SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 79
Baixar para ler offline
Séc. XV – o despertar do
              Renascimento
• RENASCIMENTO: “A época da descoberta do
  mundo e do homem”
• O Renascimento é um movimento cultural que vai surgir
  na Europa em meados do séc. XIV e dura até meados do
  séc. XVI.
• É marcado, em termos culturais, pela recuperação da
  arte, cultura e civilização da Grécia Clássica.
• As verdades da fé, proclamadas pela Igreja, deixam de
  ser absolutas e o homem manifesta enorme interesse
  pelo saber e pela cultura.
• Foi a época das grandes Descobertas de outras terras.
                 ESD - Isabel Duarte e Luis Bragança Gil
Séc. XV – o despertar do
                Renascimento
                          • 1417 – Fim do Cisma Papal
                          • 1431 – Execução de Joana d’Arc
                          • 1453 – Queda de Constantinopla
                            (Império Turco Otomano – muitos dos
                            sábios e filósofos “gregos” fogem para
                            Itália, levando a sua sabedoria)
                          • 1454 – Gutenberg inventa a impressão
                            com caracteres moveis.
                          • 1478 - Lourenço de Medici governa
                            Florença
                          • 1485 – Dinastia Tudor (em Inglaterra)
                          • 1492 – 1ª viagem de Colombo à
                            América
                          • 1495 – Leonardo Da Vinci pinta a
                            Última Ceia

( O Homem Vitruviano de
Leonardo da Vinci)                      ESD - Isabel Duarte
Evolução da Linguagem Musical ao
        longo do séc. XV
• De uma polifonia solística a 3 vozes passa-se para uma
  “polifonia coral” a 4 partes, escritas “verticalmente” usando
  uma pauta para cada voz ou instrumento.
• A música profana é cada vez mais importante, graças às
  encomendas dos grandes mercadores.
• De um método de escrita sucessiva das diferentes partes,
  passa-se para uma escrita simultânea vertical.
• Introdução do uso do método contrapontístico, baseado na
  imitação, ou seja, na introdução de um tema por uma voz,
  que é imediatamente repetido por outra voz.
• Da submissão a um cantus firmus passa-se para uma escrita
  mais livre, subordinada ao texto literário e à sua
  compreensão.
• Estabelecimento da Notação Mensural Branca

                         ESD - Isabel Duarte
Notação Mensural Branca
                   • Com a mudança do
                     pergaminho para o
                     papel, que não “corre”
                     tão bem, a maior
                     parte das notas que
                     até aqui eram
                     pintadas a preto, vão
                     ficar por preencher.



        ESD - Isabel Duarte
Escola Inglesa e Escola de Borgonha
• Características da música Inglesa:
  – Maior ligação com a música popular
  – Maior utilização do modo maior (modo de dó)
  – Utilização de intervalos de 3ª e de 6ª
  – faburden (Eng.), fauxbourdon (Fr.),
    falsobordone (It.) como técnica de
    improvisação polifónica
  – John Dunstable (1385 – 1453) principal
    compositor inglês do séc. XV
   Dunstable : Beata Mater a 3 voci
      http://www.youtube.com/watch?v=hcUgCT0zXUI&feature=PlayList&
       p=3F9EC4DAD72C5014&playnext=1&playnext_from=PL&index=1
   Dunstable: Veni Sancte spiritus
      http://www.youtube.com/watch?v=Z9trNNUsb20&feature=rel
                         ESD - Isabel Duarte
       ated
ESD - Isabel Duarte
Escola de Borgonha
(actual Bélgica, Holanda e parte de França)

                           • Na primeira
                             metade do séc. XV
                             a corte dos
                             Duques de
                             Borgonha foram
                             um exemplo
                             artístico e cultural
                             para toda a Europa

                ESD - Isabel Duarte
Principais Compositores da
    Escola de Borgonha
           • Guillaume Dufay (c. 1400 – 1474)
           Passou por várias cortes
           italianas antes de se estabelecer
           ao serviço dos duques de
           Borgonha. Formado em Direito
           Canónico, ocupou muitos cargos
           Importantes. Compôs missas,
           motetes e Chansons com texto
           em Francês
              GUILLAUME DUFAY - Rondeau: Ce Jour De L'an
              http://www.youtube.com/watch?v=_rlaE3wkyH8&feature=related
              Dufay : Missa l'homme armé
              http://www.youtube.com/watch?v=2DBtiTVaJZ0&feature=related

         ESD - Isabel Duarte
Guillaume Dufay
            Estrutura do Moteto
           Nuper Rosarum Flores
• http://www.youtube.com/watch?v=IWBX1
  2qngGM




               ESD - Isabel Duarte
Estrutura da Catedral de
Florença




                  ESD - Isabel Duarte
ESD - Isabel Duarte
Gilles Binchois
  (1400 – 1460)
• Foi também um Mestre da
  Escola de Borgonha exímio
  na escrita de Chansons
• Grande parte da sua música
  profana está escrita sob a
  forma de Rondós

 Binchois : Amours mercy
 http://www.youtube.com/watch?v=DHg3
  KM6EsFA&feature=related

                        ESD - Isabel Duarte
Johannes Ockeghem ( c. 1425 – 1497)




 Johannes Ockeghem: Ma maitresse
 http://www.youtube.com/watch?v=T_X7t9Ncbjo&feature=PlayList&p=7723351B9D7138BB&playnext_from=P
 L&playnext=1&index=26

 Ockeghem: Kyrie from Missa L' homme arme
 http://www.youtube.com/watch?v=AFKAjXQ0PRQ&feature=related


                                      ESD - Isabel Duarte
Clement Janequin
     (c. 1485 – c. 1580)
É especialmente
reconhecido por ter sido o
primeiro a introduzir nas suas
canções imitações de cantos
de pássaros, pregões, etc.
La Chasse
Le Chant des Oiseaux:
http://www.youtube.com/watch?v=p6-
     tlIOfYe8&feature=related
La Guerre:
http://www.youtube.com/watch?v=2Lbtrpp56V0&fe
     ature=related

Au joly jeu
http://www.youtube.com/watch?v=jMTIQyHoo14



                                      ESD - Isabel Duarte
Josquin des Prés (1440 – 1521)
Principais Obras:
• Pange Lingua (Conte, língua, a
   Gloriosa História), missa para
   coro e quatro vozes
http://www.youtube.com/watch?v=Uj8GPdKttGw
• Mille Regretz.
http://www.youtube.com/watch?v=H4_yMZ3IBIY&fea
     ture=related

• El Grillo.
http://www.youtube.com/watch?v=TTFmdDhes3A&fe
     ature=related                                     Embora originário da Borgonha,
• La Déploration De Johan                              cedo se mudou para Itália onde
  Ockeghem.                                            viveu e compôs.
http://www.youtube.com/watch?v=ha1EQBO9k7k&f           Tem sido visto como a figura
ature=PlayList&p=4022A88DDC793EFB&playnext
&playnext_from=PL&index=26
                                                       central da viragem da Idade
                                                       Média para a Idade Moderna.


                                     ESD - Isabel Duarte
Outros compositores Franco-Flamengos
     contemporâneos de Josquin des Prés

• Jacob Obrecht (1425 – 1505)
•   http://www.youtube.com/watch?v=cHgAg8uS6FA&feature=PlayList&p=70268C9D321F6695&play
    next_from=PL&playnext=1&index=69

• Heirich Isaac (c. 1450 – 1517)
•   http://www.youtube.com/watch?v=d1QK2crLRtU&feature=related

• Pierre de la Rue (c. 1460 – 1518)
•   http://www.youtube.com/watch?v=Mo_8_IGD8_0&feature=related

• Alexander Agricola (1446 – 1506)
•   http://www.youtube.com/watch?v=FDusZ7IAxM0




                                    ESD - Isabel Duarte
Períodos e compositores do
  Renascimento Musical




         ESD - Isabel Duarte
Contexto histórico do séc. XVI
                           • 1504 – MichelAngelo pinta “David”
                           • 1509 – Henrique VIII é coroado Rei
                             de Inglaterra
                           • 1511 – Erasmo escreve o “Elogio da
                             Loucura”
                           • 1516 – Sir Thomas More escreve “A
                             Utopia”
                           • 1517 – Lutero escreve as 95 “teses”
                           • 1545 – Concílio de Trento
                           • 1572 – Massacre dos protestantes
                             em Paris
(Luis Vaz de Camões - c.   • 1581 – Vicenzo Gallilei escreve
1524 – 10 de Junho de        “Dialogo della musica antica et della
1580)                        moderna”
                           • 1594 – Shakespeare escreve “Romeu
                             e Julieta”
    ESD - Isabel Duarte
A Alemanha Renascentista
• Em 1517 Martim Lutero afixou na porta da
  catedral de Wittemberg as suas 95 teses
  doutrinais. Na sua igreja ele não só renova mas
  acentua o papel da música, mas com uma
  grande diferença – a letra é para ser percebida
  pelos cristãos, pelo que se vai compor música
  religiosa pela primeira vez sem ser em Latim,
  mas sim na lingua do seu país, neste caso em
  Alemão – são os Hinos ou Corais alemães,
  alguns deles compostos pelo próprio Lutero.
  –   http://www.youtube.com/watch?v=60UA7n2Zwrw&feature=related
                                 ESD - Isabel Duarte
Inglaterra Renascentista
• MÚSICA ANGLICANA
 – A Igreja Inglesa separou-se formalmente de
   Roma em 1532, no reinado de Henrique VIII,
 – O Inglês foi substituindo o Latim na música
   litúrgica.
 – As formas principais de música anglicana são
   os Anthems ou Hinos Ingleses.



                 ESD - Isabel Duarte
Compositores Ingleses
• Thomas Tallis (1505 – 1585)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=mvu0lrliPW0

• William Byrd (1543 – 1623)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=o7K9ufCV1Ys

• Thomas Morley (1557 – 1602)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=LPC4M0itz3M&feature=PlayList&p=2189E49FB384F66E&
      playnext=1&playnext_from=PL&index=13

• John Dowland (1562 – 1626)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=jkRrzAo9Wl4

• Thomas Campion (1567 – 1620)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=75LBEu77ZxQ&feature=related


                                  ESD - Isabel Duarte
A CONTRA REFORMA

• O CONCILIO DE TRENTO
  – Entre 1545 e 1563, embora com numerosas
    interrupções, realizou-se um concílio em Trento, no
    norte da Itália, com o fim de formular e sancionar
    oficialmente um certo número de medidas destinadas
    a expurgar a Igreja de certos “abusos e laxismos”. No
    que respeita à música sacra, que foi apenas uma
    pequena parte das decisões do concílio, as principais
    queixas que se fizeram ouvir diziam respeito ao
    espírito frequentemente “profano” da música e à
    complexa polifonia que impossibilitava cada vez mais
    a compreensão das palavras da liturgia.

                      ESD - Isabel Duarte
Danças Renascentistas
• A Dança no Séc. XVI
•   http://www.youtube.com/watch?v=IccBbE022IY&feature=PlayList&p=2F4DC436367CDD1E&inde
    x=15

• Danças Lentas:
     Basse Dance normalmente numa conjugação entre um 6/4 e um
        3/2
     http://www.youtube.com/watch?v=APdxxEl4A6w&feature=PlayList&p=2F4DC436367CDD1E&pl
         aynext=1&playnext_from=PL&index=14
     Pavana
     Pavane la Battaglia

     Branle : passos básicos
     Dança em grupo
     http://www.youtube.com/watch?v=a826x9x1oUs&feature=related
     Allemand (final do renascimento)
     http://www.youtube.com/watch?v=5Jl7YTkjg64&feature=related
                                     ESD - Isabel Duarte
Danças Renascentistas
• Danças Rápidas:
   Gallarda passos c/ variação
   Gallarda em pares
   Saltarello dança que nasce
   na Idade Média e vai
   evoluindo até ao Barroco


   Courrante




                           ESD - Isabel Duarte
Canções Italianas do séc. XV
• A FROTTOLA – É o género profano mais cultivado em
  Itália. É um estilo predominantemente silábico, e
  homofónico. Composta a 3 ou 4 partes, tem uma
  melodia na parte mais aguda, e um baixo que fornece as
  bases harmónicas. É frequentemente escrita sobre um
  padrão rítmico regular, que se repete do princípio ao fim
  da peça. O estilo da frottola vai ser muito importante
  como percursor do madrigal renascentista, da chanson
  francesa do séc. XVI e do Vilancico Ibérico.
  Não utiliza a escrita imitativa tão típica da escola franco-
  flamenga desta época.


