SlideShare uma empresa Scribd logo
1
MANUAL PRÁTICO PARA UTILIZAÇÃO DE
ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM
APRESENTAÇÃO
Olá!
Este pequeno manual foi desenvolvido para ajudar você a aumentar seus rendimentos
nos estudos, através da melhoria na aprendizagem. Por este motivo, o nome estratégias
de aprendizagem. Você escolherá os caminhos para aprender e as técnicas ou métodos
necessários.
Desejamos a você muito sucesso, bons estudos e excelência na aprendizagem!
Um fraterno abraço e até!
1 O QUE SÃO ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM?
Estratégia pode ser entendida como um caminho a ser adotado, com base num
conjunto de ações integradas, para se alcançar um objetivo.
Estratégia de aprendizagem diz respeito ao conjunto de técnicas que um aluno adota
para reunir, articular e manipular uma informação, de maneira a se apropriar ou construir
um conhecimento. Em outras palavras, quando você precisa ou deseja aprender alguma
coisa, precisa decidir qual o curso de ação, quais os meios e quais os recursos utilizará
para isso.
2 COMO ENTENDER AS ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM?
Existem muitas classificações de estratégias de aprendizagem. Para ajudar você a
entender as estratégias de aprendizagem, vamos utilizar a classificação que estabelece
estas estratégias como Metacognitivas e Cognitivas1
.
1
Boruchovitch, 2006.
2
2.1 Estratégias metacognitivas
As estratégias metacognitivas constituem procedimentos que o indivíduo usa para
planejar, monitorar e regular seu próprio pensamento, e avaliar se o uso das estratégias
cognitivas está produzindo os resultados esperados. Aqui entram todas as ações que
dizem respeito à estruturação do estudo e de suas condições, meditação, concentração,
organização de material, espaço e tempo, assim como controle de resultados, etc. As
estratégias metacognitivas se estabelecem ao se planejar e monitorar o estudo, bem
como regular os pensamentos e controlar os sentimentos.
Estratégias metacognitivas que você pode utilizar2
:
1) Conferir a devolutiva das atividades e dos testes (nota e comentários);
2) Ler as respostas antes de entregar a atividade ou prova;
3) Identificar dificuldades para aprender determinados tópicos ou assuntos;
4) Perceber quando não entende o conteúdo, parar e retornar mais tarde;
5) Identificar o quanto está ou não aprendendo durante o estudo;
6) Separar o material necessário ao estudo;
7) Rever as anotações feitas durante o estudo;
8) Organizar o ambiente de estudo;
9) Ir até o final de uma atividade, mesmo quando ela é difícil ou tediosa;
10) Planejar as atividades de estudo;
11) Anotar em uma agenda as atividades a serem desenvolvidas no estudo;
12) Administrar o tempo de estudo;
13) Controlar a ansiedade em momentos de avaliação;
14) Pedir ajuda aos colegas em caso de dúvidas;
15) Utilizar lembretes para recordar o que é preciso fazer;
16) Motivar-se para atividades de leitura e estudo;
17) Manter a calma diante de tarefas difíceis;
18) Tentar refazer atividades ou provas nas quais teve baixo desempenho;
19) Pedir auxílio ao professor sobre dúvidas na matéria;
20) Reunir com os colegas para estudar juntos.
Algumas técnicas de estudo relacionadas à estratégias metacognitivas:
2
Goya et al, 2017
3
Controle
Controle dos Sentimentos
Estudo em Grupo
Estudo Intercalado
Kanban
Meditação
Motivação
Organização do Espaço
Pensamento Difuso
Pomodoro
Prática Distribuída
Releitura
2.2 Estratégias cognitivas
Estratégias cognitivas dizem respeito a comportamentos e pensamentos que propiciem
um armazenamento mais eficaz da informação, ou ainda, atividades direcionadas ao
progresso cognitivo. Aqui entram todas as ações que dizem respeito à manipulação da
informação sobre o tema, leitura, escrita, desenho, verbalização, etc. As estratégias
cognitivas se estabelecem ao organizar, descrever, relacionar e elaborar informações.
Estratégias cognitivas que você pode utilizar3
:
1) Selecionar as ideias do material estudado;
2) Anotar na íntegra as explicações do professor;
3) Resumir os materiais indicados para estudo;
4) Escrever com as próprias palavras o que entendeu sobre o conteúdo
apresentado;
5) Fazer um esquema no papel (esboço, mapa ou desenho) para melhor
entendimento do conteúdo;
6) Acessar os materiais extras das aulas ou realizar atividades adicionais além das
propostas em aula;
7) Pesquisar outros materiais na internet para entender os conceitos apresentados;
8) Assistir vídeos complementares aos assuntos em sala de aula;
9) Decorar a matéria quando tem prova;
10) Identificar as ideias principais e relacioná-las através de diagramas, mapas,
resumos ou desenhos;
11) Criar perguntas sobre o assunto que está estudando e tentar responde-las;
12) Elaborar perguntas e respostas sobre o assunto estudado.
Algumas técnicas de estudo relacionadas à estratégias cognitivas:
3
Goya et al, 2017
4
Áudio
Autoexplicação
Cornell (Método)
Fichamentos
Flashcards
Feynmann (Método)
Grifar
Interrogação Elaborativa
Leitura Dinâmica
Mapa Mental
Memorização
Mnemônicos
Resumos
Robinson (Método)
Sugestopedia (Método de
Lozanov)
Teste Prático
Visualização
Enquanto as estratégias cognitivas dizem respeito ao processo de aprendizagem, as
estratégias metacognitivas dizem respeito à estrutura deste processo, considerando seu
planejamento, organização e controle.
3 COMO UTILIZAR AS ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM?
Estabelecemos três passos práticos para você implementar as estratégias de
aprendizagem: tema, estrutura e processo. A ideia principal é verificar suas
necessidades e a temática a ser estudada. Depois desta etapa, verificar quais as
estratégias metacognitivas e as estratégias cognitivas a serem combinadas.
1) Tema - o primeiro passo para adotar uma estratégia de aprendizagem é saber o que
você quer ou precisa aprender. É preciso refletir e determinar qual a matéria ou tipo de
conteúdo você vai estudar. Definir objetivo e necessidades.
2) Estrutura do processo - uma vez definido o conteúdo e, portanto, seu objetivo
(aprender o determinado tema), é chegado o momento de definir quais suas
necessidades pessoais e recursos disponíveis. Qual o seu nível de motivação, seus
pensamentos a respeito, como vai estudar este conteúdo e por quanto tempo, bem
como fará o controle deste aprendizado. Esta parte está relacionada ao campo
metacognitivo e possui técnicas específicas. Selecionar as estratégias e técnicas no
item 2.1.
3) Processo - o terceiro passo é definir o processo, escolhendo quais as técnicas de
estudo mais adequadas ao tema e como combiná-las. Aqui encontramos as etapas
cognitivas do processo. A partir desta etapa, basta se programar e começar os estudos.
5
4 QUAIS AS TÉCNICAS DE ESTUDO?
As técnicas de estudo estarão dispostas em ordem alfabética, contendo ao seu lado a
letra C (relacionada à estratégia cognitiva) ou a letra M (relacionada à estratégia
metacognitiva)
4.1 ÁUDIO - C
A tecnologia é uma potente aliada para melhorar
o seu desempenho nos estudos. Atualmente é
possível fazer gravações de aulas com o próprio
celular ou gravar a leitura de um resumo para
estudos. Tudo isso, sem contar os inúmeros
audiobooks disponíveis na Internet. Pessoas
auditivas, ou seja, pessoas capazes de reter a
informação que escutam, podem aplicar esta técnica. Contudo, é importante estar
concentrado para utilizar este recurso com sucesso. O interessante é que essa técnica
pode ser utilizada em diversas situações, tais como no trânsito, fazendo caminhadas ou
mesmo na espera por uma consulta.
Aprenda a estudar com áudio: https://www.youtube.com/watch?v=1NxBNHILnYA
4.2 AUTOEXPLICAÇÃO - C
A autoexplicação parte do princípio de que a dúvida
é um elemento fundamental no aprendizado. Foi
com base nisso que esta técnica se tornou
reconhecida. A perspectiva de identificar as
dúvidas que surgem durante a leitura se consolida
na medida em que explicamos o que lemos. A
autoexplicação ocorre quando, a partir da leitura,
você elabora perguntas sobre o conteúdo e tenta
explicar para si próprio. Ao duvidar, responder e
resumir conteúdos, você estabelece uma autoexplicação, o que pode ser considerado
uma leitura interativa. Isso vai muito além de uma simples passada de olhos nos livros
e cadernos e afasta a ideia de decorar o conteúdo, possibilitando sua apreensão.
Aprenda a autoexplicação: https://www.youtube.com/watch?v=TVHUs67kwRk
6
4.3 CONTROLE DE SENTIMENTOS - M
Às vezes nos deparamos com situações de pressão ou
momentos difíceis. Nestes momentos percebemos que
o controle emocional faz toda a diferença. São as
emoções e sentimentos bem controlados que nos
permitem a agir na direção correta, sobretudo quando
se trata de estudos. O controle emocional pode ser
entendido como a nossa habilidade de lidar com os
próprios sentimentos, buscando o equilíbrio entre
razão e emoção. Alguns fatores para você considerar
ao buscar controlar seus sentimentos:
 Tempo - para controlar seus sentimentos e não deixar que eles te controlem, você
precisa comprar tempo. Tempo para o seu racional entrar em jogo e analisar a
situação antes que apenas o seu lado emocional tome as decisões.
 Respiração - antes de responder aquela prova difícil, pare e conscientemente preste
atenção na sua respiração. Dessa forma você vai oxigenar o seu corpo e repensar
em como irá responder.
 Conhecimento - quando estiver com um sentimento forte procure nomear ele, se
pergunte quando você geralmente sente isso e qual a sensação física. Você só sabe
lidar com aquilo que você conhece, portanto é um ótimo começo saber O QUE você
sente e aí sim buscar como diminuir a sua intensidade.
 Distanciamento - principalmente no momento da raiva, a melhor saída é se afastar,
tomar uma água, pedir licença e sair daquele ambiente. Não fuja dos problemas, mas
em alguns casos é melhor você pensar em outra coisa, espairecer para depois tomar
a melhor decisão. Evite ficar com pessoas negativas, depreciativas e intempestivas.
 Vida equilibrada - pessoas com bom controle emocional tem não só uma mente
equilibrada, mas uma vida em equilíbrio. Faça um esporte, atividade física, algo
artístico, algum hobby que te traga essa satisfação genuína e sirva como um
equilíbrio para os dias difíceis no trabalho.
 Liberdade - permita-se sentir, sentimentos reprimidos podem trazer doenças ou se
demonstrarem de forma descontrolada em um outro momento. Se uma emoção foi
desencadeada é para ela ser sentida mas tire da sua mente que você é as emoções
que sente.
Aprenda a controlar os sentimentos: https://www.youtube.com/watch?v=nP4w9Mgj1Ak
7
4.4 CORNELL (MÉTODO) - C
Este método foi desenvolvido pelo Prof. Walter
Pauk na Universidade de Cornell em 1940. Trata-se
de um método centrado na produção de
conhecimento, proporcionando envolvimento ativo
do estudante. Consiste em um conjunto de quatro
etapas básicas:
 Faça anotações - escreva frases curtas ou faça
um resumo em tópicos extraindo as principais
ideias do conteúdo. Crie desenhos, use fotos,
imagens, gráficos ou cronogramas para envolver
o visual com a leitura, tornando-o mais atrativo.
 Reduza as anotações - depois de fazer suas anotações na área principal, parta para
a segunda parte, na qual você irá realizar uma escrita mais dinâmica, destacando
apenas ideias centrais, termos e palavras gatilho que ajudarão você a lembrar das
anotações na área principal. Esta parte é o seu guia de estudo.
 Reflita sobre as anotações - nesta terceira etapa, você realizará o sumário do
conteúdo: escreva o assunto que está sendo estudado (tema), os pontos principais
e coloque a data e o local. Uma dica para elaborar esta etapa é recitar ou fazer
perguntas para si em voz alta sobre o conteúdo.
 Faça uma revisão – por fim, revise todas as suas anotações. Se você é capaz de
recordar as informações do conteúdo estudado através da leitura desta página, você
estará pronto para passar para a próxima. Caso não consiga, volte e revise suas
anotações.
Aprenda a aplicar o método Cornell: https://www.youtube.com/watch?v=h-ndJRSGrrM
4.5 ESTUDO EM GRUPO - M
Uma alternativa viável para quem deseja ter
momentos de aprendizado adicionais e
variados é se juntar a colegas para estudar.
Essa forma de estudo proporciona diversas
vantagens a seus participantes. O estudo
em grupo constitui uma oportunidades para
revisar matérias vistas durante as aulas.
Em grupo, além de repassar o conteúdo, é
8
possível realizar a leitura e análise mais atenta de textos, livros e outros materiais. O
estudo em grupo permite que cada indivíduo possa tentar esclarecer suas dúvidas,
contando com a ajuda de amigos e se concentrar, fazendo do estudo um agradável ritual
com seus colegas. Cabe salientar que cada participante do grupo leva consigo seu
modo de pensar e o estudo em grupo é a oportunidade ideal de compartilhar isso e
permitir que outros possam se beneficiar por ideias que facilitem os estudos e tirem
dúvidas. A descontração do ambiente de estudo em grupo ainda promove um
relaxamento atípico de momentos de estudos, que costumam ser mais estressantes e
exaustivos.
Aprenda a fazer estudo em grupo: https://www.youtube.com/watch?v=JHMvqr_iRDY
4.6 ESTUDO INTERCALADO - M
O estudo intercalado é o que pode ser
chamado de rotação de matérias.
Pesquisas concluíram que a intercalação
tem utilidade maior em aprendizados
envolvendo movimentos físicos e tarefas
cognitivas como ciências exatas. O principal
