SlideShare uma empresa Scribd logo
Metodologia de
Implantação Start
Pedro A. Bergo
Gerente de Projetos
Datasul WA Start
MID-Start
Powered by
Scrum
2
Agenda
MID-Start
Powered by
Scrum
 Visão Geral do Scrum
 Combinando MID com Scrum
 Roteiro de Implantação
 Gestão do Processo de Entrega
 Material de Apoio
 Bibliografia
 Fatores Críticos de Sucesso
 Encerramento
3
1. Visão Geral do Scrum
MID-Start
Powered by
Scrum
 Prazo de entrega reduzido
 Custo fechado, com pouca margem de renegociação
 Usuários sem experiência na condução de projetos
 Usuários com pouco conhecimento de TI
 Centralização de papéis/poder
 Baixa disponibilidade de usuários
Características dos Projetos Start:
 Processos mal estruturados ou indefinidos
4
MID-Start
Powered by
Scrum
Qual é a origem do Scrum?
1. Visão Geral do Scrum
Scrum é um processo de condução de projetos baseado no
desenvolvimento iterativo e incremental que pode ser
aplicado a qualquer produto ou no gerenciamento de qualquer
atividade complexa.
Ken Schwaber e Mike Beedle desenvolveram a metodologia na
década de 90, baseados em sua própria experiência no
desenvolvimento de sistemas e processos.
24 horas
2 a 4 semanas
Backlog de
Produtos
Backlog de
Sprints
Produto
Sprint
Reunião Scrum
5
1. Visão Geral do Scrum
MID-Start
Powered by
Scrum
Qual é a origem do
termo Scrum?
SCRUM é a jogada de Rugby onde
os atacantes de cada equipe
ficam amontoados para brigar
pela posse da bola quando a
partida é reiniciada
6
1. Visão Geral do Scrum
MID-Start
Powered by
Scrum
O Scrum é time-boxed, ou seja,
totalmente baseado em tempo.
O Scrum é visual. O processo de
gestão do projeto é fortemente
baseado em informações gráficas.
O Scrum está estruturado com base no
desenvolvimento de relacionamentos.
7
1. Visão Geral do Scrum
MID-Start
Powered by
Scrum
Características:
Processo Scrum
 O lado bom e ruim do Scrum é que você é forçado a adaptá-lo de
acordo com a situação que está sendo enfrentada.
 Scrum é um processo de aprendizado contínuo. A prática de utilização
evolui constantemente na medida em que as lições aprendidas são
aplicadas no aprimoramento do processo.
 Tudo no Scrum é baseado em tempo (time-boxed). Estabelecer e
manter estimativas realistas é crítico para o sucesso do projeto.
 A entrega do projeto é dividida em ciclos menores (incrementos).
 Os ciclos permitem melhor gerenciamento do risco e facilitam a
utilização de feedback dos clientes.
8
2. Visão Geral do Scrum
MID-Start
Powered by
Scrum
Características:
Processo Scrum
 Os ciclos são estimados em períodos-padrão (2 a 4 semanas), para
maximizar o foco das atividades e forçar decisões/escolhas mais
frequentes.
 O escopo fixo dos ciclos contribui para a estabilidade da entrega e
facilita o acompanhamento, adaptação e medição dos tempos de
execução.
 A prática do Scrum tem crescido exponencialmente nas empresas,
embora com foco acentuado nas áreas de desenvolvimento.
 O Scrum também é utilizado de maneira combinada com outras
metodologias, de forma a aproveitar o melhor de cada abordagem.
9
MID-Start
Powered by
Scrum
2 Combinando MID
com Scrum
10
2. Combinando MID com Scrum
MID-Start
Powered by
Scrum
Dores e Expectativas
Solução EMS-Start
+ Serviços
Valor Adicionado ao Negócio
do Cliente
Transformação de dores e
expectativas em Backlog
de Produtos
Modelagem da entrega baseada
em processos de negócio, recursos
da solução e práticas Scrum
Qualidade de entrega baseada
na percepção de valor do cliente
Cadeia de Valor do ClienteCadeia de Valor do Cliente MID-Start Baseada em ScrumMID-Start Baseada em Scrum
Diretrizes de Adaptação do Scrum
11
MID-Start
Powered by
Scrum2. Combinando MID com Scrum
Reunião Scrum
24 horas
2 a 4 semanas
Backlog de
Produtos
Backlog de
Sprints
Produto
Sprint
Escopo do Projeto
 Produtos
 Serviços
Roteiro de
Implantação
 Atividades
 Tarefas
Ciclo de Execução
 Roteiro de Implantação
 Responsabilidades
 Prazos
 Produtos
 Impedimentos
Reunião de Projeto
 Periodicidade reduzida
 Controle do progresso
 Gestão de impedimentos
Produto
 Documentação
 Simulações
 Processos etc.
 Aprovados pelo cliente
Componentes Scrum na MID-Start
12
MID-Start
Powered by
Scrum2. Combinando MID com Scrum
Participação do Cliente
É importante convencer o cliente de
que a participação dele e dos
demais usuários é crucial para
alcançar os objetivos do projeto.
A responsabilidade pela condução
do projeto é de toda a equipe do
projeto.
13
MID-Start
Powered by
Scrum2. Combinando MID com Scrum
Ciclo de Execução
 O planejamento é fator crítico de todo Ciclo de Execução.
Se ser for mal-conduzido irá comprometer toda a execução.
 Um Ciclo de Execução precisa conter:
- Propósito/objetivo (porque está sendo executada)
- Equipe para execução
- Roteiro de atividades e tarefas
- Produto final aprovável pelo cliente
 A equipe decide quais requisitos são incluídos no Ciclo e não o cliente.
 Existem várias técnicas para estimar horas requeridas para um Ciclo de
Execução. Adotaremos inicialmente a percepção dos membros da equipe
conforme experiência de implantação acumulada/histórico de projetos.
 O processo de aprovação do produto final deve ser utilizado como oportunidade
para feedback e integração com o cliente.
14
MID-Start
Powered by
Scrum2. Combinando MID com Scrum
Qualificação Planejamento Estruturação Entrega
Abordagem Scrum
Abordagem Tradicional
Ciclo de Vida do Projeto
15
2. Combinando MID com Scrum
MID-Start
Powered by
Scrum
QualificaçãoQualificação PlanejamentoPlanejamento EstruturaçãoEstruturação EntregaEntrega
Roteiro de Implantação do EMS-Start
Simulação
Dores e
Expectativas
Cliente
Repositório
de Práticas
e Lições
Aprendidas
Repositório
de Práticas
e Lições
Aprendidas
1 2
3
4
ERP
Planejamento
e Ativação
5
6
ERP
RH
Reunião de
Retrospectiva
7
Produção
ERP
8
Produção
RH
Parametrização
RH
Custom./
Específ.
Escopo do
Projeto
Produto
Roteiro
do Ciclo
DiagnósticoDiagnóstico
Escopo
Preliminar
Escopo
Preliminar
Oferta e
Contratação
Oferta e
Contratação
Produto
ProdutoProduto
Produto
Produto
Produto
Produto
16
2. Combinando MID com Scrum
MID-Start
Powered by
Scrum
QualificaçãoQualificação PlanejamentoPlanejamento EstruturaçãoEstruturação EntregaEntrega
Roteiro de Implantação do EMS-Start
Simulação
Dores e
Expectativas
Cliente
Repositório
de Práticas
e Lições
Aprendidas
Repositório
de Práticas
e Lições
Aprendidas
1 2
3
4
ERP
Planejamento
e Ativação
5
6
ERP
RH
Reunião de
Retrospectiva
7
Produção
ERP
8
Produção
RH
Parametrização
RH
Custom./
Específ.
Escopo do
Projeto
Produto
Roteiro
da Ciclo
DiagnósticoDiagnóstico
Escopo
Preliminar
Escopo
Preliminar
Oferta e
Contratação
Oferta e
Contratação
Produto
ProdutoProduto
Produto
Produto
Produto
Produto
Projeto-padrão
(sem módulos RH)
4 Sprints
Implantação RH
(com ou sem módulos ERP)
3 a 7 Sprints
Desenvolvimentos
(funcionalidades ERP/RH)
4 a 8 Sprints
A
B
C
A B C
17
MID-Start
Powered by
Scrum
3 Roteiro de
Implantação
18
MID-Start
Powered by
Scrum3. Roteiro de Implantação
Fase
(nome)
Etapa
(nome)
Ciclo de Execução
(ex. 1, 2, 3 etc.)
Atividade
(ex.: 1.01)
Tarefa
(ex.: 1.01.01)
Estrutura de Decomposição (WBS)
19
MID-Start
Powered by
Scrum3. Roteiro de Implantação
Fase de
Qualificação
20
MID-Start
Powered by
Scrum
Fase de
Qualificação
3. Roteiro de Implantação
Cliente
Repositório
de Práticas
e Lições
Aprendidas
Repositório
de Práticas
e Lições
Aprendidas
Oferta e
Contratação
Oferta e
Contratação
Escopo
Preliminar
Escopo
Preliminar
DiagnósticoDiagnóstico
Dores e
Expectativas
Atividades: Pontos de Atenção:
Produto:
Artefatos:
Levantamento de Necessidades, Dores e
Expectativas
Definição do Escopo de Esforço de
Entrega
Apresentação da Proposta de Serviços
Diagnóstico de
Oportunidades
Planilha de Escopo
Proposta de Serviços
Determinar adequadamente
a necessidade do cliente
Avaliar criteriosamente nossa
capacidade de atendimento
Apresentar proposição de
entrega realista e com riscos
balanceados
Proposta de Serviços/
Contrato assinado
pelo cliente
03 Atividades
17 Tarefas
21
MID-Start
Powered by
Scrum3. Roteiro de Implantação
Fase de
Planejamento
22
1
CICLO 1
Planejamento
e Ativação
Escopo do
Projeto
MID-Start
Powered by
Scrum
Fase de
Planejamento
Atividades:
Abertura do Projeto
