SlideShare uma empresa Scribd logo
Termo de Compromisso
nº 2013.001.000066/TC

TERMO DE COMPROMISSO QUE ENTRE
SI CELEBRAM, O INSTITUTO DO MEIO
AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS INEMA, E GW AGROPECUÁRIA LTDA
PARA OS FINS QUE NELE SE
DECLARAM.

Pelo presente instrumento, nos termos do art. 5º, § 6º da Lei Federal nº 7.347, de 24 de julho de 1985, com a redação que
lhe foi dada pela Lei Federal n. º 8.078, de 11 de setembro de 1990, dos artigos 50 e 191 da Lei Estadual nº 10.431/2006 e
do art. 291 do Decreto Estadual nº 14.024/2012, de um lado o INSTITUTO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS
HÍDRICOS - INEMA, Autarquia vinculada à Secretaria de Meio Ambiente – SEMA, criada pela Lei n° 12.212, de 04 de maio
de 2011, inscrita no CGC/MF sob o n. º 13.700.575/0001-69, com sede na Rua Rio São Francisco, n.º 01, Monte Serrat,
CEP - 40.425-060, Salvador-Ba, adiante denominado COMPROMITENTE ou INEMA; e de outro lado,
G W Agropecuária Ltda com endereço a Ceará, Nº 140, Boa Vista, CEP 47.806-080, município de Barreiras inscrita no
(CNPJ ou CPF) sob o n° 10905327000166, adiante denominado COMPROMISSADO, neste ato representado pelo Paulo
Roberto Santana, de nacionalidade Brasil, CPF nº 08921165878 e RG nº 193017763, proprietário/possuidor do imóvel
rural situado no município de Catolândia, Estado da Bahia, registrado sob o nº9862 cartório Registro de Imóveis e
Hipotecas do 1º Ofício, inscrito no Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais - CEFIR, têm entre si certo e ajustado o
presente Termo, o qual se regerá pelas cláusulas e condições ora estipuladas, com inteira submissão às disposições
legais aplicáveis à espécie.

CONSIDERANDO que o INEMA é o órgão executor da política estadual de Meio Ambiente do Estado da Bahia,
competente para exercer o controle ambiental em todo o território do Estado, nos termos da Lei Estadual 12.212, de 04 de
maio de 2011 c/c a Lei Estadual n.º 10.43, de 20 de dezembro de 2006, e do seu regulamento, aprovado pelo Decreto
Estadual n° 14.024 de 06 de junho de 2012;
CONSIDERANDO que a Reserva Legal é uma área com cobertura vegetal nativa de uso restrito que deverá corresponder
a no mínimo 20% da área de toda propriedade ou posse rural no Estado da Bahia, destinada ao uso sustentável dos
recursos naturais, à conservação e reabilitação dos processos ecológicos, à conservação da biodiversidade e ao abrigo e
proteção da fauna e flora nativas, não sendo permitido o corte raso da vegetação;
CONSIDERANDO os termos da Lei Federal nº 12.651, de 25 de maio de 2012, dito Novo Código Florestal, e do Decreto
Federal n. 7830-2012, que dispõe sobre a regulamentação do Cadastro Ambiental Rural e do Programa Ambiental Rural;
CONSIDERANDO o propósito do(s) COMPROMISSADO(S) de atender às restrições de uso da Reserva Legal e das Áreas
de Preservação Permanente, conforme legislação vigente;
CONSIDERANDO que o imóvel rural (nome do imóvel, matrícula, ITR), situado em (endereço do imóvel), está inscrito no
Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais – CEFIR;
CONSIDERANDO, que o Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais - CEFIR é um registro público eletrônico de âmbito
estadual, obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade de integrar as informações ambientais das propriedades
e posses rurais, compondo base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico, combate
ao desmatamento, além de outras funções.a regularização ambiental dos imóveis rurais quanto à reserva legal, à
recuperação das áreas de preservação permanente e às autorizações, registros e licenças ambientais inerentes aos
empreendimentos agrossilvopastoris.
CONSIDERANDO o propósito do(s) COMPROMISSADO(S) de regularizar as atividades ou empreendimento existentes no
imóvel rural acima especificado, no que concerne ao licenciamento ambiental e à outorga de uso de recursos hídricos;
(PASSIVO DE LICENCIAMENTO E/OU OUTORGA)
CONSIDERANDO o propósito do(s) COMPROMISSADO(S) de recuperar as áreas de preservação permanente e/ou
reserva legal já degradadas existentes no imóvel rural acima especificado, de acordo com Plano de Recuperação de Área
Degradada – PRAD e cronograma de execução apresentado; (PASSIVO DE ÁREA DEGRADADA)

O(s) COMPROMISSADO(S) e o COMPROMISSÁRIO firmam o presente Termo de Compromisso, conforme as cláusulas e
condições abaixo estipuladas, suspendendo, no tempo de sua vigência, a aplicação de sanções administrativas contra o(s)
COMPROMISSADO(S), para os passivos ambientais materiais e/ou formais, declarados no CEFIR e constantes neste
Termo de Compromisso.
CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO
Constitui objeto do presente Termo de Compromisso o fiel e integral cumprimento pelo(s) COMPROMISSADO(S) dos
deveres e obrigações assumidos, nas formas e prazos definidos na Cláusula Segunda, visando à implantação de ações de
Regularização Ambiental do Imóvel Rural.
CLÁUSULA SEGUNDA - DAS OBRIGAÇÕES DO(S) COMPROMISSADO(S)
• Executar o(s) Plano(s) de Recuperação de Área Degradada – PRAD referente aos passivos de Área de Preservação
Permanente e Reserva Legal, conforme cronograma(s) físico(s) de execução, declarado no CEFIR, atendendo às
condições pré-estabelecidas pelo INEMA.
• Executar o(s) Plano(s) de Recuperação referente aos passivos ambientais fora de APP e RL e aqueles inerentes ao
desenvolvimento das atividades previstas nas Divisões A1.1, A2.1, A2.3, A2.5, A2.6, A3.1 e A4 do Anexo IV
Impresso em: 22/01/2013

INEMA/Monte Serrat: Rua Rio São Francisco, N°1, Monte Serrat. CEP:40.425-060 - Salvador - Bahia - Brasil

Chave de Segurança: E642088BD81BDFE04A118C901F8A084A

Pág.