                        ESD - Isabel Duarte
Canções Italianas do séc. XV
• OS CANTI CARNACIALESCHI – (Cantos
  Carnavalescos) são também muito típicos da escola
  italiana do final do séc. XV, especialmente em Florença.
  eram feitos num estilo simples e declamatório, de
  textura homorítmica, e eram executados nos cortejos de
  carnaval. Eram músicas a 3 e 4 vozes, de textura
  homófona e com marcada divisão rítmica, normalmente
  a sua forma era em estrofes com estribilho

• OS LAUDE POLIFÓNICOS – eram de carácter
  igualmente popular, mas no polo oposto, eram cantos de
  louvor ou devocionais, destinados a leigos.

                       ESD - Isabel Duarte
Os instrumentos




    ESD - Isabel Duarte
Instrumentos Renascentistas




          ESD - Isabel Duarte
Os principais compositores da
            Península Ibérica
• Tomás Luís de Victória (1548 – 1611)
      O Magnum Misterium
• Juan del Ensina (1468 – c. 1530)
      Cucú cucucú
      Oy comamos y bebamos
      Romance "Mi libertad en sosiego"
• Pedro de Escobar (1465 – 1535)
      VIRGEN BENDITA SIN PAR
 António de Cabezón (1510 – 1566)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=ws8j1k515zk&feature=related

• Cristobal de Morales (1500 – 1553)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=R6nJ6jiT3eQ

  -   http://www.youtube.com/watch?v=ntXeUTRxaHo&feature=related
                                   ESD - Isabel Duarte
Os principais compositores da
         Península Ibérica
• Duarte Lobo (1565 – 1640)
  – http://www.youtube.com/watch?v=ZHR6lN4bvzg

• Frei Manuel Cardoso (1566 – 1650)
  – http://www.youtube.com/watch?v=ybp4JqKRUOc
  – http://www.youtube.com/watch?v=cVbOiEaPqdg&feature=related

• Filipe de Magalhães (1571 – 1652)
     http://www.youtube.com/watch?v=tpoho22G3v8




                          ESD - Isabel Duarte
Música profana
       Formas e estilos Ibéricos
• O VILANCICO – peça de sabor popular
  com textos profanos de forma ABBA
  (estribilho-copla-copla-estribilho). Em
  Portugal chama-se Vilancete.
• O ROMANCE – É um longo poema
  narrativo, normalmente composto por
  quadras. A música é composta de quatro
  frases, uma para cada verso da quadra,
  sendo repetida para cada nova quadra.
  – http://www.youtube.com/watch?v=Qg7XmxJMx2o
                      ESD - Isabel Duarte
Principais características da
 música do Renascimento (resumo)
1. Criação da Polifonia: técnica de composição que
   produz uma textura sonora específica, onde duas ou
   mais vozes se desenvolvem preservando cada uma
   delas um caracter melódico e rítmico individualizado;
   contrastando com a Monofonia e a Homofonia.
2. Tessituras mais cheias e ricas em músicas escritas
   para quatro e mais vozes, com a parte do Baixo
   acrescida à do Tenor.
3. Música Sacra: algumas peças destinadas a execução
   a cappellla (ou seja, sem instrumentos), usa
   frequentemente o método contrapontístico (nota contra
   nota), partindo da imitação do tema, com o qual os
   elementos musicais estão combinados e entrelaçados
   de modo a criar-se um tecido sonoro, de fluxo
   contínuo, mas com as frases musicais bem delineadas.
Principais características da
  música do Renascimento (cont.)
4. Música Profana: Rica variedade de músicas
   vocais e instrumentais (muitas vezes copiando
   o estilo vocal e outras genuinamente criadas
   para as características dos instrumentos da
   época) e de danças com diversos padrões
   rítmicos que as caracterizam.
5. Uma grande variedade de instrumentos
   musicais, com timbres muito característicos,
   organizados já por famílias de tessituras (o
   mesmo instrumento em diversos tamanhos e
   tons) que têm grande importância para a
   música do Renascimento.
Períodos e compositores do
  Renascimento Musical




         ESD - Isabel Duarte
A transição para o período barroco
• Os “últimos renascentistas” vão ser
  compositores Italianos, e o género mais
  importante vai ser o Madrigal. Por isso há
  quem lhes chame “os Madrigalistas”
  – Giovanni Palestrina (c.1525-1594)
     • http://www.youtube.com/watch?v=Z9qEgucBfBI&feature=related

  – Orlando di Lasso (1532-1594)
     • http://www.youtube.com/watch?v=gwxT_XgeKX0&feature=related

  – Carlo Gesualdo (c. 1561 – 1613)
     • http://www.youtube.com/watch?v=NoxlKdV-iQI&feature=related

  – Claudio Monteverdi (1567 – 1643)
     • http://www.youtube.com/watch?v=hEfCbq7mFIY&feature=related
                               ESD - Isabel Duarte
Giovanni Palestrina(?1525-1594)
     e Orlando di Lasso(1532-1594)
• Palestrina – missa                            • Lasso – Matona mia
  Papae Marcelli - Kyrie                          cara
•   http://www.youtube.com/watch?v=y28ZRYF9     •   http://www.youtube.com/watch?v=heXcggtV
    Q-                                              qi0&feature=PlayList&p=154507E6D4043F7
    4&feature=PlayList&p=4022A88DDC793EFB           4&playnext=1&playnext_from=PL&index=24
    &playnext=1&playnext_from=PL&index=28




                                    ESD - Isabel Duarte
Claudio Monteverdi (1567 – 1643)
                       • O maior de todos os
                         madrigalistas
                         italianos, é
                         considerado o
                         compositor que faz a
                         transição do estilo
                         renascentista para o
                         estilo barroco
                            –     http://www.youtube.com/watch?v=ZIln
                                  HOC3HxA&feature=related
                            –     http://www.youtube.com/watch?v=U8C
                                  ZUXv0B4Y&feature=related


            ESD - Isabel Duarte
O Madrigal Italiano
• É a manifestação artístico-musical por
  excelência em toda a Itália. Inscreve-se no
  movimento Humanista ao procurar a
  adequação perfeita entre o texto e a
  música e ao explorar ao máximo a
  expressividade poética. Deve-se entender
  como a procura puramente musical de
  palavras e conceitos.


                  ESD - Isabel Duarte
O Madrigal Italiano
– 1ª Fase (inicial)– bastante simples a 4 vozes,
  alternando secções homofónicas e polifónicas
– 2ª Fase (evoluída)– textura musical a 5 ou 6
  vozes
– 3ª Fase (superior) – o madrigal atinge o limite
  da expressividade e do virtuosismo, em que
  Monteverdi faz a transição entre o
  Renascimento e o Barroco, explicando o que
  ele chama de Prima Práctica e Seconda
  Prática

                 ESD - Isabel Duarte
Séc. XVII e início do Séc. XVIII
  contextualização histórica
• Afirmação dos ideias absolutistas com os
  reinados de Luís XIV em França, de D. João V
  em Portugal e da imperatriz Maria Teresa de
  Áustria, entre outros.
• Guerra dos 30 anos entre a Alemanha e a Casa
  de Áustria, que envolveu quase toda a Europa
• Guerra civil Inglesa com a única época
  republicana (1649-1660)
• Restauração Portuguesa que pôs fim ao
  domínio Filipino espanhol (1640 – D. João IV)
                  ESD - Isabel Duarte
Período Barroco ( c. 1600 – 1750)
• As concepções Italianas dominaram o
  pensamento musical deste período
• Tanto a literatura como a pintura e a
  arquitectura florescem no período Barroco
• Na ciência e na filosofia destacam-se nomes
  como o de Galileu Galilei e o de Descartes.
• Na literatura e no teatro destacam-se nomes
  como os de Jean Racine e Moliére em França,
  Lope de Vega e Calderon de La Barca em
  Espanha, D. Francisco Manuel de Melo e Frei
  Luís de Sousa em Portugal.
• Na pintura destacam-se Rubens e Rembrandt
  nos Países Baixos, El Greco e Velasquez em
  Espanha e Josefa de Óbidos em Portugal
                  ESD - Isabel Duarte
Várias fases do Barroco Musical
• Costuma-se dividir a Música Barroca em
  três períodos:
• Barroco Inicial (c.1600 a c.1640)
  – Define-se pelo estabelecimento da ópera e da
    oratória e pelo estabelecimento e difusão da
    prática do Baixo Continuo
• Barroco Intermédio (c. 1640 a c. 1680)
  – Grande desenvolvimento da música
    puramente instrumental
• Barroco Final (c. 1680 a c. 1750)
                   ESD - Isabel Duarte
Características do Barroco Musical
• “prima prática” – (Stile antico), o estilo defendido pelo
  compositor Palestrina e pelo teórico Artusi, defendia que na
  música, as dissonâncias tinham sempre de ser “de
  passagem”, resolvidas hamónicamente na consonância.
• “seconda prática” (Stile moderno) vem defender que o
  discurso do texto é o mais importante na música, havendo por
  isso lugar a dissonâncias para traduzir melhor as paixões e
  emoções da alma humana.
• A Melodia é acompanhada pelo Baixo Continuo ou “baixo
  cifrado”.
• Aparecimento e evolução das formas dramáticas (Ópera e
  Oratória)
• Estabelecimento das primeiras Orquestras.
• Afirmação da musica instrumental, em que os compositores
  definem os instrumentos para cada linha horizontal da
  partitura orquestral.
• A música tenta representar os sentimentos e paixões
  humanas: l’afetto musicale.
                         ESD - Isabel Duarte
Baixo Continuo ou Baixo Cifrado
• O compositor escreve apenas
  a “linha do baixo” (as notas
  mais graves) e números que
  representam os acordes que
  devem ser tocados, cada
  interprete toca como quer




                              ESD - Isabel Duarte
ESD - Isabel Duarte
O nascimento da ópera
• Momentos apenas instrumentais (prólogos e
  sinfonias)
• Árias – canções solísticas com acompanhamento
• Recitativos – partes quase faladas, narrativas,
  acompanhadas apenas por alguns acordes de
  órgão, cravo e/ou viola da gamba
  – Abertura da ópera “Orfeu” e aria “Dal Mio Permesso”
  – http://www.youtube.com/watch?v=nCtACwEnjOo&feature=related
  – Recitativo da ópera “Orfeu”
  – http://www.youtube.com/watch?v=vllKWx6shUI&playnext_from=TL&videos=
    JpMxdrIR9gM&feature=rec-LGOUT-exp_stronger_r2-2r-2-HM


                           ESD - Isabel Duarte
Cláudio Monteverdi (1567 – 1643)
                             • É considerado o compositor
                               que melhor representa a
                               transição do estilo
                               Renascentista para o estilo
                               Barroco
                             • Escreve um tratado de
                               música em que distingue e
                               “prima prática” da “seconda
• Uma das últimas              prática”
  óperas de Monteverdi       • É também considerado o “pai
  foi “Il ritorno d'Ulisse     da ópera” com a sua primeira
  in patria ”, estreada        ópera – Orfeo - estreada em
  em 1640.                     Mântua em 1607.
                         ESD - Isabel Duarte
António Vivaldi (1678-1741)

