juventude em Missão
Novena  Missionária 2013 - Juventude em MissãoNovena  Missionária 2013 - Juventude em Missão
Novena Missionária 2013 - Juventude em Missão
Bernadetecebs .
 
Lectio divina
Lectio divinaLectio divina
Lectio divina
Núccia Ortega
 
Lectio divina
Lectio divinaLectio divina
Lectio divina
guest3a3c4f
 
Disciplina de Missiologia
Disciplina de MissiologiaDisciplina de Missiologia
Disciplina de Missiologia
faculdadeteologica
 
Disciplina de Teologia do Antigo Testamento
Disciplina de Teologia do Antigo TestamentoDisciplina de Teologia do Antigo Testamento
Disciplina de Teologia do Antigo Testamento
faculdadeteologica
 
Campanha da Fraternidade 2017 -
  Campanha da Fraternidade 2017 -    Campanha da Fraternidade 2017 -
Campanha da Fraternidade 2017 -
Bernadetecebs .
 

Destaque (7)

Direito canônico e a missão pe. altevir
Direito canônico e a missão pe. altevirDireito canônico e a missão pe. altevir
Direito canônico e a missão pe. altevir
 
Novena Missionária 2013 - Juventude em Missão
Novena  Missionária 2013 - Juventude em MissãoNovena  Missionária 2013 - Juventude em Missão
Novena Missionária 2013 - Juventude em Missão
 
Lectio divina
Lectio divinaLectio divina
Lectio divina
 
Lectio divina
Lectio divinaLectio divina
Lectio divina
 
Disciplina de Missiologia
Disciplina de MissiologiaDisciplina de Missiologia
Disciplina de Missiologia
 
Disciplina de Teologia do Antigo Testamento
Disciplina de Teologia do Antigo TestamentoDisciplina de Teologia do Antigo Testamento
Disciplina de Teologia do Antigo Testamento
 
Campanha da Fraternidade 2017 -
  Campanha da Fraternidade 2017 -    Campanha da Fraternidade 2017 -
Campanha da Fraternidade 2017 -
 

Semelhante a Novena de Natal - Missionária

1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
ParoquiaSantoAntonio3
 
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPNovena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Bernadetecebs .
 
Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021
Bernadetecebs .
 
APOSTILA DE PRE CATEQUESE
APOSTILA DE PRE CATEQUESEAPOSTILA DE PRE CATEQUESE
APOSTILA DE PRE CATEQUESE
Catequista Josivaldo
 
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
Livreto Novena de Natal das CEBs  2018Livreto Novena de Natal das CEBs  2018
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
Bernadetecebs .
 
Novena ao Padroeiro Santo André 2009
Novena ao Padroeiro Santo André 2009Novena ao Padroeiro Santo André 2009
Novena ao Padroeiro Santo André 2009
José Vieira Dos Santos
 
1º ANO DE EUCARISTIA
1º ANO DE EUCARISTIA1º ANO DE EUCARISTIA
1º ANO DE EUCARISTIA
Catequista Josivaldo
 
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
teatinos
 
28 08 11
28 08 1128 08 11
Livro de peregrinações 2023.pdf
Livro de peregrinações 2023.pdfLivro de peregrinações 2023.pdf
Livro de peregrinações 2023.pdf
Nuno Melo
 
03 paroquia gracas
03 paroquia gracas03 paroquia gracas
Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009
Bernadetecebs .
 
01 01 12
01 01 1201 01 12
O caminho da Quaresma, tempo de conversão
O caminho da Quaresma, tempo de conversãoO caminho da Quaresma, tempo de conversão
O caminho da Quaresma, tempo de conversão
contabilidadesiessen
 
Advent and Christmas 2 Customs, Traditions and Folklore (Portuguese)
Advent and Christmas   2   Customs, Traditions and Folklore (Portuguese)Advent and Christmas   2   Customs, Traditions and Folklore (Portuguese)
Advent and Christmas 2 Customs, Traditions and Folklore (Portuguese)
Martin M Flynn
 
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SPNovena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Bernadetecebs .
 
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Bernadetecebs .
 