1

de

3
do Regulamento da Lei Estadual n. 10.431-2006, aprovado pelo Decreto Estadual n. 14.024-2012, especificando, ainda,
quando for o caso, a utilização de recursos hídricos, com cronograma físico de execução máximo de 05 anos, em
percentuais mínimos de 10% no primeiro ano, 25% no segundo ano, 50% no terceiro ano, 75% no quarto ano e 100% no
quinto ano.
• Requerer, no prazo de 360 dias, a regularização dos passivos referente à outorga e ao licenciamento ambiental das
atividades desenvolvidas no imóvel rural, com exceção das atividades agrossilvopastoris previstas nas Divisões A1.1, A2.1,
A2.3, A2.5, A2.6, A3.1 e A4 do Anexo IV do Regulamento da Lei Estadual n. 10.431-2006, aprovado pelo Decreto Estadual
n. 14.024-2012, as quais estarão condicionadas aos prazos previstos no Plano de Recuperação neste Termo de
Compromisso;
• Manter a disposição da fiscalização relatórios anuais e relatório final de execução do PRAD.
CLÁUSULA TERCEIRA – DAS ATRIBUIÇÕES DO COMPROMITENTE
Constituem atribuições do INEMA:
3.1 Acompanhar e fiscalizar o pleno e fiel cumprimento por parte do(s) COMPROMISSADO(S) das obrigações assumidas
no presente Termo de Compromisso, sem prejuízo das demais ações de controle desenvolvidas no âmbito de suas
competências e atribuições legais e da aplicação das sanções administrativas delas decorrentes, bem como adoção de
medidas judiciais atinentes à matéria.
3.2 Analisar o(s) Plano(s) de Recuperação de Área Degradada referente aos passivos de APP e RL.
3.3 Analisar os Planos de Recuperação dos empreendimentos ou atividades declarados com passivo de regularização
ambiental;
3.4 Emitir o Certificado de Regularidade Ambiental, após a comprovação do fiel, pleno e integral cumprimento pelo(s)
COMPROMISSADO(S) de todas as obrigações assumidas pelo mesmo, estabelecidas na Cláusula Segunda
CLÁUSULA QUARTA - DAS PENALIDADES
O não cumprimento pelo(s) COMPROMISSADO(S) das obrigações, condições e prazos estabelecidos neste Termo de
Compromisso implicará na aplicação da penalidade de multa, correspondente à classe da infração relacionada ao passivo
ambiental existente na propriedade ou posse rural, conforme legislação vigente:
4.1 A rescisão do presente Termo se dará pelo descumprimento de quaisquer uma das obrigações, condições e prazos por
parte do(s) COMPROMISSADO(S) e suspenderá os efeitos da concessão de regularidade formal ambiental dos
empreendimentos/atividades sob responsabilidade do(s) COMPROMISSADO.
4.2 A eventual inobservância, pelo(s) COMPROMISSADO(S), de qualquer dos prazos estabelecidos no presente Termo de
Compromisso, resultante de caso fortuito ou força maior, na forma do art. 393 do Código Civil Brasileiro, deverá ser
imediatamente comunicada e justificada ao COMPROMITENTE que fixará novo prazo para adimplemento da obrigação.
4.3 As informações apresentadas pelo(s) COMPROMISSADO(S), no momento da inscrição no Cadastro Estadual Florestal
de Imóveis Rurais – CEFIR, serão contrapostas com as imagens e arquivos do banco de dados do INEMA, sujeitando o(s)
COMPROMISSADO(S), quando caracterizada a prestação de informações falsas, às sanções penais cabíveis, além da
imputação de multa pelas infrações cometidas.
CLÁUSULA QUINTA – DO PRAZO DE VIGÊNCIA
A vigência do presente Termo de Compromisso terá início a partir da data da sua geração no âmbito do Cadastro Estadual
florestal de Imóveis Rurais – CEFIR e considerar-se-á encerrado após o cumprimento pelo(s) COMPROMISSADO(S) de
todas as obrigações assumidas pelo mesmo, estabelecidas na Cláusula Segunda, desde que o cadastro do imóvel rural
seja atualizado pelo(s) COMPROMISSADO(S), a cada 2 (dois) anos.
CLÁUSULA SEXTA - DO TÍTULO EXECUTIVO EXTRAJUDICIAL
O presente Termo de Compromisso terá eficácia de título executivo extrajudicial, na forma do artigo 5º, § 6º, da Lei Federal
n. º 7.347, de 24 de julho de 1985, com a redação que lhe foi dada pela Lei Federal n. º 8.078, de 11 de setembro de 1990,
do art. 380 do Decreto Estadual nº 11.235/2008, do § 1º do artigo 191 da Lei Estadual nº 10.431 de 20 de dezembro de
2006 e do art. 585, VII do CPC.
CLÁUSULA SÉTIMA – DO FORO
Para dirimir as dúvidas e conflitos oriundos deste Termo de Compromisso, fica eleito o Foro da Comarca da Capital do
Estado da Bahia, com renúncia de qualquer outro por mais privilegiado que seja ou venha a ser.
E por estarem assim certos e ajustados, assinam o presente Termo de Compromisso, em 03 (três) vias de igual teor, forma
e idêntico conteúdo jurídico, na presença das testemunhas abaixo assinadas e identificadas, para um só efeito, dando tudo
por bom, firme e valioso.

Este Termo de Compromisso refere-se exclusivamente à situação da regulação ambiental no âmbito da
atividade descrita, não abrangendo outros empreendimentos ou atividades do mesmo requerente.
Impresso em: 22/01/2013

INEMA/Monte Serrat: Rua Rio São Francisco, N°1, Monte Serrat. CEP:40.425-060 - Salvador - Bahia - Brasil

Chave de Segurança: E642088BD81BDFE04A118C901F8A084A

Pág.

2

de

3
A autenticidade deste Termo de Compromisso pode ser atestada na internet, no endereço:
http://www.seia.ba.gov.br em Serviços On-line/Atestar Certificado, utilizando a chave de segurança deste
Termo de Compromisso:
E642088BD81BDFE04A118C901F8A084A

Termo de Compromisso emitido às 21:13:19 do dia 21/01/2013 <hora e data de Brasília>, válido até
21/01/2015 devendo ser atualizado no prazo máximo de dois anos após a data de emissão.

Impresso em: 22/01/2013

INEMA/Monte Serrat: Rua Rio São Francisco, N°1, Monte Serrat. CEP:40.425-060 - Salvador - Bahia - Brasil

Chave de Segurança: E642088BD81BDFE04A118C901F8A084A

Pág.

3

de

3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sei ibama 5968103 - despacho
Sei ibama   5968103 - despachoSei ibama   5968103 - despacho
Sei ibama 5968103 - despacho
Portal Canal Rural
 
Liminar ACP Mata Atlântica
Liminar ACP Mata AtlânticaLiminar ACP Mata Atlântica
Liminar ACP Mata Atlântica
Ministério Público de Santa Catarina
 
Decisão do STJ Lei da Mata Atlântica Paraná
Decisão do STJ Lei da Mata Atlântica ParanáDecisão do STJ Lei da Mata Atlântica Paraná
Decisão do STJ Lei da Mata Atlântica Paraná
José Florentino
 
318 resolucao semad
318 resolucao semad318 resolucao semad
318 resolucao semad
CBH Rio das Velhas
 
Aeroportos regionais: novas regras de licenciamento ambiental.
Aeroportos regionais:   novas regras de licenciamento ambiental.Aeroportos regionais:   novas regras de licenciamento ambiental.
Aeroportos regionais: novas regras de licenciamento ambiental.
Thiago D'Ávila
 
Palestra arlindo
Palestra arlindoPalestra arlindo
Palestra arlindo
ambiental
 
Licenciamento Ambiental Mineral PGE
Licenciamento Ambiental Mineral PGELicenciamento Ambiental Mineral PGE
Licenciamento Ambiental Mineral PGE
lilianhaber
 
Deliberacao normativa cerh n 52
Deliberacao normativa cerh n 52Deliberacao normativa cerh n 52
Deliberacao normativa cerh n 52
CBH Rio das Velhas
 
Rdc 50 inst. hospitalares
Rdc 50   inst. hospitalaresRdc 50   inst. hospitalares
Rdc 50 inst. hospitalares
Raniel Wilkens F. Carvalho
 
