SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
A música é uma forma de arte que se
constitui basicamente em combinar sons e
ritmos, seguindo uma pré-organização ao
longo do tempo.
Média: Som.
Tipos: Erudita, popular, religiosa e folclórica.
Elementos artísticos:
Melodia, harmonia, ritmo,dinâmica, timbre.
Era de origem: Paleolítico.
As notas musicais são:
semibreve,mínima, semínima, colcheia, semico
lcheia, fusa e semifusa.
Um instrumento musical é um objeto construído
com o propósito de produzir música. Os vários tipos
de instrumentos podem ser classificados de
diversas formas, sendo uma das mais comuns,
a divisão de acordo com a forma pela qual
o som é produzido. O estudo dos instrumentos
musicais designa-se por organologia.
O baixo ou contrabaixo, é um instrumento musical que apresenta
características harmônicas e melódicas, responsável, dentre outras funções, por
fazer a ligação entre instrumentos mais comumente melódicos
(guitarra, violão, teclado/piano, saxofone) com instrumentos harmônicos
(bateria, percussão). Pode ser acústico ou elétrico.
A bateria é um conjunto de tambores (de diversos tamanhos e timbres) e
de pratos colocados de forma conveniente com a intenção de
serem percutidos por um único músico, denominado baterista, geralmente, com o
auxílio de um par de baquetas, vassourinhas ou bilros, embora no caso de alguns
executantes, possam também ser usadas as próprias mãos.
O nome guitarra refere-se a uma série de instrumentos de cordas dedilhadas,
que possuem geralmente de 6 a 12 cordas tensionadas ao longo do instrumento e
possuem um corpo com formato aproximado de um 8 (embora também existam
em diversos outros formatos), além de um braço, sobre o qual as cordas passam,
permitindo ao executante controlar a altura da nota produzida. Existem
versões acústicas, que possuem caixa de ressonância e elétricas, que podem ou
não possuir caixa de ressonância, mas utilizam captadores e amplificadores para
aumentar a intensidade sonora do instrumento.
Saxofone, também conhecido popularmente como sax, é um instrumento de
sopro patenteado em 1846 pelo belga Adolphe Sax, um respeitado fabricante
de instrumentos, que viveu na França no século XIX. Os saxofones
são instrumentos transpositores, ou seja, a nota escrita não é a mesma nota que
ouvimos (som real ou nota de efeito). A maior parte dos saxofones são em B♭
(como o sax tenor e o soprano) ou em E♭ (como o sax alto e o barítono).
Instrumento de cordas, também classificado como instrumento de percussão já
que o som é produzido quando os batentes tocam nas cordas. O piano é
amplamente utilizado na música e está presente na grande maioria dos ritmos
ocidentais que conhecemos. O piano é um instrumento versátil, sendo usado tanto
para acompanhamentos quanto para solos.
O violão é uma guitarra acústica com cordas de nylon ou aço, concebida
inicialmente para a interpretação de peças de música erudita. O corpo é oco e
chato, em forma de oito, e feito de várias madeiras diferentes. O braço
possui trastes que a tornam um instrumento temperado. As versões mais comuns
possuem seis cordas de nylon, mas há violões com outras configurações, como
o violão de sete cordas e o violão baixo, com 4 cordas, afinadas
uma oitava abaixo das 4 cordas mais graves do violão.
O teclado é um instrumento musical eletrônico, temperado, no qual se
executam melodias e notas, formando uma harmonia. É composto por um
conjunto de teclas adjacentes pretas e brancas, que quando pressionadas
produzem os sons .
O número de teclas pretas e brancas nos teclados atuais podem variar de
acordo com o fabricante. Por padrão, os teclados arranjadores da Yamaha vem
com 61 teclas, (36 brancas e 25 pretas). Já os da marca Casio vem com
numeração diferente: 59 teclas (34 brancas e 25 pretas).
Segundo uma lenda, a harpa foi inventada pelo povo egípcio para tocar as
melodias que agradavam seus deuses. Mas segundo a Bíblia, seu fundador foi
Jubal. Genesis 4:21.*
A harpa, juntamente com a flauta, é um dos instrumentos mais antigos. Teria
se originado dos arcos de caça que faziam barulho ao roçarem na corda. Ela
é sempre triangular, lembrando um arco de caça.
O violino é um instrumento musical, classificado como instrumento de cordas
friccionadas. É o menor e mais agudo dos instrumentos de sua família (que
ainda possui a viola, o violoncelo, correspondendo ao Soprano da voz
humana). O contrabaixo é considerado um primo afastado do violino. Ao
contrário do que se pensa, o contrabaixo não vem do violino, mas da viola da
gamba. O violino possui quatro cordas , com afinação da mais aguda à mais
grave: Mi4, Lá3, Ré3 e Sol2. O timbre do violino é agudo, brilhante e estridente,
mas dependendo do encordamento utilizado, podem-se produzir timbres mais
aveludados.
Música e Instrumentos Musicais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)
TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)  TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)
TEATRO (Conceito; História; Gêneros e principais atores e atrizes)
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
 