29 01 12
29 01 1229 01 12
07 08 11
07 08 1107 08 11
Celebrazione 140° della prima Spedizione Missionaria FMA_14 novembre 2017_por
Celebrazione 140° della prima Spedizione Missionaria FMA_14 novembre 2017_porCelebrazione 140° della prima Spedizione Missionaria FMA_14 novembre 2017_por
Celebrazione 140° della prima Spedizione Missionaria FMA_14 novembre 2017_por
Maike Loes
 

Semelhante a Novena de Natal - Missionária (20)

1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
 
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPNovena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2014 - CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
 
Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021
 
APOSTILA DE PRE CATEQUESE
APOSTILA DE PRE CATEQUESEAPOSTILA DE PRE CATEQUESE
APOSTILA DE PRE CATEQUESE
 
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
Livreto Novena de Natal das CEBs  2018Livreto Novena de Natal das CEBs  2018
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
 
Novena ao Padroeiro Santo André 2009
Novena ao Padroeiro Santo André 2009Novena ao Padroeiro Santo André 2009
Novena ao Padroeiro Santo André 2009
 
1º ANO DE EUCARISTIA
1º ANO DE EUCARISTIA1º ANO DE EUCARISTIA
1º ANO DE EUCARISTIA
 
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
SEMINÁRIO SÃO PIO X - FARTURA - DEZEMBRO 2011
 
28 08 11
28 08 1128 08 11
28 08 11
 
Livro de peregrinações 2023.pdf
Livro de peregrinações 2023.pdfLivro de peregrinações 2023.pdf
Livro de peregrinações 2023.pdf
 
03 paroquia gracas
03 paroquia gracas03 paroquia gracas
03 paroquia gracas
 
Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009
 
01 01 12
01 01 1201 01 12
01 01 12
 
O caminho da Quaresma, tempo de conversão
O caminho da Quaresma, tempo de conversãoO caminho da Quaresma, tempo de conversão
O caminho da Quaresma, tempo de conversão
 
Advent and Christmas 2 Customs, Traditions and Folklore (Portuguese)
Advent and Christmas   2   Customs, Traditions and Folklore (Portuguese)Advent and Christmas   2   Customs, Traditions and Folklore (Portuguese)
Advent and Christmas 2 Customs, Traditions and Folklore (Portuguese)
 
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SPNovena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
 
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
 
29 01 12
29 01 1229 01 12
29 01 12
 
07 08 11
07 08 1107 08 11
07 08 11
 
Celebrazione 140° della prima Spedizione Missionaria FMA_14 novembre 2017_por
Celebrazione 140° della prima Spedizione Missionaria FMA_14 novembre 2017_porCelebrazione 140° della prima Spedizione Missionaria FMA_14 novembre 2017_por
Celebrazione 140° della prima Spedizione Missionaria FMA_14 novembre 2017_por
 

Mais de Bernadetecebs .

Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
Bernadetecebs .
 
A Palavra de Deus na Vida do Povo
A Palavra de Deus na Vida do PovoA Palavra de Deus na Vida do Povo
A Palavra de Deus na Vida do Povo
Bernadetecebs .
 
livreto Campanha da Fraternidade 2018
livreto Campanha da Fraternidade 2018 livreto Campanha da Fraternidade 2018
livreto Campanha da Fraternidade 2018
Bernadetecebs .
 
Vida pastoral-setembro-outubro
Vida pastoral-setembro-outubroVida pastoral-setembro-outubro
Vida pastoral-setembro-outubro
Bernadetecebs .
 
Novena de natal 2016 diocese de são José dos Campos - SP
Novena de natal 2016   diocese de são José dos Campos - SPNovena de natal 2016   diocese de são José dos Campos - SP
Novena de natal 2016 diocese de são José dos Campos - SP
Bernadetecebs .
 
Novena Missionária 2016
Novena Missionária 2016Novena Missionária 2016
Novena Missionária 2016
Bernadetecebs .
 
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCOEXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
Bernadetecebs .
 
Oração das Missões no Setor 26 das CEBs
 Oração das Missões no Setor 26 das CEBs Oração das Missões no Setor 26 das CEBs
Oração das Missões no Setor 26 das CEBs
Bernadetecebs .
 
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
Bernadetecebs .
 
Novena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
Novena de Natal 2015 - diocese de JundiaíNovena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
Novena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
Bernadetecebs .
 
Novena Natal PJMP_2015
Novena Natal PJMP_2015Novena Natal PJMP_2015
Novena Natal PJMP_2015
Bernadetecebs .
 
