SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 52
Na trompa o óvulo é fecundado pelo espermatozóide.
A figura obtida por microscopia eletrônica mostra o
espermatozóide penetrando no óvulo.
Após a fecundação o óvulo fertilizado pelo espermatozóide é
envolvido por uma coroa de células para protegê-lo e selecionar
o fluxo de íons, proteínas, etc., para o seu interior. Esse processo
dura 24 horas.
48 horas depois o óvulo se divide em duas células e
entra na fase de mórula. Certamente essas duas
células iniciais podem ser consideradas células
tronco imaturas.
Após oito dias a mórula se torna complexa a
cada dia, e aos dez dias aproximadamente é
formado o embrião de fato. Esse embrião é
denominado por blastocisto e se fixa na
parede do útero.
O blastocisto evolui gradualmente e após 30 dias
o embrião tem a forma da figura abaixo. As
células tronco evoluíram especificamente para
vários tecidos, com destaque para o coração em
cor vermelha.
A evolução do feto é contínua e aos 45
dias observa a cabeça e os olhos, o
abdômen com o fígado (área escura).
Tem início a transformação de embrião
para feto.
Aos seis meses o feto está
completo, com suas estruturas bem
definidas, conforme mostra a foto
abaixo.
 Ernst Mayer (1904-2005):
“Tentativas foram feitas repentinamente para definir
VIDA. Esse esforços são um tanto fúteis, visto que
agora está inteiramente claro que não há substâncias,
um objeto ou uma força especial que possa ser
identificada à vida.”
“O processo da vida, contudo, pode ser
definido. Não há dúvida de que os organismos
vivos possuem certos atributos que não são
encontrados em objetos inanimados”
(Ernst Mayer – 1904-2005)
 Composição química;
 Organização;
 Metabolismo;
 Reação e movimento;
 Crescimento e reprodução;
 Hereditariedade;
 Variabilidade genética, seleção natural e
adaptaçã.
 ELEMENTOS PRESENTES NOS SERES
VIVOS:
 CARBONO;
 HIDROGÊNIO;
 OXIGÊNIO
 NITROGÊNIO;
 FÓSFORO;
 ENXOFRE
* - INDICA VALORES INFERIORES DE 0,15* - INDICA VALORES INFERIORES DE 0,15
 Célula – unidade da vida.
 Célula Procarionte (unicelular)
 Célula Eucarionte (unicelular ou pluricelular)
PROCARIONTEPROCARIONTE – são células em que
não possuem núcleo envolvido pela
carioteca, o material genético fica
disperso no citoplasma. Suas
estruturas são: membrana plasmática,
hialoplasma, material genético e
ribossomos, algumas apresentam
parede celular.
Exemplo: Bactérias e Cianobactérias.
 EUCARIONTEEUCARIONTE – células mais
complexas, possuem núcleo envolvido
pela carioteca, possuem inúmeras
organelas membranosas, como
mitocôndria e complexo golgiense.
São seres eucariontes: Protozoários,
Fungos, Algas, Plantas e Animais
As Células Eucariontes são formadas por três
regiões distintas:
 Membrana PlasmáticaMembrana Plasmática – envoltório que separa o
material intra e extracelular;
 CitoplasmaCitoplasma – região compreendida entre a
membrana plasmática e o núcleo. É preenchido
pelo hialoplasma, onde estão as organelas
celulares.
 NúcleoNúcleo – estrutura portadora do material
genético é responsável pelo controle das
atividades celulares.
 São todas as atividades de transformação química
que ocorre no interior de uma célula.
 Anabolismo – processos em que há produção de novas
substâncias a partir de substâncias mais simples. Ex.
produção de proteínas a partir da união de aminoácidos.
 Catabolismo – reações em que há degradação de
substâncias complexas em outras mais simples. Ex.
quebra da molécula de açúcar em molécula de gás
carbônico e água, processo que libera energia.
 Reação – reagir aos estímulos do meio, que
quase sempre envolve a realização de
movimento.
 CrescimentoCrescimento
 Organismos unicelulares – crescem pelo aumento do
tamanho de sua única célula;
 Organismos multicelulares – crescem pelo aumento
do números e células em seu corpo.
 Reprodução -Reprodução - ccapacidade de originar um novo
ser vivo.
 Assexuada
 Sexuada
 Transmissão de características de pais para
filhos.
 Variabilidade Genética – variação do material
genético (DNA) em membros da mesma
espécie.
 Seleção Natural – os seres vivos se modificam
ao longo do tempo, adaptando-se ao ambiente
em que vivem.
