SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Baixar para ler offline
Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

Prefeitura divulga atrações da
Festa do Trabalhador
Serão dois dias com
shows musicais gratuitos
na Praça de Eventos. No
dia 30 de abril, a partir das
21h, as atrações serão o
grupo Sunga de Pano e o
cantor sertanejo Eduardo
Lagoa da Prata, 27 de abril de 2013 - Ano I - Nº 02

LEI IRREGULAR AUTORIZA A
PREFEITURA A PAGAR O 13º
AOS AGENTES POLÍTICOS

Gama. No dia primeiro,
a partir de 14h, na Praia
Municipal, haverá apresentações de bandas locais.
O evento será realizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Pedreiro diz que viu
restos de túmulo e de
urna mortuária
jogados a céu aberto

Moradores reclamam que a prefeitura já ficou até
20 dias sem recolher o lixo do cemitério

Os pagamentos foram feitos fundamentados numa lei de autoria do Executivo, mas somente a
Câmara pode propôr lei que fixe os subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários
Os pagamentos do 13º
que a Administração Municipal pagou aos agentes
políticos foram feitos de

forma irregular porque
não existe em Lagoa da
Prata um projeto de lei, de
autoria da Câmara Muni-

cipal, que autorize o pagamento. Somente o Poder
Legislativo pode fixar os
valores dos subsídios do

prefeito, vice-prefeito e secretários municipais, conforme o artigo 29, inciso 5
da Constituição Federal.

Pág. 3

Plano Minasprev, da Funerária
São Francisco agora tem
médicos a preços populares

Érico Matucuma,
presidente do Grupo
Minasprev

Inaugurada em Lagoa da Prata
a maior cooperativa
odontológica do Brasil

A novidade agora é a
Clínica Médica Minasprev/Saúde Fácil, o mais
recente benefício oferecido
às famílias que já está em
funcionamento. A iniciativa tem todos os requisitos
para ser um diferencial na
saúde de Lagoa da Prata.
As consultas com médicos especialistas custam a partir de R$ 69.

Na Uniodonto, por
uma mensalidade de R$
24,90, o cliente tem acesso ilimitado a restaurações, tratamento de canal, prótese e periodontia
(tratamento de gengiva).
A Lagoacred fechou
uma parceria com a
Uniodonto e fará a comercialização dos planos
odontológicos.

Pág. 5

Pág. 9

Dr. Edmilson Almides é
o presidente da
Uniodonto em LP

Na rua José Bernardes
Lobato, uma caçamba e
uma carroceria estão sendo utilizadas como depósito de lixo do Cemitério
da Saudade e causando
transtornos aos moradores
devido ao mau cheiro e à
proliferação de escorpiões
e baratas nas residências.
Um pedreiro que trabalha em uma obra em
frente às “lixeiras” disse
que já presenciou até cabelos e pedaços de urna
misturados ao entulho e
restos de túmulo. Segundo um morador do local,
o problema persiste há
muitos anos e já foram feitas diversas reclamações
na prefeitura. “Já vieram
aqui e disseram que iriam
resolver. Mas é tudo papo
de político. Continua essa
bagunça. Dá uma imagem
péssima para a cidade.
Pessoas de fora que vêm ao
velório e estacionam por
aqui, às vezes tem que ter
cuidado para não pisarem
em sujeira. Já ficaram até

um mês sem recolherem
esse lixo. Nós já estamos
cansados. Não tem quem
toma uma providência.
Fica só na conversa. Às vezes, eles limpam, mas daí
a quinze dias a sujeira está
toda aí toda novamente.
Falta é boa vontade em
resolver o problema. Tem
pessoas que aproveitam a
sujeira e jogam animais
mortos nas caçambas.
A Assessoria de Comunicação da Prefeitura
informou que com relação à “carretinha”, a Secretaria de Meio Ambiente
- responsável pela limpeza
e manutenção dos cemitérios da cidade, irá retirar o
lixo proveniente do cemitério. “Terá outra forma de
coleta”, informa a nota enviada ao Jornal da Cidade.
Quanto à caçamba
de entulho, a assessoria
informou que ela não
foi alugada pela prefeitura e é de responsabilidade de algum morador das imediações.
2

Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

CARTA AO LEITOR

Carta do leitor

Programa TV Cidade está temporariamente fora do ar
O programa TV Cidade, veiculado desde setembro de 2010
pela TV Oeste/Rede
Minas, está fora do
ar temporariamente
porque a Prefeitura
até hoje quando escrevo este texto (24/04),
já findando o quarto
mês de mandato, não
conseguiu contratar
uma empresa para
prestar os serviços de
manutenção na torre de transmissão de
televisão aberta. Na
véspera do Carnaval
uma descarga elétrica
na torre danificou os
equipamentos de todas as emissoras. O
sinal da Rede Minas/
TV Oeste, onde o programa TV Cidade é
veiculado, só foi consertado quase um mês
depois. Novamente,
no final de março, outra descarga elétrica
na torre da prefeitura
danificou os transmissores. Apenas o sinal
da TV Alterosa/SBT
ficou no ar. A Prefeitura consertou os equipamentos, mas novamente deixou fora do
ar os canais que transmitem o programa TV
Cidade, além da Rede
TV e Canção Nova.
Com essas constantes e longas perdas
nos sinais de transmissão, tem sido inviável a manutenção do

programa TV Cidade na
televisão aberta, pois
temos
compromisso
com as empresas que
anunciam os seus produtos e com os fiéis telespectadores (a maioria donas-de-casa), que
recebiam em seus lares
dicas de saúde, informações da cidade e um
quadro de evangelização com o Padre Reginaldo Manzotti dentro
da programação TV
Cidade. Sem sinal há
quase dois meses, por
decisão unilateral da
Prefeitura, perdemos
as cotas de patrocínio
do programa e, para
voltar novamente, teremos que iniciar o projeto na TV da estaca zero.
Apesar da falta de
vontade, continuamos
firmes no propósito de
oferecer à população de
Lagoa da Prata um jornalismo crítico e apartidário. O Portal TV Cidade na internet alcançou
a marca de 50.778 visitas no mês de março,
originadas de 18.458
computadores
diferentes. E agora, com
este jornal impresso,
com tiragem de 6.000
exemplares e distribuição gratuita, levamos
informação com conteúdo a toda a cidade.
Para finalizar, só a
título de comparação,
no governo anterior do
prefeito Divininho não

tínhamos problemas
relevantes na torre de
televisão. Quando algum canal saía do ar,
um técnico contratado
pela prefeitura imediatamente fazia o reparo nos equipamentos.
Hoje, além da falta de manutenção, a
torre possui uma rede
elétrica
improvisada
que, se não for consertada, irá danificar os
equipamentos transmissores na próxima
chuva com incidência de relâmpagos.

100 DIAS DE
GOVERNO

Esse período é utilizado pelos gestores
municipais para colocarem a casa em ordem. A partir de agora,
as cobranças por parte
dos vereadores e da
população deverão ficar mais acentuadas.
Até porque a Administração Municipal tem
uma extensa e ousada lista de promessas
de campanha que se
comprometeu a realizar ainda em 2013. São
obras importantes que

Juliano Rossi
Editor
criaram expectativas
e certamente, se realizadas conforme o
prometido, irão melhorar a qualidade de
vida da população.
Nós estamos torcendo para que o governo tenha sucesso.
Tem o nosso apoio e
o nosso olho crítico
enquanto imprensa

Prezado
Editor,
Quero parabenizá-lo, como empresário da
Comunicação, pela sua
visão empreendedora
ao brindar a população
de nossa querida Lagoa
da Prata com um Jornal
de qualidade gráfica superior mas e principalmente pelo conteúdo
jornalístico proposto.
Há muito Lagoa da
Prata carecia de um
veículo de comunicação como o ora lançado `Jornal da Cidade`.
Deve-se pautar pela
isenção em todas as
suas variantes, gerando
aos seus leitores credibilidade, informação e
prazer em sua leitura.
Sugiro
matérias
nas áreas sociais, econômicas,
financeiras,
políticas (isentas), cotidianas,
valorização
dos nossos empreendedores através de matérias, ouvir o cidadão
comum e também artigos sobre assuntos
presentes no âmbito
municipal, regional e
dependendo da expressividade, até nacional.
Parabéns
,
desejo-lhe
SUCESSO.
Euler M. de Farias
Por e-mail

ANUNCIE AQUI.
Todo mundo lê.

9938-6310
Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

Lei irregular autoriza a prefeitura a
pagar o 13º aos agentes políticos
Desde 2001, a Prefeitura de Lagoa da Prata paga o 13º salário aos
agentes políticos (prefeito, vice-prefeito e secretários) sem uma lei que
autorize o pagamento. As
administrações municipais dos ex-prefeitos José
Octaviano Zezinho Ribeiro (2001 a 2004) e Antônio
Divino de Miranda (2005
a 2012) se fundamentaram no artigo 18, da Lei
Complementar 41/2001,
de autoria do então prefeito Zezinho, que autoriza
todo servidor municipal
que ocupa cargo de agente
político a receber o 13º.
Existem muitas interpretações da lei, se os
agentes políticos podem
ou não serem considerados como servidores
municipais e receberem
o pagamento do benefício
no final do ano. O próprio
Tribunal de Contas do
Estado não se manifestou
contrário até o momento.
Já o Ministério Público entendeu que os pagamentos
do 13º que a Câmara fez
aos vereadores referentes
aos anos de 2005 e 2006
foi ilegal. Todos tiveram
que devolver o dinheiro
– uns espontaneamente,
outros por ação judicial.
Os pagamentos do 13º
que a Administração Municipal pagou aos agentes
políticos foram feitos de
forma irregular porque

COMO OS VEREADORES
SE POSICIONARAM

O vereador Natinho disse que o artigo foi inserido na lei para “camuflar o
pagamento do 13º salário que não deveria ter acontecido”
não existe em Lagoa da
Prata um projeto de lei, de
autoria da Câmara Municipal, que autorize o pagamento. Somente o Poder
Legislativo tem a prerrogativa de fixar os valores
dos subsídios do prefeito,
vice-prefeito e secretários municipais, conforme o artigo 29, inciso 5
da Constituição Federal.
ECONOMIA?
Com o objetivo de diminuir os gastos da prefeitura, o prefeito Paulo
César Teodoro enviou à
Câmara um novo projeto
de lei que pretende revogar o artigo 18, da Lei
Complementar 41/2001,
acabando com o paga-

mento do 13º dele, do
vice Ismar Roberto de
Araújo e dos secretários.
Se o pagamento for suspenso, irá gerar uma economia de R$ 95 mil por
ano aos cofres do Município, sem considerar as
despesas dos encargos incidentes. Mas no entendimento de alguns vereadores, a Administração
Municipal não precisava
deste projeto se realmente quer acabar com
o 13º. Basta apenas deixar de pagar o benefício.
“O projeto não precisava
ter vindo para a Câmara
Municipal. Se o prefeito
quisesse, era só ele deixar de pagar o 13º”, disse
o vereador Di-Gianne.

O projeto do prefeito
foi derrubado, em segunda votação, por 5 votos a
3 (veja o posicionamento
de cada vereador no box).
Na sexta-feira (19/04), o
Jornal da Cidade enviou
à Assessoria de Comunicação da Prefeitura uma
solicitação de respostas
a duas perguntas: 1) Se
o Executivo iria suspender o pagamento do 13º,
mesmo com a rejeição
dos vereadores com relação ao projeto enviado
à Câmara; 2) Como o
Executivo interpretou o
artigo 18 da Lei Complementar 41/2001? A Assessoria de Comunicação
não se manifestou até o
fechamento desta edição.

Lagoa da Prata irá receber R$ 1 milhão
para investir em obras de pavimentação
O deputado estadual
Tiago Ulisses encaminhou um ofício à Câmara Municipal de Lagoa
da Prata informando que
o município irá receber um milhão de reais
para investir em obras.
Os recursos são do
programa ProMunicípio,
do Governo de Minas
Gerais, que vai investir
mais de 400 milhões de
reais nos municípios do

3

estado. “Com grande satisfação, comunico a essa
Casa que o Governador
Antônio Anastasia anunciou o programa ProMunicípio, que destina
R$418 milhões aos municípios mineiros, recurso
votado e aprovado pela
Assembleia Legislativa,
onde sou líder do Bloco de apoio ao Governo.
Para Lagoa da Prata será
repassado o valor de um

milhão de reais, a fundo
perdido, que deverá ser
aplicado em infraestrutura, como asfaltamento
e calçamento de ruas”.
O vereador Paulo
Pereira postou em uma
rede social que confirmou a informação junto
ao deputado e ao prefeito
Paulo César Teodoro. Os
recursos serão utilizados
em obras de calçamento e
asfaltamento. “Conversei

com o prefeito, que elencou as prioridades para
as obras: Sol Nascente,
Coronel Luciano e Cidade Jardim, inclusive com
a construção da Praça da
Paz”, escreveu o vereador

ANUNCIE AQUI.
Todo mundo lê.
9938-6310

CONTRA:
Di-Gianne: O projeto não precisava ter vindo para a
Câmara Municipal. Se o prefeito quisesse, era só ele
deixar de pagar o 13º. Não tem como revogar uma
coisa que não existe.
Paulo Roberto: Tem a questão de interpretação de lei.
A minha é a mesma interpretação do Di-Gianne. Se a
gente quer ter bons gestores no SAAE, na Prefeitura,
não adianta você estipular um salário de mil reais. A
gestão necessita de pessoas capacitadas. E qualificação
faz com que o salário da pessoa fica mais alto.
Cida: Ele (o prefeito) paga se quiser.
Quelli: Permaneço com meu voto contrário.
Moraes: Todo trabalhador merece o seu 13º.
FAVOR
Moreira: Agentes políticos (prefeito, secretário e vereadores) não têm direito a ganhar 13º. Meu voto é para
acabar com o 13º dessa turma porque ganham muito.
A população está nos vigiando o tempo inteiro. A
grosso modo isso aqui é um Big Brother Brasil. Quando nossos patrões nos ouvem, e se julgarem que não
trabalhamos direito, correm o rodo, demitem mesmo.
Prova disso é que dos nove vereadores só dois ficaram.
Natinho: Esse artigo não dá direito a ninguém de pagar 13º. Ninguém tinha o direito de receber. Esse artigo
fala de servidor. Esse artigo foi colocado nessa lei para
camuflar o pagamento que não deveria ter acontecido.
Você só paga com dinheiro público aquilo que tem lei
que autoriza a pagar. Essa lei foi usada de forma errada. Já foi contestada na justiça e vai ter que devolver
dinheiro quem recebeu. O prefeito Paulinho não pode
pagar o 13º a ele, ao vice e ao secretário porque não
tem lei. Esse artigo não dá direito. Está muito claro. Se
pagar, tem que devolver. Pra que receber o que não é
seu?
Nego da Ambulância: Quero parabenizar o Adriano
Moreira e dizer que Prefeito não é funcionário público,
e, sim, agente político. Com essa economia de quase
100 mil por ano pode se transformar em muita coisa.