Danças brasileiras
Danças brasileirasDanças brasileiras
Danças brasileiras
 
Arte e música
Arte e músicaArte e música
Arte e música
 
Musica
MusicaMusica
Musica
 
Arte Rupestre
Arte Rupestre Arte Rupestre
Arte Rupestre
 
História da Música Brasileira
História da Música BrasileiraHistória da Música Brasileira
História da Música Brasileira
 
PROVA DE ARTE INDIGENA
PROVA DE ARTE INDIGENAPROVA DE ARTE INDIGENA
PROVA DE ARTE INDIGENA
 
Hip hop
Hip hopHip hop
Hip hop
 
Artes cênicas
Artes cênicasArtes cênicas
Artes cênicas
 
Apostila ensino médio danca
Apostila ensino médio dancaApostila ensino médio danca
Apostila ensino médio danca
 
Arte Indígena Brasileira
Arte Indígena BrasileiraArte Indígena Brasileira
Arte Indígena Brasileira
 
Historia da musica
Historia da musica Historia da musica
Historia da musica
 
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6° AO 9º ANO
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6°  AO  9º ANOAVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6°  AO  9º ANO
AVALIAÇÃO DE ARTES: EJA - 6° AO 9º ANO
 
Questões simulado
Questões simuladoQuestões simulado
Questões simulado
 
Avaliação 9 ano grafite
Avaliação 9 ano grafiteAvaliação 9 ano grafite
Avaliação 9 ano grafite
 
Slide música – estilos e gêneros musicais diversos
Slide música – estilos e gêneros musicais diversosSlide música – estilos e gêneros musicais diversos
Slide música – estilos e gêneros musicais diversos
 
Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )Linguagens da artes (atividades )
Linguagens da artes (atividades )
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
 
História da dança
História da dançaHistória da dança
História da dança
 

Semelhante a Música e Instrumentos Musicais

Instrumentos De Orquestra 5º Ano / Educação Musical
Instrumentos De Orquestra 5º Ano / Educação MusicalInstrumentos De Orquestra 5º Ano / Educação Musical
Instrumentos De Orquestra 5º Ano / Educação MusicalFrancisco Nogueira
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da músicaJohn Joseph
 
tic-piano
tic-pianotic-piano
tic-pianotaz12
 
História instrumentos de sopro!
História instrumentos de sopro!História instrumentos de sopro!
História instrumentos de sopro!EmersonMoura25
 
Historia dos instrumentos
Historia dos instrumentosHistoria dos instrumentos
Historia dos instrumentosSaulo Gomes
 
História da Música - FVJ
História da Música - FVJ História da Música - FVJ
História da Música - FVJ Jonas Martins
 
Istrumento musical de Mato-grosso do Sul
Istrumento musical de Mato-grosso do SulIstrumento musical de Mato-grosso do Sul
Istrumento musical de Mato-grosso do SulEloina Gomes DE Souza
 
Orquestra - Joana Faria
Orquestra -  Joana FariaOrquestra -  Joana Faria
Orquestra - Joana Fariajoanasilva163
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Músicabe23ceb
 
Slides instrumentos de orquestra
Slides instrumentos de orquestraSlides instrumentos de orquestra
Slides instrumentos de orquestraLala1307
 