“ Não é o mais forte que sobrevive, nem o maisNão é o mais forte que sobrevive, nem o mais
inteligente, mas o que melhor se adapta àsinteligente, mas o que melhor se adapta às
mudanças”mudanças” (Charles Darwin)(Charles Darwin)
Átomo → partícula constituinte da matéria, formada por prótons,
nêutrons e elétrons.
Molécula → é a menor porção de uma substância, constituída por
átomos do mesmo elemento químico ou diferentes elementos.
Organela → estruturas presentes no citoplasma de células eucariontes
que desempenham funções comparáveis às de “pequenos órgãos”
celulares.
Célula → unidade estrutural e funcional da vida, podem ser
eucariontes ou procariontes.
Tecido → grupo de células dos organismos multicelulares que
apresentam estrutura e funções fundamentalmente semelhantes.
Órgão → conjunto de tecidos que interagem para execução de
determinadas funções vitais.
Sistema → conjunto de órgãos interconectados harmonicamente em
benefício ao equilíbrio do metabolismo.
Organismo → conjunto de todos os sistemas, formando um ser vivo
 População Biológica
 Comunidade Biológica
 Biótipo
 Ecossistema
 Biosfera
 População Biológica - conjunto de indivíduos de uma
mesma espécie que habita determinada região
geográfica. Ex. população humana, população de
macacos.
 Comunidade biológica – conjunto de diferentes
populações que coexistem em determinada região,
interagindo direta ou indiretamente. Ex. comunida a
qual faz parte uma população de macacos.
 Biótopo – são a temperatura, umidade, luminosidade ,
componentes químicos, etc.
 Ecossitema – é formado pelo conjunto formado pela
interação da comunidade biológica e do biótopo.
 Biosfera – é a união de todos os ecossistemas da Terra.
CITOLOGIA – ramo da Biologia que
estuda as células.
 Células: unidade estrutural e funcional de
todos os seres vivos. Os seres vivos
podem ser Unicelulares ou
Pluricelulares; Eucariontes e
Procariontes; Autótrofos e Heterótrofos.
Fungos unicelularesFungos unicelulares
BactériasBactérias
ProtozoáriosProtozoários
Os seres vivos são classificados em Cinco Reinos,
para a caracterização, foram utilizados os
seguintes critérios:
 Tipo de organização celular:
Procarionte/Eucarionte;
 Números de Células: Unicelular ou
Pluricelular;
 Tipo de Nutrição: Autótrofos e Heterótrofos.
 1591 – Hans Janssen e Zacharias – invenção do
microscópio.
 Antonie van Leeuwenhooek (1632-1723) –
microscópio dotado de uma lente, pequena e
quase esférica. Observou diversos tipos de
materiais biológicos, como embriões de plantas,
glóbulos vermelhos e espermatozóides.
Descobriu os microorganismo.
 Robert Hooke -1665 – microscópio dotado de
duas lentes, a objetiva e a ocular. Observou que
a cortiça era formada por inúmeros
compartimentos vazios, que os chamou de cell.
 Robet Brow – 1833 – observou que as células eram
portadoras de corpúsculo geralmente arredondados,
que denominou de núcleo.
 Matthias Schleiden e Theodor Schwann – 1839 -
verificaram a presença de células em todos os tecidos
vegetais e animais que verificaram. Com isso
estabeleceram a Teoria Celular.
 Rudolf Virchow - -1858 – todas as células originam de
uma preexistente.
 Na mesma época outros cientistas descobriram que as
células eram dotadas de organelas ou organóide. Com
isso estabeleceu a Teoria Celular.
 As células são as unidades morfofisiológicas
dos seres vivos;
 Representam a menor porção de matéria viva
capaz de executar as diversas funções vitais,
responsável pela manutenção de vida em um
organismo;
 Originam-se de outras preexistentes e
representam , a unidade responsável pela
hereditariedade.
Óptica
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 7º ano - Os cinco reinos dos seres vivos/ Reino Monera
Aula 7º ano - Os cinco reinos dos seres vivos/ Reino MoneraAula 7º ano - Os cinco reinos dos seres vivos/ Reino Monera
Aula 7º ano - Os cinco reinos dos seres vivos/ Reino Monera
Leonardo Kaplan
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
emanuel
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
Juliana Mendes
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
profatatiana
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Marcia Bantim
 