Novidades Legislativas Nº 65 | 18/10/2012
Novidades Legislativas Nº 65 | 18/10/2012Novidades Legislativas Nº 65 | 18/10/2012
Novidades Legislativas Nº 65 | 18/10/2012
Confederação Nacional da Indústria
 
Mp
MpMp
Evolução legal pcctae
Evolução legal pcctaeEvolução legal pcctae
Evolução legal pcctae
Silvio Corrêa
 
Apresentação consórcio irecê para impressão
Apresentação consórcio irecê para impressãoApresentação consórcio irecê para impressão
Apresentação consórcio irecê para impressão
chrystianlima
 
Rdc 50 enviar
Rdc 50 enviarRdc 50 enviar
Rdc 50 enviar
Jamana Barros de Melo
 
Apostila tributaria
Apostila tributariaApostila tributaria
Apostila tributaria
Alex Guedes
 
Coletânea de Legislação e Jurisprudência Agrária e Correlata - Tomo III 2007
Coletânea de Legislação e Jurisprudência Agrária e Correlata - Tomo III 2007Coletânea de Legislação e Jurisprudência Agrária e Correlata - Tomo III 2007
Coletânea de Legislação e Jurisprudência Agrária e Correlata - Tomo III 2007
iicabrasil
 
Resolução RDC N° 50 de 21 de fevereiro de 2002
Resolução RDC N° 50 de 21 de fevereiro de 2002Resolução RDC N° 50 de 21 de fevereiro de 2002
Resolução RDC N° 50 de 21 de fevereiro de 2002
Lívia Sales
 
50 02rdc
50 02rdc50 02rdc
50 02rdc
rosa07
 
Pl 023 2016 ldo de 2017
Pl 023 2016   ldo de 2017Pl 023 2016   ldo de 2017
Pl 023 2016 ldo de 2017
Claudio Figueiredo
 
Capitulo6
Capitulo6Capitulo6
Capitulo6
Antonio Ribeiro
 

Mais procurados (20)

Sei ibama 5968103 - despacho
Sei ibama   5968103 - despachoSei ibama   5968103 - despacho
Sei ibama 5968103 - despacho
 
Liminar ACP Mata Atlântica
Liminar ACP Mata AtlânticaLiminar ACP Mata Atlântica
Liminar ACP Mata Atlântica
 
Decisão do STJ Lei da Mata Atlântica Paraná
Decisão do STJ Lei da Mata Atlântica ParanáDecisão do STJ Lei da Mata Atlântica Paraná
Decisão do STJ Lei da Mata Atlântica Paraná
 
318 resolucao semad
318 resolucao semad318 resolucao semad
318 resolucao semad
 
Aeroportos regionais: novas regras de licenciamento ambiental.
Aeroportos regionais:   novas regras de licenciamento ambiental.Aeroportos regionais:   novas regras de licenciamento ambiental.
Aeroportos regionais: novas regras de licenciamento ambiental.
 
Palestra arlindo
Palestra arlindoPalestra arlindo
Palestra arlindo
 
Licenciamento Ambiental Mineral PGE
Licenciamento Ambiental Mineral PGELicenciamento Ambiental Mineral PGE
Licenciamento Ambiental Mineral PGE
 
Deliberacao normativa cerh n 52
Deliberacao normativa cerh n 52Deliberacao normativa cerh n 52
Deliberacao normativa cerh n 52
 
Rdc 50 inst. hospitalares
Rdc 50   inst. hospitalaresRdc 50   inst. hospitalares
Rdc 50 inst. hospitalares
 
Novidades Legislativas Nº 65 | 18/10/2012
Novidades Legislativas Nº 65 | 18/10/2012Novidades Legislativas Nº 65 | 18/10/2012
Novidades Legislativas Nº 65 | 18/10/2012
 
Mp
MpMp
Mp
 
Evolução legal pcctae
Evolução legal pcctaeEvolução legal pcctae
Evolução legal pcctae
 
Apresentação consórcio irecê para impressão
Apresentação consórcio irecê para impressãoApresentação consórcio irecê para impressão
Apresentação consórcio irecê para impressão
 
Rdc 50 enviar
Rdc 50 enviarRdc 50 enviar
Rdc 50 enviar
 
Apostila tributaria
Apostila tributariaApostila tributaria
Apostila tributaria
 
Coletânea de Legislação e Jurisprudência Agrária e Correlata - Tomo III 2007
Coletânea de Legislação e Jurisprudência Agrária e Correlata - Tomo III 2007Coletânea de Legislação e Jurisprudência Agrária e Correlata - Tomo III 2007
Coletânea de Legislação e Jurisprudência Agrária e Correlata - Tomo III 2007
 
Resolução RDC N° 50 de 21 de fevereiro de 2002
Resolução RDC N° 50 de 21 de fevereiro de 2002Resolução RDC N° 50 de 21 de fevereiro de 2002
Resolução RDC N° 50 de 21 de fevereiro de 2002
 
50 02rdc
50 02rdc50 02rdc
50 02rdc
 
Pl 023 2016 ldo de 2017
Pl 023 2016   ldo de 2017Pl 023 2016   ldo de 2017
Pl 023 2016 ldo de 2017
 
Capitulo6
Capitulo6Capitulo6
Capitulo6
 

Destaque

Termo de Compromisso da área ambiental assinado pelo Governo do Estado, o MPE...
Termo de Compromisso da área ambiental assinado pelo Governo do Estado, o MPE...Termo de Compromisso da área ambiental assinado pelo Governo do Estado, o MPE...
Termo de Compromisso da área ambiental assinado pelo Governo do Estado, o MPE...
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Termo de compromisso
Termo de compromissoTermo de compromisso
Termo de compromisso
AlberoneJr
 
Atividade avaliativa de matemática (1º BIMESTRE)
Atividade avaliativa de matemática (1º BIMESTRE)Atividade avaliativa de matemática (1º BIMESTRE)
Atividade avaliativa de matemática (1º BIMESTRE)
Etiene Isaias da Silva
 
5 Termo De Compromisso Assinado Pela Jornalista Fernanda Odilla Junto Ao Stm
5 Termo De Compromisso Assinado Pela Jornalista Fernanda Odilla Junto Ao Stm5 Termo De Compromisso Assinado Pela Jornalista Fernanda Odilla Junto Ao Stm
5 Termo De Compromisso Assinado Pela Jornalista Fernanda Odilla Junto Ao Stm
Luis Nassif
 
Termo de Compromisso assinado por Cobra Reporter
Termo de Compromisso assinado por Cobra ReporterTermo de Compromisso assinado por Cobra Reporter
Termo de Compromisso assinado por Cobra Reporter
Claudio Osti
 
Termo de adesão e de compromisso
Termo de adesão e de compromissoTermo de adesão e de compromisso
Termo de adesão e de compromisso
Emerson Lima
 
Regimento Interno das Igrejas OBPC
Regimento Interno das Igrejas OBPCRegimento Interno das Igrejas OBPC
Regimento Interno das Igrejas OBPC
obpcba01
 
Termo de Compromisso da Gestão Federal
Termo de Compromisso da Gestão FederalTermo de Compromisso da Gestão Federal
Termo de Compromisso da Gestão Federal
Helenice Alexandrino
 
Termo de compromisso de obreiro
Termo de compromisso de obreiroTermo de compromisso de obreiro
Termo de compromisso de obreiro
CRTVO
 
Termo de Compromisso de Orientação - EFS, EACH, USP
Termo de Compromisso de Orientação - EFS, EACH, USPTermo de Compromisso de Orientação - EFS, EACH, USP
Termo de Compromisso de Orientação - EFS, EACH, USP
Cassio Meira Jr.
 