benefício da intercalação é fazer com que a pessoa consiga manter-se mais tempo
estudando. A ideia principal é que você monte um roteiro de estudos intercalando
matérias de áreas diferentes.
Aprenda a fazer o estudo intercalado: https://www.youtube.com/watch?v=aoJ27v_1jMY
4.7 FEYNMANN (MÉTODO) - C
Richard Feynmann, ganhador do Prêmio
Nobel de Física em 1965, desenvolveu uma
técnica simples que ele garantia se aplicar a
qualquer assunto. O método desenvolvido por
Feynmann parte do princípio de que é preciso
compreender o assunto para depois estruturar
a ideia e poder memoriza-lo. O método é constituído por quatro passos simples:
 Escolha um tema ou assunto – o primeiro passo consiste em decidir sobre o que
aprender ou ensinar. Anote o assunto ou conceito escolhido no alto da página e liste
9
tudo o que você sabe sobre o tema. Sempre que possível anote tudo o que lembrar
relacionado ao assunto. Opte por utilizar palavras e termos simples, escreva como
se estivesse escrevendo para alguém leigo ou até mesmo uma criança. Evite termos
rebuscados e sofisticados. Usar um vocabulário básico vai facilitar o seu
entendimento e o desenvolvimento do texto.
 Ensine para uma criança – nesta etapa você resgata a questão de lecionar para
alguém completamente leigo. Por este motivo, é importante fazer referência às
crianças, que normalmente tem um vocabulário simples. Recorra a um padrão de
comunicação básica. Ao ensinar observe as práticas: (a) produza um material bem
lúdico apenas com o mais importante e prioritário; (b) escreva um resumo do que
será apresentado de forma simples. Desta maneira, você desenvolve as habilidades
da escrita e da didática.
 Identifique dúvidas e dificuldades – conforme você tenta explicar o assunto para
si mesmo ou para outra pessoa, ficam claras as dificuldades e os pontos específicos
que não se fixaram tão bem. Essas lacunas no aprendizado surgem naturalmente e
podem ser reparadas com revisões e pesquisas adicionais. Selecione o conteúdo
que você perceber como relevante para ser revisito. Faça novas consultas às suas
fontes de informação, até que sinta pleno domínio do tópico. No momento em que
todas as dúvidas sobre o assunto e os conceitos relacionados forem dirimidas, o nível
de aprendizado terá sido satisfatório.
 Revise e simplifique – depois de passar por todas essas etapas, revise o que
escreveu e simplifique. Desenvolva analogias para explicar o tema, isso ajuda a fixar
o assunto e é a prova de que você está realmente dominando este tema. Certifique-
se novamente de que sua apresentação está clara, sucinta e de que não usou
nenhum jargão ou termo complexo associado com o tema que está estudando. Leia
seu resumo em voz alta.
Aprenda a aplicar o método Feynmann: https://www.youtube.com/watch?v=t_B3Tb8nc30
4.8 FICHAMENTO - C
O fichamento é uma técnica muito antiga,
difundida e utilizada no período em que não
havia internet. Naquele período, as pessoas
consultavam enciclopédias ou iam à
bibliotecas para poder saber mais sobre um
assunto. Para evitar o desgaste e as idas e
10
vindas, as pessoas faziam fichamentos sobre os assuntos. Os fichamentos são resumos
de um certo tipo de assunto, organizado. Geralmente eram feitos em fichas de papel.
Esses resumos tem informações catalográficas sobre a obra, pessoas importantes,
termos e palavras-chave. Escolha uma disciplina e anote o que você considerar
relevante de forma que, quando revisar, não precise ler todo o conteúdo novamente, o
seu fichamento servirá de guia.
Aprenda a fazer um fichamento: https://www.youtube.com/watch?v=2qSZiPybT0o
4.9 FLASHCARDS - C
O flashcard é uma técnica que pode ser
traduzida como um cartão de memória e serve
para fazer revisão. Sua relação com os
estudos pode ser entendida a partir de sua
tradução, flash - rápido/instantâneo e card -
cartão. Os flashcards são lúdicos e funcionam
como fichas em que as perguntas são escritas
na frente e as respostas são escritas atrás. É importante que cada cartão contenha
apenas uma informação ou pergunta. Os cartões também pode conter imagens, sons
ou sentenças. É importante que você faça seu próprio cartão de estudo, pois no
momento que você cria um novo cartão, treina o seu cérebro para assimilar aquela
informação quando precisar dela novamente.
Aprenda a utilizar os flashcards: https://www.youtube.com/watch?v=A5ezO8ULybU
4.10 GRIFAR - C
Esta técnica é muito utilizada devido a
simplicidade de aplicação. A técnica pode ser
utilizada para destacar palavras chaves em um
texto, buscando uma melhor compreensão,
memorização e organização das ideias.
Aprenda a grifar: https://www.youtube.com/watch?v=ITXyCfcZkfk
11
4.11 INTERROGAÇÃO ELABORATIVA - C
A técnica de interrogação elaborativa consiste
em criar explicações que justifiquem a
veracidade dos fatos apresentados no texto.
Esse tipo de técnica requer esforço criativo do
cérebro, uma vez que busca a compreensão das
causas de um determinado fato a partir da
investigação de suas origens. Você pode se
concentrar em perguntas como “Por quê?” (buscando as causas), em vez de “O quê?”
(buscando meramente a descrição). A interrogação elaborativa constitui um excelente
diferencial na hora de responder redações e questões discursivas.
Aprenda a fazer interrogação elaborativa:
https://www.youtube.com/watch?v=VdUgxCRqppM
4.12 KANBAN - M
O Kanban consiste num sistema
de gestão visual para controle
de tarefas e fluxos de trabalho,
tomando como base um quadro
com colunas e cartões que
reflete o status das atividades
necessárias ao comprimento do
objetivo. Sugere-se utilizar post-its ou aplicativos digitais para indicar o fluxo das
atividades a serem realizadas. O fluxo vai mostrar as atividades a serem realizadas, as
que estão em andamento e as que já foram concluídas. Independentemente do método
escolhido, você deve criar um quadro com 3 colunas. Na primeira coluna, você escreve
o que você deve fazer, na segunda o que você está fazendo e na terceira o que já foi
feito. O objetivo do quadro é organizar seus estudos, de maneira que você possa ter um
panorama do que está pendente e do que já foi concluído.
Aprenda a fazer Kanban: https://www.youtube.com/watch?v=LXlBeSurdvM
12
4.13 LEITURA DINÂMICA - C
A leitura dinâmica é uma técnica que tem como
objetivo aumentar a velocidade de leitura a partir
de processos de exercícios sequenciais e
repetitivos, sem perder a qualidade da leitura e a
compreensão. Para ler de forma dinâmica, você
precisa fotografar palavras, blocos de palavras ou
frases inteiras, e não as sílabas, a leitura deve ser feita em blocos. A ideia básica é
forçar a passagem dos olhos sobre o texto, evitando a vocalização. No início, a leitura
parecerá incômoda e a absorção será baixa, mas com a prática a absorção do conteúdo
aumenta e a velocidade de leitura também.
Aprenda a fazer leitura dinâmica: https://www.youtube.com/watch?v=_UpHS-GYOvo
4.14 MAPA MENTAL - C
Mapas mentais são ótimos para pessoas
mais visuais, ou seja, pessoas que assimilam
as coisas relacionadas com imagens.
Formalizado nos anos 70 pelo escritor inglês
Tony Buzan, o mapa mental organiza
matérias em um diagrama. Com o mapa
mental fica mais fácil revisar o conteúdo,
lembrar das conexões entre os assuntos.
Comece elegendo um tema central. Em
seguida, você conecta esse assunto principal
a tópicos descritivos relacionados. Para fazer os mapas mentais são utilizadas palavras,
imagens, frases, setas, e normalmente várias cores.
Aprenda a fazer mapas mentais:
https://www.youtube.com/watch?v=m1qW0wPJV1M&t=29s
13
4.15 MEDITAÇÃO - M
Se você tem ansiedade, esta técnica que pode lhe ajudar
muito. A prática da meditação permite colher os bons
resultados em termos de concentração e autocontrole. É uma
das técnicas de estudo mais indicada por especialistas, uma
vez que seu intuito é de esvaziar a mente de pensamentos
nocivos que podem atrapalhar a absorção de informações e
a construção de novos conhecimentos. Não se trata de
atividade exotérica ou religião, mas de uma atividade simples
como sentar em uma cadeira, fechar os olhos e prestar
atenção na sua respiração ou deitar numa cama, fechar os olhos, e respirar profunda e
pausadamente focando em uma música relaxante. Trata-se de uma prática e precisa de
continuidade para dar resultado. No início, assim como toda atividade, pode ser um
pouco difícil, mas com o tempo ficará mais fácil e lhe ajudará com o foco e a
concentração.
Aprenda meditação: https://www.youtube.com/watch?v=gxXZCl4vA-g
4.16 MEMORIZAÇÃO – C
O excesso de estímulos não é a única razão pela
qual estamos ficando cada vez mais esquecidos, o
problema também está ligado a uma dependência
cada vez maior da tecnologia, que substitui
recordações naturais por artificiais. São comuns
situações em que precisamos de um dado num certo
momento e este não está disponível pois acabou a
bateria do celular ou do notebook. A melhor forma
de reconquistar a capacidade de reter informações “organicamente” é apostar numa
rotina saudável e em exercícios frequentes para o cérebro. Mas existem alguns macetes
que podem facilitar, como por exemplos: Construa um palácio da memória, essa técnica
consiste em usar a memória espacial para gravar nomes, fatos ou listas; técnica do
encadeamento, serve para guardar elementos numa determinada ordem, criando uma
frase narrativa com eles; fazer conexões entre informações novas e velhas, quanto mais
conexões você fizer com os seus conhecimentos prévios, mais facilmente gravará uma
novidade.
Aprenda a memorizar: https://www.youtube.com/watch?v=diClqZFHeeU
14
4.17 MNEMÔNICOS - C
Essa técnica refere-se a
memorização através de
palavras formadas para
remeter-se a um conceito ou
descrição. Segundo o dicionário
Houaiss, mnemônico é algo
relativo à memória; que serve para desenvolver a memória e facilitar a memorização;
fácil de ser lembrado; de fácil memorização. É muito comum ver o uso de mnemônicos
com as primeiras letras ou sílabas para decorar os fundamentos, princípios. O estudo
da Psychological Science in the Public Interest mostrou que os mnemônicos só são
efetivos quando as palavras-chaves são importantes e quando o material estudado inclui
palavras-chaves fáceis de memorizar.
Aprenda a fazer mnemônicos: https://www.youtube.com/watch?v=lFHtX5l8dUs
4.18 MOTIVAÇÃO - M
Motivação” vem de “motivo”, que vem do
Latim MOTIVUS, “o que impele, o que
move”, de MOTUS, particípio passado de
MOVERE, “impelir, colocar em
movimento”. Veja que interessante, a
origem da palavra motivação é motivo, ou
seja, para que você consiga ter motivação
você precisa de um motivo. Você não realiza qualquer atividade sem um motivo. Seus
objetivos são validados pelos seus motivos. Portanto, você só estará motivado para
estudar se você tiver objetivos bem definidos.
Tenha metas de estudo. Muitas vezes, o que precisamos é estabelecer desafios. Uma
estratégia é definir como meta quantos tópicos serão estudados por dia ou quantos
exercícios terá que resolver. Assim, você se compromete a cumprir o que estipulou e se
engaja mais com os conteúdos.
Supere o tédio e a procrastinação. Ficar, todos os dias, diante de livros e cadernos é
cansativo. O tédio bate e a vontade de não dar sequência aos estudos é grande. Para
15
animar, a dica é se valer de algumas técnicas, como usar música para estudar, ou de
meios interativos, como aplicativos, sites ou videoaulas.
Mantenha o seu objetivo muito esclarecido. Tenha em mente que seu esforço terá um
resultado futuro. Para ter motivação para estudar, deixe esse planejamento em um local
fácil de ver, como a porta do guarda-roupa, um mural próximo da escrivaninha ou até a
geladeira. Desse modo, você sabe o que é preciso repassar por dia, faz as revisões,
acaba se acostumando com essa rotina e passa até mesmo a estudar mais em menos
tempo.
Foque no sucesso futuro e não nas dificuldades, por isso, olhe para o futuro e foque no
quanto é preciso estudar para tirar uma nota alta nas provas. Com isso, você tem
motivação e consegue se planejar melhor para fazer as leituras, exercícios e simulados.
Reconheça as suas vitórias, mesmo que sejam pequenas, dê valor para cada vitória
que você conquista. Conseguiu fazer uma boa redação, terminou o simulado em um
tempo adequado ou dominou aquele assunto mais complicado? Comemore e perceba
o quanto você tem potencial para alcançar tudo o que deseja.
Estude em um lugar agradável e confortável, isso será fundamental para manter a rotina
de estudos. Mesmo porque é em seu ambiente de estudo que você passará a maior
parte de seu dia. Portanto, crie um lugar com sua cara e sua identidade. Faça dele um
espaço confortável, ilumine-o bem e acrescente a ele uma decoração que faça seu
estilo. Tudo isso irá te fazer gostar de ir para esse lugar todas as manhãs quando se
levantar e deixará sua rotina de estudos mais leves e muito mais eficiente.
Aprenda a se motivar para os estudos: https://www.youtube.com/watch?v=lMGb4Q00ncc
4.19 ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO - M
A organização do espaço de estudo é fundamental
para conquistar um bom desempenho, melhorar a
gestão do tempo e evitar a perda de materiais. Desse
modo, o objetivo dessa técnica é estabelecer um
ambiente agradável que auxilie o estudante a manter
o foco. Isso contribui, principalmente, para diminuir as
distrações e para facilitar o gerenciamento das
inúmeras técnicas de aprendizagem. Porém, antes de