                                          • Entre 1703 e 1724 foi
                                            professor de violino e
                                            de composição e
                                            posteriormente
                                            director musical do
                                            Ospedale della Piettà
•A sua obra mais famosa são os 4
                                          • É um dos principais
concertos para violino e orquestra de       representantes da
cordas – As Quatro Estações                 música instrumental e
•http://www.youtube.com/watch?v=uzC
XjDuYQTA&feature=related                    vocal do Barroco
•http://www.youtube.com/watch?v=3dct        Final em Itália
8n7y2Y4&feature=related
                               ESD - Isabel Duarte
Outros Compositores Barrocos
       Italianos importantes
• Giovanni Carissimi (1605-1676)
• Arquelangelo Corelli (1653-1713)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=3vlORhf-7_M

• Alessandro Scarlatti (1659-1713)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=AbRE2LXm-s0

• Domenico Scarlatti (1685-1757)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=HLuYLN_k4lA&feature=related

• Giovanni Baptista Pergolesi (1710-1736)
  –   http://www.youtube.com/watch?v=_2zc0wTORSI&feature=related




                                  ESD - Isabel Duarte
Antecedentes da ópera em França
• Em 1570 surge a Académie de Poésie et
  Musique, que tenta recuperar o ideal
  grego da reunião das artes.
• Daqui resulta o Ballet-de-cour (Bailado de
  Corte) sendo o mais importante o Ballet
  Comique de La Reine (1581).
• Este novo género reúne dança, poesia,
  musica vocal e instrumental, e as demais
  artes cénicas.
                  ESD - Isabel Duarte
O Barroco Francês
• Ballet-de-Cour – dança, poesia e música
  vocal e instrumental
  – http://www.youtube.com/watch?v=LzTohaUjfas

• Comédie-Ballet – árias, ballets e números
  instrumentais
• Tragédie-Lyrique – abertura orquestral em
  dois andamentos (1º lento, 2º rápido);
  bailados, árias e recitativos
  – http://www.youtube.com/watch?v=51ymGNQNTd8

                        ESD - Isabel Duarte
Breve esquema do Ballet de Cour
• Coro
• Recitativos e árias – acompanhadas de
  alaúde, precedendo cada entrada
• Entradas – danças e pantomimas
• Grand Ballet Final (no qual o Rei e os
  cortesãos participavam)

Um dos principais compositores de Ballet de Cour
 foi Jean-Baptiste Lully
                   ESD - Isabel Duarte
Luís XIV o Rei Sol




         Luís XIV e Moliére


     ESD - Isabel Duarte
Jean Baptiste Lully (1632-1687)
                          • Giovanni Baptista Lulli veio
                            para França aos 14 anos,
                            inicialmente como camareiro
                            de uma das damas da corte.
                          • Em 1653 passa para o
                            serviço do novo Rei de
                            França, Luís XIV, sendo
                            nomeado responsável pela
                            vida musical da corte.
                          • Naturaliza-se Francês com o
                            nome de Jean Baptiste Lully
                             –   http://www.youtube.com/watch?v=grbq6Aoqu
                                 hI&feature=related
    ESD - Isabel Duarte
Estilos operáticos em França
• Comédie – Ballet – (Lully e Moliére) novo tipo
  de espectáculo composto por árias, ballets e
  números instrumentais
• Tragédie Lyrique – (Lully e Quinault) mais
  próximo do modelo tradicional de ópera
  - abertura em dois andamentos
  - inclusão obrigatória de bailados
  - árias menos ornamentadas
  - recitativo mais melodioso
• Ópera Ballet – posterior a Lully, de grandes
  dimensões e sumptuosidade em que o elemento
  cénico era mais importante que o elemento
  dramático.
                   ESD - Isabel Duarte
Comédie – Ballet
• Com a colaboração de Moliére, Lully vai
  provocar o aparecimento de um novo tipo
  de espectáculo – Comédie-Ballet – com
  árias, ballets e números instrumentais
• Algumas das mais famosas são:
   – Le Marriage forcé
   – L’amour médicin
   – Le Bourgeois gentil’homme (1670)
    • http://www.youtube.com/watch?v=grbq6AoquhI
    • http://www.youtube.com/watch?v=LOoPhuPiv_k&feature=related

                           ESD - Isabel Duarte
Tragédie Lyrique
• Partindo da grande tradição da Tragédie
  Française de Racine e Corneille, Lully,
  juntamente com o libretista Quinault, vai criar
  um estilo mais próximo do modelo de ópera
  convencional – uma tragédia completamente
  posta em música.
• As suas principais características são:
  –   Abertura em dois andamentos (lento e rápido)
  –   Inclusão obrigatória de bailados
  –   Árias menos ornamentadas
  –   Recitativo mais melodioso
                       ESD - Isabel Duarte
Ópera Ballet
• A seguir a Lully, nos finais do séc. XVIII,
  começa a se desenvolver em França a
  Ópera-Ballet, de grandes dimensões e
  sumptuosidade, onde o elemento balético
  desempenhava porventura um papel mais
  importante que o dramático
• Um exemplo importante é:
  – “L’Europe Galante”, de A. Campra (1660-1744)
     • http://www.youtube.com/watch?v=BP3aJnm2k7s
     • http://www.youtube.com/watch?v=C8CqiwyaOOU



                             ESD - Isabel Duarte
Jean-Phillipe Rameau (1683-1764)




            ESD - Isabel Duarte
Jean-Phillipe Rameau (1683-1764)
• Grande cravista e teórico musical, só muito tarde se
  dedica à composição de Tragédies Lyriques,
  acrescentando-lhes no entanto novidades estilísticas:
   – Intensifica o papel da orquestra
   – Desenvolve momentos de grande espectacularidade
     usando música descritiva com imitações de catástrofes e
     cataclismos vários
   – Suprime o prólogo e apresenta três tipos de recitativo:
     recitativo simples, recitativo acompanhado e recitativo
     mesuré.
      • “Les Indes Galantes” – opera-ballet



                             ESD - Isabel Duarte
Outros compositores barrocos
          franceses
• Marc Antoine Charpentier (1634 – 1704)
  – http://www.youtube.com/watch?v=GNRsMP6nipI&feature=related

• Marin Marais (1656 – 1728) aluno de Lully, e
  autor de um considerável repertório para Viola
  da Gamba ou Basse se viole
  – http://www.youtube.com/watch?v=MoXrMOsnRVo&feature=related

• Françoise Couperin (1668 – 1733) exímio
  cravista, deixou um vasto repertório para cravo
  – http://www.youtube.com/watch?v=nwesaC_e3sQ&feature=related




                            ESD - Isabel Duarte
A Península Ibérica
• Entre 1580 e 1640 Portugal esteve
  debaixo do domínio Filipino Espanhol
• Em 1640 a restauração da monarquia
  portuguesa colocou D. João IV no trono,
  sendo o próprio Rei um excelente músico
  e compositor.
  – “Crux Fidelis” atribuida a D. João IV
  – http://www.youtube.com/watch?v=7XZ3DLz8zEY



                         ESD - Isabel Duarte
Música sacra em Portugal
• A música litúrgica desenvolveu-se bastante em
  Portugal durante o reinado de D. João IV.
• Alguns dos compositores que mais se
  distinguiram foram:
   – Duarte Lobo (c. 1565 – 1646)
     • http://www.youtube.com/watch?v=Zo6-Wxa0Cs0
  – Filipe de Magalhães (c. 1565 – 1652)
  – Frei Manuel Cardoso (1566 – 1650)
     • http://www.youtube.com/watch?v=9Wt-zTgBeWQ
  – João Lourenço Rebelo (1610-1661) que
    escreveu uma missa a 39 vozes para celebrar o 39º
    aniversário de D. João IV      ESD - Isabel Duarte
A ópera em Portugal
• Foi durante o reinado de D. João V que o estilo
  italiano se instalou verdadeiramente em Portugal
• Em 1719 Domenico Scarlatti (1685-1757) chegou
  à corte portuguesa tendo presumivelmente
  apresentado em 1728 o primeiro espectáculo de
  cariz operático no nosso país
• As primeiras óperas de compositores portugueses
  (cantadas em italiano) só apareceriam mais tarde
  com Francisco António de Almeida (? – 1755) e
  António Teixeira (1707 – 1755)
  – http://www.youtube.com/watch?v=Si_E60hx7ig
                      ESD - Isabel Duarte
A música instrumental em
        Portugal
               • Em Portugal, a música
                 instrumental é
                 particularmente
                 representada pela música
                 para cravo
               • O maior exemplo é Carlos
                 Seixas
                 (1704 – 1742) que foi aluno
                 de Domenico Scarlatti
               .Concerto para Cravo:
               http://www.youtube.com/watch?v=aOocxj4bEO4


         ESD - Isabel Duarte
Barroco Inglês
• Durante os reinados de James I (1603-1625) e
  de Charles I (1625-1649) floresceu um tipo de
  “divertimento aristocrático” parecido com os
  ballet francês – a Masque
• Entre 1642 e 1649 há uma guerra civil que
  termina com a subida ao poder dos Cromwell
  (1649-1660) com um regime de ditadura em que
  a música era proibida
• Em 1660 com a restauração da Monarquia,
  volta Charles II que tinha estado exilado em
  França, e trás consigo o gosto francês. - Isabel Duarte
                                        ESD
A Masque Barroca em Inglaterra
• prólogo (musical)
   – http://www.youtube.com/watch?v=54UsiaNd9Vc
• Entrada (artistas mascarados)
• Peça (mitológica ou alegórica) que incluía:
   – Danças
   – Pantominas
   – Diálogos
   – Árias
   – Coros
• Baile (retirada das máscaras)

                        ESD - Isabel Duarte
Henry Purcell (1659-1695)
                      • Mais famoso compositor barroco
                        inglês
                      • primeiras óperas inglesas (Dido e
                        Eneas; A Rainha das Fadas; O Rei
                        Artur; etc.)
                      •   http://www.youtube.com/watch?v=FMW3QdImpXs

                      • Dido e Eneas - Coreografia de Mark
                        Moris
                      •   http://www.youtube.com/watch?v=ZrzC_KLI8KM&feature=relat
                          ed

                      • Dido e Eneas - Coreografia de
                        Sasha Walz
                      •   http://www.youtube.com/watch?v=z2SGb0x7Jqw&feature=rela
ESD - Isabel Duarte       ted
Outros compositores importantes
        do Barroco Inglês
• John Dowland (1563-1626) – música para alaúde
  e canções com acompanhamento de alaúde
   –   http://www.youtube.com/watch?v=jkRrzAo9Wl4

• John Blow (1649-1708) – organista de Westminster,
  compositor da capela real, e professor de Purcell
   – http://www.youtube.com/watch?v=A3X5qdxXchg&feature=PlayList&p=25745177
     05DDFB18&playnext=1&playnext_from=PL&index=1

• G. F. Haendel (1685-1759) – Alemão mas
  naturalizou-se inglês em 1726. director da Royal Academie of
  Music. Escreveu óperas e todos os tipos de música religiosa e
  profana. As suas obras mais famosas são “Música para os Fogos
  de Artifícios Reais” e a suite “Water Music”.