Falsos agentes de saúde em
Lagoa da Prata
A Guarda Municipal
de Lagoa da Prata recebeu uma denúncia de que
duas mulheres estariam
circulando pela cidade
se passando por agentes
de saúde para entrar nas
residências. Elas não são
conhecidas na comunidade, por isso a GCM pede
a ajuda de todos para que
elas sejam localizadas. As
mulheres podem estar
aplicando golpes de es-

telionato ou até mesmo
planejando algum assalto em residências, principalmente onde idosos
moram sozinhos. Caso
você receba alguma visita
de agente de saúde, que
não esteja devidamente
credenciado e que não
seja conhecido de sua comunidade,
comunique
imediatamente à Guarda
Municipal pelos telefones:
(37)3261-4050 e 153.
4

Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

Professores da rede estadual de ensino paralisam os
trabalhos por três dias em todo país

De acordo com manifestante, por enquanto não há risco de ter greve
Os alunos que estudam nas escolas estaduais ficaram sem aulas nos
dias 23, 24 e 25 de abril.
O motivo foi a paralização
dos professores em todo o
país. Durante os três dias

profissionais da educação
se reuniram na Praça da
Matriz. Com faixas, carro
de som e camisetas personalizadas eles desfilaram pelas ruas do centro
de Lagoa da Prata. Dentro

do carro de som um dos
professores, usando um
microfone, explicou para
as pessoas que passavam pelas calçadas e em
veículos, as principais
reivindicações da classe.

Segundo a professora
Raimunda da Silva Santos, a paralização tem
como objetivo reivindicar do governo federal os
royalties do petróleo, os
10% do PIB, o tratamento médico, a igualdade de
carga horária e a postura
das escolas do país. Ela
disse que os professores
não estão sendo valorizados como na verdade deveriam. “Parece que eles
(governantes), se esquecem que nós, profissionais da educação, somos
os únicos que formamos
outros profissionais. Os
médicos, dentistas, policiais e todos os outros
profissionais foram instruídos pelos professores,
mas por que não temos o
mesmo respeito e atenção?”, disse Raimunda.
Sinara Maria Luiz Silva, professora de biologia e ciências, disse que

Consulta popular aprova permuta de terreno com a Embaré

os alunos estão saindo
das escolas sem terem
aprendido, pois a palavra
“reprovação” não existe
mais. “Por ordem dos governantes nós, professores, temos que dar uma,
dez, trinta chances para
que o aluno passe de ano.
Os pais olham a caderneta
do filho com notas azuis e
pensam que eles estão
ótimos, mas a realidade
é outra. Está difícil mesmo trabalhar. Tem professor amigo nosso que
largou a escola pra mexer
com rifa”, disse Sinara.
Os professores também querem que o governo faça o pagamento
do piso salarial nacional,
que o ex-presidente Lula
sancionou em 2008, e
a maioria dos governos
estaduais e municipais
ainda não pagam, inclusive o de Minas Gerais.
Raimunda disse que
as escolas estão com falta de professores e em
alguns casos os alunos

estão ficando até quatro
horas dentro da quadra
sem aula. Ela afirma que
os pais não têm conhecimento disso, mas precisam saber. “O Conselho
Tutelar, através de decisão judicial, fiscaliza se
os alunos que cometeram
alguma infração estão
sendo recebidos pela escola e isso é um problema enorme, pois quando
o bom aluno está ali na
quadra, sem professor
e sem aula, ele está correndo o risco de ser aliciado pelo mau aluno.
Hoje em dia não adianta
dizer que não tem tráfico de drogas dentro
da escolas, porque tem
sim”, conclui Raimunda.
Questionados se há
a possibilidade de uma
greve, os professores
disseram que essa decisão ainda não foi discutida entre a classe. Por
hora, a manifestação
seria somente a paralização nos três dias.

Projeto está em análise em duas comissões na Câmara e deve ser votado nas próximas semanas
A maioria dos eleitores que compareceram
à Câmara Municipal
de Lagoa da Prata para
participar da Consulta
Popular aprovou o projeto de lei que permite
ao Município desafetar

uma via pública para
permutar com a Embaré.
Dos 1.233 eleitores,
1.208 votaram favoráveis. A consulta teve
apenas 23 votos contrários, um voto nulo
e um voto em branco.

O projeto está em
análise em duas comissões na Câmara Municipal e deve ser votado
nas próximas semanas.
O terreno de 2.180
metros quadrados oferecido pela Embaré é

suficiente para construir 10 casas populares.
As outras 242 casas
serão construídas em um
terreno de 75.000 metros
quadrados adquiridos e
pagos pela Administração
do prefeito Divininho.

Raimunda: “Somos os únicos profissionais que
formam outros profissionais”
5

Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

Plano Minasprev, da Funerária São Francisco,
agora tem clínica médica com preços populares
Empresa atende a uma antiga solicitação dos associados e agora oferece
consultas médicas de clínica geral e especialistas a preços populares

Clínica Médica Minasprev/Saúde Fácil está localizada na rua Joaquim
Gomes Pereira, 800, em frente à Prefeitura. O telefone é 3261-6170
O Grupo Minasprev
está se consolidando
como uma empresa que
está presente em vários
momentos na vida das
pessoas, principalmente
quando elas mais precisam de apoio. Da assistência funeral à assistência na
saúde. Por meio do Plano
Minasprev/Funerária São
Francisco, os associados
e seus dependentes têm
direito a utilizar uma farmácia e um laboratório
exclusivos, todos com
preços populares, e um
serviço funeral completo.
A novidade agora é a Clínica Médica Minasprev/
Saúde Fácil, o mais recente benefício oferecido
às famílias que já está em
funcionamento. A iniciativa tem todos os requisitos
para ser um diferencial na
saúde de Lagoa da Prata: é
um empreendimento que
leva a assinatura do Grupo
Minasprev, tem preço popular, qualidade no atendimento e credibilidade
técnica. O diretor-técnico
da clínica é o médico
otorrinolaringologista Dr.
Daniel Bernardes Araújo.
De acordo com o
Diretor-Executivo
do

Grupo Minasprev, Diego Andrade Alarcon, os
clínicos gerais estão atendendo três dias por semana. “Os atendimentos
são nas segundas, quartas e quintas-feiras na
parte da tarde. As outras
especialidades irão atender em seus consultórios
próprios, porém, o agendamento precisa ser feito
diretamente na Clínica
Médica Minasprev/Saúde
Fácil. Em breve, teremos
todas as especialidades
atendendo dentro da clinica para facilitar para o
associado. Nosso objetivo
é tornar o acesso à saúde
cada vez mais fácil para
as pessoas”, disse Alarcon.
Todos os associados e
seus dependentes podem
utilizar a Clínica Médica
Minasprev/Saúde Fácil.
Aparecida Pereira Delfino é associada ao Plano
Minasprev desde 1998. Ela
já utilizou a Clínica Médica Minasprev/Saúde Fácil
e fala de sua experiência.
“Foi muito bom. Facilitou
muito a vida da gente em
matéria de atendimento
médico. Foi um benefício
muito grande, pois uma
consulta normal custa o

Diego Alarcon,
Diretor Executivo do
Grupo Minasprev

triplo do que paguei. Para
nós é de grande valor esta
empresa. É um grupo muito grande, muito forte que
veio para Lagoa da Prata.
Para as famílias foi uma
das melhores coisas que
aconteceram aqui na cidade em termos de saúde. A
gente agradece muito ao
Érico por vir para Lagoa
da Prata”, disse Delfino.
BENEFÍCIOS
O Grupo Minasprev é
uma empresa que cresce
na medida em que oferece
benefícios para as pessoas, proporcionando mais
qualidade de vida. A empresa nasceu em 1996 com
a inauguração em Lagoa
da Prata da Funerária São
Francisco, que trouxe para
a região um serviço funerário de qualidade supe-

rior e preço justo, de modo
que estivesse ao alcance de
famílias de qualquer poder aquisitivo. Em seguida
veio a implantação do Plano Minasprev, que acabou
com uma preocupação
recorrente na época quando falecia um familiar. Os
enlutados se preocupavam
tanto com o funeral quanto com as altas despesas
decorrentes dele. Com o
plano, as famílias ficaram
isentas de despesas financeiras, estando cobertas
de um serviço funerário
completo, mediante o
pagamento de uma pequena parcela mensal.
Em 2008, veio a inauguração da Drogaria Minasprev com preços populares, que se tornou a
maior farmácia de Lagoa
da Prata. A empresa vai
inaugurar uma filial na
cidade de Bom Despacho
no início do próximo mês.
No ano passado, o Grupo
Minasprev ofereceu outro
benefício na área de saúde
com a inauguração do Laboratório Minasprev, cujo
diferencial é a tecnologia
aplicada na realização
dos exames e preço baixo.
E agora, com a inauguração da Clínica Médica
Minasprev/Saúde
Fácil, a empresa atende
o desejo mais antigo dos
associados: ter mais facilidade no acesso à saúde.
Na entrevista ao lado,
o presidente do Grupo
Minasprev, Érico Ricardo
Matucuma, fala sobre o
crescimento da empresa:

Aparecida Delfino:
“Facilitou muito em
matéria de atendimento médico. Para
as famílias foi uma
das melhores coisas
que aconteceram em
Lagoa da Prata na área
da saúde”

ENTREVISTA: Érico Matucuma

Jornal da Cidade:
Quando o Sr. montou a
Funerária São Francisco, em 1996, imaginava
que a empresa iria participar de vários momentos na vida das pessoas?
Érico: Meu sonho
quando criança era ter
uma funerária. Quando trouxe a funerária, o
objetivo sempre foi o de
servir à população, de dar
conforto e estender a mão
no momento em que elas
mais precisassem. Acredito que quando a gente faz
o que gosta e promove o
bem estar das pessoas, o
crescimento é inevitável.
E hoje temos esta missão
em todas as nossas empresas, de servir sempre.
Jornal da Cidade:
O Sr. atribui o sucesso da empresa a quê?
Érico: Nossa missão
é oferecer benefícios que
tragam mais valor à vida
das pessoas. Nós fazemos
parte de uma empresa
que respeita as pessoas,
que ouve as pessoas, que
estende a mão às pessoas.
Temos um compromisso
público de sempre oferecer serviços essenciais
para as famílias com qualidade garantida e preço
justo. E as pessoas, do
outro lado, reconhecem e
apoiam o nosso trabalho.
Isso é muito gratificante.
Jornal da Cidade:
É verdade que os associados realmente pediram para instalar
uma clínica médica
com preços populares?
Érico: Não só a clínica,
mas a drogaria e o laboratório também. E sempre
ao implantar um serviço
a gente já pensa no próxi-

mo benefício que vamos
oferecer. A Clínica Médica Minasprev é um pedido antigo dos associados
que agora conseguimos
atender. E já estamos pensando no próximo empreendimento, que também é
um pedido dos associados.
Jornal da Cidade: Qual
será a próxima empresa?
Érico: Não posso falar, por enquanto. Não
será na área de saúde, mas
posso dizer que é em um
segmento essencial, de
primeira necessidade, que
todas as pessoas precisam.
Jornal da Cidade:
Quem vê o Grupo Minasprev tão sólido atualmente, às vezes não sabe quais
foram as dificuldades para
conquistar este espaço.
Érico: É verdade!
Quando montei a funerária eu tinha apenas um
carro velho, um pouco de
capital e um cômodo alugado. Mas tinha de sobra
muita vontade e disposição em servir as pessoas.
Muitos sonhos e projetos
também. Eu dormia em
um colchão, no chão, no
meio da sala de urnas,
quando a funerária estava
instalada na avenida Brasil, onde hoje é uma loja de
motos. Eu não tinha outra
alternativa. Já teve ocasiões
em que eu tinha dinheiro
somente para pagar o aluguel do imóvel, não sobrava para comprar uma
mistura para o almoço.
Comia arroz, feijão e ovo.
Mas Deus sempre me deu
força para vencer os desafios e fé para acreditar no
meu sonho. Acredito que
a fórmula Deus, trabalho
e amor é infalível. Pode ter
certeza que vai dar certo.
6

Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

DIABETES: Uma doença silenciosa que corrói o corpo humano
O Brasil tem cerca de
dez milhões de diabéticos e acredita-se que metade possui a doença sem
conhecer o diagnóstico.
Existem
dois
tipos básicos de diabetes:
O Diabetes Tipo I
ocorre principalmente na
infância e adolescência e
juntamente com o diabetes gestacional reponde
por apenas dez por cento
dos casos, enquanto que o
diabetes tipo II representa
noventa por cento dos casos e geralmente acomete
pessoas com idade maior
que 40 anos; mas nos últimos tempos tem se notado
um aumento do diabetes
tipo II em criança e jovens
devido aos hábitos alimentares e ao sedentarismo.
Neste texto vamos
tratar
especialmente do diabetes tipo II.
Existem dois grandes
problemas no controle da
doença. O primeiro é o
diagnostico. Por falta de
realizar um simples exame de sangue que dosa a
quantidade de açúcar (glicemia), muitos portadores
do diabetes tipo II permanecem por anos com a

doença sem saber que ela
leva a sérias complicações
antes mesmo de ser descoberta. O segundo e grande
problema enfrentado no
controle da doença é que
após o diagnostico muitos portadores do diabetes
não aderem ao tratamento
e a mudança de hábitos alimentares e estilo de vida.
O controle do diabetes pode ser sustentado em um tripé:
Medicamentos, alimentação e atividade física.
Medicamento: Alguns
portadores do diabetes
tipo II precisam usar medicamentos que diminuem
os níveis de glicose no
sangue e esta é a parte do
controle onde existe maior
adesão dos portadores da
doença. O SUS permite fácil acesso a essa medicação
e geralmente o portador do
diabetes não encontra dificuldade em fazer seu uso.
Alimentação: Este é o
grande problema enfrentado por portadores do
diabetes. Principalmente no diabetes tipo II que
acomete pessoas geralmente acima dos 40 anos e
que já trazem consigo há-

bitos alimentares de uma
vida, encontram grande
dificuldade em mudar.
A falta de orientação
quanto ao que se pode
ou não comer é comum
e muitos acham que não
comendo mais doce ou
alimentos que contenham
açúcar é o bastante. Mas
isto não é verdade! É preciso saber que quase tudo
que comemos após a digestão e absorção no estomago e intestino isto será
transformado em açúcar

pelo organismo. Os portadores do diabetes, principalmente as pessoas mais
simples e com menos informação, acabam tendo
grande dificuldade em saber o que deve e o que não
deve fazer parte da alimentação diária e principalmente, a quantidade certa
dos alimentos permitidos.
Na verdade o bom seria
se todo portador do Diabetes fosse orientado por
nutricionista para que esse
adequasse a sua dieta diá-

ria para uma vida saudável.
Mas o que todos precisam saber é que o portador
do diabetes precisa se alimentar em intervalos pequenos, geralmente a cada
3 horas. Além disso, deve
dar preferência as frutas,
verduras, legumes e castanhas. Deve comer pouco
ou quase nada de arroz,
pães, biscoitos, bolos, macarrão, batata, mandioca, beterraba e farinhas.
Açúcar e doces devem ser
retirados completamen-

te por aqueles pacientes
que tem maior dificuldade no controle da doença.
É preciso salientar que
após o diagnóstico do diabetes é preciso iniciar logo
o tratamento e a mudança
de hábitos alimentares.
Outra confusão comum, geralmente praticada por portadores do
diabetes, é na escolha de
produtos DIET e LIGHT.
É preciso esclarecer que o
diabético deve usar sempre o produto DIET, pois
este é um produto que não
contem açúcar. Já o produto LIGHT contém apenas
uma redução de cerca de
30% em sua quantidade
de calorias sendo mais
indicado nas dietas para
perda ou manutenção de
peso ou dieta saudável.
Portanto o diabético deve
optar sempre pelo produto
DIET ou ZERO AÇUCAR
e o mercado oferece uma
enorme variedade desde
sucos, refrigerantes, doces
diet, massas para bolos,
sorvetes, chocolates, etc.
Continuaremos o assunto na próxima edição.

INFORMATIVO INSTITUCIONAL

DEPUTADO APOIA MAIS RECURSO PARA SAÚDE
O Deputado Tiago
Ulisses participou recentemente da audiência pública realizada em Passa
Quatro com o objetivo
de intensificar a campanha em apoio ao projeto
de lei de iniciativa popular que determinará
o repasse de no mínimo
10% da receita corrente
bruta da União em saúde.
A reunião, promovida pela Comissão de
Saúde da Assembleia
Legislativa de Minas
Gerais, integra a campanha Assine + Saúde
e contou também com
a participação do presidente da Assembleia,
deputado Dinis Pinheiro.
Como a saúde sempre foi uma bandeira do
seu mandato, Tiago Ulisses considerou este movimento extremamente
importante para tornar o
atendimento mais humano. “Infelizmente a saúde
no Brasil não tem sido
tratada com prioridade.
Essa campanha lançada
pelo Deputado Dinis Pinheiro é mais que oportuna e demonstra sua
sintonia com o sofrimento do nosso povo. Espero

Foto Guilherme Bergamini / Assembléia Legislativa

que o Governo Federal divida de forma justa com

os municípios e os estados a responsabilidade

de investimento na saúde”, opinou o Deputado.

Na audiência pública frisou-se a impor-

“Faço um apelo aos amigos de Lagoa da Prata e região que
procurem participar assinando o projeto e peçam aos
parentes e amigos que também o façam” .
Deputado Tiago Ulisses

tância da participação
popular no debate e na
assinatura ao projeto.
De acordo com o Presidente da Assembleia,
até o momento já foram
colhidas 400 mil assinaturas. Para que o projeto
possa ser apresentado
no Congresso Nacional,
são necessárias 1,5 milhão de adesões em pelo
menos cinco Estados.
“Faço um apelo
aos amigos de Lagoa
da Prata e região que
procurem
participar
assinando o projeto e
peçam aos parentes
e amigos que também o façam. Na Assembleia
Legislativa
há um posto fixo de
coleta de assinatura.
Para aqueles que têm
acesso à internet, podem assinar por meio
de formulário padrão
disponível no Portal da
Assembleia. Para preencher, é necessário
informar nome completo, endereço e título
de eleitor. Após preenchimento, o formulário
deve ser enviado para
a Assembleia”, conclamou Tiago Ulisses.
7

Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

Autoridades, empresários, funcionários e
profissionais liberais de
nossa cidade e região
acompanharam, entre os
dias 16 e 18 de abril, o
7° Encontro Empresarial
de Lagoa da Prata, realizado pela ACE/CLD-LP e
seus parceiros SEBRAE,
LAGOACRED,
CREDIPRATA, Prefeitura Municipal, SOMMUS Automação Comercial, Paróquia
São Carlos Borromeu e
Savana Comunicação e
Marketing. O evento contou com a participação
de mais de 700 pessoas
em cada um dos dias.
Este ano a ACE/CDL-LP teve o prazer, mais
uma vez, de trazer aos
seus associados e demais presentes o que há
de melhor no mercado.
Contamos este ano com
três palestrantes de alto
nível, com destaque nacional e internacional:
ALDO NOVAK
MÁGICO RENNER
LEILA NAVARRO
O presidente da ACE/
CDL-LP Valdir José de
,
Andrade, em seu discur-

Aldo Novak: Sua palestra não é só motivadora, na verdade é uma
bússola que podemos
usar. Ele nos mostrou que
só perderemos a direção
se quisermos. A palestra

Paulo Roberto, Dr. Geraldo de Almeida,
Aldo Novak e Valdir Andrade
so de abertura, agradeceu o apoio dos parceiros, equipe de colabores
da entidade e a todos
os presentes. Ele ressaltou a importância da
participação das empresas em eventos como
esse, que visa preparar
e capacitar cada profissional em seu mercado.

Segundo o presidente, o Encontro Empresarial de Lagoa da Prata
foi um sucesso, isso por
que todos abraçaram
mais uma vez a ideia.
“Todos os resultados alcançados só foram possíveis graças ao esforço
e dedicação de todos os
envolvidos”, disse Valdir.

O evento foi prestigiado por estudantes e
visitantes de cidades vizinhas. Foram 52 estudantes da Unifor, de Formiga, e 32 estudantes da
IFMG Campus Bambuí.

muda nossa forma de
encarar a vida, nos faz
refletir e ter vontade de
mudar. Aldo é conhecido
pelas palestras energizantes e motivadoras.

Mágico
Renner.
Sempre com humor, estilo e irreverência. Ele
compartilhou e emocionou o público com
sua história de vida.
A palestra motivacio-

Agregado ao 7° Encontro Empresarial foi realizado o curso de gestão comercial, ministrado pelo diretor e proprietário da Amadurecer Consultoria,
Sr. Luciano Rodrigues. Os temas foram:
16/04 – Módulo 01 – “Conhecendo vendas”
17/04 – Módulo 02 – “Aprimorando vendas”

A ACE/CDL tem uma
preocupação fundamental
com o lado social

nal do mágico Renner tem
como objetivo aumentar
o processo de incorporação de informações e,
através da “mágica” o público é levado à reflexão
em um formato diferente.

O evento teve em sua abertura a apresentação do grupo de dança Núcleo
Artístico Floresta-”Flashmob”.

Leila Navarro: É a
alegria em forma de pessoa. Uma ótima palestra
motivacional interagindo os assuntos abordados com o público. Ela
mostrou a todos a im-

portância de se quebrar
paradigmas que nos
limita. Ensinou
como
aflorar desejos de sermos
nós
mesmos:
“PODEROSOS”.

ACE/CDL-LP agradece a todos os patrocinadores: SEBRAE, LAGOACRED, CREDIPRATA, Prefeitura Municipal e o apoio da SOMMUS Automação Comercial, Paróquia São
Carlos Borromeu e SAVANA Comunicações e Marketing. Obrigado a todos que contribuiram de alguma forma para realização do 7° Encontro Empresarial.
Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

Apae de Lagoa da Prata realiza Fórum regional
Aconteceu na APAE
de Lagoa da Prata no dia
06 de abril o II Fórum
Regional de Autogestão,
Autodefesa e Família. O
Fórum é um espaço de
discussão e participação
da pessoa com deficiência intelectual e múltipla
e sua família. Ele tem
como principal objetivo
proporcionar
reflexão,
discussão e participação
dos três atores que compõe a APAE: pessoa com
deficiência;
familiares;
profissionais/gestores.
O tema discutido foi
“Tecnologia Assistiva e
a Promoção da Inclusão
Social”. O palestrante foi
Dr. Eduardo Barbosa, Presidente da Federação das
APAEs de Minas Gerais e

Arquivo APAE

O fórum é um
espaço de
discussão e
participação
da pessoa com
deficiência
intelectual e
múltipla e sua
família

Deputado Federal, que
falou da importância
da Tecnologia Assistiva, que promove a funcionalidade das ações
das pessoas com deficiência
intelectual

e múltipla, tornando-as
participativas,
independentes,
com
uma melhor qualidade de vida e promove
a sua inclusão Social.
Participaram do fó-

rum
representantes
das Apaes de Divinópolis, Japaraíba, Oliveira, Santo Antônio
do Monte, Pimenta,
São Francisco de Paula, Arcos, Bambuí, For-

miga, Iguatama, Paíns
e Itaúna; autoridades
locais, familiares, profissionais, gestores e
comunidade em geral.
Na
oportunidade
aconteceu a eleição

8

dos autodefensores representantes da Regional, onde Carlos Roberto
dos Santos Júnior e Rosa
Angela de Oliveira, ambos
de Lagoa da Prata, foram
eleitos neste fórum para
representar a região no
Fórum Estadual concomitante com o Congresso
Estadual em Belo Horizonte, no período de 11
a 13 de outubro de 2013.
A Presidente da
APAE de Lagoa da Prata, Sra. Isamim Couto
Gonçalves Coelho, diretoria e funcionários
agradecem a todos que
colaboraram na organização e realização deste fórum Regional que
fortaleceu ainda mais
o Movimento Apaeano.

