Família de instrumentos musicais

15.980 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.980
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
133
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Família de instrumentos musicais

  1. 1. A física explica os instrumentos musicais Atualmente encontramos uma grande variedade de instrumentos musicais, queforam aperfeiçoados várias vezes, a fim de se tornarem mais fáceis de tocar e de produzirnovos timbres. A descrição de todos os instrumentos seria algo muito extenso, porém podeser feita levando em conta as características comuns entre eles. Os instrumentos podem seragrupados de várias maneiras, como nas “famílias” a seguir - cujo critério usado paraagrupamento é a forma como o som é produzido por cada instrumento.Na família dos instrumentos de corda, os sons são produzidos pela vibração dascordas, ao serem dedilhadas, friccionadas ou percutidas. Isso acontece, por exemplo, nobandolin (tocado com os dedos), violino e contrabaixo (tocados com arco) e no piano(internamente um minúsculo martelo bate na corda). 45
  2. 2.  Na família dos instrumentos de sopro, os sons são produzidos pela vibração de umaporção de ar no interior do tubo. Essa família está subdividida em dois grupos: as madeirase os metais. O critério de separação não é o material que constitui o instrumento, e sim aexistência ou não de palheta no mesmo. Fig. (a) - Embocadura tipo flauta Fig. (b) - Embocadura tipo palheta Fig. (c) – Tubos de órgão, sem palhetas e com palhetasOs metais não têm palheta, o que faz o ar do tubo vibrar são os lábios do instrumentista,como acontece no trompete, trombone e tuba. As flautas são exceção, pois não têm palhetae pertencem às madeiras, não aos metais.As madeiras apresentam algum tipo de palheta, que vibra quando alguém toca oinstrumento, fazendo o ar vibrar e produzir uma onda sonora. Na clarineta, por exemplo, apalheta está no bocal, enquanto no acordeão e no órgão de tubos ela é acionada pelas teclas. Flauta transversal, mostrando com detalhe as chaves Flauta doce, orifícios fechados para cada nota 46
  3. 3. Na família dos instrumentos de percussão, os sons são produzidos quando algumadas partes do instrumento vibra, ao ser agitada ou percutida. Há casos muito diferentesentre si: no tambor e pandeiro vibra uma membrana, no triângulo e gongo vibra todo metal,nos guizos e chocalhos vibram peças que estão junto deles. 47
  4. 4.  Na família dos instrumentos eletro-eletrônicos, há uma subdivisão em dois grupos:Os elétricos produzem sons usando alguma das formas mostradas anteriormente, porém nãopodem ser ouvidos diretamente (de forma acústica). Deve-se ligar um ou mais captadoreselétricos para amplificar a intensidade sonora, como é o caso da guitarra e do baixo elétrico.Inclusive instrumentos de sopro e de percussão podem conter captadores, deixando de seracústicos para se tornarem eletrificados.Os eletrônicos produzem sons criando variações de tensão e freqüência em circuitoseletrônicos, as quais são “traduzidas” por um alto-falante aos nossos ouvidos. A esse grupopertencem o órgão eletrônico, o teclado e a bateria eletrônica. 48
  5. 5. O teclado é um instrumento que consegue reproduzir o som de quase todos os outros. Noentanto, uma análise mais crítica demonstra que “um som de piano gerado no tecladoeletrônico jamais será igual ao som do piano original” – a menos que o timbre não tivessea “impressão digital” da fonte que o originou. Reforçamos que as três primeiras famílias são formadas por instrumentos acústicos, e aúltima é formada por não-acústicos. Os sons dos instrumentos acústicos podem ser ouvidosnaturalmente por serem “amplificados” por suas caixas de ressonância ou tubos sonoros;Entretanto, os sons dos instrumentos não-acústicos têm que ser amplificados eletricamente.Instrumentos acústicos nos permitem investigar suas características físicas, juntamente como princípio físico envolvido na produção de cada som; Ao contrário desses, os eletrônicostêm um aspecto de “caixa preta”, e não permitem visualizar como um som é produzido. 49

×