                                   ESD - Isabel Duarte
George Frederich Haendel
      (1685-1697)
      Water Music:
      http://www.youtube.com/watch?v=T9Jf4sS7KYY

      Music For the Royal Fire Works:
      http://www.youtube.com/watch?v=HNZ1FicK1X8&featur
          e=related
      Oratória Messias
      http://www.youtube.com/watch?v=KJHqriXhK7Y

      Ópera Xerxes
      http://www.youtube.com/watch?v=Qyg0Ttx16uk&feature=relat
          ed

      Ópera Salomão
      http://www.youtube.com/watch?v=g5JYJAJ5QI8

            ESD - Isabel Duarte
Barroco Alemão
• HEINRICH SCHUTZ                              • GEORGE PHILIP
  (1585-1613)                                    TELEMANN (1681-
•   http://www.youtube.com/watch?v=lJ7g8fTh3
    8E&feature=related                           1767)
                                               •   http://www.youtube.com/watch?v=Js0IKQL6W
                                                   Gc&feature=related




                                     ESD - Isabel Duarte
A Família Bach




                 ESD - Isabel Duarte
J. S. Bach                 • Bach é tido como o maior
                              compositor do Barroco e, por
(1685-1750)                   muitos, o maior compositor da
                              história da música, ainda que
                              pouco reconhecido na altura em
                              que viveu.
                            • Muitas de suas obras reflectem
                              uma grande profundidade
                              intelectual, uma expressão
                              emocional profunda e,
                              sobretudo, um grande domínio
                              técnico.
                            • No séc. XIX Felix Mendelssohn
                              foi um dos responsáveis pela
                              divulgação da sua obra, até
                              então bastante esquecida.



      ESD - Isabel Duarte
Formas e géneros mais
  utilizados na musica Barroca
• (para cada um dos géneros e formas será
  apresentada uma obra de J S Bach)




                                 ESD - Isabel Duarte
Formas e géneros orquestrais
• Suite Orquestral – idêntica à suite instrumental, mas para
  orquestra
       •   Aria da Suite para Orquestra nº 3
       •   http://www.youtube.com/watch?v=3yIcoPrAgvs&feature=related
       •   Badinerrie da Suite para Orquestra nº 2
       •   http://www.youtube.com/watch?v=xVxwuirUX-M
• Concerto – peça com vários andamentos (normalmente
  rápido / lento / rápido)
   – Concerto para orquestra – concerto grosso (diálogo da orquestra com um
     pequeno grupo de solistas)
      • Concerto de Brandenburg nº 1 – Allegro
       • http://www.youtube.com/watch?v=Zpf38dQpMzk&feature=related
   – Concerto para solista (diálogo entre a orquestra e apenas um solista)
      • Duplo concerto para violino
       • http://www.youtube.com/watch?v=oaUY8bU5XBI

                               ESD - Isabel Duarte
Formas e géneros solísticos:
• Tocatta – peça para teclado, num só andamento, de forma
  livre
   –   http://www.youtube.com/watch?v=_FXoyr_FyFw

• Prelúdio – peça que se destinava a preparar o público para
  a obra musical que se seguia
   –   http://www.youtube.com/watch?v=hkg0aQxsKlU&feature=related

• Variação – reformulações ou repetições de um tema,
  modificando-o livremente (pode ter um Baixo ostinatto ou
  ser livre)
   – http://www.youtube.com/watch?v=g7LWANJFHEs&feature=related
• Fuga – forma contrapontística por excelência do Barroco
   –   http://www.youtube.com/watch?v=pVadl4ocX0M&feature=PlayList&p=C8F7F0E05F9C7F25&inde
       x=0&playnext=1



                                     ESD - Isabel Duarte
Música Instrumental solísticos:
 Formas e géneros do Barroco
- Sonata – peça normalmente em 3 ou 4 andamentos.
Nesta época definem-se dois tipos de sonatas:
   - Sonata da Camera – andamentos: rápido / lento / rápido / lento
   - Sonata da Chiesa (de igreja)–andamentos: lento / rápido / lento /
   rápido
        http://www.youtube.com/watch?v=c3jZJktArSE&feature=related
-   Suite – sequência de danças, organizada a partir de pares de
    danças usados no Renascimento, em que as mais importantes são:
    - Prelúdio
    - Allemande - dança lenta pontuada
    - Courrante – dança rápida
    - Sarabande – dança muito lenta de compasso ternário, com
    acentuação no segundo tempo.
    - Gigue – dança muito rápida, de divisão ternária, em estilo
    normalmente imitativo.
        http://www.youtube.com/watch?v=dZn_VBgkPNY&feature=related

                                                    ESD - Isabel Duarte
Formas Vocais Luteranas
• Paixões - Paixão segundo S. Mateus
      • http://www.youtube.com/watch?v=M_LLFfFXaUA
• Cantatas - Cantata 147
      • http://www.youtube.com/watch?v=qmy1zfIQBZA&f
        eature=related
• Oratórias - Oratória de Natal
      • http://www.youtube.com/watch?v=HeGYbBN0aZA
• Corais – coral da Paixão
      • http://www.youtube.com/watch?v=PgurNJLivG0&feature=PlayList&
        p=15D3444243C45B1A&index=3
• Missas – missa em Si menor
      • http://www.youtube.com/watch?v=cRqsdRwnqJc&feature=related
                            ESD - Isabel Duarte
Exemplo de Trabalho de
Análise sobre a música barroca
• Contextualização :
  – Da época
  – Do compositor
  – Da obra musical escolhida
• Análise das músicas escolhidas:
  - O porquê destas escolhas musicais
  – Análise “técnico-musical” – (instrumentação,
    compasso, forma/estrutura, etc…..)
  – Análise “subjectiva” – (ambiente, etc….)
                   ESD - Isabel Duarte

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

História da dança
História da dançaHistória da dança
História da dança
 
Período Clássico - Música
Período Clássico - MúsicaPeríodo Clássico - Música
Período Clássico - Música
 
Musica Barroca
Musica BarrocaMusica Barroca
Musica Barroca
 
Teatro brasileiro
Teatro brasileiroTeatro brasileiro
Teatro brasileiro
 
História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)
História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)
História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)
 
História da Música Brasileira
História da Música BrasileiraHistória da Música Brasileira
História da Música Brasileira
 
Arte Barroca
Arte BarrocaArte Barroca
Arte Barroca
 
A Música no Renascimento, por Marcos Filho
A Música no Renascimento, por Marcos FilhoA Música no Renascimento, por Marcos Filho
A Música no Renascimento, por Marcos Filho
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Dança
DançaDança
Dança
 
A Arte Barroca
A Arte BarrocaA Arte Barroca
A Arte Barroca
 
Arte barroca
Arte barrocaArte barroca
Arte barroca
 
Musica brasileira
Musica brasileiraMusica brasileira
Musica brasileira
 
Mapa mental arte renascentista
Mapa mental   arte renascentistaMapa mental   arte renascentista
Mapa mental arte renascentista
 
Música, Origem e História
Música, Origem e HistóriaMúsica, Origem e História
Música, Origem e História
 
A Arte Rococó
A Arte RococóA Arte Rococó
A Arte Rococó
 
Leitura de imagem
Leitura de imagemLeitura de imagem
Leitura de imagem
 
Música
MúsicaMúsica
Música
 
Tropicalismo
TropicalismoTropicalismo
Tropicalismo
 
História da Arte - Barroco
História da Arte - BarrocoHistória da Arte - Barroco
História da Arte - Barroco
 

Destaque

Música, Artes Visuais, Dança e Teatro - Idade Média, Renascimento e Barroco
Música, Artes Visuais, Dança e Teatro - Idade Média, Renascimento e BarrocoMúsica, Artes Visuais, Dança e Teatro - Idade Média, Renascimento e Barroco
Música, Artes Visuais, Dança e Teatro - Idade Média, Renascimento e BarrocoGabriel Resende
 
Dança renascentista
Dança renascentista  Dança renascentista
Dança renascentista Maria Gomes
 
História da música i – 10ª aula
História da música i – 10ª aulaHistória da música i – 10ª aula
História da música i – 10ª aulaLeonardo Brum
 
História da Música I: 4ª aula
História da Música I:   4ª aulaHistória da Música I:   4ª aula
História da Música I: 4ª aulaLeonardo Brum
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Músicajoohnfer
 
Protótipo de sintetizador de voz cantada
Protótipo de sintetizador de voz cantadaProtótipo de sintetizador de voz cantada
Protótipo de sintetizador de voz cantadaLeonardo Brum
 
Teoria Musical na Renascença, por Marcos Filho
Teoria Musical na Renascença, por Marcos FilhoTeoria Musical na Renascença, por Marcos Filho
Teoria Musical na Renascença, por Marcos FilhoMarcos Filho
 
Formas sacras, por Marcos Filho
Formas sacras, por Marcos FilhoFormas sacras, por Marcos Filho
Formas sacras, por Marcos FilhoMarcos Filho
 
Música clássica ou música erudita
Música clássica ou música eruditaMúsica clássica ou música erudita
Música clássica ou música eruditaJoatã Soares
 
História da música clássica
História da música clássicaHistória da música clássica
História da música clássicaOracy Filho
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da músicaMeire Falco
 
Funk - James Brown
Funk - James BrownFunk - James Brown
Funk - James BrownBeto Bertol
 
Regulamento do concurso biblioteca2012
Regulamento do concurso biblioteca2012Regulamento do concurso biblioteca2012
Regulamento do concurso biblioteca2012helenavf1
 
Música na europa renascença
Música na europa renascençaMúsica na europa renascença
Música na europa renascençaceciliavanessa
 
Apresentação1 a música profana
Apresentação1 a música profanaApresentação1 a música profana
Apresentação1 a música profanaWilliam Wanderley
 

Destaque (20)

A música barroca
A música barrocaA música barroca
A música barroca
 
Música, Artes Visuais, Dança e Teatro - Idade Média, Renascimento e Barroco
Música, Artes Visuais, Dança e Teatro - Idade Média, Renascimento e BarrocoMúsica, Artes Visuais, Dança e Teatro - Idade Média, Renascimento e Barroco
Música, Artes Visuais, Dança e Teatro - Idade Média, Renascimento e Barroco
 
Dança renascentista
Dança renascentista  Dança renascentista
Dança renascentista
 
Musica barroca
Musica barrocaMusica barroca
Musica barroca
 
História da música i – 10ª aula
História da música i – 10ª aulaHistória da música i – 10ª aula
História da música i – 10ª aula
 
História da Música I: 4ª aula
História da Música I:   4ª aulaHistória da Música I:   4ª aula
História da Música I: 4ª aula
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Música
 
MúSica
MúSicaMúSica
MúSica
 
Protótipo de sintetizador de voz cantada
Protótipo de sintetizador de voz cantadaProtótipo de sintetizador de voz cantada
Protótipo de sintetizador de voz cantada
 
Teoria Musical na Renascença, por Marcos Filho
Teoria Musical na Renascença, por Marcos FilhoTeoria Musical na Renascença, por Marcos Filho
Teoria Musical na Renascença, por Marcos Filho
 
Formas sacras, por Marcos Filho
Formas sacras, por Marcos FilhoFormas sacras, por Marcos Filho
Formas sacras, por Marcos Filho
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Música clássica ou música erudita
Música clássica ou música eruditaMúsica clássica ou música erudita
Música clássica ou música erudita
 
História da música clássica
História da música clássicaHistória da música clássica
História da música clássica
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da música
 
Cultura do palco
Cultura do palcoCultura do palco
Cultura do palco
 
Funk - James Brown
Funk - James BrownFunk - James Brown
Funk - James Brown
 
Regulamento do concurso biblioteca2012
Regulamento do concurso biblioteca2012Regulamento do concurso biblioteca2012
Regulamento do concurso biblioteca2012
 
Música na europa renascença
Música na europa renascençaMúsica na europa renascença
Música na europa renascença
 
Apresentação1 a música profana
Apresentação1 a música profanaApresentação1 a música profana
Apresentação1 a música profana
 