Escola de Pais da Apae
Aposentado recebe donativos
envolve família e profissionais para tratamento do filho
A Escola de Pais é
um projeto vinculado a
Federação Nacional das
APAEs que tem como
objetivo o fortalecimento
e a qualificação dos pais
e familiares facilitando
uma atuação responsável deles para com seus
filhos com deficiência
intelectual e múltipla. A
proposta da Escola de
Pais parte de uma visão
integradora entre APAE,
família e pessoa com deficiência, permitindo que
todos compartilhem, se
sintam corresponsáveis
e participem tanto do
cotidiano da própria Instituição, quanto dos objetivos da sua proposta.
Diante deste projeto
alguns profissionais da
APAE de Lagoa da Prata fizeram a capacitação
em Belo Horizonte para
implementação do mesmo na instituição. Os
pais foram sensibilizados quanto à importância
de sua participação em
adquirir
conhecimentos quanto aos direitos
e deveres de seus filhos.
No dia 19 de fevereiro
de 2013 as aulas foram
iniciadas e o projeto implantado. Atualmente 15

Arquivo APAE

O curso tem a carga horária de 120 horas
pais frequentam a Escola de Pais, que acontece
de duas a três vezes ao
mês, na manhã de quintas-feiras. O curso tem
a carga horária total de
120 horas. O conteúdo
programático é composto
por temas modulares e
disciplinas. A metodologia é realizada com exposições dialogadas, análise de casos, vivências,
relatos de atividades,
entre outros. O sistema
de avaliação é através de
prova de conhecimento,
frequência, participação,
atividade complementar
e para obter a certificação é necessário 75%
de frequência e 70 pontos de aproveitamento.
“Sendo a primeira

turma da Escola de Pais
observamos o entusiasmo e interesse dos pais
neste projeto. Os professores, que são voluntários, preparam suas
aulas com carinho e dedicação e dinamismo.
Esperamos que após a
formatura da primeira
turma, novos alunos
(pais e familiares) possam se matricular em
2014, pois a sociedade só será mais justa
e igualitária a partir
do conhecimento, aplicação das leis vigentes
que vedam a discriminação e o preconceito
das ditas minorias”,
afirma a presidente
da Apae, Isamim Couto Gonçalves Coelho.

A história do aposentado Wandil Antônio da Silva sensibilizou seis leitores
do Jornal da Cidade e uma
internauta do Portal TV
Cidade que mora em Brasília, no Distrito Federal.
O filho do aposentado é um rapaz que desde
a infância sofre com problemas mentais. Criado
apenas pelo pai, Matheus
tem crises de comportamento e Wandil não tem
condições, nem financeiras e nem de saúde, para
cuidar dele. O pai ainda
tem uma filha adolescente
e passa por dificuldades
para sustentar a família.
Foi repassado ao aposentado na sexta-feira
(19) duas cestas básicas,
todos os medicamentos que Matheus precisa usar diariamente e a
quantia de R$ 284. Desse

Fotos Adriano Santos

“Hoje eu choro de gratidão por saber que eu não
estou sozinho”, disse Wandil Antônio da Silva
valor R$ 200 foram doados por uma mulher que
mora na cidade de Brasília e assistiu a entrevista
com Wandil pelo Portal
TV Cidade na internet.
O aposentado, emocionado, disse que ainda
existem pessoas de bom

coração. “Eu tenho que
pedir a Deus que ilumine
cada uma dessas pessoas
que me ajudaram. Essa
ajuda vai me valer demais.
Hoje eu choro de gratidão,
por saber que eu não estou
sozinho e que posso contar com as pessoas para
me ajudar”, disse Wandil.
Segundo ele, o filho
Matheus ainda precisa
fazer um exame detalhado de visão para que
possa ser operado. Seu
filho está com um sério
problema no olho direito. Ele disse que o encaminhamento do exames
já estão sob os cuidados
da Secretaria de Saúde.
Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

Tratamento dentário de qualidade e preço justo

9

Inaugurada em Lagoa da Prata a Uniodonto, a maior cooperativa odontológica do Brasil
Com o apoio da Lagoacred, doze dentistas em
Lagoa da Prata se uniram
para oferecer aos cooperados da instituição financeira tratamentos dentários
com a qualidade de um
atendimento particular e
preço baixo. Os profissionais aderiram à maior cooperativa odontológica do
Brasil, a Uniodonto, que
agora conta com escritório
em Lagoa da Prata, Arcos
e Santo Antônio do Monte. A proposta é atender
também aos funcionários
de qualquer empresa e à
população, de um modo
geral, por meio da comercialização de planos que
será feita pela Lagoacred.
Por uma mensalidade
de R$ 24,90, o cliente tem
acesso ilimitado a restaurações, tratamento de canal, prótese e periodontia
(tratamento de gengiva).
“Oferecemos um atendimento particular por um
preço acessível. Teremos
um preço especial para
alguns
procedimentos
(como o implante e clareamento estético) que o plano não cobre, mas que poderão ser parcelados pela
Lagoacred”, disse o presidente da Uniodonto em
Lagoa da Prata, Dr. Edmilson Almides dos Santos.
De acordo com o presidente, outro diferencial
do plano oferecido pela
Uniodonto será a rapidez
no atendimento. “Não
vai haver fila de espera.
O atendimento é feito no
consultório particular do
dentista de preferência do
cliente”, explica Almides.

Fotos Alisson Moura

INAUGURAÇÃO
A inauguração da
Uniodonto em Lagoa da
Prata contou com a presença de vários dentistas,
representantes da Lagoacred, convidados e do
presidente da Federação
de Minas Gerais da Uniodonto, Dr. Mauro Luis
Correia Alves. “A Uniodonto existe há 40 anos.
Possuímos vinte mil dentistas e atendemos a quase
três milhões de usuários
no Brasil. Atendemos as
melhores empresas, inclusive bancos e multinacionais”, disse Alves.
O Diretor-Administrativo da Lagoacred, Júlio Cesar Vaz, ressaltou a
importância da parceria
firmada com a Uniodonto para os cooperados. “A
cidade vai ganhar muito
com esse projeto. A estrutura da Uniodonto no
país é extraordinária, tem
excelentes profissionais.
Será uma forma de atender a todos os lagopratenses com qualidade e
preço justo”, afirma Vaz.
UNIODONTO
A Uniodonto foi fundada em 1972 com o
compromisso de oferecer
serviços de qualidade a
preço justo, democratizando o acesso da população aos consultórios
odontológicos. É a maior
rede de atendimento no
Brasil e está presente em
mais de 1.300 municípios.
Todo o sistema Uniodonto está interligado
on-line, através de uma

Descerramento da placa de inauguração

Os funcionários Gabriela, Márcia e Paulo Otávio

DENTISTAS ASSOCIADOS
EM LAGOA DA PRATA
Dra. Alessandra dos Anjos
Almeida
Clínica Geral e Ortodontia
R. Alexandre B. Primo, 899,
Centro.
Tel: 3261-1925
Dra. Ana Maria Oliveira
Leopoldino
Periodontia-Dentística
Av. José Ber. Maciel, 245,
Centro.
Tel: 9909-4193/3261-8731

Dr. Ivan Andrade, Superintendente da Uniodonto Centro-Oeste de Minas;
Eustáquio Climaco, Gerente Administrativo/Financeiro; Dr. Mauro Luis
Correia Alves, Presidente da Federação de Minas Gerais da Uniodonto e Dr.
Edmilson Almides dos Santos, Presidente da Uniodonto Centro Oeste de MG

Dr. Carlos Eduardo de Morais
Cirurgia Ortognática, Cirurgia
de Sisos.
R. Espírito Santo, 706,
Centro.
Tel: 3261-1225
Dra. Daniela Andrade Campos
Periodontia (tratamento de
gengiva)
R. Joaquim G. Pereira, 461,
Centro.
Tel: 3261-2779
Dr. Edmilson Almides dos
Santos
Clínico Geral, Ortodontia,
cirurgia de sisos, clareamento a laser.
R. Espírito Santo, 706,
Centro.
Tel: 3261-1225

Júlio Vaz, Hélder Jaime, José Rezende e Júlio Marcos, representantes da
Lagoacred. Ao fundo, Eustáquio Climaco

Dr. Evaldo Abrão Gribram
Clínico Geral, Ortodontia e
Prótese.
Av. Brasil, 1164, B. Marília.
Tel: 3261-2722
Dr. Jorge Antônio Gibram
Clínico Geral, Implantes,
Endodontia (tratamento de
canal)
R. Joaquim G. Pereira, 396,
B. Américo Silva.
Tel: 3261-4101
Dr. Marcos Cândido Alves
Ortodontia, implantes, clareamento e cirurgia de sisos
R. Joaquim G. Pereira, 461,
Centro.
Tel: 3261-2779

Dra. Alessandra, Dr. Reinaldo e filho; Dra. Silvana, Dra. Ana Maria e Dr.
Edmilson Almides dos Santos na cerimônia de inauguração da Uniodonto
infraestrutura de alta tecnologia, permitindo o rápido acesso às informações,
orientações e ao atendimento propriamente dito.
O cliente Uniodonto é atendido pelo dono
da cooperativa, o que
estabelece um padrão
de excelência que gera a
maior fidelização da rede
prestadora no setor de
odontologia suplementar.
A Uniodonto possui
uma Auditoria Clínica,
diminuindo a necessidade
de exames radiológicos
para fins comprobatórios.
A cooperativa mantém
serviço permanente de
auditoria, agendada por
iniciativa própria, a pedido do beneficiário ou
da empresa contratante.
A auditoria também é
utilizada para a sensibilização do beneficiário
quanto à forma correta de
utilização do plano e avaliação do grau de satisfação.

Dr. Mauro Luis,
Presidente da
Uniodonto em
Minas Gerais: “Atendemos a quase 3
milhões de
usuários no Brasil”

Dra. Naila Rezende Nogueira
Nascimento
Clínica Geral, Dentística e
Endodontia (tratamento de
canal).
R. Luiz Guadalupe, 459,
Centro.
Tel: 3261-9525
Dr. Osório A. F. Júnior
Ortodongia
Av. Isabel de Castro, 250,
Centro.
Tel: 3261-2863
Dr. Reinaldo Araújo da Cruz
Clínico Geral, Endodontia
(tratamento de canal)
R. Alexandre Bernardes
Primo, 899, Centro.
Tel: 3261-1925
Dr. Thiago Rodrigues Aguiar
Traumas de faces (fraturas
da mandíbula e maxilar),
Cirurgia Ortognática
R. Espírito Santo, 706,
Centro.
Tel: 3261-1225

Escritório da Uniodonto em Lagoa da Prata

R. Espírito Santo, 669,
Centro, Lagoa da Prata
Tel: 3262-2012
www.uniodonto.com.br
Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

10
Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

11
Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013

12

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alberto informa 2 informativo
Alberto informa 2  informativoAlberto informa 2  informativo
Alberto informa 2 informativo
Vereador_Alberto
 
Matérias distrito de arcadas
Matérias distrito de arcadasMatérias distrito de arcadas
Matérias distrito de arcadas
Rogerio Catanese
 
Destaques do mandato da dra. Heloisa Cerri
Destaques do mandato da dra. Heloisa CerriDestaques do mandato da dra. Heloisa Cerri
Destaques do mandato da dra. Heloisa Cerri
Heloisa Cerri
 
Jornal jardim itália e adjacências
Jornal jardim itália e adjacênciasJornal jardim itália e adjacências
Jornal jardim itália e adjacências
Rogerio Catanese
 

Mais procurados (19)

Alberto informa 2 informativo
Alberto informa 2  informativoAlberto informa 2  informativo
Alberto informa 2 informativo
 
Prestação de Contas Mandato do Vereador Parente.
Prestação de Contas Mandato do Vereador Parente.Prestação de Contas Mandato do Vereador Parente.
Prestação de Contas Mandato do Vereador Parente.
 
Jornal estradas rurais
Jornal estradas ruraisJornal estradas rurais
Jornal estradas rurais
 
Pg 3
Pg 3Pg 3
Pg 3
 
Matérias distrito de arcadas
Matérias distrito de arcadasMatérias distrito de arcadas
Matérias distrito de arcadas
 
Jornal digital 01 02-17
Jornal digital 01 02-17Jornal digital 01 02-17
Jornal digital 01 02-17
 
Destaques do mandato da dra. Heloisa Cerri
Destaques do mandato da dra. Heloisa CerriDestaques do mandato da dra. Heloisa Cerri
Destaques do mandato da dra. Heloisa Cerri
 
Jornal Cidade - Ano II - Nº 32
Jornal Cidade - Ano II - Nº 32Jornal Cidade - Ano II - Nº 32
Jornal Cidade - Ano II - Nº 32
 
Jornal Beto Diniz - Prestando Contas em Contagem
Jornal  Beto Diniz - Prestando Contas em ContagemJornal  Beto Diniz - Prestando Contas em Contagem
Jornal Beto Diniz - Prestando Contas em Contagem
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
Jornal Cidade - Lagoa da Prata - Nº 80 - 16/06/2016
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA FEVEREIRO 2014
 
Diário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de GuarujáDiário Oficial de Guarujá
Diário Oficial de Guarujá
 
Jornal de Porteirinha
Jornal de PorteirinhaJornal de Porteirinha
Jornal de Porteirinha
 
Jornal Cidade - Ano II - Nº 36
Jornal Cidade - Ano II - Nº 36Jornal Cidade - Ano II - Nº 36
Jornal Cidade - Ano II - Nº 36
 
Jornal jardim itália e adjacências
Jornal jardim itália e adjacênciasJornal jardim itália e adjacências
Jornal jardim itália e adjacências
 
Jornaal
JornaalJornaal
Jornaal
 
Ermelino 171
Ermelino 171Ermelino 171
Ermelino 171
 
Jornal digital 4610_qui_19022015
Jornal digital 4610_qui_19022015Jornal digital 4610_qui_19022015
Jornal digital 4610_qui_19022015
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 18
Jornal Cidade - Ano I - Nº 18Jornal Cidade - Ano I - Nº 18
Jornal Cidade - Ano I - Nº 18
 

Destaque

Jornal de fevereiro
Jornal de fevereiroJornal de fevereiro
Jornal de fevereiro
jucrismm
 