partir para a organização, é preciso considerar todas as atividades acadêmicas e
determinar qual será o tempo reservado para ver cada uma delas. Isso permite elencar
16
prioridades e equilibrar as tarefas, promovendo a produtividade e a melhora da
performance geral nos estudos.
Aprenda a organizar o espaço de estudos:
https://www.youtube.com/watch?v=aKZ81-ZWXtI
4.20 PENSAMENTO DIFUSO - M
Caracterizado por um modo relaxado de
repouso neural, eficiente para visão
panorâmica, fazer conexões
inconscientemente e aprender conceitos
novos e criação, o modo difuso é pouco
explorado no aprendizado e nos negócios,
mas é essencial para a resolução de “novos”
problemas. Está associado à visão global ou visão de contexto ou visão de helicóptero.
É acessado quando você relaxa a mente e a deixa vagar “além fronteiras”. Trabalha
silenciosamente em segundo plano, “o tempo todo”. Relaciona conceitos recém
trabalhados pelo modo focado a outros conceitos armazenados na nossa memória de
longo prazo. Pode trazer uma solução para um problema formulado no modo focado de
pensar.
Para a sua mente entrar no modo difuso, identificar novos padrões e resolver novos
problemas, você precisa relaxar e deixar a sua mente ficar livre para descobrir novos
caminhos mentais e depois redirecioná-la para o modo focado. Existem muitas formas
de ativar o modo difuso de forma deliberada, veja exemplos:
 Caminhar – estudos sobre os hábitos de inventores e inovadores mais conhecidos
descobriram que todos eles tinham uma coisa em comum: faziam caminhadas.
 Fazer pausas – se você estiver envolvido em um projeto que requer pensamento
criativo ou solução inovadora de problemas, faça pausas e pare de pensar no que
quer que esteja pensando; isso parece estranho, mas o que já se aprendeu sobre o
nosso modo de pensar difuso, isso faz todo o sentido; quando chegar a um ponto
em que você não está mais progredindo no que você está trabalhando no modo
focado, faça uma pausa e mova-se para outra coisa, ou melhor ainda, ajustar seu
temporizador por dez minutos, incline-se para trás e deixe sua mente sonhar
acordada!
 Meditar – comece encontrando uma posição confortável, relaxe o seu corpo e
configure um temporizador por um curto período de tempo; o objetivo aqui, é estar
17
ciente dos pensamentos ou experiências que surgem e permanecer em um estado
de atenção para eles; sem selecionar, julgar ou concentrar-se em qualquer
pensamento, você se permite estar ciente das coisas em que sua mente está
“pulando”; é uma prática de ser um observador e não um controlador de seus
pensamentos; a ideia neste tipo de exercícios não é você encontrar uma ideia
inovadora, mas fortalecer a sua capacidade de permitir saltos de ideias e criar mais
associações.
Existem muitas formas de ativar o modo difuso de forma deliberada, tais como: correr,
nadar, dançar, dirigir, desenhar, pintar, tomar banho, orar, tocar uma música, dormir,
jogar, navegar na internet, conversar, andar, ler, enviar uma mensagem para um amigo,
assistir um filme, e assim por diante. Dormir é a “terra do pensamento difuso”; é uma
boa forma de fazer o seu cérebro pensar livremente sobre um problema que você quer
resolver ou trabalhar de forma criativa; o sono usa o modo difuso de pensar e permite
atingir um nível de compreensão mais elevado.
4.21 POMODORO - M
É uma técnica que intercala estudo com
descanso, promovendo um maior foco uma vez
que o cérebro não consegue manter-se
concentrado por muito tempo. Os intervalos de
relaxamento durante o período de estudo permite
que haja uma maior absorção do conteúdo
estudado. O método é usado da seguinte maneira: a cada 25 minutos de estudo, 5
minutos de descanso. É necessário usar um cronômetro ou alarme para medir o tempo.
Aprenda a aplicar a Técnica Pomodoro: https://www.youtube.com/watch?v=YI9oxHGf6iE
4.22 PRÁTICA DISTRIBUÍDA - M
Essa prática pode ser entendida como a
distribuição do estudo em pequenos períodos ao
longo do dia, intercalando com períodos de
descanso. Por exemplo, uma hora de manhã, uma
hora à tarde e outra hora à noite. Pesquisas
mostram que o tempo ótimo de distribuição das sessões de estudo é de 10% a 20% do
período que o conteúdo precisa ser lembrado. Por essa conta, se você quer lembrar
18
algo por cinco anos, você deve espaçar seu aprendizado a cada seis meses. Se quer
lembrar por uma semana, deve estudar uma vez por dia.
Aprenda a fazer prática distribuída: https://www.youtube.com/watch?v=F-VsWuDJz8A
4.23 RELEITURA - M
É uma técnica muito utilizada principalmente em textos
densos, com conteúdos de difícil compreensão, que
apresentam uma leitura massiva. Normalmente o uso
dessa técnica é conciliada com outras como a de
grifar. O ideal é que a releitura aconteça
imediatamente depois de ler, por diversas vezes.
Aprenda a fazer releitura: https://www.youtube.com/watch?v=ayh0u_oxVqA
4.24 RESUMOS - C
É uma das técnicas intuitivas de aprendizagem mais
tradicionais, trata-se de resumir os pontos mais
importantes de um texto com as principais ideias.
Essa técnica é mais útil para provas escritas, mas não
tanto para provas objetivas. A técnica de resumir é
considerada mais eficiente do que grifar e reler textos,
podendo ser uma estratégia efetiva para estudantes
que já são hábeis em produzir resumos.
Aprenda a fazer resumos: https://www.youtube.com/watch?v=20ZJoN0DiTA
4.25 ROBINSON (MÉTODO) - C
Trata-se de um método em que o conteúdo
que se pretende aprender passe por algumas
etapas: A primeira é a de Explorar o material
sobre o assunto que deseja aprender. A
segunda é anotar as Dúvidas sobre o
assunto, na terceira etapa é realizada a leitura do conteúdo selecionado com afinco de
responder as dúvidas iniciais; a próxima etapa é a Rememoração, onde é feita a releitura
19
do conteúdo sem pensar na aplicação. A última etapa é a de Repassar o conteúdo,
explicado a si mesmo ou para outros os principais conceitos.
Aprenda o método Robinson: https://www.youtube.com/watch?v=zzRmBUi9EKg
4.26 SUGESTOPEDIA (MÉTODO DE LOZANOV) – C
Na década de 1960. o psiquiatra e educador
Giorgi Lozanov desenvolveu um método que
chamou de Sugestopedia (fusão dos termos
sugestão + pedagogia). Lozanov constatou que
o indivíduo estando com sua mente em estado
de relaxamento é mais propício a absorver
informações, concentrar-se e potencializar seu aprendizado, do que aquele exposto à
pressão, medo, euforia ou estados psicológicos negativos. Lozanov verificou também
que a música, com 60 a 70 batidas por minuto, estimula as ondas cerebrais alfa, e é
ideal para harmonizar e tranquilizar o corpo e a mente. O objetivo da técnica é chegar a
um estado chamado de "vigília relaxada", onde estamos mais propícios a aprender, pois
nosso cérebro está melhor condicionado para isso. O método que utiliza a sugestão
como um facilitador para a aprendizagem. Neste método o aluno deve buscar um
ambiente confortável, alegre e iluminado. Todo o processo ocorre ao som de música
barroca em quatro passos:
 Relaxamento – no primeiro momento deve-se buscar relaxar, fazer exercícios de
respiração. É aconselhável como os da Yoga.
 Concerto ativo – num segundo momento vem a fase da leitura do material por um
período de 20 minutos.
 Concerto passivo – no terceiro momento deve-se fechar os olhos e focar apenas
na música.
 Revisão do material – deve-se dar uma última olhada no material antes de dormir,
pois o sono facilita a sugestão ao cérebro.
Aprenda a aplicar o método de Lozanov: https://www.youtube.com/watch?v=GtPyeB-
VVH4
20
4.27 TESTE PRÁTICO - C
O teste prático é similar aos simulados,
porém são feitos pelos próprio
estudante, nele tem-se a oportunidade
de explorar todas as dúvidas sobre um
conteúdo. As dúvidas devem ser
anotadas por bloco e para respondê-las deve-se utilizar várias fontes de conhecimento
até que uma resposta satisfatória seja encontrada. A eficácia da técnica está em
economizar tempo e agir diretamente nas áreas em que os alunos sentem mais
dificuldade de aprender.
Aprenda a fazer testes práticos: https://www.youtube.com/watch?v=g1igaSkf57U
4.28 VISUALIZAÇÃO - C
Consiste na capacidade criativa do aluno
em transformar textos em imagens
mentais para conectar-se a alguma
informação. Os pesquisadores pediram
que estudantes imaginassem figuras
enquanto liam textos. O resultado foi
positivo em relação à memorização de frases, para textos mais longos a técnica não é
muito efetiva.
Aprenda a fazer visualização: https://www.youtube.com/watch?v=sVHL6CX69Q0
21
REFERÊNCIAS
ALMEIDA, Universidade Veiga de. Cinco métodos de estudo que melhoram o aprendizado. O
Globo Sociedade [online]. São Paulo: O Globo, 16 jan. 2018. Disponível em:
<https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/guiaenem/cinco-metodos-de-estudo-que-
melhoram-aprendizado-22294234>.
ATANASOVA, Simona Steliyanova. Os espaços de aprendizagem no ensino de português
língua estrangeira (PLE): descrição, análise e propostas. [dissertação] Salamanca: Univerdad
de Salamanca, 2020. Disponível em: <https://gredos.usal.es/handle/10366/143800>.
BORUCHOVITCH, E. Estratégias de aprendizagem: uma análise à luz das variáveis
demográficas e motivacionais. 2006. Tese (Livre Docência) – Faculdade de Educação,
Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.
BOSCO, Júlio. 4 etapas para aplicar o método Cornell nos estudos. [site] Faz Educação &
Tecnologia, 28 ago. 2019. Disponível em: <https://www.fazeducacao.com.br/post/aplicar-o-
metodo-cornell-nos-estudos>.
CABRERA, Mônica. Técnica Feynmann: veja o passo a passo e exemplos do método de
estudo. [site] ViaCarreira, 30 jul. 2020. Disponível em: <https://viacarreira.com/tecnica-
feynman/>.
CAROLINA, Nádia. As 5 melhores Técnicas de Estudo: aprenda com mais eficiência!
Estratégia Concursos [online], 15 abr. 2019. Disponível em:
<https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/melhores-tecnicas-de-estudo/>.
CERS. As 10 melhores técnicas de aprendizagem e fixação de conteúdo. CERS Cursos
Online [online], 14 ago. 2014. Disponível em:
<https://cers.jusbrasil.com.br/noticias/133666308/as-10-melhores-tecnicas-de-aprendizagem-e-
fixacao-de-conteudo>.
ESTACIO, Equipe. 6 dicas certeiras para manter a motivação para estudar. Blog Estácio, 05
dez. 2020. Disponível em: <https://blog.estacio.br/estude-na-estacio/motivacao-para-
estudar/?gclid=Cj0KCQjwpreJBhDvARIsAF1_BU1RPe2r1rGhsTqlhfKmNsXNA3TAw_06TnVYQ
mk_5BdGmulXiM8n0cEaApo_EALw_wcB>.
ESTÁCIO. Técnicas de estudo: separamos 10 opções para aumentar sua performance. Blog
Estácio: Estude na Estácio [online]. Rio de Janeiro: Estácio, 19 mai. 2020. Disponível em:
<https://blog.estacio.br/estude-na-estacio/tecnicas-de-estudo/>
GALVÃO, Afonso; CÂMARA, Jacira; JORDÃO, Michelle. Estratégias de aprendizagem:
reflexões sobre universitários. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 93, p. 627-644,
2012. Disponível em:
<https://www.scielo.br/j/rbeped/a/gjHbgzYwHTj3CqjJVBPdBDM/?format=pdf&lang=pt>.
GASPARINI, Cláudia. 8 técnicas para memorizar qualquer coisa. Super Interessante: Ideias
[online], 14 fev. 2020. Disponível em: <https://super.abril.com.br/ideias/8-tecnicas-matadoras-
para-memorizar-qualquer-coisa/>.
GOYA, Denise et al. O uso de estratégias de aprendizagem cognitivas e metacognitivas na
disciplina semipresencial de processamento da informação. In: Anais dos Workshops do
Congresso Brasileiro de Informática na Educação. 2017. p. 1079. Disponível em:
<http://www.br-ie.org/pub/index.php/wcbie/article/view/7497/5292>.
KOLKER, André. 14 técnicas de estudo para concurso que você deve conhecer. Folha
Dirigida: Blog [online], 17 mai. 2021. Disponível em: <https://folhadirigida.com.br/blog/definir-
melhor-tecnica-estudo/>.
22
MACIEL, Ana Cecília de Medeiros; SOUZA, Liliane Ferreira Neves Inglez de e DANTAS,
Marilda Aparecida. Estratégias de estudo e aprendizagem utilizadas pelos alunos do Ensino
Médio. Psicol. Ensino & Form. [online]. 2015, vol.6, n.1, pp. 14-32. ISSN 2177-2061.
Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2177-
20612015000100003>.
MARQUES, José. Lozanov e a aceleração da aprendizagem. [site] Administradores.com:
artigos, 31 mar. 2011. Disponível em: <https://administradores.com.br/artigos/lozanov-e-a-
aceleracao-do-aprendizado>.
MUNOZ, Sara. 3 estratégias de aprendizagem para alunos do ensino superior. D2L: blog
[online], 26 fev. 2020. Disponível em: <https://www.d2l.com/pt-br/blog/estrategias-de-
aprendizagem/>.
PICCINI, Leandro. 5 técnicas de motivação para estudar (mais bônus). Professor Piccini, 08
jun. 2015. Disponível em: <https://estudareaprender.com/tecnicas-de-motivacao-para-estudar/
ROSESTEIN, Lígia. As 8 dicas infalíveis para manter o controle emocional. Escola Conquer:
Inteligência Emocional [blog], 25 out. 2021. Disponível em:
<https://escolaconquer.com.br/blog/as-8-dicas-infaliveis-para-controle-emocional>.
SOARES, Pedro. Métodos de estudo: os 7 melhores (técnicas de estudo). Clipping Blog
[online], 29 mai. 2020. Disponível em: <https://blog.clippingcacd.com.br/educacao/metodos-de-
estudo/#pensamento>.
UFSM. Técnicas de estudos em tempos de isolamento social. Santa Maria: UFSM/CAED,
2020. Disponível em: <https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/391/2020/04/T%C3%A9cnicas-
de-estudos-em-tempos-de-isolamento-social.pdf>.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História de Goiás
História de GoiásHistória de Goiás
História de Goiás
profrogerio1
 