Semelhante a Historia da musica renascimento e barroco

Guillaume dufay. hino conditor alme siderum - copia
Guillaume dufay. hino conditor alme siderum - copiaGuillaume dufay. hino conditor alme siderum - copia
Guillaume dufay. hino conditor alme siderum - copiaGilmar Santos Goncalves
 
História da Música I - 6ª aula
História da Música I - 6ª aulaHistória da Música I - 6ª aula
História da Música I - 6ª aulaLeonardo Brum
 
Renascimento parte 2
Renascimento parte 2 Renascimento parte 2
Renascimento parte 2 lucas_12
 
Introdução ao Espiritismo - música
Introdução ao Espiritismo - músicaIntrodução ao Espiritismo - música
Introdução ao Espiritismo - músicaDenise Aguiar
 
O Período Barroco e a Música
O Período Barroco e a MúsicaO Período Barroco e a Música
O Período Barroco e a MúsicaJoão Costa
 
História da Música Ocidental - Grout & Palisca
História da Música Ocidental - Grout & PaliscaHistória da Música Ocidental - Grout & Palisca
História da Música Ocidental - Grout & PaliscaWilliamSouza332986
 
história da valsa, origem da valsa, tipos de dança, valsa no brasil.
história da valsa, origem da valsa, tipos de dança, valsa no brasil.história da valsa, origem da valsa, tipos de dança, valsa no brasil.
história da valsa, origem da valsa, tipos de dança, valsa no brasil.Evandir Araujo
 
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu DesenvolvimentoA Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu DesenvolvimentoJofran Lirio
 
João de Sousa Carvalho.pptx
João de Sousa Carvalho.pptxJoão de Sousa Carvalho.pptx
João de Sousa Carvalho.pptxMadalenaSerafim
 
O Classicismo na Música Portuguesa
O Classicismo na Música PortuguesaO Classicismo na Música Portuguesa
O Classicismo na Música PortuguesaMário Barradas
 

Semelhante a Historia da musica renascimento e barroco (20)

Guillaume dufay. hino conditor alme siderum - copia
Guillaume dufay. hino conditor alme siderum - copiaGuillaume dufay. hino conditor alme siderum - copia
Guillaume dufay. hino conditor alme siderum - copia
 
História da Música I - 6ª aula
História da Música I - 6ª aulaHistória da Música I - 6ª aula
História da Música I - 6ª aula
 
Renascimento parte 2
Renascimento parte 2 Renascimento parte 2
Renascimento parte 2
 
Introdução ao Espiritismo - música
Introdução ao Espiritismo - músicaIntrodução ao Espiritismo - música
Introdução ao Espiritismo - música
 
Renascimento na Inglaterra
Renascimento na Inglaterra Renascimento na Inglaterra
Renascimento na Inglaterra
 
Humanismo2.0
Humanismo2.0Humanismo2.0
Humanismo2.0
 
CULTURA ERUDITA
CULTURA ERUDITA CULTURA ERUDITA
CULTURA ERUDITA
 
André Resende Evora
André Resende   EvoraAndré Resende   Evora
André Resende Evora
 
O Período Barroco e a Música
O Período Barroco e a MúsicaO Período Barroco e a Música
O Período Barroco e a Música
 
1.origens(1500)
1.origens(1500)1.origens(1500)
1.origens(1500)
 
Humanismo
HumanismoHumanismo
Humanismo
 
Musica barroca
Musica barrocaMusica barroca
Musica barroca
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
História da Música Ocidental - Grout & Palisca
História da Música Ocidental - Grout & PaliscaHistória da Música Ocidental - Grout & Palisca
História da Música Ocidental - Grout & Palisca
 
história da valsa, origem da valsa, tipos de dança, valsa no brasil.
história da valsa, origem da valsa, tipos de dança, valsa no brasil.história da valsa, origem da valsa, tipos de dança, valsa no brasil.
história da valsa, origem da valsa, tipos de dança, valsa no brasil.
 
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu DesenvolvimentoA Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
 
João de Sousa Carvalho.pptx
João de Sousa Carvalho.pptxJoão de Sousa Carvalho.pptx
João de Sousa Carvalho.pptx
 
O Classicismo na Música Portuguesa
O Classicismo na Música PortuguesaO Classicismo na Música Portuguesa
O Classicismo na Música Portuguesa
 
João_10ºD
João_10ºDJoão_10ºD
João_10ºD
 
Renascimento ou Classisismo
Renascimento ou ClassisismoRenascimento ou Classisismo
Renascimento ou Classisismo
 

Mais de Carlos Elson Cunha

Wittgenstein, ludwig. tractatus logico philosophicus (1968)
Wittgenstein, ludwig. tractatus logico philosophicus (1968)Wittgenstein, ludwig. tractatus logico philosophicus (1968)
Wittgenstein, ludwig. tractatus logico philosophicus (1968)Carlos Elson Cunha
 
Westlund, olle. s(t)imulating a social psychology mead and the reality of t...
Westlund, olle. s(t)imulating a social psychology   mead and the reality of t...Westlund, olle. s(t)imulating a social psychology   mead and the reality of t...
Westlund, olle. s(t)imulating a social psychology mead and the reality of t...Carlos Elson Cunha
 
Alexandria sem muros monografia 2016
Alexandria sem muros   monografia 2016Alexandria sem muros   monografia 2016
Alexandria sem muros monografia 2016Carlos Elson Cunha
 
Atitude mental correta para falar em público
Atitude mental correta para falar em públicoAtitude mental correta para falar em público
Atitude mental correta para falar em públicoCarlos Elson Cunha
 
Introduções para falar em público
Introduções para falar em públicoIntroduções para falar em público
Introduções para falar em públicoCarlos Elson Cunha
 
Xadrez é fácil com o aluno eterno
Xadrez é fácil   com o aluno eternoXadrez é fácil   com o aluno eterno
Xadrez é fácil com o aluno eternoCarlos Elson Cunha
 
Canvas do Carlão - Exemplo do modelo Canvas
Canvas do Carlão - Exemplo do modelo Canvas Canvas do Carlão - Exemplo do modelo Canvas
Canvas do Carlão - Exemplo do modelo Canvas Carlos Elson Cunha
 
Guindaste de palitos de picolé
Guindaste de palitos de picoléGuindaste de palitos de picolé
Guindaste de palitos de picoléCarlos Elson Cunha
 
Todas as árvores do largo da concórdia
Todas as árvores do largo da concórdiaTodas as árvores do largo da concórdia
Todas as árvores do largo da concórdiaCarlos Elson Cunha
 
Levantamento fotográfico v oprr bras
Levantamento fotográfico v oprr brasLevantamento fotográfico v oprr bras
Levantamento fotográfico v oprr brasCarlos Elson Cunha
 
Lançamento de livros enanparq
Lançamento de livros enanparqLançamento de livros enanparq
Lançamento de livros enanparqCarlos Elson Cunha
 
Cdhu principais programas e tipologias
Cdhu principais programas e tipologiasCdhu principais programas e tipologias
Cdhu principais programas e tipologiasCarlos Elson Cunha
 

Mais de Carlos Elson Cunha (20)

Wittgenstein, ludwig. tractatus logico philosophicus (1968)
Wittgenstein, ludwig. tractatus logico philosophicus (1968)Wittgenstein, ludwig. tractatus logico philosophicus (1968)
Wittgenstein, ludwig. tractatus logico philosophicus (1968)
 
Westlund, olle. s(t)imulating a social psychology mead and the reality of t...
Westlund, olle. s(t)imulating a social psychology   mead and the reality of t...Westlund, olle. s(t)imulating a social psychology   mead and the reality of t...
Westlund, olle. s(t)imulating a social psychology mead and the reality of t...
 
Alexandria sem muros monografia 2016
Alexandria sem muros   monografia 2016Alexandria sem muros   monografia 2016
Alexandria sem muros monografia 2016
 
Shopping das artes
Shopping das artesShopping das artes
Shopping das artes
 
Atitude mental correta para falar em público
Atitude mental correta para falar em públicoAtitude mental correta para falar em público
Atitude mental correta para falar em público
 
Introduções para falar em público
Introduções para falar em públicoIntroduções para falar em público
Introduções para falar em público
 
O temor de falar em público
O temor de falar em públicoO temor de falar em público
O temor de falar em público
 
Mec solo ms
Mec solo msMec solo ms
Mec solo ms
 
Xadrez é fácil com o aluno eterno
Xadrez é fácil   com o aluno eternoXadrez é fácil   com o aluno eterno
Xadrez é fácil com o aluno eterno
 
Canvas do Carlão - Exemplo do modelo Canvas
Canvas do Carlão - Exemplo do modelo Canvas Canvas do Carlão - Exemplo do modelo Canvas
Canvas do Carlão - Exemplo do modelo Canvas
 
B n
B nB n
B n
 
Guindaste de palitos de picolé
Guindaste de palitos de picoléGuindaste de palitos de picolé
Guindaste de palitos de picolé
 
Atribuições arquiteto
Atribuições arquitetoAtribuições arquiteto
Atribuições arquiteto
 
Todas as árvores do largo da concórdia
Todas as árvores do largo da concórdiaTodas as árvores do largo da concórdia
Todas as árvores do largo da concórdia
 
R caetano pinto
R caetano pintoR caetano pinto
R caetano pinto
 
Levantamento fotográfico v oprr bras
Levantamento fotográfico v oprr brasLevantamento fotográfico v oprr bras
Levantamento fotográfico v oprr bras
 
Lançamento de livros enanparq
Lançamento de livros enanparqLançamento de livros enanparq
Lançamento de livros enanparq
 
Drenagem urbana.2007
Drenagem urbana.2007Drenagem urbana.2007
Drenagem urbana.2007
 
Domótica em bibliotecas
Domótica em bibliotecasDomótica em bibliotecas
Domótica em bibliotecas
 
Cdhu principais programas e tipologias
Cdhu principais programas e tipologiasCdhu principais programas e tipologias
Cdhu principais programas e tipologias
 