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdv
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdvSustentabilidade no camp omed md8j3qdv
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdv
Ketheley Freire
 
Sopes de lletres d'animals amb pictos d'arasaac
Sopes de lletres d'animals amb pictos d'arasaacSopes de lletres d'animals amb pictos d'arasaac
Sopes de lletres d'animals amb pictos d'arasaac
silvia
 

Destaque (14)

Jornal educacao digital
Jornal educacao digitalJornal educacao digital
Jornal educacao digital
 
El cartón de joel, año i numero i
El cartón de joel, año i numero iEl cartón de joel, año i numero i
El cartón de joel, año i numero i
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 20
Jornal Cidade - Ano I - Nº 20Jornal Cidade - Ano I - Nº 20
Jornal Cidade - Ano I - Nº 20
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 23
Jornal Cidade - Ano I - Nº 23Jornal Cidade - Ano I - Nº 23
Jornal Cidade - Ano I - Nº 23
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 07
Jornal Cidade - Ano I - Nº 07Jornal Cidade - Ano I - Nº 07
Jornal Cidade - Ano I - Nº 07
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 10
Jornal Cidade - Ano I - Nº 10Jornal Cidade - Ano I - Nº 10
Jornal Cidade - Ano I - Nº 10
 
Jornal de fevereiro
Jornal de fevereiroJornal de fevereiro
Jornal de fevereiro
 
Simulado 3º ano i
Simulado 3º ano iSimulado 3º ano i
Simulado 3º ano i
 
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdv
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdvSustentabilidade no camp omed md8j3qdv
Sustentabilidade no camp omed md8j3qdv
 
21 09-15-diário oficial eletrônico
21 09-15-diário oficial eletrônico21 09-15-diário oficial eletrônico
21 09-15-diário oficial eletrônico
 
Advoco Brasil - Revista Eletrônica - Edição I - Ano I
Advoco Brasil - Revista Eletrônica - Edição I - Ano IAdvoco Brasil - Revista Eletrônica - Edição I - Ano I
Advoco Brasil - Revista Eletrônica - Edição I - Ano I
 
Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)
Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)
Direitos, deveres e Direitos Humanos (1º Ano - I Unidade)
 
Sopes de lletres d'animals amb pictos d'arasaac
Sopes de lletres d'animals amb pictos d'arasaacSopes de lletres d'animals amb pictos d'arasaac
Sopes de lletres d'animals amb pictos d'arasaac
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 21
Jornal Cidade - Ano I - Nº 21Jornal Cidade - Ano I - Nº 21
Jornal Cidade - Ano I - Nº 21
 

Semelhante a Jornal Cidade - Ano I - Nº 02

Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
Jornal Cidade
 
Vereador Catanese solicita modernização e mais autonomia para as Sub-prefeitu...
Vereador Catanese solicita modernização e mais autonomia para as Sub-prefeitu...Vereador Catanese solicita modernização e mais autonomia para as Sub-prefeitu...
Vereador Catanese solicita modernização e mais autonomia para as Sub-prefeitu...
rcatanese
 
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
JulianoPena4
 

Semelhante a Jornal Cidade - Ano I - Nº 02 (20)

Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
Jornal Cidade - Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte e região - Ano II Nº 41
 
Jornal opção 170 ed online
Jornal opção 170 ed onlineJornal opção 170 ed online
Jornal opção 170 ed online
 
EDIÇÃO 218 DO JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE
EDIÇÃO 218 DO JORNAL OPÇÃO DO NOROESTEEDIÇÃO 218 DO JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE
EDIÇÃO 218 DO JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE
 
Jornal opção 183 online
Jornal opção 183 onlineJornal opção 183 online
Jornal opção 183 online
 
JNT 20 ABRIL
JNT 20 ABRILJNT 20 ABRIL
JNT 20 ABRIL
 
Vereador Catanese solicita modernização e mais autonomia para as Sub-prefeitu...
Vereador Catanese solicita modernização e mais autonomia para as Sub-prefeitu...Vereador Catanese solicita modernização e mais autonomia para as Sub-prefeitu...
Vereador Catanese solicita modernização e mais autonomia para as Sub-prefeitu...
 
EDIÇÃO 223 DO JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE
EDIÇÃO 223 DO JORNAL OPÇÃO DO NOROESTEEDIÇÃO 223 DO JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE
EDIÇÃO 223 DO JORNAL OPÇÃO DO NOROESTE
 
16 catanese jardim paulistano Jornal editado por NOedir Colli e Miguel Martins
16   catanese jardim paulistano Jornal editado por NOedir Colli e Miguel Martins16   catanese jardim paulistano Jornal editado por NOedir Colli e Miguel Martins
16 catanese jardim paulistano Jornal editado por NOedir Colli e Miguel Martins
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 03
Jornal Cidade - Ano I - Nº 03Jornal Cidade - Ano I - Nº 03
Jornal Cidade - Ano I - Nº 03
 
EDIÇÃO 257
EDIÇÃO 257EDIÇÃO 257
EDIÇÃO 257
 
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
 
Jornal Cidade - Ano II - Nº 28
Jornal Cidade - Ano II - Nº 28Jornal Cidade - Ano II - Nº 28
Jornal Cidade - Ano II - Nº 28
 
Jornal opção 174 ed online
Jornal opção 174 ed onlineJornal opção 174 ed online
Jornal opção 174 ed online
 
Jornal o grito da palma tabloide
Jornal o grito da palma  tabloideJornal o grito da palma  tabloide
Jornal o grito da palma tabloide
 
Jornal Tribuna Regional Ed. 100
Jornal Tribuna Regional Ed. 100Jornal Tribuna Regional Ed. 100
Jornal Tribuna Regional Ed. 100
 
Cocal Notícias 521
Cocal Notícias 521Cocal Notícias 521
Cocal Notícias 521
 
Folha 195
Folha 195Folha 195
Folha 195
 
Folha 195
Folha 195Folha 195
Folha 195
 
Folha 195
Folha 195Folha 195
Folha 195
 
Jornal Cidade - Ano I - Nº 13
Jornal Cidade - Ano I - Nº 13Jornal Cidade - Ano I - Nº 13
Jornal Cidade - Ano I - Nº 13
 

Mais de Jornal Cidade

Mais de Jornal Cidade (20)

Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 137 - 11/ABR/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 135 - 28/FEV/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 134 - 14/FEV/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 133 - 31/JAN/2019
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 131 - 06/12/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 130 - 22/11/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 128 - 18/10/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 126 - 20/09/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 125 - 06/09/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 124 - 23/08/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 122 - 26/07/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 121 - 12/07/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 114 - 29/03/2018
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 111 - 08/02/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 108 - 27/12/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 107 - 14/12/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017 Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 95 - 15/06/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 94 - 25/05/2017
 
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
Jornal Cidade - Lagoa da Prata e região - Nº 91 - 27/04/2017
 