Divisão celular mitose e meiose
Divisão celular  mitose e meioseDivisão celular  mitose e meiose
Divisão celular mitose e meiose
César Milani
 
Evolução biológica
Evolução biológicaEvolução biológica
Evolução biológica
César Milani
 

Mais procurados (20)

Aula 7º ano - Os cinco reinos dos seres vivos/ Reino Monera
Aula 7º ano - Os cinco reinos dos seres vivos/ Reino MoneraAula 7º ano - Os cinco reinos dos seres vivos/ Reino Monera
Aula 7º ano - Os cinco reinos dos seres vivos/ Reino Monera
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Teoria sintética da evolução
Teoria sintética da evoluçãoTeoria sintética da evolução
Teoria sintética da evolução
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
 
Células
CélulasCélulas
Células
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologia
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
 
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos. Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
 
Organização celular 2
Organização celular 2Organização celular 2
Organização celular 2
 
Divisão celular mitose e meiose
Divisão celular  mitose e meioseDivisão celular  mitose e meiose
Divisão celular mitose e meiose
 
Evolução biológica
Evolução biológicaEvolução biológica
Evolução biológica
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
 
Aula ecologia.
Aula ecologia.Aula ecologia.
Aula ecologia.
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
A célula - unidade básica da vida
A célula - unidade básica da vidaA célula - unidade básica da vida
A célula - unidade básica da vida
 

Destaque

Bg 11 diferenciação celular
Bg 11   diferenciação celularBg 11   diferenciação celular
Bg 11 diferenciação celular
Nuno Correia
 
Classificação e Evolução dos Vertebrados Juuubs
Classificação e Evolução dos Vertebrados JuuubsClassificação e Evolução dos Vertebrados Juuubs
Classificação e Evolução dos Vertebrados Juuubs
Gabriella Brasil
 
Animais Sonia Lopes
Animais Sonia LopesAnimais Sonia Lopes
Animais Sonia Lopes
guestb30c39
 
Evolução e sistemática
Evolução e sistemática Evolução e sistemática
Evolução e sistemática
Slides de Tudo
 
Evolucao Sonia Lopes
Evolucao Sonia LopesEvolucao Sonia Lopes
Evolucao Sonia Lopes
guestb30c39
 
Diferenciação celular
Diferenciação celularDiferenciação celular
Diferenciação celular
Isabel Lopes
 
3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular
Maria João Drumond
 

Destaque (20)

Taxonomia dos seres vivos
Taxonomia dos seres vivosTaxonomia dos seres vivos
Taxonomia dos seres vivos
 
Virus e Reino Monera apostila
Virus e Reino Monera apostilaVirus e Reino Monera apostila
Virus e Reino Monera apostila
 
Classificação dos seres vivos Profa. Aline Miranda
Classificação dos seres vivos   Profa. Aline MirandaClassificação dos seres vivos   Profa. Aline Miranda
Classificação dos seres vivos Profa. Aline Miranda
 
Classificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivosClassificacao dos seres vivos
Classificacao dos seres vivos
 
Bg 11 diferenciação celular
Bg 11   diferenciação celularBg 11   diferenciação celular
Bg 11 diferenciação celular
 