Historia da musica renascimento e barroco

  • 1. Séc. XV – o despertar do Renascimento • RENASCIMENTO: “A época da descoberta do mundo e do homem” • O Renascimento é um movimento cultural que vai surgir na Europa em meados do séc. XIV e dura até meados do séc. XVI. • É marcado, em termos culturais, pela recuperação da arte, cultura e civilização da Grécia Clássica. • As verdades da fé, proclamadas pela Igreja, deixam de ser absolutas e o homem manifesta enorme interesse pelo saber e pela cultura. • Foi a época das grandes Descobertas de outras terras. ESD - Isabel Duarte e Luis Bragança Gil
  • 2. Séc. XV – o despertar do Renascimento • 1417 – Fim do Cisma Papal • 1431 – Execução de Joana d’Arc • 1453 – Queda de Constantinopla (Império Turco Otomano – muitos dos sábios e filósofos “gregos” fogem para Itália, levando a sua sabedoria) • 1454 – Gutenberg inventa a impressão com caracteres moveis. • 1478 - Lourenço de Medici governa Florença • 1485 – Dinastia Tudor (em Inglaterra) • 1492 – 1ª viagem de Colombo à América • 1495 – Leonardo Da Vinci pinta a Última Ceia ( O Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci) ESD - Isabel Duarte
  • 3. Evolução da Linguagem Musical ao longo do séc. XV • De uma polifonia solística a 3 vozes passa-se para uma “polifonia coral” a 4 partes, escritas “verticalmente” usando uma pauta para cada voz ou instrumento. • A música profana é cada vez mais importante, graças às encomendas dos grandes mercadores. • De um método de escrita sucessiva das diferentes partes, passa-se para uma escrita simultânea vertical. • Introdução do uso do método contrapontístico, baseado na imitação, ou seja, na introdução de um tema por uma voz, que é imediatamente repetido por outra voz. • Da submissão a um cantus firmus passa-se para uma escrita mais livre, subordinada ao texto literário e à sua compreensão. • Estabelecimento da Notação Mensural Branca ESD - Isabel Duarte
  • 4. Notação Mensural Branca • Com a mudança do pergaminho para o papel, que não “corre” tão bem, a maior parte das notas que até aqui eram pintadas a preto, vão ficar por preencher. ESD - Isabel Duarte
  • 5. Escola Inglesa e Escola de Borgonha • Características da música Inglesa: – Maior ligação com a música popular – Maior utilização do modo maior (modo de dó) – Utilização de intervalos de 3ª e de 6ª – faburden (Eng.), fauxbourdon (Fr.), falsobordone (It.) como técnica de improvisação polifónica – John Dunstable (1385 – 1453) principal compositor inglês do séc. XV  Dunstable : Beata Mater a 3 voci  http://www.youtube.com/watch?v=hcUgCT0zXUI&feature=PlayList& p=3F9EC4DAD72C5014&playnext=1&playnext_from=PL&index=1  Dunstable: Veni Sancte spiritus  http://www.youtube.com/watch?v=Z9trNNUsb20&feature=rel ESD - Isabel Duarte ated
  • 6. ESD - Isabel Duarte
  • 7. Escola de Borgonha (actual Bélgica, Holanda e parte de França) • Na primeira metade do séc. XV a corte dos Duques de Borgonha foram um exemplo artístico e cultural para toda a Europa ESD - Isabel Duarte
  • 8. Principais Compositores da Escola de Borgonha • Guillaume Dufay (c. 1400 – 1474) Passou por várias cortes italianas antes de se estabelecer ao serviço dos duques de Borgonha. Formado em Direito Canónico, ocupou muitos cargos Importantes. Compôs missas, motetes e Chansons com texto em Francês  GUILLAUME DUFAY - Rondeau: Ce Jour De L'an  http://www.youtube.com/watch?v=_rlaE3wkyH8&feature=related  Dufay : Missa l'homme armé  http://www.youtube.com/watch?v=2DBtiTVaJZ0&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 9. Guillaume Dufay Estrutura do Moteto Nuper Rosarum Flores • http://www.youtube.com/watch?v=IWBX1 2qngGM ESD - Isabel Duarte
  • 10. Estrutura da Catedral de Florença ESD - Isabel Duarte
  • 11. ESD - Isabel Duarte
  • 12. Gilles Binchois (1400 – 1460) • Foi também um Mestre da Escola de Borgonha exímio na escrita de Chansons • Grande parte da sua música profana está escrita sob a forma de Rondós  Binchois : Amours mercy  http://www.youtube.com/watch?v=DHg3 KM6EsFA&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 13. Johannes Ockeghem ( c. 1425 – 1497) Johannes Ockeghem: Ma maitresse http://www.youtube.com/watch?v=T_X7t9Ncbjo&feature=PlayList&p=7723351B9D7138BB&playnext_from=P L&playnext=1&index=26 Ockeghem: Kyrie from Missa L' homme arme http://www.youtube.com/watch?v=AFKAjXQ0PRQ&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 14. Clement Janequin (c. 1485 – c. 1580) É especialmente reconhecido por ter sido o primeiro a introduzir nas suas canções imitações de cantos de pássaros, pregões, etc. La Chasse Le Chant des Oiseaux: http://www.youtube.com/watch?v=p6- tlIOfYe8&feature=related La Guerre: http://www.youtube.com/watch?v=2Lbtrpp56V0&fe ature=related Au joly jeu http://www.youtube.com/watch?v=jMTIQyHoo14 ESD - Isabel Duarte
  • 15. Josquin des Prés (1440 – 1521) Principais Obras: • Pange Lingua (Conte, língua, a Gloriosa História), missa para coro e quatro vozes http://www.youtube.com/watch?v=Uj8GPdKttGw • Mille Regretz. http://www.youtube.com/watch?v=H4_yMZ3IBIY&fea ture=related • El Grillo. http://www.youtube.com/watch?v=TTFmdDhes3A&fe ature=related Embora originário da Borgonha, • La Déploration De Johan cedo se mudou para Itália onde Ockeghem. viveu e compôs. http://www.youtube.com/watch?v=ha1EQBO9k7k&f Tem sido visto como a figura ature=PlayList&p=4022A88DDC793EFB&playnext &playnext_from=PL&index=26 central da viragem da Idade Média para a Idade Moderna. ESD - Isabel Duarte
  • 16. Outros compositores Franco-Flamengos contemporâneos de Josquin des Prés • Jacob Obrecht (1425 – 1505) • http://www.youtube.com/watch?v=cHgAg8uS6FA&feature=PlayList&p=70268C9D321F6695&play next_from=PL&playnext=1&index=69 • Heirich Isaac (c. 1450 – 1517) • http://www.youtube.com/watch?v=d1QK2crLRtU&feature=related • Pierre de la Rue (c. 1460 – 1518) • http://www.youtube.com/watch?v=Mo_8_IGD8_0&feature=related • Alexander Agricola (1446 – 1506) • http://www.youtube.com/watch?v=FDusZ7IAxM0 ESD - Isabel Duarte
  • 17. Períodos e compositores do Renascimento Musical ESD - Isabel Duarte
  • 18. Contexto histórico do séc. XVI • 1504 – MichelAngelo pinta “David” • 1509 – Henrique VIII é coroado Rei de Inglaterra • 1511 – Erasmo escreve o “Elogio da Loucura” • 1516 – Sir Thomas More escreve “A Utopia” • 1517 – Lutero escreve as 95 “teses” • 1545 – Concílio de Trento • 1572 – Massacre dos protestantes em Paris (Luis Vaz de Camões - c. • 1581 – Vicenzo Gallilei escreve 1524 – 10 de Junho de “Dialogo della musica antica et della 1580) moderna” • 1594 – Shakespeare escreve “Romeu e Julieta” ESD - Isabel Duarte
  • 19. A Alemanha Renascentista • Em 1517 Martim Lutero afixou na porta da catedral de Wittemberg as suas 95 teses doutrinais. Na sua igreja ele não só renova mas acentua o papel da música, mas com uma grande diferença – a letra é para ser percebida pelos cristãos, pelo que se vai compor música religiosa pela primeira vez sem ser em Latim, mas sim na lingua do seu país, neste caso em Alemão – são os Hinos ou Corais alemães, alguns deles compostos pelo próprio Lutero. – http://www.youtube.com/watch?v=60UA7n2Zwrw&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 20. Inglaterra Renascentista • MÚSICA ANGLICANA – A Igreja Inglesa separou-se formalmente de Roma em 1532, no reinado de Henrique VIII, – O Inglês foi substituindo o Latim na música litúrgica. – As formas principais de música anglicana são os Anthems ou Hinos Ingleses. ESD - Isabel Duarte
  • 21. Compositores Ingleses • Thomas Tallis (1505 – 1585) – http://www.youtube.com/watch?v=mvu0lrliPW0 • William Byrd (1543 – 1623) – http://www.youtube.com/watch?v=o7K9ufCV1Ys • Thomas Morley (1557 – 1602) – http://www.youtube.com/watch?v=LPC4M0itz3M&feature=PlayList&p=2189E49FB384F66E& playnext=1&playnext_from=PL&index=13 • John Dowland (1562 – 1626) – http://www.youtube.com/watch?v=jkRrzAo9Wl4 • Thomas Campion (1567 – 1620) – http://www.youtube.com/watch?v=75LBEu77ZxQ&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 22. A CONTRA REFORMA • O CONCILIO DE TRENTO – Entre 1545 e 1563, embora com numerosas interrupções, realizou-se um concílio em Trento, no norte da Itália, com o fim de formular e sancionar oficialmente um certo número de medidas destinadas a expurgar a Igreja de certos “abusos e laxismos”. No que respeita à música sacra, que foi apenas uma pequena parte das decisões do concílio, as principais queixas que se fizeram ouvir diziam respeito ao espírito frequentemente “profano” da música e à complexa polifonia que impossibilitava cada vez mais a compreensão das palavras da liturgia. ESD - Isabel Duarte
  • 23. Danças Renascentistas • A Dança no Séc. XVI • http://www.youtube.com/watch?v=IccBbE022IY&feature=PlayList&p=2F4DC436367CDD1E&inde x=15 • Danças Lentas: Basse Dance normalmente numa conjugação entre um 6/4 e um 3/2 http://www.youtube.com/watch?v=APdxxEl4A6w&feature=PlayList&p=2F4DC436367CDD1E&pl aynext=1&playnext_from=PL&index=14 Pavana Pavane la Battaglia Branle : passos básicos Dança em grupo http://www.youtube.com/watch?v=a826x9x1oUs&feature=related Allemand (final do renascimento) http://www.youtube.com/watch?v=5Jl7YTkjg64&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 24. Danças Renascentistas • Danças Rápidas: Gallarda passos c/ variação Gallarda em pares Saltarello dança que nasce na Idade Média e vai evoluindo até ao Barroco Courrante ESD - Isabel Duarte
  • 25. Canções Italianas do séc. XV • A FROTTOLA – É o género profano mais cultivado em Itália. É um estilo predominantemente silábico, e homofónico. Composta a 3 ou 4 partes, tem uma melodia na parte mais aguda, e um baixo que fornece as bases harmónicas. É frequentemente escrita sobre um padrão rítmico regular, que se repete do princípio ao fim da peça. O estilo da frottola vai ser muito importante como percursor do madrigal renascentista, da chanson francesa do séc. XVI e do Vilancico Ibérico. Não utiliza a escrita imitativa tão típica da escola franco- flamenga desta época. ESD - Isabel Duarte
  • 26. Canções Italianas do séc. XV • OS CANTI CARNACIALESCHI – (Cantos Carnavalescos) são também muito típicos da escola italiana do final do séc. XV, especialmente em Florença. eram feitos num estilo simples e declamatório, de textura homorítmica, e eram executados nos cortejos de carnaval. Eram músicas a 3 e 4 vozes, de textura homófona e com marcada divisão rítmica, normalmente a sua forma era em estrofes com estribilho • OS LAUDE POLIFÓNICOS – eram de carácter igualmente popular, mas no polo oposto, eram cantos de louvor ou devocionais, destinados a leigos. ESD - Isabel Duarte
  • 27. Os instrumentos ESD - Isabel Duarte
  • 28. Instrumentos Renascentistas ESD - Isabel Duarte