Jornal Cidade - Ano I - Nº 02

  • 1. Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 Prefeitura divulga atrações da Festa do Trabalhador Serão dois dias com shows musicais gratuitos na Praça de Eventos. No dia 30 de abril, a partir das 21h, as atrações serão o grupo Sunga de Pano e o cantor sertanejo Eduardo Lagoa da Prata, 27 de abril de 2013 - Ano I - Nº 02 LEI IRREGULAR AUTORIZA A PREFEITURA A PAGAR O 13º AOS AGENTES POLÍTICOS Gama. No dia primeiro, a partir de 14h, na Praia Municipal, haverá apresentações de bandas locais. O evento será realizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. Pedreiro diz que viu restos de túmulo e de urna mortuária jogados a céu aberto Moradores reclamam que a prefeitura já ficou até 20 dias sem recolher o lixo do cemitério Os pagamentos foram feitos fundamentados numa lei de autoria do Executivo, mas somente a Câmara pode propôr lei que fixe os subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários Os pagamentos do 13º que a Administração Municipal pagou aos agentes políticos foram feitos de forma irregular porque não existe em Lagoa da Prata um projeto de lei, de autoria da Câmara Muni- cipal, que autorize o pagamento. Somente o Poder Legislativo pode fixar os valores dos subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais, conforme o artigo 29, inciso 5 da Constituição Federal. Pág. 3 Plano Minasprev, da Funerária São Francisco agora tem médicos a preços populares Érico Matucuma, presidente do Grupo Minasprev Inaugurada em Lagoa da Prata a maior cooperativa odontológica do Brasil A novidade agora é a Clínica Médica Minasprev/Saúde Fácil, o mais recente benefício oferecido às famílias que já está em funcionamento. A iniciativa tem todos os requisitos para ser um diferencial na saúde de Lagoa da Prata. As consultas com médicos especialistas custam a partir de R$ 69. Na Uniodonto, por uma mensalidade de R$ 24,90, o cliente tem acesso ilimitado a restaurações, tratamento de canal, prótese e periodontia (tratamento de gengiva). A Lagoacred fechou uma parceria com a Uniodonto e fará a comercialização dos planos odontológicos. Pág. 5 Pág. 9 Dr. Edmilson Almides é o presidente da Uniodonto em LP Na rua José Bernardes Lobato, uma caçamba e uma carroceria estão sendo utilizadas como depósito de lixo do Cemitério da Saudade e causando transtornos aos moradores devido ao mau cheiro e à proliferação de escorpiões e baratas nas residências. Um pedreiro que trabalha em uma obra em frente às “lixeiras” disse que já presenciou até cabelos e pedaços de urna misturados ao entulho e restos de túmulo. Segundo um morador do local, o problema persiste há muitos anos e já foram feitas diversas reclamações na prefeitura. “Já vieram aqui e disseram que iriam resolver. Mas é tudo papo de político. Continua essa bagunça. Dá uma imagem péssima para a cidade. Pessoas de fora que vêm ao velório e estacionam por aqui, às vezes tem que ter cuidado para não pisarem em sujeira. Já ficaram até um mês sem recolherem esse lixo. Nós já estamos cansados. Não tem quem toma uma providência. Fica só na conversa. Às vezes, eles limpam, mas daí a quinze dias a sujeira está toda aí toda novamente. Falta é boa vontade em resolver o problema. Tem pessoas que aproveitam a sujeira e jogam animais mortos nas caçambas. A Assessoria de Comunicação da Prefeitura informou que com relação à “carretinha”, a Secretaria de Meio Ambiente - responsável pela limpeza e manutenção dos cemitérios da cidade, irá retirar o lixo proveniente do cemitério. “Terá outra forma de coleta”, informa a nota enviada ao Jornal da Cidade. Quanto à caçamba de entulho, a assessoria informou que ela não foi alugada pela prefeitura e é de responsabilidade de algum morador das imediações.
  • 2. 2 Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 CARTA AO LEITOR Carta do leitor Programa TV Cidade está temporariamente fora do ar O programa TV Cidade, veiculado desde setembro de 2010 pela TV Oeste/Rede Minas, está fora do ar temporariamente porque a Prefeitura até hoje quando escrevo este texto (24/04), já findando o quarto mês de mandato, não conseguiu contratar uma empresa para prestar os serviços de manutenção na torre de transmissão de televisão aberta. Na véspera do Carnaval uma descarga elétrica na torre danificou os equipamentos de todas as emissoras. O sinal da Rede Minas/ TV Oeste, onde o programa TV Cidade é veiculado, só foi consertado quase um mês depois. Novamente, no final de março, outra descarga elétrica na torre da prefeitura danificou os transmissores. Apenas o sinal da TV Alterosa/SBT ficou no ar. A Prefeitura consertou os equipamentos, mas novamente deixou fora do ar os canais que transmitem o programa TV Cidade, além da Rede TV e Canção Nova. Com essas constantes e longas perdas nos sinais de transmissão, tem sido inviável a manutenção do programa TV Cidade na televisão aberta, pois temos compromisso com as empresas que anunciam os seus produtos e com os fiéis telespectadores (a maioria donas-de-casa), que recebiam em seus lares dicas de saúde, informações da cidade e um quadro de evangelização com o Padre Reginaldo Manzotti dentro da programação TV Cidade. Sem sinal há quase dois meses, por decisão unilateral da Prefeitura, perdemos as cotas de patrocínio do programa e, para voltar novamente, teremos que iniciar o projeto na TV da estaca zero. Apesar da falta de vontade, continuamos firmes no propósito de oferecer à população de Lagoa da Prata um jornalismo crítico e apartidário. O Portal TV Cidade na internet alcançou a marca de 50.778 visitas no mês de março, originadas de 18.458 computadores diferentes. E agora, com este jornal impresso, com tiragem de 6.000 exemplares e distribuição gratuita, levamos informação com conteúdo a toda a cidade. Para finalizar, só a título de comparação, no governo anterior do prefeito Divininho não tínhamos problemas relevantes na torre de televisão. Quando algum canal saía do ar, um técnico contratado pela prefeitura imediatamente fazia o reparo nos equipamentos. Hoje, além da falta de manutenção, a torre possui uma rede elétrica improvisada que, se não for consertada, irá danificar os equipamentos transmissores na próxima chuva com incidência de relâmpagos. 100 DIAS DE GOVERNO Esse período é utilizado pelos gestores municipais para colocarem a casa em ordem. A partir de agora, as cobranças por parte dos vereadores e da população deverão ficar mais acentuadas. Até porque a Administração Municipal tem uma extensa e ousada lista de promessas de campanha que se comprometeu a realizar ainda em 2013. São obras importantes que Juliano Rossi Editor criaram expectativas e certamente, se realizadas conforme o prometido, irão melhorar a qualidade de vida da população. Nós estamos torcendo para que o governo tenha sucesso. Tem o nosso apoio e o nosso olho crítico enquanto imprensa Prezado Editor, Quero parabenizá-lo, como empresário da Comunicação, pela sua visão empreendedora ao brindar a população de nossa querida Lagoa da Prata com um Jornal de qualidade gráfica superior mas e principalmente pelo conteúdo jornalístico proposto. Há muito Lagoa da Prata carecia de um veículo de comunicação como o ora lançado `Jornal da Cidade`. Deve-se pautar pela isenção em todas as suas variantes, gerando aos seus leitores credibilidade, informação e prazer em sua leitura. Sugiro matérias nas áreas sociais, econômicas, financeiras, políticas (isentas), cotidianas, valorização dos nossos empreendedores através de matérias, ouvir o cidadão comum e também artigos sobre assuntos presentes no âmbito municipal, regional e dependendo da expressividade, até nacional. Parabéns , desejo-lhe SUCESSO. Euler M. de Farias Por e-mail ANUNCIE AQUI. Todo mundo lê. 9938-6310
  • 3. Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 Lei irregular autoriza a prefeitura a pagar o 13º aos agentes políticos Desde 2001, a Prefeitura de Lagoa da Prata paga o 13º salário aos agentes políticos (prefeito, vice-prefeito e secretários) sem uma lei que autorize o pagamento. As administrações municipais dos ex-prefeitos José Octaviano Zezinho Ribeiro (2001 a 2004) e Antônio Divino de Miranda (2005 a 2012) se fundamentaram no artigo 18, da Lei Complementar 41/2001, de autoria do então prefeito Zezinho, que autoriza todo servidor municipal que ocupa cargo de agente político a receber o 13º. Existem muitas interpretações da lei, se os agentes políticos podem ou não serem considerados como servidores municipais e receberem o pagamento do benefício no final do ano. O próprio Tribunal de Contas do Estado não se manifestou contrário até o momento. Já o Ministério Público entendeu que os pagamentos do 13º que a Câmara fez aos vereadores referentes aos anos de 2005 e 2006 foi ilegal. Todos tiveram que devolver o dinheiro – uns espontaneamente, outros por ação judicial. Os pagamentos do 13º que a Administração Municipal pagou aos agentes políticos foram feitos de forma irregular porque COMO OS VEREADORES SE POSICIONARAM O vereador Natinho disse que o artigo foi inserido na lei para “camuflar o pagamento do 13º salário que não deveria ter acontecido” não existe em Lagoa da Prata um projeto de lei, de autoria da Câmara Municipal, que autorize o pagamento. Somente o Poder Legislativo tem a prerrogativa de fixar os valores dos subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais, conforme o artigo 29, inciso 5 da Constituição Federal. ECONOMIA? Com o objetivo de diminuir os gastos da prefeitura, o prefeito Paulo César Teodoro enviou à Câmara um novo projeto de lei que pretende revogar o artigo 18, da Lei Complementar 41/2001, acabando com o paga- mento do 13º dele, do vice Ismar Roberto de Araújo e dos secretários. Se o pagamento for suspenso, irá gerar uma economia de R$ 95 mil por ano aos cofres do Município, sem considerar as despesas dos encargos incidentes. Mas no entendimento de alguns vereadores, a Administração Municipal não precisava deste projeto se realmente quer acabar com o 13º. Basta apenas deixar de pagar o benefício. “O projeto não precisava ter vindo para a Câmara Municipal. Se o prefeito quisesse, era só ele deixar de pagar o 13º”, disse o vereador Di-Gianne. O projeto do prefeito foi derrubado, em segunda votação, por 5 votos a 3 (veja o posicionamento de cada vereador no box). Na sexta-feira (19/04), o Jornal da Cidade enviou à Assessoria de Comunicação da Prefeitura uma solicitação de respostas a duas perguntas: 1) Se o Executivo iria suspender o pagamento do 13º, mesmo com a rejeição dos vereadores com relação ao projeto enviado à Câmara; 2) Como o Executivo interpretou o artigo 18 da Lei Complementar 41/2001? A Assessoria de Comunicação não se manifestou até o fechamento desta edição. Lagoa da Prata irá receber R$ 1 milhão para investir em obras de pavimentação O deputado estadual Tiago Ulisses encaminhou um ofício à Câmara Municipal de Lagoa da Prata informando que o município irá receber um milhão de reais para investir em obras. Os recursos são do programa ProMunicípio, do Governo de Minas Gerais, que vai investir mais de 400 milhões de reais nos municípios do 3 estado. “Com grande satisfação, comunico a essa Casa que o Governador Antônio Anastasia anunciou o programa ProMunicípio, que destina R$418 milhões aos municípios mineiros, recurso votado e aprovado pela Assembleia Legislativa, onde sou líder do Bloco de apoio ao Governo. Para Lagoa da Prata será repassado o valor de um milhão de reais, a fundo perdido, que deverá ser aplicado em infraestrutura, como asfaltamento e calçamento de ruas”. O vereador Paulo Pereira postou em uma rede social que confirmou a informação junto ao deputado e ao prefeito Paulo César Teodoro. Os recursos serão utilizados em obras de calçamento e asfaltamento. “Conversei com o prefeito, que elencou as prioridades para as obras: Sol Nascente, Coronel Luciano e Cidade Jardim, inclusive com a construção da Praça da Paz”, escreveu o vereador ANUNCIE AQUI. Todo mundo lê. 9938-6310 CONTRA: Di-Gianne: O projeto não precisava ter vindo para a Câmara Municipal. Se o prefeito quisesse, era só ele deixar de pagar o 13º. Não tem como revogar uma coisa que não existe. Paulo Roberto: Tem a questão de interpretação de lei. A minha é a mesma interpretação do Di-Gianne. Se a gente quer ter bons gestores no SAAE, na Prefeitura, não adianta você estipular um salário de mil reais. A gestão necessita de pessoas capacitadas. E qualificação faz com que o salário da pessoa fica mais alto. Cida: Ele (o prefeito) paga se quiser. Quelli: Permaneço com meu voto contrário. Moraes: Todo trabalhador merece o seu 13º. FAVOR Moreira: Agentes políticos (prefeito, secretário e vereadores) não têm direito a ganhar 13º. Meu voto é para acabar com o 13º dessa turma porque ganham muito. A população está nos vigiando o tempo inteiro. A grosso modo isso aqui é um Big Brother Brasil. Quando nossos patrões nos ouvem, e se julgarem que não trabalhamos direito, correm o rodo, demitem mesmo. Prova disso é que dos nove vereadores só dois ficaram. Natinho: Esse artigo não dá direito a ninguém de pagar 13º. Ninguém tinha o direito de receber. Esse artigo fala de servidor. Esse artigo foi colocado nessa lei para camuflar o pagamento que não deveria ter acontecido. Você só paga com dinheiro público aquilo que tem lei que autoriza a pagar. Essa lei foi usada de forma errada. Já foi contestada na justiça e vai ter que devolver dinheiro quem recebeu. O prefeito Paulinho não pode pagar o 13º a ele, ao vice e ao secretário porque não tem lei. Esse artigo não dá direito. Está muito claro. Se pagar, tem que devolver. Pra que receber o que não é seu? Nego da Ambulância: Quero parabenizar o Adriano Moreira e dizer que Prefeito não é funcionário público, e, sim, agente político. Com essa economia de quase 100 mil por ano pode se transformar em muita coisa. Falsos agentes de saúde em Lagoa da Prata A Guarda Municipal de Lagoa da Prata recebeu uma denúncia de que duas mulheres estariam circulando pela cidade se passando por agentes de saúde para entrar nas residências. Elas não são conhecidas na comunidade, por isso a GCM pede a ajuda de todos para que elas sejam localizadas. As mulheres podem estar aplicando golpes de es- telionato ou até mesmo planejando algum assalto em residências, principalmente onde idosos moram sozinhos. Caso você receba alguma visita de agente de saúde, que não esteja devidamente credenciado e que não seja conhecido de sua comunidade, comunique imediatamente à Guarda Municipal pelos telefones: (37)3261-4050 e 153.