Ser acolhedor como_jesus_cristo
Ser acolhedor como_jesus_cristoSer acolhedor como_jesus_cristo
Ser acolhedor como_jesus_cristo
Bernadetecebs .
 
vida.pastoral 305
 vida.pastoral 305 vida.pastoral 305
vida.pastoral 305
Bernadetecebs .
 
Subsidio DNJ 2015
Subsidio  DNJ 2015Subsidio  DNJ 2015
Subsidio DNJ 2015
Bernadetecebs .
 
Livreto 3 2015 ce bs (1)
Livreto 3   2015 ce bs (1)Livreto 3   2015 ce bs (1)
Livreto 3 2015 ce bs (1)
Bernadetecebs .
 
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
Bernadetecebs .
 
Na Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
Na Igreja com o jeito da Gaudium et SpesNa Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
Na Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
Bernadetecebs .
 
Terço Missionário
Terço MissionárioTerço Missionário
Terço Missionário
Bernadetecebs .
 
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPInformativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Bernadetecebs .
 
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de SeminaristasCartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
Bernadetecebs .
 

Mais de Bernadetecebs . (20)

Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
Vida Pastoral - março-abril de 2021 – ano 62 – número 338
 
A Palavra de Deus na Vida do Povo
A Palavra de Deus na Vida do PovoA Palavra de Deus na Vida do Povo
A Palavra de Deus na Vida do Povo
 
livreto Campanha da Fraternidade 2018
livreto Campanha da Fraternidade 2018 livreto Campanha da Fraternidade 2018
livreto Campanha da Fraternidade 2018
 
Vida pastoral-setembro-outubro
Vida pastoral-setembro-outubroVida pastoral-setembro-outubro
Vida pastoral-setembro-outubro
 
Novena de natal 2016 diocese de são José dos Campos - SP
Novena de natal 2016   diocese de são José dos Campos - SPNovena de natal 2016   diocese de são José dos Campos - SP
Novena de natal 2016 diocese de são José dos Campos - SP
 
Novena Missionária 2016
Novena Missionária 2016Novena Missionária 2016
Novena Missionária 2016
 
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCOEXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL AMORIS LÆTITIA DO SANTO PADRE FRANCISCO
 
Oração das Missões no Setor 26 das CEBs
 Oração das Missões no Setor 26 das CEBs Oração das Missões no Setor 26 das CEBs
Oração das Missões no Setor 26 das CEBs
 
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
Novena de Natal 2015 «MISERICÓRDIA EU QUERO, NÃO SACRIFÍCIOS» (Mt 9,13)
 
Novena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
Novena de Natal 2015 - diocese de JundiaíNovena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
Novena de Natal 2015 - diocese de Jundiaí
 
Novena Natal PJMP_2015
Novena Natal PJMP_2015Novena Natal PJMP_2015
Novena Natal PJMP_2015
 
Ser acolhedor como_jesus_cristo
Ser acolhedor como_jesus_cristoSer acolhedor como_jesus_cristo
Ser acolhedor como_jesus_cristo
 
vida.pastoral 305
 vida.pastoral 305 vida.pastoral 305
vida.pastoral 305
 
Subsidio DNJ 2015
Subsidio  DNJ 2015Subsidio  DNJ 2015
Subsidio DNJ 2015
 
Livreto 3 2015 ce bs (1)
Livreto 3   2015 ce bs (1)Livreto 3   2015 ce bs (1)
Livreto 3 2015 ce bs (1)
 
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45)
 
Na Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
Na Igreja com o jeito da Gaudium et SpesNa Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
Na Igreja com o jeito da Gaudium et Spes
 
Terço Missionário
Terço MissionárioTerço Missionário
Terço Missionário
 
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPInformativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Informativo das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
 
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de SeminaristasCartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
Cartaz 2° Congresso Missionário Nacional de Seminaristas
 