Levantamento Complementar de
Processos - Entradas
Levantamento Complementar de
Processos - Saídas
Levantamento Complementar Tecnologia
Levantamento Complementar de
Processos - Manufatura
Levantamento Complementar de
Processos – Contábil e Financeiro
Levantamento Complementar de
Processos – Recursos Humanos
Levantamento de Pontos Críticos/
Impedimentos
Elaboração do Plano de Projeto
Treinamento dos Usuários
Levantamento Complementar de
Processos – Customizações/Especif.
3. Roteiro de Implantação
Produto
Ciclo 1 – Planejamento e Ativação Pontos de Atenção:
Produto:
Artefatos:
Proposta/
Contrato
Formulário
Entrevista
Análise de
Aderência
Alinhar entendimento do
escopo com área comercial
Entender claramente as
customizações necessárias
Reforçar a importância da
realização dos treinamentos
Plano de Projeto
Reunião de Retrospectiva do Ciclo12 Atividades
29 Tarefas
Macro
Cronograma
Portal de
Clientes
Portal da
Universidade
Assegurar o envolvimento
efetivo dos usuários-chave
23
MID-Start
Powered by
Scrum3. Roteiro de Implantação
Fase de
Estruturação
24
MID-Start
Powered by
Scrum
2
3
4
ERP
Parametrização
RH
Custom./
Específ.
Roteiro
do Ciclo
Fase de
Estruturação
3. Roteiro de Implantação
Produto
Produto
Produto
Atividades:
Ciclo 2 – Parametrização ERP
Configuração de Parâmetros e Cadastros
Organizacionais
Instalação (Infraestrutura)
Atualização do Ambiente EMS-Start
Parametrização do Módulo Básico
Parametrização do Módulo Menu
Parametrização do Módulo Segurança
Parametrização do Screen Optimizer
Registro do Data Viewer
Parametrização Técnica
Parametrização do Módulo Contabilidade
Parametrização do Módulo Patrimônio
Parametrização do Módulo Contas a Pagar
Parametrização do Módulo Contas a Receber
Parametrização do Módulo Caixa e Bancos
Parametrização do Módulo Cotação Vendas
28 Atividades
237 Tarefas
25
MID-Start
Powered by
Scrum
2
3
4
ERP
Parametrização
RH
Custom./
Específ.
Fase de
Estruturação
3. Roteiro de Implantação
Produto
Produto
Produto
Atividades:
Ciclo 2 – Parametrização ERP
Parametrização do Módulo de Pedidos
Parametrização do Módulo de Obrig. Fiscais
Parametrização do Módulo de Estoque
Parametrização do Módulo de Qualidade
Parametrização do Módulo de Recebimento
Parametrização do Módulo de Compras
Parametrização do Módulo Desenvolvimento
de Produtos
Parametrização do Módulo de Custos
Parametrização do Módulo de Planejamento
Parametrização do Módulo de Produção
Pontos de Atenção:
Sub-Produto:
Artefatos:
Cheklist de Parametrização
dos Módulos ERP
Validar os dados
disponibilizados pelo cliente
Procurar receber os dados
juntos, não em liberações
separadas
Antes da carga, adequar os
dados com o perfil verificado
nos levantamentos
Checklist de
Parametrização
Concluído
Parametrização do Módulo de Faturamento
Parametrização do Módulo de Engenharia
Reunião de Retrospectiva do Ciclo
28 Atividades
237 Tarefas
Plano de Projeto
Roteiro
do Ciclo
26
MID-Start
Powered by
Scrum
2
3
4
ERP
Parametrização
RH
Custom./
Específ.
Fase de
Estruturação
3. Roteiro de Implantação
Produto
Produto
Produto
Atividades:
Ciclo 3 – Parametrização RH
Parametrização do Módulo de Folha de
Pagamento
Pontos de Atenção:
Sub-Produto:
Artefatos:
Reservar atenção especial
para os parâmetros de:
- Sindicatos
- Empresas
- Estabelecimentos
- Cadastros de funcionários
04 Atividades
109 Tarefas
Cheklist de Parametrização
dos Módulos RH
Plano de Projeto
Checklist de
Parametrização
Concluído
Parametrização do Módulo de Férias e
Rescisões
Parametrização do Módulo de Benefícios
Sociais
Reunião de Retrospectiva do Ciclo
Roteiro
do Ciclo
27
MID-Start
Powered by
Scrum
2
3
4
ERP
Parametrização
RH
Custom./
Específ.
Fase de
Estruturação
3. Roteiro de Implantação
Produto
Produto
Produto
Atividades:
Ciclo 4 – Customização e Especif. Pontos de Atenção:
Sub-Produto:
Artefatos:
Especificação Funcional
Especificação Técnica
Sempre haverá customização
de Nota Fiscal
Imprima vários tipos de NFs,
com muitos itens, mensagens,
condições de impostos etc.
Especificar corretamente os
desenvolvimentos para
determinar com precisão
escopo e prazos
Programas concluídos
e testados
Levantamento de Requisitos
Especificação
Desenvolvimento
Homologação/Teste
Implantação
Reunião de Retrospectiva do Ciclo
06 Atividades
21 Tarefas
Roteiro
do Ciclo
28
MID-Start
Powered by
Scrum
Simulação
5
6
ERP
RH
Fase de
Estruturação
3. Roteiro de Implantação
Produto
Produto
Atividades:
Ciclo 5 – Simulação ERP
Simulação de Compras
Simulação do Recebimento Fiscal
Simulação do Controle de Qualidade
Simulação do Contas a Pagar
Simulação de Cotação de Vendas
Simulação de Pedido de Vendas
Simulação do Faturamento
Simulação do Contas a Receber
Simulação da Gestão de Versão de Produto
Simulação da Engenharia
Simulação do Recebimento Físico
Simulação da Expedição
Simulação do Planejamento
Simulação do Controle da Produção
Simulação do Controle de Estoque
20 Atividades
492 Tarefas
29
MID-Start
Powered by
Scrum
Simulação
5
6
ERP
RH
Fase de
Estruturação
3. Roteiro de Implantação
Produto
Produto
Atividades:
Ciclo 5 – Simulação ERP Pontos de Atenção:
Produto:
Artefatos:
Checklist de Parametrização
do ERP Concluído
Checklist de Simulação
do ERP
Abranger o maior número
possível de operações
Visualizar as operações de
início ao fim, validando dados
contabilizações e impressões
Validar a consistência da
base montada
Checklist de
Simulação
Homologado
Simulação de Caixa e Bancos
Simulação da Contabilidade
Simulação da Tecnologia
Reunião de Retrospectiva do Ciclo
Simulação de Obrigações Fiscais
20 Atividades
492 Tarefas
Homologar a capacitação
dos usuários
30
MID-Start
Powered by
Scrum
Simulação
5
6
ERP
RH
Fase de
Estruturação
3. Roteiro de Implantação
Produto
Produto
Atividades:
Ciclo 6 – Simulação RH
Simulação da emissão de documentos
admissionais
Simulação da Movimentação Funcional
Simulação da Atualização Salarial e Itens
de Remuneração
Simulação de Pré-requisitos para Cálculos
Simulação de Movimentos para Cálculos
Simulação do Cálculo de Adiantamento
Normal
Simulação do Cálculo de Folha Normal
20 Atividades
272 Tarefas
Simulação do Cálculo de Provisões
Simulação do Adiantamento do 13º Salário
Simulação do Cálculo do 13º Salário
Simulação de Pagamentos de Créditos
Salariais
Simulação da GPS
31
MID-Start
Powered by
Scrum
Simulação
5
6
ERP
RH
Fase de
Estruturação
3. Roteiro de Implantação
Produto
Produto
Atividades:
Ciclo 6 – Simulação RH Pontos de Atenção:
Produto:
Artefatos:
Insistir na busca de
divergências entre a Folha
anterior (legado) e a Folha
Datasul, para assegurar o
processamento correto dos
valores, sem grande
volume de retrabalho.
Simulação da SEFIP
Simulação do Recolhimento IRRF
Simulação da integração com EMS-Start
Simulação do Encerramento Mensal
Simulação da Geração da DIRF
20 Atividades
272 Tarefas
Checklist de Parametrização
do RH Concluído
Checklist de Simulação
do HR
Checklist de
Simulação
Homologado
Simulação da Geração da RAIS
Simulação do PIS Empresa
Reunião de Retrospectiva do Ciclo
32
MID-Start
Powered by
Scrum3. Roteiro de Implantação
Fase de
Entrega
33
MID-Start
Powered by
Scrum
Reunião de
Retrospectiva
7
Produção
ERP
8
Produção
RH
Fase de
Entrega
3. Roteiro de Implantação
Produto
Produto
Atividades:
Ciclo 7 – Produção ERP Pontos de Atenção:
Produto:
Artefatos:
Checklist de Produção
Checklist de Fechamento
Validar o máximo possível os
dados para carga de saldos
Dedicar atenção especial à
revisão de parâmetros
Implantação/Importação de Saldos Iniciais
Acompanhamento Inicial
Acompanhamento do Primeiro Fechamento
Reunião de Retrospectiva do Ciclo/Projeto
Acertos do Processo de Virada
05 Atividades
16 Tarefas
Termo de Aceite/
Encerramento do
Projeto assinado
34
MID-Start
Powered by
Scrum
Reunião de
Retrospectiva
7
Produção
ERP
8
Produção
RH
Fase de
Entrega
3. Roteiro de Implantação
Produto
Produto
Atividades:
Ciclo 8 – Produção RH Pontos de Atenção:
Produto:
Artefatos:
Gerenciar atentamente os
prazos das atividades.
Quanto antes as tarefas
forem concluídas, haverá
mais tempo disponível para
ajustes e correções.
Termo de Aceite/
Encerramento do
Projeto assinado
Acertos da Virada
Acompanhamento Inicial
Acompanhamento do Primeiro Fechamento
Reunião de Retrospectiva do Ciclo