  • 4. 4 Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 Professores da rede estadual de ensino paralisam os trabalhos por três dias em todo país De acordo com manifestante, por enquanto não há risco de ter greve Os alunos que estudam nas escolas estaduais ficaram sem aulas nos dias 23, 24 e 25 de abril. O motivo foi a paralização dos professores em todo o país. Durante os três dias profissionais da educação se reuniram na Praça da Matriz. Com faixas, carro de som e camisetas personalizadas eles desfilaram pelas ruas do centro de Lagoa da Prata. Dentro do carro de som um dos professores, usando um microfone, explicou para as pessoas que passavam pelas calçadas e em veículos, as principais reivindicações da classe. Segundo a professora Raimunda da Silva Santos, a paralização tem como objetivo reivindicar do governo federal os royalties do petróleo, os 10% do PIB, o tratamento médico, a igualdade de carga horária e a postura das escolas do país. Ela disse que os professores não estão sendo valorizados como na verdade deveriam. “Parece que eles (governantes), se esquecem que nós, profissionais da educação, somos os únicos que formamos outros profissionais. Os médicos, dentistas, policiais e todos os outros profissionais foram instruídos pelos professores, mas por que não temos o mesmo respeito e atenção?”, disse Raimunda. Sinara Maria Luiz Silva, professora de biologia e ciências, disse que Consulta popular aprova permuta de terreno com a Embaré os alunos estão saindo das escolas sem terem aprendido, pois a palavra “reprovação” não existe mais. “Por ordem dos governantes nós, professores, temos que dar uma, dez, trinta chances para que o aluno passe de ano. Os pais olham a caderneta do filho com notas azuis e pensam que eles estão ótimos, mas a realidade é outra. Está difícil mesmo trabalhar. Tem professor amigo nosso que largou a escola pra mexer com rifa”, disse Sinara. Os professores também querem que o governo faça o pagamento do piso salarial nacional, que o ex-presidente Lula sancionou em 2008, e a maioria dos governos estaduais e municipais ainda não pagam, inclusive o de Minas Gerais. Raimunda disse que as escolas estão com falta de professores e em alguns casos os alunos estão ficando até quatro horas dentro da quadra sem aula. Ela afirma que os pais não têm conhecimento disso, mas precisam saber. “O Conselho Tutelar, através de decisão judicial, fiscaliza se os alunos que cometeram alguma infração estão sendo recebidos pela escola e isso é um problema enorme, pois quando o bom aluno está ali na quadra, sem professor e sem aula, ele está correndo o risco de ser aliciado pelo mau aluno. Hoje em dia não adianta dizer que não tem tráfico de drogas dentro da escolas, porque tem sim”, conclui Raimunda. Questionados se há a possibilidade de uma greve, os professores disseram que essa decisão ainda não foi discutida entre a classe. Por hora, a manifestação seria somente a paralização nos três dias. Projeto está em análise em duas comissões na Câmara e deve ser votado nas próximas semanas A maioria dos eleitores que compareceram à Câmara Municipal de Lagoa da Prata para participar da Consulta Popular aprovou o projeto de lei que permite ao Município desafetar uma via pública para permutar com a Embaré. Dos 1.233 eleitores, 1.208 votaram favoráveis. A consulta teve apenas 23 votos contrários, um voto nulo e um voto em branco. O projeto está em análise em duas comissões na Câmara Municipal e deve ser votado nas próximas semanas. O terreno de 2.180 metros quadrados oferecido pela Embaré é suficiente para construir 10 casas populares. As outras 242 casas serão construídas em um terreno de 75.000 metros quadrados adquiridos e pagos pela Administração do prefeito Divininho. Raimunda: “Somos os únicos profissionais que formam outros profissionais”
  • 5. 5 Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 Plano Minasprev, da Funerária São Francisco, agora tem clínica médica com preços populares Empresa atende a uma antiga solicitação dos associados e agora oferece consultas médicas de clínica geral e especialistas a preços populares Clínica Médica Minasprev/Saúde Fácil está localizada na rua Joaquim Gomes Pereira, 800, em frente à Prefeitura. O telefone é 3261-6170 O Grupo Minasprev está se consolidando como uma empresa que está presente em vários momentos na vida das pessoas, principalmente quando elas mais precisam de apoio. Da assistência funeral à assistência na saúde. Por meio do Plano Minasprev/Funerária São Francisco, os associados e seus dependentes têm direito a utilizar uma farmácia e um laboratório exclusivos, todos com preços populares, e um serviço funeral completo. A novidade agora é a Clínica Médica Minasprev/ Saúde Fácil, o mais recente benefício oferecido às famílias que já está em funcionamento. A iniciativa tem todos os requisitos para ser um diferencial na saúde de Lagoa da Prata: é um empreendimento que leva a assinatura do Grupo Minasprev, tem preço popular, qualidade no atendimento e credibilidade técnica. O diretor-técnico da clínica é o médico otorrinolaringologista Dr. Daniel Bernardes Araújo. De acordo com o Diretor-Executivo do Grupo Minasprev, Diego Andrade Alarcon, os clínicos gerais estão atendendo três dias por semana. “Os atendimentos são nas segundas, quartas e quintas-feiras na parte da tarde. As outras especialidades irão atender em seus consultórios próprios, porém, o agendamento precisa ser feito diretamente na Clínica Médica Minasprev/Saúde Fácil. Em breve, teremos todas as especialidades atendendo dentro da clinica para facilitar para o associado. Nosso objetivo é tornar o acesso à saúde cada vez mais fácil para as pessoas”, disse Alarcon. Todos os associados e seus dependentes podem utilizar a Clínica Médica Minasprev/Saúde Fácil. Aparecida Pereira Delfino é associada ao Plano Minasprev desde 1998. Ela já utilizou a Clínica Médica Minasprev/Saúde Fácil e fala de sua experiência. “Foi muito bom. Facilitou muito a vida da gente em matéria de atendimento médico. Foi um benefício muito grande, pois uma consulta normal custa o Diego Alarcon, Diretor Executivo do Grupo Minasprev triplo do que paguei. Para nós é de grande valor esta empresa. É um grupo muito grande, muito forte que veio para Lagoa da Prata. Para as famílias foi uma das melhores coisas que aconteceram aqui na cidade em termos de saúde. A gente agradece muito ao Érico por vir para Lagoa da Prata”, disse Delfino. BENEFÍCIOS O Grupo Minasprev é uma empresa que cresce na medida em que oferece benefícios para as pessoas, proporcionando mais qualidade de vida. A empresa nasceu em 1996 com a inauguração em Lagoa da Prata da Funerária São Francisco, que trouxe para a região um serviço funerário de qualidade supe- rior e preço justo, de modo que estivesse ao alcance de famílias de qualquer poder aquisitivo. Em seguida veio a implantação do Plano Minasprev, que acabou com uma preocupação recorrente na época quando falecia um familiar. Os enlutados se preocupavam tanto com o funeral quanto com as altas despesas decorrentes dele. Com o plano, as famílias ficaram isentas de despesas financeiras, estando cobertas de um serviço funerário completo, mediante o pagamento de uma pequena parcela mensal. Em 2008, veio a inauguração da Drogaria Minasprev com preços populares, que se tornou a maior farmácia de Lagoa da Prata. A empresa vai inaugurar uma filial na cidade de Bom Despacho no início do próximo mês. No ano passado, o Grupo Minasprev ofereceu outro benefício na área de saúde com a inauguração do Laboratório Minasprev, cujo diferencial é a tecnologia aplicada na realização dos exames e preço baixo. E agora, com a inauguração da Clínica Médica Minasprev/Saúde Fácil, a empresa atende o desejo mais antigo dos associados: ter mais facilidade no acesso à saúde. Na entrevista ao lado, o presidente do Grupo Minasprev, Érico Ricardo Matucuma, fala sobre o crescimento da empresa: Aparecida Delfino: “Facilitou muito em matéria de atendimento médico. Para as famílias foi uma das melhores coisas que aconteceram em Lagoa da Prata na área da saúde” ENTREVISTA: Érico Matucuma Jornal da Cidade: Quando o Sr. montou a Funerária São Francisco, em 1996, imaginava que a empresa iria participar de vários momentos na vida das pessoas? Érico: Meu sonho quando criança era ter uma funerária. Quando trouxe a funerária, o objetivo sempre foi o de servir à população, de dar conforto e estender a mão no momento em que elas mais precisassem. Acredito que quando a gente faz o que gosta e promove o bem estar das pessoas, o crescimento é inevitável. E hoje temos esta missão em todas as nossas empresas, de servir sempre. Jornal da Cidade: O Sr. atribui o sucesso da empresa a quê? Érico: Nossa missão é oferecer benefícios que tragam mais valor à vida das pessoas. Nós fazemos parte de uma empresa que respeita as pessoas, que ouve as pessoas, que estende a mão às pessoas. Temos um compromisso público de sempre oferecer serviços essenciais para as famílias com qualidade garantida e preço justo. E as pessoas, do outro lado, reconhecem e apoiam o nosso trabalho. Isso é muito gratificante. Jornal da Cidade: É verdade que os associados realmente pediram para instalar uma clínica médica com preços populares? Érico: Não só a clínica, mas a drogaria e o laboratório também. E sempre ao implantar um serviço a gente já pensa no próxi- mo benefício que vamos oferecer. A Clínica Médica Minasprev é um pedido antigo dos associados que agora conseguimos atender. E já estamos pensando no próximo empreendimento, que também é um pedido dos associados. Jornal da Cidade: Qual será a próxima empresa? Érico: Não posso falar, por enquanto. Não será na área de saúde, mas posso dizer que é em um segmento essencial, de primeira necessidade, que todas as pessoas precisam. Jornal da Cidade: Quem vê o Grupo Minasprev tão sólido atualmente, às vezes não sabe quais foram as dificuldades para conquistar este espaço. Érico: É verdade! Quando montei a funerária eu tinha apenas um carro velho, um pouco de capital e um cômodo alugado. Mas tinha de sobra muita vontade e disposição em servir as pessoas. Muitos sonhos e projetos também. Eu dormia em um colchão, no chão, no meio da sala de urnas, quando a funerária estava instalada na avenida Brasil, onde hoje é uma loja de motos. Eu não tinha outra alternativa. Já teve ocasiões em que eu tinha dinheiro somente para pagar o aluguel do imóvel, não sobrava para comprar uma mistura para o almoço. Comia arroz, feijão e ovo. Mas Deus sempre me deu força para vencer os desafios e fé para acreditar no meu sonho. Acredito que a fórmula Deus, trabalho e amor é infalível. Pode ter certeza que vai dar certo.
  • 6. 6 Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 DIABETES: Uma doença silenciosa que corrói o corpo humano O Brasil tem cerca de dez milhões de diabéticos e acredita-se que metade possui a doença sem conhecer o diagnóstico. Existem dois tipos básicos de diabetes: O Diabetes Tipo I ocorre principalmente na infância e adolescência e juntamente com o diabetes gestacional reponde por apenas dez por cento dos casos, enquanto que o diabetes tipo II representa noventa por cento dos casos e geralmente acomete pessoas com idade maior que 40 anos; mas nos últimos tempos tem se notado um aumento do diabetes tipo II em criança e jovens devido aos hábitos alimentares e ao sedentarismo. Neste texto vamos tratar especialmente do diabetes tipo II. Existem dois grandes problemas no controle da doença. O primeiro é o diagnostico. Por falta de realizar um simples exame de sangue que dosa a quantidade de açúcar (glicemia), muitos portadores do diabetes tipo II permanecem por anos com a doença sem saber que ela leva a sérias complicações antes mesmo de ser descoberta. O segundo e grande problema enfrentado no controle da doença é que após o diagnostico muitos portadores do diabetes não aderem ao tratamento e a mudança de hábitos alimentares e estilo de vida. O controle do diabetes pode ser sustentado em um tripé: Medicamentos, alimentação e atividade física. Medicamento: Alguns portadores do diabetes tipo II precisam usar medicamentos que diminuem os níveis de glicose no sangue e esta é a parte do controle onde existe maior adesão dos portadores da doença. O SUS permite fácil acesso a essa medicação e geralmente o portador do diabetes não encontra dificuldade em fazer seu uso. Alimentação: Este é o grande problema enfrentado por portadores do diabetes. Principalmente no diabetes tipo II que acomete pessoas geralmente acima dos 40 anos e que já trazem consigo há- bitos alimentares de uma vida, encontram grande dificuldade em mudar. A falta de orientação quanto ao que se pode ou não comer é comum e muitos acham que não comendo mais doce ou alimentos que contenham açúcar é o bastante. Mas isto não é verdade! É preciso saber que quase tudo que comemos após a digestão e absorção no estomago e intestino isto será transformado em açúcar pelo organismo. Os portadores do diabetes, principalmente as pessoas mais simples e com menos informação, acabam tendo grande dificuldade em saber o que deve e o que não deve fazer parte da alimentação diária e principalmente, a quantidade certa dos alimentos permitidos. Na verdade o bom seria se todo portador do Diabetes fosse orientado por nutricionista para que esse adequasse a sua dieta diá- ria para uma vida saudável. Mas o que todos precisam saber é que o portador do diabetes precisa se alimentar em intervalos pequenos, geralmente a cada 3 horas. Além disso, deve dar preferência as frutas, verduras, legumes e castanhas. Deve comer pouco ou quase nada de arroz, pães, biscoitos, bolos, macarrão, batata, mandioca, beterraba e farinhas. Açúcar e doces devem ser retirados completamen- te por aqueles pacientes que tem maior dificuldade no controle da doença. É preciso salientar que após o diagnóstico do diabetes é preciso iniciar logo o tratamento e a mudança de hábitos alimentares. Outra confusão comum, geralmente praticada por portadores do diabetes, é na escolha de produtos DIET e LIGHT. É preciso esclarecer que o diabético deve usar sempre o produto DIET, pois este é um produto que não contem açúcar. Já o produto LIGHT contém apenas uma redução de cerca de 30% em sua quantidade de calorias sendo mais indicado nas dietas para perda ou manutenção de peso ou dieta saudável. Portanto o diabético deve optar sempre pelo produto DIET ou ZERO AÇUCAR e o mercado oferece uma enorme variedade desde sucos, refrigerantes, doces diet, massas para bolos, sorvetes, chocolates, etc. Continuaremos o assunto na próxima edição. INFORMATIVO INSTITUCIONAL DEPUTADO APOIA MAIS RECURSO PARA SAÚDE O Deputado Tiago Ulisses participou recentemente da audiência pública realizada em Passa Quatro com o objetivo de intensificar a campanha em apoio ao projeto de lei de iniciativa popular que determinará o repasse de no mínimo 10% da receita corrente bruta da União em saúde. A reunião, promovida pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, integra a campanha Assine + Saúde e contou também com a participação do presidente da Assembleia, deputado Dinis Pinheiro. Como a saúde sempre foi uma bandeira do seu mandato, Tiago Ulisses considerou este movimento extremamente importante para tornar o atendimento mais humano. “Infelizmente a saúde no Brasil não tem sido tratada com prioridade. Essa campanha lançada pelo Deputado Dinis Pinheiro é mais que oportuna e demonstra sua sintonia com o sofrimento do nosso povo. Espero Foto Guilherme Bergamini / Assembléia Legislativa que o Governo Federal divida de forma justa com os municípios e os estados a responsabilidade de investimento na saúde”, opinou o Deputado. Na audiência pública frisou-se a impor- “Faço um apelo aos amigos de Lagoa da Prata e região que procurem participar assinando o projeto e peçam aos parentes e amigos que também o façam” . Deputado Tiago Ulisses tância da participação popular no debate e na assinatura ao projeto. De acordo com o Presidente da Assembleia, até o momento já foram colhidas 400 mil assinaturas. Para que o projeto possa ser apresentado no Congresso Nacional, são necessárias 1,5 milhão de adesões em pelo menos cinco Estados. “Faço um apelo aos amigos de Lagoa da Prata e região que procurem participar assinando o projeto e peçam aos parentes e amigos que também o façam. Na Assembleia Legislativa há um posto fixo de coleta de assinatura. Para aqueles que têm acesso à internet, podem assinar por meio de formulário padrão disponível no Portal da Assembleia. Para preencher, é necessário informar nome completo, endereço e título de eleitor. Após preenchimento, o formulário deve ser enviado para a Assembleia”, conclamou Tiago Ulisses.