Novena de Natal - Missionária

  • 1.
  • 2. Novena de Natal Infância e Adolescência Missionária Versão em espanhol a partir do original em italiano, a cargo do Pe. Luis Vendramin, MSF, Santa Cruz de la Sie- rra (Bolívia): Novena Misionera de Navidad para Niños y Adolescentes Misioneros Direção: Pe. Daniel Lagni, Diretor Nacional das POM – Brasília – DF Tradução: Pe. Edson Assunção Santos Ribeiro – Secre- tário Nacional da IAM Revisão: João Bosco Nogueira Fontão Diagramação: Jovailton Vagner Colaboração: Equipe das POM Impressão: Gráfica e editora América 1ª edição – outubro de 2009 – 5 mil exemplares Pontifícias Obras Missionárias (POM) – Direitos Reservados SGAN 905 – Conjunto B – 70790-050 Brasília – DF Tel.: (61) 3340-4494 – Fax: (61) 3340-8660 Site: www.pom.org.br – E-mail: pom@pom.org.br
  • 3. Vem, Jesus, Luz do Mundo! Faz alguns anos, o Secretariado Geral da Infância Mis- sionária (Roma), publicou em italiano esta Novena de Natal missionária, para crianças e adolescentes. Na Bo- lívia, o Pe. José Luis Vendramin, MSF, Coordenador Mis- sionário de Santa Cruz de la Sierra, traduziu-a para o es- panhol, com algumas mudanças e adaptações. A nossa tradução para o Brasil foi oferecida, inicialmente, na versão on-line, no site das Pontifícias Obras Missio- nárias. Agora, depois de frutuosa experiência, lançamos a versão impressa. Neste tempo de Missão Continental, esperamos que ela possa ajudar os pequenos discípulos-missionários de Je- sus a celebrar ardorosamente o nascimento do Salvador do mundo, ainda desconhecido por bilhões de pessoas. Que possamos, com nossas orações e nosso testemunho de vida, acender sempre mais a Luz da Esperança! Pe. Edson Assunção Santos Ribeiro Secretário Nacional da Obra da Infância e Adolescência Missionária Orientações n Colocar no lugar onde será feita a Novena 9 velas, enfeitadas a gosto. n No início da Novena, acende-se a primeira vela, e cada dia mais uma, até que, no último dia, todas es- tejam acesas. n Seria bom cantar uma música conhecida, no início, e outra, no final. n Os textos e as preces podem ser lidos por várias pes- soas. n Terminar cada encontro com uma saudação de paz. n A Novena deverá ser iniciada no dia 15 ou 16 de de- zembro. 1
  • 4. 1. A Vela dos Profetas “O povo que andava na escuridão viu uma grande luz.” (Is 9,1) n Durante longos séculos, os Profetas anunciaram e esperaram Jesus como a Luz que deveria vencer a escuridão do mal. Jesus disse que era a Luz, e nos convidou a caminhar- mos guiados por sua Luz. n Todo dia encontramos no mundo muitas sombras: a pobre- za, a violência, o ódio, os maus-tra- tos com as crianças e os fracos. n Ser pessoas de Luz significa evitar o mal, buscar o bem e iluminar os ir- mãos e irmãs com a mesma Luz de Je- sus. n A Luz de Jesus é a capacidade de acei- tação dos outros, de amor pela vida, de trabalho pela jus- tiça e pela paz, de ruptura do ódio e de abertura à Graça de Deus. 2
  • 5. Preces A cada prece digamos: Senhor, fazei de nós pessoas de Luz! n Jesus, verdadeira Luz do mundo, tirai de nossos co- rações as sombras do pecado. n Fazei que nossas famílias e nossa comunidade cristã sejam Luz para todos os que estão afastados de Vós. n Ajudai-nos a evitar tudo o que possa entristecer e nu- blar os corações de nossos irmãos e irmãs. n Fazei de nós pessoas capazes de amar com o co- ração, de semear esperança e de viver serena e ale- gremente. n Ajudai-nos a aceitar Vossa Palavra e levá-la aos ou- tros por meio de nossa ação missionária. Rezemos juntos: Pai nosso... Oração Final: Senhor Jesus, nós Vos espera- mos como Vos esperaram os Profetas. Sabe- mos que sois a Luz. Ajudai-nos, neste Natal, a receber Vossa Luz e acender nos outros a Luz da Esperança. Amém! 3