04 Atividades
07 Tarefas
Checklist de Produção
Checklist de Fechamento
35
MID-Start
Powered by
Scrum
5 Gestão do Processo
de Entrega
36
MID-Start
Powered by
Scrum5. Gestão do Processo de Entrega
 Papéis e Responsabilidades
 Gráfico de Evolução do Projeto
 Quadro de Atividades – Franquia
 Quadro de Atividades - Cliente
 Planilha de Controle
 Reunião de Acompanhamento
 Reunião de Retrospectiva do Ciclo
Reunião de Retrospectiva do Projeto
 Repositório de Práticas e Lições Aprendidas
 Disposição da Equipe
37
MID-Start
Powered by
Scrum
Papéis e Responsabilidades
5. Gestão do Processo de Entrega
Equipe de ProjetoEquipe de Projeto Gerente de ProjetoGerente de Projeto Cliente/UsuáriosCliente/Usuários
 Adotam postura mais ativa
com relação ao projeto
 Esforçam-se em entender
a solução e seus benefícios
(pessoais e do negócio)
 Controlam e executam as
atividades designadas
 Atuam com a equipe de
implantação fornecendo
informações e validando
produtos
 Decidem sobre mudanças
e seus impactos
 Comprometem-se com os
prazos e resultados do
projeto
 Monitora o progresso do
projeto com maior
frequência/proximidade
 Controla o escopo de
forma criteriosa
 Atua como facilitador,
removendo impedimentos
e gerenciando a relação
com o cliente
 Protege a equipe para
assegurar foco nas
atividades do projeto
 Mede a performance da
equipe e assegura a
discussão e utilização das
lições aprendidas
 É responsável pelo
cumprimento dos prazos
acordados com o cliente
 Busca de forma
permanente alternativas
para melhoria da
qualidade e performance
 Reporta o progresso dos
trabalhos de forma
consciente e profissional
 Possui maturidade para
auto-gestão, visando os
objetivos de entrega
 Reporta prontamente
impedimentos ao bom
andamento dos trabalhos
38
MID-Start
Powered by
Scrum
Progress
752 762
664
619
304
264
180
104
200
100
200
300
400
500
600
700
800
900
5/3/20025/5/20025/7/20025/9/2002
5/11/2002
5/13/2002
5/15/2002
5/17/2002
5/19/2002
5/21/2002
5/23/2002
5/25/2002
5/27/2002
5/29/2002
5/31/2002
Date
RemainingEffortinHours
Evolução do Projeto
Prazo
HorasRestantes
 Permite que qualquer membro da
equipe obtenha entendimento rápido da
situação do projeto.
 O Gerente de projeto pode orientar a
equipe rapidamente em função dos
sinais de alerta do gráfico.
 Alguns gerentes de projeto
acompanham e documentam o
progresso dos trabalhos através de
fotos de celulares.
 O gráfico deve ser atualizado antes ou
logo após a reunião diária de
acompanhamento.
5. Gestão do Processo de Entrega
Gráfico de Evolução do Projeto
39
MID-Start
Powered by
Scrum5. Gestão do Processo de Entrega
Evolução do Projeto
0%
50%
100%
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
Prazo (Semanas)
PercentualdeExecução
Execução Prevista (baseline)
Execução Projetada
Curva de Evolução
Gráfico de Evolução do Projeto
40
MID-Start
Powered by
Scrum5. Gestão do Processo de Entrega
Evolução do Projeto
0%
50%
100%
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16
Prazo (Semanas)
PercentualdeExecução
Gráfico de Evolução do Projeto
41
MID-Start
Powered by
Scrum
Paulo
Parametrizar Módulo
de Contas a Pagar
20 horas
28/04/08
Responsável
pela atividade
Descrição da
atividade
Prazo estimado
da atividade
Data estimada
para conclusão
da atividade
Utilizar cores
diferentes
por recurso
Parametrizar Módulo
de Contas a Pagar
20 horas
28/04/2008
Parametrizar Módulo
de Contas a Receber
20 horas
28/04/2008
Parametrizar Módulo
de Contabilidade
30 horas
28/04/2008
Utilize blocos coloridos
de papel comum e cole
com fita adesiva
5. Gestão do Processo de Entrega
Quadro de Atividades - Franquia
42
MID-Start
Powered by
Scrum
Evolução do ProjetoAtividades Em andamento
Não Planejado
Impedimentos
Cliente: ______________________
Concluído
Progress
752 762
664
619
304
264
180
104
200
100
200
300
400
500
600
700
800
900
5
/3
/2
0
0
2
5
/5
/2
0
0
2
5
/7
/2
0
0
2
5
/9
/2
0
0
2
5
/1
1
/2
0
0
2
5
/1
3
/2
0
0
2
5
/1
5
/2
0
0
2
5
/1
7
/2
0
0
2
5
/1
9
/2
0
0
2
5
/2
1
/2
0
0
2
5
/2
3
/2
0
0
2
5
/2
5
/2
0
0
2
5
/2
7
/2
0
0
2
5
/2
9
/2
0
0
2
5
/3
1
/2
0
0
2
Date
RemainingEffortinHours
Data de Início: ____/____/____
Data de Conclusão: ____/____/____
Ciclo1 Quadro de Atividades - FranquiaCiclo4Ciclo3Ciclo2
XPTO Empreendimentos
01 05 08
30 07 08
5. Gestão do Processo de Entrega
43
MID-Start
Powered by
Scrum
Parametrizar Módulo
de Contas a Pagar
20 horas
28/04/2008
Parametrizar Módulo
de Contas a Pagar
20 horas
28/04/2008
Parametrizar Módulo
de Contas a Pagar
20 horas
28/04/2008
ok
24X
X 16
Atividade concluída de acordo
com esforço estimado
Atividade concluída com
esforço superior ao estimado
Atividade concluída com
esforço inferior ao estimado
5. Gestão do Processo de Entrega
44
MID-Start
Powered by
Scrum
Responsável SituaçãoAtividade/Tarefa Prazo
Data da entrega: ____/____/____01 05 08
Definir processo de compras Luiz Carlos 15/05/08 Em andamento
Aprovar processo de Entrada André 12/05/08 Concluído
Definir aprovação pedidos Sandra Lima 18/05/08 Em andamento
Validar fluxo de manufatura Luiz Carlos 18/04/08 Atrasado
Simular processo de recebimento Luiz Carlos 16/05/08 Em andamento
Simular processo de Qualidade Paulo Vieira 20/05/08
Concluído
Definir aprovação pedidos Sandra Lima 18/05/08 Em andamento
Validar fluxo de manufatura Luiz Carlos 09/04/08
Em andamento
Preparar carga pedidos Sandra Lima 09/04/08 Concluído
Simular processo de estoque Luiz Carlos 16/04/08 Impedimento
Definir processo Contábil Telma Almeida 20/04/08
Concluído
Simular lançamentos contábeis Telma Almeida 11/04/08
Validar fluxo de faturamento Sandra Lima 09/04/08
Em andamento
Atrasado
18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1
Semanas Restantes
X X X X
5. Gestão do Processo de Entrega
Quadro de Atividades - Cliente
45
MID-Start
Powered by
Scrum
Planilha de Controle
5. Gestão do Processo de Entrega
Informações de Identificação do Projeto
Lista de atividades e tarefas com tempos previstos
Apontamento de horas e progresso dos trabalhos
Planilha de Controle do Projeto
Controle de Impedimentos
Gráfico de Evolução do Projeto
Reporte de Projetos
46
MID-Start
Powered by
Scrum
Reunião de Acompanhamento
 Tem duração média de 10 a 15 minutos
 São a base para atualização de controles
 Evitam desvios e atrasos significativos
 Ajustes e correções de rumo
 Realizadas diariamente
5. Gestão do Processo de Entrega
Sempre que possível, devem ser
realizadas em frente ao Quadro de
Controle de Atividades
Sempre que possível, devem ser
realizadas em frente ao Quadro de
Controle de Atividades
47
MID-Start
Powered by
Scrum
Reuniões de Retrospectiva do Ciclo
 Equipes de projeto não gostam de
reuniões de revisão/retrospectiva.
5. Gestão do Processo de Entrega
 Entretanto, reuniões de retrospectiva
são muito importantes, pois
representam oportunidade efetiva
para melhoria/aprimoramento do
processo.
 Sem as reuniões de retrospectiva, as
equipes podem continuar repetindo
os mesmos erros indefinidamente.
48
MID-Start
Powered by
Scrum
Reuniões de Retrospectiva do Ciclo
5. Gestão do Processo de Entrega
 Prazo estimado X prazo cumprido
 Esforço estimado X esforço realizado
 O que foi feito de forma correta
 O que poderia ser feito melhor
 Melhorias que podem ser implementadas
 Itens não planejados
 Impedimentos enfrentados
Devem ser realizadas com a presença dos membros
da equipe responsáveis pela execução do ciclo e
precisam abordar os seguintes itens:
Este material é de propriedade da DATASUL S.A., sendo proibida a sua reprodução em
qualquer meio, total ou parcial, sem aprovação por escrito. Todos os direitos estão reservados.
A informação contida aqui é confidencial e não pode ser utilizada fora da empresa ou das
franquias que fazem parte da nossa rede, não podendo ser divulgada para clientes, parceiros
ou outra empresa ou indivíduo, sem o prévio consentimento de um diretor da DATASUL S.A.
As opiniões expressas aqui estão sujeitas a modificação sem aviso prévio.
www.datasul.com.br
OBRIGADO!
Pedro A. Bergo
pedro.bergo@datasul.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Colocando o Scrum em prática
Colocando o Scrum em práticaColocando o Scrum em prática
Colocando o Scrum em prática
Aragon Vieira
 