  • 7. 7 Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 Autoridades, empresários, funcionários e profissionais liberais de nossa cidade e região acompanharam, entre os dias 16 e 18 de abril, o 7° Encontro Empresarial de Lagoa da Prata, realizado pela ACE/CLD-LP e seus parceiros SEBRAE, LAGOACRED, CREDIPRATA, Prefeitura Municipal, SOMMUS Automação Comercial, Paróquia São Carlos Borromeu e Savana Comunicação e Marketing. O evento contou com a participação de mais de 700 pessoas em cada um dos dias. Este ano a ACE/CDL-LP teve o prazer, mais uma vez, de trazer aos seus associados e demais presentes o que há de melhor no mercado. Contamos este ano com três palestrantes de alto nível, com destaque nacional e internacional: ALDO NOVAK MÁGICO RENNER LEILA NAVARRO O presidente da ACE/ CDL-LP Valdir José de , Andrade, em seu discur- Aldo Novak: Sua palestra não é só motivadora, na verdade é uma bússola que podemos usar. Ele nos mostrou que só perderemos a direção se quisermos. A palestra Paulo Roberto, Dr. Geraldo de Almeida, Aldo Novak e Valdir Andrade so de abertura, agradeceu o apoio dos parceiros, equipe de colabores da entidade e a todos os presentes. Ele ressaltou a importância da participação das empresas em eventos como esse, que visa preparar e capacitar cada profissional em seu mercado. Segundo o presidente, o Encontro Empresarial de Lagoa da Prata foi um sucesso, isso por que todos abraçaram mais uma vez a ideia. “Todos os resultados alcançados só foram possíveis graças ao esforço e dedicação de todos os envolvidos”, disse Valdir. O evento foi prestigiado por estudantes e visitantes de cidades vizinhas. Foram 52 estudantes da Unifor, de Formiga, e 32 estudantes da IFMG Campus Bambuí. muda nossa forma de encarar a vida, nos faz refletir e ter vontade de mudar. Aldo é conhecido pelas palestras energizantes e motivadoras. Mágico Renner. Sempre com humor, estilo e irreverência. Ele compartilhou e emocionou o público com sua história de vida. A palestra motivacio- Agregado ao 7° Encontro Empresarial foi realizado o curso de gestão comercial, ministrado pelo diretor e proprietário da Amadurecer Consultoria, Sr. Luciano Rodrigues. Os temas foram: 16/04 – Módulo 01 – “Conhecendo vendas” 17/04 – Módulo 02 – “Aprimorando vendas” A ACE/CDL tem uma preocupação fundamental com o lado social nal do mágico Renner tem como objetivo aumentar o processo de incorporação de informações e, através da “mágica” o público é levado à reflexão em um formato diferente. O evento teve em sua abertura a apresentação do grupo de dança Núcleo Artístico Floresta-”Flashmob”. Leila Navarro: É a alegria em forma de pessoa. Uma ótima palestra motivacional interagindo os assuntos abordados com o público. Ela mostrou a todos a im- portância de se quebrar paradigmas que nos limita. Ensinou como aflorar desejos de sermos nós mesmos: “PODEROSOS”. ACE/CDL-LP agradece a todos os patrocinadores: SEBRAE, LAGOACRED, CREDIPRATA, Prefeitura Municipal e o apoio da SOMMUS Automação Comercial, Paróquia São Carlos Borromeu e SAVANA Comunicações e Marketing. Obrigado a todos que contribuiram de alguma forma para realização do 7° Encontro Empresarial.
  • 8. Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 Apae de Lagoa da Prata realiza Fórum regional Aconteceu na APAE de Lagoa da Prata no dia 06 de abril o II Fórum Regional de Autogestão, Autodefesa e Família. O Fórum é um espaço de discussão e participação da pessoa com deficiência intelectual e múltipla e sua família. Ele tem como principal objetivo proporcionar reflexão, discussão e participação dos três atores que compõe a APAE: pessoa com deficiência; familiares; profissionais/gestores. O tema discutido foi “Tecnologia Assistiva e a Promoção da Inclusão Social”. O palestrante foi Dr. Eduardo Barbosa, Presidente da Federação das APAEs de Minas Gerais e Arquivo APAE O fórum é um espaço de discussão e participação da pessoa com deficiência intelectual e múltipla e sua família Deputado Federal, que falou da importância da Tecnologia Assistiva, que promove a funcionalidade das ações das pessoas com deficiência intelectual e múltipla, tornando-as participativas, independentes, com uma melhor qualidade de vida e promove a sua inclusão Social. Participaram do fó- rum representantes das Apaes de Divinópolis, Japaraíba, Oliveira, Santo Antônio do Monte, Pimenta, São Francisco de Paula, Arcos, Bambuí, For- miga, Iguatama, Paíns e Itaúna; autoridades locais, familiares, profissionais, gestores e comunidade em geral. Na oportunidade aconteceu a eleição 8 dos autodefensores representantes da Regional, onde Carlos Roberto dos Santos Júnior e Rosa Angela de Oliveira, ambos de Lagoa da Prata, foram eleitos neste fórum para representar a região no Fórum Estadual concomitante com o Congresso Estadual em Belo Horizonte, no período de 11 a 13 de outubro de 2013. A Presidente da APAE de Lagoa da Prata, Sra. Isamim Couto Gonçalves Coelho, diretoria e funcionários agradecem a todos que colaboraram na organização e realização deste fórum Regional que fortaleceu ainda mais o Movimento Apaeano. Escola de Pais da Apae Aposentado recebe donativos envolve família e profissionais para tratamento do filho A Escola de Pais é um projeto vinculado a Federação Nacional das APAEs que tem como objetivo o fortalecimento e a qualificação dos pais e familiares facilitando uma atuação responsável deles para com seus filhos com deficiência intelectual e múltipla. A proposta da Escola de Pais parte de uma visão integradora entre APAE, família e pessoa com deficiência, permitindo que todos compartilhem, se sintam corresponsáveis e participem tanto do cotidiano da própria Instituição, quanto dos objetivos da sua proposta. Diante deste projeto alguns profissionais da APAE de Lagoa da Prata fizeram a capacitação em Belo Horizonte para implementação do mesmo na instituição. Os pais foram sensibilizados quanto à importância de sua participação em adquirir conhecimentos quanto aos direitos e deveres de seus filhos. No dia 19 de fevereiro de 2013 as aulas foram iniciadas e o projeto implantado. Atualmente 15 Arquivo APAE O curso tem a carga horária de 120 horas pais frequentam a Escola de Pais, que acontece de duas a três vezes ao mês, na manhã de quintas-feiras. O curso tem a carga horária total de 120 horas. O conteúdo programático é composto por temas modulares e disciplinas. A metodologia é realizada com exposições dialogadas, análise de casos, vivências, relatos de atividades, entre outros. O sistema de avaliação é através de prova de conhecimento, frequência, participação, atividade complementar e para obter a certificação é necessário 75% de frequência e 70 pontos de aproveitamento. “Sendo a primeira turma da Escola de Pais observamos o entusiasmo e interesse dos pais neste projeto. Os professores, que são voluntários, preparam suas aulas com carinho e dedicação e dinamismo. Esperamos que após a formatura da primeira turma, novos alunos (pais e familiares) possam se matricular em 2014, pois a sociedade só será mais justa e igualitária a partir do conhecimento, aplicação das leis vigentes que vedam a discriminação e o preconceito das ditas minorias”, afirma a presidente da Apae, Isamim Couto Gonçalves Coelho. A história do aposentado Wandil Antônio da Silva sensibilizou seis leitores do Jornal da Cidade e uma internauta do Portal TV Cidade que mora em Brasília, no Distrito Federal. O filho do aposentado é um rapaz que desde a infância sofre com problemas mentais. Criado apenas pelo pai, Matheus tem crises de comportamento e Wandil não tem condições, nem financeiras e nem de saúde, para cuidar dele. O pai ainda tem uma filha adolescente e passa por dificuldades para sustentar a família. Foi repassado ao aposentado na sexta-feira (19) duas cestas básicas, todos os medicamentos que Matheus precisa usar diariamente e a quantia de R$ 284. Desse Fotos Adriano Santos “Hoje eu choro de gratidão por saber que eu não estou sozinho”, disse Wandil Antônio da Silva valor R$ 200 foram doados por uma mulher que mora na cidade de Brasília e assistiu a entrevista com Wandil pelo Portal TV Cidade na internet. O aposentado, emocionado, disse que ainda existem pessoas de bom coração. “Eu tenho que pedir a Deus que ilumine cada uma dessas pessoas que me ajudaram. Essa ajuda vai me valer demais. Hoje eu choro de gratidão, por saber que eu não estou sozinho e que posso contar com as pessoas para me ajudar”, disse Wandil. Segundo ele, o filho Matheus ainda precisa fazer um exame detalhado de visão para que possa ser operado. Seu filho está com um sério problema no olho direito. Ele disse que o encaminhamento do exames já estão sob os cuidados da Secretaria de Saúde.
  • 9. Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 Tratamento dentário de qualidade e preço justo 9 Inaugurada em Lagoa da Prata a Uniodonto, a maior cooperativa odontológica do Brasil Com o apoio da Lagoacred, doze dentistas em Lagoa da Prata se uniram para oferecer aos cooperados da instituição financeira tratamentos dentários com a qualidade de um atendimento particular e preço baixo. Os profissionais aderiram à maior cooperativa odontológica do Brasil, a Uniodonto, que agora conta com escritório em Lagoa da Prata, Arcos e Santo Antônio do Monte. A proposta é atender também aos funcionários de qualquer empresa e à população, de um modo geral, por meio da comercialização de planos que será feita pela Lagoacred. Por uma mensalidade de R$ 24,90, o cliente tem acesso ilimitado a restaurações, tratamento de canal, prótese e periodontia (tratamento de gengiva). “Oferecemos um atendimento particular por um preço acessível. Teremos um preço especial para alguns procedimentos (como o implante e clareamento estético) que o plano não cobre, mas que poderão ser parcelados pela Lagoacred”, disse o presidente da Uniodonto em Lagoa da Prata, Dr. Edmilson Almides dos Santos. De acordo com o presidente, outro diferencial do plano oferecido pela Uniodonto será a rapidez no atendimento. “Não vai haver fila de espera. O atendimento é feito no consultório particular do dentista de preferência do cliente”, explica Almides. Fotos Alisson Moura INAUGURAÇÃO A inauguração da Uniodonto em Lagoa da Prata contou com a presença de vários dentistas, representantes da Lagoacred, convidados e do presidente da Federação de Minas Gerais da Uniodonto, Dr. Mauro Luis Correia Alves. “A Uniodonto existe há 40 anos. Possuímos vinte mil dentistas e atendemos a quase três milhões de usuários no Brasil. Atendemos as melhores empresas, inclusive bancos e multinacionais”, disse Alves. O Diretor-Administrativo da Lagoacred, Júlio Cesar Vaz, ressaltou a importância da parceria firmada com a Uniodonto para os cooperados. “A cidade vai ganhar muito com esse projeto. A estrutura da Uniodonto no país é extraordinária, tem excelentes profissionais. Será uma forma de atender a todos os lagopratenses com qualidade e preço justo”, afirma Vaz. UNIODONTO A Uniodonto foi fundada em 1972 com o compromisso de oferecer serviços de qualidade a preço justo, democratizando o acesso da população aos consultórios odontológicos. É a maior rede de atendimento no Brasil e está presente em mais de 1.300 municípios. Todo o sistema Uniodonto está interligado on-line, através de uma Descerramento da placa de inauguração Os funcionários Gabriela, Márcia e Paulo Otávio DENTISTAS ASSOCIADOS EM LAGOA DA PRATA Dra. Alessandra dos Anjos Almeida Clínica Geral e Ortodontia R. Alexandre B. Primo, 899, Centro. Tel: 3261-1925 Dra. Ana Maria Oliveira Leopoldino Periodontia-Dentística Av. José Ber. Maciel, 245, Centro. Tel: 9909-4193/3261-8731 Dr. Ivan Andrade, Superintendente da Uniodonto Centro-Oeste de Minas; Eustáquio Climaco, Gerente Administrativo/Financeiro; Dr. Mauro Luis Correia Alves, Presidente da Federação de Minas Gerais da Uniodonto e Dr. Edmilson Almides dos Santos, Presidente da Uniodonto Centro Oeste de MG Dr. Carlos Eduardo de Morais Cirurgia Ortognática, Cirurgia de Sisos. R. Espírito Santo, 706, Centro. Tel: 3261-1225 Dra. Daniela Andrade Campos Periodontia (tratamento de gengiva) R. Joaquim G. Pereira, 461, Centro. Tel: 3261-2779 Dr. Edmilson Almides dos Santos Clínico Geral, Ortodontia, cirurgia de sisos, clareamento a laser. R. Espírito Santo, 706, Centro. Tel: 3261-1225 Júlio Vaz, Hélder Jaime, José Rezende e Júlio Marcos, representantes da Lagoacred. Ao fundo, Eustáquio Climaco Dr. Evaldo Abrão Gribram Clínico Geral, Ortodontia e Prótese. Av. Brasil, 1164, B. Marília. Tel: 3261-2722 Dr. Jorge Antônio Gibram Clínico Geral, Implantes, Endodontia (tratamento de canal) R. Joaquim G. Pereira, 396, B. Américo Silva. Tel: 3261-4101 Dr. Marcos Cândido Alves Ortodontia, implantes, clareamento e cirurgia de sisos R. Joaquim G. Pereira, 461, Centro. Tel: 3261-2779 Dra. Alessandra, Dr. Reinaldo e filho; Dra. Silvana, Dra. Ana Maria e Dr. Edmilson Almides dos Santos na cerimônia de inauguração da Uniodonto infraestrutura de alta tecnologia, permitindo o rápido acesso às informações, orientações e ao atendimento propriamente dito. O cliente Uniodonto é atendido pelo dono da cooperativa, o que estabelece um padrão de excelência que gera a maior fidelização da rede prestadora no setor de odontologia suplementar. A Uniodonto possui uma Auditoria Clínica, diminuindo a necessidade de exames radiológicos para fins comprobatórios. A cooperativa mantém serviço permanente de auditoria, agendada por iniciativa própria, a pedido do beneficiário ou da empresa contratante. A auditoria também é utilizada para a sensibilização do beneficiário quanto à forma correta de utilização do plano e avaliação do grau de satisfação. Dr. Mauro Luis, Presidente da Uniodonto em Minas Gerais: “Atendemos a quase 3 milhões de usuários no Brasil” Dra. Naila Rezende Nogueira Nascimento Clínica Geral, Dentística e Endodontia (tratamento de canal). R. Luiz Guadalupe, 459, Centro. Tel: 3261-9525 Dr. Osório A. F. Júnior Ortodongia Av. Isabel de Castro, 250, Centro. Tel: 3261-2863 Dr. Reinaldo Araújo da Cruz Clínico Geral, Endodontia (tratamento de canal) R. Alexandre Bernardes Primo, 899, Centro. Tel: 3261-1925 Dr. Thiago Rodrigues Aguiar Traumas de faces (fraturas da mandíbula e maxilar), Cirurgia Ortognática R. Espírito Santo, 706, Centro. Tel: 3261-1225 Escritório da Uniodonto em Lagoa da Prata R. Espírito Santo, 669, Centro, Lagoa da Prata Tel: 3262-2012 www.uniodonto.com.br
  • 10. Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 10
  • 11. Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 11
  • 12. Jornal da Cidade - 27 de abril a 10 de maio de 2013 12