INICIAÇÃO MUSICAL - Teclado.pptx
INICIAÇÃO  MUSICAL - Teclado.pptxINICIAÇÃO  MUSICAL - Teclado.pptx
INICIAÇÃO MUSICAL - Teclado.pptxRenato Monteiro
 
Família de instrumentos musicais
Família de instrumentos musicaisFamília de instrumentos musicais
Família de instrumentos musicaisElisabete Trentin
 
História da música i – 11ª aula
História da música i – 11ª aulaHistória da música i – 11ª aula
História da música i – 11ª aulaLeonardo Brum
 

Semelhante a Música e Instrumentos Musicais (20)

Instrumentos musicas
Instrumentos musicasInstrumentos musicas
Instrumentos musicas
 
Instrumentos De Orquestra 5º Ano / Educação Musical
Instrumentos De Orquestra 5º Ano / Educação MusicalInstrumentos De Orquestra 5º Ano / Educação Musical
Instrumentos De Orquestra 5º Ano / Educação Musical
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da música
 
tic-piano
tic-pianotic-piano
tic-piano
 
A Orquestra Sinfónica.pptx
A Orquestra Sinfónica.pptxA Orquestra Sinfónica.pptx
A Orquestra Sinfónica.pptx
 
musica A ORQUESTRA
musica A ORQUESTRAmusica A ORQUESTRA
musica A ORQUESTRA
 
História instrumentos de sopro!
História instrumentos de sopro!História instrumentos de sopro!
História instrumentos de sopro!
 
Historia dos instrumentos
Historia dos instrumentosHistoria dos instrumentos
Historia dos instrumentos
 
História da Música - FVJ
História da Música - FVJ História da Música - FVJ
História da Música - FVJ
 
Musica barroca
Musica barrocaMusica barroca
Musica barroca
 
7ano 07 instrumentos musicais
7ano 07 instrumentos musicais7ano 07 instrumentos musicais
7ano 07 instrumentos musicais
 
Istrumento musical de Mato-grosso do Sul
Istrumento musical de Mato-grosso do SulIstrumento musical de Mato-grosso do Sul
Istrumento musical de Mato-grosso do Sul
 
Orquestra - Joana Faria
Orquestra -  Joana FariaOrquestra -  Joana Faria
Orquestra - Joana Faria
 
CONJUNTOS INSTRUMENTAIS.ppt
CONJUNTOS INSTRUMENTAIS.pptCONJUNTOS INSTRUMENTAIS.ppt
CONJUNTOS INSTRUMENTAIS.ppt
 
Instrumentos musicais antigos
Instrumentos musicais antigosInstrumentos musicais antigos
Instrumentos musicais antigos
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Música
 
Slides instrumentos de orquestra
Slides instrumentos de orquestraSlides instrumentos de orquestra
Slides instrumentos de orquestra
 
INICIAÇÃO MUSICAL - Teclado.pptx
INICIAÇÃO  MUSICAL - Teclado.pptxINICIAÇÃO  MUSICAL - Teclado.pptx
INICIAÇÃO MUSICAL - Teclado.pptx
 
Família de instrumentos musicais
Família de instrumentos musicaisFamília de instrumentos musicais
Família de instrumentos musicais
 
História da música i – 11ª aula
História da música i – 11ª aulaHistória da música i – 11ª aula
História da música i – 11ª aula
 

Último

Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasnarayaskara215
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaanapsuls
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 

Último (20)

Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 

Música e Instrumentos Musicais

  • 1.
  • 2. A música é uma forma de arte que se constitui basicamente em combinar sons e ritmos, seguindo uma pré-organização ao longo do tempo. Média: Som. Tipos: Erudita, popular, religiosa e folclórica. Elementos artísticos: Melodia, harmonia, ritmo,dinâmica, timbre. Era de origem: Paleolítico. As notas musicais são: semibreve,mínima, semínima, colcheia, semico lcheia, fusa e semifusa.
  • 3. Um instrumento musical é um objeto construído com o propósito de produzir música. Os vários tipos de instrumentos podem ser classificados de diversas formas, sendo uma das mais comuns, a divisão de acordo com a forma pela qual o som é produzido. O estudo dos instrumentos musicais designa-se por organologia.
  • 4. O baixo ou contrabaixo, é um instrumento musical que apresenta características harmônicas e melódicas, responsável, dentre outras funções, por fazer a ligação entre instrumentos mais comumente melódicos (guitarra, violão, teclado/piano, saxofone) com instrumentos harmônicos (bateria, percussão). Pode ser acústico ou elétrico.
  • 5. A bateria é um conjunto de tambores (de diversos tamanhos e timbres) e de pratos colocados de forma conveniente com a intenção de serem percutidos por um único músico, denominado baterista, geralmente, com o auxílio de um par de baquetas, vassourinhas ou bilros, embora no caso de alguns executantes, possam também ser usadas as próprias mãos.
  • 6. O nome guitarra refere-se a uma série de instrumentos de cordas dedilhadas, que possuem geralmente de 6 a 12 cordas tensionadas ao longo do instrumento e possuem um corpo com formato aproximado de um 8 (embora também existam em diversos outros formatos), além de um braço, sobre o qual as cordas passam, permitindo ao executante controlar a altura da nota produzida. Existem versões acústicas, que possuem caixa de ressonância e elétricas, que podem ou não possuir caixa de ressonância, mas utilizam captadores e amplificadores para aumentar a intensidade sonora do instrumento.
  • 7. Saxofone, também conhecido popularmente como sax, é um instrumento de sopro patenteado em 1846 pelo belga Adolphe Sax, um respeitado fabricante de instrumentos, que viveu na França no século XIX. Os saxofones são instrumentos transpositores, ou seja, a nota escrita não é a mesma nota que ouvimos (som real ou nota de efeito). A maior parte dos saxofones são em B♭ (como o sax tenor e o soprano) ou em E♭ (como o sax alto e o barítono).
  • 8. Instrumento de cordas, também classificado como instrumento de percussão já que o som é produzido quando os batentes tocam nas cordas. O piano é amplamente utilizado na música e está presente na grande maioria dos ritmos ocidentais que conhecemos. O piano é um instrumento versátil, sendo usado tanto para acompanhamentos quanto para solos.
  • 9. O violão é uma guitarra acústica com cordas de nylon ou aço, concebida inicialmente para a interpretação de peças de música erudita. O corpo é oco e chato, em forma de oito, e feito de várias madeiras diferentes. O braço possui trastes que a tornam um instrumento temperado. As versões mais comuns possuem seis cordas de nylon, mas há violões com outras configurações, como o violão de sete cordas e o violão baixo, com 4 cordas, afinadas uma oitava abaixo das 4 cordas mais graves do violão.
  • 10. O teclado é um instrumento musical eletrônico, temperado, no qual se executam melodias e notas, formando uma harmonia. É composto por um conjunto de teclas adjacentes pretas e brancas, que quando pressionadas produzem os sons . O número de teclas pretas e brancas nos teclados atuais podem variar de acordo com o fabricante. Por padrão, os teclados arranjadores da Yamaha vem com 61 teclas, (36 brancas e 25 pretas). Já os da marca Casio vem com numeração diferente: 59 teclas (34 brancas e 25 pretas).
  • 11. Segundo uma lenda, a harpa foi inventada pelo povo egípcio para tocar as melodias que agradavam seus deuses. Mas segundo a Bíblia, seu fundador foi Jubal. Genesis 4:21.* A harpa, juntamente com a flauta, é um dos instrumentos mais antigos. Teria se originado dos arcos de caça que faziam barulho ao roçarem na corda. Ela é sempre triangular, lembrando um arco de caça.
  • 12. O violino é um instrumento musical, classificado como instrumento de cordas friccionadas. É o menor e mais agudo dos instrumentos de sua família (que ainda possui a viola, o violoncelo, correspondendo ao Soprano da voz humana). O contrabaixo é considerado um primo afastado do violino. Ao contrário do que se pensa, o contrabaixo não vem do violino, mas da viola da gamba. O violino possui quatro cordas , com afinação da mais aguda à mais grave: Mi4, Lá3, Ré3 e Sol2. O timbre do violino é agudo, brilhante e estridente, mas dependendo do encordamento utilizado, podem-se produzir timbres mais aveludados.