Metodologia de Desenvolvimento de Softwares
Metodologia de Desenvolvimento de SoftwaresMetodologia de Desenvolvimento de Softwares
Metodologia de Desenvolvimento de Softwares
Aragon Vieira
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Ludimila Monjardim Casagrande
 
Agile introduction
Agile introductionAgile introduction
Agile introduction
João Cerdeira
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumScrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
André Borgonovo
 
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMetodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Matheus Costa
 
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrumGerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
Audasi Tecnologia e Inovação
 
Comissionamento como Ferramenta do Processo de Controle de Qualidade em Contr...
Comissionamento como Ferramenta do Processo de Controle de Qualidade em Contr...Comissionamento como Ferramenta do Processo de Controle de Qualidade em Contr...
Comissionamento como Ferramenta do Processo de Controle de Qualidade em Contr...
Rodrigo M. Gandra, MSc, PMP, PMI-RMP
 
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com ScrumGestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
Marcos Garrido
 
Projeto e Desenvolvimento de Software
Projeto e Desenvolvimento de SoftwareProjeto e Desenvolvimento de Software
Projeto e Desenvolvimento de Software
Aragon Vieira
 
SCRUM - Priorização do backlog
SCRUM  - Priorização do backlogSCRUM  - Priorização do backlog
SCRUM - Priorização do backlog
Marcos Antonio Ferreira Domingues
 
Uma proposta para o Gerenciamento do Comissionamento de Plantas Industriais d...
Uma proposta para o Gerenciamento do Comissionamento de Plantas Industriais d...Uma proposta para o Gerenciamento do Comissionamento de Plantas Industriais d...
Uma proposta para o Gerenciamento do Comissionamento de Plantas Industriais d...
Edson Teixeira de Araujo, M.Sc. MBA .´.
 
Artigo23
Artigo23Artigo23
Artigo23
mpaf00 mpaf00
 
Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012
Libia Boss
 
Métodos Ágeis - Guia para Projetos Eficientes
Métodos Ágeis - Guia para Projetos EficientesMétodos Ágeis - Guia para Projetos Eficientes
Métodos Ágeis - Guia para Projetos Eficientes
Gabriela Giacomini
 
Modelos de Processo e Desenvolvimento de Software 3 - Prof.ª Cristiane Fidelix
Modelos de Processo e Desenvolvimento de Software 3 - Prof.ª Cristiane FidelixModelos de Processo e Desenvolvimento de Software 3 - Prof.ª Cristiane Fidelix
Modelos de Processo e Desenvolvimento de Software 3 - Prof.ª Cristiane Fidelix
Cris Fidelix
 
Treinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / ScrumTreinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / Scrum
Alessandro Rodrigues, CSM, SFC
 
Revista Eletrônica Bacellar Treinamentos 01
Revista Eletrônica Bacellar Treinamentos 01Revista Eletrônica Bacellar Treinamentos 01
Revista Eletrônica Bacellar Treinamentos 01
Luiz Bacellar
 
PROPOSTA DE ADAPTAÇÃO DAS PRÁTICAS DO SCRUM PARA O MPS.BR NIVEL G
PROPOSTA DE ADAPTAÇÃO DAS PRÁTICAS DO SCRUM PARA O MPS.BR NIVEL GPROPOSTA DE ADAPTAÇÃO DAS PRÁTICAS DO SCRUM PARA O MPS.BR NIVEL G
PROPOSTA DE ADAPTAÇÃO DAS PRÁTICAS DO SCRUM PARA O MPS.BR NIVEL G
jrnavarro
 

Mais procurados (20)

Colocando o Scrum em prática
Colocando o Scrum em práticaColocando o Scrum em prática
Colocando o Scrum em prática
 
Metodologia de Desenvolvimento de Softwares
Metodologia de Desenvolvimento de SoftwaresMetodologia de Desenvolvimento de Softwares
Metodologia de Desenvolvimento de Softwares
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
 
Agile introduction
Agile introductionAgile introduction
Agile introduction
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumScrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
 
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMetodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
 
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrumGerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
 
Comissionamento como Ferramenta do Processo de Controle de Qualidade em Contr...
Comissionamento como Ferramenta do Processo de Controle de Qualidade em Contr...Comissionamento como Ferramenta do Processo de Controle de Qualidade em Contr...
Comissionamento como Ferramenta do Processo de Controle de Qualidade em Contr...
 
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com ScrumGestão Ágil de Projetos com Scrum
Gestão Ágil de Projetos com Scrum
 
Projeto e Desenvolvimento de Software
Projeto e Desenvolvimento de SoftwareProjeto e Desenvolvimento de Software
Projeto e Desenvolvimento de Software
 
SCRUM - Priorização do backlog
SCRUM  - Priorização do backlogSCRUM  - Priorização do backlog
SCRUM - Priorização do backlog
 
Uma proposta para o Gerenciamento do Comissionamento de Plantas Industriais d...
Uma proposta para o Gerenciamento do Comissionamento de Plantas Industriais d...Uma proposta para o Gerenciamento do Comissionamento de Plantas Industriais d...
Uma proposta para o Gerenciamento do Comissionamento de Plantas Industriais d...
 
Artigo23
Artigo23Artigo23
Artigo23
 
Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012
 
Métodos Ágeis - Guia para Projetos Eficientes
Métodos Ágeis - Guia para Projetos EficientesMétodos Ágeis - Guia para Projetos Eficientes
Métodos Ágeis - Guia para Projetos Eficientes
 
Modelos de Processo e Desenvolvimento de Software 3 - Prof.ª Cristiane Fidelix
Modelos de Processo e Desenvolvimento de Software 3 - Prof.ª Cristiane FidelixModelos de Processo e Desenvolvimento de Software 3 - Prof.ª Cristiane Fidelix
Modelos de Processo e Desenvolvimento de Software 3 - Prof.ª Cristiane Fidelix
 
Treinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / ScrumTreinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / Scrum
 
Revista Eletrônica Bacellar Treinamentos 01
Revista Eletrônica Bacellar Treinamentos 01Revista Eletrônica Bacellar Treinamentos 01
Revista Eletrônica Bacellar Treinamentos 01
 
PROPOSTA DE ADAPTAÇÃO DAS PRÁTICAS DO SCRUM PARA O MPS.BR NIVEL G
PROPOSTA DE ADAPTAÇÃO DAS PRÁTICAS DO SCRUM PARA O MPS.BR NIVEL GPROPOSTA DE ADAPTAÇÃO DAS PRÁTICAS DO SCRUM PARA O MPS.BR NIVEL G
PROPOSTA DE ADAPTAÇÃO DAS PRÁTICAS DO SCRUM PARA O MPS.BR NIVEL G
 

Destaque

Gestão de Projetos - Aula 4 (TAD-NB4)
Gestão de Projetos - Aula 4 (TAD-NB4)Gestão de Projetos - Aula 4 (TAD-NB4)
Gestão de Projetos - Aula 4 (TAD-NB4)
Alessandro Almeida
 