  • 29. Os principais compositores da Península Ibérica • Tomás Luís de Victória (1548 – 1611) O Magnum Misterium • Juan del Ensina (1468 – c. 1530) Cucú cucucú Oy comamos y bebamos Romance "Mi libertad en sosiego" • Pedro de Escobar (1465 – 1535) VIRGEN BENDITA SIN PAR António de Cabezón (1510 – 1566) – http://www.youtube.com/watch?v=ws8j1k515zk&feature=related • Cristobal de Morales (1500 – 1553) – http://www.youtube.com/watch?v=R6nJ6jiT3eQ - http://www.youtube.com/watch?v=ntXeUTRxaHo&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 30. Os principais compositores da Península Ibérica • Duarte Lobo (1565 – 1640) – http://www.youtube.com/watch?v=ZHR6lN4bvzg • Frei Manuel Cardoso (1566 – 1650) – http://www.youtube.com/watch?v=ybp4JqKRUOc – http://www.youtube.com/watch?v=cVbOiEaPqdg&feature=related • Filipe de Magalhães (1571 – 1652) http://www.youtube.com/watch?v=tpoho22G3v8 ESD - Isabel Duarte
  • 31. Música profana Formas e estilos Ibéricos • O VILANCICO – peça de sabor popular com textos profanos de forma ABBA (estribilho-copla-copla-estribilho). Em Portugal chama-se Vilancete. • O ROMANCE – É um longo poema narrativo, normalmente composto por quadras. A música é composta de quatro frases, uma para cada verso da quadra, sendo repetida para cada nova quadra. – http://www.youtube.com/watch?v=Qg7XmxJMx2o ESD - Isabel Duarte
  • 32. Principais características da música do Renascimento (resumo) 1. Criação da Polifonia: técnica de composição que produz uma textura sonora específica, onde duas ou mais vozes se desenvolvem preservando cada uma delas um caracter melódico e rítmico individualizado; contrastando com a Monofonia e a Homofonia. 2. Tessituras mais cheias e ricas em músicas escritas para quatro e mais vozes, com a parte do Baixo acrescida à do Tenor. 3. Música Sacra: algumas peças destinadas a execução a cappellla (ou seja, sem instrumentos), usa frequentemente o método contrapontístico (nota contra nota), partindo da imitação do tema, com o qual os elementos musicais estão combinados e entrelaçados de modo a criar-se um tecido sonoro, de fluxo contínuo, mas com as frases musicais bem delineadas.
  • 33. Principais características da música do Renascimento (cont.) 4. Música Profana: Rica variedade de músicas vocais e instrumentais (muitas vezes copiando o estilo vocal e outras genuinamente criadas para as características dos instrumentos da época) e de danças com diversos padrões rítmicos que as caracterizam. 5. Uma grande variedade de instrumentos musicais, com timbres muito característicos, organizados já por famílias de tessituras (o mesmo instrumento em diversos tamanhos e tons) que têm grande importância para a música do Renascimento.
  • 34. Períodos e compositores do Renascimento Musical ESD - Isabel Duarte
  • 35. A transição para o período barroco • Os “últimos renascentistas” vão ser compositores Italianos, e o género mais importante vai ser o Madrigal. Por isso há quem lhes chame “os Madrigalistas” – Giovanni Palestrina (c.1525-1594) • http://www.youtube.com/watch?v=Z9qEgucBfBI&feature=related – Orlando di Lasso (1532-1594) • http://www.youtube.com/watch?v=gwxT_XgeKX0&feature=related – Carlo Gesualdo (c. 1561 – 1613) • http://www.youtube.com/watch?v=NoxlKdV-iQI&feature=related – Claudio Monteverdi (1567 – 1643) • http://www.youtube.com/watch?v=hEfCbq7mFIY&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 36. Giovanni Palestrina(?1525-1594) e Orlando di Lasso(1532-1594) • Palestrina – missa • Lasso – Matona mia Papae Marcelli - Kyrie cara • http://www.youtube.com/watch?v=y28ZRYF9 • http://www.youtube.com/watch?v=heXcggtV Q- qi0&feature=PlayList&p=154507E6D4043F7 4&feature=PlayList&p=4022A88DDC793EFB 4&playnext=1&playnext_from=PL&index=24 &playnext=1&playnext_from=PL&index=28 ESD - Isabel Duarte
  • 37. Claudio Monteverdi (1567 – 1643) • O maior de todos os madrigalistas italianos, é considerado o compositor que faz a transição do estilo renascentista para o estilo barroco – http://www.youtube.com/watch?v=ZIln HOC3HxA&feature=related – http://www.youtube.com/watch?v=U8C ZUXv0B4Y&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 38. O Madrigal Italiano • É a manifestação artístico-musical por excelência em toda a Itália. Inscreve-se no movimento Humanista ao procurar a adequação perfeita entre o texto e a música e ao explorar ao máximo a expressividade poética. Deve-se entender como a procura puramente musical de palavras e conceitos. ESD - Isabel Duarte
  • 39. O Madrigal Italiano – 1ª Fase (inicial)– bastante simples a 4 vozes, alternando secções homofónicas e polifónicas – 2ª Fase (evoluída)– textura musical a 5 ou 6 vozes – 3ª Fase (superior) – o madrigal atinge o limite da expressividade e do virtuosismo, em que Monteverdi faz a transição entre o Renascimento e o Barroco, explicando o que ele chama de Prima Práctica e Seconda Prática ESD - Isabel Duarte
  • 40. Séc. XVII e início do Séc. XVIII contextualização histórica • Afirmação dos ideias absolutistas com os reinados de Luís XIV em França, de D. João V em Portugal e da imperatriz Maria Teresa de Áustria, entre outros. • Guerra dos 30 anos entre a Alemanha e a Casa de Áustria, que envolveu quase toda a Europa • Guerra civil Inglesa com a única época republicana (1649-1660) • Restauração Portuguesa que pôs fim ao domínio Filipino espanhol (1640 – D. João IV) ESD - Isabel Duarte
  • 41. Período Barroco ( c. 1600 – 1750) • As concepções Italianas dominaram o pensamento musical deste período • Tanto a literatura como a pintura e a arquitectura florescem no período Barroco • Na ciência e na filosofia destacam-se nomes como o de Galileu Galilei e o de Descartes. • Na literatura e no teatro destacam-se nomes como os de Jean Racine e Moliére em França, Lope de Vega e Calderon de La Barca em Espanha, D. Francisco Manuel de Melo e Frei Luís de Sousa em Portugal. • Na pintura destacam-se Rubens e Rembrandt nos Países Baixos, El Greco e Velasquez em Espanha e Josefa de Óbidos em Portugal ESD - Isabel Duarte
  • 42. Várias fases do Barroco Musical • Costuma-se dividir a Música Barroca em três períodos: • Barroco Inicial (c.1600 a c.1640) – Define-se pelo estabelecimento da ópera e da oratória e pelo estabelecimento e difusão da prática do Baixo Continuo • Barroco Intermédio (c. 1640 a c. 1680) – Grande desenvolvimento da música puramente instrumental • Barroco Final (c. 1680 a c. 1750) ESD - Isabel Duarte
  • 43. Características do Barroco Musical • “prima prática” – (Stile antico), o estilo defendido pelo compositor Palestrina e pelo teórico Artusi, defendia que na música, as dissonâncias tinham sempre de ser “de passagem”, resolvidas hamónicamente na consonância. • “seconda prática” (Stile moderno) vem defender que o discurso do texto é o mais importante na música, havendo por isso lugar a dissonâncias para traduzir melhor as paixões e emoções da alma humana. • A Melodia é acompanhada pelo Baixo Continuo ou “baixo cifrado”. • Aparecimento e evolução das formas dramáticas (Ópera e Oratória) • Estabelecimento das primeiras Orquestras. • Afirmação da musica instrumental, em que os compositores definem os instrumentos para cada linha horizontal da partitura orquestral. • A música tenta representar os sentimentos e paixões humanas: l’afetto musicale. ESD - Isabel Duarte
  • 44. Baixo Continuo ou Baixo Cifrado • O compositor escreve apenas a “linha do baixo” (as notas mais graves) e números que representam os acordes que devem ser tocados, cada interprete toca como quer ESD - Isabel Duarte
  • 45. ESD - Isabel Duarte
  • 46. O nascimento da ópera • Momentos apenas instrumentais (prólogos e sinfonias) • Árias – canções solísticas com acompanhamento • Recitativos – partes quase faladas, narrativas, acompanhadas apenas por alguns acordes de órgão, cravo e/ou viola da gamba – Abertura da ópera “Orfeu” e aria “Dal Mio Permesso” – http://www.youtube.com/watch?v=nCtACwEnjOo&feature=related – Recitativo da ópera “Orfeu” – http://www.youtube.com/watch?v=vllKWx6shUI&playnext_from=TL&videos= JpMxdrIR9gM&feature=rec-LGOUT-exp_stronger_r2-2r-2-HM ESD - Isabel Duarte
  • 47. Cláudio Monteverdi (1567 – 1643) • É considerado o compositor que melhor representa a transição do estilo Renascentista para o estilo Barroco • Escreve um tratado de música em que distingue e “prima prática” da “seconda • Uma das últimas prática” óperas de Monteverdi • É também considerado o “pai foi “Il ritorno d'Ulisse da ópera” com a sua primeira in patria ”, estreada ópera – Orfeo - estreada em em 1640. Mântua em 1607. ESD - Isabel Duarte
  • 48. António Vivaldi (1678-1741) • Entre 1703 e 1724 foi professor de violino e de composição e posteriormente director musical do Ospedale della Piettà •A sua obra mais famosa são os 4 • É um dos principais concertos para violino e orquestra de representantes da cordas – As Quatro Estações música instrumental e •http://www.youtube.com/watch?v=uzC XjDuYQTA&feature=related vocal do Barroco •http://www.youtube.com/watch?v=3dct Final em Itália 8n7y2Y4&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 49. Outros Compositores Barrocos Italianos importantes • Giovanni Carissimi (1605-1676) • Arquelangelo Corelli (1653-1713) – http://www.youtube.com/watch?v=3vlORhf-7_M • Alessandro Scarlatti (1659-1713) – http://www.youtube.com/watch?v=AbRE2LXm-s0 • Domenico Scarlatti (1685-1757) – http://www.youtube.com/watch?v=HLuYLN_k4lA&feature=related • Giovanni Baptista Pergolesi (1710-1736) – http://www.youtube.com/watch?v=_2zc0wTORSI&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 50. Antecedentes da ópera em França • Em 1570 surge a Académie de Poésie et Musique, que tenta recuperar o ideal grego da reunião das artes. • Daqui resulta o Ballet-de-cour (Bailado de Corte) sendo o mais importante o Ballet Comique de La Reine (1581). • Este novo género reúne dança, poesia, musica vocal e instrumental, e as demais artes cénicas. ESD - Isabel Duarte
  • 51. O Barroco Francês • Ballet-de-Cour – dança, poesia e música vocal e instrumental – http://www.youtube.com/watch?v=LzTohaUjfas • Comédie-Ballet – árias, ballets e números instrumentais • Tragédie-Lyrique – abertura orquestral em dois andamentos (1º lento, 2º rápido); bailados, árias e recitativos – http://www.youtube.com/watch?v=51ymGNQNTd8 ESD - Isabel Duarte
  • 52. Breve esquema do Ballet de Cour • Coro • Recitativos e árias – acompanhadas de alaúde, precedendo cada entrada • Entradas – danças e pantomimas • Grand Ballet Final (no qual o Rei e os cortesãos participavam) Um dos principais compositores de Ballet de Cour foi Jean-Baptiste Lully ESD - Isabel Duarte
  • 53. Luís XIV o Rei Sol Luís XIV e Moliére ESD - Isabel Duarte