Termo de compromisso e obrigações de modelo
Termo de compromisso e obrigações de modeloTermo de compromisso e obrigações de modelo
Termo de compromisso e obrigações de modelo
Monique Dias
 
Termo de Responsabilidade dos Pais
Termo de Responsabilidade dos PaisTermo de Responsabilidade dos Pais
Termo de Responsabilidade dos Pais
IEE Wilcam
 
Artigo Científico - O uso do Marketing 3.0 pela empresa Natura, como estraté...
Artigo Científico - O  uso do Marketing 3.0 pela empresa Natura, como estraté...Artigo Científico - O  uso do Marketing 3.0 pela empresa Natura, como estraté...
Artigo Científico - O uso do Marketing 3.0 pela empresa Natura, como estraté...
Pricilla Abrantes
 
Termo de Responsabilidade
Termo de ResponsabilidadeTermo de Responsabilidade
Termo de Responsabilidade
lilianrmedeiros
 
Termo de responsabilidade jop
Termo de responsabilidade jopTermo de responsabilidade jop
Termo de responsabilidade jop
guitdenis
 
Termo de compromisso
Termo de compromissoTermo de compromisso
Termo de compromisso
Marcelo Nascimento Lisboa
 
Termo de responsabilidade
Termo de responsabilidadeTermo de responsabilidade
Termo de responsabilidade
kksemb
 
Termo de responsabilidade - Obras na unidade
Termo de responsabilidade - Obras na unidadeTermo de responsabilidade - Obras na unidade
Termo de responsabilidade - Obras na unidade
sindiconet
 

Destaque (18)

Termo de Compromisso da área ambiental assinado pelo Governo do Estado, o MPE...
Termo de Compromisso da área ambiental assinado pelo Governo do Estado, o MPE...Termo de Compromisso da área ambiental assinado pelo Governo do Estado, o MPE...
Termo de Compromisso da área ambiental assinado pelo Governo do Estado, o MPE...
 
Termo de compromisso
Termo de compromissoTermo de compromisso
Termo de compromisso
 
Atividade avaliativa de matemática (1º BIMESTRE)
Atividade avaliativa de matemática (1º BIMESTRE)Atividade avaliativa de matemática (1º BIMESTRE)
Atividade avaliativa de matemática (1º BIMESTRE)
 
5 Termo De Compromisso Assinado Pela Jornalista Fernanda Odilla Junto Ao Stm
5 Termo De Compromisso Assinado Pela Jornalista Fernanda Odilla Junto Ao Stm5 Termo De Compromisso Assinado Pela Jornalista Fernanda Odilla Junto Ao Stm
5 Termo De Compromisso Assinado Pela Jornalista Fernanda Odilla Junto Ao Stm
 
Termo de Compromisso assinado por Cobra Reporter
Termo de Compromisso assinado por Cobra ReporterTermo de Compromisso assinado por Cobra Reporter
Termo de Compromisso assinado por Cobra Reporter
 
Termo de adesão e de compromisso
Termo de adesão e de compromissoTermo de adesão e de compromisso
Termo de adesão e de compromisso
 
Regimento Interno das Igrejas OBPC
Regimento Interno das Igrejas OBPCRegimento Interno das Igrejas OBPC
Regimento Interno das Igrejas OBPC
 
Termo de Compromisso da Gestão Federal
Termo de Compromisso da Gestão FederalTermo de Compromisso da Gestão Federal
Termo de Compromisso da Gestão Federal
 
Termo de compromisso de obreiro
Termo de compromisso de obreiroTermo de compromisso de obreiro
Termo de compromisso de obreiro
 
Termo de Compromisso de Orientação - EFS, EACH, USP
Termo de Compromisso de Orientação - EFS, EACH, USPTermo de Compromisso de Orientação - EFS, EACH, USP
Termo de Compromisso de Orientação - EFS, EACH, USP
 
Termo de compromisso e obrigações de modelo
Termo de compromisso e obrigações de modeloTermo de compromisso e obrigações de modelo
Termo de compromisso e obrigações de modelo
 
Termo de Responsabilidade dos Pais
Termo de Responsabilidade dos PaisTermo de Responsabilidade dos Pais
Termo de Responsabilidade dos Pais
 
Artigo Científico - O uso do Marketing 3.0 pela empresa Natura, como estraté...
Artigo Científico - O  uso do Marketing 3.0 pela empresa Natura, como estraté...Artigo Científico - O  uso do Marketing 3.0 pela empresa Natura, como estraté...
Artigo Científico - O uso do Marketing 3.0 pela empresa Natura, como estraté...
 
Termo de Responsabilidade
Termo de ResponsabilidadeTermo de Responsabilidade
Termo de Responsabilidade
 
Termo de responsabilidade jop
Termo de responsabilidade jopTermo de responsabilidade jop
Termo de responsabilidade jop
 
Termo de compromisso
Termo de compromissoTermo de compromisso
Termo de compromisso
 
Termo de responsabilidade
Termo de responsabilidadeTermo de responsabilidade
Termo de responsabilidade
 
Termo de responsabilidade - Obras na unidade
Termo de responsabilidade - Obras na unidadeTermo de responsabilidade - Obras na unidade
Termo de responsabilidade - Obras na unidade
 

Semelhante a GW Group reforestation Licenses vale do buriti

Olaria deve promover adequações e obter licença ambiental para voltar a operar
Olaria deve promover adequações e obter licença ambiental para voltar a operarOlaria deve promover adequações e obter licença ambiental para voltar a operar
Olaria deve promover adequações e obter licença ambiental para voltar a operar
Ministério Público de Santa Catarina
 
Portaria 11512 procedimentos _ para elaboração do pga e outros documento
Portaria 11512 procedimentos _ para elaboração do pga e outros documento   Portaria 11512 procedimentos _ para elaboração do pga e outros documento
Portaria 11512 procedimentos _ para elaboração do pga e outros documento
dsvl85
 
Portaria 12.908 do Estado da Bahia - Plano de adequação ambiental
Portaria 12.908 do Estado da Bahia - Plano de adequação ambientalPortaria 12.908 do Estado da Bahia - Plano de adequação ambiental
Portaria 12.908 do Estado da Bahia - Plano de adequação ambiental
Carlos Alberto Monteiro
 
Módulo_Reserva Legal_13 08 15.pdf
Módulo_Reserva Legal_13 08 15.pdfMódulo_Reserva Legal_13 08 15.pdf
Módulo_Reserva Legal_13 08 15.pdf
GabryelLima1
 
Separata - Novo Código Florestal Brasileiro
Separata - Novo Código Florestal BrasileiroSeparata - Novo Código Florestal Brasileiro
Separata - Novo Código Florestal Brasileiro
Valdir Colatto
 