Histórico sobre o início da agricultura
Histórico sobre o início da agriculturaHistórico sobre o início da agricultura
Histórico sobre o início da agricultura
Alex Samuel Rodrigues
 
Complexo agroindustrial cai
Complexo agroindustrial   caiComplexo agroindustrial   cai
Complexo agroindustrial cai
Vinicius Coelho
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
Artur Lara
 
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do TrabalhoCapítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
África- "As duas áfricas"
África-  "As duas áfricas"África-  "As duas áfricas"
África- "As duas áfricas"
Rodrigo Baglini
 
Uberização
UberizaçãoUberização
Planejamento de Metas e Objetivos
Planejamento de Metas e Objetivos Planejamento de Metas e Objetivos
Planejamento de Metas e Objetivos
Mulher Gold
 
Mercantilismo e colonização
Mercantilismo e colonização Mercantilismo e colonização
Mercantilismo e colonização
Loredana Ruffo
 
Razão é emoção refletida. As camadas da percepção.
Razão é emoção refletida. As camadas da percepção.Razão é emoção refletida. As camadas da percepção.
Razão é emoção refletida. As camadas da percepção.
Carlos Nepomuceno (Nepô)
 
Ditadura Militar (1964-1985)
Ditadura Militar (1964-1985)Ditadura Militar (1964-1985)
Ditadura Militar (1964-1985)
Edenilson Morais
 
Bandeirantes e expansão
Bandeirantes e expansãoBandeirantes e expansão
Bandeirantes e expansão
mundica broda
 
Regiões do brasil.
Regiões do brasil.Regiões do brasil.
Regiões do brasil.
Eduarda Medeiros
 
A Nova Ordem Mundial (PDF)
A Nova Ordem Mundial (PDF)A Nova Ordem Mundial (PDF)
A Nova Ordem Mundial (PDF)
Paulo Alexandre
 
Slides Geografia do Brasil
Slides Geografia do BrasilSlides Geografia do Brasil
Slides Geografia do Brasil
Laisa Cabral Caetano
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
Oberlania Alves
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
Elaine Bogo Pavani
 
Metas
MetasMetas
Descolonização africana
Descolonização africanaDescolonização africana
Descolonização africana
Camila Brito
 
PROCRASTINAÇÃO
PROCRASTINAÇÃOPROCRASTINAÇÃO
PROCRASTINAÇÃO
Jéssica Regina
 

Mais procurados (20)

História de Goiás
História de GoiásHistória de Goiás
História de Goiás
 
Histórico sobre o início da agricultura
Histórico sobre o início da agriculturaHistórico sobre o início da agricultura
Histórico sobre o início da agricultura
 
Complexo agroindustrial cai
Complexo agroindustrial   caiComplexo agroindustrial   cai
Complexo agroindustrial cai
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
 
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do TrabalhoCapítulo 7 - O Mundo do Trabalho
Capítulo 7 - O Mundo do Trabalho
 
África- "As duas áfricas"
África-  "As duas áfricas"África-  "As duas áfricas"
África- "As duas áfricas"
 
Uberização
UberizaçãoUberização
Uberização
 
Planejamento de Metas e Objetivos
Planejamento de Metas e Objetivos Planejamento de Metas e Objetivos
Planejamento de Metas e Objetivos
 
Mercantilismo e colonização
Mercantilismo e colonização Mercantilismo e colonização
Mercantilismo e colonização
 
Razão é emoção refletida. As camadas da percepção.
Razão é emoção refletida. As camadas da percepção.Razão é emoção refletida. As camadas da percepção.
Razão é emoção refletida. As camadas da percepção.
 
Ditadura Militar (1964-1985)
Ditadura Militar (1964-1985)Ditadura Militar (1964-1985)
Ditadura Militar (1964-1985)
 
Bandeirantes e expansão
Bandeirantes e expansãoBandeirantes e expansão
Bandeirantes e expansão
 
Regiões do brasil.
Regiões do brasil.Regiões do brasil.
Regiões do brasil.
 
A Nova Ordem Mundial (PDF)
A Nova Ordem Mundial (PDF)A Nova Ordem Mundial (PDF)
A Nova Ordem Mundial (PDF)
 
Slides Geografia do Brasil
Slides Geografia do BrasilSlides Geografia do Brasil
Slides Geografia do Brasil
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
Metas
MetasMetas
Metas
 
Descolonização africana
Descolonização africanaDescolonização africana
Descolonização africana
 
PROCRASTINAÇÃO
PROCRASTINAÇÃOPROCRASTINAÇÃO
PROCRASTINAÇÃO
 

Semelhante a Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf

46552799 tecn-icas-de-memo-ricao-e-estud-o-eficaz
46552799 tecn-icas-de-memo-ricao-e-estud-o-eficaz46552799 tecn-icas-de-memo-ricao-e-estud-o-eficaz
46552799 tecn-icas-de-memo-ricao-e-estud-o-eficaz
Evandro Corrêa
 
Apresentação metacognição
Apresentação metacognição Apresentação metacognição
Apresentação metacognição
Marcia Morena Soave
 
Apresentação metacognição proposta 2
Apresentação metacognição   proposta 2Apresentação metacognição   proposta 2
Apresentação metacognição proposta 2
ramalhorolim
 
Como estudar com foco
Como estudar com focoComo estudar com foco
Como estudar com foco
Estudo Esquematizado
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
thayselm
 
Comoestudar
ComoestudarComoestudar
Comoestudar
jturra
 
Comoestudar
ComoestudarComoestudar
Comoestudar
Evandro Corrêa
 
##49126354 autor-desconhecido-tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
##49126354 autor-desconhecido-tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz##49126354 autor-desconhecido-tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
##49126354 autor-desconhecido-tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
Evandro Corrêa
 
281967 tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
281967 tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz281967 tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
281967 tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
Evandro Corrêa
 
Metodos de estudo na universidade
Metodos de estudo na universidadeMetodos de estudo na universidade
Metodos de estudo na universidade
OsvaldoNhabete
 
Foco Total: Transforme Seu Ambiente de Estudo em uma Zona de Concentração
Foco Total: Transforme Seu Ambiente de Estudo em uma Zona de ConcentraçãoFoco Total: Transforme Seu Ambiente de Estudo em uma Zona de Concentração
Foco Total: Transforme Seu Ambiente de Estudo em uma Zona de Concentração
gabrielwgm777
 
Desbloqueie Seu Potencial: Técnicas Avançadas para Maximizar a Concentração
Desbloqueie Seu Potencial: Técnicas Avançadas para Maximizar a ConcentraçãoDesbloqueie Seu Potencial: Técnicas Avançadas para Maximizar a Concentração
Desbloqueie Seu Potencial: Técnicas Avançadas para Maximizar a Concentração
gabrielwgm777
 
20 Dicas VALIOSAS para Manter o Foco nos Estudos
20 Dicas VALIOSAS para Manter o Foco nos Estudos20 Dicas VALIOSAS para Manter o Foco nos Estudos
20 Dicas VALIOSAS para Manter o Foco nos Estudos
gabrielwgm777
 
Mindfulness Acadêmico: Integrando a Atenção Plena aos Estudos com Sucesso
Mindfulness Acadêmico: Integrando a Atenção Plena aos Estudos com SucessoMindfulness Acadêmico: Integrando a Atenção Plena aos Estudos com Sucesso
Mindfulness Acadêmico: Integrando a Atenção Plena aos Estudos com Sucesso
gabrielwgm777
 