Basic methodware
Basic methodwareBasic methodware
Basic methodware
Carlos Rego
 
Workshop Datasul 11
Workshop Datasul 11Workshop Datasul 11
Workshop Datasul 11
Fabio Pimenta
 
Como elaborar um projeto de pesquisa
Como elaborar um projeto de pesquisaComo elaborar um projeto de pesquisa
Como elaborar um projeto de pesquisa
Deborah Cattani
 
Metodologias Ágeis em Gerenciamento de Projetos
Metodologias Ágeis em Gerenciamento de ProjetosMetodologias Ágeis em Gerenciamento de Projetos
Metodologias Ágeis em Gerenciamento de Projetos
Daniel de Amaral
 
Lean Manufacturing 6
Lean Manufacturing 6Lean Manufacturing 6
Lean Manufacturing 6
daniellopesfranco
 
Processo administrativo 2012_01
Processo administrativo 2012_01Processo administrativo 2012_01
Processo administrativo 2012_01
Milton Henrique do Couto Neto
 
Palestra declaração do escopo é função do gerente de projetos
Palestra   declaração do escopo é função do gerente de projetosPalestra   declaração do escopo é função do gerente de projetos
Palestra declaração do escopo é função do gerente de projetos
Silas Serpa
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
Valéria Lins
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
mauricio aquino
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
marildabacana
 

Destaque (11)

Gestão de Projetos - Aula 4 (TAD-NB4)
Gestão de Projetos - Aula 4 (TAD-NB4)Gestão de Projetos - Aula 4 (TAD-NB4)
Gestão de Projetos - Aula 4 (TAD-NB4)
 
Basic methodware
Basic methodwareBasic methodware
Basic methodware
 
Workshop Datasul 11
Workshop Datasul 11Workshop Datasul 11
Workshop Datasul 11
 
Como elaborar um projeto de pesquisa
Como elaborar um projeto de pesquisaComo elaborar um projeto de pesquisa
Como elaborar um projeto de pesquisa
 
Metodologias Ágeis em Gerenciamento de Projetos
Metodologias Ágeis em Gerenciamento de ProjetosMetodologias Ágeis em Gerenciamento de Projetos
Metodologias Ágeis em Gerenciamento de Projetos
 
Lean Manufacturing 6
Lean Manufacturing 6Lean Manufacturing 6
Lean Manufacturing 6
 
Processo administrativo 2012_01
Processo administrativo 2012_01Processo administrativo 2012_01
Processo administrativo 2012_01
 
Palestra declaração do escopo é função do gerente de projetos
Palestra   declaração do escopo é função do gerente de projetosPalestra   declaração do escopo é função do gerente de projetos
Palestra declaração do escopo é função do gerente de projetos
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
 
Lista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisaLista de verbos para projeto de pesquisa
Lista de verbos para projeto de pesquisa
 

Semelhante a Metodologia MID-Start SCRUM em ERP

Gestão de Projetos usando Abordagem Ágil e o guia PMBOK
Gestão de Projetos usando Abordagem Ágil e o guia PMBOKGestão de Projetos usando Abordagem Ágil e o guia PMBOK
Gestão de Projetos usando Abordagem Ágil e o guia PMBOK
Icaro Dourado
 
Scrummi: Um processo de Gestão Ágil baseado no Scrum e Aderente ao CMMI
Scrummi: Um processo de Gestão Ágil baseado no Scrum e Aderente ao CMMIScrummi: Um processo de Gestão Ágil baseado no Scrum e Aderente ao CMMI
Scrummi: Um processo de Gestão Ágil baseado no Scrum e Aderente ao CMMI
Ana Sofia Marçal
 
[Uff]qualidade agilidade
[Uff]qualidade agilidade[Uff]qualidade agilidade
[Uff]qualidade agilidade
Sti Uff
 
Relato de experiência da aplicação do SCRUM
Relato de experiência da aplicação do SCRUMRelato de experiência da aplicação do SCRUM
Relato de experiência da aplicação do SCRUM
elifrancis
 
Aplicando Scrum na prática para times ágeis
Aplicando Scrum na prática para times ágeisAplicando Scrum na prática para times ágeis
Aplicando Scrum na prática para times ágeis
fayrusm
 
Project Value - Criação de PMO - aspectos a considerar
Project Value - Criação de PMO - aspectos a considerarProject Value - Criação de PMO - aspectos a considerar
Project Value - Criação de PMO - aspectos a considerar
Alcides Cabral PMP
 
Scrum - Visão Geral
Scrum - Visão GeralScrum - Visão Geral
Scrum - Visão Geral
Leonardo Melo Santos
 
Agilidade Com Scrum
Agilidade Com ScrumAgilidade Com Scrum
Agilidade Com Scrum
Luis Guimaraes
 
Apresentação estrela vs cmmi nivel 2
Apresentação estrela vs cmmi nivel 2Apresentação estrela vs cmmi nivel 2
Apresentação estrela vs cmmi nivel 2
Fernando Vargas
 
ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS
ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMASANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS
ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS
Nilo Basílio
 
1- Apresentacao Metodologia RCP
1- Apresentacao Metodologia RCP1- Apresentacao Metodologia RCP
1- Apresentacao Metodologia RCP
Frank Coelho
 
Workshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horasWorkshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horas
Wise Systems
 
Metodologias Ageis
Metodologias AgeisMetodologias Ageis
Metodologias Ageis
MarcosMaozinha
 
Scrum - conceitos iniciais
Scrum - conceitos iniciaisScrum - conceitos iniciais
Scrum - conceitos iniciais
Joeldson Costa Damasceno
 
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
MindMasterBrasil
 
Inciando com Scrum
Inciando com ScrumInciando com Scrum
Inciando com Scrum
Idéia Ágil
 
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSSSeminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
PedrodosSantos
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Tempo em Projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Tempo em ProjetosMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Tempo em Projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Tempo em Projetos
Macrosolutions SA
 
Gp1 metodologias ageis
Gp1   metodologias ageisGp1   metodologias ageis
Gp1 metodologias ageis
ESEIG.IPP
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
Paula P.
 

Semelhante a Metodologia MID-Start SCRUM em ERP (20)

Gestão de Projetos usando Abordagem Ágil e o guia PMBOK
Gestão de Projetos usando Abordagem Ágil e o guia PMBOKGestão de Projetos usando Abordagem Ágil e o guia PMBOK
Gestão de Projetos usando Abordagem Ágil e o guia PMBOK
 
Scrummi: Um processo de Gestão Ágil baseado no Scrum e Aderente ao CMMI
Scrummi: Um processo de Gestão Ágil baseado no Scrum e Aderente ao CMMIScrummi: Um processo de Gestão Ágil baseado no Scrum e Aderente ao CMMI
Scrummi: Um processo de Gestão Ágil baseado no Scrum e Aderente ao CMMI
 
[Uff]qualidade agilidade
[Uff]qualidade agilidade[Uff]qualidade agilidade
[Uff]qualidade agilidade
 
Relato de experiência da aplicação do SCRUM
Relato de experiência da aplicação do SCRUMRelato de experiência da aplicação do SCRUM
Relato de experiência da aplicação do SCRUM
 
Aplicando Scrum na prática para times ágeis
Aplicando Scrum na prática para times ágeisAplicando Scrum na prática para times ágeis
Aplicando Scrum na prática para times ágeis
 
Project Value - Criação de PMO - aspectos a considerar
Project Value - Criação de PMO - aspectos a considerarProject Value - Criação de PMO - aspectos a considerar
Project Value - Criação de PMO - aspectos a considerar
 
Scrum - Visão Geral
Scrum - Visão GeralScrum - Visão Geral
Scrum - Visão Geral
 
Agilidade Com Scrum
Agilidade Com ScrumAgilidade Com Scrum
Agilidade Com Scrum
 
Apresentação estrela vs cmmi nivel 2
Apresentação estrela vs cmmi nivel 2Apresentação estrela vs cmmi nivel 2
Apresentação estrela vs cmmi nivel 2
 
ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS
ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMASANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS
ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS
 
1- Apresentacao Metodologia RCP
1- Apresentacao Metodologia RCP1- Apresentacao Metodologia RCP
1- Apresentacao Metodologia RCP
 
Workshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horasWorkshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horas
 
Metodologias Ageis
Metodologias AgeisMetodologias Ageis
Metodologias Ageis
 
Scrum - conceitos iniciais
Scrum - conceitos iniciaisScrum - conceitos iniciais
Scrum - conceitos iniciais
 
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
 
Inciando com Scrum
Inciando com ScrumInciando com Scrum
Inciando com Scrum
 
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSSSeminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
 
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Tempo em Projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Tempo em ProjetosMacrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Tempo em Projetos
Macrosolutions Treinamento: Gerenciamento de Tempo em Projetos
 
Gp1 metodologias ageis
Gp1   metodologias ageisGp1   metodologias ageis
Gp1 metodologias ageis
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 

Último

Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
Momento da Informática
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
joaovmp3
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 

Último (8)

Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 

Metodologia MID-Start SCRUM em ERP

  • 1. Metodologia de Implantação Start Pedro A. Bergo Gerente de Projetos Datasul WA Start MID-Start Powered by Scrum
  • 2. 2 Agenda MID-Start Powered by Scrum  Visão Geral do Scrum  Combinando MID com Scrum  Roteiro de Implantação  Gestão do Processo de Entrega  Material de Apoio  Bibliografia  Fatores Críticos de Sucesso  Encerramento
  • 3. 3 1. Visão Geral do Scrum MID-Start Powered by Scrum  Prazo de entrega reduzido  Custo fechado, com pouca margem de renegociação  Usuários sem experiência na condução de projetos  Usuários com pouco conhecimento de TI  Centralização de papéis/poder  Baixa disponibilidade de usuários Características dos Projetos Start:  Processos mal estruturados ou indefinidos
  • 4. 4 MID-Start Powered by Scrum Qual é a origem do Scrum? 1. Visão Geral do Scrum Scrum é um processo de condução de projetos baseado no desenvolvimento iterativo e incremental que pode ser aplicado a qualquer produto ou no gerenciamento de qualquer atividade complexa. Ken Schwaber e Mike Beedle desenvolveram a metodologia na década de 90, baseados em sua própria experiência no desenvolvimento de sistemas e processos. 24 horas 2 a 4 semanas Backlog de Produtos Backlog de Sprints Produto Sprint Reunião Scrum
  • 5. 5 1. Visão Geral do Scrum MID-Start Powered by Scrum Qual é a origem do termo Scrum? SCRUM é a jogada de Rugby onde os atacantes de cada equipe ficam amontoados para brigar pela posse da bola quando a partida é reiniciada
  • 6. 6 1. Visão Geral do Scrum MID-Start Powered by Scrum O Scrum é time-boxed, ou seja, totalmente baseado em tempo. O Scrum é visual. O processo de gestão do projeto é fortemente baseado em informações gráficas. O Scrum está estruturado com base no desenvolvimento de relacionamentos.
  • 7. 7 1. Visão Geral do Scrum MID-Start Powered by Scrum Características: Processo Scrum  O lado bom e ruim do Scrum é que você é forçado a adaptá-lo de acordo com a situação que está sendo enfrentada.  Scrum é um processo de aprendizado contínuo. A prática de utilização evolui constantemente na medida em que as lições aprendidas são aplicadas no aprimoramento do processo.  Tudo no Scrum é baseado em tempo (time-boxed). Estabelecer e manter estimativas realistas é crítico para o sucesso do projeto.  A entrega do projeto é dividida em ciclos menores (incrementos).  Os ciclos permitem melhor gerenciamento do risco e facilitam a utilização de feedback dos clientes.
  • 8. 8 2. Visão Geral do Scrum MID-Start Powered by Scrum Características: Processo Scrum  Os ciclos são estimados em períodos-padrão (2 a 4 semanas), para maximizar o foco das atividades e forçar decisões/escolhas mais frequentes.  O escopo fixo dos ciclos contribui para a estabilidade da entrega e facilita o acompanhamento, adaptação e medição dos tempos de execução.  A prática do Scrum tem crescido exponencialmente nas empresas, embora com foco acentuado nas áreas de desenvolvimento.  O Scrum também é utilizado de maneira combinada com outras metodologias, de forma a aproveitar o melhor de cada abordagem.
  • 10. 10 2. Combinando MID com Scrum MID-Start Powered by Scrum Dores e Expectativas Solução EMS-Start + Serviços Valor Adicionado ao Negócio do Cliente Transformação de dores e expectativas em Backlog de Produtos Modelagem da entrega baseada em processos de negócio, recursos da solução e práticas Scrum Qualidade de entrega baseada na percepção de valor do cliente Cadeia de Valor do ClienteCadeia de Valor do Cliente MID-Start Baseada em ScrumMID-Start Baseada em Scrum Diretrizes de Adaptação do Scrum
  • 11. 11 MID-Start Powered by Scrum2. Combinando MID com Scrum Reunião Scrum 24 horas 2 a 4 semanas Backlog de Produtos Backlog de Sprints Produto Sprint Escopo do Projeto  Produtos  Serviços Roteiro de Implantação  Atividades  Tarefas Ciclo de Execução  Roteiro de Implantação  Responsabilidades  Prazos  Produtos  Impedimentos Reunião de Projeto  Periodicidade reduzida  Controle do progresso  Gestão de impedimentos Produto  Documentação  Simulações  Processos etc.  Aprovados pelo cliente Componentes Scrum na MID-Start
  • 12. 12 MID-Start Powered by Scrum2. Combinando MID com Scrum Participação do Cliente É importante convencer o cliente de que a participação dele e dos demais usuários é crucial para alcançar os objetivos do projeto. A responsabilidade pela condução do projeto é de toda a equipe do projeto.
  • 13. 13 MID-Start Powered by Scrum2. Combinando MID com Scrum Ciclo de Execução  O planejamento é fator crítico de todo Ciclo de Execução. Se ser for mal-conduzido irá comprometer toda a execução.  Um Ciclo de Execução precisa conter: - Propósito/objetivo (porque está sendo executada) - Equipe para execução - Roteiro de atividades e tarefas - Produto final aprovável pelo cliente  A equipe decide quais requisitos são incluídos no Ciclo e não o cliente.  Existem várias técnicas para estimar horas requeridas para um Ciclo de Execução. Adotaremos inicialmente a percepção dos membros da equipe conforme experiência de implantação acumulada/histórico de projetos.  O processo de aprovação do produto final deve ser utilizado como oportunidade para feedback e integração com o cliente.
  • 14. 14 MID-Start Powered by Scrum2. Combinando MID com Scrum Qualificação Planejamento Estruturação Entrega Abordagem Scrum Abordagem Tradicional Ciclo de Vida do Projeto
  • 15. 15 2. Combinando MID com Scrum MID-Start Powered by Scrum QualificaçãoQualificação PlanejamentoPlanejamento EstruturaçãoEstruturação EntregaEntrega Roteiro de Implantação do EMS-Start Simulação Dores e Expectativas Cliente Repositório de Práticas e Lições Aprendidas Repositório de Práticas e Lições Aprendidas 1 2 3 4 ERP Planejamento e Ativação 5 6 ERP RH Reunião de Retrospectiva 7 Produção ERP 8 Produção RH Parametrização RH Custom./ Específ. Escopo do Projeto Produto Roteiro do Ciclo DiagnósticoDiagnóstico Escopo Preliminar Escopo Preliminar Oferta e Contratação Oferta e Contratação Produto ProdutoProduto Produto Produto Produto Produto
  • 16. 16 2. Combinando MID com Scrum MID-Start Powered by Scrum QualificaçãoQualificação PlanejamentoPlanejamento EstruturaçãoEstruturação EntregaEntrega Roteiro de Implantação do EMS-Start Simulação Dores e Expectativas Cliente Repositório de Práticas e Lições Aprendidas Repositório de Práticas e Lições Aprendidas 1 2 3 4 ERP Planejamento e Ativação 5 6 ERP RH Reunião de Retrospectiva 7 Produção ERP 8 Produção RH Parametrização RH Custom./ Específ. Escopo do Projeto Produto Roteiro da Ciclo DiagnósticoDiagnóstico Escopo Preliminar Escopo Preliminar Oferta e Contratação Oferta e Contratação Produto ProdutoProduto Produto Produto Produto Produto Projeto-padrão (sem módulos RH) 4 Sprints Implantação RH (com ou sem módulos ERP) 3 a 7 Sprints Desenvolvimentos (funcionalidades ERP/RH) 4 a 8 Sprints A B C A B C
  • 18. 18 MID-Start Powered by Scrum3. Roteiro de Implantação Fase (nome) Etapa (nome) Ciclo de Execução (ex. 1, 2, 3 etc.) Atividade (ex.: 1.01) Tarefa (ex.: 1.01.01) Estrutura de Decomposição (WBS)
  • 19. 19 MID-Start Powered by Scrum3. Roteiro de Implantação Fase de Qualificação
  • 20. 20 MID-Start Powered by Scrum Fase de Qualificação 3. Roteiro de Implantação Cliente Repositório de Práticas e Lições Aprendidas Repositório de Práticas e Lições Aprendidas Oferta e Contratação Oferta e Contratação Escopo Preliminar Escopo Preliminar DiagnósticoDiagnóstico Dores e Expectativas Atividades: Pontos de Atenção: Produto: Artefatos: Levantamento de Necessidades, Dores e Expectativas Definição do Escopo de Esforço de Entrega Apresentação da Proposta de Serviços Diagnóstico de Oportunidades Planilha de Escopo Proposta de Serviços Determinar adequadamente a necessidade do cliente Avaliar criteriosamente nossa capacidade de atendimento Apresentar proposição de entrega realista e com riscos balanceados Proposta de Serviços/ Contrato assinado pelo cliente 03 Atividades 17 Tarefas
  • 21. 21 MID-Start Powered by Scrum3. Roteiro de Implantação Fase de Planejamento