  • 6. 2. A Vela de João Batista “Preparai o caminho do Senhor.” (Lc 3,4) n João Batista ensina como devemos preparar o ca- minho para receber Jesus: é necessário preencher os vales do egoísmo, aplainar as mon- tanhas do orgulho, tirar as pedras da preguiça e da falta de inte- resse pelos outros. n Os caminhos que devemos preparar são os do coração. Cada Natal deve causar em nós uma profunda mu- dança. n O caminho que conduz à Luz su- põe sacrifício, es- forço, aceitação das próprias obri- gações, no estudo, na família e no tra- balho. n O Natal não é sim- plesmente um mo- mento de alegria e de festa, mas um tempo de ação e mudança de nos- sos corações. 4
  • 7. Preces A cada prece digamos: Mudai nossos corações, Senhor! n Jesus, fonte da verdadeira Luz, tirai de nossos cora- ções o egoísmo, o desejo desmedido de riquezas e a vontade de ter tudo. n Fazei que nossas famílias sejam lugar de alegria que nasce do estar juntos e amar-nos mutuamente. n Ajudai os jovens a encontrar alegria na verdadeira amizade e em todas as coisas que são boas, sem buscar caminhos que levam ao vício e à própria destruição. n Que saibamos ver os sofrimentos dos outros e nos esforcemos para fazer algo para aliviá-los. n Ajudai-nos a valorizar a vida em todas as suas ma- nifestações e a respeitá-la como presente que vem de Deus. Rezemos juntos: Pai nosso... Oração Final: Mudai, Senhor, nossos corações com a Vossa vinda e presenteai-nos neste Na- tal com corações humildes, fortes e missioná- rios, como o Vosso. Amém! 5
  • 8. 3. A Vela de Maria “Eis aqui a serva do Senhor!” (Lc 1,38) n Maria deixou-se iluminar completamente por Deus e deu ao mundo Jesus, o Salvador. n Maria chegou a ser luz para todos nós, porque respondeu ao cha- mado de Deus e se colocou a Seu serviço. n Como Jesus, não buscou ser servida, mas entre- gou sua vida aos outros, com amor e em silêncio. n Sua maternidade não ficou fechada entre as paredes da casa em Na- zaré, mas chegou até os últimos confins da terra. n Aceitar Jesus quer dizer abrir total- mente nossos co- rações e responder ao chamado de serviço que Deus sonhou para nós. 6
  • 9. Preces A cada prece digamos: Fazei de nós pessoas capazes de servir! n Senhor, o mundo necessita de nossa disponibili- dade: abri nossos corações às necessidades de nos- sos irmãos. n Senhor, abri os corações dos jovens, para que não se fechem no egoísmo e na busca de ser o centro de tudo. n Senhor, protegei as crianças e acompanhai seu cres- cimento, a fim de que aprendam a servir os outros. n Senhor, ajudai-nos a vencer nossa preguiça e a ser generosos e alegres no serviço missionário aos nos- sos irmãos. n Senhor, fazei que consigamos escutar Vossa voz, que chama cada um de nós para uma Missão espe- cial. Rezemos juntos: Pai nosso... Oração Final: Virgem Maria, o mundo neces- sita de Jesus. Que a ninguém falte, neste Na- tal, a Luz do Seu Evangelho, a força do Seu perdão e a segurança do Seu amor. Amém! 7
  • 10. 4. A Vela de José “José, Filho de Davi, não tenhas receio de receber Maria, tua esposa.” (Mt 1,20) n Para José não foi fácil entrar no mis- tério de Deus. Somente uma grande disponibilidade interior lhe per- mitiu aceitar a vontade de Deus. n José é o homem do silêncio. O Evangelho não nos traz as suas palavras, mas as suas preocupações: a busca de um lugar para o nascimento do Menino Jesus, a fuga para o Egito, o trabalho silen- cioso na marcena- ria em Nazaré. n José foi um ho- mem de Deus, e sempre caminhou na Luz de Deus. n Caminhar na Luz significa fazer a von- tade de Deus, sem perguntar com in- quietação o porquê. 8