Cartilha car
Cartilha carCartilha car
Cartilha car
Machado Filho
 
Pedro
PedroPedro
Pedro
ambiental
 
Código Florestal - Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambie...
Código Florestal - Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambie...Código Florestal - Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambie...
Código Florestal - Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambie...
Portal Canal Rural
 
AS ÁREAS DE RESERVA LEGAL E ÀS DE PRESERVAÇÕES PERMANENTES DO NOVO CÓDIGO FL...
AS ÁREAS DE RESERVA LEGAL E ÀS DE PRESERVAÇÕES  PERMANENTES DO NOVO CÓDIGO FL...AS ÁREAS DE RESERVA LEGAL E ÀS DE PRESERVAÇÕES  PERMANENTES DO NOVO CÓDIGO FL...
AS ÁREAS DE RESERVA LEGAL E ÀS DE PRESERVAÇÕES PERMANENTES DO NOVO CÓDIGO FL...
Sociedade Rural Brasileira (fan page)
 
A reserva legal e o novo código florestal
A reserva legal e o novo código florestalA reserva legal e o novo código florestal
A reserva legal e o novo código florestal
IRIB
 
Item 6 - versao agbpv - contrato gestao-cbh pará 20-10-2015
Item 6  - versao agbpv - contrato gestao-cbh pará 20-10-2015Item 6  - versao agbpv - contrato gestao-cbh pará 20-10-2015
Item 6 - versao agbpv - contrato gestao-cbh pará 20-10-2015
Agência Peixe Vivo
 
Minuta PL APP Rio São Francisco.pdf
Minuta PL APP Rio São Francisco.pdfMinuta PL APP Rio São Francisco.pdf
Minuta PL APP Rio São Francisco.pdf
Fredson Pereira
 
Artigo reflexões sobre o novo código florestal agosto_2012
Artigo reflexões sobre o novo código florestal agosto_2012Artigo reflexões sobre o novo código florestal agosto_2012
Artigo reflexões sobre o novo código florestal agosto_2012
Sociedade Rural Brasileira (fan page)
 
Resolucaoconsema
ResolucaoconsemaResolucaoconsema
Resolucaoconsema
vfalcao
 
Cai suspensão de liminar obtida pelo Ministério Público para proteger Mata At...
Cai suspensão de liminar obtida pelo Ministério Público para proteger Mata At...Cai suspensão de liminar obtida pelo Ministério Público para proteger Mata At...
Cai suspensão de liminar obtida pelo Ministério Público para proteger Mata At...
Ministério Público de Santa Catarina
 
Auto 768 2013
Auto 768 2013Auto 768 2013
Auto 768 2013
Evandro Lira
 
Item 6 - contrato gestao cbh pará discutido reunião 04-02-14 - consolidado
Item 6  - contrato gestao cbh pará discutido reunião 04-02-14 - consolidadoItem 6  - contrato gestao cbh pará discutido reunião 04-02-14 - consolidado
Item 6 - contrato gestao cbh pará discutido reunião 04-02-14 - consolidado
Agência Peixe Vivo
 
TAC firmado com a Fábrica de Camas e Beliches Mariflor Ltda.
TAC firmado com a Fábrica de Camas e Beliches Mariflor Ltda.TAC firmado com a Fábrica de Camas e Beliches Mariflor Ltda.
TAC firmado com a Fábrica de Camas e Beliches Mariflor Ltda.
Ministério Público de Santa Catarina
 

Semelhante a GW Group reforestation Licenses vale do buriti (18)

Olaria deve promover adequações e obter licença ambiental para voltar a operar
Olaria deve promover adequações e obter licença ambiental para voltar a operarOlaria deve promover adequações e obter licença ambiental para voltar a operar
Olaria deve promover adequações e obter licença ambiental para voltar a operar
 
Portaria 11512 procedimentos _ para elaboração do pga e outros documento
Portaria 11512 procedimentos _ para elaboração do pga e outros documento   Portaria 11512 procedimentos _ para elaboração do pga e outros documento
Portaria 11512 procedimentos _ para elaboração do pga e outros documento
 
Portaria 12.908 do Estado da Bahia - Plano de adequação ambiental
Portaria 12.908 do Estado da Bahia - Plano de adequação ambientalPortaria 12.908 do Estado da Bahia - Plano de adequação ambiental
Portaria 12.908 do Estado da Bahia - Plano de adequação ambiental
 
Módulo_Reserva Legal_13 08 15.pdf
Módulo_Reserva Legal_13 08 15.pdfMódulo_Reserva Legal_13 08 15.pdf
Módulo_Reserva Legal_13 08 15.pdf
 
Separata - Novo Código Florestal Brasileiro
Separata - Novo Código Florestal BrasileiroSeparata - Novo Código Florestal Brasileiro
Separata - Novo Código Florestal Brasileiro
 
Cartilha car
Cartilha carCartilha car
Cartilha car
 
Pedro
PedroPedro
Pedro
 
Código Florestal - Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambie...
Código Florestal - Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambie...Código Florestal - Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambie...
Código Florestal - Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambie...
 
AS ÁREAS DE RESERVA LEGAL E ÀS DE PRESERVAÇÕES PERMANENTES DO NOVO CÓDIGO FL...
AS ÁREAS DE RESERVA LEGAL E ÀS DE PRESERVAÇÕES  PERMANENTES DO NOVO CÓDIGO FL...AS ÁREAS DE RESERVA LEGAL E ÀS DE PRESERVAÇÕES  PERMANENTES DO NOVO CÓDIGO FL...
AS ÁREAS DE RESERVA LEGAL E ÀS DE PRESERVAÇÕES PERMANENTES DO NOVO CÓDIGO FL...
 
A reserva legal e o novo código florestal
A reserva legal e o novo código florestalA reserva legal e o novo código florestal
A reserva legal e o novo código florestal
 
Item 6 - versao agbpv - contrato gestao-cbh pará 20-10-2015
Item 6  - versao agbpv - contrato gestao-cbh pará 20-10-2015Item 6  - versao agbpv - contrato gestao-cbh pará 20-10-2015
Item 6 - versao agbpv - contrato gestao-cbh pará 20-10-2015
 
Minuta PL APP Rio São Francisco.pdf
Minuta PL APP Rio São Francisco.pdfMinuta PL APP Rio São Francisco.pdf
Minuta PL APP Rio São Francisco.pdf
 
Artigo reflexões sobre o novo código florestal agosto_2012
Artigo reflexões sobre o novo código florestal agosto_2012Artigo reflexões sobre o novo código florestal agosto_2012
Artigo reflexões sobre o novo código florestal agosto_2012
 
Resolucaoconsema
ResolucaoconsemaResolucaoconsema
Resolucaoconsema
 
Cai suspensão de liminar obtida pelo Ministério Público para proteger Mata At...
Cai suspensão de liminar obtida pelo Ministério Público para proteger Mata At...Cai suspensão de liminar obtida pelo Ministério Público para proteger Mata At...
Cai suspensão de liminar obtida pelo Ministério Público para proteger Mata At...
 
Auto 768 2013
Auto 768 2013Auto 768 2013
Auto 768 2013
 
Item 6 - contrato gestao cbh pará discutido reunião 04-02-14 - consolidado
Item 6  - contrato gestao cbh pará discutido reunião 04-02-14 - consolidadoItem 6  - contrato gestao cbh pará discutido reunião 04-02-14 - consolidado
Item 6 - contrato gestao cbh pará discutido reunião 04-02-14 - consolidado
 
TAC firmado com a Fábrica de Camas e Beliches Mariflor Ltda.
TAC firmado com a Fábrica de Camas e Beliches Mariflor Ltda.TAC firmado com a Fábrica de Camas e Beliches Mariflor Ltda.
TAC firmado com a Fábrica de Camas e Beliches Mariflor Ltda.
 