"O Guia Definitivo para Estudar com Eficiência: Estratégias de Concentração"
"O Guia Definitivo para Estudar com Eficiência: Estratégias de Concentração""O Guia Definitivo para Estudar com Eficiência: Estratégias de Concentração"
"O Guia Definitivo para Estudar com Eficiência: Estratégias de Concentração"
gabrielwgm777
 
Escola de Pais
Escola de PaisEscola de Pais
Escola de Pais
Ana Alpuim
 
O Guia Definitivo para Criar um Cronograma de Estudos que Realmente Funciona.pdf
O Guia Definitivo para Criar um Cronograma de Estudos que Realmente Funciona.pdfO Guia Definitivo para Criar um Cronograma de Estudos que Realmente Funciona.pdf
O Guia Definitivo para Criar um Cronograma de Estudos que Realmente Funciona.pdf
AlessandrodoNascimen2
 
Técnicas ensino
Técnicas  ensinoTécnicas  ensino
Técnicas ensino
Quesia Matiello
 
Como aprender de forma correta na escola
Como aprender de forma correta na escolaComo aprender de forma correta na escola
Como aprender de forma correta na escola
AlessandrodoNascimen2
 
Como aprender mais fácil
Como aprender mais fácilComo aprender mais fácil
Como aprender mais fácil
PsicologiaPopular
 

Semelhante a Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf (20)

46552799 tecn-icas-de-memo-ricao-e-estud-o-eficaz
46552799 tecn-icas-de-memo-ricao-e-estud-o-eficaz46552799 tecn-icas-de-memo-ricao-e-estud-o-eficaz
46552799 tecn-icas-de-memo-ricao-e-estud-o-eficaz
 
Apresentação metacognição
Apresentação metacognição Apresentação metacognição
Apresentação metacognição
 
Apresentação metacognição proposta 2
Apresentação metacognição   proposta 2Apresentação metacognição   proposta 2
Apresentação metacognição proposta 2
 
Como estudar com foco
Como estudar com focoComo estudar com foco
Como estudar com foco
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Comoestudar
ComoestudarComoestudar
Comoestudar
 
Comoestudar
ComoestudarComoestudar
Comoestudar
 
##49126354 autor-desconhecido-tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
##49126354 autor-desconhecido-tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz##49126354 autor-desconhecido-tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
##49126354 autor-desconhecido-tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
 
281967 tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
281967 tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz281967 tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
281967 tecnicas-de-memorizacao-e-estudo-eficaz
 
Metodos de estudo na universidade
Metodos de estudo na universidadeMetodos de estudo na universidade
Metodos de estudo na universidade
 
Foco Total: Transforme Seu Ambiente de Estudo em uma Zona de Concentração
Foco Total: Transforme Seu Ambiente de Estudo em uma Zona de ConcentraçãoFoco Total: Transforme Seu Ambiente de Estudo em uma Zona de Concentração
Foco Total: Transforme Seu Ambiente de Estudo em uma Zona de Concentração
 
Desbloqueie Seu Potencial: Técnicas Avançadas para Maximizar a Concentração
Desbloqueie Seu Potencial: Técnicas Avançadas para Maximizar a ConcentraçãoDesbloqueie Seu Potencial: Técnicas Avançadas para Maximizar a Concentração
Desbloqueie Seu Potencial: Técnicas Avançadas para Maximizar a Concentração
 
20 Dicas VALIOSAS para Manter o Foco nos Estudos
20 Dicas VALIOSAS para Manter o Foco nos Estudos20 Dicas VALIOSAS para Manter o Foco nos Estudos
20 Dicas VALIOSAS para Manter o Foco nos Estudos
 
Mindfulness Acadêmico: Integrando a Atenção Plena aos Estudos com Sucesso
Mindfulness Acadêmico: Integrando a Atenção Plena aos Estudos com SucessoMindfulness Acadêmico: Integrando a Atenção Plena aos Estudos com Sucesso
Mindfulness Acadêmico: Integrando a Atenção Plena aos Estudos com Sucesso
 
"O Guia Definitivo para Estudar com Eficiência: Estratégias de Concentração"
"O Guia Definitivo para Estudar com Eficiência: Estratégias de Concentração""O Guia Definitivo para Estudar com Eficiência: Estratégias de Concentração"
"O Guia Definitivo para Estudar com Eficiência: Estratégias de Concentração"
 
Escola de Pais
Escola de PaisEscola de Pais
Escola de Pais
 
O Guia Definitivo para Criar um Cronograma de Estudos que Realmente Funciona.pdf
O Guia Definitivo para Criar um Cronograma de Estudos que Realmente Funciona.pdfO Guia Definitivo para Criar um Cronograma de Estudos que Realmente Funciona.pdf
O Guia Definitivo para Criar um Cronograma de Estudos que Realmente Funciona.pdf
 
Técnicas ensino
Técnicas  ensinoTécnicas  ensino
Técnicas ensino
 
Como aprender de forma correta na escola
Como aprender de forma correta na escolaComo aprender de forma correta na escola
Como aprender de forma correta na escola
 
Como aprender mais fácil
Como aprender mais fácilComo aprender mais fácil
Como aprender mais fácil
 

Mais de Faculdades Decisão Borges de Mendonça

Tutorial de Pesquisa Exploratória com Uso da Metodologia 5W2H.pdf
Tutorial de Pesquisa Exploratória com Uso da Metodologia 5W2H.pdfTutorial de Pesquisa Exploratória com Uso da Metodologia 5W2H.pdf
Tutorial de Pesquisa Exploratória com Uso da Metodologia 5W2H.pdf
Faculdades Decisão Borges de Mendonça
 
Pequeno Manual do TCC - Prof. Márcio.pdf
Pequeno Manual do TCC - Prof. Márcio.pdfPequeno Manual do TCC - Prof. Márcio.pdf
Pequeno Manual do TCC - Prof. Márcio.pdf
Faculdades Decisão Borges de Mendonça
 
Relacionamento com o cliente aula 6
Relacionamento com o cliente   aula 6Relacionamento com o cliente   aula 6
Relacionamento com o cliente aula 6
Faculdades Decisão Borges de Mendonça
 
Relacionamento com o cliente aula 4
Relacionamento com o cliente   aula 4Relacionamento com o cliente   aula 4
Relacionamento com o cliente aula 4
Faculdades Decisão Borges de Mendonça
 
Gestao mercadologica aula iv
Gestao mercadologica   aula ivGestao mercadologica   aula iv
Gestao mercadologica aula iv
Faculdades Decisão Borges de Mendonça
 
Gestao mercadologica aula iii
Gestao mercadologica   aula iiiGestao mercadologica   aula iii
Gestao mercadologica aula iii
Faculdades Decisão Borges de Mendonça
 
Gestao mercadologica aula ii
Gestao mercadologica   aula iiGestao mercadologica   aula ii
Gestao mercadologica aula ii
Faculdades Decisão Borges de Mendonça
 
Proposta marcio batista de miranda
Proposta marcio batista de mirandaProposta marcio batista de miranda
Proposta marcio batista de miranda
Faculdades Decisão Borges de Mendonça
 

Mais de Faculdades Decisão Borges de Mendonça (8)

Tutorial de Pesquisa Exploratória com Uso da Metodologia 5W2H.pdf
Tutorial de Pesquisa Exploratória com Uso da Metodologia 5W2H.pdfTutorial de Pesquisa Exploratória com Uso da Metodologia 5W2H.pdf
Tutorial de Pesquisa Exploratória com Uso da Metodologia 5W2H.pdf
 
Pequeno Manual do TCC - Prof. Márcio.pdf
Pequeno Manual do TCC - Prof. Márcio.pdfPequeno Manual do TCC - Prof. Márcio.pdf
Pequeno Manual do TCC - Prof. Márcio.pdf
 
Relacionamento com o cliente aula 6
Relacionamento com o cliente   aula 6Relacionamento com o cliente   aula 6
Relacionamento com o cliente aula 6
 
Relacionamento com o cliente aula 4
Relacionamento com o cliente   aula 4Relacionamento com o cliente   aula 4
Relacionamento com o cliente aula 4
 
Gestao mercadologica aula iv
Gestao mercadologica   aula ivGestao mercadologica   aula iv
Gestao mercadologica aula iv
 
Gestao mercadologica aula iii
Gestao mercadologica   aula iiiGestao mercadologica   aula iii
Gestao mercadologica aula iii
 
Gestao mercadologica aula ii
Gestao mercadologica   aula iiGestao mercadologica   aula ii
Gestao mercadologica aula ii
 
Proposta marcio batista de miranda
Proposta marcio batista de mirandaProposta marcio batista de miranda
Proposta marcio batista de miranda
 