  • 22. 22 1 CICLO 1 Planejamento e Ativação Escopo do Projeto MID-Start Powered by Scrum Fase de Planejamento Atividades: Abertura do Projeto Levantamento Complementar de Processos - Entradas Levantamento Complementar de Processos - Saídas Levantamento Complementar Tecnologia Levantamento Complementar de Processos - Manufatura Levantamento Complementar de Processos – Contábil e Financeiro Levantamento Complementar de Processos – Recursos Humanos Levantamento de Pontos Críticos/ Impedimentos Elaboração do Plano de Projeto Treinamento dos Usuários Levantamento Complementar de Processos – Customizações/Especif. 3. Roteiro de Implantação Produto Ciclo 1 – Planejamento e Ativação Pontos de Atenção: Produto: Artefatos: Proposta/ Contrato Formulário Entrevista Análise de Aderência Alinhar entendimento do escopo com área comercial Entender claramente as customizações necessárias Reforçar a importância da realização dos treinamentos Plano de Projeto Reunião de Retrospectiva do Ciclo12 Atividades 29 Tarefas Macro Cronograma Portal de Clientes Portal da Universidade Assegurar o envolvimento efetivo dos usuários-chave
  • 23. 23 MID-Start Powered by Scrum3. Roteiro de Implantação Fase de Estruturação
  • 24. 24 MID-Start Powered by Scrum 2 3 4 ERP Parametrização RH Custom./ Específ. Roteiro do Ciclo Fase de Estruturação 3. Roteiro de Implantação Produto Produto Produto Atividades: Ciclo 2 – Parametrização ERP Configuração de Parâmetros e Cadastros Organizacionais Instalação (Infraestrutura) Atualização do Ambiente EMS-Start Parametrização do Módulo Básico Parametrização do Módulo Menu Parametrização do Módulo Segurança Parametrização do Screen Optimizer Registro do Data Viewer Parametrização Técnica Parametrização do Módulo Contabilidade Parametrização do Módulo Patrimônio Parametrização do Módulo Contas a Pagar Parametrização do Módulo Contas a Receber Parametrização do Módulo Caixa e Bancos Parametrização do Módulo Cotação Vendas 28 Atividades 237 Tarefas
  • 25. 25 MID-Start Powered by Scrum 2 3 4 ERP Parametrização RH Custom./ Específ. Fase de Estruturação 3. Roteiro de Implantação Produto Produto Produto Atividades: Ciclo 2 – Parametrização ERP Parametrização do Módulo de Pedidos Parametrização do Módulo de Obrig. Fiscais Parametrização do Módulo de Estoque Parametrização do Módulo de Qualidade Parametrização do Módulo de Recebimento Parametrização do Módulo de Compras Parametrização do Módulo Desenvolvimento de Produtos Parametrização do Módulo de Custos Parametrização do Módulo de Planejamento Parametrização do Módulo de Produção Pontos de Atenção: Sub-Produto: Artefatos: Cheklist de Parametrização dos Módulos ERP Validar os dados disponibilizados pelo cliente Procurar receber os dados juntos, não em liberações separadas Antes da carga, adequar os dados com o perfil verificado nos levantamentos Checklist de Parametrização Concluído Parametrização do Módulo de Faturamento Parametrização do Módulo de Engenharia Reunião de Retrospectiva do Ciclo 28 Atividades 237 Tarefas Plano de Projeto Roteiro do Ciclo
  • 26. 26 MID-Start Powered by Scrum 2 3 4 ERP Parametrização RH Custom./ Específ. Fase de Estruturação 3. Roteiro de Implantação Produto Produto Produto Atividades: Ciclo 3 – Parametrização RH Parametrização do Módulo de Folha de Pagamento Pontos de Atenção: Sub-Produto: Artefatos: Reservar atenção especial para os parâmetros de: - Sindicatos - Empresas - Estabelecimentos - Cadastros de funcionários 04 Atividades 109 Tarefas Cheklist de Parametrização dos Módulos RH Plano de Projeto Checklist de Parametrização Concluído Parametrização do Módulo de Férias e Rescisões Parametrização do Módulo de Benefícios Sociais Reunião de Retrospectiva do Ciclo Roteiro do Ciclo
  • 27. 27 MID-Start Powered by Scrum 2 3 4 ERP Parametrização RH Custom./ Específ. Fase de Estruturação 3. Roteiro de Implantação Produto Produto Produto Atividades: Ciclo 4 – Customização e Especif. Pontos de Atenção: Sub-Produto: Artefatos: Especificação Funcional Especificação Técnica Sempre haverá customização de Nota Fiscal Imprima vários tipos de NFs, com muitos itens, mensagens, condições de impostos etc. Especificar corretamente os desenvolvimentos para determinar com precisão escopo e prazos Programas concluídos e testados Levantamento de Requisitos Especificação Desenvolvimento Homologação/Teste Implantação Reunião de Retrospectiva do Ciclo 06 Atividades 21 Tarefas Roteiro do Ciclo
  • 28. 28 MID-Start Powered by Scrum Simulação 5 6 ERP RH Fase de Estruturação 3. Roteiro de Implantação Produto Produto Atividades: Ciclo 5 – Simulação ERP Simulação de Compras Simulação do Recebimento Fiscal Simulação do Controle de Qualidade Simulação do Contas a Pagar Simulação de Cotação de Vendas Simulação de Pedido de Vendas Simulação do Faturamento Simulação do Contas a Receber Simulação da Gestão de Versão de Produto Simulação da Engenharia Simulação do Recebimento Físico Simulação da Expedição Simulação do Planejamento Simulação do Controle da Produção Simulação do Controle de Estoque 20 Atividades 492 Tarefas
  • 29. 29 MID-Start Powered by Scrum Simulação 5 6 ERP RH Fase de Estruturação 3. Roteiro de Implantação Produto Produto Atividades: Ciclo 5 – Simulação ERP Pontos de Atenção: Produto: Artefatos: Checklist de Parametrização do ERP Concluído Checklist de Simulação do ERP Abranger o maior número possível de operações Visualizar as operações de início ao fim, validando dados contabilizações e impressões Validar a consistência da base montada Checklist de Simulação Homologado Simulação de Caixa e Bancos Simulação da Contabilidade Simulação da Tecnologia Reunião de Retrospectiva do Ciclo Simulação de Obrigações Fiscais 20 Atividades 492 Tarefas Homologar a capacitação dos usuários
  • 30. 30 MID-Start Powered by Scrum Simulação 5 6 ERP RH Fase de Estruturação 3. Roteiro de Implantação Produto Produto Atividades: Ciclo 6 – Simulação RH Simulação da emissão de documentos admissionais Simulação da Movimentação Funcional Simulação da Atualização Salarial e Itens de Remuneração Simulação de Pré-requisitos para Cálculos Simulação de Movimentos para Cálculos Simulação do Cálculo de Adiantamento Normal Simulação do Cálculo de Folha Normal 20 Atividades 272 Tarefas Simulação do Cálculo de Provisões Simulação do Adiantamento do 13º Salário Simulação do Cálculo do 13º Salário Simulação de Pagamentos de Créditos Salariais Simulação da GPS
  • 31. 31 MID-Start Powered by Scrum Simulação 5 6 ERP RH Fase de Estruturação 3. Roteiro de Implantação Produto Produto Atividades: Ciclo 6 – Simulação RH Pontos de Atenção: Produto: Artefatos: Insistir na busca de divergências entre a Folha anterior (legado) e a Folha Datasul, para assegurar o processamento correto dos valores, sem grande volume de retrabalho. Simulação da SEFIP Simulação do Recolhimento IRRF Simulação da integração com EMS-Start Simulação do Encerramento Mensal Simulação da Geração da DIRF 20 Atividades 272 Tarefas Checklist de Parametrização do RH Concluído Checklist de Simulação do HR Checklist de Simulação Homologado Simulação da Geração da RAIS Simulação do PIS Empresa Reunião de Retrospectiva do Ciclo
  • 32. 32 MID-Start Powered by Scrum3. Roteiro de Implantação Fase de Entrega
  • 33. 33 MID-Start Powered by Scrum Reunião de Retrospectiva 7 Produção ERP 8 Produção RH Fase de Entrega 3. Roteiro de Implantação Produto Produto Atividades: Ciclo 7 – Produção ERP Pontos de Atenção: Produto: Artefatos: Checklist de Produção Checklist de Fechamento Validar o máximo possível os dados para carga de saldos Dedicar atenção especial à revisão de parâmetros Implantação/Importação de Saldos Iniciais Acompanhamento Inicial Acompanhamento do Primeiro Fechamento Reunião de Retrospectiva do Ciclo/Projeto Acertos do Processo de Virada 05 Atividades 16 Tarefas Termo de Aceite/ Encerramento do Projeto assinado
  • 34. 34 MID-Start Powered by Scrum Reunião de Retrospectiva 7 Produção ERP 8 Produção RH Fase de Entrega 3. Roteiro de Implantação Produto Produto Atividades: Ciclo 8 – Produção RH Pontos de Atenção: Produto: Artefatos: Gerenciar atentamente os prazos das atividades. Quanto antes as tarefas forem concluídas, haverá mais tempo disponível para ajustes e correções. Termo de Aceite/ Encerramento do Projeto assinado Acertos da Virada Acompanhamento Inicial Acompanhamento do Primeiro Fechamento Reunião de Retrospectiva do Ciclo 04 Atividades 07 Tarefas Checklist de Produção Checklist de Fechamento