Mais de GW Group

GW Group Coconut report embrapa
GW Group Coconut report embrapaGW Group Coconut report embrapa
GW Group Coconut report embrapa
GW Group
 
GW Group Eucalyptus
GW Group Eucalyptus GW Group Eucalyptus
GW Group Eucalyptus
GW Group
 
GW Group Independent growth and yield projections for Acacia tree crops grown...
GW Group Independent growth and yield projections for Acacia tree crops grown...GW Group Independent growth and yield projections for Acacia tree crops grown...
GW Group Independent growth and yield projections for Acacia tree crops grown...
GW Group
 
GW Group Independent forestry investment report acacia crops Brazil
GW Group Independent forestry investment report acacia crops BrazilGW Group Independent forestry investment report acacia crops Brazil
GW Group Independent forestry investment report acacia crops Brazil
GW Group
 
GW Group Phase 2 report Christmas tree Project Canada
GW Group Phase 2 report Christmas tree Project CanadaGW Group Phase 2 report Christmas tree Project Canada
GW Group Phase 2 report Christmas tree Project Canada
GW Group
 
GW Group Phase1 rpt Christmas tree forestry investments Canada
GW Group Phase1 rpt Christmas tree forestry investments CanadaGW Group Phase1 rpt Christmas tree forestry investments Canada
GW Group Phase1 rpt Christmas tree forestry investments Canada
GW Group
 
GW Group farm property Buriti plantation plan
GW Group farm property Buriti plantation planGW Group farm property Buriti plantation plan
GW Group farm property Buriti plantation plan
GW Group
 
GW Group farm property site development S.Maria I plantation plan
GW Group farm property site development S.Maria I plantation planGW Group farm property site development S.Maria I plantation plan
GW Group farm property site development S.Maria I plantation plan
GW Group
 
GW Group reforestation Licenses esmeralda
GW Group reforestation Licenses esmeraldaGW Group reforestation Licenses esmeralda
GW Group reforestation Licenses esmeralda
GW Group
 
GW Group reforestation Licenses Farm Site Development Buriti
GW Group reforestation Licenses Farm Site Development BuritiGW Group reforestation Licenses Farm Site Development Buriti
GW Group reforestation Licenses Farm Site Development Buriti
GW Group
 
GW Group reforestation Licenses Farm Site Barrinhas 2
GW Group reforestation Licenses Farm Site Barrinhas 2GW Group reforestation Licenses Farm Site Barrinhas 2
GW Group reforestation Licenses Farm Site Barrinhas 2
GW Group
 
GW Group reforestation Licenses Farm site Barrinhas 1
GW Group reforestation Licenses Farm site Barrinhas 1GW Group reforestation Licenses Farm site Barrinhas 1
GW Group reforestation Licenses Farm site Barrinhas 1
GW Group
 
GW Group reforestation Licenses tropical
GW Group reforestation Licenses tropicalGW Group reforestation Licenses tropical
GW Group reforestation Licenses tropical
GW Group
 
GW Group farm property site Tropical
GW Group farm property site Tropical GW Group farm property site Tropical
GW Group farm property site Tropical
GW Group
 
GW Group Technical forestry report Teak Costa Rica
GW Group Technical forestry report Teak Costa Rica GW Group Technical forestry report Teak Costa Rica
GW Group Technical forestry report Teak Costa Rica
GW Group
 
GW Group Technical forestry report astronium Costa Rica
GW Group Technical forestry report astronium Costa Rica GW Group Technical forestry report astronium Costa Rica
GW Group Technical forestry report astronium Costa Rica
GW Group
 
GW Group Technical Financial analysis terminalia_amazonia
GW Group Technical Financial analysis terminalia_amazoniaGW Group Technical Financial analysis terminalia_amazonia
GW Group Technical Financial analysis terminalia_amazonia
GW Group
 
GW Group Forestry Investment Financial Analysis Teak in Costa Rica
GW Group Forestry Investment Financial Analysis Teak in Costa RicaGW Group Forestry Investment Financial Analysis Teak in Costa Rica
GW Group Forestry Investment Financial Analysis Teak in Costa Rica
GW Group
 
GW Group Forestry Investment Financial Analysis astronium in Costa Rica
GW Group Forestry Investment Financial Analysis astronium in Costa RicaGW Group Forestry Investment Financial Analysis astronium in Costa Rica
GW Group Forestry Investment Financial Analysis astronium in Costa Rica
GW Group
 
GW Group Technical forestry report terminalia Costa Rica
GW Group Technical forestry report terminalia Costa RicaGW Group Technical forestry report terminalia Costa Rica
GW Group Technical forestry report terminalia Costa Rica
GW Group
 

Mais de GW Group (20)

GW Group Coconut report embrapa
GW Group Coconut report embrapaGW Group Coconut report embrapa
GW Group Coconut report embrapa
 
GW Group Eucalyptus
GW Group Eucalyptus GW Group Eucalyptus
GW Group Eucalyptus
 
GW Group Independent growth and yield projections for Acacia tree crops grown...
GW Group Independent growth and yield projections for Acacia tree crops grown...GW Group Independent growth and yield projections for Acacia tree crops grown...
GW Group Independent growth and yield projections for Acacia tree crops grown...
 
GW Group Independent forestry investment report acacia crops Brazil
GW Group Independent forestry investment report acacia crops BrazilGW Group Independent forestry investment report acacia crops Brazil
GW Group Independent forestry investment report acacia crops Brazil
 
GW Group Phase 2 report Christmas tree Project Canada
GW Group Phase 2 report Christmas tree Project CanadaGW Group Phase 2 report Christmas tree Project Canada
GW Group Phase 2 report Christmas tree Project Canada
 
GW Group Phase1 rpt Christmas tree forestry investments Canada
GW Group Phase1 rpt Christmas tree forestry investments CanadaGW Group Phase1 rpt Christmas tree forestry investments Canada
GW Group Phase1 rpt Christmas tree forestry investments Canada
 
GW Group farm property Buriti plantation plan
GW Group farm property Buriti plantation planGW Group farm property Buriti plantation plan
GW Group farm property Buriti plantation plan
 
GW Group farm property site development S.Maria I plantation plan
GW Group farm property site development S.Maria I plantation planGW Group farm property site development S.Maria I plantation plan
GW Group farm property site development S.Maria I plantation plan
 
GW Group reforestation Licenses esmeralda
GW Group reforestation Licenses esmeraldaGW Group reforestation Licenses esmeralda
GW Group reforestation Licenses esmeralda
 
GW Group reforestation Licenses Farm Site Development Buriti
GW Group reforestation Licenses Farm Site Development BuritiGW Group reforestation Licenses Farm Site Development Buriti
GW Group reforestation Licenses Farm Site Development Buriti
 
GW Group reforestation Licenses Farm Site Barrinhas 2
GW Group reforestation Licenses Farm Site Barrinhas 2GW Group reforestation Licenses Farm Site Barrinhas 2
GW Group reforestation Licenses Farm Site Barrinhas 2
 