  • 54. Jean Baptiste Lully (1632-1687) • Giovanni Baptista Lulli veio para França aos 14 anos, inicialmente como camareiro de uma das damas da corte. • Em 1653 passa para o serviço do novo Rei de França, Luís XIV, sendo nomeado responsável pela vida musical da corte. • Naturaliza-se Francês com o nome de Jean Baptiste Lully – http://www.youtube.com/watch?v=grbq6Aoqu hI&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 55. Estilos operáticos em França • Comédie – Ballet – (Lully e Moliére) novo tipo de espectáculo composto por árias, ballets e números instrumentais • Tragédie Lyrique – (Lully e Quinault) mais próximo do modelo tradicional de ópera - abertura em dois andamentos - inclusão obrigatória de bailados - árias menos ornamentadas - recitativo mais melodioso • Ópera Ballet – posterior a Lully, de grandes dimensões e sumptuosidade em que o elemento cénico era mais importante que o elemento dramático. ESD - Isabel Duarte
  • 56. Comédie – Ballet • Com a colaboração de Moliére, Lully vai provocar o aparecimento de um novo tipo de espectáculo – Comédie-Ballet – com árias, ballets e números instrumentais • Algumas das mais famosas são: – Le Marriage forcé – L’amour médicin – Le Bourgeois gentil’homme (1670) • http://www.youtube.com/watch?v=grbq6AoquhI • http://www.youtube.com/watch?v=LOoPhuPiv_k&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 57. Tragédie Lyrique • Partindo da grande tradição da Tragédie Française de Racine e Corneille, Lully, juntamente com o libretista Quinault, vai criar um estilo mais próximo do modelo de ópera convencional – uma tragédia completamente posta em música. • As suas principais características são: – Abertura em dois andamentos (lento e rápido) – Inclusão obrigatória de bailados – Árias menos ornamentadas – Recitativo mais melodioso ESD - Isabel Duarte
  • 58. Ópera Ballet • A seguir a Lully, nos finais do séc. XVIII, começa a se desenvolver em França a Ópera-Ballet, de grandes dimensões e sumptuosidade, onde o elemento balético desempenhava porventura um papel mais importante que o dramático • Um exemplo importante é: – “L’Europe Galante”, de A. Campra (1660-1744) • http://www.youtube.com/watch?v=BP3aJnm2k7s • http://www.youtube.com/watch?v=C8CqiwyaOOU ESD - Isabel Duarte
  • 59. Jean-Phillipe Rameau (1683-1764) ESD - Isabel Duarte
  • 60. Jean-Phillipe Rameau (1683-1764) • Grande cravista e teórico musical, só muito tarde se dedica à composição de Tragédies Lyriques, acrescentando-lhes no entanto novidades estilísticas: – Intensifica o papel da orquestra – Desenvolve momentos de grande espectacularidade usando música descritiva com imitações de catástrofes e cataclismos vários – Suprime o prólogo e apresenta três tipos de recitativo: recitativo simples, recitativo acompanhado e recitativo mesuré. • “Les Indes Galantes” – opera-ballet ESD - Isabel Duarte
  • 61. Outros compositores barrocos franceses • Marc Antoine Charpentier (1634 – 1704) – http://www.youtube.com/watch?v=GNRsMP6nipI&feature=related • Marin Marais (1656 – 1728) aluno de Lully, e autor de um considerável repertório para Viola da Gamba ou Basse se viole – http://www.youtube.com/watch?v=MoXrMOsnRVo&feature=related • Françoise Couperin (1668 – 1733) exímio cravista, deixou um vasto repertório para cravo – http://www.youtube.com/watch?v=nwesaC_e3sQ&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 62. A Península Ibérica • Entre 1580 e 1640 Portugal esteve debaixo do domínio Filipino Espanhol • Em 1640 a restauração da monarquia portuguesa colocou D. João IV no trono, sendo o próprio Rei um excelente músico e compositor. – “Crux Fidelis” atribuida a D. João IV – http://www.youtube.com/watch?v=7XZ3DLz8zEY ESD - Isabel Duarte
  • 63. Música sacra em Portugal • A música litúrgica desenvolveu-se bastante em Portugal durante o reinado de D. João IV. • Alguns dos compositores que mais se distinguiram foram: – Duarte Lobo (c. 1565 – 1646) • http://www.youtube.com/watch?v=Zo6-Wxa0Cs0 – Filipe de Magalhães (c. 1565 – 1652) – Frei Manuel Cardoso (1566 – 1650) • http://www.youtube.com/watch?v=9Wt-zTgBeWQ – João Lourenço Rebelo (1610-1661) que escreveu uma missa a 39 vozes para celebrar o 39º aniversário de D. João IV ESD - Isabel Duarte
  • 64. A ópera em Portugal • Foi durante o reinado de D. João V que o estilo italiano se instalou verdadeiramente em Portugal • Em 1719 Domenico Scarlatti (1685-1757) chegou à corte portuguesa tendo presumivelmente apresentado em 1728 o primeiro espectáculo de cariz operático no nosso país • As primeiras óperas de compositores portugueses (cantadas em italiano) só apareceriam mais tarde com Francisco António de Almeida (? – 1755) e António Teixeira (1707 – 1755) – http://www.youtube.com/watch?v=Si_E60hx7ig ESD - Isabel Duarte
  • 65. A música instrumental em Portugal • Em Portugal, a música instrumental é particularmente representada pela música para cravo • O maior exemplo é Carlos Seixas (1704 – 1742) que foi aluno de Domenico Scarlatti .Concerto para Cravo: http://www.youtube.com/watch?v=aOocxj4bEO4 ESD - Isabel Duarte
  • 66. Barroco Inglês • Durante os reinados de James I (1603-1625) e de Charles I (1625-1649) floresceu um tipo de “divertimento aristocrático” parecido com os ballet francês – a Masque • Entre 1642 e 1649 há uma guerra civil que termina com a subida ao poder dos Cromwell (1649-1660) com um regime de ditadura em que a música era proibida • Em 1660 com a restauração da Monarquia, volta Charles II que tinha estado exilado em França, e trás consigo o gosto francês. - Isabel Duarte ESD
  • 67. A Masque Barroca em Inglaterra • prólogo (musical) – http://www.youtube.com/watch?v=54UsiaNd9Vc • Entrada (artistas mascarados) • Peça (mitológica ou alegórica) que incluía: – Danças – Pantominas – Diálogos – Árias – Coros • Baile (retirada das máscaras) ESD - Isabel Duarte
  • 68. Henry Purcell (1659-1695) • Mais famoso compositor barroco inglês • primeiras óperas inglesas (Dido e Eneas; A Rainha das Fadas; O Rei Artur; etc.) • http://www.youtube.com/watch?v=FMW3QdImpXs • Dido e Eneas - Coreografia de Mark Moris • http://www.youtube.com/watch?v=ZrzC_KLI8KM&feature=relat ed • Dido e Eneas - Coreografia de Sasha Walz • http://www.youtube.com/watch?v=z2SGb0x7Jqw&feature=rela ESD - Isabel Duarte ted
  • 69. Outros compositores importantes do Barroco Inglês • John Dowland (1563-1626) – música para alaúde e canções com acompanhamento de alaúde – http://www.youtube.com/watch?v=jkRrzAo9Wl4 • John Blow (1649-1708) – organista de Westminster, compositor da capela real, e professor de Purcell – http://www.youtube.com/watch?v=A3X5qdxXchg&feature=PlayList&p=25745177 05DDFB18&playnext=1&playnext_from=PL&index=1 • G. F. Haendel (1685-1759) – Alemão mas naturalizou-se inglês em 1726. director da Royal Academie of Music. Escreveu óperas e todos os tipos de música religiosa e profana. As suas obras mais famosas são “Música para os Fogos de Artifícios Reais” e a suite “Water Music”. ESD - Isabel Duarte
  • 70. George Frederich Haendel (1685-1697) Water Music: http://www.youtube.com/watch?v=T9Jf4sS7KYY Music For the Royal Fire Works: http://www.youtube.com/watch?v=HNZ1FicK1X8&featur e=related Oratória Messias http://www.youtube.com/watch?v=KJHqriXhK7Y Ópera Xerxes http://www.youtube.com/watch?v=Qyg0Ttx16uk&feature=relat ed Ópera Salomão http://www.youtube.com/watch?v=g5JYJAJ5QI8 ESD - Isabel Duarte
  • 71. Barroco Alemão • HEINRICH SCHUTZ • GEORGE PHILIP (1585-1613) TELEMANN (1681- • http://www.youtube.com/watch?v=lJ7g8fTh3 8E&feature=related 1767) • http://www.youtube.com/watch?v=Js0IKQL6W Gc&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 72. A Família Bach ESD - Isabel Duarte
  • 73. J. S. Bach • Bach é tido como o maior compositor do Barroco e, por (1685-1750) muitos, o maior compositor da história da música, ainda que pouco reconhecido na altura em que viveu. • Muitas de suas obras reflectem uma grande profundidade intelectual, uma expressão emocional profunda e, sobretudo, um grande domínio técnico. • No séc. XIX Felix Mendelssohn foi um dos responsáveis pela divulgação da sua obra, até então bastante esquecida. ESD - Isabel Duarte
  • 74. Formas e géneros mais utilizados na musica Barroca • (para cada um dos géneros e formas será apresentada uma obra de J S Bach) ESD - Isabel Duarte
  • 75. Formas e géneros orquestrais • Suite Orquestral – idêntica à suite instrumental, mas para orquestra • Aria da Suite para Orquestra nº 3 • http://www.youtube.com/watch?v=3yIcoPrAgvs&feature=related • Badinerrie da Suite para Orquestra nº 2 • http://www.youtube.com/watch?v=xVxwuirUX-M • Concerto – peça com vários andamentos (normalmente rápido / lento / rápido) – Concerto para orquestra – concerto grosso (diálogo da orquestra com um pequeno grupo de solistas) • Concerto de Brandenburg nº 1 – Allegro • http://www.youtube.com/watch?v=Zpf38dQpMzk&feature=related – Concerto para solista (diálogo entre a orquestra e apenas um solista) • Duplo concerto para violino • http://www.youtube.com/watch?v=oaUY8bU5XBI ESD - Isabel Duarte
  • 76. Formas e géneros solísticos: • Tocatta – peça para teclado, num só andamento, de forma livre – http://www.youtube.com/watch?v=_FXoyr_FyFw • Prelúdio – peça que se destinava a preparar o público para a obra musical que se seguia – http://www.youtube.com/watch?v=hkg0aQxsKlU&feature=related • Variação – reformulações ou repetições de um tema, modificando-o livremente (pode ter um Baixo ostinatto ou ser livre) – http://www.youtube.com/watch?v=g7LWANJFHEs&feature=related • Fuga – forma contrapontística por excelência do Barroco – http://www.youtube.com/watch?v=pVadl4ocX0M&feature=PlayList&p=C8F7F0E05F9C7F25&inde x=0&playnext=1 ESD - Isabel Duarte
  • 77. Música Instrumental solísticos: Formas e géneros do Barroco - Sonata – peça normalmente em 3 ou 4 andamentos. Nesta época definem-se dois tipos de sonatas: - Sonata da Camera – andamentos: rápido / lento / rápido / lento - Sonata da Chiesa (de igreja)–andamentos: lento / rápido / lento / rápido http://www.youtube.com/watch?v=c3jZJktArSE&feature=related - Suite – sequência de danças, organizada a partir de pares de danças usados no Renascimento, em que as mais importantes são: - Prelúdio - Allemande - dança lenta pontuada - Courrante – dança rápida - Sarabande – dança muito lenta de compasso ternário, com acentuação no segundo tempo. - Gigue – dança muito rápida, de divisão ternária, em estilo normalmente imitativo. http://www.youtube.com/watch?v=dZn_VBgkPNY&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 78. Formas Vocais Luteranas • Paixões - Paixão segundo S. Mateus • http://www.youtube.com/watch?v=M_LLFfFXaUA • Cantatas - Cantata 147 • http://www.youtube.com/watch?v=qmy1zfIQBZA&f eature=related • Oratórias - Oratória de Natal • http://www.youtube.com/watch?v=HeGYbBN0aZA • Corais – coral da Paixão • http://www.youtube.com/watch?v=PgurNJLivG0&feature=PlayList& p=15D3444243C45B1A&index=3 • Missas – missa em Si menor • http://www.youtube.com/watch?v=cRqsdRwnqJc&feature=related ESD - Isabel Duarte
  • 79. Exemplo de Trabalho de Análise sobre a música barroca • Contextualização : – Da época – Do compositor – Da obra musical escolhida • Análise das músicas escolhidas: - O porquê destas escolhas musicais – Análise “técnico-musical” – (instrumentação, compasso, forma/estrutura, etc…..) – Análise “subjectiva” – (ambiente, etc….) ESD - Isabel Duarte