Último

Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 

Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf

  • 1. 1 MANUAL PRÁTICO PARA UTILIZAÇÃO DE ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM APRESENTAÇÃO Olá! Este pequeno manual foi desenvolvido para ajudar você a aumentar seus rendimentos nos estudos, através da melhoria na aprendizagem. Por este motivo, o nome estratégias de aprendizagem. Você escolherá os caminhos para aprender e as técnicas ou métodos necessários. Desejamos a você muito sucesso, bons estudos e excelência na aprendizagem! Um fraterno abraço e até! 1 O QUE SÃO ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM? Estratégia pode ser entendida como um caminho a ser adotado, com base num conjunto de ações integradas, para se alcançar um objetivo. Estratégia de aprendizagem diz respeito ao conjunto de técnicas que um aluno adota para reunir, articular e manipular uma informação, de maneira a se apropriar ou construir um conhecimento. Em outras palavras, quando você precisa ou deseja aprender alguma coisa, precisa decidir qual o curso de ação, quais os meios e quais os recursos utilizará para isso. 2 COMO ENTENDER AS ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM? Existem muitas classificações de estratégias de aprendizagem. Para ajudar você a entender as estratégias de aprendizagem, vamos utilizar a classificação que estabelece estas estratégias como Metacognitivas e Cognitivas1 . 1 Boruchovitch, 2006.
  • 2. 2 2.1 Estratégias metacognitivas As estratégias metacognitivas constituem procedimentos que o indivíduo usa para planejar, monitorar e regular seu próprio pensamento, e avaliar se o uso das estratégias cognitivas está produzindo os resultados esperados. Aqui entram todas as ações que dizem respeito à estruturação do estudo e de suas condições, meditação, concentração, organização de material, espaço e tempo, assim como controle de resultados, etc. As estratégias metacognitivas se estabelecem ao se planejar e monitorar o estudo, bem como regular os pensamentos e controlar os sentimentos. Estratégias metacognitivas que você pode utilizar2 : 1) Conferir a devolutiva das atividades e dos testes (nota e comentários); 2) Ler as respostas antes de entregar a atividade ou prova; 3) Identificar dificuldades para aprender determinados tópicos ou assuntos; 4) Perceber quando não entende o conteúdo, parar e retornar mais tarde; 5) Identificar o quanto está ou não aprendendo durante o estudo; 6) Separar o material necessário ao estudo; 7) Rever as anotações feitas durante o estudo; 8) Organizar o ambiente de estudo; 9) Ir até o final de uma atividade, mesmo quando ela é difícil ou tediosa; 10) Planejar as atividades de estudo; 11) Anotar em uma agenda as atividades a serem desenvolvidas no estudo; 12) Administrar o tempo de estudo; 13) Controlar a ansiedade em momentos de avaliação; 14) Pedir ajuda aos colegas em caso de dúvidas; 15) Utilizar lembretes para recordar o que é preciso fazer; 16) Motivar-se para atividades de leitura e estudo; 17) Manter a calma diante de tarefas difíceis; 18) Tentar refazer atividades ou provas nas quais teve baixo desempenho; 19) Pedir auxílio ao professor sobre dúvidas na matéria; 20) Reunir com os colegas para estudar juntos. Algumas técnicas de estudo relacionadas à estratégias metacognitivas: 2 Goya et al, 2017
  • 3. 3 Controle Controle dos Sentimentos Estudo em Grupo Estudo Intercalado Kanban Meditação Motivação Organização do Espaço Pensamento Difuso Pomodoro Prática Distribuída Releitura 2.2 Estratégias cognitivas Estratégias cognitivas dizem respeito a comportamentos e pensamentos que propiciem um armazenamento mais eficaz da informação, ou ainda, atividades direcionadas ao progresso cognitivo. Aqui entram todas as ações que dizem respeito à manipulação da informação sobre o tema, leitura, escrita, desenho, verbalização, etc. As estratégias cognitivas se estabelecem ao organizar, descrever, relacionar e elaborar informações. Estratégias cognitivas que você pode utilizar3 : 1) Selecionar as ideias do material estudado; 2) Anotar na íntegra as explicações do professor; 3) Resumir os materiais indicados para estudo; 4) Escrever com as próprias palavras o que entendeu sobre o conteúdo apresentado; 5) Fazer um esquema no papel (esboço, mapa ou desenho) para melhor entendimento do conteúdo; 6) Acessar os materiais extras das aulas ou realizar atividades adicionais além das propostas em aula; 7) Pesquisar outros materiais na internet para entender os conceitos apresentados; 8) Assistir vídeos complementares aos assuntos em sala de aula; 9) Decorar a matéria quando tem prova; 10) Identificar as ideias principais e relacioná-las através de diagramas, mapas, resumos ou desenhos; 11) Criar perguntas sobre o assunto que está estudando e tentar responde-las; 12) Elaborar perguntas e respostas sobre o assunto estudado. Algumas técnicas de estudo relacionadas à estratégias cognitivas: 3 Goya et al, 2017
  • 4. 4 Áudio Autoexplicação Cornell (Método) Fichamentos Flashcards Feynmann (Método) Grifar Interrogação Elaborativa Leitura Dinâmica Mapa Mental Memorização Mnemônicos Resumos Robinson (Método) Sugestopedia (Método de Lozanov) Teste Prático Visualização Enquanto as estratégias cognitivas dizem respeito ao processo de aprendizagem, as estratégias metacognitivas dizem respeito à estrutura deste processo, considerando seu planejamento, organização e controle. 3 COMO UTILIZAR AS ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM? Estabelecemos três passos práticos para você implementar as estratégias de aprendizagem: tema, estrutura e processo. A ideia principal é verificar suas necessidades e a temática a ser estudada. Depois desta etapa, verificar quais as estratégias metacognitivas e as estratégias cognitivas a serem combinadas. 1) Tema - o primeiro passo para adotar uma estratégia de aprendizagem é saber o que você quer ou precisa aprender. É preciso refletir e determinar qual a matéria ou tipo de conteúdo você vai estudar. Definir objetivo e necessidades. 2) Estrutura do processo - uma vez definido o conteúdo e, portanto, seu objetivo (aprender o determinado tema), é chegado o momento de definir quais suas necessidades pessoais e recursos disponíveis. Qual o seu nível de motivação, seus pensamentos a respeito, como vai estudar este conteúdo e por quanto tempo, bem como fará o controle deste aprendizado. Esta parte está relacionada ao campo metacognitivo e possui técnicas específicas. Selecionar as estratégias e técnicas no item 2.1. 3) Processo - o terceiro passo é definir o processo, escolhendo quais as técnicas de estudo mais adequadas ao tema e como combiná-las. Aqui encontramos as etapas cognitivas do processo. A partir desta etapa, basta se programar e começar os estudos.
  • 5. 5 4 QUAIS AS TÉCNICAS DE ESTUDO? As técnicas de estudo estarão dispostas em ordem alfabética, contendo ao seu lado a letra C (relacionada à estratégia cognitiva) ou a letra M (relacionada à estratégia metacognitiva) 4.1 ÁUDIO - C A tecnologia é uma potente aliada para melhorar o seu desempenho nos estudos. Atualmente é possível fazer gravações de aulas com o próprio celular ou gravar a leitura de um resumo para estudos. Tudo isso, sem contar os inúmeros audiobooks disponíveis na Internet. Pessoas auditivas, ou seja, pessoas capazes de reter a informação que escutam, podem aplicar esta técnica. Contudo, é importante estar concentrado para utilizar este recurso com sucesso. O interessante é que essa técnica pode ser utilizada em diversas situações, tais como no trânsito, fazendo caminhadas ou mesmo na espera por uma consulta. Aprenda a estudar com áudio: https://www.youtube.com/watch?v=1NxBNHILnYA 4.2 AUTOEXPLICAÇÃO - C A autoexplicação parte do princípio de que a dúvida é um elemento fundamental no aprendizado. Foi com base nisso que esta técnica se tornou reconhecida. A perspectiva de identificar as dúvidas que surgem durante a leitura se consolida na medida em que explicamos o que lemos. A autoexplicação ocorre quando, a partir da leitura, você elabora perguntas sobre o conteúdo e tenta explicar para si próprio. Ao duvidar, responder e resumir conteúdos, você estabelece uma autoexplicação, o que pode ser considerado uma leitura interativa. Isso vai muito além de uma simples passada de olhos nos livros e cadernos e afasta a ideia de decorar o conteúdo, possibilitando sua apreensão. Aprenda a autoexplicação: https://www.youtube.com/watch?v=TVHUs67kwRk
  • 6. 6 4.3 CONTROLE DE SENTIMENTOS - M Às vezes nos deparamos com situações de pressão ou momentos difíceis. Nestes momentos percebemos que o controle emocional faz toda a diferença. São as emoções e sentimentos bem controlados que nos permitem a agir na direção correta, sobretudo quando se trata de estudos. O controle emocional pode ser entendido como a nossa habilidade de lidar com os próprios sentimentos, buscando o equilíbrio entre razão e emoção. Alguns fatores para você considerar ao buscar controlar seus sentimentos:  Tempo - para controlar seus sentimentos e não deixar que eles te controlem, você precisa comprar tempo. Tempo para o seu racional entrar em jogo e analisar a situação antes que apenas o seu lado emocional tome as decisões.  Respiração - antes de responder aquela prova difícil, pare e conscientemente preste atenção na sua respiração. Dessa forma você vai oxigenar o seu corpo e repensar em como irá responder.  Conhecimento - quando estiver com um sentimento forte procure nomear ele, se pergunte quando você geralmente sente isso e qual a sensação física. Você só sabe lidar com aquilo que você conhece, portanto é um ótimo começo saber O QUE você sente e aí sim buscar como diminuir a sua intensidade.  Distanciamento - principalmente no momento da raiva, a melhor saída é se afastar, tomar uma água, pedir licença e sair daquele ambiente. Não fuja dos problemas, mas em alguns casos é melhor você pensar em outra coisa, espairecer para depois tomar a melhor decisão. Evite ficar com pessoas negativas, depreciativas e intempestivas.  Vida equilibrada - pessoas com bom controle emocional tem não só uma mente equilibrada, mas uma vida em equilíbrio. Faça um esporte, atividade física, algo artístico, algum hobby que te traga essa satisfação genuína e sirva como um equilíbrio para os dias difíceis no trabalho.  Liberdade - permita-se sentir, sentimentos reprimidos podem trazer doenças ou se demonstrarem de forma descontrolada em um outro momento. Se uma emoção foi desencadeada é para ela ser sentida mas tire da sua mente que você é as emoções que sente. Aprenda a controlar os sentimentos: https://www.youtube.com/watch?v=nP4w9Mgj1Ak
  • 7. 7 4.4 CORNELL (MÉTODO) - C Este método foi desenvolvido pelo Prof. Walter Pauk na Universidade de Cornell em 1940. Trata-se de um método centrado na produção de conhecimento, proporcionando envolvimento ativo do estudante. Consiste em um conjunto de quatro etapas básicas:  Faça anotações - escreva frases curtas ou faça um resumo em tópicos extraindo as principais ideias do conteúdo. Crie desenhos, use fotos, imagens, gráficos ou cronogramas para envolver o visual com a leitura, tornando-o mais atrativo.  Reduza as anotações - depois de fazer suas anotações na área principal, parta para a segunda parte, na qual você irá realizar uma escrita mais dinâmica, destacando apenas ideias centrais, termos e palavras gatilho que ajudarão você a lembrar das anotações na área principal. Esta parte é o seu guia de estudo.  Reflita sobre as anotações - nesta terceira etapa, você realizará o sumário do conteúdo: escreva o assunto que está sendo estudado (tema), os pontos principais e coloque a data e o local. Uma dica para elaborar esta etapa é recitar ou fazer perguntas para si em voz alta sobre o conteúdo.  Faça uma revisão – por fim, revise todas as suas anotações. Se você é capaz de recordar as informações do conteúdo estudado através da leitura desta página, você estará pronto para passar para a próxima. Caso não consiga, volte e revise suas anotações. Aprenda a aplicar o método Cornell: https://www.youtube.com/watch?v=h-ndJRSGrrM 4.5 ESTUDO EM GRUPO - M Uma alternativa viável para quem deseja ter momentos de aprendizado adicionais e variados é se juntar a colegas para estudar. Essa forma de estudo proporciona diversas vantagens a seus participantes. O estudo em grupo constitui uma oportunidades para revisar matérias vistas durante as aulas. Em grupo, além de repassar o conteúdo, é