  • 11. Preces A cada prece digamos: Senhor, que saibamos escutar! n Tirai de nós, Senhor, o desejo de falar demais, para sempre ter razão. n Que escutemos o grito dos pobres, a voz dos que sofrem, e que estejamos dispostos a ajudá-los em suas necessidades. n Ajudai os pais e as mães a realizarem, com dedica- ção e sabedoria, sua missão educativa. n Ajudai nossas famílias, e as famílias do mundo in- teiro, e concedei-lhes trabalho e paz. n Que toda criança no mundo sempre encontre um pai que a ame e a acompanhe na vida. Rezemos juntos: Pai nosso... Oração Final: Dai-nos, Senhor, nesta festa de Natal, um ouvido atento, como o de São José. Que aprendamos a ser missionários que es- cutam em silêncio Vossa Palavra, para depois podermos proclamá-la aos outros. Amém! 9
  • 12. 5. A Vela dos Anjos “Eu vos anuncio uma grande alegria: nasceu para vós o Salvador.” (Lc 2,10) n Os anjos foram os primeiros a anunciar que Deus se tornou nosso irmão. Seu anún- cio trouxe ao mundo uma grande alegria e uma grande esperança de paz. n Natal é sempre anúncio de paz, apesar das guerras, do ódio e da vingança que continuam opri- mindo a humani- dade. n O Senhor con- vida-nos a con- verter-nos em anunciadores de Paz, como os anjos, em nossas famílias, nas brincadeiras e tempos livres, nos estudos, no traba- lho. n Devemos encon- trar sempre pala- vras que levem paz e esperança. 10
  • 13. Preces A cada prece digamos: Que sejamos mensageiros da paz! n Senhor, enviai os missionários e missionárias, como os anjos, para anunciar a paz na Terra. n Fazei de nós pessoas de perdão e de paz, na famí- lia, onde moramos e no trabalho. n Dai aos governantes o desejo de construir a paz en- tre todos os povos. n Tirai do coração dos adolescentes e jovens os res- sentimentos, o ódio, a vingança. n Protegei os milhões de crianças que sofrem pelo mundo por causa das guerras. Rezemos juntos: Pai nosso... Oração Final: Que a Boa-Notícia anunciada pe- los anjos no Natal, encontre também hoje, em muitas crianças, jovens e adultos, novos mis- sionários, dispostos a anunciá-la ao mundo inteiro. Amém! 11
  • 14. 6. A Vela dos Pastores “Os pastores disseram uns aos outros: vamos a Belém.” (Lc 2,15) n Tão logo escutaram a voz dos anjos, os pastores par- tiram, levando com eles presen- tes, para oferecer a Jesus. n Natal é época de presen- tes: Deus presenteou-nos com o Filho, e nós esta- mos tão contentes, que queremos também prepa- rar presentes para os outros. n Os presentes fa- lam a linguagem dos sentimentos e do coração, que não podem ficar limitados só ao Natal. n Jesus não nos pede presentes, mas o dom de nossas vidas, en- tregues todos os dias. 12
  • 15. Preces A cada prece digamos: Que sejamos capazes de servir! n Quebrai nosso egoísmo, e ensinai-nos a amar quem está ao nosso lado. n Livrai-nos do apego a nós mesmos, e dai-nos um co- ração capaz de amar os pobres, os que sofrem ou que estão sozinhos. n Ajudai-nos a socorrer os mais necessitados. n Ensinai-nos a amar com fatos, e não só com pala- vras. n Que, como os pastores, sejamos missionários que anunciam o que vimos e ouvimos sobre Jesus. Rezemos juntos: Pai nosso... Oração Final: Chegamos diante de ti, Jesus, como os pastores. Neste Natal não temos pre- sentes para oferecer. Por isto nos oferecemos a nós mesmos e nos entregamos para servir a nossa comunidade e a Igreja. Amém! 13
  • 16. 7. Vela dos Reis Magos “Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo.” (Mt 2,2) n De muito longe, os Reis Magos puseram-se a cami- nho, para seguir a luz da estrela e procurar Jesus. n A vida cristã é um caminho que não deve terminar nunca, é uma longa peregrinação até a Luz que é Jesus. n Nunca nos devemos render, mesmo quando é difícil, em ser fiéis aos Manda- mentos do Senhor. n Jesus tornou-se nosso irmão e ca- minha conosco pelos caminhos do mundo. n Não nos deixemos deter pelos que não O recebem e, como o Rei Hero- des, têm medo d’Ele. n Vivamos com ale- gria a fé recebida no Batismo, que nos tornou missio- nários. 14