  • 35. 35 MID-Start Powered by Scrum 5 Gestão do Processo de Entrega
  • 36. 36 MID-Start Powered by Scrum5. Gestão do Processo de Entrega  Papéis e Responsabilidades  Gráfico de Evolução do Projeto  Quadro de Atividades – Franquia  Quadro de Atividades - Cliente  Planilha de Controle  Reunião de Acompanhamento  Reunião de Retrospectiva do Ciclo Reunião de Retrospectiva do Projeto  Repositório de Práticas e Lições Aprendidas  Disposição da Equipe
  • 37. 37 MID-Start Powered by Scrum Papéis e Responsabilidades 5. Gestão do Processo de Entrega Equipe de ProjetoEquipe de Projeto Gerente de ProjetoGerente de Projeto Cliente/UsuáriosCliente/Usuários  Adotam postura mais ativa com relação ao projeto  Esforçam-se em entender a solução e seus benefícios (pessoais e do negócio)  Controlam e executam as atividades designadas  Atuam com a equipe de implantação fornecendo informações e validando produtos  Decidem sobre mudanças e seus impactos  Comprometem-se com os prazos e resultados do projeto  Monitora o progresso do projeto com maior frequência/proximidade  Controla o escopo de forma criteriosa  Atua como facilitador, removendo impedimentos e gerenciando a relação com o cliente  Protege a equipe para assegurar foco nas atividades do projeto  Mede a performance da equipe e assegura a discussão e utilização das lições aprendidas  É responsável pelo cumprimento dos prazos acordados com o cliente  Busca de forma permanente alternativas para melhoria da qualidade e performance  Reporta o progresso dos trabalhos de forma consciente e profissional  Possui maturidade para auto-gestão, visando os objetivos de entrega  Reporta prontamente impedimentos ao bom andamento dos trabalhos
  • 38. 38 MID-Start Powered by Scrum Progress 752 762 664 619 304 264 180 104 200 100 200 300 400 500 600 700 800 900 5/3/20025/5/20025/7/20025/9/2002 5/11/2002 5/13/2002 5/15/2002 5/17/2002 5/19/2002 5/21/2002 5/23/2002 5/25/2002 5/27/2002 5/29/2002 5/31/2002 Date RemainingEffortinHours Evolução do Projeto Prazo HorasRestantes  Permite que qualquer membro da equipe obtenha entendimento rápido da situação do projeto.  O Gerente de projeto pode orientar a equipe rapidamente em função dos sinais de alerta do gráfico.  Alguns gerentes de projeto acompanham e documentam o progresso dos trabalhos através de fotos de celulares.  O gráfico deve ser atualizado antes ou logo após a reunião diária de acompanhamento. 5. Gestão do Processo de Entrega Gráfico de Evolução do Projeto
  • 39. 39 MID-Start Powered by Scrum5. Gestão do Processo de Entrega Evolução do Projeto 0% 50% 100% 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Prazo (Semanas) PercentualdeExecução Execução Prevista (baseline) Execução Projetada Curva de Evolução Gráfico de Evolução do Projeto
  • 40. 40 MID-Start Powered by Scrum5. Gestão do Processo de Entrega Evolução do Projeto 0% 50% 100% 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Prazo (Semanas) PercentualdeExecução Gráfico de Evolução do Projeto
  • 41. 41 MID-Start Powered by Scrum Paulo Parametrizar Módulo de Contas a Pagar 20 horas 28/04/08 Responsável pela atividade Descrição da atividade Prazo estimado da atividade Data estimada para conclusão da atividade Utilizar cores diferentes por recurso Parametrizar Módulo de Contas a Pagar 20 horas 28/04/2008 Parametrizar Módulo de Contas a Receber 20 horas 28/04/2008 Parametrizar Módulo de Contabilidade 30 horas 28/04/2008 Utilize blocos coloridos de papel comum e cole com fita adesiva 5. Gestão do Processo de Entrega Quadro de Atividades - Franquia
  • 42. 42 MID-Start Powered by Scrum Evolução do ProjetoAtividades Em andamento Não Planejado Impedimentos Cliente: ______________________ Concluído Progress 752 762 664 619 304 264 180 104 200 100 200 300 400 500 600 700 800 900 5 /3 /2 0 0 2 5 /5 /2 0 0 2 5 /7 /2 0 0 2 5 /9 /2 0 0 2 5 /1 1 /2 0 0 2 5 /1 3 /2 0 0 2 5 /1 5 /2 0 0 2 5 /1 7 /2 0 0 2 5 /1 9 /2 0 0 2 5 /2 1 /2 0 0 2 5 /2 3 /2 0 0 2 5 /2 5 /2 0 0 2 5 /2 7 /2 0 0 2 5 /2 9 /2 0 0 2 5 /3 1 /2 0 0 2 Date RemainingEffortinHours Data de Início: ____/____/____ Data de Conclusão: ____/____/____ Ciclo1 Quadro de Atividades - FranquiaCiclo4Ciclo3Ciclo2 XPTO Empreendimentos 01 05 08 30 07 08 5. Gestão do Processo de Entrega
  • 43. 43 MID-Start Powered by Scrum Parametrizar Módulo de Contas a Pagar 20 horas 28/04/2008 Parametrizar Módulo de Contas a Pagar 20 horas 28/04/2008 Parametrizar Módulo de Contas a Pagar 20 horas 28/04/2008 ok 24X X 16 Atividade concluída de acordo com esforço estimado Atividade concluída com esforço superior ao estimado Atividade concluída com esforço inferior ao estimado 5. Gestão do Processo de Entrega
  • 44. 44 MID-Start Powered by Scrum Responsável SituaçãoAtividade/Tarefa Prazo Data da entrega: ____/____/____01 05 08 Definir processo de compras Luiz Carlos 15/05/08 Em andamento Aprovar processo de Entrada André 12/05/08 Concluído Definir aprovação pedidos Sandra Lima 18/05/08 Em andamento Validar fluxo de manufatura Luiz Carlos 18/04/08 Atrasado Simular processo de recebimento Luiz Carlos 16/05/08 Em andamento Simular processo de Qualidade Paulo Vieira 20/05/08 Concluído Definir aprovação pedidos Sandra Lima 18/05/08 Em andamento Validar fluxo de manufatura Luiz Carlos 09/04/08 Em andamento Preparar carga pedidos Sandra Lima 09/04/08 Concluído Simular processo de estoque Luiz Carlos 16/04/08 Impedimento Definir processo Contábil Telma Almeida 20/04/08 Concluído Simular lançamentos contábeis Telma Almeida 11/04/08 Validar fluxo de faturamento Sandra Lima 09/04/08 Em andamento Atrasado 18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 Semanas Restantes X X X X 5. Gestão do Processo de Entrega Quadro de Atividades - Cliente
  • 45. 45 MID-Start Powered by Scrum Planilha de Controle 5. Gestão do Processo de Entrega Informações de Identificação do Projeto Lista de atividades e tarefas com tempos previstos Apontamento de horas e progresso dos trabalhos Planilha de Controle do Projeto Controle de Impedimentos Gráfico de Evolução do Projeto Reporte de Projetos
  • 46. 46 MID-Start Powered by Scrum Reunião de Acompanhamento  Tem duração média de 10 a 15 minutos  São a base para atualização de controles  Evitam desvios e atrasos significativos  Ajustes e correções de rumo  Realizadas diariamente 5. Gestão do Processo de Entrega Sempre que possível, devem ser realizadas em frente ao Quadro de Controle de Atividades Sempre que possível, devem ser realizadas em frente ao Quadro de Controle de Atividades
  • 47. 47 MID-Start Powered by Scrum Reuniões de Retrospectiva do Ciclo  Equipes de projeto não gostam de reuniões de revisão/retrospectiva. 5. Gestão do Processo de Entrega  Entretanto, reuniões de retrospectiva são muito importantes, pois representam oportunidade efetiva para melhoria/aprimoramento do processo.  Sem as reuniões de retrospectiva, as equipes podem continuar repetindo os mesmos erros indefinidamente.
  • 48. 48 MID-Start Powered by Scrum Reuniões de Retrospectiva do Ciclo 5. Gestão do Processo de Entrega  Prazo estimado X prazo cumprido  Esforço estimado X esforço realizado  O que foi feito de forma correta  O que poderia ser feito melhor  Melhorias que podem ser implementadas  Itens não planejados  Impedimentos enfrentados Devem ser realizadas com a presença dos membros da equipe responsáveis pela execução do ciclo e precisam abordar os seguintes itens:
  • 49. Este material é de propriedade da DATASUL S.A., sendo proibida a sua reprodução em qualquer meio, total ou parcial, sem aprovação por escrito. Todos os direitos estão reservados. A informação contida aqui é confidencial e não pode ser utilizada fora da empresa ou das franquias que fazem parte da nossa rede, não podendo ser divulgada para clientes, parceiros ou outra empresa ou indivíduo, sem o prévio consentimento de um diretor da DATASUL S.A. As opiniões expressas aqui estão sujeitas a modificação sem aviso prévio. www.datasul.com.br OBRIGADO! Pedro A. Bergo pedro.bergo@datasul.com.br