  • 8. 8 possível realizar a leitura e análise mais atenta de textos, livros e outros materiais. O estudo em grupo permite que cada indivíduo possa tentar esclarecer suas dúvidas, contando com a ajuda de amigos e se concentrar, fazendo do estudo um agradável ritual com seus colegas. Cabe salientar que cada participante do grupo leva consigo seu modo de pensar e o estudo em grupo é a oportunidade ideal de compartilhar isso e permitir que outros possam se beneficiar por ideias que facilitem os estudos e tirem dúvidas. A descontração do ambiente de estudo em grupo ainda promove um relaxamento atípico de momentos de estudos, que costumam ser mais estressantes e exaustivos. Aprenda a fazer estudo em grupo: https://www.youtube.com/watch?v=JHMvqr_iRDY 4.6 ESTUDO INTERCALADO - M O estudo intercalado é o que pode ser chamado de rotação de matérias. Pesquisas concluíram que a intercalação tem utilidade maior em aprendizados envolvendo movimentos físicos e tarefas cognitivas como ciências exatas. O principal benefício da intercalação é fazer com que a pessoa consiga manter-se mais tempo estudando. A ideia principal é que você monte um roteiro de estudos intercalando matérias de áreas diferentes. Aprenda a fazer o estudo intercalado: https://www.youtube.com/watch?v=aoJ27v_1jMY 4.7 FEYNMANN (MÉTODO) - C Richard Feynmann, ganhador do Prêmio Nobel de Física em 1965, desenvolveu uma técnica simples que ele garantia se aplicar a qualquer assunto. O método desenvolvido por Feynmann parte do princípio de que é preciso compreender o assunto para depois estruturar a ideia e poder memoriza-lo. O método é constituído por quatro passos simples:  Escolha um tema ou assunto – o primeiro passo consiste em decidir sobre o que aprender ou ensinar. Anote o assunto ou conceito escolhido no alto da página e liste
  • 9. 9 tudo o que você sabe sobre o tema. Sempre que possível anote tudo o que lembrar relacionado ao assunto. Opte por utilizar palavras e termos simples, escreva como se estivesse escrevendo para alguém leigo ou até mesmo uma criança. Evite termos rebuscados e sofisticados. Usar um vocabulário básico vai facilitar o seu entendimento e o desenvolvimento do texto.  Ensine para uma criança – nesta etapa você resgata a questão de lecionar para alguém completamente leigo. Por este motivo, é importante fazer referência às crianças, que normalmente tem um vocabulário simples. Recorra a um padrão de comunicação básica. Ao ensinar observe as práticas: (a) produza um material bem lúdico apenas com o mais importante e prioritário; (b) escreva um resumo do que será apresentado de forma simples. Desta maneira, você desenvolve as habilidades da escrita e da didática.  Identifique dúvidas e dificuldades – conforme você tenta explicar o assunto para si mesmo ou para outra pessoa, ficam claras as dificuldades e os pontos específicos que não se fixaram tão bem. Essas lacunas no aprendizado surgem naturalmente e podem ser reparadas com revisões e pesquisas adicionais. Selecione o conteúdo que você perceber como relevante para ser revisito. Faça novas consultas às suas fontes de informação, até que sinta pleno domínio do tópico. No momento em que todas as dúvidas sobre o assunto e os conceitos relacionados forem dirimidas, o nível de aprendizado terá sido satisfatório.  Revise e simplifique – depois de passar por todas essas etapas, revise o que escreveu e simplifique. Desenvolva analogias para explicar o tema, isso ajuda a fixar o assunto e é a prova de que você está realmente dominando este tema. Certifique- se novamente de que sua apresentação está clara, sucinta e de que não usou nenhum jargão ou termo complexo associado com o tema que está estudando. Leia seu resumo em voz alta. Aprenda a aplicar o método Feynmann: https://www.youtube.com/watch?v=t_B3Tb8nc30 4.8 FICHAMENTO - C O fichamento é uma técnica muito antiga, difundida e utilizada no período em que não havia internet. Naquele período, as pessoas consultavam enciclopédias ou iam à bibliotecas para poder saber mais sobre um assunto. Para evitar o desgaste e as idas e
  • 10. 10 vindas, as pessoas faziam fichamentos sobre os assuntos. Os fichamentos são resumos de um certo tipo de assunto, organizado. Geralmente eram feitos em fichas de papel. Esses resumos tem informações catalográficas sobre a obra, pessoas importantes, termos e palavras-chave. Escolha uma disciplina e anote o que você considerar relevante de forma que, quando revisar, não precise ler todo o conteúdo novamente, o seu fichamento servirá de guia. Aprenda a fazer um fichamento: https://www.youtube.com/watch?v=2qSZiPybT0o 4.9 FLASHCARDS - C O flashcard é uma técnica que pode ser traduzida como um cartão de memória e serve para fazer revisão. Sua relação com os estudos pode ser entendida a partir de sua tradução, flash - rápido/instantâneo e card - cartão. Os flashcards são lúdicos e funcionam como fichas em que as perguntas são escritas na frente e as respostas são escritas atrás. É importante que cada cartão contenha apenas uma informação ou pergunta. Os cartões também pode conter imagens, sons ou sentenças. É importante que você faça seu próprio cartão de estudo, pois no momento que você cria um novo cartão, treina o seu cérebro para assimilar aquela informação quando precisar dela novamente. Aprenda a utilizar os flashcards: https://www.youtube.com/watch?v=A5ezO8ULybU 4.10 GRIFAR - C Esta técnica é muito utilizada devido a simplicidade de aplicação. A técnica pode ser utilizada para destacar palavras chaves em um texto, buscando uma melhor compreensão, memorização e organização das ideias. Aprenda a grifar: https://www.youtube.com/watch?v=ITXyCfcZkfk
  • 11. 11 4.11 INTERROGAÇÃO ELABORATIVA - C A técnica de interrogação elaborativa consiste em criar explicações que justifiquem a veracidade dos fatos apresentados no texto. Esse tipo de técnica requer esforço criativo do cérebro, uma vez que busca a compreensão das causas de um determinado fato a partir da investigação de suas origens. Você pode se concentrar em perguntas como “Por quê?” (buscando as causas), em vez de “O quê?” (buscando meramente a descrição). A interrogação elaborativa constitui um excelente diferencial na hora de responder redações e questões discursivas. Aprenda a fazer interrogação elaborativa: https://www.youtube.com/watch?v=VdUgxCRqppM 4.12 KANBAN - M O Kanban consiste num sistema de gestão visual para controle de tarefas e fluxos de trabalho, tomando como base um quadro com colunas e cartões que reflete o status das atividades necessárias ao comprimento do objetivo. Sugere-se utilizar post-its ou aplicativos digitais para indicar o fluxo das atividades a serem realizadas. O fluxo vai mostrar as atividades a serem realizadas, as que estão em andamento e as que já foram concluídas. Independentemente do método escolhido, você deve criar um quadro com 3 colunas. Na primeira coluna, você escreve o que você deve fazer, na segunda o que você está fazendo e na terceira o que já foi feito. O objetivo do quadro é organizar seus estudos, de maneira que você possa ter um panorama do que está pendente e do que já foi concluído. Aprenda a fazer Kanban: https://www.youtube.com/watch?v=LXlBeSurdvM
  • 12. 12 4.13 LEITURA DINÂMICA - C A leitura dinâmica é uma técnica que tem como objetivo aumentar a velocidade de leitura a partir de processos de exercícios sequenciais e repetitivos, sem perder a qualidade da leitura e a compreensão. Para ler de forma dinâmica, você precisa fotografar palavras, blocos de palavras ou frases inteiras, e não as sílabas, a leitura deve ser feita em blocos. A ideia básica é forçar a passagem dos olhos sobre o texto, evitando a vocalização. No início, a leitura parecerá incômoda e a absorção será baixa, mas com a prática a absorção do conteúdo aumenta e a velocidade de leitura também. Aprenda a fazer leitura dinâmica: https://www.youtube.com/watch?v=_UpHS-GYOvo 4.14 MAPA MENTAL - C Mapas mentais são ótimos para pessoas mais visuais, ou seja, pessoas que assimilam as coisas relacionadas com imagens. Formalizado nos anos 70 pelo escritor inglês Tony Buzan, o mapa mental organiza matérias em um diagrama. Com o mapa mental fica mais fácil revisar o conteúdo, lembrar das conexões entre os assuntos. Comece elegendo um tema central. Em seguida, você conecta esse assunto principal a tópicos descritivos relacionados. Para fazer os mapas mentais são utilizadas palavras, imagens, frases, setas, e normalmente várias cores. Aprenda a fazer mapas mentais: https://www.youtube.com/watch?v=m1qW0wPJV1M&t=29s
  • 13. 13 4.15 MEDITAÇÃO - M Se você tem ansiedade, esta técnica que pode lhe ajudar muito. A prática da meditação permite colher os bons resultados em termos de concentração e autocontrole. É uma das técnicas de estudo mais indicada por especialistas, uma vez que seu intuito é de esvaziar a mente de pensamentos nocivos que podem atrapalhar a absorção de informações e a construção de novos conhecimentos. Não se trata de atividade exotérica ou religião, mas de uma atividade simples como sentar em uma cadeira, fechar os olhos e prestar atenção na sua respiração ou deitar numa cama, fechar os olhos, e respirar profunda e pausadamente focando em uma música relaxante. Trata-se de uma prática e precisa de continuidade para dar resultado. No início, assim como toda atividade, pode ser um pouco difícil, mas com o tempo ficará mais fácil e lhe ajudará com o foco e a concentração. Aprenda meditação: https://www.youtube.com/watch?v=gxXZCl4vA-g 4.16 MEMORIZAÇÃO – C O excesso de estímulos não é a única razão pela qual estamos ficando cada vez mais esquecidos, o problema também está ligado a uma dependência cada vez maior da tecnologia, que substitui recordações naturais por artificiais. São comuns situações em que precisamos de um dado num certo momento e este não está disponível pois acabou a bateria do celular ou do notebook. A melhor forma de reconquistar a capacidade de reter informações “organicamente” é apostar numa rotina saudável e em exercícios frequentes para o cérebro. Mas existem alguns macetes que podem facilitar, como por exemplos: Construa um palácio da memória, essa técnica consiste em usar a memória espacial para gravar nomes, fatos ou listas; técnica do encadeamento, serve para guardar elementos numa determinada ordem, criando uma frase narrativa com eles; fazer conexões entre informações novas e velhas, quanto mais conexões você fizer com os seus conhecimentos prévios, mais facilmente gravará uma novidade. Aprenda a memorizar: https://www.youtube.com/watch?v=diClqZFHeeU
  • 14. 14 4.17 MNEMÔNICOS - C Essa técnica refere-se a memorização através de palavras formadas para remeter-se a um conceito ou descrição. Segundo o dicionário Houaiss, mnemônico é algo relativo à memória; que serve para desenvolver a memória e facilitar a memorização; fácil de ser lembrado; de fácil memorização. É muito comum ver o uso de mnemônicos com as primeiras letras ou sílabas para decorar os fundamentos, princípios. O estudo da Psychological Science in the Public Interest mostrou que os mnemônicos só são efetivos quando as palavras-chaves são importantes e quando o material estudado inclui palavras-chaves fáceis de memorizar. Aprenda a fazer mnemônicos: https://www.youtube.com/watch?v=lFHtX5l8dUs 4.18 MOTIVAÇÃO - M Motivação” vem de “motivo”, que vem do Latim MOTIVUS, “o que impele, o que move”, de MOTUS, particípio passado de MOVERE, “impelir, colocar em movimento”. Veja que interessante, a origem da palavra motivação é motivo, ou seja, para que você consiga ter motivação você precisa de um motivo. Você não realiza qualquer atividade sem um motivo. Seus objetivos são validados pelos seus motivos. Portanto, você só estará motivado para estudar se você tiver objetivos bem definidos. Tenha metas de estudo. Muitas vezes, o que precisamos é estabelecer desafios. Uma estratégia é definir como meta quantos tópicos serão estudados por dia ou quantos exercícios terá que resolver. Assim, você se compromete a cumprir o que estipulou e se engaja mais com os conteúdos. Supere o tédio e a procrastinação. Ficar, todos os dias, diante de livros e cadernos é cansativo. O tédio bate e a vontade de não dar sequência aos estudos é grande. Para
  • 15. 15 animar, a dica é se valer de algumas técnicas, como usar música para estudar, ou de meios interativos, como aplicativos, sites ou videoaulas. Mantenha o seu objetivo muito esclarecido. Tenha em mente que seu esforço terá um resultado futuro. Para ter motivação para estudar, deixe esse planejamento em um local fácil de ver, como a porta do guarda-roupa, um mural próximo da escrivaninha ou até a geladeira. Desse modo, você sabe o que é preciso repassar por dia, faz as revisões, acaba se acostumando com essa rotina e passa até mesmo a estudar mais em menos tempo. Foque no sucesso futuro e não nas dificuldades, por isso, olhe para o futuro e foque no quanto é preciso estudar para tirar uma nota alta nas provas. Com isso, você tem motivação e consegue se planejar melhor para fazer as leituras, exercícios e simulados. Reconheça as suas vitórias, mesmo que sejam pequenas, dê valor para cada vitória que você conquista. Conseguiu fazer uma boa redação, terminou o simulado em um tempo adequado ou dominou aquele assunto mais complicado? Comemore e perceba o quanto você tem potencial para alcançar tudo o que deseja. Estude em um lugar agradável e confortável, isso será fundamental para manter a rotina de estudos. Mesmo porque é em seu ambiente de estudo que você passará a maior parte de seu dia. Portanto, crie um lugar com sua cara e sua identidade. Faça dele um espaço confortável, ilumine-o bem e acrescente a ele uma decoração que faça seu estilo. Tudo isso irá te fazer gostar de ir para esse lugar todas as manhãs quando se levantar e deixará sua rotina de estudos mais leves e muito mais eficiente. Aprenda a se motivar para os estudos: https://www.youtube.com/watch?v=lMGb4Q00ncc 4.19 ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO - M A organização do espaço de estudo é fundamental para conquistar um bom desempenho, melhorar a gestão do tempo e evitar a perda de materiais. Desse modo, o objetivo dessa técnica é estabelecer um ambiente agradável que auxilie o estudante a manter o foco. Isso contribui, principalmente, para diminuir as distrações e para facilitar o gerenciamento das inúmeras técnicas de aprendizagem. Porém, antes de partir para a organização, é preciso considerar todas as atividades acadêmicas e determinar qual será o tempo reservado para ver cada uma delas. Isso permite elencar