Classificação e Evolução dos Vertebrados Juuubs
Classificação e Evolução dos Vertebrados JuuubsClassificação e Evolução dos Vertebrados Juuubs
Classificação e Evolução dos Vertebrados Juuubs
 
Taxonomia Sistemática: classificação biológica
Taxonomia Sistemática: classificação biológicaTaxonomia Sistemática: classificação biológica
Taxonomia Sistemática: classificação biológica
 
Animais Sonia Lopes
Animais Sonia LopesAnimais Sonia Lopes
Animais Sonia Lopes
 
As plantas
As  plantasAs  plantas
As plantas
 
Evolução e sistemática
Evolução e sistemática Evolução e sistemática
Evolução e sistemática
 
Tecido Epitelial de Revestimento
Tecido Epitelial de RevestimentoTecido Epitelial de Revestimento
Tecido Epitelial de Revestimento
 
Os Gatos
Os GatosOs Gatos
Os Gatos
 
Evolucao Sonia Lopes
Evolucao Sonia LopesEvolucao Sonia Lopes
Evolucao Sonia Lopes
 
Diferenciação celular
Diferenciação celularDiferenciação celular
Diferenciação celular
 
Taxonomia
TaxonomiaTaxonomia
Taxonomia
 
Especiação
EspeciaçãoEspeciação
Especiação
 
3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular3 crescimento renovação_celular
3 crescimento renovação_celular
 
Categorias taxonómicas
Categorias taxonómicasCategorias taxonómicas
Categorias taxonómicas
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Vida de gato
Vida de gatoVida de gato
Vida de gato
 

Semelhante a Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano

4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
4ª aula - niveis de organização dos seres vivos4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
preuniversitarioitab
 
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
preuniversitarioitab
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
Fatima Comiotto
 
Introdução a Citologia
Introdução a CitologiaIntrodução a Citologia
Introdução a Citologia
BIOGERALDO
 
Resumo teoria-celular
Resumo   teoria-celularResumo   teoria-celular
Resumo teoria-celular
Pelo Siro
 
Trabalho de faculdade celulas tronco
Trabalho de faculdade celulas troncoTrabalho de faculdade celulas tronco
Trabalho de faculdade celulas tronco
hudsonemerique
 

Semelhante a Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano (20)

4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
4ª aula - niveis de organização dos seres vivos4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
4ª aula - niveis de organização dos seres vivos
 
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
4 ¬ aula - niveis de organiza+º+úo dos sers vivos
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Biologia celular aula 2- Prof. Amilcar Sousa
Biologia celular aula 2- Prof. Amilcar Sousa Biologia celular aula 2- Prof. Amilcar Sousa
Biologia celular aula 2- Prof. Amilcar Sousa
 
Biologia celular
Biologia celularBiologia celular
Biologia celular
 
Citologia 2 Revisada
Citologia 2 RevisadaCitologia 2 Revisada
Citologia 2 Revisada
 
Citologia 2 Revisada
Citologia 2 RevisadaCitologia 2 Revisada
Citologia 2 Revisada
 
Introdução a Citologia
Introdução a CitologiaIntrodução a Citologia
Introdução a Citologia
 
Aula Introdução a Citologia.pdf
Aula Introdução a Citologia.pdfAula Introdução a Citologia.pdf
Aula Introdução a Citologia.pdf
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Resumo teoria-celular
Resumo   teoria-celularResumo   teoria-celular
Resumo teoria-celular
 
Teoria celular-
Teoria celular-Teoria celular-
Teoria celular-
 
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticas
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticasCitologia, celulas e organelas citoplasmaticas
Citologia, celulas e organelas citoplasmaticas
 
Trabalho de faculdade celulas tronco
Trabalho de faculdade celulas troncoTrabalho de faculdade celulas tronco
Trabalho de faculdade celulas tronco
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Célula
CélulaCélula
Célula
 
A Célula
A CélulaA Célula
A Célula
 
As células.ppt
As células.pptAs células.ppt
As células.ppt
 

Último

Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
FLAVIA LEZAN
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
lbgsouza
 

Último (20)

Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 

Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano

  • 1. Na trompa o óvulo é fecundado pelo espermatozóide. A figura obtida por microscopia eletrônica mostra o espermatozóide penetrando no óvulo. Após a fecundação o óvulo fertilizado pelo espermatozóide é envolvido por uma coroa de células para protegê-lo e selecionar o fluxo de íons, proteínas, etc., para o seu interior. Esse processo dura 24 horas. 48 horas depois o óvulo se divide em duas células e entra na fase de mórula. Certamente essas duas células iniciais podem ser consideradas células tronco imaturas. Após oito dias a mórula se torna complexa a cada dia, e aos dez dias aproximadamente é formado o embrião de fato. Esse embrião é denominado por blastocisto e se fixa na parede do útero. O blastocisto evolui gradualmente e após 30 dias o embrião tem a forma da figura abaixo. As células tronco evoluíram especificamente para vários tecidos, com destaque para o coração em cor vermelha. A evolução do feto é contínua e aos 45 dias observa a cabeça e os olhos, o abdômen com o fígado (área escura). Tem início a transformação de embrião para feto. Aos seis meses o feto está completo, com suas estruturas bem definidas, conforme mostra a foto abaixo.
  • 2.  Ernst Mayer (1904-2005): “Tentativas foram feitas repentinamente para definir VIDA. Esse esforços são um tanto fúteis, visto que agora está inteiramente claro que não há substâncias, um objeto ou uma força especial que possa ser identificada à vida.”
  • 3. “O processo da vida, contudo, pode ser definido. Não há dúvida de que os organismos vivos possuem certos atributos que não são encontrados em objetos inanimados” (Ernst Mayer – 1904-2005)
  • 4.  Composição química;  Organização;  Metabolismo;  Reação e movimento;  Crescimento e reprodução;  Hereditariedade;  Variabilidade genética, seleção natural e adaptaçã.
  • 5.  ELEMENTOS PRESENTES NOS SERES VIVOS:  CARBONO;  HIDROGÊNIO;  OXIGÊNIO  NITROGÊNIO;  FÓSFORO;  ENXOFRE
  • 6. * - INDICA VALORES INFERIORES DE 0,15* - INDICA VALORES INFERIORES DE 0,15
  • 7.  Célula – unidade da vida.  Célula Procarionte (unicelular)  Célula Eucarionte (unicelular ou pluricelular)
  • 8. PROCARIONTEPROCARIONTE – são células em que não possuem núcleo envolvido pela carioteca, o material genético fica disperso no citoplasma. Suas estruturas são: membrana plasmática, hialoplasma, material genético e ribossomos, algumas apresentam parede celular. Exemplo: Bactérias e Cianobactérias.
  • 9.
  • 10.  EUCARIONTEEUCARIONTE – células mais complexas, possuem núcleo envolvido pela carioteca, possuem inúmeras organelas membranosas, como mitocôndria e complexo golgiense. São seres eucariontes: Protozoários, Fungos, Algas, Plantas e Animais
  • 11.
  • 12. As Células Eucariontes são formadas por três regiões distintas:
  • 13.  Membrana PlasmáticaMembrana Plasmática – envoltório que separa o material intra e extracelular;  CitoplasmaCitoplasma – região compreendida entre a membrana plasmática e o núcleo. É preenchido pelo hialoplasma, onde estão as organelas celulares.  NúcleoNúcleo – estrutura portadora do material genético é responsável pelo controle das atividades celulares.
  • 14.  São todas as atividades de transformação química que ocorre no interior de uma célula.  Anabolismo – processos em que há produção de novas substâncias a partir de substâncias mais simples. Ex. produção de proteínas a partir da união de aminoácidos.  Catabolismo – reações em que há degradação de substâncias complexas em outras mais simples. Ex. quebra da molécula de açúcar em molécula de gás carbônico e água, processo que libera energia.
  • 15.  Reação – reagir aos estímulos do meio, que quase sempre envolve a realização de movimento.
  • 16.  CrescimentoCrescimento  Organismos unicelulares – crescem pelo aumento do tamanho de sua única célula;  Organismos multicelulares – crescem pelo aumento do números e células em seu corpo.  Reprodução -Reprodução - ccapacidade de originar um novo ser vivo.  Assexuada  Sexuada