GW Group reforestation Licenses Farm site Barrinhas 1
GW Group reforestation Licenses Farm site Barrinhas 1GW Group reforestation Licenses Farm site Barrinhas 1
GW Group reforestation Licenses Farm site Barrinhas 1
 
GW Group reforestation Licenses tropical
GW Group reforestation Licenses tropicalGW Group reforestation Licenses tropical
GW Group reforestation Licenses tropical
 
GW Group farm property site Tropical
GW Group farm property site Tropical GW Group farm property site Tropical
GW Group farm property site Tropical
 
GW Group Technical forestry report Teak Costa Rica
GW Group Technical forestry report Teak Costa Rica GW Group Technical forestry report Teak Costa Rica
GW Group Technical forestry report Teak Costa Rica
 
GW Group Technical forestry report astronium Costa Rica
GW Group Technical forestry report astronium Costa Rica GW Group Technical forestry report astronium Costa Rica
GW Group Technical forestry report astronium Costa Rica
 
GW Group Technical Financial analysis terminalia_amazonia
GW Group Technical Financial analysis terminalia_amazoniaGW Group Technical Financial analysis terminalia_amazonia
GW Group Technical Financial analysis terminalia_amazonia
 
GW Group Forestry Investment Financial Analysis Teak in Costa Rica
GW Group Forestry Investment Financial Analysis Teak in Costa RicaGW Group Forestry Investment Financial Analysis Teak in Costa Rica
GW Group Forestry Investment Financial Analysis Teak in Costa Rica
 
GW Group Forestry Investment Financial Analysis astronium in Costa Rica
GW Group Forestry Investment Financial Analysis astronium in Costa RicaGW Group Forestry Investment Financial Analysis astronium in Costa Rica
GW Group Forestry Investment Financial Analysis astronium in Costa Rica
 
GW Group Technical forestry report terminalia Costa Rica
GW Group Technical forestry report terminalia Costa RicaGW Group Technical forestry report terminalia Costa Rica
GW Group Technical forestry report terminalia Costa Rica
 