  • 17. Preces A cada prece digamos: Senhor, dai-nos a Vossa Luz! n Senhor, fazei que nos sintamos fortalecidos na fé que recebemos em nosso Batismo. n Fazei que todas as crianças do mundo possam Vos conhecer e ser iluminadas pelo Vosso amor. n Fazei que a Luz de tua Graça, acesa no Batismo, não se apague jamais dos corações dos cristãos. n Fazei que, como missionários, possamos contar aos outros o Vosso amor e dar testemunho dele em nos- sas vidas. n Que sejamos estrelas capazes de iluminar os cami- nhos de nossos irmãos. Rezemos juntos: Pai nosso... Oração Final: Aqui estamos, Senhor, como os Reis Magos. Abrimos nossos cofres, abrimos nossas vidas. Nós nos entregamos a Vós, as- sim como Vós Vos entregais a nós. Utilizai-nos como Vossas estrelas, prontas para indicar aos outros que sois o Tesouro por excelência, dentre todos os tesouros. Amém! 15
  • 18. 8. Vela dos Santos Inocentes “Herodes mandou matar a todos os meninos de Belém e de todo o território vizinho, de dois anos para baixo.” (Mt 2,16) n As crianças foram os primeiros mártires que entre- garam suas vidas por Jesus. n Com frequência, existe, em cada um de nós, um pouco de crueldade, que nos torna parecidos com Herodes. n No mundo, Herodes ainda mata crianças, porque ex- plora seu traba- lho, as elimina por meio do aborto, e as deixa morrer de fome e por causa de guer- ras. n O Natal é anún- cio e esforço de levar ao mundo o amor de Deus, especialmente às crianças e aos úl- timos, que são sempre os prefe- ridos de Jesus. 16
  • 19. Preces A cada prece digamos: Que sejamos fonte de bondade! n Ensinai-nos a amar as coisas de Deus, mais que as coisas da terra. n Tirai de nossos corações a maldade, que nos torna parecidos com Herodes. n Fazei que cada criança, ao nascer, encontre aceita- ção, amor e ternura. n Que encontremos em Vós, Jesus, o modelo de ter- nura e amor pelo mundo. n Aceitai o sacrifício de tantos missionários e missio- nárias, que dão suas vidas por Vós. Rezemos juntos: Pai nosso... Oração Final: Vinde, Jesus, e fazei que neste Natal todos nós nos sintamos missionários, responsáveis por todas as crianças do mundo, especialmente por aquelas às quais ninguém falou de Vós e do Reino de Deus. Amém! 17
  • 20. 9. A Vela do Menino Jesus “Encontrareis um recém-nascido, envolto em faixas e deitado numa manjedoura.” (Lc 2,12) n Jesus tornou-se criança. Veio a este mundo para ca- minhar ao lado de milhões de crian- ças que trabalham nas lavouras, nas safras e nas colheitas. n Ele está também ao lado das crianças que trabalham e vi- vem nas ruas das cidades, e das meninas que lavam roupa, cozinham e cuidam de crian- ças. n Jesus sempre olhou com amor pelas crianças, abenço- ando-as e que- rendo-as ao seu lado. Por isto so- fre, quando vê crianças maltrata- das e abandona- das. n O Natal lembra-nos o Menino que nas- ceu e também to- das as crianças do mundo. 18
  • 21. Preces A cada prece digamos: Vinde, Senhor Jesus! n Jesus, acendei a luz da fé nos corações de milhões de homens e mulheres que não Vos conhecem. n Jesus, renovai neste Natal a luz nas pessoas que re- ceberam a fé, e a perderam, por causa da indiferença e do pecado. n Jesus, reavivai a luz da fé em Vossa Igreja, a fim de que seja para o mundo um luminoso farol. n Jesus, trazei um pouco de luz à minha família, por- que, às vezes, sentimos que vivemos na escuridão. n Jesus, reacendei a fé em mim e em meus compa- nheiros, para darmos mais importância à catequese, à celebração da Missa, à oração e aos pobres. Rezemos juntos: Pai nosso... Oração Final: Vinde, Jesus, e devolvei a todas as crianças do mundo a alegria de viver. Que as luzes do Natal não se apaguem, quando terminar a festa, mas permaneçam em nos- sos corações, como lembrança do amor de Deus, que Vos enviou como nosso irmão e Salvador. Amém! 19
  • 22. Próximo Encontro Dia Local Responsável 20
  • 23. 21