  • 16. 16 prioridades e equilibrar as tarefas, promovendo a produtividade e a melhora da performance geral nos estudos. Aprenda a organizar o espaço de estudos: https://www.youtube.com/watch?v=aKZ81-ZWXtI 4.20 PENSAMENTO DIFUSO - M Caracterizado por um modo relaxado de repouso neural, eficiente para visão panorâmica, fazer conexões inconscientemente e aprender conceitos novos e criação, o modo difuso é pouco explorado no aprendizado e nos negócios, mas é essencial para a resolução de “novos” problemas. Está associado à visão global ou visão de contexto ou visão de helicóptero. É acessado quando você relaxa a mente e a deixa vagar “além fronteiras”. Trabalha silenciosamente em segundo plano, “o tempo todo”. Relaciona conceitos recém trabalhados pelo modo focado a outros conceitos armazenados na nossa memória de longo prazo. Pode trazer uma solução para um problema formulado no modo focado de pensar. Para a sua mente entrar no modo difuso, identificar novos padrões e resolver novos problemas, você precisa relaxar e deixar a sua mente ficar livre para descobrir novos caminhos mentais e depois redirecioná-la para o modo focado. Existem muitas formas de ativar o modo difuso de forma deliberada, veja exemplos:  Caminhar – estudos sobre os hábitos de inventores e inovadores mais conhecidos descobriram que todos eles tinham uma coisa em comum: faziam caminhadas.  Fazer pausas – se você estiver envolvido em um projeto que requer pensamento criativo ou solução inovadora de problemas, faça pausas e pare de pensar no que quer que esteja pensando; isso parece estranho, mas o que já se aprendeu sobre o nosso modo de pensar difuso, isso faz todo o sentido; quando chegar a um ponto em que você não está mais progredindo no que você está trabalhando no modo focado, faça uma pausa e mova-se para outra coisa, ou melhor ainda, ajustar seu temporizador por dez minutos, incline-se para trás e deixe sua mente sonhar acordada!  Meditar – comece encontrando uma posição confortável, relaxe o seu corpo e configure um temporizador por um curto período de tempo; o objetivo aqui, é estar
  • 17. 17 ciente dos pensamentos ou experiências que surgem e permanecer em um estado de atenção para eles; sem selecionar, julgar ou concentrar-se em qualquer pensamento, você se permite estar ciente das coisas em que sua mente está “pulando”; é uma prática de ser um observador e não um controlador de seus pensamentos; a ideia neste tipo de exercícios não é você encontrar uma ideia inovadora, mas fortalecer a sua capacidade de permitir saltos de ideias e criar mais associações. Existem muitas formas de ativar o modo difuso de forma deliberada, tais como: correr, nadar, dançar, dirigir, desenhar, pintar, tomar banho, orar, tocar uma música, dormir, jogar, navegar na internet, conversar, andar, ler, enviar uma mensagem para um amigo, assistir um filme, e assim por diante. Dormir é a “terra do pensamento difuso”; é uma boa forma de fazer o seu cérebro pensar livremente sobre um problema que você quer resolver ou trabalhar de forma criativa; o sono usa o modo difuso de pensar e permite atingir um nível de compreensão mais elevado. 4.21 POMODORO - M É uma técnica que intercala estudo com descanso, promovendo um maior foco uma vez que o cérebro não consegue manter-se concentrado por muito tempo. Os intervalos de relaxamento durante o período de estudo permite que haja uma maior absorção do conteúdo estudado. O método é usado da seguinte maneira: a cada 25 minutos de estudo, 5 minutos de descanso. É necessário usar um cronômetro ou alarme para medir o tempo. Aprenda a aplicar a Técnica Pomodoro: https://www.youtube.com/watch?v=YI9oxHGf6iE 4.22 PRÁTICA DISTRIBUÍDA - M Essa prática pode ser entendida como a distribuição do estudo em pequenos períodos ao longo do dia, intercalando com períodos de descanso. Por exemplo, uma hora de manhã, uma hora à tarde e outra hora à noite. Pesquisas mostram que o tempo ótimo de distribuição das sessões de estudo é de 10% a 20% do período que o conteúdo precisa ser lembrado. Por essa conta, se você quer lembrar
  • 18. 18 algo por cinco anos, você deve espaçar seu aprendizado a cada seis meses. Se quer lembrar por uma semana, deve estudar uma vez por dia. Aprenda a fazer prática distribuída: https://www.youtube.com/watch?v=F-VsWuDJz8A 4.23 RELEITURA - M É uma técnica muito utilizada principalmente em textos densos, com conteúdos de difícil compreensão, que apresentam uma leitura massiva. Normalmente o uso dessa técnica é conciliada com outras como a de grifar. O ideal é que a releitura aconteça imediatamente depois de ler, por diversas vezes. Aprenda a fazer releitura: https://www.youtube.com/watch?v=ayh0u_oxVqA 4.24 RESUMOS - C É uma das técnicas intuitivas de aprendizagem mais tradicionais, trata-se de resumir os pontos mais importantes de um texto com as principais ideias. Essa técnica é mais útil para provas escritas, mas não tanto para provas objetivas. A técnica de resumir é considerada mais eficiente do que grifar e reler textos, podendo ser uma estratégia efetiva para estudantes que já são hábeis em produzir resumos. Aprenda a fazer resumos: https://www.youtube.com/watch?v=20ZJoN0DiTA 4.25 ROBINSON (MÉTODO) - C Trata-se de um método em que o conteúdo que se pretende aprender passe por algumas etapas: A primeira é a de Explorar o material sobre o assunto que deseja aprender. A segunda é anotar as Dúvidas sobre o assunto, na terceira etapa é realizada a leitura do conteúdo selecionado com afinco de responder as dúvidas iniciais; a próxima etapa é a Rememoração, onde é feita a releitura
  • 19. 19 do conteúdo sem pensar na aplicação. A última etapa é a de Repassar o conteúdo, explicado a si mesmo ou para outros os principais conceitos. Aprenda o método Robinson: https://www.youtube.com/watch?v=zzRmBUi9EKg 4.26 SUGESTOPEDIA (MÉTODO DE LOZANOV) – C Na década de 1960. o psiquiatra e educador Giorgi Lozanov desenvolveu um método que chamou de Sugestopedia (fusão dos termos sugestão + pedagogia). Lozanov constatou que o indivíduo estando com sua mente em estado de relaxamento é mais propício a absorver informações, concentrar-se e potencializar seu aprendizado, do que aquele exposto à pressão, medo, euforia ou estados psicológicos negativos. Lozanov verificou também que a música, com 60 a 70 batidas por minuto, estimula as ondas cerebrais alfa, e é ideal para harmonizar e tranquilizar o corpo e a mente. O objetivo da técnica é chegar a um estado chamado de "vigília relaxada", onde estamos mais propícios a aprender, pois nosso cérebro está melhor condicionado para isso. O método que utiliza a sugestão como um facilitador para a aprendizagem. Neste método o aluno deve buscar um ambiente confortável, alegre e iluminado. Todo o processo ocorre ao som de música barroca em quatro passos:  Relaxamento – no primeiro momento deve-se buscar relaxar, fazer exercícios de respiração. É aconselhável como os da Yoga.  Concerto ativo – num segundo momento vem a fase da leitura do material por um período de 20 minutos.  Concerto passivo – no terceiro momento deve-se fechar os olhos e focar apenas na música.  Revisão do material – deve-se dar uma última olhada no material antes de dormir, pois o sono facilita a sugestão ao cérebro. Aprenda a aplicar o método de Lozanov: https://www.youtube.com/watch?v=GtPyeB- VVH4
  • 20. 20 4.27 TESTE PRÁTICO - C O teste prático é similar aos simulados, porém são feitos pelos próprio estudante, nele tem-se a oportunidade de explorar todas as dúvidas sobre um conteúdo. As dúvidas devem ser anotadas por bloco e para respondê-las deve-se utilizar várias fontes de conhecimento até que uma resposta satisfatória seja encontrada. A eficácia da técnica está em economizar tempo e agir diretamente nas áreas em que os alunos sentem mais dificuldade de aprender. Aprenda a fazer testes práticos: https://www.youtube.com/watch?v=g1igaSkf57U 4.28 VISUALIZAÇÃO - C Consiste na capacidade criativa do aluno em transformar textos em imagens mentais para conectar-se a alguma informação. Os pesquisadores pediram que estudantes imaginassem figuras enquanto liam textos. O resultado foi positivo em relação à memorização de frases, para textos mais longos a técnica não é muito efetiva. Aprenda a fazer visualização: https://www.youtube.com/watch?v=sVHL6CX69Q0
  • 21. 21 REFERÊNCIAS ALMEIDA, Universidade Veiga de. Cinco métodos de estudo que melhoram o aprendizado. O Globo Sociedade [online]. São Paulo: O Globo, 16 jan. 2018. Disponível em: <https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/guiaenem/cinco-metodos-de-estudo-que- melhoram-aprendizado-22294234>. ATANASOVA, Simona Steliyanova. Os espaços de aprendizagem no ensino de português língua estrangeira (PLE): descrição, análise e propostas. [dissertação] Salamanca: Univerdad de Salamanca, 2020. Disponível em: <https://gredos.usal.es/handle/10366/143800>. BORUCHOVITCH, E. Estratégias de aprendizagem: uma análise à luz das variáveis demográficas e motivacionais. 2006. Tese (Livre Docência) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006. BOSCO, Júlio. 4 etapas para aplicar o método Cornell nos estudos. [site] Faz Educação & Tecnologia, 28 ago. 2019. Disponível em: <https://www.fazeducacao.com.br/post/aplicar-o- metodo-cornell-nos-estudos>. CABRERA, Mônica. Técnica Feynmann: veja o passo a passo e exemplos do método de estudo. [site] ViaCarreira, 30 jul. 2020. Disponível em: <https://viacarreira.com/tecnica- feynman/>. CAROLINA, Nádia. As 5 melhores Técnicas de Estudo: aprenda com mais eficiência! Estratégia Concursos [online], 15 abr. 2019. Disponível em: <https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/melhores-tecnicas-de-estudo/>. CERS. As 10 melhores técnicas de aprendizagem e fixação de conteúdo. CERS Cursos Online [online], 14 ago. 2014. Disponível em: <https://cers.jusbrasil.com.br/noticias/133666308/as-10-melhores-tecnicas-de-aprendizagem-e- fixacao-de-conteudo>. ESTACIO, Equipe. 6 dicas certeiras para manter a motivação para estudar. Blog Estácio, 05 dez. 2020. Disponível em: <https://blog.estacio.br/estude-na-estacio/motivacao-para- estudar/?gclid=Cj0KCQjwpreJBhDvARIsAF1_BU1RPe2r1rGhsTqlhfKmNsXNA3TAw_06TnVYQ mk_5BdGmulXiM8n0cEaApo_EALw_wcB>. ESTÁCIO. Técnicas de estudo: separamos 10 opções para aumentar sua performance. Blog Estácio: Estude na Estácio [online]. Rio de Janeiro: Estácio, 19 mai. 2020. Disponível em: <https://blog.estacio.br/estude-na-estacio/tecnicas-de-estudo/> GALVÃO, Afonso; CÂMARA, Jacira; JORDÃO, Michelle. Estratégias de aprendizagem: reflexões sobre universitários. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 93, p. 627-644, 2012. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/rbeped/a/gjHbgzYwHTj3CqjJVBPdBDM/?format=pdf&lang=pt>. GASPARINI, Cláudia. 8 técnicas para memorizar qualquer coisa. Super Interessante: Ideias [online], 14 fev. 2020. Disponível em: <https://super.abril.com.br/ideias/8-tecnicas-matadoras- para-memorizar-qualquer-coisa/>. GOYA, Denise et al. O uso de estratégias de aprendizagem cognitivas e metacognitivas na disciplina semipresencial de processamento da informação. In: Anais dos Workshops do Congresso Brasileiro de Informática na Educação. 2017. p. 1079. Disponível em: <http://www.br-ie.org/pub/index.php/wcbie/article/view/7497/5292>. KOLKER, André. 14 técnicas de estudo para concurso que você deve conhecer. Folha Dirigida: Blog [online], 17 mai. 2021. Disponível em: <https://folhadirigida.com.br/blog/definir- melhor-tecnica-estudo/>.
  • 22. 22 MACIEL, Ana Cecília de Medeiros; SOUZA, Liliane Ferreira Neves Inglez de e DANTAS, Marilda Aparecida. Estratégias de estudo e aprendizagem utilizadas pelos alunos do Ensino Médio. Psicol. Ensino & Form. [online]. 2015, vol.6, n.1, pp. 14-32. ISSN 2177-2061. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2177- 20612015000100003>. MARQUES, José. Lozanov e a aceleração da aprendizagem. [site] Administradores.com: artigos, 31 mar. 2011. Disponível em: <https://administradores.com.br/artigos/lozanov-e-a- aceleracao-do-aprendizado>. MUNOZ, Sara. 3 estratégias de aprendizagem para alunos do ensino superior. D2L: blog [online], 26 fev. 2020. Disponível em: <https://www.d2l.com/pt-br/blog/estrategias-de- aprendizagem/>. PICCINI, Leandro. 5 técnicas de motivação para estudar (mais bônus). Professor Piccini, 08 jun. 2015. Disponível em: <https://estudareaprender.com/tecnicas-de-motivacao-para-estudar/ ROSESTEIN, Lígia. As 8 dicas infalíveis para manter o controle emocional. Escola Conquer: Inteligência Emocional [blog], 25 out. 2021. Disponível em: <https://escolaconquer.com.br/blog/as-8-dicas-infaliveis-para-controle-emocional>. SOARES, Pedro. Métodos de estudo: os 7 melhores (técnicas de estudo). Clipping Blog [online], 29 mai. 2020. Disponível em: <https://blog.clippingcacd.com.br/educacao/metodos-de- estudo/#pensamento>. UFSM. Técnicas de estudos em tempos de isolamento social. Santa Maria: UFSM/CAED, 2020. Disponível em: <https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/391/2020/04/T%C3%A9cnicas- de-estudos-em-tempos-de-isolamento-social.pdf>.