GW Group reforestation Licenses vale do buriti

  • 1. Termo de Compromisso nº 2013.001.000066/TC TERMO DE COMPROMISSO QUE ENTRE SI CELEBRAM, O INSTITUTO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS INEMA, E GW AGROPECUÁRIA LTDA PARA OS FINS QUE NELE SE DECLARAM. Pelo presente instrumento, nos termos do art. 5º, § 6º da Lei Federal nº 7.347, de 24 de julho de 1985, com a redação que lhe foi dada pela Lei Federal n. º 8.078, de 11 de setembro de 1990, dos artigos 50 e 191 da Lei Estadual nº 10.431/2006 e do art. 291 do Decreto Estadual nº 14.024/2012, de um lado o INSTITUTO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS - INEMA, Autarquia vinculada à Secretaria de Meio Ambiente – SEMA, criada pela Lei n° 12.212, de 04 de maio de 2011, inscrita no CGC/MF sob o n. º 13.700.575/0001-69, com sede na Rua Rio São Francisco, n.º 01, Monte Serrat, CEP - 40.425-060, Salvador-Ba, adiante denominado COMPROMITENTE ou INEMA; e de outro lado, G W Agropecuária Ltda com endereço a Ceará, Nº 140, Boa Vista, CEP 47.806-080, município de Barreiras inscrita no (CNPJ ou CPF) sob o n° 10905327000166, adiante denominado COMPROMISSADO, neste ato representado pelo Paulo Roberto Santana, de nacionalidade Brasil, CPF nº 08921165878 e RG nº 193017763, proprietário/possuidor do imóvel rural situado no município de Catolândia, Estado da Bahia, registrado sob o nº9862 cartório Registro de Imóveis e Hipotecas do 1º Ofício, inscrito no Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais - CEFIR, têm entre si certo e ajustado o presente Termo, o qual se regerá pelas cláusulas e condições ora estipuladas, com inteira submissão às disposições legais aplicáveis à espécie. CONSIDERANDO que o INEMA é o órgão executor da política estadual de Meio Ambiente do Estado da Bahia, competente para exercer o controle ambiental em todo o território do Estado, nos termos da Lei Estadual 12.212, de 04 de maio de 2011 c/c a Lei Estadual n.º 10.43, de 20 de dezembro de 2006, e do seu regulamento, aprovado pelo Decreto Estadual n° 14.024 de 06 de junho de 2012; CONSIDERANDO que a Reserva Legal é uma área com cobertura vegetal nativa de uso restrito que deverá corresponder a no mínimo 20% da área de toda propriedade ou posse rural no Estado da Bahia, destinada ao uso sustentável dos recursos naturais, à conservação e reabilitação dos processos ecológicos, à conservação da biodiversidade e ao abrigo e proteção da fauna e flora nativas, não sendo permitido o corte raso da vegetação; CONSIDERANDO os termos da Lei Federal nº 12.651, de 25 de maio de 2012, dito Novo Código Florestal, e do Decreto Federal n. 7830-2012, que dispõe sobre a regulamentação do Cadastro Ambiental Rural e do Programa Ambiental Rural; CONSIDERANDO o propósito do(s) COMPROMISSADO(S) de atender às restrições de uso da Reserva Legal e das Áreas de Preservação Permanente, conforme legislação vigente; CONSIDERANDO que o imóvel rural (nome do imóvel, matrícula, ITR), situado em (endereço do imóvel), está inscrito no Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais – CEFIR; CONSIDERANDO, que o Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais - CEFIR é um registro público eletrônico de âmbito estadual, obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade de integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais, compondo base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico, combate ao desmatamento, além de outras funções.a regularização ambiental dos imóveis rurais quanto à reserva legal, à recuperação das áreas de preservação permanente e às autorizações, registros e licenças ambientais inerentes aos empreendimentos agrossilvopastoris. CONSIDERANDO o propósito do(s) COMPROMISSADO(S) de regularizar as atividades ou empreendimento existentes no imóvel rural acima especificado, no que concerne ao licenciamento ambiental e à outorga de uso de recursos hídricos; (PASSIVO DE LICENCIAMENTO E/OU OUTORGA) CONSIDERANDO o propósito do(s) COMPROMISSADO(S) de recuperar as áreas de preservação permanente e/ou reserva legal já degradadas existentes no imóvel rural acima especificado, de acordo com Plano de Recuperação de Área Degradada – PRAD e cronograma de execução apresentado; (PASSIVO DE ÁREA DEGRADADA) O(s) COMPROMISSADO(S) e o COMPROMISSÁRIO firmam o presente Termo de Compromisso, conforme as cláusulas e condições abaixo estipuladas, suspendendo, no tempo de sua vigência, a aplicação de sanções administrativas contra o(s) COMPROMISSADO(S), para os passivos ambientais materiais e/ou formais, declarados no CEFIR e constantes neste Termo de Compromisso. CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO Constitui objeto do presente Termo de Compromisso o fiel e integral cumprimento pelo(s) COMPROMISSADO(S) dos deveres e obrigações assumidos, nas formas e prazos definidos na Cláusula Segunda, visando à implantação de ações de Regularização Ambiental do Imóvel Rural. CLÁUSULA SEGUNDA - DAS OBRIGAÇÕES DO(S) COMPROMISSADO(S) • Executar o(s) Plano(s) de Recuperação de Área Degradada – PRAD referente aos passivos de Área de Preservação Permanente e Reserva Legal, conforme cronograma(s) físico(s) de execução, declarado no CEFIR, atendendo às condições pré-estabelecidas pelo INEMA. • Executar o(s) Plano(s) de Recuperação referente aos passivos ambientais fora de APP e RL e aqueles inerentes ao desenvolvimento das atividades previstas nas Divisões A1.1, A2.1, A2.3, A2.5, A2.6, A3.1 e A4 do Anexo IV Impresso em: 22/01/2013 INEMA/Monte Serrat: Rua Rio São Francisco, N°1, Monte Serrat. CEP:40.425-060 - Salvador - Bahia - Brasil Chave de Segurança: E642088BD81BDFE04A118C901F8A084A Pág. 1 de 3
  • 2. do Regulamento da Lei Estadual n. 10.431-2006, aprovado pelo Decreto Estadual n. 14.024-2012, especificando, ainda, quando for o caso, a utilização de recursos hídricos, com cronograma físico de execução máximo de 05 anos, em percentuais mínimos de 10% no primeiro ano, 25% no segundo ano, 50% no terceiro ano, 75% no quarto ano e 100% no quinto ano. • Requerer, no prazo de 360 dias, a regularização dos passivos referente à outorga e ao licenciamento ambiental das atividades desenvolvidas no imóvel rural, com exceção das atividades agrossilvopastoris previstas nas Divisões A1.1, A2.1, A2.3, A2.5, A2.6, A3.1 e A4 do Anexo IV do Regulamento da Lei Estadual n. 10.431-2006, aprovado pelo Decreto Estadual n. 14.024-2012, as quais estarão condicionadas aos prazos previstos no Plano de Recuperação neste Termo de Compromisso; • Manter a disposição da fiscalização relatórios anuais e relatório final de execução do PRAD. CLÁUSULA TERCEIRA – DAS ATRIBUIÇÕES DO COMPROMITENTE Constituem atribuições do INEMA: 3.1 Acompanhar e fiscalizar o pleno e fiel cumprimento por parte do(s) COMPROMISSADO(S) das obrigações assumidas no presente Termo de Compromisso, sem prejuízo das demais ações de controle desenvolvidas no âmbito de suas competências e atribuições legais e da aplicação das sanções administrativas delas decorrentes, bem como adoção de medidas judiciais atinentes à matéria. 3.2 Analisar o(s) Plano(s) de Recuperação de Área Degradada referente aos passivos de APP e RL. 3.3 Analisar os Planos de Recuperação dos empreendimentos ou atividades declarados com passivo de regularização ambiental; 3.4 Emitir o Certificado de Regularidade Ambiental, após a comprovação do fiel, pleno e integral cumprimento pelo(s) COMPROMISSADO(S) de todas as obrigações assumidas pelo mesmo, estabelecidas na Cláusula Segunda CLÁUSULA QUARTA - DAS PENALIDADES O não cumprimento pelo(s) COMPROMISSADO(S) das obrigações, condições e prazos estabelecidos neste Termo de Compromisso implicará na aplicação da penalidade de multa, correspondente à classe da infração relacionada ao passivo ambiental existente na propriedade ou posse rural, conforme legislação vigente: 4.1 A rescisão do presente Termo se dará pelo descumprimento de quaisquer uma das obrigações, condições e prazos por parte do(s) COMPROMISSADO(S) e suspenderá os efeitos da concessão de regularidade formal ambiental dos empreendimentos/atividades sob responsabilidade do(s) COMPROMISSADO. 4.2 A eventual inobservância, pelo(s) COMPROMISSADO(S), de qualquer dos prazos estabelecidos no presente Termo de Compromisso, resultante de caso fortuito ou força maior, na forma do art. 393 do Código Civil Brasileiro, deverá ser imediatamente comunicada e justificada ao COMPROMITENTE que fixará novo prazo para adimplemento da obrigação. 4.3 As informações apresentadas pelo(s) COMPROMISSADO(S), no momento da inscrição no Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais – CEFIR, serão contrapostas com as imagens e arquivos do banco de dados do INEMA, sujeitando o(s) COMPROMISSADO(S), quando caracterizada a prestação de informações falsas, às sanções penais cabíveis, além da imputação de multa pelas infrações cometidas. CLÁUSULA QUINTA – DO PRAZO DE VIGÊNCIA A vigência do presente Termo de Compromisso terá início a partir da data da sua geração no âmbito do Cadastro Estadual florestal de Imóveis Rurais – CEFIR e considerar-se-á encerrado após o cumprimento pelo(s) COMPROMISSADO(S) de todas as obrigações assumidas pelo mesmo, estabelecidas na Cláusula Segunda, desde que o cadastro do imóvel rural seja atualizado pelo(s) COMPROMISSADO(S), a cada 2 (dois) anos. CLÁUSULA SEXTA - DO TÍTULO EXECUTIVO EXTRAJUDICIAL O presente Termo de Compromisso terá eficácia de título executivo extrajudicial, na forma do artigo 5º, § 6º, da Lei Federal n. º 7.347, de 24 de julho de 1985, com a redação que lhe foi dada pela Lei Federal n. º 8.078, de 11 de setembro de 1990, do art. 380 do Decreto Estadual nº 11.235/2008, do § 1º do artigo 191 da Lei Estadual nº 10.431 de 20 de dezembro de 2006 e do art. 585, VII do CPC. CLÁUSULA SÉTIMA – DO FORO Para dirimir as dúvidas e conflitos oriundos deste Termo de Compromisso, fica eleito o Foro da Comarca da Capital do Estado da Bahia, com renúncia de qualquer outro por mais privilegiado que seja ou venha a ser. E por estarem assim certos e ajustados, assinam o presente Termo de Compromisso, em 03 (três) vias de igual teor, forma e idêntico conteúdo jurídico, na presença das testemunhas abaixo assinadas e identificadas, para um só efeito, dando tudo por bom, firme e valioso. Este Termo de Compromisso refere-se exclusivamente à situação da regulação ambiental no âmbito da atividade descrita, não abrangendo outros empreendimentos ou atividades do mesmo requerente. Impresso em: 22/01/2013 INEMA/Monte Serrat: Rua Rio São Francisco, N°1, Monte Serrat. CEP:40.425-060 - Salvador - Bahia - Brasil Chave de Segurança: E642088BD81BDFE04A118C901F8A084A Pág. 2 de 3
  • 3. A autenticidade deste Termo de Compromisso pode ser atestada na internet, no endereço: http://www.seia.ba.gov.br em Serviços On-line/Atestar Certificado, utilizando a chave de segurança deste Termo de Compromisso: E642088BD81BDFE04A118C901F8A084A Termo de Compromisso emitido às 21:13:19 do dia 21/01/2013 <hora e data de Brasília>, válido até 21/01/2015 devendo ser atualizado no prazo máximo de dois anos após a data de emissão. Impresso em: 22/01/2013 INEMA/Monte Serrat: Rua Rio São Francisco, N°1, Monte Serrat. CEP:40.425-060 - Salvador - Bahia - Brasil Chave de Segurança: E642088BD81BDFE04A118C901F8A084A Pág. 3 de 3