  • 17.  Transmissão de características de pais para filhos.
  • 18.  Variabilidade Genética – variação do material genético (DNA) em membros da mesma espécie.  Seleção Natural – os seres vivos se modificam ao longo do tempo, adaptando-se ao ambiente em que vivem. “ Não é o mais forte que sobrevive, nem o maisNão é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta àsinteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”mudanças” (Charles Darwin)(Charles Darwin)
  • 19.
  • 20.
  • 21. Átomo → partícula constituinte da matéria, formada por prótons, nêutrons e elétrons. Molécula → é a menor porção de uma substância, constituída por átomos do mesmo elemento químico ou diferentes elementos. Organela → estruturas presentes no citoplasma de células eucariontes que desempenham funções comparáveis às de “pequenos órgãos” celulares. Célula → unidade estrutural e funcional da vida, podem ser eucariontes ou procariontes. Tecido → grupo de células dos organismos multicelulares que apresentam estrutura e funções fundamentalmente semelhantes. Órgão → conjunto de tecidos que interagem para execução de determinadas funções vitais. Sistema → conjunto de órgãos interconectados harmonicamente em benefício ao equilíbrio do metabolismo. Organismo → conjunto de todos os sistemas, formando um ser vivo
  • 22.
  • 23.  População Biológica  Comunidade Biológica  Biótipo  Ecossistema  Biosfera
  • 24.  População Biológica - conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que habita determinada região geográfica. Ex. população humana, população de macacos.  Comunidade biológica – conjunto de diferentes populações que coexistem em determinada região, interagindo direta ou indiretamente. Ex. comunida a qual faz parte uma população de macacos.  Biótopo – são a temperatura, umidade, luminosidade , componentes químicos, etc.  Ecossitema – é formado pelo conjunto formado pela interação da comunidade biológica e do biótopo.  Biosfera – é a união de todos os ecossistemas da Terra.
  • 25.
  • 26. CITOLOGIA – ramo da Biologia que estuda as células.  Células: unidade estrutural e funcional de todos os seres vivos. Os seres vivos podem ser Unicelulares ou Pluricelulares; Eucariontes e Procariontes; Autótrofos e Heterótrofos.
  • 28. Os seres vivos são classificados em Cinco Reinos, para a caracterização, foram utilizados os seguintes critérios:  Tipo de organização celular: Procarionte/Eucarionte;  Números de Células: Unicelular ou Pluricelular;  Tipo de Nutrição: Autótrofos e Heterótrofos.
  • 29.
  • 30.  1591 – Hans Janssen e Zacharias – invenção do microscópio.  Antonie van Leeuwenhooek (1632-1723) – microscópio dotado de uma lente, pequena e quase esférica. Observou diversos tipos de materiais biológicos, como embriões de plantas, glóbulos vermelhos e espermatozóides. Descobriu os microorganismo.
  • 31.
  • 32.  Robert Hooke -1665 – microscópio dotado de duas lentes, a objetiva e a ocular. Observou que a cortiça era formada por inúmeros compartimentos vazios, que os chamou de cell.
  • 33.  Robet Brow – 1833 – observou que as células eram portadoras de corpúsculo geralmente arredondados, que denominou de núcleo.  Matthias Schleiden e Theodor Schwann – 1839 - verificaram a presença de células em todos os tecidos vegetais e animais que verificaram. Com isso estabeleceram a Teoria Celular.  Rudolf Virchow - -1858 – todas as células originam de uma preexistente.  Na mesma época outros cientistas descobriram que as células eram dotadas de organelas ou organóide. Com isso estabeleceu a Teoria Celular.
  • 34.  As células são as unidades morfofisiológicas dos seres vivos;  Representam a menor porção de matéria viva capaz de executar as diversas funções vitais, responsável pela manutenção de vida em um organismo;  Originam-se de outras preexistentes e representam , a unidade responsável pela hereditariedade.
  • 35.
  • 36.